Observatório Alviverde

18/04/14

DEVERIA, KLEINA, SACAR DO TIME LEANDRO, VOLTANDO DA SELEÇÃO?

 


O atacante Leandro está servindo a Seleção Sub-20, também denominada "Pré-Olímpica"! 

Concentrada em Mogi das Cruzes e tendo Gallo como técnico, a seleção faz um jogo-treino esta manhã, tendo como "sparring" um combinado palmeirense, combinado esse que jogará sem Leandro, servindo a própria Seleção.  

 A reapresentação de Leandro ao Palmeiras ocorrerá amanhã, sábado de alelúia, haja vista que, após o jogo-treino a Seleção será dissolvida até uma nova convocação, prevista para 09 de maio tendo em mira o Torneio de Toulon na França, quando o atacante, novamente, poderá ficar vários jogos fora do time do Palmeiras.

Por falar em Leandro, corre a informação -dada por muitos como definitiva- que, como ele não participou das atividades e treinos da semana, Kleina estaria disposto a colocá-lo no banco e testar uma outra formação para o Palmeiras para enfrentar o Criciúma, isto é, aquela que treinou durante esta semana: 

Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Tiago Alves e Juninho; Marcelo Oliveira, Wesley, Bruno César e Valdivia; Marquinhos Gabriel e Alan Kardec.

De minha parte, eu não contaria como favas contadas a saída de Leandro do time titular. 

Por tradição, os técnicos costumam respeitar quem seja convocado à qualquer seleção, sob o lema de que "jogador de seleção, quando volta, não deve perder a posição".

Isso me faz sentir que -independentemente de quaisquer formações tentadas em treinamentos-  Leandro começa jogando ao lado de Kardec, domingo, às 18,30 H contra o Criciúma, no Heriberto Hulse, em Santa Catarina! (Transmissão ao vivo pelo Sportv).

Mesmo reconhecendo que a fase de Leandro não é boa, que o jogador não vem atuando bem ultimamente, tirá-lo do time na volta da seleção, não é uma atitude inteligente.

Além de diminuir -radicalmente-, a autoestima do atleta, desmotiva, desvaloriza, e o coloca mal perante os companheiros, à torcida, à Seleção e ao próprio técnico (Gallo) que o valorizou e o colocou entre os melhores.

Este é um momento especial em que qualquer atleta nas condições de Leandro sente-se com a autoestima lá em cima, na estratosfera, no mais alto dos céus...

Concomitantemente, simultaneamente, oportunamente,  é o momento exato para que Kleina chame-o de lado para uma conversa muito particular e esclarecedora.

Essa é hora H para que ajude o jogador a se autoajustar e a se reencontrar sob todos os pontos de vista, sejam eles de que espécie forem, técnicos, físicos, individuais, gregários, familiares, emocionais ou espirituais. 

Essa -concluo- é "a santa hora desta sexta-feira santa" para a catarse e recuperação completa de um valioso patrimônio do Palmeiras que tem se desgastado um pouco, ultimamente...

É o que Kleina deveria fazer, ele que, além de sabedor, pode mensurar -mais e melhor do que ninguém- o potencial futebolístico de Leandro, um jogador jovem que, se voltar a se motivar, a se esforçar, a se dedicar, e jogar o que jogou em 2013, poderá trazer muitas alegrias à torcida e lucros vultosos ao clube! 

Em meu entendimento, essa atitude de sacar Leandro não deveria ser perpetrada ou adotada, a bem de Leandro, de Kleina, da torcida e do próprio Palmeiras!

Não significa, porém, que se Leandro estiver mal no jogo, ele deva ser, irresponsavelmente, mantido na equipe titular como se fosse o proprietário inalienável da posição e um dos donos do time!

Não me chamem, porém, de incoerente pela frase através da qual vou encerrar este "post". 

Quero deixar bem claro que, reconheço, também, que uma breve excursão ao banco poderia ter o poder de transformar o futebol de Leandro da água para o vinho!

VOCÊ RESPEITARIA A PASSAGEM DE LEANDRO PELA SELEÇÃO E GARANTIRIA AO JOGADOR UM LUGAR NO TIME?

OU ESSA CONVOCAÇÃO VALE BEM POUCO E O TIME QUE INICIARÁ A PARTICIPAÇÃO NO BRASILEIRO 2014 TERIA DE SER AQUELE QUE TREINOU, SEM LEANDRO?

COMENTE COMENTE COMENTE