Observatório Alviverde

08/11/2017

NÃO EXISTE, HOJE, NO BRASIL NENHUM ÁRBITRO COM CULHÕES SUFICIENTES PARA APITAR JOGOS COM PERSONALIDADE E ISENÇÃO NO ESTÁDIO DO CORINTHIANS!!!



Mário Vianna, Amilcar Ferreira, Joaquim Gonçalves, Baimonilson Lisboa, José Muniz Brandão, Sebastião Rufino e o baixote genial Agomar Martins, ao menos entre os árbitros que vi, conheci e me lembro, foram, efetivamente, os mais corajosos.

Mário (carioca), Joaquim (mineiro), Baimonilson (baiano), Brandão (goiano), Rufino (pernambucano) e Agomar (gaúcho), cada qual impunha o seu estilo e a sua personalidade aos espetáculos, acertando ou errando, mas sem medo de torcidas, represálias, tentativas de agressão e, principalmente de pressão, em jogos com estádios lotados com uma, duas ou mais torcidas.

Em Sampa a mídia destacava a coragem de Olten Aires de Abreu (sãopaulino assumido), de Dulcídio Vanderley Boschilla (aquele das decisões Curica x Ponte) e de Oscar Roberto de Godoy (dispensa apresentações), curiosa e coincidentemente, três inimigos figadais do Palmeiras.

Godoy conserva o vício infame de persecutor palmeirense até hoje. Nem em sua atual condição de jornalista diplomado, consegue tratar o Verdão com equanimidade e justiça em relação aos seus adversários!

Em razão disso, ainda que os considerasse pessoalmente destemidos, não os coloco na relação dos melhores que encabeçam esta crônica, seja do ponto de vista técnico ou da coragem em campo, o tema de hoje, haja vista que a "média" e a conveniência e a predileção pelo Curica, noves fora Olten, eram comuns em suas atuações.
 
Mário Gonçalves Vianna com dois enes (como ele se auto-nominava), o precursor dos analistas de arbitragem no rádio e na TV, foi,  entre todos, o pioneiro em enfrentar casas cheias e torcidas inflamadas em um tempo em que se a população era um pouco menos agressiva e ousada, a segurança nos estádios era precária.

Dizem que certa vez, ao apitar um jogo que o Curica perdeu, no Pacaembu em São Paulo, Mário, ao abrir a porta  do vestiário para ir embora, deparou-se com um delegado e vários policiais que o esperavam. Perguntou-lhes então Mário por que estavam alí?

O delegado respondeu que para dar-lhe segurança porque uma multidão irada o esperava na saída do vestiário, e poderia agredí-lo! 

Que, diante disso estava com uma viatura pronta para transportá-lo ao Hotel ou à Gare da Central do Brasil e que todos os policiais ao seu lado e outros na saída estavam preocupados e empenhados em dar-lhe segurança.

Mário, de pronto, agradeceu à gentileza afirmando que dispensava a escolta porque iria sair sozinho em direção ao carro-de-praça (ninguém falava taxi naquele tempo) que o esperava, mas alertava à guarnição que desse segurança à multidão porque "eu, Mario Vianna, vou sair"!

Entrementes, enfiou a mão num coldre, sacou de uma pistola "parabelum lugger" cano curto, sabe-se lá de que calibre e andou em direção à curicada que afinou e colocou a galha dentro. 

Calada e silente, a multidão foi abrindo espaço para a passagem triunfal de Mário rumo ao taxi! Anos depois (quem sabe se em função do episódio?) Mário viria a ser contratado para técnico do Palmeiras.

Em matéria de arbitragem autônoma, independente e com a menor influência possível do ambiente que a cerca, nunca existiu alguém como Mário, haja vista a sua importância em mais de um quarto de século, como árbitro de ponta e de enorme prestígio do futebol brasileiro!

É claro muito de sua autoridade e moral provinham de sua condição de membro da corporação policial mais forte e prestigiosa do Brasil na era Vargas, a tão temida PE, A Polícia Especial, que infundia terror não apenas aos contestadores do regime, como e principalmente aos bandidos e marginais que ameaçavam a população da então Capital do Brasil.

Que falta faz ao Rio e ao Brasil, nos dias de hoje, essa extinta corporação que quando se deparava com confusões generalizadas, chegava chegando, espanando e arrepiando. Primeiro batia e só depois verificava quem tinha razão!

Independentemente de tudo isso, Mário sempre portou-se em campo de forma independente, impositiva e inflexível, agindo com firmeza porém dentro da lei, com lisura e honestidade, para o que muito contribuiu a sua condição de espírita Kardecista fanático e partícipe da doutrina, daqueles que sabem que "fora da caridade, não há salvação"!

Sem conceder a costumeira aura de proteção que os árbitros, já naquele tempo, proporcionavam aos clubes de maior expressão e agindo sempre de maneira independente, sem deixar-se envolver pelo interesse da FMF, a sua Federação, Mário conduziu-se como uma expressão emblemática da arbitragem brasileira até o final do ano de 1954, marcando presença com destaque nas Copas do Mundo de 50 e 54, após o que deixou de apitar,  por ter sido simplesmente, expulso da Fifa.

Num jogo Suiça x Itália, Boniperti, famoso jogador italiano, ao contestar uma marcação de Mário, empurrou-o várias vezes e recebeu de troco um direto que o mandou, desacordado, para o vestiário.

Mário, então, mandou chamar o massagista italiano e disse. "o jogo segue e se ele acordar antes do final do primeiro tempo pode voltar a campo e jogar porque eu não o expulsei!"

Como eu já disse, Mário teve uma experiência como técnico no Palmeiras, entre 1957 e 1958, mas os números pífios o tiraram do Verdão após 15 jogos e 7 derrotas. 

Isto porém não o desabona e nem rouba-lhe a condição de o árbitro mais importante do Brasil em um tempo de grandes apitadores como Gama Malcher, Eunápio de Queirós, Mário Gardelli e até do uruguaio Esteban Marino.

Num tempo em que as palavras tinham peso e as pessoas vergonha na cara, Mário teve peito, dignidade e, sobretudo CORAGEM de apontar irregularidades na entidade que comanda o futebol mundial, a FIFA.

Denunciou bandalheiras, roubalheiras e corrupção na entidade fazendo uso de uma frase que se perpetuou e, malgrado o passar dos anos, ainda não perdeu a atualidade ao proclamar para todo o mundo que "a Fifa era uma camarilha de ladrões". 

Qualquer semelhança com os entornos atuais de Ricardo, Marin, Marco Polo, FHC, Lula e Temmer, são fatos, e não apenas mera coincidência!!!

Concluindo:

Domingo, por ocasião do "derby" esvaiu-se a minha última expectativa de ter-se, enfim, uma arbitragem correta, direita e escorreita de um Corinthias x Palmeiras através do gaúcho Anderson Daronco.

Esse árbitro, até então, era o de melhores performances no Brasileiro, e vinha se destacando de forma excepcional no que respeitava à parte disciplinar dos jogos.

Anderson e sua tchurma, porém, decepcionaram totalmente e provaram que estão muito mais para Simon do que para Agomar Martins!

Como se não bastassem os grosseiros erros de atacado (inconcebíveis) como a validação de um gol em completo impedimento e da marcação de um pênalti absurdamente inexistente, Daronco errou, seguidamente, no varejo...

Além das inversões de faltas e de laterais, além de conceder ao Curica  t-o-d-a-s   as decisões que suscitavam dúvida, além de ser leniente e conveniente com a cera, o tendencioso gaúcho deve ter se jactado de ter inventado (ele imagina que sim) um novo método para ajudar o tempo passar mais rápido, aquele de simular que admoestava os curicanos em  t-o-d-o-s  os lances de bola parada, e contribuir com a cera. 

Não seria mais simples mostrar, exclusivamente, o cartão? Ou ele pensa que todos nós somos trouxas, estúpidos e não notamos essas coisas? 

A verdade é que como ele sabia que oitenta por cento dos curicanos em campo estavam com dois cartões amarelos, amenizou a banda deles deixando claro que ele, Anderson, não era aquele portento de alma e caráter que tanto imaginávamos. 

Seu critério de atuação, em resumo, foi a ausência de critério! Exemplifico:

o Palmeiras não conseguiu cobrar uma única falta perto da área sem que os curicanos obedecessem à metragem regulamentar pois adiantavam sempre as barreiras em até uma jarda à frente. Em vez de aplicar o cartão Daronco apenas fingia ficar bravo e partia para a admoestação. Com isso ajudava a gastar e "roubar" mais tempo do Palmeiras. 

Foram ridículos os cinco minutos de acréscimo que ele anunciou ao fim do jogo, como se estivesse fazendo um enorme favor ao Palmeiras. No mínimo deveriam ter sido dez, independentemente de o Palmeira aproveitá-los ou não!

Isto sem contar com a intensificação da cera dentro do tempo de acréscimo que o obrigou a aumentar o tempo de cinco para seis minutos. Mas e os cartões onde os teria enfiado Daronco?

Quando aplicou o cartão amarelo que interessava ao goleiro curicano, esperou primeiro que ele chutasse para o alto e só depois o advertiu, quando a bola, praticamente, já estava chegando a Prass. Ganhou e doou mais um minuto para os marginais!

E o cartão amarelo a Jadson em que Daronco botou a galha dentro e afinou em dar o merecido vermelho pois  tratou-se de uma covarde agressão?

ATENÇÃO!!! ATENÇÃO!!! ATENÇÃO!!!

Ninguém até hoje disse isso, no rádio, no jornal, na TV nem na Web mas o OAV , outra vez, "está levantando a lebre":

Por que Romero, que entrou em campo portando um objeto estranho ao jogo, um telefone celular com o qual agiu provocativamente sobre o adversário, não foi, ao menos, admoestado verbalmente? 

Não caberia um cartão amarelo ao autor do gol e da foto?

Mas Palmeiras denunciou isso? Vai reclamar?

Com esse presidente amadorzão que (simbolicamente) dá uma de galinha, isto é, toma atrás e sai cantando, tenho certeza de que, NÃO! 

Ou ele imagina que alguém da mídia vai levantar a bola que este blog já levantou, da ausência do cartão sobre um jogador que entrou em campo portando, irregularmente, um telefone celular? E se fosse um revólver?

Para encerrar. 

Se nem Daronco, o menos ruim entre todos os árbitros da atualidade consegue apitar com qualidade e isenção quando lota o "Penico do Lula", que árbitro o fará?

Na verdade nenhum deles, no mínimo, deixará de borrar a sunga ou de apertar o fiofó!  É o medo que os faz assim! Os auxiliares e os bandeiras que o digam.

Ficou provado, comprovado, ratificado e sacramentado o seguinte:

"não existe, hoje, no Brasil, nenhum árbitro com coragem, força espiritual e culhões suficientes para apitar com isenção os jogos (sobretudo os maiores) no estádio do Curica!"

Já que você foi kardecista, reencarne logo grande árbitro Mário Gonçalves Vianna!

 COMENTE COMENTE COMENTE

19 Comentários:

  • Às 8 de novembro de 2017 05:15 , Blogger Eliezer de Brito disse...

    Lances duvidosos nao podem jamais encobrir o pessimo trabalho feito ate agora.
    Tivessemos um time decente, teriamos ganho este jogo e o campeonato independente dos erros de arbitragens. Ficar destacando fatores externos é esquecer o pessimo trabaçho desenvolvido

     
  • Às 8 de novembro de 2017 08:19 , Anonymous VICTOR TREDENSKI disse...

    Podem se praparar

    se o cara de areia mijada voltar a presidencia dos itaqueranos (e vai voltar)

    e o 9 dedos voltar a presidencia (em se tratando de Brasil, da justiça(?) e do STF(?), eu não duvido é nada)

    ainda mais com a globo como ''mãe adotiva'', ''fiadora'' dos caras

    de duas, uma

    ou a tia Leila contrata jogadores extra-classe da Europa

    ou o Palmeiras reativa o seu campeoníssimo time de bocha

    é claro, sem jogadores que sejam do Cruzeiro, por que já basta os do time.

     
  • Às 8 de novembro de 2017 08:20 , Anonymous Anônimo disse...

    Se o árbitro apitar corretamente (portanto não prejudicar o adversário) ou errar contra os gambás no estádio do governo com certeza será colocado na geladeira pq o presidente gambá vai fazer um barraco na midia.

     
  • Às 8 de novembro de 2017 09:05 , Blogger Alexandre Correia disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 8 de novembro de 2017 10:28 , Anonymous Verde Insuperável disse...

    lula presidente? andres sanchez presidente? fumou o quê estragado amigo? cada uma.

     
  • Às 8 de novembro de 2017 10:29 , Anonymous Alcides Drummond, o Editor disse...

    Dois recados

    1º Ao Eliezer.

    Cabe-nos a nós palmeirenses apontar e criticar os erros de nosso time. Neste blog ao menos, ninguém os omitiu! continuaremos fazendo!

    Da mesma forma, por que temos de ter sempre o time mais caro e oneroso para disputar os campeonatos que os nossos adversários, mais do que ajudados, carregados pelas arbitragens, ganham até com times formados na base?

    Com todo o respeito a sua opinião de bloguista de nível e partidário do politicamente correto, eu não tenho vocação para fazer o que fez o presidente do Verdão, em nome de uma pretensa ética, de ser prejudicado e em vez de bater em quem o prejudicou, discursar em prol do jogo limpo, da melhora do nível das arbitragens. É muita subserviência!

    2º Ao Alexandre Correia
    Eu não quero censurar a sua postagem, mas quero dizer que este blog não compactua com a sua informação e opinião que Héber e Daronco receberam dinheiro para "operar o Palmeiras".

    Embora estejamos em um mundo em que tudo pode acontecer, é temerário fazer acusações graves e sem provas, ficando os acusadores sujeitos às penas da lei.

    Você tem provas do que disse? Se as tem passe-me para que façamos um escândalo.

    Por isto eu o aconselho a retirar o que, inadvertidamente disse.

    Pra que arriscar?

    Lembre-se da postagem de ontem antes de afirmar certas coisas.

    Perceba que todos nós estamos brigando por um clube que não teve sequer a dignidade de criticar oficialmente a arbitragem de Daronco e preferiu fazer média com aqueles que o prejudicaram.
    Abs

    (AD), o editor

     
  • Às 8 de novembro de 2017 10:40 , Anonymous VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Não fui o autor da postagem das 10:28 horas.
    Incrível, mas esse delito permanece no blog. Até quando ??

     
  • Às 8 de novembro de 2017 10:53 , Anonymous Nei Verde disse...

    Pessoal, amigos, Alcides...!!!
    Essa noite eu sonhei, que o Mustafá que tinha acordado tudo, jogo contra o cruzeiro e Gambas, assim como ele fez no mundial de clubes em ferias do ano de 2.000, aquele que ele vendeu nossa vaga..!

     
  • Às 8 de novembro de 2017 11:41 , Anonymous AD disse...

    VERDES

    Então fica assim, já que não tenho como identificar quem escreveu as mensagens.

    A mensagem da 10,48 foi escrita por Verde Insuperável, o original.

    A de 10,28 por algum admirador dele que o homenageou.(AD)

     
  • Às 8 de novembro de 2017 12:14 , Blogger Ester Abea disse...

    amigo Alcides e amigos do OAV

    Mais uma vez Alcides faz um poster brilhante. Só discordo da parte de Religião, pois muito embora ache que a Religião habitualmente traz moralidade, discordo que uma pessoa faz um trabalho honesto por causa de sua religião. Mas falo de pessoas razoáveis. O sem-caráter o será com ou sem Religião.

    De outra banda(acho que me contaminei com o jurisprudente fraquinho da roça) o Br 2017 foi um roubo!
    Só não se fala mais dos muitos resultados montados pela arbitragem por ser o SCCP, clube que como o CRF foi escolhido pela RGT para ser campeão.
    E nossa imprensinha marrom aplaude, mesmo que tudo seja sujo, imundo. Como a propria imprensa marrom.

    O que fazer no país em que os governantes sao lastimáveis, o Judiciário fraco e questionável e mesmo o povo (usualmente) cheio das desonestidades?
    Só podemos botar a boca no trombone, como fez nosso Alcides...

     
  • Às 8 de novembro de 2017 12:18 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    Pra mim, esta foi uma das mais belas postagens feitas pelo Sr Alcides.

    Não participo mais do fórum. É fato.

    No entanto, o acompanho. Sempre.

    Gostaria apenas que alguns irresponsáveis entendessem de vez que:

    EU sou tão somente o Sr Cláudio de MG. Pessoa idônea. Honesta. Maduro. Aposentado. Pai de família. Homem. Cidadão. Palmeirense por opção.

    Deixei de postar aqui porque não aguentava mais tanta bobagem, de que eu seria Élcio, Nei, Moisés ou o Verde Insuperável.

    Quanta imbecilidade!

    Parabéns Alcides. Continuo LENDO o seu blog.

    Este blog é muito bom!

    Respeitosamente, Sr Cláudio de MG.

     
  • Às 8 de novembro de 2017 13:17 , Blogger Ester Abea disse...

    amigo Claudio de MG

    O blog sente sua falta. Perdemos muito sem seus inteligentes comentários

     
  • Às 8 de novembro de 2017 14:27 , Anonymous Nei Verde disse...

    2018 ainda promete muitas lambanças, sobre a batuta do incompetente, traíra, bobo da corte presidente, iniciaremos mais uma vez uma pra temporada (2018), sem um treinador definitivo com o diretor $$$ cntratando de baciada os ridículos põe ele escolhidos, quem vir a treinar o time tem que engolir os boleiros dos compadres empresários.
    Fomos roubados, evidente que o campeonato foi direcionado, mas infelizmente nosso clube é cheio de gambás é gente incompetente, a luz é NOBRE..

     
  • Às 8 de novembro de 2017 14:36 , Anonymous MestredosMagos disse...

    SUGESTÃO DE URGÊNCIA:

    TIRAR FERNANDO PLÁSTICO QUE ESTÁ COM A CABEÇA EM RENOVAÇÃO E NÃO SE MACHUCAR E COLOCAR O PANTERA NEGRA JAILSON.

    Saudações.

     
  • Às 8 de novembro de 2017 14:56 , Anonymous VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Amigo Cláudio de MG:
    Volte para nos enriquecer com os seus sensatos e inteligentes comentários.
    Você, junto com Abea, na minha modesta opinião, são a parte mais elegante, refinada e educada deste Blog.

     
  • Às 8 de novembro de 2017 16:35 , Anonymous Justo e Franco disse...

    claro né, os três é o mesmo comentarista. insuperável, posso te chamar como? De ester ou de claudio de mg? voltou a palhaçada de novo.

     
  • Às 8 de novembro de 2017 18:23 , Anonymous alcides drummond disse...

    Atenção participantes do blog...

    A mim pouco me importa se fulano, cicrano ou Beltrano está escrevendo com duas três, dez, mil ou mais identidades

    Também não quer nem saber se alguém está assumindo a identidade de alguém.

    Se houvesse como evitar que ocorresse eu o faria, mas, infelizmente não há.

    O que me importa é que quem participe escreva com lógica, apresente um nick e que não agrida ninguém.

    Não sei porquê essa preocupação de ficar citando a toda hora que o Insuperável é o Abea, que o Abea é o Claudio, que o Cláudio é o Marco, se o Marco é o Ney, ou se o Ney sou eu.

    Parece coisa de mulher faladeira ou de bambi no cio.

    Se cada um se preocupasse apenas em publicar o próprio comentário este blog teria uma qualidade muito superior.

    O OAV espera que cada um se preocupe consigo mesmo e deixe os outros em paz.

    Obrigado a todo pela compreensão (AD)

     
  • Às 8 de novembro de 2017 20:17 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    Sinceros agradecimentos aos maravilhosos Abea e Insuperável. São integrantes contumazes da ala limpa deste blog.
    Quanto ao tal "Justo e Franco" (ou seria BURRO E IMBECIL?), simplesmente desprezo.

    Que o Palmeiras faça um grande jogo em Salvador. Não será fácil. Nada fácil, aliás.

    Alberto Valentim não é mesmo nenhuma "panaceia". Apenas um jovem esforçado. É pouco para o Palmeiras. Ainda.
    Que tenha avanços na carreira e volte para o Verdao, quando estiver pronto.

    Abraço e boa noite a todos (a todos os educados que aqui frequentam).

     
  • Às 8 de novembro de 2017 21:05 , Anonymous Nei Verde disse...

    A vergonha, a lastima desse time que é a cara desse presidente fdp e desse diretor safado$, é uma vergonha, essa Humberto Valentim é outra enganação, vão peder ate a vaga para libertadores.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial