Observatório Alviverde

02/09/2014

DORIVAL JÚNIOR, UMA CONTRATAÇÃO QUE TEM TODOS OS INGREDIENTES PARA NÃO DAR CERTO!


 
Dorival Júnior pode ser o novo técnico, 
mas há, na praça, opções bem melhores!

Conheço, de perto, o trabalho de Dorival Júnior, assim como a sua personalidade. Por isso, posso afirmar, sem medo de erro, que se trata de um profissional trabalhador, responsável, probo, correto, sério e dedicado.

Palmeirense de coração, ex-jogador do Verdão por quase quatro anos, de 1989 a 1993, Júnior, como era chamado em seu tempo de atleta, era de família umbelicalmente ligada ao Palmeiras.

E o era através de um elo sagrado em nossa história, seu tio, Dudu, volante categorizado e raçudo, capitão das nossas academias de 60 e de 70, que, sem favor algum, além de um líder em campo foi um dos maiores e melhores cabeças de área do futebol brasileiro em todos os tempos! 

Júnior, o sobrinho do capitão, como jogador, chegou ao Verdão em 1989 e atuou quase quatro anos na posição de seu mestre e conselheiro, usando o mesmo número da camisa do tio.

Tanto e quanto Dudu, Júnior foi sempre um jogador raçudo, interessado, disciplinado, empenhado e determinado, que prestou bons serviços ao Verdão.

Da mesma forma que Dudu, Júnior, em sua passagem pelo Verdão, também encarnou a condição de líder em campo.

É bem verdade que sua liderança e prestígio foram bem menores que as do tio, seguramente o maior líder do Palmeiras entre 60 e 80 sucedendo Jair da Rosa Pinto na década de 50 e Júlinho Botelho na década de 60. 

Diga-se de passagem que Dudu foi o segundo melhor volante que eu vi em ação com a nossa camisa dos anos 50s aos dias de hoje. 

O primeiro, inquestionavelmente, foi o pernambucano Zequinha, cujas importância e influência, entretanto, foram muito menores do que as do senhor Olegário Tolói de Oliveira, aquele que conseguiu domar, liderar e submeter até o indomável Emerson Leão!

Para efeito de refrescar minha memória, busquei informações oficiais a respeito do trabalho de Júnior como técnico, constatando que ele iniciou a carreira  em 2002 como auxiliar técnico do Figueirense.

Em 2002, na qualidade de (quase) um voluntário, Júnior, formado em Educação Física, tirou a Ferroviária do caminho do descenso e, a partir daí, iniciou a carreira como técnico de futebol, tendo passado, antes, também, pelo Figueirense como gerente de futebol.

Sua saga como técnico, iniciou-se ainda no Figueira, onde Júnior emplacou um título, e prosseguiu com uma transferência para o nordeste, onde, a princípio, ele treinou, discretamente, o Fortaleza. 

Do Ceará ele regressou ao sul do país, tendo comandado o Criciúma e o Juventude, também de forma discreta.

Em 2006 ganhou um título pernambucano pelo Sport, mas não ficou em Recife, tendo retornado ao sul para dirigir, primeiro o Avaí e, depois, já no sudeste, dirigiu o São Caetano, clube com o qual caiu para a Série B.

Em 2007, ainda no São Caetano, empreendeu uma campanha exemplar desclassificando os bambis nas semifinais do Paulistão!

 Dorival Júnior teve o esforço e o mérito reconhecidos, pois aquela campanha o catapultou para o Cruzeiro, onde, a princípio, realizou um excelente trabalho, ao qual faltou, entretanto, apoio, sustentação e sequência. 

Após ter tirado o time mineiro de uma crise e realizado uma boa campanha no Brasileiro de 2007, Dorival perdeu a referência, sucumbiu diante das circunstâncias e o time estrelado caiu pelas tabelas no momento crucial do Brasileirão, realizando, então,  uma campanha, que terminou, apenas, mediana.

Em 2008, Dorival recusou uma oferta do Palmeiras, optando pelo Coritiba, de onde saiu para subir com o Vasco, que estava na série B, à elite do futebol brasileiro.

Em 2010 transferiu-se para o Santos que tinha um time jovem, no qual despontavam Ganso e Neymar, jogadores com os quais Júnior se desentendeu seguidamente, não sendo prestigiado pela diretoria santista que preferiu demiti-lo a colocar Neymar fora do time em um clássico contra os gambás. 

Foi altamente desgastante e desprestigiante a passagem de Júnior pelo Santos, pois, se sobrou-lhe rigidez no trato com as estrelas, faltaram-lhe paciência e jogo de cintura na condução de assuntos disciplinares.

Em 2010, dirigindo o Atlético Mineiro, então no rebolo em razão do trabalho pífio e desinteressado de Luxemburgo, Dorival conseguiu, na bacia das almas, livrar o Galo do rebaixamento, mas a sua sequência foi fraquíssima e ele acabou dispensado.

Reapareceu, em 2011, no Internacional, pegando o time no meio do caminho, no mês de agosto, isto é, com pouco tempo para trabalhar e impor o seu esquema.

Desempenhando um trabalho de boa qualidade, Dorival foi feliz no Inter, ganhando a Recopa e classificando o Colorado para a Copa Libertadores na última rodada do Brasileiro após vencer o Gre-Nal por 1 x 0. 

No ano seguinte venceu o gauchão, mas sofreu uma dura pressão da torcida que não gostava de sua atuação, o que culminou com a sua imediata demissão!

Tão logo deixou o Inter, Júnior foi treinar o Flamengo, onde começou muito bem, mas, na sequência, demitiu-se, em razão de não concordar em ter o salário reduzido pelo clube, que já naquela época estava sem dinheiro e vivenciando enorme crise!

Ano passado, Dorival foi para o Vasco e levou o time a uma situação extremamente difícil em razão dos maus resultados obtidos, que encaminharam o cruzmaltino carioca ao rebaixamento.

Ainda em 2013, tão logo deixou o Vasco, Dorival foi parar no Fluminense, onde, também, levou o time ao descenso, só não consumado em função da "redentora" vitória do time, que é o rei do tapetão, no STJD.

O Bambi carioca aproveitou-se de um cochilo
(teria sido isso mesmo? Duvido!) de um funcionário da Portuguesa e colocou, primeiro, no banco e, depois, em campo, um jogador em condições irregulares, naquela que é uma das maiores vergonhas da história do STJD e do futebol brasileiro em todos os tempos!

Essa, portanto, é a saga de Dorival Júnior que o senhor Paulo Nobre, um plebeu nas idéias, quer colocar como técnico do Palmeiras.

Trata-se, como evidencia seu extenso porém mediano currículo, de um técnico meia-boca, de reduzidas liderança e carisma, muito longe do perfil de personalidade exigido por um clube como o Palmeiras o qual ele já esnobou, declinando de dirigi-lo em 2008, dando preferência ao modestíssimo Coritiba! 

Por que, agora que Dorival está fora do futebol e no ostracismo, ele não desconsidera, como já o fez, a proposta do Palmeiras e vai treinar, novamente, o Coxa?

Um técnico sem uma liderança forte e sem carisma, dificilmente dará certo no Palmeiras! É por isso que eu não contrataria Júnior, a não ser em derradeira instância e na falta de alguém mais competente!

VOCÊ ACREDITA QUE DORIVAL JÚNIOR SEJA O TÉCNICO IDEAL PARA DIRIGIR O VERDÃO?

COMENTE COMENTE COMENTE

OUTRA SUGESTÃO A PAULO NOBRE!

 
 Argel Fucks

Ontem eu disse que, fosse eu o presidente, contrataria Tite!

Na indisponibilidade de Tite, chamaria Jair Picerni, o melhor entre os disponíveis e que dispensa comentários.

Hoje, apresento outro nome: Argel Fucks.

Ex zagueiro (dos bons) do Palmeiras, Argel empreende fantástico trabalho de recuperação no Figueira!

Argel é jovem (parou de jogar recentemente) tem personalidade forte, tem carisma responsabilidade e dedicação,, além de ser alto,  forte e decidido. Com ele, ninguém brinca!

Lembrei-me de Argel porque, certa feita, ainda zagueiro do Verdão, ao perdemos um jogo decisivo, ele desabou em um choro alto e sofrido, indo às lágrimas pelo nosso Verdão!

Que ninguém o chame de sentimentalóide, posto que ele mostrou, nesse ato, que gostava do time e honrava a nossa camisa! 

É desse tipo de profissional que precisamos no Palmeiras (AD)

15 Comentários:

  • Às 2 de setembro de 2014 07:11 , Anonymous Marcelo Palestra disse...

    Precisamos de um técnico boleiro,conversador, bom de papo,mas que entenda de tática e técnica!

    Jair Picerni pode ser o cara! Além de reunir todas estas características, gosta do Palmeiras!

    Outras opções são; Renato Gaúcho, Leão, e Joel Santana.

    O maior problema do time, é na cabeça!! Nosso time está no patamar dos demais, e não pode ficar nesta posição da tabela!

    Injetando confiança no elenco, mexendo no psicologico de cada jogador, e com a força de nossa torcida( estamos fazendo a nossa parte, assiste o jogo no sábado, com o pacaembu lotado, e foi incentivo do começo a fim sem ofensas aos jogadores, apenas ao final do jogo, a raiva foi direcionada aos responsáveis por esta situação, ou seja 'NOBRE" E CIA BELA).

    Dorival não tem este perfil!!!

     
  • Às 2 de setembro de 2014 08:21 , Blogger Acaccio Dias Guimaraes disse...

    Gosto do Jair Picerni tambem, nao escolheria Tite nem o Dorival, o Doriva a unica lembrança q tenho com carinho dele, é xingando o neymar e a midia, só isso já me faz gostar dele, ama-lo, idolatra-lo. Qualquer um que fala "bobo" pra um jornalista da globo ja tem meu respeito kkkkkkkk

    Falando serio, acho que o Jair ia ser o cara.

     
  • Às 2 de setembro de 2014 08:37 , Anonymous Torcedor Realista disse...

    Sergio Soares do ceara vem fazendo um bom trabalho já a algum tempo.

    Sabe-se que Dorival queria 500 mil. Será ?

    Beluzzo já confirmou dorival ontem na radio bandeirantes

    http://palmeirasonline.com/geral/belluzzo-confirma-chegada-de-dorival-junior/

    dorival = não vai dar certo não !!!

    Fadado ao fracasso !

    Não me sai da cabeça a insubordinação de neymar ao dorival. Será que tem peito pra enfrentar os medalhões do palmeiras ?

     
  • Às 2 de setembro de 2014 08:53 , Anonymous Anônimo disse...

    Caro Alcides:

    Você e a maioria massificadora da imprensa esportiva de são paulo, bem como outros blogueiros como você, fizeram uma campanha xenofobica contra o GARECA, simplesmente por o mesmo ser argentino. Plantaram na mente dos antigos jogadores que havia uma divisão e um protecionismo do tecnico aos "estrangeiros", não deixaram ele respirar. Aí começou o verdadeiro racha no time que culminou, infelizmente, como a sua demissão precoce. Palmas para nossa imprensa que fez uma campanha sistematica contra aquele argentino. A intenção, tenho certeza, era implantar um mentalidade diferente em nosso futebol, sair desse mundo milionario para um futebol mais proximo a nossa realidade, e o palmeiras iria ser o precursor.Mas a pressão foi mais forte, como todos voces gostam de crise nos clubes foi um prato cheio o racha. Agora quanto ao novo técnico, tanto faz. Tudo depende de resultado. Se o time não ganhar qualquer tecnico irá cair, porque o que os clubes e a imprensa esportiva quer é resultado e não implantação de modelo de modernidade de tatica esportiva. Vide esta ultima copa.

     
  • Às 2 de setembro de 2014 11:27 , Anonymous Marco disse...

    O melhor argumento a favor do Argel é que ele conseguiu iniciar uma recuperação no FIGUEIRENSE!
    Basta ver quem está no Figueirense.

    O Palmeiras precisa de liderança dentro e fora do elenco, precisa de comando no futebol.
    Para iniciar recuperação neste campeonato brasileiro, com esse baixo nível técnico, basta querer, ter coragem e confiança.

    O treinador que chegar precisará ter retaguarda da direção, apoio da torcida e do elenco, mas se for possível com perfil atualizado e de boleiro.
    Dorival, realmente gera dúvidas, mas se vier, precisará ter todo mundo ao lado dele.

     
  • Às 2 de setembro de 2014 11:28 , Anonymous Jessé disse...

    Qualquer empresa que sucumbe ás pressões exercidas por "panelinhas" dos seus funcionários está fadada ao fracasso.

    Wesley, Leandro, Deola, F. Menezes e cia. conseguiram o que queriam, que era demissão do bom profissional Ricardo Gareca. Agora, com Dorival Júnior é só fechar a tampa do caixão do Palmeiras.

    PALMEIRAS, RUMO AO TRI DA SÉRIE B EM 2015!

     
  • Às 2 de setembro de 2014 11:37 , Anonymous Anônimo disse...

    Alcides Drummond, o Editor disse...

    Não ae responde a um anônimo. mas como ele foi educado, vou responder.

    Desde o início fui contrário a contratação de Gareca, não por ele ser argentino, mas porque sabia que na situação atual do Palmeiras, só Luxa daria certo. Vem sendo assim há anos.

    Gareca não foi e não é um técnico de ponta na argentina.

    O máximo que conseguiu foi dirigir o Velez, clube tipo Ponte, em tosca comparação.

    Mas não fiz nenhuma campanha contra ele. Só o critiquei após uma série dez derrotas e na iminência de o time entrar no Z-4.

    Sem ofensa, Vc não deve ser palmeirense e quer a continuidade de perdedor, sem a menor liderança, que fez péssimas indicações de contratação e que carregava o time para o caos.

    Nada tenho contra Gareca e, até o admitiria novamente, em outro contexto, para fazer aquilo em que o Palmeiras está defasado desde a década de 50, isto é, na promoção dos juniores e a revelação de novos talentos.

    Leia em blogs anteriores que sugeri, até, que o Palmeiras aproveitasse Gareca como uma espécie de gerente da base.

    Mas como fazer isso sob a ameaça de um terceiro rebaixamento?

    Quase todo mundo da mídia palestrina queria a saída de Gareca, mas esbarrava no sentimentalismo de nossa LEAL TORCIDA e não tinha a coragem de detonar o treinador, o que eu fiz sem o menor remorso, convicto de que NESTE MOMENTO, ERA O QUE DE MELHOR PODERIA ACONTECER NO PALMEIRAS.

    Porém, quando IMAGINEI que os nossos problemas seriam resolvidos, Nobre acena com a contratação de outro técnico sem liderança, Dorival Jr. Seria só porque ele é barato?

    Fazer o que, se os nossos dirigentes, até os novos, são demodês e não sabem nada de bola.

    O Palmeiras, em razão da ridícula Sociedade Esportiva que o abriga é cada vez mais brochante.

    Tenho pensado, muito, em parar com o blog e desistir de tudo haja vista que Palmeiras cada dia mais é um clube de poucos que não estão nem aí para os muitos que compõem a nossa nação. (AD)

     
  • Às 2 de setembro de 2014 12:57 , Anonymous Marcelo Palestra disse...

    Alcides;

    Com certeza este "anonimo" deve ser Curintiano ou bambi, ou defensor do minusculo presidente, ou faz parte da imprensinha que quer nos destruir!

    Palmeirense ele não é!! Isto é uma certeza!!

    Não pense em desistir! Perderíamos o melhor blog da mídia palestrina, e o melhor argumentador que é você!!

    Suas opiniões e argumentos são baseados em fatos concretos, sem politicagem, e seu blog não tem rabo preso com ninguem!!

    NÃO DESISTA!! OS VERDADEIROS PALMEIRENSES, aqueles que visitam e comentam neste blog, estão com você!

     
  • Às 2 de setembro de 2014 13:08 , Anonymous MestredosMagos disse...

    Jair Picerni deu entrevista esse dias e disse que jamais contrataria argentinos para o time.

    Já vejo de cara esse grande problema, pois a diretoria investiu um tufo de dinheiro nesses caras e eles precisão jogar.

    Leão detesta argentino e os descartaria mais do que o salário gordo que pediria.

    Tite, acho que do jeito que saiu não aceitaria essa bomba por dinheiro nenhum, a não ser que estivéssemos em cima na tabela.

    Acho que no momento o mais importante é que o perfil do técnico também conheça os gringos à ponto de promover as dispensas imediatas de Vitorino, Eguren e Punheta.

    O mercado do oriente está aberto para isso.

    O técnico que chegar, tem o dever de estar acompanhando a situação do Palmeiras e nesse sentido poderá promover a saída de jogadores sem sangue, como Leandro e Wesley, que está de migué, pois deve estar acertado com o São Paulo a pedido do canalha do Muricy e até do Felipe Menezes.

    Se nada disso acontecer, podem esquecer Dorival Jr e mantenham o INTERINO.

    Saudações.

     
  • Às 2 de setembro de 2014 13:36 , Anonymous AFI disse...

    Segundo registra o BID da CBF, o nome de Petros deu entrada no dia 01 de agosto, data em que o jogador teria rescindido o seu contrato de empréstimo e acertado em definitivo, encerrando o vínculo com o SEV Hortolândia, clube com que tinha contrato até a data citada.

    Registro do BID na CBF mostra data diferente do registro na FPF
    O problema é que o contrato de Petros com o Corinthians passou a ser válido apenas no dia 02 de agosto, um dia após o que está registrado no BID. Ou seja, o registro do meia junto a CBF está irregular. A data correta do vínculo está registrada na Federação Paulista de Futebol (FPF).
    Com nenhum registro é realizado em finais de semana e dia 02 de agosto foi um sábado, o jogador teria de ser registrado apenas na segunda-feira (04 de agosto). Petros já esteve em campo no domingo (03 de agosto), no empate por 0 a 0 com o Coritiba.
    Pelos termos da justiça desportiva, o contrato registrado no BID da CBF é irregular e, portanto, todos os jogos disputados pelo jogador desde então foram irregulares. No total são sete jogos, cinco pelo Campeonato Brasileiro e mais dois pela Copa do Brasil.

    Se a CBF decidir encaminhar a denúncia para o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), o Corinthians será julgado e pode ser punido pelo artigo 214 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), que prevê a perda de todos os pontos conquistados na partida em que Petros esteve registrado na súmula mais três pontos por cada partida. Assim, o Timão perderia 21 pontos e deixaria a quarta posição passando a lanterna, com onze pontos.
    Como Petros também foi relacionado para as derrotas do Corinthians na Copa do Brasil para Bahia e Bragantino, o clube também seria eliminado da competição.
    Há ainda a possibilidade do STJD entender que a CBF é a culpada pelo erro. Neste caso, a entidade seria enquadrada no artigo 191 do CBJD e multada. A Federação Paulista de Futebol também pode ser responsável e multada pelo mesmo artigo.

     
  • Às 2 de setembro de 2014 17:59 , Anonymous Anônimo disse...

    E o Osvaldo Oliveira?

     
  • Às 3 de setembro de 2014 11:49 , Anonymous Marco disse...

    Dorival Júnior, o jogador que teve a perna quebrada devido a uma entrada criminosa do Rai é o novo treinador do Palmeiras.

    Melhor opção ou não, é a pessoa encarregada de tirar o Palmeiras dessa posição incômoda da tabela.

    Boa sorte a ele!

     
  • Às 3 de setembro de 2014 15:23 , Anonymous J.J disse...

    GOSTO DA ADMINISTRAÇÃO DO PAULO NOBRE NO QUESITO CONTROLE DE GASTOS
    TREINADOR NO PALMEIRAS NÃO GANHA MAIS QUE R$ 200 mil ( ANTES ERA DE
    R$ 800 A R$ 1.000.000,00) E A TAL
    MULTA RESCISÓRIA QUE ERA DE MILHÕES
    AGORA E DE UM MÊS DE SALÁRIO.
    TREINADORES RENOMADOS GANHARAM MUITA GRANA NO PALMEIRAS COM SALÁRIOS ALTÍSSIMOS E MULTAS RESCISÓRIAS E
    O TIME NÃO FOI CAMPEÃO COM ISSO.

     
  • Às 3 de setembro de 2014 15:31 , Anonymous J.J disse...

    TODO TREINADOR TEM ALTOS E BAIXOS VEJAM O PROFECHO LUXA! PASSOU PELO
    BAMBI CARIOCA E TAVA AFUNDANDO O
    TIME PRA SEGUNDA LEVOU PÉ NA BUNDA
    FOI PRO GRÊMIO SE DEU MAU PÉ NA BUMBA TAVA NO OSTRACISMO ATÉ QUE O
    FLAMERDA O RESGATOU ERA UM TREINADOR
    QUE POR MENOS DE R$1 MILHÃO NÃO DIRIGIA CLUBE ALGUM AGORA DIRIGE O FLAMERDA POR R$ 300 mil que é muito

     
  • Às 3 de setembro de 2014 17:22 , Anonymous Anônimo disse...


    Será que tem algum técnico que consegue encarar
    mustafa & seus nonnos(conselheiros)
    tipo argel,abelão,mourinho ou emerson limão?

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial