Observatório Alviverde

16/09/2018

ABRA O OLHO, FELIPÃO!



Não, não digam que estou escrevendo contra a escalação de times alternativos por oportunismo ou coisa assim.

Critiquei Felipão em primeira hora, a partir do momento em que introduziu essa filosofia equivocada de escalar e não reiterei as críticas apenas para não atrapalhar o bom rendimento, até então, do time.

Sei que alguns atletas menos dotados fisicamente, de fato, necessitam às vezes de um descanso, a fim de que possam se recompor fisicamente.

Sei, da mesma forma, que há métodos modernos de aferição da condição física potencial dos atletas e respeito, tenham certeza, os ditames da ciência.

A única pergunta que faço é a seguinte: se um atleta do futebol não tem condições de disputar oito partidas em um mês por que, então, não muda de profissão? 

Não, não, não, absolutamente não, não dá para engolir essa besteira que pode nos custar as três competições que estamos disputando: a Liberta, a Copa do Brasil e, principalmente, o Brasileirão,  todas elas importantíssimas.

Vejam que em relação à Copa do Brasil o Palmeiras, neste momento, está em desvantagem e em posição de inferioridade em relação ao Cruzeiro. 

Considerando-se o peso espiritual, ou, vá lá, psicológico, fator imponderável que dizem não existir mas que sempre se abate sobre o Palmeiras toda a vez que enfrenta o Cruzeiro, mormente em decisões, a decisão atual, em semifinal, contra os mineiros que, em condições iguais entre já seria difícil, torna-se, agora, ainda mais pesada e dificultosa para o Verdão.

Sei que assim como o Cruzeiro, com extrema sorte, derrotou o de maneira imerecida o Verdão no Allianz, o Palmeiras também pode derrotá-los no Mineirão, embora a tradição dos jogos entre os clubes nos ensina que esse é um adversário extremamente difícil de ser derrotado.

Da Copa do Brasil para o Brasileiro, Felipão atirou pela janela a primeira possibilidade de se aproximar ainda mais dos líderes ao, equivocadamente, colocar em campo o segundo time para enfrentar o Bahia em Salvador.

Vejam que, além de ter (com muita sorte e o sacrifício de alguns titulares) marcado passo na tabela, o técnico palmeirense perdeu a possibilidade de entrosar o time principal para o jogo mais importante destes dias, justamente contra o Colo-Colo em Santiago do Chile.

Como pode um time ganhar entrosamento se é mexido jogo a jogo, retirando do grupo toda a condição de ajuste de grupo e aprimoramento de um futebol coletivo?

Como pode um jogador ajustar-se a um grupo sem a necessária estabilidade ouvindo todo dia expressões demagógicas e inapropriadas como "são trinta titulares" considerando-se que o elenco é diverso e não tem dois jogadores acima da média para cada posição?

O elenco do Palmeiras é bom, mas entre ser bom e ser ótimo ou insuperável, há uma grande distância a ser percorrida.

Estou apoiando (apoiarei) Felipão mas que a forma como está tratando as três competições, em meu entendimento, em meu entendimento, repito, em meu entendimento, é equivoca, com o devido respeito as observações diferentes da minha.

Hoje, contra o Bahia, o Palmeiras começou o jogo com a escalação de um time inferior técnica, física e individual ao tricolor bahiano. Por isto sofreu tanto.

Só as entradas tardias de William e, sobretudo, do craque do time, Dudu é que proporcionaram a condição de o Palmeiras beliscar, em última instância, um sofrido empate.

Quero dizer que a  defesa não jogou mal mas, como sempre, aguentou o canjirão malgrado as falhas de Vitor Luís pela ala esquerda, justamente por onde o Bahia criou suas melhores jogadas e fez o gol.

No meio de campo ficou provado que Jean deixou de ser aquele jogador importante de outras temporadas e suas atuações têm sido abaixo das necessidades do time.

Lucas Lima me surpreende negativamente não apenas por esconder-se do jogo, como, sobretudo por evitar as dividas e pela precariedade de sua condição física. Melhor seria substituí-lo por algum juvenil mais bem dotado de fôlego e condições de jogo.

Hyoran  que chegou a me impressionar em alguns jogos atuou, como vem ocorrendo, abaixo da crítica, sem que se possa explicar as razões de sua queda de rendimento.

Mas nenhuma decepção tem sido maior do que Borja que além de não conseguir exercer a função de goleador com a necessária regularidade, perde todas as jogadas pelo alto e não consegue acertar passes a dois ou três metros de distância. Para jogar MAL, Borja precisa melhorar muito, quanto mais para jogar BEM!  

Não, ninguém está aqui para trabalhar contra Felipão e contra o time, mas, apenas, para chamar a atenção do treinador contra a sua velha e conhecida arrogância profissional.

Na verdade, o Palmeiras precisa entrar em campo sempre com o que tem de melhor no elenco e disputar todos os jogos com força máxima, sobretudo por respeito à torcida.

É claro que não somos radicais e entendemos certas substituições pontuais processadas por necessidade de elenco mas o que estamos vendo este ano não é novidade.

Trata-se de mera repetição das bobagens perpetradas por Cuca no ano passado que levaram o Palmeiras a apenas quase chegar nas competições que perdemos no ano de 2017.

Abra o olho, Felipão!

FICHA TÉCNICA
BAHIA 1 x 1 PALMEIRAS
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)

Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro e Eder Alexandre (SC)
Cartões amarelos: Elton (BAH); Bruno Henrique e Lucas Lima (PAL)
Gols:
Gilberto, aos 17 minutos do 1º Tempo (Bahia)
Felipe Melo, aos 33 minutos do 2º Tempo (Palmeiras)

BAHIA: Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Douglas Grolli, Lucas Fonseca e Léo; Elton (Édson), Gregore, Zé Rafael, Ramires e Élber (Marco Antônio); Gilberto (Júnior Brumado)
Técnico: Enderson Moreira

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Luan (Antônio Carlos), Gustavo Gomez e Victor Luis; Felipe Melo, Bruno Henrique (Dudu), Jean e Lucas Lima; Hyoran (Willian) e Borja
Técnico: Paulo Turra

RESUMO:

PERSONAGEM DO JOGO: Dudu, que entrou no segundo tempo e, novamente, resolveu!

CRAQUE DO JOGO: Felipe Melo. É necessário explicar por quê?

COMENTE COMENTE COMENTE
PS - Peço desculpas a todos pela precariedade das postagens. Espero poder normalizar a minha vida e a vida do blog no final deste mês. (AD)

16 Comentários:

  • Às 16 de setembro de 2018 22:16 , Blogger Libertad disse...

    Capitão Alcides, faço das suas palavras as minhas, penso assim também, vai acabar jogando tudo fora, time se monta com constância, quanto mais jogar junto melhor, pior que a imprensa elogia essa de dois times e tem gente caindo nessa.
    Jogamos fora uma grande oportunidade, não seio que esses caras pensam..
    Nei

     
  • Às 16 de setembro de 2018 23:38 , Anonymous Justo e Franco disse...

    Tem moleques do sub -20 pedindo passagem pra jogar no profissional. Meninos do sub -20 que jogam juntos desde o sub - 17 tanto no Palmeiras como na seleção da base, e agora jogam no sub - 20 tanto no Palmeiras como na seleção também, e ganham tudo.
    Se não ganham tudo, chegam em todas os campeonatos brigando pelo título. Quando e onde na história do Palmeiras a base esteve voando? Nunca.
    Será que alanzinho, meia cerebral do sub -20 é pior que o inocuo e insosso lucas lima?
    Felipão vai ter peito de promover moleques bons da base ao time profissional? Duvido.
    Hoje era pra cair matando em cima do bahia e dormir na vice liderança a um ponto dos bambis, mas cadê a ousadia do técnico?
    Acorda gaúcho.

     
  • Às 17 de setembro de 2018 01:19 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Falei mil vezes, e repito. Nem o Barcelona tem dois times. Tenho inquestionável convicção de que os fisiologistas, aqueles que medem dados "imediveis" no corpo dos jogadores são os culpados. Rua, para esses babacas. Até Felipão entrou na onda desses tecnocratas do futebol.

     
  • Às 17 de setembro de 2018 01:21 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...


    Verdade absolutamente verdadeira: "A única pergunta que faço é a seguinte: se um atleta do futebol não tem condições de disputar oito partidas em um mês por que, então, não muda de profissão?"

     
  • Às 17 de setembro de 2018 12:47 , Anonymous Josi disse...

    Não se esqueçam que quem perdeu para o Cruzeiro foi o time titular, também foi o titular que perdeu do Cerro.
    Essa preocupação é relativa.

     
  • Às 17 de setembro de 2018 13:15 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    O que acontece com Lucas Lima ? Fora de posição OU falta de vontade OU ele não é tudo isso ? Confesso que não tenho uma precisa resposta. Mas cravaria as 3 alternativas.

     
  • Às 17 de setembro de 2018 13:18 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Incrível como Dudu é perfeito para driblar, dar o corte e cruzar, pelas pontas. Incrível como Dudu é imperfeito nos cruzamentos. Em 67,9 % dos casos a bola ou bate no zagueiro ou Não Acontece Nada.

     
  • Às 17 de setembro de 2018 13:40 , Blogger Ester Abea disse...

    amigos:

    a. nao vi o jogo, para variar em trânsito

    b. nao podemos desperdiçar chances de ir para a frente

    c. os moços, atletas, nao conseguem jogar 8 jogos/mês...sei, sei. Mas Ademir, Leivinha e cia. jogavam, e ganhavam tudo

     
  • Às 17 de setembro de 2018 13:40 , Anonymous STM disse...

    É sempre frustante não ganhar de time inferior, mesmo jogando fora de casa.

    Mas, eu acredito que a vontade de ganhar do Felipão é igual ou maior que a nossa.

    Também acredito que ele tenha mais informações e experiencia que nós para decidir as escalações.

    A minha única preocupação é do Felipão não estar fazendo as escolhas baseadas em suas próprias convicções, por possíveis pressões internas.


    Respondendo a pergunta com outra:
    Alguém aqui, se fosse jogador do Palmeiras, ganhando R$500k por mês, mudaria de profissão?

     
  • Às 17 de setembro de 2018 13:42 , Anonymous STM disse...

    *frustrante

     
  • Às 17 de setembro de 2018 15:25 , Anonymous Anônimo disse...

    Elementar meu caro Verde Insuperável, querido amigo.
    Lucas Lima é aquele jogador de uma, talvez duas temporadas só. Esmirilhou a bola em 2015, jogou bem em 2016 mas em 2017 já entrou em declínio. Exigir mais de Lucas Lima é gritar no deserto do saara sozinho.
    Também, ganhando 20 mil só de pisar no relvado, como você magistralmente escreve, quem que fica afim de correr? Eu correria, mas é o resto?
    Elaine Lara

     
  • Às 17 de setembro de 2018 16:26 , Blogger Libertad disse...

    Tem uns amebas no Palmeiras que tem que descartar, igual se descarta vaca que não da leite, açougue para elas, já esta comprovado que não servem nem para fazer sabão, insistir é cagada a vista, Vitor Luiz, Tiago Silva e Jean.

    Eu no lugar de Dom Felipe montava um time base com rodizio de três jogadores por jogo.

    Weverton.............Prass...Jailson
    M.Rocha..............Maike
    A. Carlos............Luan
    G. Gomes ............Dracena
    D. Barbosa...........Juniores/base
    F. Mello.............Juniores/base
    B. Henrique..........L.Lima
    Moises...............Scarpa
    Dudu.................Guerra
    Willian..............Hyoran
    Deyverson............Borja...juniores/base

    1- Precisamos contratar um bom volante..
    2-Mudar o nome do papagaio, isso lá é nome de jogador com esse nome não joga nem na Guatemala.

    o resto, rua, caçamba de lixo.

    Nei

     
  • Às 17 de setembro de 2018 22:05 , Blogger Boca dura disse...

    Tivesse ganho ontem hoje seríamos lider

     
  • Às 17 de setembro de 2018 22:17 , Anonymous VICTOR TREDENSKI disse...

    Inter perde pra chape

    agora domingo é força máxima contra o sport

    força máxima viu felipão

    a taça do brasileirão é real

    realissimo

    vamos com força maxima rumo ao que é possvel

    bem possivel

    o brasileirão

    não podemos cometer mais erros

    não há margens mais pra isso

     
  • Às 17 de setembro de 2018 22:21 , Anonymous VICTOR TREDENSKI disse...

    Agora

    impressionante como a hipocrisia da imprensa se manifesta novamente

    a porção rubro-negra do jornalismo esportivo apoia em peso a demissão do Barbieri porque o Flamengo perdeu a liderança

    e não conseguiu derrotar o Vasco, que está no Z4

    com o itaquerano Loss foi a mesma coisa, precisava mudar porque não dava mais

    já quando nós contratamos estagiASNOS ou prancheteiros

    batistinha e roger

    esses mesmos caras falam em “dar tempo para o trabalho dar frutos”, que “ninguém pode mostrar bons resultados se não tiver pelo menos um ano de trabalho” e outros bostejos titpicos dessa gente

    pimenta é bom no pastel dos outros

    né imprensa

     
  • Às 17 de setembro de 2018 22:59 , Blogger Boca dura disse...

    Vendo o jogo do xpo contra os gambas ontem fiquei pensando quanto tempo perdemos com o pranchetinha e.b.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial