Observatório Alviverde

29/05/2014

HEBER ROBERTO LOPES CONFIRMA O QUE SE SABIA: É PROIBIDO MARCAR PÊNALTIS PARA O PALMEIRAS!





 
 Estou escrevendo no intervalo para dizer que, ao menos até agora, o Palmeiras massacra o Botafogo, impondo-lhe um completo domínio territorial, embora sem conseguir o objetivo dos gols.

Reforçado pela ausência de Mendieta, o time já tem força e pegada no meio de campo, apesar das limitações técnicas de Felipe Menezes, que, em meu entendimento, não deveria ter começado o jogo na qualidade de titular.

Menezes iniciou o jogo trôpego, indeciso e, taticamente, sem definição, perdido em campo, para firmar-se, depois, embora, apenas, no contexto coletivo, não no individual.

É óbvio que um jogador que consegue atuar bem coletivamente, não terá, de todo, jogado mal, mas Menezes que não é criativo, jogou, apenas, um trivialíssimo feijão com arroz, insuficiente para as necessidades do Palmeiras neste primeiro tempo, pois faltam-lhe condições técnicas, classe, poder de decisão, e, principalmente ousadia! Bernardo, conforme antecipei, deveria ter sido o escalado!

O time, de um modo geral, melhorou demais, do ponto de vista tático, e, já não é mais o aglomerado de jogadores que atuava, apenas, do meio para a direita, deixando vago o território esquerdo de ataque, sempre atraindo os laterais adversários que atuam pelo setor. 

Pelas pontas e pelas laterais nasceram as melhores jogadas ofensivas do Palmeiras neste primeiro tempo!

A defesa, por sua vez,  mostrou-se sólida, ao menos até agora, sem as costumeiras falhas individuais que nos levaram ao buraco da derrota em Chapecó, domingo passado.

Tanto é verdade que o Botafogo ainda não conseguiu desferir um único e solitário chute contra o gol palmeirense, limitando-se a bolas alçadas e cobranças de escanteio, sempre afastadas ou contornadas pela defesa palmeirense.

O gol anulado do Botafogo, anotado pelo homem do selinho e gritado por Odinei Ribeiro no Pay-Per View como se fosse o gol que definiu a Copa do Mundo do Brasil,  foi irregular!

Odinei o classificou como legítimo, referendado por Luís Ademar e pelo invasor da profissão Fernandão, mas não valeu  porque foi marcado pelo auxiliar um visível impedimento de Sheik no nascedouro da jogada.
.
Se não havia uma câmera paralela para o acompanhamento do lance, como é que os capachos de Fernandão (explico no fim porquê) poderiam afirmar, categoricamente, exclusivamente na base do  "olhometro" que o lance fora irregular?

Eu ficaria admirado se Odinei e Ademar houvessem dito que o bandeirinha (na perpendicular do lance) com visão privilegiada do lance, houvera acertado. 

Eles preferiram falar em imagem frisada e outras baboseiras, se esquecendo que a lente da câmera não estava na perpendicular da jogada (posição do bandeirinha) e, sim, ao menos em pequena diagonal e  que, nessas circunstâncias, é impossível uma.avaliação precisa, correta e exata!

Quem não se lembra de um jogo do Palmeiras na Copa do Brasil há alguns anos em que Arnaldo e o tira-teima da Globo garantiram que um lance de ataque do Palmeiras com gol fora irregular, e o tira-teima da Fox, mostrou exatamente o contrário?

Nesse dia ficou provado que esses equipamentos, até então tidos e havidos como de ciência exata, podem ser manipulados ao bel prazer de seus operadores e, em razão disso,  não merecem total credibilidade! 

Não foi o caso de hoje, em que não houve a utilização do tira-teima, mas a citação serve para mostrar que os profissionais do PPV não tinham condições de afirmar com garantias impositiva e definitiva, que o lance fora irregular, dada a sua velocidade!

Além de não ter ficado claro na imagem exibida,  o canal  não dispunha do recurso de uma câmera mais bem localizada que focalizasse o início da jogada! Lembremo-nos sempre que a maior parte dos lances de impedimento são muito rápidos, dinâmicos e de difícil interpretação!

Outro aspecto no que respeita à anulação do lance que deu origem à marcação do gol irregular pelo "filatelista de macho", o bandeirinha, o único que estava na linha da jogada e assinalou corretamente a irregularidade, foi crucificado injustamente e pode ser prejudicado, simplesmente, porque acertou. 

A tchurma da TV  (Odinei e Ademar) e o invasor da profissão de jornalista, Fernandão desconsideraram, completamente, a ação do auxiliar, minimizando-a.

Só que o auxliar estava em posição privilegiada (muito mais do que os comentaristas ou de que as câmeras) no nascedouro da jogada , mas, ainda que na incerteza, os cronistas garantiram que o gol  foi legal e -para não fugir à regra e ao costume- arremataram que o Botafogo foi prejudicado, citando isso várias vezes durante o jogo, exatamente como não costumam fazer quando o Palmeiras é o prejudicado! 

O Palmeiras jogou, neste primeiro tempo, muito mais do que o Botafogo, e, pelo volume de jogo apresentado, se conseguir melhorar o passe final tem chances, tranquilamente, até de golear, tal a fragilidade do time carioca evidenciada neste primeiro tempo...

Mas o Palmeiras tem de tomar cuidado porque esse tipo de jogo em que a bola teima em não entrar acaba se tornando perigoso. Muito!

XXXXXXXXXX

(COMENTÁRIO APÓS O JOGO)

Não é que a alternativa de derrota que eu suspeitava viesse a acontecer, aconteceu e  perdemos de novo?

É o tal negócio, quem não faz, leva, exceto se o jogo terminar em zero a zero! O Palmeiras não fez, levou! Já havia acontecido, domingo, em Chapecó!

Antes de criticarmos a equipe e os jogadores, convém que se diga algo muito importante: o Palmeiras, outra vez,  foi violentamente garfado e estuprado pela arbitragem, mas, como é de praxe, não irá reclamar. Outra vez colocará o galho dentro e levará no sedenho com total dignidade!

Ao torcedor palmeirense que passa ao largo e nem liga para isso eu garanto que não é, apenas, com um bom time que se ganha campeonatos e o Palmeiras precisa cuidar um pouco mais do chamado trabalho de bastidores! 

Se não cuidar outros vão cuidar de remetê-lo para onde tanto gostam, a segunda divisão, a fim de aumentar e bater recordes na venda de pacotes pay-per-view!

Se a diretoria tem olhos para ver, veja, se tem ouvidos para ouvir, ouça, e, se tem vontade iniciativa e disposição para ganhar, aja! É preciso colocar a mão na massa pois os nossos múltiplos inimigos não descansam e, tampouco, dormem!

Se o gol que sofremos no primeiro tempo não fosse anulado (por real irregularidade), teriam sido três os erros grosseiros e decisivos contra o Verdão, posto que o Palmeiras foi prejudicado (mais uma vez) por Héber Lopes que deixou de assinalar dos penaltis contra o Botafogo, para que se converse, apenas, no atacado e não abordemos o rosário de pequenos erros cometidos pelo trio, no varejo dos chamados lances deseimportantes!

Um desses erros a TV mostrou e reprisou - embora, como sempre ocorre, bem rapidamente e uma única vez- deixando claro que houve um toque de mão proposital, muito visível, de André Bahia, que o árbitro central e o auxiliar de fundo, simplesmente, ignoraram e fingiram que não viram.

Em seguida, pouco depois, ocorreu um agarrão escandaloso de Júnior César em Diogo, -durou mais de trinta segundos-, dentro da área do Botafogo, em outro lance omitido pelo soprador de apito, velho conhecido e desafeto dos palmeirenses, Heber Roberto Lopes, useiro e vezeiro em prejudicar o Verdão. Aconteceu de novo! 

Fosse um zagueiro do Palmeiras que cometesse aquela violação, (o toque na bola com a mão), a turma da TV (Odinei , Ademar e o bicão, digo, Fernandão) certamente teriam dito, copiando o pior e mais tendencioso analista (?) de arbitragem da história do rádio e da TV do Brasil, Arnaldo David César Coelho, - isso é só tese dele, não é a lei- "que o palmeirense aumentou o volume do corpo dentro da área e, portanto, cometeu a irregularidade". 

Certo dia, já há muitos anos, pelo telefone e pelo ar, comentei com um  antigo diretor de árbitros da FMF cujo nome omito para não causar-lhe problemas, sobre a nova "jurisprudência" que o incompetente cidadão global impunha aos árbitros brasileiros e rimos a valer!

Isso é tão risível quanto a tal "força suficiente" para derrubar um adversário mediante um empurrão, que jamais existiu ou existe em qualquer normatização das regras do futebol! 

Um simples toque que desequilibre um adversário, fazendo-o apressar ou trocar o passo, impedindo-o de prosseguir na jogada, dentro ou fora da área, tem de ser punido com tiro livre direto contra o transgressor! Esse é o espírito da lei, que, se sabe, julga intenção!

A mídia, com raras exceções, considera Arnaldo -estupida e inexplicavelmente- uma palavra jurisprudencial ! 

Entretanto se você vê o que ele fala e comparar com o que falam o Gaciba no Sportv e, principalmente, o Márcio Rezende de Freitas aqui em Belo Horizonte, nota diferenças de fala e intepretação da lei com discrepâncias, aos borbotões, dando a impressão de que aprendeu as leis do jogo em compêndios e publicações diferentes.


Só trouxas acompanham o ideário desse falso-humilde e prepotentíssimo ex-árbitro, o rábula da arbitragem brasileira.  

Se duvidam  do que afirmo,  lembrem-se, sempre,  do episódio recente dele com Kléber Machado à frente das câmeras do Sportv, em que o Sr. David, finalmente, se revelou e mostrou ao país a personalidade que continha e que dormita sob as suas aparentes calma, finesse, educação,alegria, conduta de magistrado e postura de diplomata!
Infelizmente, ontem, mais uma vez,  Odinei, Ademar e Fernandão, copiaram o rábula  e para cada erro cometido por Héber Lopes contra o Palmeiras justificavam o argumento da "jogada interpretativa", o grande sofisma da mídia global para justificar erros e salvaguardar os interesses dos clubes que protege!
 
Também houve prejuízo ao Palmeiras na validação do primeiro gol do Botafogo! O "filatelista bucal" posicionava-se à frente de Fábio, impedindo-lhe a visão da jogada. Além disso, participou diretamente da jogada com um corta-luz. Esse tipo de lance só não é assinalado quando favorece o Palmeiras!

No segundo tempo, o Palmeiras esteve longe do rendimento apresentado no primeiro tempo e permitiu a reação dos cariocas que, de dominados, passaram a exercer a dominância, submetendo em campo a equipe palmeirense, primeiro em objetividade e, em seguida, do ponto de vista territorial.

A perda de Wesley, pelo segundo cartão amarelo, aos 25 do segundo tempo, que limitou o Palmeiras a dez jogadores, foi fatal nessa derrota para o experiente time de veteranos montado pelo clube carioca...

O desgaste decorrente do jogo corrido (estéril em termos de gol) do primeiro tempo, aliado à logística equivocada da viagem a Chapecó e a Prudente, não, apenas, minaram as forças, mas ajudaram a liquidar o time do Palmeiras!

O Botafogo viria a marcar um segundo gol em contra-ataque no finalzinho do jogo após vários minutos de uma blitz inconsequente e desesperada do Palmeiras, restrita a uma relativa posse de bola, do meio de campo à entrada de área botafoguense, que recuou para garantir a vitória e morder no contra-ataque.

Alberto Valentim, ontem, falo, não em função da derrota, mas de sua falta de iniciativa e demora na elaboração das substituições, não desempenhou um trabalho satisfatório. 

A primeira vez que mexeu no time foi apenas aos 30 do segundo tempo, ao retirar Marquinhos Gabriel para colocar Chico. Alteração equivocada pois o homem a sair nem deveria ter entrado, o limitado Felipe Menezes que fez número no segundo tempo!

Só aos 39 minutos Valentim tomou a iniciativa de colocar Bernardo para jogar, quando deveria ter entrado logo no início do jogo, justamente no lugar de Felipe Menezes! 

O Palmeiras continua sendo o único clube do futebol brasileiro que contrata e não coloca os novos contratados para jogar! Lembrem-se, todos, que Bruno César teve de peitar Kleina para poder estrear! 

A outra alteração, patética, descabida, ocorreu aos 44 minutos do segundo tempo, quando Alberto Valentim convocou Rodolfo para entrar no jogo!

Rodolfo é outro atleta contratado no início do ano mas que ainda não estreou! Fazer o que em três ou quatro minutos. Sujar o uniforme? Essa alteração foi de lascar, pois pode desmotivar e queimar, completamente, um jogador tão jovem como Rodolfo que, imagino, deva estar desanimado e aborrecido por ter ido para um time que não o aproveita e, sequer, lhe dá chances de aparecer e mostrar o que sabe!

O interino nunca escondeu (ele foi honestíssimo) que ainda não estava preparado para assumir um clube da importância e da responsabilidade impostos pelo Palmeiras. Ontem ele provou que, efetivamente, não estava! Revelou-se um ótimo auto-analista e mostrou, socraticamente, que "se conhece a si mesmo"!

Garêca vai ter um enorme trabalho para ajustar o time do Palmeiras, sobretudo pela deficiência individual do elenco. 

Ainda bem que ele, até agora, esteve, apenas na coxia, observando tudo pelo lado de fora, pois, como eu previ, se Garêca partisse para a ativa, além de tirar o embalo do time que vinha ganhando com o interino à frente,  poderia se queimar junto à torcida em muito pouco tempo de trabalho. 

De qualquer forma, fosse eu Paulo Nobre, conforme escrevi, ontem, já o teria escalado para o banco esta noite contra o Bota, em razão das circunstâncias que cercam a equipe e da perda do encanto da curta invencibilidade domingo passado em Chapecó. 

Domingo, contra o Grêmio, seria de grande valia que Garêca fosse para o banco, estreasse como técnico, sentando no banco, e já impondo a marca de seu trabalho!

Que falta faz o nosso melhor técnico, Valdívia!

COMENTE COMENTE COMENTE

NA TV

 

Odinei Ribeiro esteve, outra vez, muito bem no relato do jogo e, da mesma forma, o comentarista Luís Ademar e o repórter Hernan.

Uma pena que a Globo introduziu  o tal Fernandão como bicão de transmissão, ele que não é do ramo e tem minguada capacidade de verbalização, como a maior parte dos ex-jogadores que a Globo e o Sportv enfiam-nos goela abaixo, com os quais a nossa torcida não tem a menor afinidade.

Com o rei na barriga, Fernandão entrou para a transmissão como se fosse o jogador mais importante da história do futebol brasileiro, recebendo um régio tratamento da parte de Odinei e Ademar, completamente submetidos e submissos, como que extasiados pela presença de "tão importante figura da história do futebol brasileiro"! HAHAHAHAHA... Não consigo parar de rir...  HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA ...

Loureiro Júnior, Mário Morais, Carlos Aymar, Luiz Noriega, Luiz Augusto Maltoni,  Milton Peruzzi, João Saldanha, Barbosa Filho, Pedro Luiz, Jorge Cury e Rui Porto, do assento etéreo em que se sentam, em algum lugar da eternidade, certamente estão perplexos em ver tanta vassalagem, tanta subserviência, tanta lambeção de botas e tantos rapapés dirigidos a indivíduos que sequer falar eles sabem e que, hoje, ocupam o lugar daqueles que eram os verdadeiros craques dos comentários. Que súbita e dolorosa inversão de valores!

O que os estúpidos dirigentes de TV desconhecem é que uma coisa é jogar futebol e outra é comentar futebol. Um craque em campo -está provado- dificilmente será um craque dos comentários.

Apontem-me um, eu quero, apenas, um, não será preciso dois, que seja melhor do que qualquer dos nomes que citei acima e que, sem saudosismo algum, não perdem, definitivamente, em matéria de conteúdo, conhecimento, de dicção, de qualidade vocal, de sequencia lógica de pensamentos para qualquer ex-jogador.

Quem conseguir apontar um qualquer ou qualquer um melhor do que os jornalistas citados entre os Netos, os Caios, os Ronaldos, os Rivelinos, os Paulinhos Criciumas, os Juninhos , os Batistas, os Denilsons, os Edinhos, os Edmundos, os Fernandões, os Millers, os Junior (es) os Bellettis,os Casagrandes, os Zés da Fiel ou qualquer outro "ladrão" de profissão, que atire sobre mim a primeira pedra.

Os caras não conseguem ser, sequer, iguais à maioria dos jornalistas de hoje, muito mais fracos -sem qualquer saudosismo, é a pura realidade- do que aqueles de outrora.

Bem, eu disse tudo isso porque causou-me constrangimento, contrariedade e espécie, ver e ouvir, ontem, quando do Palmeiras e Botafogo, Odinei e, principalmente, Luís Ademar (este com a agravante e a responsabilidade de ser um líder de classe) dizer a toda hora que quem sabia das coisas era o Fernandão. 

Vaprapucarana! Quem mostrou que sabia foi você, Odinei, foi você, Ademar, apesar de tantas discordâncias entre nós, porque o ex-jogador, fraquíssimo de tudo, principalmente de conteúdo,  não passa de um palpiteiro, de um penduricalho, de um enfeite de transmissão como todos os seus assemelhados!

Essa subserviência de vocês aos ex-jogadores é inadmissível, considerando-se a boa escolaridade que aparentam ter.  

Talvez para agradar o "huno! (não sei a título de que, porque a entrada desses ex-jogadores, todos milionários, no lugar dos verdadeiros jornalistas está matando a profissão) ou os idiotas que os contrataram, que vocês tenham, a toda hora, e em quase todos os assuntos, afirmado, submissamente, em pleno ar que quem sabia das coisas era (sempre) o Fernandão! 

Isso é irritante e uma demonstração explícita de inferioridade!

O que, então, estavam fazendo na transmissão vocês, dois jornalistas, se o único que sabia das coisas era o Fernandão?

Chega de complexo de capacho! 

Orgulho e dignidade profissional, já!(AD)

COMENTE COMENTE COMENTE

16 Comentários:

  • Às 29 de maio de 2014 04:01 , Anonymous Alcides Drummond, o Editor disse...

    COMENTÁRIOS TRANSCRITOS DA POSTAGEM PROVISÓRIA:

    Às 28 de maio de 2014 21:41 , Anonymous Nei Verde disse...

    Mais uma vergonha acabou,agora só falta perder para o Vasco...!!! cada vez mais evidenciado que o Palmeiras não tem direção, todo erro que se vê em campo é fruto de amadorismo nos bastidores, esse jogo começou a se perder desde segunda feira la nos catarinas.
    Depois quem tem que aguentar Wendel, M. Oliveira, Ahh.!!! agora tem um tal de Chico também, virou circo mesmo.. Agora ir la levar outra ensaboada do grêmio..
    Segundona a vista....


    Às 28 de maio de 2014 21:56 , Anonymous Anônimo disse...

    Resultado vergonhoso!
    Palmeiras foi melhor o jogo inteiro, pressionou, criou chances e não aproveitou. Teve dois pênaltis não marcados, mas também anularam um gol deles que era um lance normal.
    O Palmeiras tem um elenco fraco, e o Valentim fez merda, pois manteve Felipe Menezes até os 40, colocou Rodolfo aos 45 e ainda tirou Marquinhos Gabriel. Wesley também cagou pela infantilidade.
    Enfim... O time precisa tomar vergonha, estamos perdendo para times medíocres. Honrem a camisa da SEP!
    E antes que venham os "bonitinhos", falar que aqui ninguém incentiva e mimimi... Incentivamos, mas não somos idiotas. Não pode perder um jogo ridículo como esse.

     
  • Às 29 de maio de 2014 04:03 , Anonymous Alcides Drummond, o Editor disse...

    comentários transcritos da postagem provisória:

    Às 28 de maio de 2014 22:10 , Anonymous Anônimo disse...

    Jogo estranho. Achei que o time jogou com vontade, não transpareceu qualquer cansaço.

    Como futebol não é merecimento, o rapaz deu um rabo danado no chute do gol. No lance houve impedimento da odalisca.

    Precisamos vencer o Grêmio lá e sair de férias sem crise.


    Às 28 de maio de 2014 22:13 , Anonymous Sérgio de Mauro disse...

    To com vergonha alheia pelo Gareca. Pode contratar o Rinus Michels que nem ele da jeito no time de Musgamba, Piloto de Hot Wheels e Brunóquio. O Kleina sonhou quando falou em 60% de aproveitamento. Com esse time não chega nem perto. E tem torcedor que se ilude dizendo que é "só contratar quatro ou cinco jogadores" que resolve. Eles não contratam nem um (que preste), que dirá quatro ou cinco. Nossa meta atual é o 16o lugar pra cima. Só.
    Your comment is awaiting moderation.


    Às 28 de maio de 2014 22:18 , Anonymous Fernando Alencar disse...

    Tem sido doloroso demais ver essas apresentações da SEP! Que angústia é ver o time o tempo todo no campo de ataque, mas sem apresentar real perigo por simplesmente não possuir qualidade o bastante para penetrar a área do adversário e enfiar a gorducha no gol. Que angústia é quase SABER, de antemão, que o Palmeiras vai apresentar, INUTILMENTE, essa mesma garra e vontade que apresentou por todo o primeiro tempo. Ah, Gareca, dirigentes, dêem um jeito no meu Palestra, porque está FODA sofrer tanto assim.

     
  • Às 29 de maio de 2014 06:48 , Anonymous J.J disse...

    Todos os times no decorrer dos campeonatos ano apos ano fazem suas lambanças más não vejo nenhum deles
    superarem o PALMEIRAS nas lambanças.
    O PALMEIRAS além de imbatível nas
    próprias lambanças é o mais gargado
    nas arbitragens.
    Tem jogadores no elenco que apenas oneram a folha de pagamento esses deviam vazar!...

    As.J.J

     
  • Às 29 de maio de 2014 10:07 , Blogger Unknown disse...

    Entendo a sua reclamação sobre o juiz, mas do que adianta isso se os nosso jogadores não consegue acertar 1 chute no gol, aliás, acertou sim, 1 com o Henrique.

    O resto, nem quando era criança chutava tão fraco na bola, parecia recuo para o goleiro.

    Nosso time precisa melhorar muito para ficar razoável.

     
  • Às 29 de maio de 2014 12:35 , Anonymous Marco disse...

    Caro Willian,
    Desculpe, mas acho que você não entendeu a reclamação sobre o juiz.

    Uma coisa é considerar e avaliar o desempenho técnico da equipe e suas deficiências e outra é aceitar que o time seja prejudicado porque não sabemos chutar a gol.

    Nossos jogadores que não sabem chutar a gol teriam acertado as duas penalidades citadas, caso marcadas?
    Essas penalidades mudariam o destino da partida?
    Caso o gol do Botafogo fosse anulado o jogo seria o mesmo?
    E os comentários hoje, também seriam os mesmos?

    (obs: foram três penalidades e não duas no primeiro tempo. A terceira foi quando o goleiro do Botafogo empurrou o atacante palmeirense antes de pegar uma bola em disputa pelo alto. Outro lance que não mereceu citação no Sportv e neste, nem repetição).

    Criamos a cultura de desconsiderar tudo o que é feito contra o Palmeiras porque precisamos sempre mostrar "realismo" em relação à equipe.

    Realmente, caso o Marquinhos Gabriel não tiver perdido dois gols de forma absurda, passaríamos pelo Botafogo, apesar do árbitro, mas isso não significa que devemos continuar ignorando o tratamento recebido, assim como têm feito nossas diretorias nos últimos anos.
    Perceba que nossos rivais, quando estão mal das pernas têm sempre uma ajuda extra para superar suas crises, dentro e fora de campo e nós apenas nos limitamos a entender as reclamações contra os árbitros.

    O palmeirense é crítico por natureza em relação ao seu time, critico até demais, não precisa ficar com receio de apontar também as falhas de arbitragem para não ficar com a imagem de que está arrumando desculpas.

    Aproveitei seu comentário para colocar essa situação, visto que neste blog é possível expor o problema de cultura que temos. Em outros locais, citar os prejuízos com arbitragem é sentença de morte.
    Hoje, para ser “politicamente correto” no meio palmeirense é preciso sempre diminuir o time e profetizar que somos um clube à beira da extinção.

     
  • Às 29 de maio de 2014 13:55 , Anonymous Marco disse...

    O Atlético PR se manifestou

    http://globoesporte.globo.com/futebol/times/atletico-pr/noticia/2014/05/no-site-oficial-do-clube-atletico-pr-critica-arbitro-e-chama-rivais-de-bambis.html


    Para os “bambis”, o Gaciba justifica!

     
  • Às 29 de maio de 2014 14:33 , Blogger Unknown disse...

    Marcos, entendi a sua reclamação e também concordo com ela.

    Ma... antes de tomarmos o gol, perdemos muitas chances e várias vezes os nossos jogadores estavam de frente para o gol e o resultado era: chute pra fora ou "recuada" para o goleiro.

    Claro que sofremos perseguição da arbitragem e também da Rede Bobo.

    Mas, pra mim, o grande problema é o presidente aceitar tudo na boa.

    Um exemplo que não é arbitragem, mas mostra o quanto os comandantes do Palmeiras são frouxos, a camisa amarela.

    Só foi sair nota que a Nike "liberou" a camisa e o time voltou a usar.

    No mais, parabéns pelo trabalho.

     
  • Às 29 de maio de 2014 15:08 , Anonymous MestredosMagos disse...

    Perdemos para o Botafogo em Chapecó.

    Não tivemos competência para adiar a partida.

    Não tivemos competência para usar outros adiamentos que foram dados a outros times na mesma situação.

    E não tivemos competência para saber que o time que jogaríamos era um carioca a beira do rebaixamento, apitado por esse caréca maldito(Éber), que além dos pênaltis, validou o gol irregular de Bolatti, no qual o Emerson Shakira impedido, teve participação ativa atrapalhando o goleiro no lance.

    Poderíamos estar falando de alguns jogadores, mas é impossível fechar os olhos para uma arbitragem tendenciosa dessas.

    O maior culpado?

    Presidente é claro.

    Desde quando contratou Garêca, em minha opinião, tirando o jogo seguinte, já deveria ter sido efetivado. Até entendo esse lance de observação, mas acho que ele poderia ter assistido aos vídeos dos jogos que fizemos esse ano e ter ido ao comando de campo dos treinos e jogos.

    Em minha opinião, era possível saber como jogava assistindo aos vídeos e não ter que ver o jogo como torcedor para "aprender" sobre o time.

    O presidente vem fazendo uma série de cagadas dignas de um playboy de vídeo game.

    Se pelo menos ele cuidasse dos bastidores, tivesse um jurídico forte, atuante, dedo-duro sim, porque para você justificar os erros contra, você precisa mostrar o favorecimento de outras equipes. Um departamento jurídico com direito a cinegrafista, que registrasse as partidas com câmeras alternativas de grande precisão e alcance, a fim de fazer prova contra árbitros e até como defesa em muitos outros casos.

    Se pelo menos o Mortadela Nobre fizesse isso, o prejuízo talvez fosse menor em campo.

    Sem contar a total falta de preparo, feeling e conhecimento do futebol na hora das contratações.

    E por fim seu amor incondicional ao dinheiro, peculiar de todo investidor, que comprou dívidas do clube e já tem a data para receber com as nossas cotas de TV de 2016.

    É exatamente aquilo que eu havia dito em post anterior, que na verdade ele havia comprado a dívida do Palmeiras com garantia das cotas de TV.

    Na prática ele adiantou as cotas de TV de 2016 com dinheiro dele e vai receber com juros.

    Na minha opinião, estamos no momento mais delicado do ano, com um TIME INDEFINIDO e sem perspectiva de contratações, manutenções e dispensa de jogadores.

    Um empate contra o Grêmio é lucro.

    Vitória então, megasena.

    Saudações.

     
  • Às 29 de maio de 2014 16:51 , Anonymous Marco disse...

    Willian,

    Não respondi tanto pelo que você escreveu, mas pela oportunidade que o seu comentário deu para tocar no assunto.
    Felizmente aqui neste blog temos a condição de ter os debates com melhor condição. Em outros blogs seria impossível escrever sobre o problema arbitragem.
    Perdemos para o Botafogo, o pior time do campeonato e ai, mesmo com muito fundamento, fica difícil tocar em qualquer outro assunto, por mais importante que seja.

    Só lembrando que o comandante da arbitragem na CBF é novamente o Sérgio Correia, o mesmo de 2006, 2007, 2008, 2012.

     
  • Às 29 de maio de 2014 19:30 , Anonymous Marcelo Palestra disse...


    Foi um jogo esquisito!

    Massacramos o Botafogo no 1º tempo, mas a bola não entrou. No 2º tempo, pane geral, roubalheira, e o Sr. Wesley desaparecido em campo.

    Tenham certeza de que os jogadores sentiram as lambanças da "diretoria".

    'Nobre se supera negativamente a cada dia que passa!

    Omisso, ausente, fraco, e sem colhões!! Para mim, o PIOR PRESIDENTE DA SEP nos ultimos anos, superando até mesmo Tirone, que pelo menos ganhou um título e tinha patrocínio.

    Não conseguir adiar um jogo na CBF, e mostrar muita fraqueza e incompetência.

    Fazer os jogadores rodarem mais de 500 km de Ônibus para economizar trocados é um absurdo.

    Fomos novamente garfados no jogo, e nem uma nota de repudio o "Nobre presidente" emitiu.

    Não se vê estes "modernos gestores" irem na imprensa soltar o verbo contra o absurdo da humilhação pelo qual a CBF nos faz passar.

    São muitas humilhações!! A imprensinha está se divertindo! É jogador doado a rivais, é jogador que perdemos por tentar economizar trocados, é presidente de outro clube que nos chama de pequenos em rede nacional e não teve resposta a altura, e tantas outras lambanças!!

    Cadê os reforços?? Cadê o centroavante para substituir Kardec? Cadê o lateral direito, mais um zagueiro, e mais um meia?

    Acha que Garêca vai fazer milagres?

    PEDE PARA SAIR, NOBRE!!! VOCÊ NÃO TEM CONDIÇÕES PARA GERIR UM CLUBE DO TAMANHO DO PALMEIRAS!!

     
  • Às 29 de maio de 2014 20:09 , Anonymous Marcelo Palestra disse...

    APRENDA COMO SE FAZ NOBRE!!

    UMA DIRETORIA COMPETENTE E PROFISSIONAL, TEM QUE AGIR ASSIM QUANDO O CLUBE É PREJUDICADO!

    NÃO PODE SER BONZINHO E OMISSO NOBRE!!

    NOTA OFICIAL DO ATLÉTICO PARANAENSE!!
    Ontem, contra o São Paulo, nossos meninos comandaram o jogo durante todo o tempo. Em nenhum momento a garotada do CT do Caju deixou a experiência de Rogério Ceni e demais bambis superar a nossa técnica e a nossa garra.

    O pênalti, pra lá de duvidoso, já estava absorvido e os contra-ataques do Furacão mostravam que a vitória poderia acontecer a qualquer momento. O gol de Cléo veio no momento certo e a vitória fazia justiça ao melhor futebol do Furacão. Mas eis que, já nos acréscimos, o jogador Luis Fabiano entrou na área como se fosse um pivô de basquete, de braços erguidos de forma desajeitada e fez o gol como se estivesse disputando um rebote no garrafão. Ele ainda olhou para o árbitro, imaginando que este anularia o lance. Mas, não, sua excelência confirmou o gol. O que dizer de um lance destes?! O mesmo que dissemos do impedimento marcado contra nós no ATLEtiba: só pode ser sacanagem!

    O Clube Atlético Paranaense protestará junto à CBF, pois não dá pra deixar passar um erro desses. Mas, somos sabedores de que a demonstração de indignação maciça dos atleticanos é a única ação de fato eficiente!

    *Em tempo. Foi patética a tentativa da equipe do Premiere FC em justificar o gol "de braço"!!

     
  • Às 29 de maio de 2014 21:06 , Anonymous Anônimo disse...

    Dói emitir nota oficial desse jeito?

    O Palmeiras comprou briga com o Neto, mas ele é café pequeno.

    Concordo com o Marcelo Palestra, é muita incompetência concetrada.

    Se não houver um mínimo de organização, planejamento no dia a dia, como vamos dar condições aos jogadores?

    PN fica viajando com jatinho de amigo, mas pagar passagem pro time ir até aquele pasto em Prudente ele não quer.

     
  • Às 29 de maio de 2014 22:29 , Anonymous Nei Verde disse...

    A coisa esta tão desorganizada no Palmeiras, é tanta lambança que vão pegar multa por não tocar o hino nacional antes do jogo.....

    Isso aparece não ser nada, mas é sim , são com pequenas atitudes que se estabelece organização, isso somente vem a responder porque somos constantemente roubados, prejudicados, desrespeitados, e o pior que a bolerada sabe disso, ai vem essa apatia que vemos no campo...

     
  • Às 30 de maio de 2014 05:57 , Anonymous VITORINO disse...

    ELES ME PAGAM DIREITINHO, ESTÁ TUDO ORGANIZADO AQUI

     
  • Às 30 de maio de 2014 20:54 , Anonymous Marcelo I disse...

    Essa derrota para o Botafogo, mais de 80% deve-se à diretoria.
    Inercia, inabilidade para sair de Chapecó. Poderia ir de onibus para Curitiba e tomar avião para Ribeirão.
    Os jogadores se revoltam quando a diretoria não age de acordo. Tem dedo de Dom Mumu de novo. economia besta.

     
  • Às 30 de maio de 2014 22:24 , Anonymous Marco disse...

    Poderia ter ido de ônibus na segunda feira para Maringá ou Londrina. Depois, na terça seguiria para Prudente.
    Bastaria consultar o Dr. Google.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial