Observatório Alviverde

01/01/2018

QUE SEJA MAIS BRANDO ESTE ANO DE 2.018.


Quem chega à idade que cheguei em pleno gozo de seus melhores atributos de consciência, sabe, perfeitamente que a sua vida está, muito mais, para urubu do que para colibri. 

Em relação a mim, de há muito concluí isto, mas enquanto a vida não me leva sou teimoso e continuo levando a vida...

Espero poder estar neste plano material ainda por muitos anos, para viver com minha família, conviver com meus amigos e para desfrutar das vitórias e títulos do meu, do seu, do nosso e do vosso mui amado, idolatrado, salve salve, Palmeiras.

A propósito, ouvi, ontem, no toca-discos de meu carro, u'a música maravilhosa na voz do incomparável e inigualável Francis Albert Sinatra, o maior e o melhor cantor de minha geração e das adjacentes, seguramente um dos melhores de todos os tempos. 

O inesquecível e inolvidável Frank, então, cantava My Way. 

A emoção que senti foi inenarrável, impelindo-me a parar o carro para ouvir e "curtir" essa melodiosa obra prima da música popular mundial.

Só então caí em mim e relembrei que My Way sintetiza a história de minha vida, eu que deixei a casa dos meus pais aos 17 anos e fui para o mundo em busca dos meus sonhos profissionais, pessoais, e de minha felicidade. 

Hoje, orgulho-me em proclamar a tudo e à todos que após muita luta os encontrei em plenitude e, o que é muito mais importante, sem me humilhar, me aviltar ou transgredir as regras da moral e da decência!

Em razão disso e da data favorável, não contive um impulso de publicar como mensagem de virada de ano a minha versão livre da tradução dessa canção.

É a mesma que há tantos anos (mais de vinte) eu houvera produzido e que jazia oculta e despercebida nas páginas amareladas de uma agenda antiga, a qual ressuscitei, direcionando-a para os palmeirenses de maior sensibilidade.

Originariamente francesa, supostamente americana, a música "Comme D'habitude" que acabou virando My Way, teve os seus direitos adquiridos pelo suposto americano Paul Anka, que, na prática e na vida real era um canadense.

Além da compra dos direitos pagos a quatro franceses entre autores, co-autores e interessados e empresários, Anka criou uma nova roupagem artística para a música, elaborou uma nova letra, uma nova orquestração providenciou uma nova interpretação e regravou-a.

Para ter certeza de que o sucesso seria certo, convidou um suposto italiano, na prática americano, Frank Sinatra, "The Voice", para que gravasse a melodia que passou a ser denominada My Way e que explodiu nas paradas musicais de todas as rádios e tvs  do planeta naquela época. 

Quem tiver sensibilidade leia, medite, raciocine, "curta", sinta, e, se possível, ouça paralelamente a melodia de My Way conferindo a minha tradução essencialmente LIVRE que pode consubstanciar o modo de vida de muitos palmeirenses.
========================================

MY WAY (Da minha maneira, do meu modo)

Agora que o fim está próximo eu já me preparo para enfrentar a cortinada final do derradeiro ato de minha vida...

Amigo, vou lhe relatar claramente o meu caso, falar tudo a meu respeito e lhe contar eventos de minha vida, certo de que estive quase sempre certo em minhas ações.

Vivi uma vida rica e plena, percorri todas as estradas da vida e mais, muito mais do que isso, eu fiz tudo o que me coube fazer, sempre de meu jeito, de meu modo e à minha maneira.

Arrependimentos eu tive alguns mas são tão poucos para que eu sequer os mencione...
 
Eu fiz tudo o que tinha de fazer e fiz de tudo, sem exceções...

Planejei cada rota, cada atalho e cada passo e fui sempre cuidadoso ao longo do meu caminho de minha vida...

E mais, muito mais do que isto, eu fiz tudo de meu jeito, do jeito que eu quis!

Tudo bem, reconheço, houve momentos, todos perceberam, em que quis ter mais do que poderia ter, quando eu abocanhei mais do que poderia engolir...

Mas sempre que eu não tinha certeza de que conseguiria engolir eu mastigava, cuspia o excesso e seguia a jornada...

Assim, enfrentei tudo, continuei de pé e fiz o que fiz tudo o que fiz, sempre de meu jeito!

Eu amei, eu ri, chorei, também falhei e tive até a minha quota de derrotas...

E agora que as lágrimas raramente vêm aos meus olhos eu acho tudo tão divertido..

Pensando bem, puxa, eu fiz tudo o que eu fiz e  sem nenhuma timidez!

Eu? Quem? Eu?

Eu fiz tudo o que eu fiz do meu jeito e o que eu fiz já está feito enfim.

Para que serve um homem se ele não passa daquilo que ele é, isto é, quase nada?

O que um homem tem, na verdade, senão a si mesmo, para dizer as coisas que ele quer propagar e transmitir, isto é, aquilo que ele verdadeiramente sente e não ter de se ajoelhar ou implorar para fazê-lo?

Meu passado mostra, você pode constatar, que apesar de eu ter tomado tantos golpes eu fui em frente e fiz tudo do meu jeito, à minha maneira!  (AD)
=====================

A TODOS VOCÊS E AO NOSSO QUERIDO AMADO E IDOLATRADO SALVE SALVE PALMEIRAS UM GRANDE E PERFEITO ANO DE 2018 COM MUITA PAZ, MUITOS TÍTULOS, MUITAS REALIZAÇÕES E MUITAS ALEGRIAS! (AD)

Feliz 2018 a todos os amigos do OAV!

Se quiser e achar conveniente, 

COMENTE
 

5 Comentários:

  • Às 1 de janeiro de 2018 07:11 , Anonymous Sei de Tudo 2018 disse...

    Claro, não a operadora, mas sim a sempre conveniência, não a de posto de combustível, e sim a habitual vontade de comentar neste queridissimo blog ao qual aprendi a amar ainda no ano que acabou de passar.
    Eu digo, aliás, escrevo com orgulho e satisfação:
    Grande, não o Alexandre, mas você mesmo Alcides e demais constelações do blog, todos, sem exceção. Como diz o título, não de capitalização, mas do post mesmo, que realmente seja brando, não o Marlon, mas este 2018 que acabou de ser parido. Seja brando em nossas vidas e seja intenso ao nosso amado Palestra.
    Feliz 2018 à todos. Este são os votos, não dá eleição, mas sim de Sei de Tudo para com o Alcides e ao panteão de amigos colaboradores aqui do blog.
    AVANTI BLOG. AVANTI BLOGUISTAS. AVANTI PALESTRA. AVANTI 2018.

     
  • Às 1 de janeiro de 2018 09:14 , Blogger Boca dura disse...

    Parabéns
    Mestre alcides pelo texto e pela tradução como voce disse e um texto livre mas se nao foi ao pe da letra com certeza ficou melhor que o original

     
  • Às 1 de janeiro de 2018 16:23 , Anonymous Fernando disse...

    Seremos vencedores de tudo o que viermos a disputar, coisa de palmeirense acéfalo? Podem até dizerem isto, mas este ano não temos como errar como ano anterior, temos melhor elenco ou melhor dizendo ainda melhor do que em 2017 e com toda certeza o melhor time. Gambás venceram por ajuda indiscriminada dos homens do apito amigo, onde todos os times que fariam frente deram prioridade a outros campeonatos a verdade é esta, sendo que os marginais haviam sido eliminados dos outros com exceção ao brasileiro, já que liberta só pela tv.
    Quero ver este ano falido e devendo o mundo e fundo...como será!!!
    Avanti Palestra!!!

     
  • Às 1 de janeiro de 2018 17:36 , Blogger Ester Abea disse...

    amigos e amigo Alcides:

    Alcides: que bonito! já tinha ouvido trechos da música, mas sequer imaginava que continha tantas coisas bonitas

    Aliás, por falar em coisas bonitas, a amizade que une a todos em volta da gloriosa SEP é algo bonito.

    Torço(e imploro a Deus) por um ano ameno a todos nós(como falou o nosso Sei de tudo).

    Quanto ao Palmeiras, meu entendimento é que Deus não interfere no campo. Nao pedirei para a bola bater na trave e entrar, rsss.
    Ao Palmeiras(e ao Brasil) peço que o Senhor dê sabedoria aos dirigentes.

     
  • Às 1 de janeiro de 2018 21:41 , Anonymous Japa Verde! disse...

    Feliz 2018 a todos!!Que possamos TER mais paz, saude, luz, sucesso, dinheiro e amor...
    Mas, sobretudo que possamos SER mais... mais generosos, mais amigos, mais resilientes, mais inteligentes, mais conscientes, mais fortes e mais magros! rsrsr!!
    Abs a todos!!

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial