Observatório Alviverde

28/01/2018

BRAGANTINO 0 X 2 PALMEIRAS E UM SHOW DE BOLA DE DUDU!



Eu disse, quando do Palmeiras x Red Bull, que o Verdão perdia tempo ao poupar os titulares.  O jogo de hoje em Bragança deixou claro que sim.

Embora tantos do mundo da bola (até Róger Machado) sustentem aquela que é a tese da moda no futebol, da necessidade da preservação física dos jogadores em início de temporada, o tempo perdido nessa bobagem, nessa idiossincrasia, nesse mito, pode trazer consequências muito mais graves na preparação de uma equipe.

Fala-se tanto em contusões, em problemas musculares e tantas outras coisas negativas em função da paralização de dezembro/janeiro, mas eu não me recordo de nenhuma contusão muscular grave ocorrida nesse interregno, há muitos anos.

Se o Palmeiras houvesse entrado com sua formação titular básica contra o RBB, substituindo apenas uma ou outra peça mais queixosa e desgastada que poderia ir para o banco, não teria sofrido tanto para vencer o time de Campinas. 

Pelo que se conclui, além da perda do tempo de preparação correspondente a uma semana, o Palmeiras correu riscos desnecessários de perder um jogo em que o time principal, a exemplo de hoje, ganharia com um pé nas costas como define o melhor jargão futebolês.

Se houve algo positivo no lançamento do time misto contra o RBB pode-se dizer que foi a possibilidade de Róger ver e conhecer todos os seus jogadores em ação, atuando em um jogo final. 

Como dizia Didi, histórico e lendário jogador, líder do time que conquistou o primeiro título mundial da Seleção Brasileira em 1958 (e lá se vão 60 anos), em frase que jamais perdeu a atualidade, "treino é treino, jogo é jogo"!

A frase, tomada em relação ao time titular do Palmeiras, por incrível que pareça, adapta-se ao que dissemos e o ilustra. O time titular teria de ter entrado em campo e jogado contra o RBB, não, apenas, treinado.

Róger e comissão técnica sabiam que esta semana seria livre para a recuperação dos possíveis "danos à musculatura" da rapaziada que, sempre, nessa época do ano, são anunciados com toda a ênfase e alarde, mas que, na prática, não passam de alarmes falsos com uma ou outra exceção mais pontual.

O TIME E O JOGO
Em relação ao time e ao jogo, quero dizer de pronto que a entrada do experiente e categorizado Michel Bastos no lugar do jovem mediano e esforçado Vitor Luís deu muito mais robustez, segurança e agressividade ao lado esquerdo palmeirense, na defesa e no ataque. O time ganhou muito com isso.

Bastos passou-me a impressão de que -finalmente- concluiu e está convencido de que se não for na lateral esquerda não existe outra porta de entrada para ele no time principal. 

Do ponto de vista tático, o Palmeiras, a princípio, armou ontem um esquema para que Borja fosse o seu homem-gol.

Apesar de ter ditado cátedra no toque de bola e no domínio do jogo, o time não conseguiu ser prático e objetivo no 1º tempo nas finalizações, em face da falta de confiança do colombiano que sempre falhava no derradeiro passe assistencial ou na hora do chute ao gol.

Apesar do domínio avassalador, o Verdão só criou duas chances efetivas de marcar na etapa inicial, com Tche-Tche e com o próprio Borja. As outras chances criadas, várias, foram, apenas, relativas sempre com falhas na preparação ou na conclusão.

Há de se destacar que Borja , apesar de tudo isto, mostrou algumas qualidades até então desconhecidas nas matadas de bola, no duelo de corpo com os adversários, na visão de jogo, nas devoluções de bola, na complementação de tabelas e outras.  

Em razão disto renovei a esperança de que ele melhore e se consagre, a partir de quando (parece) ele passar a se sentir à vontade e sem inibições para comandar o ataque palmeirense.

O lance do primeiro gol, ocorrido apenas aos 19 do 2º tempo, foi marcado por Keno tão logo ele substituiu Borja, o que evidencia o azar do colombiano para quem pouco tem dado certo, ao menos até agora.

A entrada de Keno no segundo tempo, quando o adversário já está cansado, é outra prova contundente de que esse atleta tem de funcionar como uma espécie de Fedato dos tempos de hoje. 

Para quem não o conheceu ele foi considerado o melhor reserva da história pois ele que, quase sempre, entrava no time a partir do banco e mudava o ritmo e o desfecho de qualquer jogo, por mais difícil que estivesse. 

INDIVIDUALMENTE

No aspecto defensivo Jailson outra vez esteve bem e deu segurança e tranquilidade à defesa. Agora que ele, por seus próprio méritos, definiu a titularidade é hora da torcida dar-lhe respaldo. 

Espero que se Jailson venha a sofrer algum gol defensável ou tome algum frango, que a torcida não inicie nenhum processo negativo visando a tirá-lo do gol, mas que, pelo contrário o prestigie.

Marcos Rocha (eu o conheço muito bem) tem muito mais bola do que tem mostrado, conquanto, ao menos até agora, não tenha comprometido. 

Tem potencial de seleção e é um dos melhores laterais de apoio do país. Tem jogado um pouco mais recuado por determinação tática.

Antonio Carlos e Thiago Martins melhoraram demais o entrosamento entre ambos e isto sinaliza a perspectiva de que os dois jovens jogadores possam constituir uma ótima dupla para guarnecer a chamada "porta da cozinha".

Já falei sobre Michel Bastos. Se ele, de fato, entendeu que vai tentar entrar no time pela porta lateral esquerda, o novo contratado, Diogo Barbosa, apesar da juventude e da qualidade, que se cuide. 

Com MB no time, desde que ele exerça bem as funções defensivas, o Palmeiras ganha um "plus" da presença de um jogador categorizado, canhoto, muito experiente, bom batedor de faltas, bom lançador, bom cruzador e dono de um forte chute.

Felipe Melo, outra vez, mais uma vez, esmerilhou (royalties para o saudoso Loureiro Jr. meu grande amigo). 

Além da marcação implacável ao adversário, Felipe esteve ótimo na cobertura, na retomada de bola e, principalmente, nos passes à longa distância utilizados pelo Palmeiras em viradas de jogo impressentidas, várias vezes.  

Foi num desses lançamentos dele, à larga distância, que atravessou o campo em diagonal e encontrou Dudu na ponta esquerda, que o Palmeiras marcou o segundo gol, selando a sorte do jogo.

Foi um golaço, uma obra-prima que consolidou outra importante vitória palestrina que continua com 100%  de aproveitamento nos números do Paulistão. 

Tchê Tchê, ontem, melhorou muito em relação aos jogos anteriores e outra vez provou que joga mesmo é para o time. Foi substituído por Moisés que não teve tempo de aparecer.

Lucas Lima merece uma menção à parte porque, em meu entendimento, já se tornou o cérebro, o grande articulador do novo time do Palmeiras. 

Armando, atacando, defendendo, cobrindo, se desmarcando, se projetando, encostando para receber o passe de desafogo, ele foi um dos melhores jogador do Palmeiras (até agora regularíssimo) e a grande personagem do jogo.  

Dudu, decisivo como sempre, foi o craque do jogo

Além do gol de craque, foi o responsável direto pelo gol de abertura, ao bater inteligentemente uma falta em direção a Michel Bastos que cruzou da esquerda em direção a Keno que penetrava pela direita e o baiano fuzilou para estabelecer a abertura Palmeiras 1 x 0 Braga.

Dudu deixou o campo aos 26 do 2º tempo, mas apenas para ser aplaudido, entrando o venezuelano Guerra que cumpriu burocraticamente as suas funções.

Foi uma vitória justa do melhor time , o Palmeiras, que jogou muito mais e melhor que o time de Bragança Paulista.

 FICHA TÉCNICA

BRAGANTINO 0 X 2 PALMEIRAS
Data: 28 de janeiro de 2018, domingo
Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista
 
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (Sem reparos, excelente)
Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Fabio Rogério Baesteiro (Excelentes)

Cartões amarelos: Ewerton, Lázaro e Adenilson (BRAGANTINO)

GOLS DO :PALMEIRAS: Keno, aos 18, e Dudu, aos 26 minutos do segundo tempo.

BRAGANTINO: 
Alex Alves; 
Ewerton, Lázaro, Guilherme Mattis e Fabiano; 
Evandro, Adenilson (Diego Macedo), Vitinho (Rafael Silva) e Gerley (Hélton Luiz); 
Matheus Peixoto e Léo Jaime
Técnico: Marcelo Veiga

PALMEIRAS:  NOTAS
Jailson --------------------- Nota 8
Marcos Rocha ------------ Nota 7
Antônio Carlos ------------Nota 7
Thiago Martins ------------Nota 7
Michel Bastos -------------Nota 7,5
Felipe Melo ----------------Nota 7,5
Tchê Tchê ------------------Nota 7
(Moisés) --------------------Nota 6
Willian ----------------------Nota 6,5.
Lucas Lima-----------------Nota 8
Dudu ----------------------- Nota 8
(Guerra)---------------------Nota 6
Borja:------------------------Nota 7 
(Keno)-----------------------Nota 7,5
Técnico: 
Roger Machado------------Nota 7,0 (AD)

COMENTE COMENTE COMENTE

31 Comentários:

  • Às 28 de janeiro de 2018 17:02 , Anonymous Elcio disse...

    Fim do primeiro tempo, jogo aparenta estar sob domínio, infelizmente as poucas chances de gol caíram nos pés do Borja.
    Coitado de nós, se depender desse cara em um jogo decisivo.
    Creio que venceremos.

     
  • Às 28 de janeiro de 2018 17:38 , Anonymous Alysson disse...

    Acredito que Borja no Palmeiras simplesmente não encaixou, não adianta insistir mais, tá na hora de definir o ataque e se aparecer alguém interessado manda embora o colombiano e Michel Bastos também pode pegar o boné

     
  • Às 28 de janeiro de 2018 17:45 , Anonymous Elcio disse...

    Eu quero ver o Moises nesse meio no lugar do Tche, mas com essa bunda não vai dar não. Kkkkk

     
  • Às 28 de janeiro de 2018 17:51 , Anonymous Elcio disse...

    Chega de corneta. Kkk

    Gostei do futebol apresentado.
    Futebol consistente.
    Pelo menos não vimos zagueiros vendidos como no fim do ano, não sei se pela velocidade dos zagueiros, mas a zaga esteve firme.
    E o Felipe Melo hein, partidaça.
    Todos jogaram bem hoje.

     
  • Às 28 de janeiro de 2018 18:07 , Blogger Roberio BA disse...

    Tb hoje, repito, hoje, o Borja foi bem, porém em um time tão técnico e leve se ele não calibrar o pe vai ficar fora, o William não fez boa partida deveria ter sido substituído, mas no geral gostei demais da organização do time, 77% de posse de bola no primeiro tempo, e sem sustos, teremos uma boa referência no clássico pra de fato analisarmos com mais objetividade. Palmas pro Roger Machado, encontrou a dupla de zaga improvável.

     
  • Às 28 de janeiro de 2018 19:47 , Anonymous VICTOR TREDENSKI disse...

    Pra mim

    pelo menos pra mim

    o time parece estar treinado

    pode ser que não saiam ainda jogadas maravilhosas ou gols em excesso

    mas o time está tocando bem a bola, com entrosamento.

    veremos a defesa

    ano passado fizemos 61 gols no Br-17

    um a menos que em 2016 quando ganhamos

    a diferença foi a defesa

    tomamos 45 gols em 2017 e 32 em 2016

    ou seja em 2016 além do melhor ataque tivemos a melhor defesa

    e defesa pra mim é treino, treino, treino

    entrosamento

    ainda acho que o Palmeiras deveria buscar um zagueiro de impacto

    dito isso, me pareceu que hoje a defesa não deu nenhum susto

    ta ta

    o teste não era lá essas coisas, mas ano passado passamos sustos mesmo com times pequenos

    espero que isso signifique que estamos treinando bem a defesa e que Roger arrume essa zaga de vez

     
  • Às 28 de janeiro de 2018 22:27 , Anonymous Marcelo Jose disse...

    Estou aprovando o trabalho do Roger, escolhe bem os titulares, Jailsão é um deles. É calmo, joga pra frente e faz substituição com propriedade. Além da esperteza que tem só quem jogou. Vide o primeiro gol, com a saída rápida que pediu.
    Dudu, o que comentar, iniciou e terminou a feitura dos gols. Só decidiu o jogo.
    Agora temos que conter a empolgação, virá o clássico e jogos mais decisivos. Por enquanto é entrosar o time é embalar.

     
  • Às 28 de janeiro de 2018 23:01 , Anonymous VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Faz tempo que falo de Jaílson. Meu titular absoluto !
    Como sofri por te falado isso.....
    Chorei, magoei, sensibilizei, quase morri....
    Tristeza não tem fim. Felicidade SIM !
    Estou feliz.
    Prass no banco, o medíocre Wewerwerwerson no banco, e pergunto: Mattos, para quê os 2 milhões ???
    Pagos para que tivéssemos goleiro desde "ab initio" ??
    Em que bolso estão esses DOIS MILHÕES ???
    Pronto, FALEI !!!
    VERDE INSUPERÁVEL NÃO PERDOA SACANAGEM !!!!
    E nem MALANDRAGEM !
    Felipe MELLO, um monstro !
    Falo disso, que ele é meu TITULAR, desde a época de Cuca !!!
    Acertei. Para variar !!!
    Moisés, o lugar é seu.
    Marcos Rocha, titularíssimo.
    Borja, quanta vontade.
    Dudu, cisca, cisca, mas sua ciscação te faz um grande jogador.
    Keno, seria o Denílson da Copa de 2002 ? Tite, fique de OLHO.
    Tite é meu conhecido, de 15 anos. E sei que me lê.
    Roger: SEM PALAVRAS. VOCÊ É BOM DEMAIS. MAS NÃO FAÇA MÉDIA.
    Estamos indo muito bem. A continuar assim, 3 coroas serão poucas neste 2018.
    Mas quero o Paulista ! Dez anos se passaram.
    A hora de ganhar CHEGOU !!


     
  • Às 29 de janeiro de 2018 08:58 , Anonymous Roberto disse...

    Acho o Prass tão bom quanto o Jailson. Prass é mais completo e é um líder nato. Enfim, opinião cada um tem a sua né

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 09:07 , Anonymous Rosemiro disse...

    Uma vitória convincente!!

    Claro que precisamos enfrentar adversários mais categorizados!

    Teremos os pequenos sardinhas no domingo!( Um bom teste!!

    Porém, se, por ventura perdermos, não podemos achar que tudo está perdido, e começar a soar as trombetas do desastre!

    Volto a afirmar que este time ainda está em formação e que precisa de um tempo maior para dar aquela liga total e ficar muito forte(me perdoem pelo comparativo, mas é semelhante ao tempo de cura dos adesivos tipo durepox)

    É só dar tempo ao tempo!!

    Este time, caso a "diretoria" não execute suas tradicionais "evacuadas", e façam corretamente a lição de casa que é cuidar dos bastidores, tem tudo para dar certo! Não tenho duvidas!

    Somente um jogador destoa deste grupo! Borja ao meu ver, apesar da vontade e dedicação, não está conseguindo se adaptar ao nosso futebol e ao Brasil! Me parece uma questão mais psicológica do que em relação ao seu talento e habilidade!

    Ele é sim um bom jogador e goleador, mas se nota nele um falta de confiança enorme!

    Algo a ser estudado pela comissão técnica!

    Do mais, é esperar para sorrir!!

    Acredito que, este time, mantido, entrosado e fisicamente inteiro ganha o campeonato brasileiro de ponta a ponta!

    Este paulista é uma experiência, e se ganharmos, será MUITO BOM! Se não ganharmos, não vai prejudicar o planejamento!

    Já a copa do Brasil e Libertadores são campeonatos onde a regularidade não é muito valorizada. São jogos tipo mata mata, onde um time regular, entrosado, acaba sendo desclassificado ou perdendo o título para times inferires em um dia ruim, daqueles em que nada dá certo!

    Já em campeonato de pontos corridos como o Brasileiro, ai sim, a regularidade, o entrosamento, a força de um elenco bom e qualificado, fazem imensa diferença! E aí o PALMEIRAS nada de braçada, muito a frente de seus adversários!

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 09:31 , Blogger Alexandre Correia disse...

    Michel Bastos se jogasse nos anos 90, seria um autêntico ponta esquerda, mas no futebol de, hoje , o meio campo só tem espaço pra volante e meia. Michel praticamente jogou a bola com a mão pro Keno fazer o gol, excelente assistência do MB .

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 10:32 , Blogger Ester Abea disse...

    amigos:


    a. estava em transito roça-S.Paulo; só vi os melhores momentos.
    Parece que está melhorando

    b. o MB na LE parece ser bom...vamos ver a sequencia

    c. Jaílson, o invicto, é ótis!

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 10:34 , Blogger Ester Abea disse...

    esqueci-me do Keno

    bom moço, que melhora a cada jogo

    é para o segundo tempo, pois corre muito(nesse sentido lembra o tal de Euler, que big Phil adorava)

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 11:06 , Blogger Moisés Braga Ribeiro disse...

    Não vi o jogo ao vivo (em Brasília passa o campeonato carioca), só os melhores momentos depois do final.
    Então só dá pra opinar sobre jogadas isoladas.

    O segundo gol foi uma pintura, um exemplo de técnica.
    O lançamento muito longo e muito preciso do Felipe Melo, a matada de bola perfeita do Dudu (se fosse um grosso qualquer a bola rebateria), o drible e o chute no canto, fora do alcance do goleiro.
    Vamos ver se agora o pessoal para de pegar no pé dele.

    As jogadas do Borja no primeiro tempo mostram disposição.
    Parece que ele realmente se incomoda de não estar rendendo o que pode.
    É preciso dar mais um tempo, um voto de confiança, para essa insegurança passar.
    A saída do Mina deve ter sido muito ruim para ele.

    Keno tem muita estrela, lembra o Cristaldo, só que bem mais técnico.
    É a arma certa pra entrar no segundo tempo e desequilibrar.

    O xará voltou!

    E o Jaílson... ora, o Jaílson continua invicto!!!

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 11:07 , Anonymous pássaro verde disse...

    sugiro ao tredensky e ao insuperável que escrevam de forma mais agrupada, fica mais fácil de ler. Parece artigo de jornal quando escrevem.

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 12:32 , Blogger Ester Abea disse...

    amigo passaro verde


    embora respeite o que falou sobre o estilo gráfico do Tredenski e do Verde Insuperável, acho exatamente o contrário. Para mim, quanto menos agrupado, mais fácil

    Um abraçao

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 12:35 , Blogger Ester Abea disse...

    amigos

    e agora começa a fase mais complexa:

    a diretoria tem que se fazer presente nos bastidores. Mostrar poder econômico e político.

    Precisamos mostrar que a SEP é forte, onde os campeonatos sao realmente decididos: bastidores

    Se nao, nem com Pelé...

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 13:02 , Anonymous Celsinho do Jardim Bartira disse...

    Esse pássaro verde sabe tudo de gramática, análise gráfica, diagramação textual, mas não sabe nada do Palmeiras. Infelizmente de tempos em tempos sempre aparece um aqui no blog pra torrar a paciência. Sai um, entra outro e temos que conviver com eles. Pássaro verde, juliano, jofre, os anônimos tudo essa turma aí, haja saco pra aguentar.

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 13:46 , Anonymous Rosemiro disse...

    É um desabafo!

    Tenho 54 anos e sou “palestrino” com muito orgulho desde que nasci( família italiana).

    Vi jogar e acompanhei craques( verdadeiramente craques) assistindo-os ao vivo e em cores nos estádios, como Zico, Falcão, Sócrates ,Reinaldo(Atlético), Jorge Mendonça, Luis Pereira, Leão, Mario Sérgio, Marcos(goleiro) Dicá, Ailton Lira, Zenon, Romário, Ronaldo Fenômeno, e inúmeros grandes jogadores como Toninho Cerezo(esqueçam a falha de 1982), Pita( SP e Santos),Mirandinha( Palmeiras),Leandro( Flamengo),Palhinha( Cruzeiro e Corinthians) Nelinho, Adílio, Andrade, Raul, Batista, Nunes, Denner, Eneias, Leivinha, Edmundo, Evair, Valdivia, Rivaldo, Djalminha, Eder, Serginho Chulapa, Rincon, Gamarra, Zé Maria, Vaguinho, Nei, Renato Gaúcho, Paulo César Caju, Dirceu, Clodoaldo, Evair, Zinho, César Sampaio, Jorginho( Palmeiras) Pedro Rocha, Arce, Paulo Nunes, e muitos outros, além de outros bons jogadores( são muitos) que seriam titulares absolutos na seleção brasileira ou em qualquer clube de ponta!

    Não vi jogar( não era nascido), ou era demasiado criança( não lembro) ou quando vi jogar não podia entender a magia dos gênios do passado como Pelé, Ademir da Guia, Gerson, Rivelino, Jairzinho, Garrincha, Jair da Rosa Pinto, Didi, Chinesinho, Servilio,Tupanzinho, Dudu( o primeiro), Julinho Botelho, Djalma Santos, Pepe, Zito, Valdemar Fiume, Belini, Mauro Ramos, e muitos outros que não lembro!

    O que me deixa angustiado e revoltado é esta geração de jogadorzinhos medíocres( de todos os clubes) da atualidade, mimizentos e cheios de frescura, que não limpariam as chuteiras dos grandes jogadores do passado.
    Não seriam nem reservas!

    Cansa escutar que o técnico fulano de tal vai poupar jogadores!

    Cheios de marra e exigências! Vivem cansados e precisam ser poupados!! Coitadinhos!! Ganham milhões, com todas as mordomias possíveis( clubes grandes), com nutricionista, hotel 05 estrelas, concentrações milionárias, etc!

    E dá-lhe chuteirinha colorida, brinquinho, comemorar gol com dancinhas abjetas, biquinhos e poses rídiculas em fotos, e etc!

    Alguém reclama que o cara não está jogando bem? Pronto, já ficam todos revoltadinhos e batem boca com o torcedor ( geralmente nas redes sociais)no lugar de jogar mais bola e dar a resposta em campo!

    E só frescura! Não posso jogar quarta e domingo(preciso ser poupado), não posso jogar na chuva, quero banheira de hidromassagem no meu vestiário, Peguei uma gripe, não posso treinar, etc

    NÃO TREINAM FUNDAMENTOS!! NÃO SE APRIMORAM!!

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 13:49 , Anonymous Rosemiro disse...

    Continuação da postagem anterior( Desabafo)

    No verdadeiro futebol do passado, não existiam essas frescuras! Jogador usava uniforme de malha que quando chovia, pesava 05 kilos a mais! Chuteiras que molhadas, viravam chumbo! Bolas pesadas e as vezes murchas! Campos que pareciam pastos, com buracos e tudo mais! Sem tecnologia alguma! Dependendo do estádio, quando se jogava a noite, a iluminação parecia uma boate!!

    Vestiários com apenas o chuveiro e olhe lá! Geralmente, quando jogavam fora, nem vestiário o time anfitrião cedia!

    Pancadaria e agressões! Estádios acanhados!!Zagueiros que literalmente “matavam” a jogada e o jogador!!

    E quando entravam em campo, era só magia!! Grandes jogadas, gols maravilhosos, jogos inesquecíveis! Talento puro desfilando em campo!! E sem reclamação ou mimimi!

    Eles não precisavam correr! Faziam a bola correr por eles! Tinham inteligência, e ótimo preparo físico mesmo sem terem as verdadeiras academias de treinamento a disposição , que hoje são utilizadas pelos mimizentos da atualidade!

    Jogavam machucados, com infiltração nos joelhos estourados, tornozelos inchados, etc!

    Hoje em dia você vê estes perebas jogando, e eles não conseguem acertar um passe de 1 metro! Não sabem chutar a gol de média e longa distância( isolam a bola). Não sabem cobrar um lateral decente, um escanteio corretamente! NÃO SABEM COBRAR UMA FALTA( a quanto tempo não se vê um gol de fata desde que Marcos Assunção se aposentou?)!! É um show de horrores!!

    Neymar, Cristiano Ronaldo, Messi? Meu Deus!! É uma ofensa tentar compará-los com os gênios e craques do passado!! NÃO EXISTE COMPARAÇÃO!!

    O nível do futebol brasileiro e também mundial, é muito baixo!

    Qualquer jogador com um mínimo de talento( felizmente temos no Palmeiras Lucas Lima e Scarpa) se destaca hoje!

    A que ponto chegamos!! Criamos uma casta de intocáveis! Jogadores de hoje parecem astros, mas se portam como canastrões dentro de campo!! Vivem num mundo a parte!

    Tenho pena da geração de adolescentes e jovens de hoje. Não viram o que é o verdadeiro futebol sendo jogado!!

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 14:27 , Anonymous alcides drummond, o editor disse...


    Rosemiro

    Onde é que eu assino?

    Parabéns!

    Postagem realista e verdadeira.

    Vou além.

    Pegue os filmes da Copa da Suiça 1954 e veja se existe algum jogador hoje que possa ser comparado a Julinho Botelho.

    Eu que o vi em ação tantas vezes, posso garantir que ele foi o melhor entre todos de todos os tempos em sua posição, melhor até do que do que o festivo Garrincha ou qualquer outro que surgiu depois dele. Vi todos e posso afirmar!

    Acabo de assistir ao Sormani na Fox elogiar o futebol que se pratica hoje(como é que pode?) e quando perguntado se Gerson, o canhotinha, seria um craque se jogasse agora ele admitiu discutir o assunto.

    Com isso mostrou, ao menos para mim, que sabe muito pouco de bola.

    Alguém já viu alguma Seleção melhor que a do Brasil em de 70? Eu não vi!

    Técnica e fisicamente foi a melhor do que qualquer outra já formada?

    Vejam os filmes, façam as comparações e verifiquem se a diferença física é tão grande como querem impor os jornalistas.

    Vou além. Em 1978 na Alemanha havia uma seleção que corria o mesmo ou mais do que qualquer time ou seleção atual e que introduziu no mundo o futebol total, a Holanda de Cruyff.

    Só que a mais técnica Alemanha de Beckenbauer superou a Holanda e ficou com a Copa.

    O resumo da história é este:

    Os jucas, os Trajanos e outros idiotas vermelhos da mídia, acabaram com os estaduais, com os times menores que faziam a renovação e por isso não se tem mais, como outrora, quantidade de jogadores para tirar qualidade.

    No futebol de hoje é muito adereço, muita fantasia, muito exibicionismo e pouca bola (AD)

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 14:48 , Anonymous Rosemiro disse...

    É verdade Alcides!! A falência dos estaduais, estimuladas pelos idiotas que você citou, impediu a continuidade das revelações!

    Jogar no interior no passado, era muito complicado!!

    Os times faziam frente aos grandes esquadrões!!

    Falam muito em preparo físico, que o futebol de hoje é muito mais corrido do que o do passado, que antigamente o jogador não se desgastava, etc! MENTIRA!!

    É só ver os jogos intensos das copas de 70( final com a Itália, sob um calor escaldante)!

    Ou com a mesma Itália em 1982, onde a bola não parava, jogo pegado, disputado, pau a pau, e disputado debaixo de forte sol e calor!

    Hoje pedem "tempo técnico" para se refrescarem!!

    Bando de mimizentos!!

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 14:52 , Anonymous observador disse...

    esse rosemiro está com uma "cara" de nei verde. Não sei não hein.

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 15:05 , Anonymous Alcides Drummond disse...

    Caríssimo Observador

    O que vale é a pessoa, seja lá quem for, escreva com seriedade e conteúdo.

    A mim pouco importa se o Rosemiro seja o Ney e vice versa ou se fulano é cicrano ou coisa assim.

    O que importa é que todos se respeitem para que sejam respeitados.

    Veja que respeito até a sua dúvida em relação à identidade dos dois citados que eu, talvez por minha ingenuidade, nem consigo perceber. O resto, deixa pra láAbs AD

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 16:40 , Anonymous VICTOR TREDENSKI disse...

    Alcides

    to sentindo falta dos seus comentarios nos posts pos jogo

    a respeito da midia que transmite nossos jogos

    por exemplo ontem

    assisti na grobo o jogo

    a má vontade e a sonolencia de cleber machado em narrar o jogo foi quase palpavel

    o casagrande tava mais animado que ele

    até gaciba, que tanto nos prejudicou também

    tava falante

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 19:21 , Blogger Ester Abea disse...

    amigos


    Nota 1000 para o desabafo do (sempre) inteligente Rosemiro.

    Os "mimimis" de hj nao poderiam nem desatar as chuteiras de Luiz Pereira, Dudu e mais ainda Ademir da Guia.

    E olha que recebem talquinho no bumbum, papinha balanceada na boquinha, etc. Td de uma viadagem impressionante. Parece até o SPFW(ou a Folha de S. Paulo)

    Se esses mimados jogassem em Jaú ou Baurú, onde estive recentemente, sob sol escaldante, com campo esburacado e zagueiros machoes, fugiriam do jogo...
    Alguns talvez se apaixonassem pelos zagueiros machoes. E o pior que a Folha publicaria como algo bonito(tem cada gosto esquisito)

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 19:23 , Anonymous Elcio disse...

    Para nosso sucesso esse ano, vejo que a preocupação geral parece ser com relação aos bastidores.

    Lendo hoje mais alguns comentários a respeito, me lembrei que na época da Libertadores de 99 tinhamos um ex-árbitro na comissão técnica.
    Se não estou equivocado era Ilton Jose da Costa o nome dele.
    Pode ser que desempenhado papel importante na coquista do título.
    Abs

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 21:34 , Blogger Ester Abea disse...

    amigo Alcides(e demais amigos)

    Vc falou da idiotice dos Sormanis, Jucas e Trajanos.

    Do Sormani vi muito pouco. Um dia o mané deitou-se no chao do estudio durante o programa. Só daí dá pra ver o nível...

    De Juca, admiro-o profundamente. Nao pelo conhecimento esportivo, fraco e ridículo. Mas pelo físico, possante, atlético, viril...aí Juca se impÕe
    ah, o que é o Juquinha...que potência muscular

    Já Trajano pode dar a mao a seu amigo em termos esportivos(dá até pra imaginar a cena, hehehe). Mas convenhamos: é másculo, é agreste. Um machao e tanto...

    Ambos sao chefes da imprensa marrom brasileira: parcial, fraca, desinformadora e sempre contra o Palmeiras

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 21:36 , Anonymous VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Caríssimo Rosemiro: Com o devido respeito, e lendo o seu emocionante artigo, sou obrigado a fazer reparos, até para preservar a História: Se vc diz que VIU Leivinha, Pedro Rocha, Leão, Raul, Zé Maria, Paulo Cesar Caju e Clodoaldo, DEVERIA TAMBÉM TER VISTO: Ademir da Guia, Gerson Rivelino e Dudu, POIS TODOS ESSES JOGARAM NA MESMA ÉPOCA !
    Não, não, não, não, NÃO É UMA CRÍTICA !!!!
    APENAS UMA OBRIGATÓRIA CORREÇÃO, DE QUEM AMA O FUTEBOL, MAIS QUE SUAS PRÓPRIAS PREGAS.

     
  • Às 29 de janeiro de 2018 21:42 , Anonymous VERDE INSUPERÁVEL disse...

    ABEA: SORMANI É O BABACA QUE UM DIA DISSE QUE ADEMIR DA GUIA NÃO FOI UM CRAQUE.
    SORMANI É UM IMBECIL JURAMENTADO.
    TRISTE BAURU, QUE PARIU ESSE INDECENTE !

     
  • Às 30 de janeiro de 2018 10:33 , Blogger Ester Abea disse...

    amigo Verde Insuperável:

    um pseudo jornalista que fala que Ademir da Guia nao foi craque ou Gerson nao sabia jogar nao merece respeito de "Ester Abea". Claro que no sentido profissional (pessoalmente merece respeito)

    Pergunta: depois dessas pérolas nao internaram o tal Sormani no manicomio?????

     

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial