Observatório Alviverde

01/08/2020

AGORA É CALÇA DE VELUDO VERDE OU O RABO DE FORA!


Sei, perfeitamente, que existe uma variedade enorme de situações que interferem no ânimo, no rendimento e na alma, enfim, de um time, no que respeita ao resultado de um jogo e, principalmente, em decisões de campeonatos. É o que chamamos "extra-campo" ou bastidores.

Há anos que o Palmeiras vem sendo nulo nos bastidores. Pode-se dizer -sem medo de errar- que a saída de Paulo Nobre é a razão maior dessa deficiência crônica que ele resgatara ao assumir a presidência do clube, recolocando-o na chamada senda de vitórias.

Quem desconhece ou ignora que a ausência de força nos bastidores tem consequências diretas e seriíssimas no rendimento da equipe, mormente em jogos decisivos e nas decisões dos campeonatos?

Talvez seja por isso que o time só jogue bem e se imponha em campo quando é dirigido por treinadores de personalidade forte tipo Scolari, Cuca e Luxa, que sabem motivar os atletas e compensar a falta de personalidade do time na hora crucial das decisões.

Na decisão de amanhã contra a Ponte (ainda bem) teremos um deles no comando, Luxa. Acredito em Luxa, em sua experiência, talento, capacidade e sobretudo em sua enorme força espiritual!

Uma coisa que, entretanto, me preocupa, é o fato de eu não estar conseguindo divisar ou perceber nas manifestações atuais do "professor" a sua força radiante de outrora, sua motivação contagiante e a euforia que sempre manifestava antes dos grandes jogos e das decisões, principalmente a portentosa força anímica que sempre o caracterizou. Luxa anda muito calado, triste e sombrio, ultimamente!

Não sei se em função da Covid que contraiu, ele me parece um tanto ou quanto frágil, meio caído e baqueado, de tal sorte que eu proponho a todos que, antes de falarmos em motivação dos jogadores, vamos -todos-  falar na motivação de Luxa e cobrá-lo nesse sentido.

Discorrendo, agora, sobre as dificuldades da decisão de amanhã contra a Ponte, eu, que acompanhei o futebol na qualidade de torcedor e, depois, profissionalmente, dos distantes anos 50s aos dias de hoje, quero lhes dizer isto:

O Palmeiras em um período de 70 anos, jamais conseguiu ganhar qualquer campeonato ou torneio que não fosse de maneira apertada, difícil e problemática, a não ser quando não houve partidas de decisão em campeonatos disputados por pontos corridos.

A única decisão que fugiu desse parâmetro, isto é, que o Palmeiras venceu com facilidade e sem problemas, foi aquela do Paulista/08.

Após vencer o 1º jogo apertadamente no Moisés Lucareli por 1 x 0, no jogo de volta realizado então no antigo Palestra Itália, explodiu a Ponte aplicando um inapelável 5 x 0 no time campineiro, com Valdívia e Kleber Gladiador acabando com o jogo! Estão lembrados?

As demais conquistas, pelo menos todas as que me lembro, fossem antes e depois daquela, vieram sempre com enormes dificuldades e, praticamente, na conta do chá, mesmo nas ocasiões em que o Verdão tinha times muito mais consistentes e podereosos do que os adversários!

Mas nem por isto deixo de acreditar no Verdão na decisão de amanhã, e, em caso de vitória, na decisão da semana que vem...

 Sei que, além de ter melhor time do que os três concorrentes o Verdão tem camisa, grandeza, tradição e condição de superar quaisquer obstáculos por mais difíceis que sejam...  
Ao contrário de muitos palmeirenses eu acredito que o time passe, embora com dificuldades,  pela Ponte e, como o jogo será às 19H do domingo, a boleirada já estará sabendo se terá como adversário na grande final o Mirassol (menos provável) ou o Curica (muito mais provável).

Claro que torço pelo time do interior mas em verdade lhes digo que se a decisão vier contra o Curica será muito melhor pois proporciona ao Palmeiras ensanchas de ajustar várias contas atrasadas contra o maior rival!

COMENTE COMENTE COMENTE

6 Comentários:

  • Às 1 de agosto de 2020 19:48 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    De fato, na caderneta do PALMEIRAS, o déficit é profundo. Se ganhar do corintians na final do paulistão, o ano estará ganho. A década estará ganha. Não preciso nem explicar.

     
  • Às 1 de agosto de 2020 19:52 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Por isso quero o curica na final. Não vou torcer para os maloqueiros. Ainda não enlouqueci. Mas quero que vençam. Nossa honra precisa ser reparada. Restaurada. De nada adianta ser Palmeiras, sendo freguês do curica. E é o que somos. Fregueses, de caderneta.

     
  • Às 1 de agosto de 2020 19:54 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Mas se perdermos... Quero tudo passado a limpo. Até o malandro Mattos deverá ser importunado. Galioti e Leila. Luxemburgo e comissão. E especialmente os jogadores. Não ficará pedra sobre pedra. No PALMEIRAS haverá um NOVO NORMAL.

     
  • Às 1 de agosto de 2020 19:58 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Ganhar o PAULISTÃO é obrigação.

     
  • Às 1 de agosto de 2020 20:27 , Anonymous Torcedor enraivecido disse...

    Malandro Mattos? Pegou leve demais na adjetivação.
    Mattos é um pusilâmine pernicioso.

     
  • Às 1 de agosto de 2020 20:32 , Anonymous Torcedor, apenas isso. disse...

    Vou repetir:
    Se o Palmeiras perder de novo pra galinhada, Galiotte deve ser impeachmado do cargo logo no primeiro SEGUNDO após o apito final.
    Sem dó. Sem choro. Sem vela. Sem defesa. Sem frescura.
    Quiçá expulso do Palmeiras.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial