Observatório Alviverde

27/05/2014

QUE VÃO PARA O INFERNO OS INTERESSEIROS DETRATORES DE VALDÍVIA!


 
O assunto em evidência é Valdívia! 

Ficar ou não ficar com ele tem sido um intrincado e embaraçoso dilema para a diretoria do Palmeiras!

A manutenção do chileno, ao menos até o final de seu contrato em 2015, é, sob o meu ponto de vista, uma imperiosa necessidade, pois precisamos formar e manter um grande time!

Pelo trotar da carruagem palmeirense, (ainda estamos, enquanto empresa, administrativamente no tempo das carruagens) o chileno  dificilmente voltará a vestirá a nossa camisa!

Quero, de forma antecipada, deixar claro o seguinte: 

esta postagem não tem como objetivo contrariar ou combater aqueles palmeirenses comuns que, por filosofia sincera e convicção, advogam a saída do chileno como uma solução para o Palmeiras. 

Muitos deles escrevem em nosso blog e, malgrado a divergência de opiniões, têm -todos- o nosso respeito, na medida em que temos a certeza de que expressam com honestidade os seus conceitos e opiniões, em que pesem as nossas discordâncias e diferenças em face do mesmo assunto.

Eu, particularmente, defendo a permanência de nosso principal astro e mais importante jogador até o final de seu contrato, ano que vem, e, creio, mesmo, que lastreado em seu talento poderemos armar um time excepcional para a temporada pós centenário.

Trata-se de -ainda- nosso único e solitário ídolo, responsável mais do que direto, diretíssimo, pelas duas últimas conquistas do Verdão, o Paulistão 2009 e a Copa do Brasil de 2012! 

Como se as conquistas, por si só, não bastassem, para justificar a permanência do Mago, há para se considerar, além disso, todo o material esportivo e produtos licenciados que sua imagem positiva e sua imensa popularidade sempre ajudaram a colocar no mercado, rendendo um grande retorno e excelente faturamento ao Palmeiras. 

Negar a importância vital de Valdívia nesses dois títulos, tanto e quanto a sua condição de peça de marketing é, mais do que uma estupidez descomunal, um atestado explícito de burrice e de desconhecimento completo de futebol.

Isso só se pode explicar em função do combustível que, de fato,  move as uniformizadas, as maiores interessadas na demissão do Mago, sempre de olho (muito mais do que no time de futebol do Palmeiras) nos desfiles carnavalescos e na postura política  daqueles que comparecem financeiramente e contribuem para a espúria existência dessas agremiações.

Sob, exclusivamente, o viés do salário alto (o que  têm com isso eles, que adoram que o clube lhes proporcione mordomias?), já que não existe qualquer outra argumentação em se tratado de um jogador excepcional, desequilibrante e extra-série, os organizados querem que o Palmeiras se desfaça de um atleta que, seguramente, e sem nenhum favor está entre os melhores do planeta. 

Interessante e paradoxal é que há milhares de torcedores que se autoproclamam palmeirenses, (sobretudo os manchados)  que torcem para que o Verdão seja derrotado sempre que Valdívia entre em campo!

Muitos chegam a desejar, no mínimo, que ele atue mal e que faça um mau jogo, (o que raramente acontece)!

Outros, querem que os adversários quebrem-lhe a perna, o que ainda não aconteceu por mero milagre e obra do acaso, tal é a violência impune de que é vítima o melhor jogador palmeirense.

O Palmeiras enfraqueceu-se, através dos anos, justamente pela adoção e manutenção dessa política suicida de negociar ou -principalmente- exportar seus melhores jogadores e permanecer com os medianos, sendo o único clube do país a proceder dessa forma, em razão dos pascácios italianos, obtusos e desatualizados que tocam (sim, o termo é este, não há outro, eles, apenas, tocam  não administram) a instituição. 

Nada contra os demais italianos -descendo deles- tudo contra aqueles, principalmente um certo "ítalo-otomano" que tanto infelicita o clube a que tanto amamos!

Qual clube, hoje, no Brasil, tem um jogador de tamanha capacidade individual, de tanto talento no jogo coletivo e tão decisivo quanto Valdívia? 

Com a exportação deNeymar para a Espanha, apontem-me um único jogador que milite no futebol brasileiro, tecnicamente, superior ao Mago, que, imagino, deve sentir-se no Palmeiras uma verdadeira ilha, cercada de medíocres por todos os lados, dentro e fora de campo?

O que eu acho interessante é que aquela facção de torcida mais arrogante e, a um só tempo, a mais infantil entre todas do país, -a mesma que adora assumir posições antagônicas aos interesses do clube-, chega ao ápice em matéria de mediocridade, não, apenas, propugnando, mas, -muito pior-, trabalhando, abertamente e com todas as suas forças  pela saída do único craque do time, que, sem qualquer dúvida, é o melhor jogador em atividade no futebol brasileiro.

A raiz  de  tudo provém de aficionados ou, eu diria, no máximo, de simpatizantes palmeirenses (não vou chamá-los de torcedores) que, em vez de torcer pelo clube, de ajudar o clube, só ajudam, mesmo, a sí próprios, e, muito mais grave, conceberam e criaram uma agremiação que, sem qualquer exagero, se pode considerar uma concorrente do clube! 

Vocês acham mesmo que os manchados e outras organizadas afins, têm interesse que o Avanti ou qualquer outro plano societário semelhante implementado pelo Palmeiras venha a prosperar?

Se qualquer desses planos vier a vingar, representará uma sangria considerável no faturamento dessas empresas paralelas, posto que o dinheiro dos jovens e dos torcedores comuns é limitado e eles não têm condições de pagar mensalidades dobradas!

Todas elas, sociedades paralelas, se nutrem e se sustentam, muito mais, da transfusão do sangue das derrotas (quando há reclamações revolta e reivindicações a fazer) do que aquele das vitórias do Palmeiras e, pelo que se vê, quanto mais gente jovem houver descontente com o clube, mas adesões haverá à horda para gritar e protestar!

Infelizmente a maior parte dos jovens que entra para essas instituições -quase paramilitares-, não tem maturidade para pensar e concluir que comprometem o bolso e arriscam a vida para manter a boa vida dos espertalhões que comandam essas agremiações paralelas, repleta de paus mandados e de inocentes úteis!

A quem, pois, nunca interessou a criação do programa sócio-torcedor Avanti, posto que perdeu associados militância e, principalmente,  faturamento?

A quem mais interessou o cancelamento dos milhares de títulos adquiridos por tantos sócios torcedores do programa  Avanti?

Quem empreendeu e comandou o movimento para que com a derrota no Paulistão e pela incompetência da diretoria em não conseguir manter Kardec, os sócios-torcedores cancelassem o pacote Avanti?

Essa gente, no fundo, no fundo, (só néscios não são capazes de entender e perceber) não quer um Palmeiras forte e, em razão disso, ataca impiedosa e estupidamente Valdívia, que pela enormidade de seu futebol representa um empecilho às suas ideias derrotistas!

QUE VÃO (TODOS)PARA O INFERNO OS INTERESSEIROS DETRATORES DE VALDÍVIA!. 

COMENTE COMENTE COMENTE

8 Comentários:

  • Às 27 de maio de 2014 23:32 , Anonymous Sérgio de Mauro disse...

    Se Valdivia for vendido por essa diretoria míope e medíocre, o risco de rebaixamento aumenta exponencialmente. Muitos torcedores palmeirenses entram na pilha da imprensinha contra o Mago. Ele já aprontou, admitiu, passou. Mas joga muuuuuito, e é imprescindível ao Verdão. Se jogasse nos gambás, bambis ou urubus, seria chamado de craque há muito tempo, e a imprensinha faria campanha diária para protegê-lo da violência adversária.

     
  • Às 28 de maio de 2014 09:57 , Anonymous Anônimo disse...

    Prezados Palmeirenses
    Tenho convicção que Valdívia é o melhor jogador em atividade no Brasil, portanto sou a favor da permanência deste excepcional atleta. Gostaria de agregar a contratação de Piatti e Zarate da Argentina, formando junto com Valdivia um excelente esquadrão. Se o assunto é dinheiro e orçamento disponibilizaria o Wesley, pois encontra-se substituto mais facilmente
    abraços
    e Avanti Palmeiras
    Marcelo Dinardi

     
  • Às 28 de maio de 2014 10:05 , Anonymous J.J disse...

    Eu gosto do Valdívia embora essa segunda passagem pelo clube tenha sido um tanto conturbada e cheia de
    contusões a meu ver ele já teve pior
    Valdívia já falou que não sai do PALMEIRAS pra jogar em clubes aqui de São Paulo por ser PALMEIRENSE.
    Vou torcer pra ele ficar até o
    fim do contrato embora todos saibam que existe sempre um o
    desgaste dessa segunda passagem pelo clube.

    As.J.J

     
  • Às 28 de maio de 2014 11:22 , Anonymous Marco disse...

    O contrato do Wesley precisa ser renovado para garantir ao clube os direitos sobre ele e não ficar apenas com a dívida gerada pela sua aquisição.
    Com isso, na janela de final de ano, se houver necessidade, o jogador poderia ser negociado.

     
  • Às 28 de maio de 2014 12:27 , Anonymous TREDENSKI disse...

    A BIPOLARIDADE DA TORCIDA PALMEIRENSE

    PRINCIPALMENTE, PRINCIPALMENTE E PRINCIPALMENTE A TORCIDA DA CAPITAL

    É TÃO NOCIVA

    QUANTO AOS CRÁPULAS, AOS QUINTA-COLUNAS, AOS ASPONES E AOS SANGUESSUGAS

    QUE POR LA HABITAM HÁ ANOS

     
  • Às 28 de maio de 2014 12:45 , Blogger Unknown disse...

    Uma ressalva, o titulo de campeão paulista com o chileno foi em 2008 pois em 2009 os gambás venceram.

    Mais uma ressalva, é um tanto como esdruxulo se referir a "torcida da capital" como responsável pelas críticas, opinião é opinião e cada um tem a sua. Quando pararmos de acreditar que os problemas do time tem 80% de culpa da torcida, que critica e os outros 20% creditados a arbitragem e imprensa, talvez, eu digo talvez, comecemos a cobrar diretorias qualificadas que montem elencos competitivos dentro de um orçamento reduzido. Simples assim.

     
  • Às 28 de maio de 2014 12:45 , Anonymous MestredosMagos disse...

    ALCIDES

    Vou mais longe.

    Eu tenho sérias dúvidas sobre a subida para série A se Valdívia não tivesse atuado na maioria dos jogos.

    Na época saiu a estatística de aproveitamento com ele em campo.

    E constatou-se que sem ele, a possibilidade do Palmeiras não alcançar a pontuação para subir seria difícil. Campeão ou vice então, nem pensar.

    É muito mais inteligente por parte da diretoria, dispensar 3 jogadores de 100 mil, do que se dispôr de Valdívia.

    Eguren e Josimar por exemplo custam quase o salário de Valdívia e são reservas.

    Se juntar Mendieta aí passa de longe.

    A diretoria deveria entender que esse é o ano do centenário, ano de chegar a melhor colocação possível, entender que classificar para Libertadores já de cara rende mais de 10 milhões e valoriza o elenco.

    E não está difícil.

    Os times estão nivelados por baixo e o Palmeiras com 5 contratações e algumas dispensas, entra no limitado rol de times que disputarão o título até o fim.

    Teremos o estádio a partir de agosto, voltaremos a ter na força da torcida, a força da nossa casa depois de praticamente 4 anos (isso nos prejudicou demais nos últimos anos).

    Paulo Nobre tem que entender que precisamos do melhor que temos para vencer, chamar a torcida, ter bilheteria na confiança que um time bom pode dar de retorno.

    Ser um mero participante saco de pancadas, visando não cair pra segunda divisão é um absurdo, um tiro no pé, uma falta de respeito ao time, ao clube, ao torcedor e perante o mundo, porque todo mundo sabe o poder, a força dessa camisa, desse gigante chamado Palmeiras.

    É assim que somos conhecidos no mundo, GIGANTE.

    As empresa sabem disso.

    Você também diminui sua dívida a partir do momento que você passa a faturar mais.

    Cortar investimento, para reduzir gasto a fim de diminuir dívida é o começo da falência.

    O Palmeiras flerta com a falência a todo momento que pensa como time pequeno.

    Essa diminuição acaba repercutindo em todos os setores, desde patrocínio entre outros, porque o respeito você têm quando mostra força, se mostra imponente.

    O Palmeiras tem a solução no Hino e não percebe.

    QUANDO SURGE O ALVIVERDE IMPONENTE

    Saudações.

     
  • Às 28 de maio de 2014 18:01 , Anonymous Marco disse...

    Muito mais importante para as finanças do clube será a negociação das cotas de TV.
    A diferença que a Globo quer impor vai muito além do valor dos salários de alguns jogadores.
    Os números de audiência, mesmo considerando o desacreditado Ibope, mostram equilíbrio.
    O Palmeiras perde por pouco dos gambás e supera os bambis. Mesmo assim a Globo tentar impor ao Palmeiras uma redução drástica em relação ao time da marginal e um valor 10% superior para os bambis.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial