Observatório Alviverde

12/01/2018

RENAN CARVALHO DE FARIA UM ÁRBITRO INCOMPETENTE QUE NÃO CONSEGUIU ENXERGAR QUATRO PENALTIS CLARÍSSIMOS COMETIDOS CONTRA OS JUNIORES DO PALMEIRAS!


 O RETRATO DA INCOMPETÊNCIA...


RENAN CARVALHO DE FARIA, árbitro da FPF, um recordista!

27 anos de muita incompetência!
Ou de pura conveniência?

Renan, ontem, no Palmeiras x Botafogo da Paraíba pela Copa São Paulo, conseguiu algo impossível, digno de figurar no "Livro dos Recordes". 

Deixou de marcar quatro pênaltis claríssimos, muito pênaltis aliás e daqueles escandalosos, reconhecidos, pasmem, até pela turma do Sportv, cometidos pela defesa do Botafogo da Pb contra o time júnior do Palmeiras.

É um recorde de omissões de marcação de pênaltis pró Palmeiras que nem PCO, Arnaldo, Marsiglia, Simon, Luís Flávio, Eder Gomes, Daronco, Vuaden tanto e quanto outros árbitros menos importantes, que tanto prejudicaram e prejudicam o Verdão, jamais lograram alcançar.

Será que a FPF submeteu Renan Carvalho de Faria a exame oftalmológico para esta temporada?

Se não, providenciem-lhe, urgentemente, lentes de contato ou um óculos de grau porque ele parece andar enxergando pouco e muito mal.

ALÔ ALÔ PRESIDENTE GAGLIOTE E DIRETORIA!

O fato de o Palmeiras ter vencido e se classificado para a sequência da Copinha, vai fazer com que a diretoria afine a voz, recolha as garras, coloque o galho dentro, exerça outra vez o autocontrole e não reclame?

Ontem o time palmeirense teve de correr dobrado pela vitória, desgastando-se física e emocionalmente por conta da sequência dos erros primários, manifestos e evidentes de um árbitro que, na melhor das hipóteses, esteve incompetente.

Esta é a hora de a diretoria do Palmeiras ir à mídia e promover um escândalo em relação ao esbulho arbitral de que foi vítima ontem em Taubaté. 

Mais do que isso, tem de socar a mesa, chegar firme e forte nos responsáveis pela Copa e exigir respeito a sua torcida e às suas cores, glórias, tradições e conquistas. 

Esta é a hora H, a hora oportuna para que o Palmeiras bata de frente com os árbitros incapazes e até com os mal-intencionados e passe a exigir atuações limpas, neutras e imparciais.

Se o Palmeiras não tomar essa medida profilática pode, eventualmente, acabar da maneira melancólica como sempre acabou em todas as outras copinhas e ser humilhado e desclassificado novamente, vítima das arbitragens de rapina.

Se for necessário a diretoria tem de ir até ao prefeito,(a PMSP patrocina a competição) a fim de exigir equanimidade de tratamento arbitral em relação aos demais times!

Outro aspecto muito importante a ser considerado a partir dos prejuízos enormes causados por Renan Carvalho de Faria, árbitro que apitou ontem o Palmeiras x Botafogo em Taubaté. 

Depois de tudo o que aconteceu manda a prudência que o Palmeiras já oficie a FPF e exija que Renan Carvalho de Faria não seja mais escalado nos jogos do Verdão desta Copa São Paulo, e, por extensão, no Paulistão/18, prestes a se iniciar.

Mas terá, a diretoria do Palmeiras, suficientes coragem, atitude e até petulância para tomar essas medidas? Isso, infelizmente,  não combina com a personalidade de Gagliotte!

Receio que vai ficar tudo como antes no quartel de Abrantes!

Se ficar, vamos perder outra Copa São Paulo e a mais fácil de ser conquistada entre todas das quais o alviverde do Allianz Parque já participou.

Urge que o Palmeiras reaja pois como dizia Ruy Barbosa, quem não se defende não terá defensor. 

COMENTE COMENTE COMENTE
Atenção - quem exagerar nos pejorativos em relação ao árbitro, fica responsável judicialmente por tudo o que disser. O blog não se responsabiliza pela opinião de ninguém, exceto de seu editor (AD)

IMPORTANTE: SCARPA PODE SER  PALMEIRAS
Sou favorável e defendo a contratação de Gustavo Scarpa por algumas razões.
1) Por que realça o protagonismo esmagador do Palmeiras também fora do campo.
2) Porque coloca os mulambos e os bambis em seus respectivos lugares de párias do mercado.
3) Porque ninguém garante que Lucas Lima não vai se machucar na temporada. É preciso reposição!
4) Porque (teoria de João Saldanha) os melhores têm de jogar. Ainda que Scarpa e Lucas Lima tenham um estilo de jogo parecido e sejam -praticamente- das mesmas posições eles podem, perfeitamente, jogar juntos.
5) Porque Mina comprovou que o investimento em jogadores de primeira linha proporciona muito maior retorno financeiro na revenda desses atletas ao mercado internacional. (AD)


10 Comentários:

  • Às 13 de janeiro de 2018 07:42 , Anonymous VICTOR TREDENSKI disse...

    Escrevi ontem aqui

    que o Palmeiras pode perder a copinha não por ruindade, como em alguns outros anos

    mas por causa da arbitragem

    todo mundo está vendo isso

    mas parece que a diretoria não

    galiotte continua viajando de férias

    é incrível

    2°licença de férias do presidente num espaço de 6 meses

    nem o otomano comedor de kafta fez isso

    e o alexandre mattos deve estar esperando a tal oportunidade de mercado

    e esqueceu da copinha

    o ano promete fortes emoções com a arbitragem

    será represália por o Palmeiras ter assinado com o EI?

    ou por que os dirigentes palmeirenses são amarelões mesmo

    comente comente comente (drummond, desde 2008)

     
  • Às 13 de janeiro de 2018 08:08 , Anonymous Alcides Drummond disse...

    Tredeski.

    Você acrescentou aspectos importantes a tudo o que dissemos.

    Eu, você e todos os amigos que escrevem por aqui fizemos o alerta, já faz tempo e se eles não tomaram providências até agora receio que não vão mais fazê-lo.

    Que falta continua fazendo Delphino Fachina, aquele sãocarlense de saco-roxo...

    Em 1969 quando houve um acidente que matou os jogadores curicanos Eduardo e Lidu, enfrentou sozinho a mídia, a torcida (até muitos palmeirenses, a FPF e o conselho arbitral do campeonato, a favor do Palmeiras.

    Seu voto isolado impediu a unanimidade do conselho que permitiria mudar o regulamento e permitiria o Curica contratar dois jogadores para substituir os falecidos.

    Detalhe: o Palmeiras foi campeão.

    Para os fracos e para os subservientes de plantão eu pergunto: Fosse ao contrário, será que o Curica votaria para ajudar o Verdão? Duvido!

    Mas a turma de hoje não tem um grama da personalidade e da força interior do velho Fachina, um dos palmeirenses mais fortes da história.

    Que falta esse líder nos faz, até os dias de hoje. (AD)

     
  • Às 13 de janeiro de 2018 09:48 , Anonymous Sr. Keiko disse...

    Misericórdia! A base do apito vem forte também. A Copinha tem a função de mostrar aos nossos jogadores como será a vida no profissional Alviverde. É isso aí mesmo! Depois falam que a gente tem mania de perseguição!

     
  • Às 13 de janeiro de 2018 12:59 , Anonymous Rosemiro disse...

    É inacreditável como nossas indignações e preocupações neste ano que se inicia,provém sempre do extra-campo!

    Eu, e quase todos os amigos que comentam neste magnifico blog, dia sim e outro também, tem sempre uma colocação a fazer sobre a absurda, estranha e abjeta incapacidade de nossas diretorias em lidar com os bastidores!

    Como citou o Alcides, nunca mais teremos dirigentes com personalidade forte como o saudoso Delfino Facchina, que batia na mesa e não tinha medo!

    Temos sim é que conviver com os "Galiotes" da vida, fracos, tímidos, sem personalidade, incapazes de entender o futebol como mais do que um simples jogo entre agremiações!

    Futebol é política e poder!! Quem for fraco de bastidores, não terá sucesso!(Vide os gambás, que,quebrados, sem dinheiro, devendo para todo mundo, com aquele time ridículo do ano passado, foi campeão 02 vezes)

    Isso vale para nós!! Não adianta só ter um elenco forte e bem montado,uma ótima estrutura, dinheiro em caixa, patrocinadores poderosos, e uma torcida gigantesca, apaixonada, que lota estádios pelo Brasil afora, compra produtos, e dá alto retorno financeiro e audiência!

    É PRECISO FORÇA NOS BASTIDORES(federações, governos,tribunais, e mídia)

    Temos que ter como exemplo a era Parmalat, onde o elenco era poderoso e os bastidores também, claro que, comandado pelos dirigentes da empresa, e não da diretoria do Palmeiras, cujo presidente era o inominável, que, tentava sempre atrapalhar e ser contra algo que pudesse ser favorável ao clube, e muitas vezes nos impediu de termos ainda mais sucesso na vitoriosa era Parmalat( como na final de 2000 contra o Boca),onde não permitiu que se fizesse um trabalho nos bastidores e na mídia para proteção contra as arbitragens sempre favoráveis ao time Argentino) e por ganância, tirou o 2º jogo do Palestra Itália e o levou para o Morumbi, indo contra a comissão técnica e os jogadores. Essa e muitas outras "pequenas" intervenções cometidas pelo inominável, passando sempre por cima das decisões da Parmalat( sem respaldo ou de surpresa), nos prejudicaram em outras finais e semifinais.

     
  • Às 13 de janeiro de 2018 13:00 , Anonymous Rosemiro disse...

    CONTINUAÇÃO DA POSTAGEM ANTERIOR

    Sem falar é claro, da absurda decisão de entregar a vaga do Palmeiras ao maior inimigo, de "graça", na tal participação no "mundial" de 2000!Essa absurda e grotesca atitude, foi a gota d'água para que a empresa não renovasse o acordo com o clube!

    Tenham a certeza de que, este homem, durante toda a era Parmalat( 1992 a 2000), conspirou contra, e tudo fez para que nada dese certo! A nossa sorte, é que a maioria das decisões eram tomadas pela empresa, mas, o poder do sujeito era( e ainda é) muito grande, e suas ações mesquinhas, sujas e realizadas no escuro, silenciosas(exatamente igual a máfia fazia) impediram que o Palmeiras conquistasse ainda mais títulos neste período!

    É só ver o que aconteceu com o clube após a empresa ter dado o fora no 2º semestre do ano 2000!! Não ganhamos mais nada, perdemos títulos absurdos( final da Mercosul contra o Vasco), eliminados novamente contra o Boca em 2001, com um assalto a mão armada do Sr. Ubaldo Aquino no 1º jogo, no qual, nenhuma reação foi tomada para protestar, seja na mídia ou junto a federação,eliminados do paulista, brasileiro, e de fracasso em fracasso, culminando com o rebaixamento em 2002!

    Mesmo assim, ele foi reeleito presidente, e no ultimo ano de sua "administração", com o Palmeiras liderando o brasileiro de 2004 mesmo contando com um time modesto, ele negociou( com valores inferiores e prejudiciais ao Palmeiras) no momento mais crucial do campeonato, a dupla de ataque que estava fazendo muitos gols e voando baixo, formada por Edmilson e Vagner Love, impedindo de maneira clara e direta, na conquista do título!

    E este homem continua dando as cartas no clube, e pasmem, influenciando as decisões!

    O presidente atual acredita que tudo pode ser resolvido com diplomacia, cordialidade, falsos apertos de mão e tapinhas nas costas, participar de programas em emissoras que são abertamente inimigas do Palmeiras( TV Gazeta), acreditar em "contos do turco", achar que a emissora câncer é uma emissora imparcial e que a mídia nos respeita!

    E ele também acha que o torcedor palmeirense tem síndrome de perseguição, fazendo coro com a maldita imprensinha( já mencionou isso algumas vezes, não de forma direta, é claro, mas nas entrelinhas, de forma sutil).

    O que esperar de dirigentes como o inominável otomano, como Salvador Hugo Palaia( aquele que mandou Tite calar a boca em frente a jornalistas no saguão de um aeroporto, e que em 2005 prometeu um presente de natal com a contração de um grande jogador, de fama internacional, e acabou trazendo o veterano Paulo Baier), como Bricio Pompeu de Toledo( bambi assumido, presidente durante as finais contra o pequenino e falido Guarani, já que Sacomanni foi exonerado do cargo pelo roubo, e que como presidente, também assumindo o cargo após a morte de Delfino Facchina em pleno exercício, montou em 1981, o pior time da história do Palmeiras), como Nelson Duque( que era o diretor na montagem do 1º elenco da taça de prata de 1981, e o presidente que perdeu o título de 86 para a pequenina e falida Inter de Limeira), como Bruno Saccomani, que roubou todo o dinheiro do Palmeiras, como a recente e de triste memória dupla Tirone/Frizzo, que, com o time nas ultimas colocações do campeonato brasileiro de 2012, contrata como técnico para nos "salvar", o "grande" Gilson Kleina?

    Na boa, amigos palestrinos, o Palmeiras parece o Highlander! Nem estes poderosos inimigos conseguiram nos destruir, graças a Deus!!

    Em parte, porque, também em hiatos da nossa história, tivemos gente muito competente, de colhões, verdadeiros palmeirenses que mantiveram nossa grandeza!

    É aquilo que eu sempre falo; OS PIORES INIMIGOS DO PALMEIRAS ESTÃO DENTRO DOS NOSSOS MUROS!

    Nossa nula influência nos bastidores é tamanha, que até nos campeonatos de juniores somos assaltados!

    E o "presidente" viajando, como disse nosso amigo Victor!

     
  • Às 13 de janeiro de 2018 13:22 , Blogger Alexandre Correia disse...

    FELIZ 2018! ALCIDES E AOS COLEGAS.
    Assisti o jogo do Palmeiras, ontem , até no juniores somos operados , foram 4 pênaltise que esse árbitro que deve ser gamba ou mal intencionado não deu.
    Na equipe profissional reforço a idéia que o Thiago Martins é mais zagueiro que luanta Juninho e Antônio Carlos. Martins não é empresariado pelo Eduardo Uram, se não tava na equipe.

     
  • Às 13 de janeiro de 2018 15:20 , Blogger Moisés Braga Ribeiro disse...

    Rosemiro e Alcides,

    Obrigado pela aula de história.
    Realmente é incrível termos passado tudo isso e ainda sermos o maior campeão nacional.

    Por isso urge separar o clube social do futebol profissional.
    Na prática foi o que a Parmalat fez.

    No final do ano Paulo Nobre estará de volta, se Deus quiser.
    Ele precisa fazer essa alteração no estatuto.
    Todos os palmeirenses de bem terão que apoiá-lo.

    ...E quem sabe... neste meio-tempo o capeta pode resolver levar sua cria maldita de volta ao lar.

     
  • Às 13 de janeiro de 2018 16:42 , Anonymous Nei Verde disse...

    Rosemiro, parabéns, mais uma bela postagem.
    Tenho dito a tempo, Palmeiras de hoje é um antro de erros, presidente omisso, babaca, diretor$ com poder para resolver sua vida particular, carniceiros, abutres de plantão querendo sugar, tudo patrocinado por milhões de uma empresa que tem retorno de bilhões.
    Quanto ao clube, futenol , torcida, os bastidores, eles não tem tempo para isso! A nossa luz, é somente NOBRE no fim do ano.
    Vejo comentários sobre contrações de Scarpa, Gula rt, gente acorda, é só conversa fiada, a máfia do retorno não permite, já disse e repito, lava jato já.., 2018 outro fiasco..!

     
  • Às 13 de janeiro de 2018 17:01 , Anonymous Marco disse...

    Caro Alcides, importante e oportuno esse texto de hoje como ponto de partida para 2018.

    O que aconteceu ontem na Copa São Paulo foi um importante e fundamental alerta para a direção do Palmeiras do que espera o clube nesta temporada.
    Não sei com detalhes dos procedimentos do Palmeiras na defesa dos interesses e dos direitos do clube nos bastidores. Porém, tenho certeza absoluta de que a estratégia utilizada não funciona.

    O árbitro da partida de ontem, Sr. Renan Carvalho, deveria ser EXCLUIDO do quadro de árbitros da FPF, como exemplo para todos os demais que tenham a conduta em campo baseada na má intenção.
    Não estou discutindo arbitragem, decisões de interpretação, mas a má fé explicita, a única explicação racional para os erros grotescos cometidos em quatro lances capitais, todos eles em detrimento de uma equipe. Em termos de probabilidade, é reduzido, mas não impossível errar somente contra um lado. Entretanto, observando cada erro cometido ontem, é impossível admitir que falhas grosseiras e grotescas não tenham por origem a má fé.

    A questão principal, no entanto, não são os erros de um jogo de campeonato de base, onde o Palmeiras obteve a classificação, mas sim a sinalização da forma como a FPF trata um filiado, que na semana anterior fez um visita a entidade para mostrar o bom relacionamento entre as instituições.

    A realidade concreta que vivemos indica que, se o clube não alterar radicalmente a forma de defender seus direitos juntos às federações e comissões de arbitragem e, se continuar não tendo representação na imprensa para que fatos como os de ontem tenham a devida repercussão e divulgação jornalística, teremos em 2018 mais um ano onde morremos na praia, assistindo clubes limitados tecnicamente e financeiramente vencerem competições graças a fatores distintos da qualidade técnica dos concorrentes.

    Lembrando também que antes de fazer críticas à atual administração é preciso registrar que, historicamente, a S.E. Palmeiras, por questões culturais internas é um clube omisso na defesa externa dos seus interesses. Lamentavelmente, isso faz parte da cultura do clube, de grande parte dos seus torcedores, incluindo aqueles que passam a ocupar espaço na imprensa e acabam depondo contra o próprio clube para conseguir boa imagem junto às suas chefias e torcidas rivais.

    Resumindo, ou o Palmeiras como instituição acorda, ou no final de 2018, apesar de todo investimento e trabalho realizado, estaremos novamente aqui e em outros espaços discutindo a atuação de goleiros, laterais, volantes, zagueiros, meias, atacantes e treinador, enquanto times limitados e devendo até as calças comemorarão títulos.

     
  • Às 13 de janeiro de 2018 17:03 , Anonymous Nei Verde disse...

    Reuniões em federações, protestos em bastidores, contestar a imprensa, não da estatus, e não rende dividendo$, palmeiras é administrado por ratos e abutres, uns comem sobre a mesa, outros esperam as migalhas caírem.
    Enquanto isso o time sujo vai levantando taças.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial