Observatório Alviverde

06/01/2015

O PALMEIRAS NA COPA SÃO PAULO DE JRS: ESTRÉIA CONSISTENTE SEM SER BRILHANTE!


  
Gabriel de Jesus está fora do jogo contra o Murici 5ª Feira em Limeira.

O Palmeiras estreou bem na Copa São Paulo de Jrs, vencendo, com méritos, a Desportiva Ferroviária de Vitória, tradicional participante da competição.

O 3 x 1 fez justiça ao melhor futebol desenvolvido pelo Verdinho durante todo o transcorrer de um jogo disputado com rispidez, sob intensa chuva e pouca iluminação, pela queda de uma fase do sistema elétrico do estádio Major José Levy Sobrinho, em Limeira.

O mau tempo, ontem,  na antiga "capital da laranja", não inibiu, porém, a motivação, o ânimo e a presença da "Leal", que compareceu massivamente egressa de muitas cidades da região como Campinas, Americana, Rio Claro, São Carlos, Piracicaba, Araraquara e, até, das longínquas Rio Preto e Ribeirão Preto.

Foi, mais uma vez, um verdadeiro "hook" no fígado dos ridículos dirigentes globais e da mídia em geral, que teimam em afirmar que o Palmeiras tem uma torcida menor que dos bambis. 

A eles eu respondo, sem medo de errar que, no interior paulista, o Palmeiras tem (ainda) uma torcida tão grande ou maior que a do Cu-rintia. 

Pena que o Palmeiras não valorize o interior e restrinja as suas ações de marketing à capital, sem explorar, devidamente, esse filão expressivo de mercado, que poderia render altos dividendos e faturamento ao clube.

Para não me delongar tanto a respeito de jogo em que o Palmeiras venceu com autoridade, quero sublinhar que, num primeiro momento, pareceu-me que esse time que disputa a copinha, tem excelentes individualidades, mormente do meio de campo para a frente, embora passe-me a impressão de que não é bem treinado.

Como disse, passa a impressão, mas isso só vamos confirmar quinta-feira, às 19 H quando o Palmeiras enfrentará o Verdão de Alagoas, o Murici F.C.. Por isso, temos de dar o devido desconto em razão do estado do gramado, pesado e encharcado, ontem, em Limeira.

A grande vantagem do time que o Palmeiras apresenta este ano na Copinha é a inédita predominância da ofensividade sobre o defensivismo e o fato de os melhores jogadores do grupo serem, todos, atacantes. 

Isso é ótimo porque parece que a filosofia e a mentalidade do clube estão mudando. Quando é essas coisas vão chegar ao time principal?

Vendo o desempenho em altíssimo nível dos jovens atacantes, fico imaginando as razões pelas quais Dorival Jr não promoveu os vários jogadores de grande potencial ofensivo da base para reforçar a equipe principal, que, sem conseguir fazer gols, estava ameaçada de cair para a segunda divisão,  ao final do Brasileirão. 

Com dois ou três desses garotos promovidos ao time principal, não teríamos sofrido e nem brigado tanto conta o descenso. 

Mas como esperar isso de um  técnico retranqueiro cuja contratação desaconselhamos desde o momento em que o desavisado Nobre a cogitou? Não foi por falta de aviso!

Faço algumas restrições à defesa do Verdinho, desentrosada e mal posicionada, começando por um goleiro baixo (João Paulo), apresentando, de início, um lateral direito muito individualista (Wesley) que, como ficou provado com a entrada de Léo Cunha,  não deveria ter sido escalado de prima.


Senti, também, desentrosamento da dupla de zagueiros Lucas Rocha e Brendon, que se confundiam muito, assim como a falta de um volante de contenção mais presente e combativo.

Guilherme, o lateral esquerdo, foi o melhor jogador da defesa, não, tanto, por sua qualidade de marcador, mas, sobretudo, de apoio. Finalmente, um lateral esquerdo no Palmeiras que sabe cruzar!

Do meio campo pra frente, só notícia boa, pois essa safra, a julgar pelas amostras, vai dar muitas vitórias, alegrias e, principalmente muito $$$ ao Palmeiras! Quem viver, verá! 

Espero ver porquê, de há muito temos lutado para que acabem no Palmeiras as superadas filosofias defensivistas, razões determinantes de nossos fracassos em campo.

Gabriel de Jesus fez um gol em que mostrou a frieza de Romário, mas acabou sendo expulso precocemente por cometer um toque dentro da área ao tentar evitar um gol. Colocaram olho ruim e inveja no garoto, que fica fora do jogo de quinta-feira contra o Murici de Alagoas.

Daniel, o camisa 8, jogou muito e mostrou que tem mais bola do que Felipe Menezes, Mendieta e outras perebas que entopem o time principal do Palmeiras, sem apresentar em campo o menor resultado prático!

Matheus Sales, ofensivamente, esteve muito bem e Gabriel Leite, em uma arremetida pelo lado esquerdo, no primeiro tempo, invadiu a área driblando, mostrando que tem muito a dar ao time.

Mas ninguém jogou tanta bola quanto Juninho, um armador que toca, que dribla, que chega e que arremata, e que me parece pronto para alçar grandes voos no time principal.

Quero disponibilizar os dados técnicos do jogo, que não foram publicados por nenhum outro portal senão a Gazeta On Line.

PALMEIRAS 3 X 1 DESPORTIVA
Copa São Paulo de Futebol Júnior 2015 (Grupo J - 1ª rodada)
Estádio: Major Levy Sobrinho.
Árbitro: Edson Reis
Gols: Gabriel Jesus (PAL), aos 21 e Lucas Rocha (PAL), aos 45 do primeiro tempo; Lucas Valim (DES), aos 9 e Juninho (PAL), aos 14 do segundo tempo
Palmeiras: João Paulo; Ueslei (Léo Cunha), Lucas Rocha, Brendon e Guilherme; Zé Mateus, Matheus Sales, Daniel e Juninho; Gabriel Leite e Gabriel Jesus Técnico: Diogo Giacomini
Desportiva: Tião, Breno, Mateus, Sávio e Paulinho; Welinton, Lucas Valim, Vargas (Maycon) e Rominho; Pajé (Bruninho) e Vitinho (ícaro) Técnico: Rodrigo Calixto

Quem quiser ir lá, clique

https://www.blogger.com/blogger.g?blogID=7510826915838490470#editor/target=post;postID=5161586370447609504;onPublishedMenu=posts;onClosedMenu=posts;postNum=0;src=postname


E VOCÊ, GOSTOU DO JOGO?

VÊ FUTURO NESSE TIME OFENSIVO QUE O PALMEIRAS MONTOU PARA A COPA DESTE ANO?

COMENTE COMENTE COMENTE
-----------
NA TV

Boa transmissão de Linhares Jr. Pena que ele repete o erro dos outros e não registra nunca que o Palmeiras ganhou a Copa dos Campeões da Copa São Paulo e é o "Campeão dos Campeões"!

No Sportv está ocorrendo um fenômeno interessante: Os locutores reservas estão transmitindo muito melhor do que o titular.

Prefiro acompanhar o jogo com Bachin, Linhares e Jota Júnior do que com Milton Leite!

Vilaron, sempre parcimonioso e econômico nos elogios ao Palmeiras esteve bem na análise do jogo e dos lances de arbitragem, exceto em um lance de flagrante impedimento do ataque da Desportiva, no primeiro tempo, que ele disse que não ocorreu.

Acertou ao registrar o impedimento de Gabriel de Jesus no lance que proporcionou ao Palmeiras a marcação do gol de abertura! (AD)

5 Comentários:

  • Às 6 de janeiro de 2015 09:38 , Anonymous Marco disse...

    Deveria partir da Assessoria de Imprensa as informações sobre o clube. Primeiro com a publicação na página oficial do Palmeiras sobre as conquistas da base, incluindo o Penta Campeonato Paulista, as Copas BH e a Super Copa SP.

    Divulgando as informações ao público, aos jogadores e à Comissão técnica, estes poderiam "esclarecer" os fatos para os jornalistas "mal informados". Não fazendo a divulgação e ainda reforçando na sua comunicação oficial que buscamos um título inédito assumimos a condição de clube sem malícia e que desconhece a imprensa.

    Essa situação jamais aconteceria para outro clube paulistano em situação idêntica.

    No Palmeiras, não só no clube, mas entre blogs, torcedores e jornalistas palmeirenses, muita gente não percebe que até na base se busca a pressão contra os nossos times e ainda defende a tese de que nunca vencemos essa competição. Pior colocam a Copa SP como “única” competição da categoria, como forma de desmerecimento.

    Este é mais um assunto onde perdemos para nós mesmos, para nossa falta de malícia.

     
  • Às 6 de janeiro de 2015 11:29 , Anonymous VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Concordo plenamente com a sua análise. Uma defesa fraca, um goleiro baixo (nem deveria ser goleiro (!!!), será que não tem ninguém com perfil mais adequado ???), e um meio campo e ataque com bons nomes. A conferir, especialmente Juninho e Gabriel (Fernando, Borel, e, agora....Jesus, Meu Deus !!!), que, se não se perderem, serão craques consagrados. Assino embaixo quanto ao time mal treinado. Foi isso que eu senti.

     
  • Às 6 de janeiro de 2015 13:52 , Anonymous MestredosMagos disse...

    COMO NARCISO FAZ FALTA

    Nosso ex-treinador da base Narciso, que estava no caminho certo, demitido sem razão.

    Ontem em campo, um amontoado de jogadores, sem fundamentos básicos como o passe.

    UM HORROR!

    Gabriel Jesus foi Charlie num lance e Chapolin no outro.

    É muita pressão em cima do garoto.

    Tá justificado.

    Mas não vejo futuro nesse time de jeito nenhum.

    Mas vãmu que vãmu.

    Que eu esteja totalmente errado.

    Saudações.

     
  • Às 6 de janeiro de 2015 21:18 , Anonymous Marco disse...

    Independentemente da opinião sobre um ou outro nome, o Palmeiras mostra que começa a montar um bom time.
    Além das contratações, temos bons nomes no elenco que se fossem contratados agora seriam bem vistos.
    Analisando a parte de criação e a ofensiva, existem alguns jogadores que podem dar resultados ao time.
    Maikon Leite, muito criticado, se não fosse do Palmeiras, seria uma aquisição útil sendo analisada pela temporada no México. Por que não poderia reviver o bom desempenho que teve em outros times aqui no Brasil, antes de chegar ao Palmeiras? Foi bem antes e agora foi bem no México. Por que não pode ir bem no Palmeiras?
    Patrick Vieira, ótima promessa da base, mas que parece se empolgou com a mudança rápida de vida, não poderia ser melhor orientado e subir na profissão?
    Temos também os argentinos, que para essa temporada já estão adaptados ao futebol brasileiro, ao Palmeiras e podem começar nova etapa profissional. Alione era a revelação do Velez, Mouche ficou dez anos no Boca e Cristaldo estava na Ucrânia após ser vendido como jogador de futuro pelo futebol argentino.
    Além desses temos também o Leandro, que se for orientado corretamente poderia voltar a ser profissional e explorar melhor seu potencial técnico.
    Maikon Leite, Alione, Patrick Vieira, Mouche, Cristaldo e Leandro, nomes que podem ocupar um espaço importante no Palmeiras caso bem acompanhados e que tenham a vontade de vencer no futebol brasileiro.
    ===================
    Nesta quarta feira teremos a reapresentação do elenco e o Palmeiras começará vida nova. Também começa o desafio da imprensa e de alguns jornalistas pilantras: como implantar a imagem de que o elenco montado pelo Palmeiras não presta, é limitado e não vai conseguir nada em 2015.
    Enquanto isso, times que devem até as calças, que atrasam salários, que não pagam direitos de imagem, são preservados pela corja esportiva.

     
  • Às 6 de janeiro de 2015 22:08 , Anonymous Edson disse...

    Hoje vi o programa da BAND e o Ronaldo corintiano estava lá.
    Fiquei surpreso quando ele opinou sobre o Rafael Marques. Elogiou o novo centroavante palmeirense, dizendo que vai fazer muitos gols, como fez no último ano de Botafogo.
    Eu estou de acordo com ele. Acho o Rafael Marques bem melhor que o Henrique.
    Se o caneludo fez 16 gols com o mago, imagine o Rafael Marques, que é muito melhor.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial