Observatório Alviverde

18/10/2018

COMO É PRAZEROSO VER O CURICA PERDER O TÍTULO DA COPA DO BRASIL!



A minha emoção, na decisão da Copa do Brasil vencida pelo Cruzeiro, ainda que em cima do Curica, confesso-lhes, foi limitada e contida...

O meu prazer, porém, pela derrota do Curica, não! Absolutamente, não!

Contive a emoção sem fazer força porque consegui ficar sem festejar o título cruzeirense, ainda que fosse conquistado em cima do Curica. 

Definitivamente, além de não nutrir simpatias pelo time mineiro e, em proporções ainda maiores, detestar o Curica, eu não poderia torcer para dois times que disputaram a competição e a decidiram sem o menor mérito, competência e de maneira absolutamente injusta e indevida.

Como eu poderia torcer para ou pelo Cruzeiro, considerando-se o "roubo" (no sentido esportivo da expressão) descarado contra o Palmeiras, perpetrado por um incompetente juizinho mato-grossense de meia pataca e que atende pelo nome de Wagner Reway (Fifa-MT)?

Que ninguém, no Palmeiras, esqueça jamais esse indivíduo, mormente a diretoria, pois se esse incompetente voltar a trabalhar em jogos do Verdão, o time correrá mais riscos de prejuízos ainda maiores!

Fique registrado que as perdas técnicas, financeiras e até as psicológicas que esse indivíduo, completamente despreparado para a função arbitral causou ao Verdão, são incomensuráveis e definitivas. 

Tivesse o Palmeiras uma diretoria atuante no chamado trabalho de bastidores e o incompetente Wagner Reway não apitaria mais nenhum outro jogo do Verdão!

Para não ir tão longe eu prefiro dizer, em relação a essa Copa do Brasil que Wagner Reway foi quem tirou o título do Palmeiras e o cedeu como presente ao Cruzeiro.

Aliás, em relação aos clubes classificados para as semifinais da CdB-18 e aos melhores times brasileiros da atualidade, eu estabeleceria a seguinte hierarquia técnica:

"O Curica é pior que o Flamengo, que é pior que o Cruzeiro, que é pior que o Inter, que é pior que o Grêmio, que é pior que o Palmeiras. 

Portanto dá para que se conclua e coloque tudo em uma única frase:

 "o Palmeiras, além de ter e ser  o melhor time brasileiro da atualidade tem sido, também, aquele que pratica o melhor futebol!"

Depois da constatação, agora a conclusão e a dedução clara e explícita:

"Não fosse o apito parcial e "criminoso" de Reway, quem estaria comemorando o título da CdB e faturado o prêmio de 50 milhões a ser pago ao clube campeão pela CBF, teria sido o nosso "Green-Team". 


Seguisse o futebol a chamada ordem natural das coisas e o campeão desta CdB-18 não teria sido o Cruzeiro, mas o Palmeiras!

Foi por tudo isso que contive a minha emoção, embora sem deixar de desfrutar de ter um enorme prazer por causa da derrota curicana! 

Só uma vitória ou um título do Palmeiras poderiam emocionar-me mais do que qualquer debacle ou do que a própria ruína curicana.

Desta vez, porém, obrigo-me a reconhecer que o meu prazer pela derrota do maior rival, a consequente perda por parte deles da CdB tanto e quanto o fato de ficarem inteiramente fora da Libertadores-19  transcendeu a tudo o que eu podia imaginar.

Continuo sentindo um prazer cruel, muito cruel, tanto e quanto mau, perverso, acima de tudo s-á-d-i-c-o, pela fragorosa derrota curicana que, em última análise, é, por extensão a derrota da maior parte da mídia calhorda e parcial que sem n enhum motivo, tanto protege esse clube

Que continuem assim! Eles merecem! Muito, muitíssimo!

COMENTE COMENTE COMENTE