Observatório Alviverde

20/02/2011

UM EMPATE COM SABOR DE VITÓRIA. PALMEIRAS JOGOU MUITO MELHOR MAS O GOLEIRO DO MOGI GARANTIU O ZERO A ZERO!

 

Comentar o que do Mogi x Palmeiras depois de um zero a zero?

Dizer que o resultado não foi justo?

Que o Palmeiras merecia ter vencido?

Que o time atuou com ânimo, força e disposição, correndo o campo todo o tempo todo, com incríveis reservas de “gás” e alento?

Que dominou territorialmente o jogo e se impôs ao adversário?

Que criou “ene” situações para a feitura de gols, desperdiçando-as?

Que João Paulo, o goleiro do Mogi foi a expressão superlativa do jogo, agarrando o possível e defendendo o impossível?

Que a defesa do Mogi bateu em nosso ataque o tempo todo, principalmente em Kléber,  e o árbitro economizou ns marcações e nos cartões?

Tudo isso é fato, é verdade, mas também é verdade que:

O Mogi mostrou contra o Palmeiras uma disposição que não mostrou contra os gambás.

Foi pouco ao ataque, mas quando foi, quase ao final do jogo, incomodou demais a defesa palmeirense e quase liquidou a fatura.

Bruno salvou a pátria palmeirense por volta dos 40 minutos do segundo tempo, arrojando-se ao chão para defender uma cabeçada venenosa, à queima-roupa, de Roberto Jacaré.

O Mogi também desfrutou de alguns arremates do meio da rua, isto é, à média e longa distâncias,  que levaram imenso perigo ao gol de Bruno.

Em um desses chutes de larga distância no ângulo esquerdo, quase que Bruno caiu com bola e tudo para dentro do gol.

Em outro, não conseguiu defender, num arremate do eficiente canhoto Bruno de Jesus. aproximadamente a 45 metros do gol.

Bruno saltou, não achou nada, mas a bola explodiu violentamente na testa do travessão, salvando o Palmeiras da derrota.

Como se vê, não há moleza, galinha morta e nem time bobo no Paulistão! Quanto mais no Brasileirão!

A  mostragem do time de Felipão, hoje, contra o Sapo, evidencia que precisamos, urgentemente, de homens ofensivos de características físicas e técnicas diferentes dos homens baixos e leves que constituem o nosso atual ataque.

Naqueles jogos em que enfrentamos defesas que pegam muito e marcam extremamente forte, como marcou a defesa do Mogi, temos a necessidade premente de homens mais fortes para o jogo corpo a corpo..

Se no toque, na velocidade e na manha,  a bola não entra, haveria a alternativa de dois atacantes pesados, altos e fortes, que proporcionassem  a variação para o jogo direto de contato na área ou, principalmente, para o jogo aéreo.

Como fez falta ao Palmeiras, hoje, um centro-avante dessa característica, quando a partida exigia ou o combate de baionetas, ou o “raid” aéro, isto é, o jogo do corpo a corpo. ou das bolas alçadas.

A diretoria tem de tirar as lições decorrentes do jogo de hoje em que, pela carência de um homem de área, acabamos deixando dois pontos muito importantes na cidade de Mogi-Mirim.

É óbvio que ainda disputamos a fase classificatória de um campeonato em que só um desastre nos tira, a esta altura,  da seleta lista dos oito classificados.

Mas todos hão de convir que é muito importante uma boa classificação, preferentemente a primeira, a fim de que o time possa usufruir de todas as benesses e vantagens decorrentes do regulamento na hora crucial da competição.

Quem vê o crescimento incontestável e o visível entrosamento de nossos principais adversários, sabe que qualquer vantagem dessa natureza, por mínima que seja, pode ser determinantel na hora de decidir.

SOBRE VALDÍVIA

Ainda sem rítmo de jogo, fora de suas condições ideais, o Mago mostrou que pode desequilibrar e, certamente, vai fazê-lo.

Ainda que fosse pouco “pó de pirlimpimpin” , o mago encantou a todos esta tarde em Mogi.Entretranto,  ainda não chutou o vazio para driblar, iludir e desmoralizar os adversários, como tanto gosta a nossa torcida.

Com imensa visão de jogo, toques magistrais de calcanhar, .ótimas enfiadas em pontos-futuro e em espaços que só os craques conserguem enxergar, Valdívia mostrou, novamente, genialidade e magia.

Não foram poucas as vezes em que iludiu os adversários, bem ao seu feitio,  olhando para um lado do campo e lançando, irreverentemente. para outro.

Segurem-se Bambis, Gambás e Sereias porque Valdívia vem aí!

O lado negativo da volta do chileno foi que ninguém, (umas poucas vezes só o Kléber), acompanhou a linha de raciocínio e de percepção de espaços de Valdívia.

Ainda assim, a maior parte das jogadas agudas do Palmeiras, nasceu nos pés do mago, que apenas proporcionou uma pequena mostragem de sua potencialidade e daquilo que pode e há de fazer fazer com a nossa camisa.

Quando teve a bola em condições favoráveis, Valdívia encantou.

Mas, para que atinja o rendimento que Felipão e todos nós esperamos e almejamos, o Mago precisa, agora, desencantar.

Sim,  desencantar em campo, e jogar a bola ainda mais redonda que  jogava com a nossa camisa antes de ser inexplicavelmente negociado para o futebol árabe.

Isso, efetivamente, só virá no decorrer dos jogos, quando Valdívia se entrosar novamente com o time, conseguir participar dos jogos sem medo da fibrose e readquirir o seu melhor rítmo de jogo.

COMENTE COMENTE COMENTE

.

8 Comentários:

  • Às 20 de fevereiro de 2011 21:10 , Blogger Unknown disse...

    Olá Alcides, concordo 500% com você, o time foi melhor, massacrou o adversário, teve maior posse de bola, teve maior intensidade de jogo, mostrou organização tática com e sem a bola, com a ajuda na marcação inclusive dos atacantes, o palmeiras foi PRATICAMENTE perfeito em campo, PRATICAMENTE, isso me deixou revoltado durante e após a partida, como comentei no final do post anterior durante a partida, o time do palmeiras foi incompetente na hora de finalizar é impressionante como o palmeiras cria oportunidade e é INCOMPETENTE na hora de finalizar, não é possível, será que não existe treino de finalização no palmeiras??????????????
    Será que Felipão não cobra de seus jogadores de frente um % maior de acerto nesse PRINCIPAL ponto de uma jogada?
    Vejam as estatísticas do aproveitamento do palmeiras, que me lembre, Valdívia, Kleber, Tinga, Luan, Adriano, Rivaldo, João Vitor, Marcos Assunção, Patrick, chegaram a finalizar em não conseguiram acertar o gol, o goleiro do Mogi fez uma boa partida sim, mas 85% das bolas finalizadas fora em cima dele, não tem como não lembrar do jogo contra a galinhada onde Kleber perdeu no mínimo 3 chances de fazer o gol e o time todo mais umas 2 ou 3, estamos ainda na fase de classificação e graças a incompetência do santos não perdemos a liderança hoje por pura INCOMPETÊNCIA de nossos atacantes, meias, laterais... Não é possível que o menino Miguel não faria pelo menos UM gol hoje, com o tanta de oportunidades criadas, será que precisa acontecer o que para o moleke ser escalado? Estou feliz com a atuação do time sim, melhorou e melhorou muito, mas não podemos nos der ao luxo de perder tamanhas oportunidades, em jogos contra grandes equipes do cenário nacional talvez teremos uma ou duas oportunidades de matar o jogo, e ai????
    Só falta acertar isso para o palmeiras entrar de vez na briga pelo título, em minha modesta opinião...
    Abraço a todos.

     
  • Às 21 de fevereiro de 2011 11:35 , Anonymous Mestre dos Magos disse...

    LICENÇA

    A única coisa que gostaria de repetir é que, no meu conhecimento, o Palmeiras sempre foi comprador de jogador bom e nunca revelador.

    Raras excessões sairam de nossa base e se destacaram no time principal do Palmeiras. RARÍSSIMAS.

    Não adianta falarmos no volante Tadei, sendo que aqui, jogou, mas não mostrou na época nada que o credenciasse ao time principal. Eram outras épocas e ele só se destacou definitivamente, anos depois de ter saído e pegado experiência na europa.

    Não somos bons reveladores de jogador, já falei isso. Goleiro sim.

    Parece que a história tende a mostrar isso.

    Mas SOMOS COM CERTEZA talvez o time que mais se destacou COMPRANDO, TRAZENDO JOGADORES DE OUTROS TIMES DE INTERIOR.

    Penso que isso tem que continuar.

    Mas hoje, precisamos, INVESTIR e não GASTAR, e trazer um ótimo centroavante.

    Já cansei de falar isso.

    O Felipão agora explodiu de vez e cobrou publicamente.

    Não tem hoje no interior. O que existe hoje no mercado são apenas vestígios de bom jogador.

    E no momento precisamos alguém pronto. Um camisa 9 pronto.

    Me desculpem, mas nem mesmo o tal de Viatri Trombadinha seria esse o cara.

    O estilo do palmeiras hoje clama por jogador bom e pronto no comando do ataque.

    O Dinei tão "amaldiçoado", queiramos ou não, saiu do time e o time parou de fazer gol.

    Ele não fazia, mas cumpria uma função.

    Não era o 9, mas era um atacante função 9.

    TEMOS QUE ARRUMAR UM CENTROAVANTE URGENTEMENTE, POIS TODO TRABALHO FEITO ATÉ AGORA ESTÁ EM JOGO.

    E enquanto isso, o Palmeiras vai observando outras possibilidades viáveis financeiramente e que de preferência também dê muita atenção aos países sulamericanos, pois sempre aparece alguém.

    Grande abraço a todos.

     
  • Às 21 de fevereiro de 2011 12:21 , Anonymous Anônimo disse...

    Mestre dos Magos, concordo com vc 500% (desculpa aí Higinom hehehe)

    Alcides, dá uma olhada no meu comentario do post anterior.

    Abraços!

    Dinho Maniasi

     
  • Às 21 de fevereiro de 2011 12:48 , Blogger Unknown disse...

    Não tem problema Dinhoooo, hehehehe, estamos falando a mesma língua sempreeeee, todos queremos o melhor para o palmeiras sempre, mas ta difícil, aff...

     
  • Às 21 de fevereiro de 2011 13:06 , Anonymous Anônimo disse...

    O pessoal do 3VV ta apostando na vinda do Grafite

    http://3vv.com.br/index.php?option=com_k2&view=item&id=4899:bagatelas-21/02/11-basegrafite-e-política&Itemid=9

    Ele tem 31 anos mas sabe fazer gols.

    Dinho maniasi

     
  • Às 21 de fevereiro de 2011 15:46 , Anonymous Alcides Drummond disse...

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

     
  • Às 21 de fevereiro de 2011 17:03 , Anonymous Anônimo disse...

    Isso é verdade Alcides, assim como Luiz Fabiano que na época era apenas Fabiano na Ponte Preta e o Alecsandro
    também na Ponte Preta. Os Bambis levaram o Luiz Fabiano, o Vitória o Alecsandro e nós não contratamos ninguém igual a eles.

    Não sei se vc leu meu post anterior, então tomei a liberdade de recolocá-lo aqui:


    Poxa Alcides, acho que não tenho me expressado bem, então vou tentar me fazer entender melhor.
    Me preocupa o extremismo da torcida:
    ou o bom é o craque da seleção na sua maioria muito caro, ou é o primeiro jogador que faz uma boa partida contra o Palmeiras, nem sempre tão barato.
    Entendo e concordo com sua tese sobre aquisição de jovens valores e posterior ganho com a negociação com clubes europeus.
    Essas aquisições devem ser muito bem avaliadas. Não é qquer negócio com um jogador que parece ser bom que será a salvação da lavoura.
    Temos visto essas loucuras nos ultimos tempos.
    Vc se refere aos veteranos - Edmundo, Juninho, Alex Mineiro (o ultimo artilheiro de um campeonato que tivemos em nosso elenco).
    Mas não podemos nos esquecer que nesse ínterim tivemos muitos "investimentos" em revelações que não significaram ganho nenhum, pelo contrário, vejam só qtos jogadores temos emprestados a outros clubes, e o pior, com salários pagos em grande parte pelo próprio Palmeiras. Eu poderia dar alguns exemplos, mas a lista seria extensa.

    Em relação a nossa categoria de base.

    Qdo parecia que tudo ia bem, com o surgimento de bons valores, mandam embora o grande responsável pelo ganho de qualidade que essa categoria teve recentemente: Marcos Biasoto.
    E quem assumiu a base? Dois conselheiros que me parecem cairam de paraquedas e se eu não estiver errado não entendem nada de base.

    Acho que contratações de revelações devem ser feitas SIM, mas com coerência e profissionalismo.
    Por outro lado, não devemos desprezar a qualidade de alguns velhinhos que podem e MUITO nos ajudar nos campeonatos que vem pela frente.

    Em relação ao nosso ataque.

    Muito se fala sobre o desejo e a necessidade do time em ter um artilheiro e um meia canhoto.
    O Tirone diz que não existe jogador no mercado, mas parece que só o Palmeiras não consegue contratar.
    Até o Vasco contrata.
    Veja bem, o clube da colina contratou um meia esquerda, canhoto, que jogou a Série B pelo Coritiba, seu nome é Enrico. Joga muito! Talvez o Higino possa corroborar conosco na avalição desse jogador.
    Quanto a um atacante, o centroavante Alessandro (artilheiro da última série B) vc deve conhece-lo aí de Minas, acabou de se desligar do Sport por problemas familiares. O próprio Sport tem um jogador que faz muitos gols e parece q o Felipão não gosta dele que é o Ciro. No Avaí tem um centroavante chamado Roberto que sempre fez muitos gols (adora marcar contra o Palmeiras).
    O Coritiba tem um atacante que ja jogou no Santos e na europa chamado Marcos Aurélio que também joga muito.
    No Cruzeiro tem um centroavante que está encostado chamado Kiesa, jogou muito bem no Americano-RJ e foi contratado pelos Perrela. A Traffic tentou contratá-lo, mas os mineiros chegaram primeiro. Considero-o muito bom centroavante. Veja bem, não sou olheiro, não ganho pra isso, não vejo todos os campeonatos do Brasil, afinal também tenho que ganhar meu pão, mas consigo ver alguns nomes que nunca nem foram cogitados pelos homens do Verdão.

    Espero ter me explicado melhor dessa vez (se houver erros de português, releve, estou com muita cerveja na barriga)rsrsrs.

    Um abraço!
    Dinho Maniasi

    20 de fevereiro de 2011 20:54

     
  • Às 22 de fevereiro de 2011 00:52 , Anonymous Alcides Drummond disse...

    Dinho
    Bem explícita a sua postagem. Riquíssima em conteúdo e inofrmações.
    Creio que falamos a mesma língua, que não é outra, senão a do bom-senso
    Em tudo é necessário planejamento, avaliação e ousadia. O meu bom e barato não é o bom e barato irresponsável dos tempos do Mustafá, mas da época do Godê, o maior olheiro da história do futebol de São Paulo, que trabalhou com exclusividade para o
    Palmeiras.
    Para que não me alongue muito na resposta, o Kiesa é um centro-avante que interessou ao Palmeiras.
    Ele havia brilhado no campeonato carioca do ano passado defendendo o Americano de Campos. Só que quando o Palmeiras chegou com o milho, o Cruzeiro já estava com a pipoca pronta. Você viu a história desse garoto, o William? Os bambis anteciparam-se ao Palmeiras que foi o primeiro clube a interessar-se por ele. Na verdade, principalmente os bambis, mas os gambás também são mestres nisso, toda a vez que o POalmeiras quer um bom jogador eles entram na negociação para que o Palmeiras não
    contrate ou para que gaste muito dinheiro. Mas os caras que dirigem o Palmeiras são prepotentes mas são inocentes e não enxergam essas coisas.Sobre o Marcos Aurélio joga muito mas é baixote e também não é centro-avante. O Alecsandro é meio "molóide" mas seria uma boa alternativa porque é muito exoeriente. Não se preocupe com os erros de português porque eu também erro muito, principalmente quando escrevo na faixa dos comentários. Um abraço (AD)

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial