Observatório Alviverde

28/10/2017

A PACIÊNCIA PODE SER A GRANDE ARMA DO PALMEIRAS CONTRA A RETRANCA DO CRUZEIRO!


Há muitos anos assisto aos clássicos Cruzeiro x Palmeiras, jogos, via de regra, de ótima qualidade em que sobram rivalidade, disposição, espírito de luta e disputa.

Na mesma medida também são muito equilibrados, extremamente duros e difíceis para ambos os times sob quaisquer situações, circunstâncias ou números.


Da primeira à segunda academia palmeirense pode-se dizer que quase todos os times palmeirenses sofreram bastante, com raríssimas exceções, quando tiveram de enfrentar o Palestra Mineiro, fosse  em São Paulo, BH ou qualquer estádio ou cidade em que se encontraram. 


Na realidade, o Cruzeiro, por pior que esteja, sempre cresce e se agiganta quando joga contra o Verdão.

Apesar do leve domínio cruzeirense no cômputo geral da história dos confrontos, há que se realçar o enorme equilíbrio ainda reinante.

Como espectador antigo e privilegiado de Palmeiras x Cruzeiro, a que assisto ao vivo ou pela TV desde a década de 60 e cheguei a narrar muitos pelo rádio posso garantir-lhes o seguinte:

em que pese o equilíbrio de forças prevalente na maioria dos confrontos, o Cruzeiro consegue se impor na maioria dos jogos por obra e graça de seu imenso respeito ao Palmeiras, por sua grande dedicação e aplicação nos jogos, tanto e quanto seus extremos cuidados defensivos, atuando sempre na retranca.

Na verdade, toda a vez que enfrentou o Verdão, ressalvadas raríssimas exceções de alguns jogos, o time mineiro acostumou-se a povoar o meio de campo, a jogar como time pequeno, recuado, sempre atraindo o Palmeiras para que seus jogadores, possam ter campo e espaço para exercer o poder devastador do jogo de contra-ataque.

Então, sempre que se encontra com o Verdão, o Cruzeiro faz questão de atuar assim, sem abrir mão de uma postura de time pequeno. O resultado é que, na maioria absoluta das vezes, tem levado vantagem, superando o Verdão!

Se quiser dispor das maiores chances de vencer 2ª-feira e ficar vivo para disputar a liderança com o Curica, Valentim, prioritariamente, vai necessitar de uma defesa muito forte, muito bem postada e guarnecida em que, em determinadas situações, até abdique de atacar, esperando que partam dos mineiros tal iniciativa.

O Cruzeiro de Mano Menezes, a exemplo do Curica de  Carille, deixa a desejar quando tem de tomar a iniciativa do jogo. Esta, em meu entendimento, é a grande chave para a vitória do Verdão. 

Esperar com paciência as iniciativas do adversário e, a partir da exploração dos jogadores de bom pique que tem no ataque, aplicar o mesmo veneno dos mineiros, matando-os no contra-ataque é a tática ideal para o Verdão.

A não ser que "o melhor ataque do Brasileiro" consiga se impor logo de cara abra não apenas a contagem, mas a própria retranca cruzeirense.

Uma análise superficial da história dos Palmeiras x Cruzeiro em Campeonatos Brasileiros evidencia que todas as vezes em que a habitual retranca cruzeirense não funcionou, ou. em contrapartida o ataque palmeirense funcionou, o Verdão impôs placares que o Cruzeiro só uma vez conseguiu impôr ao Verdão em toda a história do jogo.

Nos tempos do Onça, década de 30, o Palmeiras goleou o Cruzeiro duas vezes por 4 x 2 e 5 x 1 em plena BH. 

Em 70, o Palmeiras, já pelo Brasileiro, goleou: 4 x 2. Em 97, aplicou 4 x 0 e em 2008, um exagerado 7 x 3 em jogo que valeu pelas quartas-de-final da Mercosul de 1999. 

Há jogos nos quais um time precisa, primeiro, estar forte no ataque, fazer os gols necessários e garantir a vitória. 
 
Há outros nos quais o time tem de, em primeiro lugar, não sofrer o gol e, só depois tentar marcá-lo, objetivando a vitória, procurando atuar aproveitando os erros do adversário.

Contra o Cruzeiro, depois de amanhã, e, contra o Curica, no domingo subsequente, 05 de novembro, o Palmeiras precisa ter humildade para fazer o jogo da espera e, principalmente, da paciência, sem qualquer dúvida a melhor forma de enfrentar e derrotar os times retranqueiros. (AD) 

COMENTE COMENTE COMENTE

10 Comentários:

  • Às 28 de outubro de 2017 07:20 , Anonymous VICTOR TREDENSKI disse...

    Alcides bom dia

    se me permite correção, com todo o respeito

    em 1997 foram 4x0, em 2002 foi 1x1, já com o Vanderlei Luxemburgo treinando os smurfs

    eu costumo dizer que o Cruzeiro é o ''Internacional'' de Minas

    dado pela dificuldade que eles colocam quando jogam contra nós

    mesmo o Palmeiras ganhando titulos e mata-matas em cima dos smurfs ao longo da história

    o nosso time parece suar sangue, sempre, para vencê-los

    de 2010 pra cá, em campeonatos brasileiros, de 13 jogos vencemos apenas UM e perdemos 7

    meu palpite: Palmeiras 2x1, com sofrimento

     
  • Às 28 de outubro de 2017 07:36 , Anonymous alcides drummond disse...

    Tredenski

    Em 97, 4 x 0 Verdão.

    Em 2008,5 x 2 Verdão.

    Houve um erro de digitação detectado por vc que vou corrigir.

    Valeu...

    Abs (AD)

     
  • Às 28 de outubro de 2017 12:38 , Anonymous Nei Verde disse...

    Alcides, Boa recuperação em sua saúde!

    Você tem toda razão, esse palestra genérico contra nós joga o que não sabe, mas se ganharmos segunda, mesmo a gambazada ganhando da Ponte, vamos atropelar eles na arena lava jato, ai a diferença fica em três pontos e eles não aguentam a pressão, ISSO SE NÃO TIVER INTERFERÊNCIA E APITO AMIGO, eles estão com quase o time inteiro pendurado, vamos ficar de olho no jogo deles amanha..!

     
  • Às 28 de outubro de 2017 13:16 , Blogger Alexandre Correia disse...

    O Palmeiras irá enfrentar o cruzeiro em férias, a defesa tem que melhorar muito, Egidio não marca ninguém, Juninho e Luan são zagueiros fracos.
    No ataque, Keno ta salvando o ano. Se não fosse o Keno e William , o Palmeiras tava em uma situação pior.

     
  • Às 28 de outubro de 2017 13:23 , Anonymous Anônimo disse...

    O Palmeiras ganho de time da zona de rebaixamento...
    O Gremio estava com time reserva...
    O Cruzeiro ja nao tem nada a almejar neste campeonato...

    A cada vitoria do verdao, a imprensa arruma uma forma de diminuí-la. Mas, seguiremos s ganhando mesmo assim.

    Força Verdão.

     
  • Às 28 de outubro de 2017 17:23 , Blogger Ester Abea disse...

    Alcides e demais amigos

    Ester Abea contente, pois o amigo Alcides parece recuperado e bem

    Ester Abea uma fera pois o amigo Alcides falou que em Minas, a tchurma da imprensa considera o Palmeiras fregues dos mineiros...
    Fregues ?????????? Precisaria elevar todos os títulos do CAM e ECC(pode por a Caldense também) a trilionésima potencia para dar um pouquinho da glória do Palmeiras
    Eta mineirada arrogante

     
  • Às 28 de outubro de 2017 19:09 , Anonymous Elcio disse...

    Olá colegas.
    Gostariam que todos ficassem atentos ao futebol do Sr.Luca amanhã.
    Nos dois ultimos jogos dele contra o Curica, a função dele foi destruir todo ataque da Ponte.
    Pegava a bola e chutava para fora.
    Abraço a todos.

     
  • Às 28 de outubro de 2017 19:33 , Anonymous Nei Verde disse...

    Se esse diretor$$$ contratar essa tiriça desse Lucas Lima, tem que ser investigado.

    Não esperem nada da Ponte amanha contra os gambas, ali tem esquema no troca troca de jogadores, desde as finais do paulista de 1977 esse jogo é uma vergonha.

     
  • Às 28 de outubro de 2017 21:20 , Blogger Ester Abea disse...

    aliás, amigo Nei Verde

    lembram do Rui Rei ?

     
  • Às 28 de outubro de 2017 21:23 , Blogger Ester Abea disse...

    mesmo que, como bem lembrado, cheguemos com 6 pontos - a pior das hipóteses- a menos em Ita-m. rda, vamos deixa-los em cheque

    E a imprensa em choque

    e aí uma vitória nos deixa a 3 pontinhos

    e a partir daí eles nao aguentam, hehehehehehehe

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial