Observatório Alviverde

06/02/2018

VAR: O CURICA (COMO SE ESPERAVA) NÃO ATIROU CONTRA O PRÓPRIO PÉ!



O Corinthians liderou, no Congresso Técnico da CBF ontem, no Rio, a rejeição ao VAR, como está sendo chamado o sistema de vídeo arbitragem que a CBF está propondo e que o futebol brasileiro, há anos, tanto reclama.

Mas quem poderia esperar algo diferente da parte desse clube, muito mais do que acostumado, viciado em ganhar jogos, torneios e campeonatos mediante erros indecentes e clamorosos de arbitragem que tanto o favorecem? 

Houvesse árbitros de vídeo no ano passado e o fraquíssimo time do Curica não teria levantado o título Nacional. 

Logo no início do Brasileiro/17, as arbitragens o premiaram com vários pênaltis inexistentes, com a validação de muitos gols ilegais pró Curica e outros, legítimos dos adversários, inexplicavelmente anulados, noves fora o importante jogo dos cartões sempre jogado a favor deles. 

O gol de mão de Jô contra o Vasco foi o corolário de um festival de irregularidades e imoralidades de um campeonato que o Curica conquistou muito mais fora do que dentro de campo.

E conquistou com o beneplácito vergonhoso e participativo de muitos árbitros, da maior parte da mídia, de jornalistas tendenciosos e dos próprios meios de comunicação!

Então, por que e para que o time mais beneficiado em todo o Planeta Terra pelos erros de arbitragem (seriam erros mesmo?) admitiria ou reivindicaria  qualquer mudança no "status quo" vigente no atual futebol brasileiro que tanto o ajuda, robustece e favorece?  Que sempre funcionou e funciona como o seu décimo segundo jogador?

A alegação do Curica e de alguns clubes brasileiros que com ele se alinharam, (o Cruzeiro é o maior exemplo) de que a existência do mecanismo anti-furto dos jogos do Brasileirão custaria 40 mil por jogo e que seria muito dispendiosa aos clubes, não passa de mito, de um jogo de cena que oculta a verdadeira face de tantos clubes que já se acostumaram a ter no apito um aliado. 

Opondo-se à inominável sem-vergonhice dessa gente, o presidente do Bahia tão logo terminou o Congresso, declarou que a ele pouco importava o custo do VAR, porque o que ele considerava mais importante erq que as partidas fossem decididas sempre dentro de campo.

Modéstia à parte posso falar de cátedra acerca de todos os clubes que dispensaram o árbitro de vídeo porquanto trabalhei como cronista esportivo em todos os estados dos clubes que estão inseridos no Brasileirão/18. 

Pelo que sei e vivi da história de cada um, vou expor o meu pensamento em relação àqueles que desaprovaram e julgaram desnecessário o árbitro de vídeo. 

Começo pelo Curica que liderou o movimento anti-vídeo em âmbito nacional e  conseguiu desmontá-lo, ao menos num primeiro momento!

Diante dos fatos e antes de qualquer outra coisa quero dizer que o VAR, adotado de forma isolada, será insuficiente para reprimir as ajudas e favorecimentos ao Curica. 

Paralelamente seriam necessárias intervenções na FPF  na  CBF e nos tribunais esportivos onde esse clube, há décadas, dita a política vigente e predomina, isto é, dá as cartas e joga de mão, em detrimento dos demais.

Ah, e antes que eu esqueça, seria preciso também que o governo aplicasse a lei anti-monopólio e exigisse que ao menos mais uma rede televisiva além da Globo fosse credenciada a transmitir ao vivo os eventos do futebol brasileiro, colocando no ar sempre um jogo diferente daquele que a Globo estivesse mostrando ao vivo.

Falo, agora, do Santos o primeiro apoiador do Curica, que sempre foi uma espécie de segundo time tanto dos curicanos quanto dos Bambis (da torcida e da mídia)...

O Santos, fora de casa, se não é tão ajudado, ao menos não é prejudicado.

Nos jogos realizados na Vila Belmiro exerce uma pressão descomunal sobre os árbitros e a maioria deles, na dúvida sempre apita pro Santos. Então, por que esclarecer, se o que interessa mesmo a esse clube é sempre a dúvida?

Aqui em Minas o favorecimento à dupla Cruzeiro e Galo se alterna há muitos anos, em âmbito local.  Em relação aos eventos nacionais e internacionais só o Cruzeiro leva vantagem. 

Não sei se pelo fato de uma nova diretoria ter tomado posse este mês, por mais que me esforce, não consigo entender a posição do Atlético contrária ao VAR, já que o Galo, várias vezes, foi vítima dos árbitros, das arbitragens, dos tribunais, da CBF, da Rede Globo e do próprio sistema. 

Quanto ao América, creio que é um dos poucos clubes que recusam o árbitro eletrônico de verificação motivado pelo fato de arrecadar pouco. A média de público americana é de 2 a 3 mil por jogo (baixíssima) e sua renda seria insuficiente para cobrir semelhante despesa, orçada em 40 mil por jogo (preço estratosférico, irreal e absurdo).

No mesmo motivo enquadram-se o Fluminense e o Paraná, cujas médias de público não são tão pequenas mas encontram-se bem abaixo da média geral, exceto nos jogos decisivos ou nos clássicos regionais.

Sport, Vitória e Ceará (os conheço de perto), clubes acostumados aos favorecimentos domésticos sabem que perdem o poder de pressão quando jogarem em casa, se vierem a adotar o juiz de tela. Por isto o rechaçam!

A mim causa-me espanto e perplexidade o Vasco da Gama o clube carioca de uns anos a esta parte mais perseguido assumir posicionamento contrário ao  juiz eletrônico.

A posição cruzmaltina deve ter sido assumida pela nova diretoria apenas para retaliar e contrariar o pensamento do ex-presidente Eurico Miranda, favorável à moderna modalidade arbitral, muito mais justa e perfeita.

Do outro lado da moeda, isto é, entre os clubes que desejavam o recurso, pontifica o Palmeiras e não é  nem preciso que se explique porquê, tantas são as sacanagens arbitrais em cima de um clube que não sabe se defender. 

Em relação ao Flamengo, se não perplexidade causa-me estranheza o posicionamento favorável ao VAR em face de, secularmente o time da Gávea  ser um dos clubes brasileiros mais beneficiado no jogo do apito. 

A atitude dos dirigentes rubro-negros traz-me, de imediato, uma imagem de seriedade e são um forte indício de que eles querem ver campeonatos mais sérios em consonância com as exigências do bom-caratismo e do "fair-play". Muito bom dizer isto, porque faz-nos concluir que nem tudo está perdido.

O apoio da Chapeconse já era esperado, decorrente da seriedade que permeia a administração desse clube cuja sede está localizada em Chapecó, a menor entre todas as cidades inseridas no contexto da Série A do Brasileirão. Os homens do interior ainda preservam  e perseveram em seus sonhos de um mundo melhor!

O Botafogo, não sei argumentar porque aderiu ao rival Flamengo e aos clubes que desejam a conferência eletrônica das jogadas duvidosas. O argumento financeiro talvez seja o mais provável!

Inter e Grêmio, por incrível que pareça, estão do mesmo lado em relação à arbitragem eletrônica, embora sempre ajudados quando atuam em Porto Alegre.

Apesar dos pesares e apesar de tudo, a adoção do VAR é mera questão de tempo!

Batalha perdida, guerra mantida, que os dirigentes do Palmeiras não esmoreçam nunca dessa luta pela imposição da moral, dos bons costumes e das decisões corretas no futebol brasileiro (AD)

COMENTE COMENTE COMENTE

Quem quiser comentar, remeta-me um e-mail neste endereço;

alcidesdrummond@yahoo.com.br 

Terá de ser assim porque o formato do blog  é antigo e não permite moderação!

Deixei registradas (não vou retirar por enquanto) as postagens de ontem.
Deu para ver a que ponto chegaram? (AD)


7 Comentários:

  • Às 6 de fevereiro de 2018 09:54 , Anonymous Rosemiro disse...


    Bom Dia, Alcides!!

    Concordo e apoio totalmente o novo formato para os comentários em seu blog!

    Acredito que, com este formato, o controle será bem mais eficiente contra, infelizmente, aqueles que querem tumultuar( geralmente hackers), criar divergências entre os participantes( anônimos), aqueles que usam a identificação de outros se fazendo passar por ele, etc!

    E também contra os "estagiários" da mídia esportiva "profissional", principalmente de canais contrários ao Palmeiras, como o grupo Folha e seu pasquim eletrônico UOL!

    Sim, eles acompanham a mídia palestrina e com certeza acessam os conteúdos deste seu blog e os comentários!

    Os vários anônimos que postam aqui, com comentários absurdos e despropositais ao tema postado, são em até bom numero, os tais " estagiários" da mídia anti palmeiras, e até mesmo, "jornalistas" "profissionais" veteranos, COVARDES e PARCIAIS, que aproveitam para destilar seu veneno e ódio contra o Palmeiras de forma anônima, sem correr riscos.

    Referente ao tema CURICA, era óbvio que seriam contra!! Como poderão ganhar campeonatos sem ajuda da juizada?

    Seria muito difícil!

    Um time sujo, podre, e que sempre atuou forte nos bastidores para conquistar praticamente metade de seus títulos na mão grande!

    Com a conivência da mídia nefasta e parcial, com "jornalistas" que vestem a camisa dos gambás por baixo de seu uniforme, e rasgaram seu diploma, outros movidos pelo dinheiro, e grande parte movidos pelo silêncio imposto pelo terror das organizadas curicanas, que ameaçam aqueles que ousem falar qualquer coisa que soe negativa em relação aos malditos na grande midia!

    Notem que, mesmo na grande mídia( rádio, internet, televisão) as notícias sobre o clube são tradadas com o maior cuidado possível, sem criticas pesadas ou insinuações. São noticiadas de maneira rápida, e sempre com citações positivas( mesmo em meio a graves denuncias), ou de forma que aliviem o problema apresentado, tentando desvincular o clube do ocorrido.

    Foi assim no caso do estádio doado a eles com dinheiro publico, e cheio de irregularidades, e mais recente, o caso da eleição do tal Sanches, onde até agressão ocorreu!

    Vejam que a mídia já se calou e quase não toca mais neste assunto!

    Imaginem se isto tivesse ocorrido no Palmeiras? Seriam semanas de reportagens( sempre negativas, claro) sobre o assunto!

    Com o Sanches de volta no poder, a força xeles nos bastidores dobra de tamanho!

    Agora,para jogar com os malditos, o jogo sempre começa com 2x0 para eles!

    Acorda Galiote!!

    Abraços!

    Rosemiro!

     
  • Às 6 de fevereiro de 2018 09:59 , Anonymous Ricardo Borgo disse...

    É fato que, se tudo o que envolve o futebol fosse grande parte séria, muito mais emocionante seria

    não haver interferências externas ao futebol, vez que perde e muito com isso. Mas, seria um mal

    necessário tal adequação, uma espécie de veneno contra veneno para nos proteger dessa cambada

    que se utiliza recorrentemente desse subterfúgio para levar na mão grande tudo o que participa.

    E não é de hoje que acontece. Exemplificando:1.977 – Para conseguir ser campeões os Curicas

    aprontaram tudo o que puderam em cima da pobre Ponte Preta; 1.979 – vítima – Palmeiras – Corinthians

    criando uma espécie de 3º turno para levar o Campeonato Paulista que praticamente já estava em nossas mãos;

    1.998 – Juiz argentino “Castrili” tira o sonho da Portuguesa em chegar ao título, ajudando mais uma vez a gambá-

    zada; CB 2.002 – Assalto a mão armada (Simon) contra o pequeno Brasiliense; 2.005 – 11 partidas “re-disputadas”,

    com um “gagster “ no comando, tirou à mão grande o brasileiro do Internacional; 2.015 – Campeonato Brasileiro

    dos penais à favor, anulações de gols contrários, etc, etc, etc. e 2.017 – Campeonato Brasileiro – prosperou na

    primeira fase quando os clubes estavam atentos mais a outras competições. Quando se aproximaram na bola,

    os homens de “preto” entraram em sena. E tantos outros casos que se formos detalhar, haja paciência......



    RICARDO BORGO

     
  • Às 6 de fevereiro de 2018 10:04 , Anonymous Sr. Keiko disse...

    Por curiosidade, fui ver a tabela do COR, que teve uma bela mãozinha em 2017. Em 2018 não será muito diferente.

    4 dos primeiros 8 adversários serão os times que subiram.
    Fará 2 primeiros clássicos como mandante.

    Veja a tabela na sequência:

    COR x FRU
    PAR x COR
    ATL-MG x COR
    COR x CEA
    COR x PAL
    SPO x COR
    INT x COR
    COR x AME
    FRA x COR
    COR x SAN
    COR x VIT
    BAH x COR
    COR x BOT
    SAO x COR
    COR x CRU
    VAS x COR
    COR x ATL-PR
    CHA x COR
    COR x GRÊ

     
  • Às 6 de fevereiro de 2018 13:36 , Anonymous Jujuliano ui ui ui disse...

    o pessoal, três comentários falando dos gambas? vamos esquecer eles ok

     
  • Às 6 de fevereiro de 2018 13:46 , Blogger Alexandre Correia disse...

    O cara de chokiito quebrou o clube dos 13,agora começa sua nova era , lidera o motim contra o árbitro de vídeo.
    A RGT câncer e curintia comandam o futebol brasileiro.

     
  • Às 6 de fevereiro de 2018 19:49 , Anonymous Ester Abea disse...


    A câmera para ajudar a juizada ladra seria um grande recurso. Claro, óbvio, evidente que o SCCP nao quer. A mamata dos gols de mao e penaltis mandrakes acabaria...
    Por mim, ainda acho que cedo ou tarde será implantado.
    Afinal, o Brasil é o país onde as leis pouco inteligentes, como pagar por sacos de supermercado(na cidade de S. Paulo) sao implantadas a forceps. Isso pela pressao dos empresários do ramo.
    Por que um recurso para melhorar o esporte nao o seria????

    Precisa que o Palmeiras traga o tema a baila. 1, 2 , 1000, 10000 vezes.

    Mas talvez seja pedir muito aos gentlemen da nossa Diretoria...eles nao sabem nem reclamar dos Ubaldos Aquinos que tanto nos ferram desde 1914.

    É isso aí, grande Alcides (Ester)

     
  • Às 7 de fevereiro de 2018 00:15 , Anonymous Elcio disse...

    Olá Alcides.
    Espero que consiga gerenciar o blog dessa maneira, me parece que será bem trabalhoso.
    Até porque às vezes você faz uns passeios pelo interior e fica sem comunicação.
    Para mim, você deveria mudar o provedor do serviço/blog.

    Falando do tema VAR, me parece que da forma que foi proposto, foi lançado para ser recusado.
    As desculpas apresentadas pelos que negaram, praticamente são as mesmas que o Cuca apresentou o ano passado, e com razão.
    Passados 6 meses, não fizeram nada para definir como será, e para completar, querem jogar todo o custo todo para os clubes.

    Não sei se de propósito, para mim sim, a CBF só montou um cirquinho para que tudo continue como está.

    Desviando o tema para a brown press, ontem escutei que o Cueva é um mal necessário, e isso me fez lembrar do Valdivia, que o Palmeiras precisava se livrar.
    Coincidentemente antes de uma copa do mundo, vocês acham que ele colocara o pezinho em todas divididas?

    Abraço Elcio.

     

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial