Observatório Alviverde

21/11/2018

PALMEIRAS 4 x 0 AMÉRICA MINEIRO . NINGUÉM SEGURA MAIS (espero) O VERDÃO, UM GRANDE CAMPEÃO!!


Apesar da goleada de 4 x 0, aplicada sobre o América Mineiro, o esperado grito "É Campeão", "É Campeão", "É Campeão", foi adiado para domingo no Rio de Janeiro contra o Vasco!

O PRIMEIRO TEMPO (Comentário escrito no intervalo do jogo)

Apesar de minha discordância em relação ao não aproveitamento de Felipe Melo, o novo time de Felipão foi muito bem.

Não que tenha jogado um futebol de excepcional, mas, ainda que sem jogar o que pode e sabe, dominou completamente as ações e esteve a pique de abrir o marcador diversas vezes.

O novo velho ou, com queira,, o velho novo time de Scolari, de um modo geral, melhorou em relação ao segundo tempo do jogo contra o Paraná, na medida em que teve muito mais posse de bola, tomou as iniciativas e criou N situações para marcar.

Tivesse o Verdão um centroavante superior ao limitado Borja e um meia que se apresentasse mais (até tem, Scarpa, suspenso) e o jogo já teria sido definido o confronto ainda neste 1º tempo.

Tiago Santos, que substituiu Felipe Melo, ao contrário do que se imaginava quando foi anunciado como titular, não cumpre as mesmas funções de Melo.

Joga como um líbero, às vezes à frente e outras atrás da zaga, como se fosse um terceiro zagueiro, muito mais preocupado em marcar do que em apoiar.

O mesmo comportamento teve Bruno Henrique embora atue um pouco mais à frente e de quando em vez arrisque e se apresente para o apoio e o arremate.

Lucas Lima, embora individualmente não esteja comprometendo e não esteja sendo tão omisso quanto no domingo contra o Paraná é um jogador que me faz ter saudades de Scarpa, igualmente técnico e categorizado, mas muito efetivo e objetivo.

Apesar, segundo a TV, de o Verdão ter chutado 14 vezes ao gol do América neste 1º tempo, contra nhum do adversário,  Palmeiras não fez um grande jogo neste primeiro tempo.

É óbvio que o time sente bastante falta da presença do líder em campo Felipe Melo, que além de colocar ordem na defesa, habilita os atacantes em lances de bola comprida.

Para o 2º tempo, eu sacaria Borja e colocaria Deyverson.

Em relação ao jogo creio que vai ser difícil, mas creio, firmemente, que o Palmeiras vai chegar lá...(AD)

O SEGUNDO TEMPO

Felipão, ontem iluminado, começou a ganhar o jogo a partir da saída de Borja, cuja atuação esteve abaixo do razoável.

Em condições normais ele retiraria o colombiano após mais dez ou doze minutos de bola rolando, como de costume.

Tenho certeza, porém, de que  gol perdido por Borja aos 45 do 1º tempo, foi a razão detonadora da antecipação da alteração para o intervalo. Via de regra, Scolari só mexe no time aos dez ou quinze minutos do 2º tempo.

A entrada de Deyverson no lugar de Borja, deu muito mais dinâmica ofensiva ao Palmeiras que começou a aproximar-se mais da área e a criar situações de arremate a gol, levando muito perigo à meta americana.

Ouso afirmar que com as seguidas deslocações e a volta constante para ajudar na marcação , Deyverson, impôs a sua correria e confundiu defesa americana tirando o sossego dos defensores fazendo tudo o que Borja não conseguiu fazer, até gol..

Sua enorme mobilidade passou a perturbar os zagueiros americanos e desfez completamente a até então incólume retranca de Givanildo.

O Palmeiras sem Borja e com Deyvrerson abriu o marcador logo aos 13 minutos do segundo tempo. 

Foi um lance em que Lucas Lima recebeu pela esquerda e cruzou ao rés do chão. Na tentativa de afastar, Messias chutou, mas a bola tocou em Luan e só parou dentro no gol. Verdão 1 x 0.

Os jogadores americanos, inconformados com a validação do lance, botaram a boca no mundo e exigiam que fosse marcado o impedimento de Deyverson, 

Mas como a arbitragem poderia apenar o Palmeiras se a bola, antes, chegou aos pés de Luan tocada por um zagueiro americano? 

O mais difícil era a abertura do placar. um objetivo que tardou, mas não falhou, embora tenha trazido muito desgaste ao time e intenso nervosismo e preocupação à torcida alviverde

O gol de abertura veio só se materializou após 60 (repito, por extenso, s-e-s-s-s-e-n-t-a)  expectantes, angustiantes e sofridos minutos em que o Palmeiras atacava, arrematava, concluía e insistia o tempo todo mas a bola não entrava.

Como se diz no interior, em cerca que passa um boi passa a boiada, e, foi a partir daí que virou cacos a defesa americana constantemente fustigada pelo ataque palmeirense. 

Ainda assim, há que se registrar que o America manteve o jogo aberto por outro quarto de hora, visto que o Verdão só voltou a pontuar aos 30 do 2º tempo.

Após suportar várias incursões ofensivas palmeirenses e de ter visto Willian perder uma boa chance  cara a cara com João Ricardo, o América acabou sofrendo o segundo gol. 

Foi uma jogada em que Dudu, após cruzamento de Mayke pela borda direita, apanhou um rebote dentro da área e tocou na medida para finalização precisa de William que redimiu-se da perda do gol a que nos referimos ocorrida alguns minutos antes.

Convicta da vitória, a torcida "que canta e vibra" iniciou uma festa no Allianz, indo ao êxtase os 32 minutos, quando Bruno Henrique lançou Dudu em profundidade e ele, partindo do meio de campo avançou tão velozmente que ao chegar na área americana constatou que nenhum companheiro o acompanhara.

Então, em vez de seguir para aproximar-se do gol, ele parou, viu a posição do goleiro e disparou um petardo no ângulo esquerdo do goleiro americano carimbando a pule da vitória. Verdão 3 x 0.

Àquela altura a torcida ainda que sem o registro justo, isento e merecido das câmeras globais (como eles são parciais e mesquinhos) fazia uma festa de imensas proporções e até gritava o "É campeão!"

A festa foi coroada em grande estilo quando Mayke cruzou da direita e Deyverson fechou o placar com uma cabeçada certeira e fez o coelho a cair de quatro. (AD)

=====================================
FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 4 X 0 AMÉRICA-MG
Local: Allianz Parque, São Paulo (SP) em 21/11/18

Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Assistentes: Luciano Roggenbaum (PR) e Luiz H Souza Santos Renesto (PR)
NOTA 8 para o trio

Público: 39.429 torcedores Renda: R$ 2.615.582,46
Cartões amarelos: 
América-MG: Ademir, Ricardo Silva, Norberto, Christian, Matheus Ferraz e Leandro Donizete
GOLS: (Todos no 2º tempo)
PALMEIRAS: 
Luan, aos 13, Willian, aos 30, Dudu, aos 32, e Deyverson, aos 36 minutos.


TIMES:
AMÉRICA-MG: 
João Ricardo; Norberto, Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos; 
Christian, Juninho (Gerson Magrão), e Matheusinho (Robinho); 
Ademir (Leandro Donizete), Luan e Rafael Moura
PALMEIRAS:
Weverton: Não foi exigido. Soube sair jogando e comandar a defesa. NOTA 7,5
Mayke - Defendendo ou atacando, regularíssimo. Um dos melhores em campo. NOTA 8.
Luan - Pouca técnica, muita disposição. avançou quando pôde e até fez gol. NOTA 7,5.
Gustavo Gómez - Apareceu pouco para a torcida mas foi um esteio para o time. NOTA 7,5.
Victor Luis: Cumpriu função tática, defendendo muito e atacando pouco. NOTA 7,5.
(Moisés): Entrou no fim só para que Tiago Santos fosse ovacionado pela massa. SEM NOTA.
Bruno Henrique: Além de ajudar a defesa, foi o único volante que apoiou. NOTA 7,5.
Lucas Lima: Surpreendentemente, bem. Com Scarpa teria sido mais fácil. NOTA 7.
Willian - Tático, versátil, inteligente, moderno, fez até gol. NOTA 8. 
(Felipe Melo) - Só entrou para que também Dudu fosse aplaudido. SEM NOTA
Borja - Lutador, responsável, empenhado, interessado, esforçado, mas pouca bola. NOTA 5.
(Deyverson) - Deu nova dimensão ao time e ao ataque e até fez gol. NOTA 7,5.

PERSONAGEM DO JOGO:
Thiago Santos - NOTA 8,5.
Sem a obrigação de atacar, mas, apenas de defender, foi Thiago quem deu equilíbrio e estabilidade à defesa e, (viram?) liberdade para que Luan se transformasse em elemento surpresa e atacasse em muitos momentos do jogo.
Pode-se dizer que Thiago encarnou a garra palmeirense e, sem qualquer dúvida foi o jogador que mais lutou e se esforçou em campo, sem jamais se omitir.
Sua entrada alterou bastante a forma de jogar da equipe, que, antes, com Felipe Melo, se utilizava dos lançamentos longos e das viradas de jogo.
Com Thiago que não tem como ponto forte o lançamento longo, mas o toque curto, o time foi obrigado a sair de trás à base do toque de bola.
Como eu disse outro dia, por sua capacidade física acima da média e por sua versatilidade, Tiago provou novamente que é o reserva mais importante deste Campeonato Brasileiro.

O CRAQUE DO JOGO: 
DUDU - NOTA 9
Só não leva um dez em decorrência de ter demorado um pouco para assimilar as nuances táticas do jogo e começar rendendo o que pode e sabe..

A partir do momento em que se acalmou e esqueceu da ansiedade, arrebentou com o jogo.

Dudu, disparadamente, foi o melhor em campo e para coroar a sua extraordinária atuação marcou um dos gols mais bonitos deste brasileiro, disparando um petardo, à média distância, no ângulo esquerdo do goleiro João Ricardo.

Nenhum jogador, neste brasileiro, jogou melhor do que Dudu que, se não prevalecerem a politicalha, o clubismo ou qualquer outro fator alheio ao futebol na escolha dos melhores, ele será entronizado como "o craque do Brasileirão/2018.

TÉCNICO: LUIZ FELIPE SCOLARI - NOTA 8,5
Critiquei, antecipadamente, Scolari pelas novas mudanças introduzidas no time, mas, desta vez, ele acertou e eu errei.

COMENTE COMENTE COMENTE 
PS 
A partir da vitória de ontem, o Palmeiras, agora, só precisa de dois dos seis pontos que irá disputar para conquistar o Campeonato Brasileiro de 2018. 

A goleada aplicada  no América-MG (4 a 0) embora não definisse matematicamente o desfecho da  competição, propiciou ao Verdão dar outro passo decisivo rumo ao título.

O resultado manteve o Palmeiras com 5 pontos a mais do que o Fla que derrotou o Grêmio no Maracanã, mas eliminou definitivamente o Inter da rota da conquista pelo fato de o time gaúcho ter perdido em casa para o Galo.

Totalizando, agora, 74 pontos na tabela, o Palmeiras, que com os 4 x 0 sobre o América  sustentou a liderança isolada da competição, sabe que, nessas duas rodadas que restam e que antecedem o fim do Brasileiro, só pode ser alcançado pelo Flamengo  que tem 69.

Entretanto, para que o Verdão perdesse o título, seria necessário que perdesse para o Vasco, domingo que vem em São Januário e, para o Vitória na rodada final, em jogo a ser travado no Allianz Park. 

Paralelamente o Fla teria a obrigação de vencer (não pode sequer pensar em empatar) os seus dois últimos adversários, respectivamente o Cruzeiro em Belo Horizonte e o Atlético Paranaense em Curitiba.

Em hipótese ruim para o Verdão, se o Flamengo vencer os seus dois jogos derradeiros e o Palmeiras empatar um jogo e perder o outro, Fla e Verdão alcançariam 75 pontos, mas o título seria do Fla pelo critério de desempate do número de vitórias: Fla 22 x Palmeiras 21.

Se o Palmeiras empatar com o Vasco e com o Vitória, isto é, somar dois pontos ou vencer apenas um desses dois jogos, e somar 3 pontos, ficará com a Taça.

Embora eu saiba que tudo é possível no mundo do futebol, não creio, h-o-n-e-s-t-a-m-e-n-t-e, que os cariocas consigam sequer reverter as posições, quanto mais inverte-las como tanto precisam. (AD)

40 Comentários:

  • Às 21 de novembro de 2018 20:24 , Anonymous Eneias disse...

    Galo acaba de mandar o Inter à PQP. Verdão quase campeão. RAAAAAAAA Meu nome é Eneias

     
  • Às 21 de novembro de 2018 20:37 , Blogger Libertad disse...

    As gayuchas de camisolas vermelhas acabam de dar adeus.
    Geymio, com certeza ganha ou no minimo empata com o cheirinho.
    Responsabilidade para nossos boleiros, mesmo o resultado no Rio não sendo Bom, tem que ganhar..!
    Depois do desastre aqui em Londrina, perder o jogo hoje em casa, nessa altura do campeonato, é inadmisivel.
    Nei.

     
  • Às 21 de novembro de 2018 20:39 , Anonymous Nigel_go disse...

    Saudoso finado Enéas. Um homem que esteve muito a frente de seu tempo, por isso incompreendido por muitos...
    Avanti palestra!

     
  • Às 21 de novembro de 2018 20:44 , Anonymous Edinho disse...


    Weverton,
    Maike Luan Gustaco Vitor Luiz
    Thiago Santos Bruno Henrique Lucas Lima.
    William Borja e Dudu

    O homão não se emenda mesmo.

    Cada jogo um time. É aí que mora o perigo.

     
  • Às 21 de novembro de 2018 20:55 , Anonymous Betinho disse...

    Tem que fa\er um gol logo senão complica

     
  • Às 21 de novembro de 2018 21:02 , Anonymous Anônimo disse...

    Esse time é amarelão.
    Elaine Lara

     
  • Às 21 de novembro de 2018 21:06 , Anonymous Edinh disse...

    Jogo com cara de zebra. Tô com medo. Como é que o homão deixa o Felipe Melo no banco

     
  • Às 21 de novembro de 2018 21:20 , Anonymous Anônimo disse...

    Esse borja é tão ruim, tão ruim, mas tão ruim que dói até meu dente.
    Elaine Lara

     
  • Às 21 de novembro de 2018 21:28 , Anonymous Betinho disse...

    Não estou secando não mas eu não disse que se não saisse logo o gol ia ser dificil?

     
  • Às 21 de novembro de 2018 21:32 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    Esse DESGRAÇADO deste colombiano dos infernos é o PIOR CENTROAVANTE que já vestiu a camisa do Palmeiras.

    O KAZIN É MELHOR DO QUE ESTE BOSTA!

     
  • Às 21 de novembro de 2018 21:32 , Anonymous Betinho disse...

    Melhor em campo Dudu. Pior em campo Borja.

     
  • Às 21 de novembro de 2018 21:34 , Anonymous Emeias disse...

    O gol é questão de tempo. Verdão ganha de 1 x 0 Meu nome é Eneias

     
  • Às 21 de novembro de 2018 21:40 , Anonymous Justo e Franco disse...

    Olha aqui o Galo fez ⅓ da nossa tarefa. O Grêmio deve fazer + ⅓. E nós? Jogaremos bola e faremos o nosso ⅓? Ou vamos na loteria das casquinhas e bicões? Chegou a hora de decidir essa p.o.r.ra, viu Lucas lima podre, viu caneludo borja.

     
  • Às 21 de novembro de 2018 21:42 , Blogger Libertad disse...

    Dudu e L.Lima joga bem, Bosta ou melhor Borja é isso aí nada diferente, tem que ter calma e rodar a bola.
    Agora F.Mello com a qualidade de passe que tem no Banco é coisa de velho argumento teimoso.
    Nei.

     
  • Às 21 de novembro de 2018 21:42 , Anonymous Justo e Franco disse...

    E você Felipão, vá se reciclar. Tomé vergonha na cara homem.

     
  • Às 21 de novembro de 2018 21:43 , Blogger Libertad disse...

    Rabujento teimoso.

     
  • Às 21 de novembro de 2018 21:45 , Blogger ester abea disse...

    amigos queridos

    só falta o gol...

     
  • Às 21 de novembro de 2018 21:46 , Blogger STM disse...

    Preferem quem? Roger Machado, Eduardo Batista, Cuca, Mano ? Felipão tem defeitos, mas tem mais qualidades!

     
  • Às 21 de novembro de 2018 21:47 , Blogger STM disse...

    Isso Ester!
    Seremos campeões! Acalmem se!

     
  • Às 21 de novembro de 2018 21:47 , Blogger Libertad disse...

    Agora convenhamos,nossa torcida são meros espectadores, tinha que ser mais participativa, empurrar mais o time.
    Nei.

     
  • Às 21 de novembro de 2018 21:57 , Blogger Libertad disse...

    Pronto, Flamerda faz um a zero, diferença cai para 3 pontos.
    Vai vendo..!
    Caganeira a vista..!
    Como esse time complica..!
    Nei.

     
  • Às 21 de novembro de 2018 21:58 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    O LIXO que veio da Colômbia saiu.

    Não vou mais desligar a TV.Pelo menos, por enquanto.

     
  • Às 21 de novembro de 2018 22:06 , Blogger Libertad disse...

    Nossa..!!! Aff..!
    Que gol chorado..!
    Agora vamos torcer para o geymio empatar..
    Nei

     
  • Às 21 de novembro de 2018 22:13 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    Depois do colombiano dos infernos, o PIOR que já vestiu a camisa do Palmeiras é este lateral esquerdo de hoje. Ele é CANHOTO das duas pernas.

     
  • Às 21 de novembro de 2018 22:22 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    Se o BORJA/BOSTA é o PIOR DE TODOS OS TEMPOS, o baixote DUDU já é um dos DEZ MELHORES DA HISTÓRIA DO PALMEIRAS.

    Olha que, modéstia à parte, eu já vi INÚMEROS CRAQUES vestindo esta camisa MARAVILHOSA!

    Obrigado, meu Deus!

     
  • Às 21 de novembro de 2018 22:32 , Blogger Libertad disse...

    Tirou o Borja o time desandou ...!
    Vai ser duro dormir, mais adrenalina que sangue..!

    Nei.

     
  • Às 21 de novembro de 2018 22:41 , Blogger Libertad disse...

    Tenho que dar mão a palmatória, eu que sempre critiquei, ótima partida de Luan, L.Lima e Tiago Caminhão.
    Excelente partida de Dudu,
    Excelente substituição de Bosta por Deyverson.
    Indiscutivelmente essa dupla de zaga é muitíssimo melhor que a outra, o time é esse que iniciou,com entrada com a entrada do F.Mello e Deyverson.
    Nei.

     
  • Às 21 de novembro de 2018 23:16 , Anonymous Claudio de MG disse...

    Amigo Nei, boa noite!

    Entendo a sua "birra" do jogador Thiago Santos.

    Eu também tenho (e sempre tive) minhas birras.

    O Alex. Canhoto. Que jogou bem no Palmeiras, más que só foi virar craque mesmo no Cruzeiro, é um jogador que eu tinha (e sempre terei) "implicância".

    O estilo de jogo, sem técnica, más muito esforço, do Thiagão não te agrada.

    O estilo sonolento, preguiçoso, displicente, do craque Alex me irritava.

    Por isso ODEIO o colombiano (não irei mais escrever, nem falar o nome deste jogador que veste a camisa 9 do palmeiras atualmente).

    O colombiano tem a "má vontade" do craque Alex, unida à falta de talento do Tonhão (falo do primeiro e ÚNICO Tonhão, aquele dos anos 90. Não deste engodo que hoje joga ao lado do Dracena).

    Resultado: SEMPRE VOU GOSTAR MAIS DO TONHÃO do que dos outros dois.

    Voltando ao Thiago Santos, te digo que se o colombiano tivesse a TERÇA PARTE da raça do nosso volante, o Palmeiras já teria sido campeão brasileiro de 2018.

    Uma obra precisa de um Engenheiro. Um Pedreiro e um Servente.

    Sem qualquer um deles, a obra não sai.

    Thiago Santos tem muito valor.

    Jogador deste estilo me alegra e anima torcer.

    Covardes, frios, omissos e preguiçosos me fazem desanimar.

     
  • Às 21 de novembro de 2018 23:19 , Anonymous Claudio de MG disse...

    Porque "elegi" Dudu entre os DEZ MAIORES DA HISTÓRIA da Sociedade Esportiva Palmeiras?

    Simples. Dudu tem a técnica do Djalminha (preguiçoso) somada à RAÇA do Tonhão (o verdadeiro dos anos 90).

    Pra mim, Dudu, já é um dos 10 maiores jogadores da história do Palmeiras.

     
  • Às 21 de novembro de 2018 23:24 , Anonymous Claudio de MG disse...

    Justiça precisa ser feita.

    Muita gente critica o Alexandre Matos (às vezes também faço).

    Fez/faz contratações absurdas.

    O tal Emerson Santos que foi emprestado ao Inter joga um bolão e foi emprestado.

    Entre outras trapalhadas.

    Más, sejamos justos:

    Imaginem se o Dudu, hoje, estivesse jogando pelo SPFC ou pelo SCCP?

    QUASE FOI PRA LÁ! NÃO ESQUEÇAMOS.

    O que este baixote danado teria feito contra nós, ao longo destes anos?

    Alexandre Matos, sou-lhe muito grato por tudo (apesar do colombiano)!

     
  • Às 22 de novembro de 2018 11:07 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    "Concordo com Marcelo José, quarta é dia de Dudu, Thiago Santos e Gustavo Gomez jogarem, além de Felipe Mello.
    Mais do que nunca, precisamos de RAÇA".
    Publiquei o texto acima no dia 20/11.
    Felipão nos atendeu.
    E nós, humildemente acertamos.
    Este OAV tem uma audiência de Jornal Nacional.

     
  • Às 22 de novembro de 2018 11:12 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Vocês viram a alegria e a empolgação do GRANDE Felipe Mello, ao entrar ontem em campo ?
    E os passes refinados, de tanta técnica, que ele deu ?
    Parecia um bailarino, um jogador da NBA !!
    Felipe Mello e Dudu: Os maiores craques do DECA.
    Já estão em nossa história.

     
  • Às 22 de novembro de 2018 12:31 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    O Deyverson é outro que está caindo no meu gosto.

    Valorizo jogador de fibra. De raça.

    Nosso hino fala sobre "linha atacante de raça".

    Não fala em "linha atacante de cara emburrada e preguiça".

    Olha, estou me simpatizando e muito com este Deyverson.

    Seria a reencarnação do Tonhão, o legítimo dos anos 90, agora na função de centroavante?

    Minha sugestão:

    Manteria o Deyverson para ser primeiro reserva em 2019, contratando um centroavante nota 10 ou torcer para este Arthur Fernando Baiano Cabral virar realidade.

    O Colombiano, pode vender, emprestar, doar, qualquer coisa.

    Menos permanecer.

    Hoje, somos todos Vasco. Más Domingo...

     
  • Às 22 de novembro de 2018 12:41 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    O blog está muito legal, de novo (a fase está boa, kkk).

    Estou sentindo falta dos comentários dos grandes e tradicionais partícipes.

    Não citarei nomes para não cometer injustiças, nem equívocos.

    Vou fazer um pedido:

    Voltem para o blog amigos!

    Poderemos ser Deca Campeões em poucos dias.

    Ainda NÃO SOMOS!

    Más, se Deus quiser, vamos ser.

     
  • Às 22 de novembro de 2018 12:52 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    Bela atitude do Luan.

    Se declarou vascaíno. Cresceu lá, más disse que,se jogar, ira honrar as cores do clube que defende porque é profissional.

    CORRETÍSSIMO!

    Jogadores de futebol não são e nem têm que ser torcedores de nascimento quanto nós.

    Do nosso time, quantos vocês acham que são torcedores natos?

    Eu "chuto" apenas 2: Victor Luis e talvez Dudu (ele é goiano e lá tem muita gente que nasce torcendo para times do Rio, SP e Minas).

    Dos outros, talvez, Willian e Bruno Henrique.

    Os outros TODOS nasceram torcendo para outros times, más são profissionais honrado e poderão nos levar ao Deca campeonato.

    Luan, parabéns!

     
  • Às 22 de novembro de 2018 13:36 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Cláudio, tem o Jailson, Palmeirense declarado e sacramentado.

     
  • Às 22 de novembro de 2018 14:29 , Anonymous Doente(verdão) disse...

    Estava no estádio ontem e vi, ao vivo, uma das maiores atuações individuais de um atleta do futebol em uma partida de futebol. Melhor que essa só vi de Valdivia, Djalminha e Rivaldo.
    Dudu, muito obrigado!

     
  • Às 22 de novembro de 2018 14:33 , Anonymous Marcelo Jose disse...

    Obrigado pela citação Verde Insuperável, é muito bom dialogar com palmeirenses como vocês de alta estirpe.
    Foi difícil a peleja como Felipão havia destacado mas nas CNTPs o Verdão mostrou sua categoria. Quase Campeões, acredito que o Flagelado não ganha das marias.

     
  • Às 22 de novembro de 2018 17:12 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Verdade, Marcelo, mas o pior (ou melhor) foi ver a cara daquele sujeito asqueroso da ESPN, o tal de Mauro Cesar, depois no jogo, mais abatido do que viúva depois do velório, sem poder explicar o quanto o Palmeiras jogou bem, ele que há pouco falava que o Verdão não apresentou nunca um bom futebol. Como pode um sujeito dessa estirpe ser JORNALISTA ?

     
  • Às 22 de novembro de 2018 18:46 , Anonymous Guei disse...

    duduzetes e danones

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial