Observatório Alviverde

02/04/2016

AMANHÃ CONTRA O CURICA, VOCÊ ESCALARIA DUDU NO LUGAR DE MATHEUS SALES?



 Resultado de imagem para manter o mesmo time


Nem a brilhante atuação contra o Rio Claro garante que o Palmeiras já resolveu todos os seus problemas no intra-campo. 

Ainda há um largo caminho a percorrer...

Prefiro, simplesmente, reconhecer que o Verdão vai enfrentar o Curica amanhã no Pacaembu sob nova e melhor perspectiva.

Antes de nada e antes de tudo, adianto que, "eu", no lugar de Cuca, não mexeria no time.

Manteria a mesma escalação, o mesmo esquema, tanto e quanto exigiria dos atletas a mesma disposição por eles evidenciada no jogo de 5ª feira. 

Sou partidário fervoroso da filosofia segundo a qual "em time que está ganhando não se mexe, a não ser em caso de inevitável  necessidade".

Sobretudo quando esse time (o Palmeiras) começa a encontrar a formatação ideal, decorridos, já, algum tempo e vários insucessos, mesmo sob Cuca.

Não sou hipócrita e manifesto aberta e adredemente o meu ponto de vista projetando-o a Dudu.

Mas ele é um bom jogador? 

É óbvio que sim, acima da média! Não apenas um bom jogador, mas um "jogadoraço, aço, aço", (Jorge Cury)!

Dudu tem condições suficientes para reivindicar a titularidade? 

Sim, claro que sim, a maior e mais absoluta titularidade! 

Fique bem claro, porém, não se aplica (em meu critério de análise) ao clássico de amanhã contra o Curica.

Por que?

Simplesmente porque penso que a grande atuação coletiva da equipe 5ª feira passada contra o Rio Claro, gerou uma nova situação de definições , expectativas e perspectivas no elenco.

Como Dudu esteve fora não participou do jogo de recuperação da técnica e da autoestima do grupo, sou partidário de que agora ele tem de ir para o banco e esperar a vez de voltar a disputar a titularidade. 

Um pouco de banco certamente não lhe faria nenhum mal, mas, exclusivamente, o bem!

A não ser (hipótese muito provável) que Cuca resolva recolocá-lo no time principal no lugar de Matheus Salles, mas, ao menos para mim, esta não é a melhor alternativa.

Matheus Sales foi mais uma vítima da grande "armação cartonal" de que o Palmeiras,
há anos, é vítima dos árbitros e das arbitragens, sem nunca, no entanto, reagir minimamente aos abusos.

De passagem...

Seria muito importante se o Palmeiras pudesse ter alguém do ramo arbitral sob contrato que apontasse os erros e "dedurasse" as armações perpetradas pelas arbitragens contra o Palmeiras, tanto e quanto denunciasse, publicamente, todos os erros cometidos contra o Verdão.

Por amor de Deus, que não seja outra vez Toninho Cecílio, como o Palmeiras já tentou, ou alguém de personalidade similar.

Nada contra a moral ou contra à conduta pessoal de Toninho, cidadão     ilibadíssimo, nem contra os seus conhecimentos, numerosíssimos...

Tudo, entretanto, contra a sua oratória pobre, tanto e quanto a sua falta de jogo de cintura e de palavras, a sua reduzida flexibilidade pessoal movida à base do oito ou oitenta...

Acima de tudo, pelo fato de não ser ele, Toninho, alguém que a "cronistada" admire, tenha como ídolo ou goste de entrevistar!

Essas coisas, queiramos ou não, facilitam a atividade do "porta-voz"!

Em relação ao clássico de amanhã contra o Curica, quero fazer uma crítica ao departamento de futebol do Palmeiras...

Tão logo terminou o jogo contra o Rio Claro, o clube já deveria estar preparando o terreno para que a arbitragem de amanhã fosse isenta e não prejudicasse, definitivamente, o Verdão, como de hábito!

Os juízes escalados precisam tomar conhecimento prévio de que se viessem a atuar mal ou se prejudicassem o Verdão no "derby" deste domingo, sofreriam as consequências internas e externas decorrentes do mau trabalho. 

Este é o quarteto de árbitros escalado pela FPF para o clássico do Pacaembu: 

Arbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Arbitro Assist 1: Carlos Augusto Nogueira Junior
Arbitro Assist 2: Anderson Jose de Moraes Coelho
Quarto Arbitro: Thiago Luis Scarascati

Tivesse o Palmeiras alguém (preferentemente um ex-árbitro que conhecesse sobejamente a matéria) que, de posse dos currículos e "dossiers" dos escalados, reverberasse antecipadamente na mídia os cuidados e as preocupações do clube em relação às escalas e aos escalados e o Palmeiras obstaria grande parte dos prejuízos que tem encontrado e sempre encontra dentro de campo.

O Palmeiras, infelizmente, é um clube muito cordato e submisso, que não briga pelos seus direitos e nunca impõe a sua condição de grande. 

Por isto as entidades, os dirigentes e grande parte da mídia o tratam como clube de pequena grandeza do futebol brasileiro

Após tantos prejuízos de arbitragem, eu pergunto, quais são, hoje em dia, os árbitros vetados oficialmente pelo Palmeiras junto à FPF? 

Pelo que eu sei não há nada escrito, mas, exclusivamente vetos verbais contra o irmão metralha, perdão, Oliveira e contra o Cereta de Lima...

Haveria algum veto a Vinicius Furlan? Certamente, não!

Se for só isso, convenhamos, é pouco, quase nada, em relação ao prejuízo desmedido que os árbitros vêm causando impunemente ao Palmeiras no suceder de tantos anos!

Da mesma forma, o Palmeiras, por acaso, já teria entrado com um protesto, ou vá lá, com uma simples reclamação verbal contra Marcelo A. Ribeiro, árbitro do jogo contra o Rio Claro? 

Não entrou e nem vai entrar, posto que o Palmeiras não tem um diretor de futebol competente e de personalidade, à altura de suas grandeza e necessidade.

Vou mais além, garanto e sei bem o que vou afimar: 

se a FPF escalar novamente Luiz Flávio Metralha de Oliveira ou Guilherme Ceretta do Santos, quero dizer, de Lima, o Palmeiras baixará, novamente, a cabeça e cumprirá, humildemente, a determinação,  sofrendo, quieto e silente, todas as consequências.  Há quantos anos é assim?

Ou teremos em nossa diretoria, para a correspondente e suficiente reação novamente alguém da carbonífera resistência do legendário sãocarlense Delfino Fachina? 

Em 1969 ele, sozinho, enfrentou, derrotou e afrontou, a um só tempo, a  FPF, a unanimidade da mídia, 90% ou mais da opinião pública, as fortes pressões oriundas do Palácio dos Bandeirantes e o próprio conselho arbitral, completíssimo, dos clubes da primeira divisão paulista convocado extraordinariamente em urgência urgentíssima!

Tudo já estava armado para que, por unanimidade, fosse incluído um adendo ao regulamento do Paulistão permitindo que o Curica substituísse a inscrição de dois jogadores mortos naquele ano em um acidente em São Paulo: Eduardo e Lidu!

Fachina, representando o Palmeiras, obstou a imprescindível unanimidade necessária e foi o voto impeditivo da materialização dos mais fortes e delirantes desejos gambáticos! 

Decorrem daí, duas frases da época que os palmeirenses de hoje repetem sem saber porquê

Antes da decisão, a torcida, que já sabia como Fachina iria votar, tanto e quanto sabia que, apesar da avalanche de opiniões contrárias não iria haver novas inscrições , simplesmente, dizia e repetia: "Sou mais Palmeiras, meu"!

Tomada a decisão que consagrou o voto do Palmeiras como mais importante do que todos os outros, somados, do futebol de São Paulo àquela época, a galera tripudiou sobre os adversários e mandou ver: "Aqui é Palmeiras, meu!"

Voltando ao Paulistão-16
 
Tendo em vista a refeita perspectiva de passar para a fase final do Paulistão, o Palmeiras, se quiser pensar em título, tem de ir, desde já, se precavendo em relação às arbitragens.

Essa precaução significa, também, já ir colocando a ideia de pedir nas finais um trio internacional, ou, no mínimo, de outros estados, ainda que não ocorra, pois chama os árbitros paulistas de volta à realidade de que a arbitragem, para ser boa, tem de, necessariamente, ser neutra!

Há neste instante como que uma contaminação visível da maior parte dos árbitros paulistas, condicionada a apitar, tendenciosamente, para favorecer o Curica, tamanho é o "lobbie" midiático nesse sentido

Que clube entre todos os que disputam o Paulistão, tem, normalmente, um (às vezes dois) pênalti para bater a cada jogo? 

Pelo sim ou pelo não eles estão sempre e cada vez mais batendo penais, à base de, no mínimo, um tiro de rigor a cada jogo! Com açúcar, meu irmão, (literalmente) até jiló é doce!

Fique claro, não estou falando necessariamente em desonestidade, mas em influências negativas, em pressões de notório cunho clubistico e do comprovado temor da maioria dos árbitros pelo que pode dizer a mídia, "curica-tricolina-peixeira", influindo diretamente em suas carreiras. 

Independentemente de tudo isso ou de qualquer outra coisa mais, o Palmeiras não pode, novamente, passar pelos mesmos dramas vivenciados no ano passad

A FPF, leia-se, o antipalmeirense Cel Marinho, então presidente plenipotenciário do departamento de árbitros, impôs as presenças absurdas do notório curicano Vinicius Forlan (que prejudicou muito o Palmeiras com a não marcação de uma penalidade em Rafael Marques, bem a sua frente) no primeiro jogo das finais e do assumido santista Guilherme Ceretta de Lima para apitar a finalíssima contra o Santos.

Deu no que deu!

O Palmeiras perdeu o título com atuações deletérias em ambos os jogos dos dois horríveis  sopradores de apito! 

Mas quem poderia imaginar que tudo pudesse ser diferente, se os "cabaçudos", leia-se, Nobre, Mattos e demais dirigentes, sequer foram à mídia antes das decisões para antecipar preocupações do Palmeiras pelo que poderia ocorrer?

Cadê que o Palmeiras protestou contra a simples menção de nomeação e escalação desses dois incompetentíssimos sopradores de apito impostos ao jogo, figadais inimigos palmeirenses? 

Se o Palmeiras tiver algo a reclamar em relação ao trio de arbitragem escalado para o "derby" de amanhã que o faça agora e reverbere até amanhã antes do clássico... 

Independentemente de qualquer coisa, seria  importante!

Não acredito, porém, que a cirurgia arbitral no Palmeiras, se tiver de acontecer, o será nesta rodada, mesmo em se considerando o clássico diante do Curica. 

Tendo em vista o enorme interesse da FPF no dinheiro decorrente da presença de público determinada pela classificação palmeirense e do altíssimo estatus que a simples presença do Verdão ensejará a essas finais, eu acredito -sinceramente- que a arbitragem de amanhã não será tão danosa assim aos interesses alviverdes. 

Em todo o caso, concordo, é melhor prevenir do que remediar!

=============================

Você acha que Dudu deve entrar diretamente no lugar de Mateus Sales?

Ou que Dudu deve começar o jogo no banco?

E o que pensa em relação às arbitragens?

O Palmeiras será, novamente, prejudicado, como ocorreu ano passado?

COMENTE COMENTE COMENTE


    







50 Comentários:

  • Às 2 de abril de 2016 08:37 , Anonymous Marco disse...

    Alcides, correção de nomes;

    Quem apitou o primeiro jogo da final do Paulista 2015 foi Vinicius Furlan, que prejudicou muito o Palmeiras com a não marcação de uma penalidade em Rafael Marques, bem a sua frente. Foi neste jogo que o quarto árbitro Cereta de Lima brigou com o Valdívia, tentando agredi-lo no túnel de acesso aos vestiários.
    Depois, esse Cereta apitou a final na vila e não precisamos descrever o que aconteceu.

    Luís Flávio de Oliveira apitou o primeiro jogo da final da Copa do Brasil, partida que o Lucas Barrios lembra bem. Saiu na metade do segundo tempo, por contusão e entrou no seu lugar esse Marcelo Aparecido. Por muito pouco e por muita sorte, a Copa do Brasil não foi decidida nesse jogo da Vila.

    Três arbitragens, no mínimo esquisitas e os nomes dessas quatro figuras deveriam ficar gravados para a direção palmeirense.

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:18 , Anonymous Luciano Trevisan -São Paulo-SP disse...

    Se Cuca não colocar alguém para marcar como fez com Lucas Lima do peixe, o Rodriguinho do curica dominará o meio e a derrota é eminente. Fora isto os demais dos gambás são todos iguais aos nossos se não for individualmente inferior...Avanti Palestra!!

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:21 , Anonymous JAIR DORNELES disse...

    MARCAR marcar marcar e marcar para ganhar.

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:21 , Anonymous Diego Costa disse...

    Contra os Gamba é BenzeMarques + 10.

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:22 , Anonymous Luiz Eduardo disse...

    Dracena assim como Ze Roberto são bons para compor elenco e não serem titulares... a zaga já provou ser muito mais consistente com o Thiago Martins e Vitor Hugo, com Matheus Salles ou Thiago Santos no meio.

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:23 , Anonymous Marcos Maia disse...

    Volta V@ldivia, volta volta volta volta

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:26 , Anonymous Nestor disse...

    O CX e o FG são o que estão? Enganadores ou a prova de incompetência de um DM mal estruturado e uma preparação física incompetente, tanto é que jogadores do atual elenco estão com personalidade para ajuda-los. Quando o Valdívia trouxe o José Amador, causou espanto e agora o que dizer de CX e FG, quase um ano parados? Madona!!!

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:27 , Anonymous TARCÍSIO disse...

    Dracena nem pensar Tiago Martins já! !!!!! Dudu sei lá.. ruim com ele pior sem ele !!!!

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:28 , Anonymous Bruno disse...

    Volta Mag0! ,!

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:29 , Anonymous SAMIR disse...

    Aí Cuca passei por aqui para te dizer não esquece os meninos da base do Palmeiras no time principal do clube... Hoje mais quatro jogadores convocados para seleção brasileira sub 20 e sub 17... Daniel goleiro e Joilson no sub 20 e Roberto e Barbosa no sub 17..
    Avanti Palestra!!!

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:30 , Anonymous Sergio Tomazzeli disse...

    Quero que o Cuca de um Nó Tatico no Tite, para ver o que a imprensa do G@mba Maldita iria falar na 2 feira , e com uma vitoria incontestável em cima dos malditos Gamb@s , seria uma Maravilha ,! Quem sabe não acontece ! AVANTI PALMEIRAS...!!!

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:31 , Anonymous Guilherme Tolentino. disse...

    torcida se rende a magia e o quer de volta #voltamago bomba no twitter

    https://twitter.com/el_mago_of...

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:35 , Anonymous Maurício de Souza disse...

    Time dos gambás é fraco, mas tem um esquema de jogo encaixado. Marcar e sair pro jogo, vamos ganhar. O problema do Palmeiras é com jogos com times sem expressão, times chamados de pequenos. Ultimamente temos nos dado muito mal por não ter esquema tático definido e achar que ganharemos a qq momento. E, no futebol não é assim q funciona.
    Eu? eu acredito!!!

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:35 , Anonymous Alcides Drummond, o editor disse...

    Marco, amigo...

    São tantas as "emoções" arbitrais vividas por nós, palmeirenses que os fatos se sucedem rápidos e repetitivos.

    Se vcs, jovens, sentem esse problema, quanto mais eu, palmeirense da velha-guarda e que já vivi "tantas" emoções.

    Vou efetuar a correção no texto.

    Valeu.

    Só me responda uma coisa.

    Se eu, você e a turma deste OAV conseguimos ver as coisas do Palmeiras com meridiana clareza por que os nossos dirigentes não conseguem enxergar um palmo adiante do nariz?

    Falta gestão no futebol do Palmeiras para o qual, em vez de um diretor, contratamos, simplesmente, um corretor.

    Abs (AD)

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:37 , Anonymous Gabriel Santana disse...

    Podem falar o que quiser, mas o Alecsandro tem culhões e personalidade pra vestir nosso manto. O cara não foge da responsabilidade e sempre fala com muita segurança. Além de que costuma jogar com muita raça. Inclusive costuma fazer gols decisivos.

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:39 , Anonymous TORCEDOR PONDERADO disse...

    O jogo do ano será 4ª-feira, amanhã será apenas um aperitivo.
    Avanti Sócio Torcedor!!

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:42 , Anonymous Willian disse...

    Não escala o Edu Da pena, Não escala o Edu Da pena,
    Não escala o Edu Da pena,Não escala o Edu Da pena,
    Não escala o Edu Da pena,Não escala o Edu Da pena,
    Não escala o Edu Da pena,Não escala o Edu Da pena,

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:46 , Anonymous DANIEL disse...

    -----------------Prass-----------------
    Jean----Thiago---Hugo----Egidio
    ---Gabriel---Arouca---ThiagoS.--
    --------------Robinho----------------
    -----Jesus------------Gordo--------
    Time que está vencendo não se mexe.!!

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:48 , Anonymous DIRETO DO PTD disse...

    Cuca não garante retornos de Dracena e Dudu no clássico

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:52 , Anonymous Marcelo Dias disse...

    O GORDO é o jogador que mais evoluiu nos últimos jogos. Demonstra vontade, tá inserido bem no grupo, já foi treinado pelo Cuca e tá fazendo seus golzinhos e participando bastante no ataque. Essa implicância com Alecgol é de uma infantilidade imbecil.

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:56 , Anonymous João disse...

    Mattos e Cuca desmentem interesse em Gum e Leandro Donizete.
    Ponto final com estas canalhices publicadas.
    Avanti Palestra!!!

     
  • Às 2 de abril de 2016 09:58 , Anonymous Carlos Eduardo disse...

    Gabriel Jesus é fod@ falou a verdade ontem.
    vamos apoiar ele nas redes sociais galera.
    midia gamb@ ta brava com o menino..será que a verdade incomoda os canalhas e fdp?

     
  • Às 2 de abril de 2016 10:01 , Anonymous Heitor Navarro. disse...

    Se Dudu estiver 90%, você vai segurá-lo para o próximo jogo, Cuca?

    "90% não serve. Temos que estar 100%, qualquer um. Tem que estar 100%", responde o treinador palmeirense.

     
  • Às 2 de abril de 2016 10:05 , Anonymous Alexandre disse...

    https://youtu.be/jfwrMYRW-6U?t...

    6 marcadores... o cara deu um jeito... pqp é o jogador que nos falta

     
  • Às 2 de abril de 2016 10:09 , Anonymous Claudio Santoro disse...

    Não pode é ser goleado pelos gambás..em hipótese alguma...por favor verdão!!

     
  • Às 2 de abril de 2016 10:10 , Anonymous Adriano Bittencourt. disse...

    Não vamos enfrentar a nenhum Barcelona, por gentileza...menos garotos...menos!!!

     
  • Às 2 de abril de 2016 10:15 , Anonymous Junior disse...

    Somos exigentes em demasia, aproveitemos o momento e situação atual para valorizar o que é bom e se omitir com críticas desnecessárias e que não agregam em nada ao Palmeiras, sejamos racionais e ponderados, não custa nada. Passe o que for dizer pelos três crivos: é verdade? é bom? é útil? se passar pelos três, fale, escreva e veicule, tenho certeza de que 99% ficará retido a sua pessoa, assim sendo, faça uso desta sábia disciplina para reflexão e no seu dia a dia.

     
  • Às 2 de abril de 2016 10:16 , Anonymous Lucas disse...

    de verdade dentro de um litro de amor”. Chico Xavier.
    “Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim”.
    Chico Xavier

     
  • Às 2 de abril de 2016 10:19 , Anonymous Lucas disse...

    “No mundo a fórmula para encontrar a felicidade com esplendor é uma gota de verdade dentro de um litro de amor”. Chico Xavier.

     
  • Às 2 de abril de 2016 10:26 , Anonymous Jair Rodrigues. disse...

    Cuca diz que Gabriel Jesus exagerou ao criticar a imprensa
    Atacante reclamou de tratamento desigual ao Palmeiras, mas técnico diz que jornalistas foram 'até bonzinhos' durante a sequência de quatro derrotas do time

     
  • Às 2 de abril de 2016 11:32 , Anonymous Lorenzo disse...

    http://andrerocha.blogosfera.uol.com.br/2016/04/01/carta-aberta-ao-torcedor-nao-vivemos-em-funcao-de-voce-nem-de-seu-clube/

    Olá Alcides... Gostaria muito que comentasse esse post do link acima.

    Abraço!

     
  • Às 2 de abril de 2016 13:45 , Anonymous Marco disse...

    O texto do tal André Rocha é esse. Resposta na próxima mensagem

    ==================

    Carta aberta ao torcedor: não vivemos em função de você, nem de seu clube!

    Jornalista de futebol vive por esporte, como diz o nosso Mauro Beting. Faz o que ama. Até porque haja amor para, em geral, trabalhar mais e ganhar menos, sem contar o preconceito, em relação a outras áreas da profissão.

    Incluindo transformar em ofício o que antes era diversão. Em racionalidade o que era paixão. Perder a relação romântica com seu clube de coração tanto por dever ético como por decepção ao descobrir algo nada nobre nos bastidores.

    Ao contrário do que muitos pensam, jornalista tem vida. Precisa lidar com cobranças familiares e esfriar amizades e amores por falta de tempo. Porque está online sempre, antenado até quando liga a TV para descansar a mente. Ao mesmo tempo, precisa olhar o filho, a esposa, o marido, cuidar da casa, pagar contas, chamar o encanador, lidar com pedreiro. Viver.

    Tudo isso em 24 horas. Por isso você, torcedor, sempre está mais informado sobre o seu time do que nós. Porque só precisa ler e fuçar tudo sobre o seu objeto de paixão. TV, rádio, sites, blogs, fóruns, redes sociais…

    Não temos como dar conta de tudo. No caso deste blogueiro e comentarista, por exemplo, que escreve e/ou fala de todos os times das Séries A, B, C e D do Brasil, dos principais clubes da Europa e da América do Sul. Ou do torneio que pintar para comentar na TV.

    Com o tempo, o analista passa a “torcer” mais por suas convicções do que pelo time que escolheu lá atrás – e se está envolvido com futebol é por causa dele, também. Se a vitória do clube do coração desconstroi uma tese consolidada, natural torcer contra. Ou não se importar. Até porque somos uma raça vaidosa com nossas opiniões.

    Dito isto, fica a pergunta simples, direta e sincera: você acha mesmo que o jornalista pensa de manhã enquanto faz a barba ou toma banho “Hoje eu vou ferrar o time xxxxx”?

    Você acha mesmo que o Thiago Maranhão, repórter do Sportv, desejava, ao informar uma irregularidade aos seus colegas de transmissão, e não à arbitragem, prejudicar o Palmeiras? O mesmo vale para Joanna de Assis, Ana Thais, André Hernan, Ana Thaisa. Fora o julgamento de um áudio privado e vazado que nem vale resgatar.

    Será que o problema somos nós ou o futebol pobre do time alviverde?

    Se você pensa que vivemos em função do seu clube, seja qual for, e que há contra ele uma conspiração internacional e interplanetária, incluindo gnomos, elfos e os Illuminati, há tratamento para isso. E o problema não é nosso.

    Até porque temos mais o que fazer, né?

     
  • Às 2 de abril de 2016 14:11 , Anonymous Marco disse...

    Ao tal André Rocha

    Seu texto mostra o quanto você é limitado e medíocre e deve imaginar que o torcedor é tão limitado e tão medíocre quanto você.

    Começa citando Mauro Beting, um personagem do nosso jornalismo esportivo que não pode ser visto como base para se analisar o comportamento do torcedor palmeirense. Mauro, sempre preocupado em fazer média e parecer imparcial nunca retratou o sentimento do nosso torcedor. Sempre foi muito mais preocupado em manter a sua imagem do que falar algo em benefício do Palmeiras, excluindo a parte da história, onde ele pode falar sem se comprometer. Mesmo na parte histórica, teve a exceção no caso reconhecimento do mundial de 51, assunto que ele manteve a sua postura de fazer média com rivais. Só para seu conhecimento, já disse isso ao Mauro, pessoalmente e por correspondência eletrônica.

    Você em seu “brilhante” e “nada corporativo” texto faz a defesa de “profissionais” de uma emissora cuja imagem é marcada pela parcialidade na cobertura esportiva, uma emissora de TV cujo credibilidade é igual a uma nota de três reais. Uma empresa que tem como um dos chefes de redação é um tal Carlos Cereto, conhecido do meio esportivo como torcedor que ocupa espaço de jornalista, precursor dessa postura de interferir em arbitragens.

    Aliás, o grave nessa história e que não mereceu sua atenção foi o fato de ficar provada a interferência externa nas arbitragens, fato que é ilegal. Caso fosse um profissional sério e competente, teria dado destaque o fato maior e não privilegiado o corporativismo.

    A grande diferença entre esses torcedores disfarçados de jornalistas e os torcedores normais é que os normais não se escondem atrás do rótulo de uma profissão, como covardemente muitos de vocês fazem. Pior ainda, verdadeiros acéfalos esportivos, como parece ser o seu caso. Ficam “bravinhos” querendo dar lição de moral em torcedores, que na condição de consumidores do produto futebol têm todo o direito de reclamar do comportamento profissional de quem está trabalhando em uma função e não pagou ingresso para assistir uma partida em posição privilegiada no estádio.

    Sua frase título: “ não vivemos em função de você, nem de seu clube” deveria ser a regra maior do jornalismo esportivo, que hoje, infelizmente, tomou proporções gigantesca proporcionando espaço para muita gente sem a menor condição de ser um comunicador. A grande maioria dessas pessoas deveria estar fora do esporte, exercendo alguma atividade útil para a sociedade e não orbitando um mundo onde não têm a menor capacidade técnica para opinar e se tornar formado de opinião.

    Só mais um detalhe fundamental. Aqui neste espaço, o Observatório Alvi Verde, e em outros da chamada Mídia Palestrina, escrevemos como torcedores do Palmeiras, não enganamos ninguém, não jogamos sujo. Quem entra aqui sabe que está lendo a visão do torcedor palmeirense. Tenho certeza de que quem entra em seu blog, ou acessa um dos canais ligados ao sistema Globo, pensa que está recebendo um trabalho feito por profissionais e não por torcedores ou por pessoas que defendem interesses de certos clubes. Quem entra em espaços como o seu e como os da RGT está sendo enganado. Essa é a grande diferença.

     
  • Às 2 de abril de 2016 14:32 , Anonymous Marco disse...

    O caso desse repórter Thiago Maranhão é mais um para a coleção de interferência negativa em jogos do Palmeiras.
    Ligações para procuradoria de tribunal, interferência direta nas arbitragens, denuncias em reportagens para punir cartão amarelo forçado e outras situações a mais, foram fatos que aconteceram em jogos do Palmeiras e não foram regra de atuação em jogos de outros times.

    Porém, nesse caso específico, a atuação indevida, fora da função do repórter, poderia revelar uma ação ilegal no futebol, que é interferência externa na arbitragem

    Se o preparador físico do Palmeiras cometeu uma ação ilegal ao usar um aparelho de comunicação, foi punido por outra ação ilegal que é a interferência externa.
    Entretanto, o brilhante, profissional e competente jornalista André Rocha não prestou atenção a esse detalhe, ficando preocupado apenas em "puxar" a orelha de torcedores que defenderam o interesse do seu clube.

    Jornalista não tem time, não deveria ter quando exerce sua função, não depende do time do torcedor, mas protege, defende interesses de certos times que são do agrado dos seus patrões, justificando favorecimentos externos ou encobrindo prejuízos quando o clube não é do seu interesse.

    Quem fica incomodado com as cobranças inerentes a profissão, mude para outra atividade, busque algo mais útil à sociedade para trabalhar.




     
  • Às 2 de abril de 2016 15:14 , Anonymous Marco disse...

    Vejam a matéria do blog da Clorofila, mais rica em detalhes sobre esse caso:

    http://blogdaclorofila.sopalmeiras.com/2016/04/01/a-press-nao-entende-a-gente-desenha-por-que-so-com-o-palmeiras/

     
  • Às 2 de abril de 2016 15:31 , Anonymous Lucas disse...

    Marco, parabéns pela lucidez e bom senso em seu comentário, onde assino? Abs.

     
  • Às 2 de abril de 2016 16:22 , Anonymous João Pedro- S.J.Rio Preto-SP disse...

    brilhante texto no blog da clorofila, parabéns a Sra. Tânia.
    Avanti Palestra!!

     
  • Às 2 de abril de 2016 16:30 , Anonymous George disse...

    Confira os 24 nomes relacionados:
    Goleiros: Fernando Prass e Vagner
    Laterais: Egídio, João Pedro, Lucas e Zé Roberto
    Zagueiros: Edu Dracena, Leandro Almeida, Roger Carvalho, Thiago Martins e Vitor Hugo
    Volantes: Arouca, Gabriel, Jean e Thiago Santos
    Meias: Allione, Régis e Robinho
    Atacantes: Alecsandro, Erik, Gabriel Jesus, Lucas Barrios, Rafael Marques e Dudu

     
  • Às 2 de abril de 2016 16:31 , Anonymous Kleber Sampaio disse...

    Por que não entra o Régis? Só isto eu queria entender!!!

     
  • Às 2 de abril de 2016 16:34 , Anonymous Carlos Eduardo disse...

    Alli onde nãããããããooooooo!!!!!!!
    Edu dá pena nãããããooooooo!!!!!!!

     
  • Às 2 de abril de 2016 16:36 , Anonymous Luciano Trevisan -São Paulo-SP disse...

    Público de Barça e Real: 99.200 pessoas..
    madona!! cazzo!!

     
  • Às 2 de abril de 2016 16:52 , Blogger ester abea disse...

    "Quem apitou o primeiro jogo da final do Paulista 2015 foi Vinicius Furlan, que prejudicou muito o Palmeiras com a não marcação de uma penalidade em Rafael Marques, bem a sua frente. Foi neste jogo que o quarto árbitro Cereta de Lima brigou com o Valdívia, tentando agredi-lo no túnel de acesso aos vestiários.
    Depois, esse Cereta apitou a final na vila e não precisamos descrever o que aconteceu.

    Luís Flávio de Oliveira apitou o primeiro jogo da final da Copa do Brasil, partida que o Lucas Barrios lembra bem. Saiu na metade do segundo tempo, por contusão e entrou no seu lugar esse Marcelo Aparecido. Por muito pouco e por muita sorte, a Copa do Brasil não foi decidida nesse jogo da Vila."

    Caro Alcides

    Todos lembramos muito bem desses tipos, que anos atrás seriam chamados de cafagestes.

    Vc deu uma aula ao falar da habitual taciturnidade do Palmeiras(e da torcida) quanto aos frequentes roubos. Para o palmeirense, se a RGT ou(pior) a Band não falou, nada aconteceu.
    E com isso, quantos roubos perpetrados pela imprensa canalha e arbitragem imunda sempre contra a SEP

    Off topic: Alecsandro mostra que gosta do clube...não dormia devido a fase

     
  • Às 2 de abril de 2016 17:49 , Blogger Unknown disse...

    Aleksandro é perseguido injustamente pela torcida do verdão.

    Além de tudo é um dos jogadores que mais marcaram no campeonato brasileiro.

    É só a bola chegar...

     
  • Às 2 de abril de 2016 18:22 , Anonymous Verde insuperável disse...

    Quem é esse André Rocha ? O que essa nulidade, que ao menos deve conseguir andar com os dois pés, faz da vida ? A ponto de dizer que tem mais o que fazer ? Por certo, sua obra é aquilo que eu acabo de obrar.

     
  • Às 2 de abril de 2016 18:27 , Anonymous Verde insuperável disse...

    Cresça e apareça antes de pensar em criticar o Palmeiras e os Palmeirenses, SEO André Rocha. Por conta de pessoas limitadas como vc estamos vivendo essa situação caótica, em uma sociedade repleta de vagabundos morais e intelectuais. Esse seu "textinho" ordinário é o "ABCD" do profissional bajulador e incompetente. Que precisa adular para comer e ser feliz. Lamentável.

     
  • Às 2 de abril de 2016 18:51 , Blogger ester abea disse...

    Andre Rocha publica um texto de incrível limitação intelectual

    O amigo Marco o destroi com argumentos: quem procura informação na RGT imagina ter dados imparciais. Aqui é midia palestrina, é lógico que nossa opinião tem o viés do Palmeiras. E que bom que é assim, pois de VAGABUNDOS estamos fartos, Sr. Rocha

     
  • Às 2 de abril de 2016 18:51 , Anonymous Marco disse...

    Alecsandro, pelo seu comportamento dentro e fora de campo, ganhou o respeito do torcedor palmeirense.
    Pode até ser criticado tecnicamente, o que é normal, mas mostrou o profissionalismo que esperamos de todos que vestem a nossa camisa.

     
  • Às 2 de abril de 2016 18:55 , Anonymous Marco disse...

    A melhor resposta a esse tal André Rocha é a própria existência da chamada "Midia Palestrina". Diversos meios de comunicação criados para suprir a lacuna existente na cobertura do Palmeiras, sem o vícios, sem a má intenção, sem o jogo sujo da imprensa tradicional.

    Caso a imprensa fosse séria, como esse elemento quer fazer parecer, não existiria nessa proporção a chamada "Mídia Palestrina".

     
  • Às 2 de abril de 2016 19:12 , Anonymous Bolero disse...

    Parabéns caro Marco., brilhante e muito lúcido como sempre em seus comentários .

    Realmente é preciso responder à altura a esses que se dizem jornalistas que não passam de um bando de hipócritas , criadores do jornalismo preconceituoso, cheios de ilações , factoides, , CLUBISTAS ,ancorados a denegrir por inveja o maior campeão do século, o maior campeão do Brasil, o primeiro campeão mundial , pois sem essas atitudes estariam no meio da rua .
    Deixo aqui o meu apoio incondicional ao seu magnífico texto assinando em baixo.



     
  • Às 3 de abril de 2016 00:23 , Anonymous Anônimo disse...

    Esse Zé mané é fraquinho que dói. Filho, se for defender a categoria com esse argumento de quinta, é melhor refazer a faculdade, ou com todo respeito à velha guarda, vai fazer jornalismo de verdade. Digo mais, no nível baixíssimo que está, conversa de boteco vira café filosófico.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial