Observatório Alviverde

08/04/2010

O DILEMA DE JUCA.

Em sua obstinação por ditar normas, estabelecer condutas e apontar (des) caminhos para o futebol brasileiro, lá vem ele de novo...

Desta vez para propor a fundação de uma liga de futebol profissional no Brasil.

Como se já não bastassem as suas deletérias imposições ao futebol brasileiro, Lei Pelé, extinção do passe, dos estaduais e outras barbaridades, agora ele sugere outra excrescência, para a desintegração e fragmentação definitiva do pouco que restou em pé do futebol tupiniquim.

A diferença é que, desta vez, ele, apenas, sugere, pois está ciente de que, neste momento o seu engajamento político é desfavorável e o impede de impor ao futebol mais uma ação, via Brasília.

Ah, esses vazios "cronistas de vanguarda" que com seus olhares de verniz só enxergam e se preocupam com o invólucro "chic" do pacote da primeira divisão brasileira.

Será que eles sabem a extensão do mal que causaram ao futebol do interior do Brasil, em todas as nossas latitudes e longitudes, extirpando-lhe as raízes e condenando-o à extinção?

Na verdade, isso nem mais os incomoda ou comove, pois continuam preocupados apenas em perpetuar a casta clubística estabelecida pelo famigerado clube dos 13, uma entidade com força de liga no futebol do país, malgrado as suas controvérsias e divisões.

E em seu pretensioso desvario de comandar nas entrelinhas, entrecameras e entremicrofones o processo administrativo e a filosofia do futebol brasileiro, indica até os quadros diretivos para a tal liga que concebe e colima, fruto de suas delirantes elocubrações.

Fala em Patrícia Amorim em Luís Álvaro de Oliveira e em Maurício Assunção que, segundo a sua ótica e análise, são sangue novo e desprovidos de vícios.

Mas tudo isso é dito, porém, como preâmbulo de um outro propósito, o de criar uma atomosfera favorável para que ele analise a sucessão do clube dos 13 por um viés que lhe seja favorável e que não colida com os seus interesses profissionais e pessoais.

Na verdade o "vanguardista" está, hoje, sob o fogo cerrado do ricochete de suas próprias balas, disparadas no decorrer do tempo, a esmo, irresponsavelmente, inconsequentemente, sobre tudo o que se mexia ou tinha vida no futebol brasileiro, fosse do bem ou do mal.

Assim, como ele vai apoiar Kléber Leite depois de tudo o que falou fala e insinua a respeito desse cartola?

Mas como pode falar mal se Kléber é "pau-mandado" da Rede Globo, e defende-lhe, intransigentemente, os interesses?

O jornalista é funcionário da Globo que o projeta em nível nacional e deve pagar-lhe um salário bem razoável. Quem é que se arriscaria, por uma opinião, perder semelhantes prerrogativas?

É duro o dilema que ele vive neste instante. Manter a roupa branca, a aparência de vestal ou locupletar-se com a candidatura preferencial do patrão, apoiando-a, ainda que seja veladamente.

Ele critica Koff e insinua que o gaúcho é senil. Diz que seu estômogo "rejeita" essa candidatura, mas que gostaria (?) que ela fosse vitoriosa para atingir o presidente da CBF e o quarteto Teixeira$Leite$Havilla$Pinto$ que a partir de uma eleição de Kleber, tomaria conta, completamente do futebol brasileiro.

Em seguida toma partido e alega que o quarteto (SIC)"tem mais a oferecer do que a alegada dupla Koff/Bispo, uma parceria, se houver mesmo, circunstancial, não tradicional como é a do harmônico quarteto".

Na sequencia fala que o quarteto tem negócios que, ele, colunista, simboliza como (T$L$H) na exploração dos negócios da Seleção. O que é isso? Ninguém sabe, só ele.

Mas se é verdade comprovada, por que não a divulga sem cifras ou subterfúgios?

Depois, vem com a desculpa de que se trata de uma "jogada diabólica" e afirma categoricamente
(SIC)
" a ponto de este colunista se ver diante da necessidade de dizer que Leite é menos ruim que Koff, embora torça para o pior?

E termina assim:
(SIC)
"Mas se há algo que um jornalista não pode fazer é brigar com os fatos. E o fato é que Koff já era e Leite pode ser. Mesmo que venha a ser mais um engodo. O que é, aliás, o mais provável".

Engendrar maquiavelicamente desculpas inverossímeis e publicar constações fictícias, para salvaguardar posições profissionais conflitantes com a própria consciência, isto sim eu considero uma "jogada diabólica".

Conclusão: Neste mundo de meu Deus pessoas existem, mimetistas, mais convenientes do que a conveniência, mais espertos do que a esperteza e mais inteligentes do que a própria inteligência. Pelo menos assim se julgam.

Quando lhes convêm não dizem nem que dois mais dois somam quatro, para não magoar o um e o três. Assim é o vanguardista Juca de tantos e fervorosos adeptos!

Será que do alto de sua empáfia ele imagina que somos, todos nós, apedêutas, parvos, néscios, incultos, incompreensivos, idiotas e sua mais perfeita massa de manobra?


COMENTE

5 Comentários:

  • Às 8 de abril de 2010 22:04 , Anonymous SERGIO disse...

    ALCIDES...

    CLUBE DOS TREZE, NÉ?

    É p/ rir ou chorar?...

    OLHA, passada a raiva de ontem, agora há pouco estava eu vendo um vídeo com a "patroa" - que NADA tem a ver com futebol (pode até parecer engraçado):

    http://www.youtube.com/watch?v=MgBRLDVRwgc&feature=related

    E cheguei a uma conclusão. Temos de cobrar sim, inúmeras coisas erradas que vemos...

    MAS COMO DIZ A MÚSICA, o Palmeiras precisa da gente...

    Não vou abandonar o nosso time amado não...

    QUINTA, DIA 15, estarei lá...

    ALGO ME DIZ do fundo do coração que as coisas vão começar a mudar...

    QUERO depois disso (dia 15) ver meu amigo NEY VERDE dizer que irá à Arena da Baixada com esperança de voltar feliz p/ casa...

    Meu amigo MESTRE, combinar algo com a gente (vc inclusive) p/ Brasileirão...

    Não sei se é sonho, mas neste momento é isso que penso...

    Enfim...

    PALMEIRAS, MINHA VIDA É VOCÊ!!!

    Até breve...

    Saudações a todos...

     
  • Às 9 de abril de 2010 12:53 , Anonymous Alceu Gutierrez disse...

    Alcides

    Esqueça estes caras e volte a falar do nosso verdão. agora a gente vai ter que ganhar do galo do paraná, que eles chamam de furacão.Um abraço a todos

     
  • Às 9 de abril de 2010 14:59 , Anonymous Alvaro Martins - Salvador-Bahia disse...

    Alcides

    O homem está apertado mesmo.Se apoiar os candidatos ele se contradiz. Se não apoiar o Kleber e se criticar o Kleber a rede Gobo vai em cima dele e ele pode perder o enprego. Eu não queria estar na pele dele. Quem fala demais da bom dia a cachorro. Alvaro Martins - Salvador

     
  • Às 10 de abril de 2010 14:15 , Anonymous Sergio Fonseca disse...

    Grande comentário, feito com coragem com base e em cima da realidade dos fatos. Parabéns. Esse cara tinha que saber que ele não é uma unanimidade. Todo mundo já descobriu o mal que ele fez e que faz para o futebol brasileiro. Ele devia pedir o boné e voltar pra casa aposentado. Eu não vejo a ESPN por causa desse corintiano idiota, embora eu também seja corintiano.

     
  • Às 11 de abril de 2010 09:54 , Anonymous Pedro Paulo disse...

    Alcides

    O defunto não merece tanta vela que voce acendeu.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial