Observatório Alviverde

22/09/2010

UM PRIMEIRO TEMPO HORRÍVEL DO PALMEIRAS CONTRA O GRÊMIO PRUDENTE.

Escrevo no intervalo do Palmeiras e Grêmio.
Mas dizer o que de tudo o que vi? Ou seria do que não vi?
Que o Palmeiras é um aglomerado de jogadores sem alma, sem vida?
Que é um time absolutamente óbvio sem a mínima criatividade?
Que do meio campo para a frente, simplesmente,  o time não existe?
Que mesmo repleto de volantes não consegue impor o jogo na zona de raciocínio?
Que o toque de bola do time é previsível, sem nenhum refinamento?
Que, às vezes, dá a impressão de que o Grêmio Prudente é o Palmeiras e que o Palmeiras é o Grêmio Prudente?
Que não temos nenhum jogador capaz de driblar, exceção feita ao Kléber, ou de tentar uma jogada individual?
Olha, foi penalti, sim, aquele toque de mão do Maurício Ramos.Claríssimo.
Eder Lopes não marcou porque não quis.
O moço da TV desta vez foi condescendente conosco, talvez porque o jogo era com um time pequeno.
Ele disse que não foi, mas foi.
Entretanto, fomos esbulhados em três lances de impedimento, dois do Kléber e e um do Rivaldo em lances cruciais que poderiam ter redundado em gol..
O bandeirinha que acompanhou o ataque do Palmeiras neste primeiro tempo nos prejudicou demais.
Mas um time que quer alçar vôos mais altos, tem de passar por cima disso e superar as adversidades.
Vamos esperar pelo segundo tempo.
A saída de Rivaldo e a entrada de Gabriel Silva, talvez possa melhorar a nossa saída de bola e os nossos avanços pela esquerda.
De qualquer forma, precisamos melhorar muito para começar a jogar mal.
Já pensaram do que precisamos, então, para jogar bem?
===============================================================
(postada um pouco antes do início do segundo tempo)
 ===============================================================
================================================================
(Continuando a postagem após o jogo).
================================================================
 O SEGUNDO TEMPO
Surtiu efeito a entrada de Gabriel Silva.
Perdemos o peso pelo lado esquerdo e ficamos mais leves e velozes no setor.
Faltou acreditarem no garoto porque ele fazia a passagem e ninguém tocava pra ele. Preferiam, sempre,  afunilar.
Mas a grande nuance tática palmeirense no segundo tempo foi a passagem de Edinho pelo lado direito e Marcio Araújo ter jogado mais pelo lado esquerdo.
Essa mexida de Felipão foi decisiva, aliada ao fato do time ter avançado a marcação e assumido uma postura tática mais ousada.
Revezando, sempre, com Vitor, Edinho conseguiu o que faltou ao Palmeiras no primeiro´ tempo, isto é, a passagem pelo lado direito com bons cruzamento para a área.
O esquema de Felipão depende muito do trabalho de passagem dos laterais. Sem isso vira um time mais do que defensivo, sempre previsível.
Se não existem lances individuais ou de criatividade a partir dos meias, através de dribles sobre defesas hermeticamente fechadas o "overlaping" é um bom caminho.
Porém esse estilo de jogo não é o ideal se Kléber for o centro-avante e o último passe for através de bolas alçadas procurando o jogo aéreo..
Kléber é muito mais afeito ao drible, à tabela, à criatividade, ao jogo no chão e ao improviso pois é um atacante de estatura baixa.
Ademais, como ninguém cria nada na frente ele se sente compelido a recuar e vai armar o jogo. Mas armar para quem?
Hoje ele até teve alguém para acionar, o estreante Diney, mas o desentrosamento da dupla era visível.
Nosso gol surgiu de uma projeção de Edinho pela direita e de um cruzamento raso que passou por Dinney que furou, sobrando para Márcio Araújo que acompanhava o lance pelo lado esquerdo e que cobriu com êxito a falha grotesca do estreante.
Como curiosidade é bom que se ressalte que o gol só saiu porque Diney falhou. Se ele houvesse tocado na bola ela, certamente, seria defendida pelo goleiro que estava em cima do lance, bem a sua frente.
O erro de Diney teve o efeito de um corta-luz para o arremate fraco, de pé esquerdo, por parte de Araújo, quase aparado por uma defesa reflexa do goleiro do Prudente que chegou a tocar na bola..
Depois do gol o Palmeiras adotou o jogo da espera, isto é, posicionou-se defensivamente, marcou com força e atenção.
Entretanto, puxou pouquíssimos contrataques posto que não tem jogadores com  características de velocidade.
A entrada do pivozão Tadeu no lugar do esbaforido Diney mostra que Felipão sabia disso.
Daí a postura defensiva e atenta do Palmeiras visando a garantir a vitória que, afinal, acabou, penosamente, garantindo.
A vitória, conseguida através do esforço e da superação dos jogadores, é uma resposta aos setores da imprensa que vêm acusando os jogadores de boicote ao clube e ao treinador, em decorrência do atraso nos salários.
É exatamente ao contrário do que dizem. Na verdade, os jogadores têm dado tudo de si e se superam cada vez que entram em campo, atuando com muita dedicação e profissionalismo. O que tem faltado mesmo é bola.
De um péssimo primeiro tempo para um razoável segundo tempo concluímos que a conduta do time foi, apenas, discreta, mas suficiente para derrotar um adversário desesperado e que deu tudo de sí em busca da vitória..
Deola esteve muito bem, Vitor melhorou muito mas também falta muito para ser o mesmo ala do Goiás. Maurício Ramos esteve bem e Danilo, muito bem. Rivaldo, nervoso e mal.Gabriel Silva jogou bem, embora sem a confiança dos titulares que não lhe devolviam os passes, ainda que estivesse em posição privilegiada.
Pierre jogou para o time. Guardou posição, marcou e cobriu bem, sem abusar da virilidade, principalmente no segundo tempo, dando condições para que Edinho e Márcio Araújo se projetassem tranqüilos para o ataque.
Edinho e Marcio Araújo foram a alma da equipe, com ótima atuação. A dupla concebeu o gol da vitória. Assunção foi um lutador. Correu o tempo todo sem marcar posicionamento, ora atacando, ora defendendo.
Kléber não teve com quem dialogar e abusou muito do individualismo, completamente desentrosado com Diney. Tadeu entrou tarde e não teve tempo de aparecer.
Foi, em meu entendimento, uma vitória suada que só veio em decorrência da aplicação de um time tecnicamente fraco, e que ainda busca suprir no coletivo as suas deficiências individuais.
E agora, o que aqueles mesmos da imprensa vão dizer a propósito de atraso de salários e má vontade da equipe, em face de tamanha atitude e doação de uma equipe que se supera em busca da afirmação ainda dentro deste brasileiro?
Não vão mais tocar no assunto até a próxima derrota quando o assunto voltará à baila.
Apesar de tudo eu acredito, que esse time do Palmeiras vai nos proporcionar algumas alegrias neste final de temporada.
Digo isso porque os próprios jogadores, sob o comando de Felipão, estão trabalhando muito e acreditando.. Mas ainda temos um longo caminho a percorrer até atingirmos a condição de um time forte, competitivo e que possa resgatar as nossas maiores e melhores tradições.
Com tudo e apesar de tudo, o importante é que a emoção sobreviva!
DEIXE O SEU COMENTÁRIO

13 Comentários:

  • Às 22 de setembro de 2010 21:44 , Anonymous SERGIO disse...

    É
    ALCIDES...

    1 X O, dadas as circunstâncias, é goleada.

    Subimos na tabela, e vamos nos afastando da zona de degola.

    Logo mais, começa Grêmio x MENGO.

    CLARO, torcemos por um EMPATE.

    E por fim, gostaria muito que o clássico contra a urubuzada no FDS fosse no INTERIOR. O Pacaembú está impregnado pelo espectro GAMBÁ. Não tem nos dado sorte.

    Boa noite.
    .

     
  • Às 22 de setembro de 2010 23:59 , Anonymous Alcides Drummond disse...

    Serjão
    Valeu. Deu empate, como vc queria, no Flamengo e Gremio. Nós sempre vamos levar vantagem se jogarmos no interior porque é onde o time encontra a melhor parte da nossa torcida. Quem estraga o Palmeiras são os torcedores da capital que frequentam as dependências do clube e que têm interesses políticos no Palmeiras.

     
  • Às 23 de setembro de 2010 00:09 , Anonymous Sérgio de Mauro disse...

    Valeu pelo resultado. Será que no sábado teremos Valdívia, Kléber e Lincoln?

     
  • Às 23 de setembro de 2010 12:44 , Anonymous alvaro Martins - Salvador - Bahia disse...

    Alcides se o time jogar mal e ganhar sw 1 x 0 tudo bem. É só o que me interessa. não pode é perder. Eu te pergunto Quem é que está jogando bem. Nem a gambazada que está no 1º lugar. Alvaro Martins-Salvador-Bahia

     
  • Às 23 de setembro de 2010 14:44 , Anonymous Mestre dos Magos disse...

    BOA TARDE

    Achei o jogo muito igual ao conta o são paulo. Ruim.

    Tanto que achei que a qualquer momento, parece que o Palmeiras iria tomar o mesmo tipo de gol.

    O Palmeiras apesar desse monte de volantes, não tinha armação. Não tínhamos nenhum armador. Sofremos por isso.

    Tudo foi improvisado e como tal, o resultado acabou sendo maravilhoso.

    MAIS UMA VEZ, PELA ZILHONÉZIMA VEZ, venho dizer pra parar com essa história de Rivaldo.

    O cara é volante e de categoria inferior aos que já tínhamos. Se ele for escalado, tem que ser na sua, ou seja, de segundo volante (reserva) e nada mais.

    Embora o Alcides não acredite nessa história de dinheiro, a verdade é que Felipão já antecipou que Linconl vai pro jogo no sábado.

    Coincidência ou não, justamente depois do pagamento que será feito a ele na sexta-feira.

    E precisamos demais dele e do Valdívia.

    Dois armadores.

    Se não der pra jogarem juntos, paciência.

    Um dia quem sabe dê.

    O Palmeiras vai na boa nesse brasileiro e estará pronto para Sulamericana. ESSE É O FOCO.

    Ah, e sobre Dinei, eu gostei muito de sua movimentação. Observei bastante como ele corria sem a bola. Achei inclusive que ele saiu inteiro da partida.

    Reafirmo que ele vai dar certo no Palmeiras, assim que nossos armadores estiverem em campo.

    3 pontos na sacola. Bão dimai.

    Saudações Alviverdes a Todos.

     
  • Às 23 de setembro de 2010 17:17 , Anonymous Alcides Drummond disse...

    Mestre
    Num grupo heterogêno como o nosso um ou outro só vai correr com a grana na mão. No caso do Lincoln eu concordo porque além de tudo ele é mineiro de Belo Horizonte e por aqui ninguem dá ponto sem nó. Mas o time está correndo, sim. O que tem faltado
    como eu disse é bola. O Rivaldo quando jogou contra nós no Avaí, fez o lado esquerdo, você se lembra? Foi por isso que o Felipão foi buscá-lo, mas o jogador que devia ser contratado não era ele e sim o Roberto ou o Vandinho, justamente os atacantes de velocidade que nós não temos. O Felipão sempre foi fraco em indicar jogadores, Se esse Rivaldo (razoável, não é ruim e pode até acertar) fosse esse portento todo que o Felipão pensa que é o Santos ou tinha ficado com ele ou negociado o genérico com a Europa.
    Não podemos, agora, é perder para o Flamengo, um jogo que o Palmeiras deveria, sim, levar para o interior, de preferência para Araraquara, região onde o Palmeiras tem mais torcida até que os gambás. Saudações esmeraldinas!

     
  • Às 23 de setembro de 2010 20:50 , Anonymous SERGIO disse...

    .
    ALCIDES.

    VIMOS O MESMO JOGO. As deficiências são nítidas, porém não falta vontade, raça a esse time.

    Por isso ainda, por íncrível que pareça, e contando com os bons jogadores que retornarão ao time, ainda acredito em uma reviravolta.

    No Brasileiro, acho difícil, não se pode perder o foco. Já na Sulamericana (temos um técnico com pedigree em "mata-matas"), depois daquela "virada" espetacular sobre o Vitória, tudo pode acontecer.

    Bem, já que eu acertei ontem (o empate, rsss) quem sabe o Flú não depene o Galo? E mais: quem sabe, os avaianos, não empatem com o Vitória? hehehe...

    Boa noite, saúde, paz e sucesso.
    .

     
  • Às 23 de setembro de 2010 21:03 , Anonymous Anônimo disse...

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

     
  • Às 23 de setembro de 2010 21:04 , Anonymous Alcides Drummond disse...

    Serjão, valeu.
    Em novembro vou a São Paulo e vamos nos encontrar para por em dia o Palmeiras. Já o estou convidando para o almoço, quem sabe comemorando a nossa passagem para a |Libertadores via sul-americana.

     
  • Às 23 de setembro de 2010 21:05 , Anonymous Edson disse...

    Perfeita a análise.
    Os jogadores deram a alma e nem pensaram na grana. Aliás, essa cobrança feita pelo Lincoln, deve acontecer em todos os clubes, só que não vem à tona.
    O maior inimigo do Palmeiras são os próprios dirigentes.
    Eu acredito nesse time. Os meias de ligação, aparentemente, finalmente, poderão jogar, e isso poderá fazer a diferença.
    Lembro-me bem do Dinei, quando jogou pelo Guará; ele é muito rápido e fará essa ligação para contra-ataques.

    Saudações.

     
  • Às 23 de setembro de 2010 21:15 , Anonymous SERGIO disse...

    .
    ALCIDES -

    ÓTIMO, está mais que combinado, no exato momento que sai o primeiro gol do Flú no jogo...

    SERÁ UM IMENSO PRIVILÉGIO encontrar o amigo.

    Grande abraço!!!

    EDSON -

    Perfeita a análise, prova ser mesmo um grande palestrino.

    Até breve.

     
  • Às 24 de setembro de 2010 10:10 , Anonymous Mestre dos Magos disse...

    PESSOAL

    É a segunda vez que vejo os amigos falarem do Palmeiras mandar o jogo contra o Flamengo no interior.

    Só que o jogo é mando do Flamengo e será no Engenhão.

    Beleza amigos.

    ** E o Diego Souza barrigão de tanquinho ?
    Tanquinho de cerveja, kkkkkkkkk.

     
  • Às 24 de setembro de 2010 14:16 , Anonymous Anônimo disse...

    Um texto sobre o que aconteceu com o América MG seria muito interessante para o torcedor palmeirense entender o risco que seu clube corre.
    Caso o redator possa dar prioridade ao trabalho de elaboração desse texto, estaria ajudando muito ao Palmeiras.
    Quem sabe possa cair a ficha da diretoria do Palmeiras e de muitos torcedores, percebendo como a imprensa pode interferir nos destino de uma agremiação?

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial