Observatório Alviverde

29/05/2018

FICAR OU NÃO COM RÓGER MACHADO, SIMPLESMENTE UM CHEFE, JAMAIS UM LÍDER?



A psicologia estabelece a diferença entre o chefe e o líder. Róger Machado tem toda a condição de ser um chefe, mas por tudo o que vi, assisti, analisei e depreendi de seu trabalho até agora, jamais será um líder.

Mas, se serve de consolo, não são apenas os líderes que alavancam os clubes e ganham os campeonatos. Os chefes dedicados, organizados e obsessivos pelo trabalho (Cuca é o maior exemplo) costumam obter até mais êxito do que os líderes mais carismáticos.

Quem quiser se aprofundar na matéria, os livros de psicologia hoje acessíveis na própria Web lhe darão uma dimensão exata da enorme diferença entres os dois caracteres.

Para poupar o precioso tempo de tantos, consegui encontrar uma matéria resumida que delimita e define, de forma bem clara, as diferenças entre ambos, que aprendi ainda em meus tempos de Curso Clássico e Curso de Formação de Professores que realizei a um só tempo. Ei-la:

Chefe X Líder 
(sic)
Os chefes são  rígidos e centralizadores, cobram forte os resultados, verificam as falhas dos subordinados, dão ordens e controlam, com firmeza, as atividades e comportamentos dos funcionários.  
------------------------  
Aí eu acrescento: "Via de regra a maioria deles tem pouco ou nenhum talento, daí o uso da força"
------------------------
(sic)
O líder é uma pessoa na qual o grupo, sem que ninguém saiba explicar porquê, acredita em tudo o que ele diz, aceita as suas ordens de maneira natural e o tem como mestre ou modelo da vida profissional. O líder, via de regra, participa da organização das tarefas junto com a equipe, motiva os seus colaboradores com palavras de ordem, de incentivo e elogios, estando sempre  focado na solução global dos problemas em vez de procurar um único culpado para punir.
-----------------------
Também acrescento: "Se for necessário fazer tudo o que um chefe faz, o líder também o faz, com a diferença de que em razão de seu modelo de comando, suas ações parecem sempre ser compreendidas e assimiladas, raramente provocando revoltas"

Aliás, tivesse o Palmeiras um líder e Róger Guedes, o melhor atacante do país, não teria deixado o clube nas circunstâncias em que deixou e o astral do time estaria além do Everest ou de qualquer montanha da vaidade humana.

Para que não se vá tão longe em relação ao tema, chega-se a Róger Machado, restrita e exclusivamente mero chefe de grupo, a quem, analisando à distância e sem o necessário aprofundamento, parece-me um chefe dotado (em potencial, em potencial, em potencial... ), de todas aquelas características  as quais eu citei e que poderiam fazê-lo um campeão...

Maaaassss...

O fato de ser jovem e não ser um portador inato de liderança, o coloca, na qualidade de chefe imposto, em situação de inferioridade de status em relação ao grupo que supostamente comanda.

Como -repito- ele não é líder e apenas ocupa uma chefia transitória (coloquem transitoriedade nisso) não consegue impor ao grupo a sua filosofia de trabalho, pela reação e pela ação subversiva invisível de muitos subordinados que se acreditam capacitados a contestá-lo na função. 

Nos grandes clubes pelos quais passou, o fenômeno se repetiu e decorridos poucos meses, apesar de suas muitas qualidades, Róger Machado acabou sendo melancolicamente despedido. Está ocorrendo também no Palmeiras!

Eu entendo a posição da diretoria que sabe da competência de Róger e não quer perder a qualidade de trabalho de um técnico jovem, promissor e, acima de tudo, barato em relação ao mercado.

O ideal seria que ele iniciasse um trabalho partindo do zero ou do quase zero, a fim de que formasse um grupo coeso em que houvesse reciprocidade de gostos, tendências e objetivos, mas com a profissionalização cada vez mais ampla do futebol aliada ao jogo de interesses vigente, dentro e fora do clube , isso se torna cada vez mais difícil e, para que não se diga impossível, improvável de acontecer.

O grande enigma é "se mesmo dotado de potencial e capacidade, Róger conseguirá realizar e complementar um trabalho que conduza o Palmeiras ao título em um ano turbulento como este da Copa".

De minha parte quero dizer que duvido pois o repertório de um técnico jovem como Róger para motivar e erguer um time desinteressado e sem compromissos (o jogo contra o Curica e outros provaram isto) parece ter chegado ao final e, em razão disto, serei franco, honesto e objetivo como sempre procurei ser neste espaço.

Fosse eu um dirigente palmeirense propugnaria pela dispensa molhada de Róger, isto é, (simbolicamente) embaixo dos chuveiros, tão logo o time foi derrotado pelo Sport, time de muito menor investimento, mas cujos jogadores parecem se doar em campo pela camisa, pela torcida e pela marca do clube que defendem.

Ah, antes que eu me esqueça, pode até ocorrer, mas essas coisas somente um líder teria condições de passar aos milionários jogadores palmeirenses.

Para encerrar: a história antiga (a maioria aqui não conhece e eu a vivi), tanto e quanto a história mais recente do Palmeiras ensina que, exceto Cuca, só dois técnicos líderes ganharam títulos pelo Palmeiras: Luxa e Felipão.

Ainda assim, há que se registrar e acrescer que Cuca, técnico competentíssimo e trabalhador, escorou-se na forte liderança de Nobre para atingir seu desiderato.

Finalizando, Róger Machado tem o Cruzeiro amanhã, quarta-feira 29/05 aqui em BH e os Bambis, sábado dia 02/06 no Allianz, como jogos chaves, decisivos mesmo, para que se afira e decida sobre a sua continuidade ou não à frente do Palmeiras. 

Se a diretoria optar por salvar o treinador, teria, em meu entendimento, de livrar-se de várias sub-lideranças do elenco (são muitas) , incompatíveis com a juventude, com os planos e com a ausência de liderança do até recentemente volante do Grêmio que queiram ou não os seus simpatizantes, ostenta, ainda, o status de aprendiz.

Quero deixar claro que (AINDA) tenho paciência para esperar pelos dois jogos desta semana tanto e quanto a honestidade para recuar e reconhecer meu erro diante da (reduzida) perspectiva de Róger reabilitar-se, salvar o Palmeiras e vir a se salvar.

E você, o que pensa acerca da continuidade ou dispensa do técnico gaúcho?

COMENTE COMENTE COMENTE

21 Comentários:

  • Às 29 de maio de 2018 15:22 , Anonymous hay gobierno? soy contra! disse...

    Roger é mais técnico "annah arendt" ou seja, fala bonito, filósofa tatiquês de modo que isso soa como música para essa imprensa esportiva tupiniquim que venera isso.
    Em 5 meses de trabalho, nada a apresentar de novo.
    Já que falar "fora roger" chateia alguns, então eu vou falar que Roger não passa de uma annah arendt do futebol.

    Iporanga/SP.

     
  • Às 29 de maio de 2018 15:34 , Blogger Irineu Curtulo disse...

    Boa tarde, Alcides! A estúpida excursão Palestrina pela América Central durante a copa da Rússia é o atestado de que Roger Machado permanecerá no comando técnico. Aliás, não entendi o motivo desse passeio. Desgaste das viagens, gastronomia diferente da nossa, países sem nenhuma perspectiva de bons negócios, enfim, uma merda de programação.

     
  • Às 29 de maio de 2018 16:01 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    Pois é Irineu, talvez Mattos queira provar algum novo quitute culinário, ou quem sabe o galinhote esteja querendo comprar um chapéu Panamá pra esconder a lustrosa careca.
    Francamente.

     
  • Às 29 de maio de 2018 17:32 , Anonymous joão disse...

    Olá Claudio de MG,
    O chapéu Panamá é do Equador.

     
  • Às 29 de maio de 2018 17:41 , Blogger Roberto Leal Gomes Henriques disse...

    O chapéu é feito no Equador, mas muito vendido no Panamá.
    Aliás, vc encontra chapéu do Panamá nas ruas da Argentina, Colômbia, Costa Rica, Panamá e até no Equador.
    É um souvenir dos mais populares nos países da América Latina.
    Por falar nisso, Cláudio de MG está certo.
    O Time morre no segundo tempo, não tem padrão de jogo, está totalmente desarrumado, e ao invés de treinar, vai receber folga de 12 dias !!!
    E depois viajar para enfrentar times medíocres, que ainda estarão sem seus principais jogadores, vez que Colômbia, Panamá e Costa Rica estarão na Copa.
    BARBARIDADE !!
    Não vejo perspectivas para essa trupe.
    Estamos fritos e enfarinhados com o pranchetinha bostejador.
    Saudades de Paulo Nobre.
    Ele ama o Palmeiras, e vai mudar de opinião e VOLTAR !
    Um pedido do seu amigo e admirador Verde Insuperável.

     
  • Às 29 de maio de 2018 19:26 , Anonymous Anônimo disse...

    Uma pergunta ao mestre do blog: mandar Roger embora, classificado na próxima fase da libertadores como melhor campanha, classificado na copa do Brasil, e a três pontos do líder do brasileiro, com o melhor índice de aproveitamento no ano, pra contratar quem? Felipão que ajudou rebaixar o Verdão em 2012 ou Luxemburgo que foi demitido em 2009, por quebra de hierarquia no comando? Ou teria algum outro? Fernando Diniz até outro dia era o revolucionário no atlético do Paraná e após perder pro palmeiras esse ano se tornou um técnico comum e sujeito a demissão. Quem seria o substituto então. Vamos avaliar Alcides. Antônio de americana sp

     
  • Às 29 de maio de 2018 19:30 , Anonymous Telugo Alviverde disse...

    O queeeeeeee!
    Excursão pro Panamá, Costa Rica e adjacências?
    O que tem lá?
    Irão dançar o famoso tamborito?
    Degustar o saboroso picadillo?
    Na verdade e em verdade vos digo que no final das contas,
    Quem vai dançar o tamborito é a torcida no final do ano
    Com esse néscio do técnico e a nalemolencia boleiristica.
    Picadillo?
    Tô com vontade de fazer picadillo isso sim em certas pessoas que (des)comandam o Palmeiras.
    América Central é meu ovo diretoria.

     
  • Às 29 de maio de 2018 19:33 , Anonymous Telugo Alviverde disse...

    *malemolência

     
  • Às 29 de maio de 2018 20:58 , Blogger Libertad disse...

    Não acredito, doze dias de férias!!! Depois excursão pelo caribe?
    Têm é que treinar, treinar e treinar, nada de viagem, centro de treinamento da Barra funda.
    Eu não acredito que não vão aproveitar a parada da copa para fazer esses maloqueiros aprender jogar futebol.
    Esse cara de ovo, definitivamente não da..!
    Nei.

     
  • Às 29 de maio de 2018 21:35 , Anonymous Anônimo disse...

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

     
  • Às 29 de maio de 2018 21:44 , Anonymous Anônimo disse...

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

     
  • Às 29 de maio de 2018 21:52 , Anonymous Anônimo disse...

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

     
  • Às 29 de maio de 2018 22:40 , Anonymous Alcides Drummond, o editor disse...


    Entendo as manifestações de todos a respeito da excursão desviando do assunto proposto por este blogueiro.

    Não me importo que ocorra até porque em preparativos para viagem próxima, só tomei conhecimento da excursão após ter publicado a postagem, mas como os assuntos estão ligados estejam bem à vontade para abordá-los.

    Reitero que cortarei postagens sem nick. A contragosto cortei três.
    A qual Anônimo eu me dirigiria ou qualquer blogueiro se reportaria em caso de diálogo? Simples assim!
    Saudações clorofiláticas! (AD)

     
  • Às 29 de maio de 2018 22:57 , Anonymous Anônimo disse...

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

     
  • Às 30 de maio de 2018 01:50 , Anonymous Alcides Drummond, o editor disse...

    Anônimo

    Não foi você o anônimo que disse há dois dias que sob qualquer hipótese jamais voltaria a este espaço?

    Imaginei que cumpriria a palavra tal a sua indignação na hora da saída, mas vc e sua teimosia parece que me querem bem.

    Não, não estranho porquanto eu e a "minha" teimosia também o queremos bem e se vc aceitar os nossos termos entre em nossa casa na hora em que quiser.

    Respondendo:

    Não foi a meu bel prazer mas a minha bel contrariedade que o cortei em face do bom nível de suas postagens, conquanto divergentes.

    A divergência porém é necessária porque da discussão nasce a luz, como diria o Sr. Alcides, de saudosa memória.

    Talvez, quem sabe, porque eu, tal e qual Róger Machado seja, simplesmente um chefe, não um líder!

    Se mal pergunto me perdoe, mas por que vc insiste tanto em postar como Anônimo quando de há muito já tomou conhecimento (publiquei várias vezes) de que não aceitaríamos postagens assinadas assim, ainda que de ótimos teores, com o objetivo de facilitar a comunicação entre todos?

    Cortei até matérias que de um certo modo me elogiavam as quais, sou convicto, não tenham sido de sua lavra.

    Lembre-se de que quando alguém esquece de assinar a postagem enviada ao OAV o programa remete-a como ANÔNIMO.

    Não é de graça ou por implicância, mas por uma questão de ordem que agimos assim e atendendo à sugestão de um participante.

    Custa-lhe escrever Zé?
    Ou, tenho uma ideia neste instante.

    Porque você não escreve ANO ou alguma derivação da palavra?

    Lamento, mas não serei incoerente e cortarei novamente sua quarta mensagem
    porém nesta 4ª feira por volta das 10 ou 11 horas da manhã.

    Mantenho-a até lá para que os amigos do blog saibam o porquê de algumas de minhas reações. abs (AD)

     
  • Às 30 de maio de 2018 08:07 , Blogger Cesar disse...

    Estamos numa situação dificil, não gostaria de trocar de técnico agora,pode vir um pior, não existem ótimas opções no mercado, a favor do RM existem os números, mas não fomos bem nos mata mata, classisficamos no limite, vide Santos e America, tivemos maus resultados em casa e a fatidica derrota para os gambás desmontam qualquer estatistica e creio que duas derrotas, hoje e sabado, a pressão será insustentável. RM vai ter que tirar tudo o que pode do time nestes dois próximos jogos se quiser continuar. Se o time jogar naquela sonolência, entendo que os jogadores também desistiram do técnico.
    Torço sempre para a Vitoria, mas a pressão tá aumentando. Com a palavra a diretoria. Bom dia a todos

     
  • Às 30 de maio de 2018 12:38 , Anonymous alcides drummond, o editor disse...

    ATENÇÃO, TODOS

    Como disse outro dia e agora estou repetindo, deletarei, a partir da próxima postagem as identidades de frases.

    A partir daí não darei mais satisfações a quem quer que seja haja vista que os avisos foram dados com antecedência.

    Atenciosamente (AD)

     
  • Às 30 de maio de 2018 14:48 , Anonymous Alexandre Palma disse...

    2 dias atrás
    Eu adoro os números porque eles não mentem. Podemos olhar essa questão de duas formas, a primeira é isolada a nossa companha e em especial a última partida contra o Sport. Ou olharmos a temporada 2018 como um todo, vale lembrar que não esta nem na metade ainda. Vejam o aproveitamento até aqui, acho que ele demonstra se estamos ou não no caminho certo.

    O Palmeiras tem:
    Jogos: 31
    Vitórias: 21
    Derrotas: 5
    Empates: 5
    Aproveitamento: 73%

    A OCRIM tem:
    Jogos: 35
    Vitórias:17
    Derrotas: 7
    Empates: 11
    Aproveitamento: 55%

    Flamengo:
    Jogos: 30
    Vitórias: 17
    Derrotas: 4
    Empates: 9
    Aproveitamento: 67%

    Carille Naum foi mandado embora dos gambás pq escapou nos pênaltis contra um time pequeno do sul

    Tite foi mantido mesmo depois do Tolima's day ..

    Será que não na hora de mantermos um técnico por um tempo mais longo?

     
  • Às 30 de maio de 2018 14:49 , Anonymous Alexandre Palma disse...

    *está na hora

     
  • Às 30 de maio de 2018 15:53 , Anonymous Alcides Drummond disse...

    Alexandre

    Parabéns pela publicação elucidativa.

    De fato os números não mentem, mas se as competições forem eliminatórias eles serão apenas indícios que se transformarão em um mero detalhe.

    De que adianta você ter os melhores números se perde exatamente as decisões?

    A história do Palmeiras está recheada e repleta dessas "vitórias de Pirro".

    Vc já viu quantas vezes o Palmeiras foi vice-campeão? Creio que ganha até do Vasco, o que, para mim, longe de ser vergonhoso é uma honra.

    Fosse em meu tempo e os vices seriam até comemorados, mas com os novos tempos (temos de nos adaptar a eles) chegar em segundo ou em qualquer outra posição parece ter os mesmos peso e significado.

    A propósito, pelo teor do que escreveu, sei que você sabe, mas muita gente que escreve aqui até já se esqueceu de que o Palmeiras é o atual vice-campeão do Brasil.

    Róger fora campeão estadual e tinha números melhores aqui no Galo e, no entanto, foi mandado embora pelo time mineiro.

    Alguma coisa interna e que não foi devidamente divulgada, certamente aconteceu. É preciso averiguar!

    Para mim a irregularidade extrema do time do Palmeiras, tanto e quanto a sua covardia tática, técnica e individual nos jogos decisivos, expressam bem a falta de liderança de Róger, que, espero, se reabilite.

    Mas quem aprova a excursão de um time que ainda nem se acertou, em plena Copa do Mundo (não venham com essa que ele é empregado e obedece ordens), fatalmente não terá sucesso na sequência dos campeonatos que dispute.

    A não ser que ele use a excursão para promover novos valores e promover uma completa renovação no elenco palmeirense, dispensando justamente as chamadas frutas podres. Qual grupo que é isento dessas pragas?
    Já que a diretoria "não se avia", amos aguardar o desfecho desta fase para ver o que acontece. BS (AD)

     
  • Às 30 de maio de 2018 18:03 , Blogger Ester Abea disse...

    amigos

    Ester Abea agora em excursao profissional em SC. Até o momento só um empatezinho, bem chinfrim

    Reitero minha opiniao sobre RM

    Vantagens- excelente desempenho estatístico até o momento, só nao ganhou o paulista mais sujo da História por ser roubado na Final da Infâmia. É bom moço e parece ser querido pelo elenco. A longo prazo vai aprender muito

    Desvantagens- nao tem a grandeza requerida para o Palmeiras. Cairia como uma luva nos coadjuvantes do nível de Cruzeiro, Gremio, Botafogo, Atleticos Mineiro e Paranaense e mesmo SPFW . Ainda precisa de bagagem, embora seja promissor.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial