Observatório Alviverde

28/02/2011

QUANDO AS ARBITRAGENS NÃO AJUDAM OS BAMBIS NÃO CONSEGUEM VENCER MESMO! VERDÃO ARRANCA UM EMPATE EM PLENO MORUMBI, MAS TEVE TUDO PARA GANHAR!

 

Quando vi Felipão irritadíssimo porque com chuva ou sem chuva o jogo ia acontecer, eu logo concluí: Ele sabe que seu time ainda não está pronto e preparado para ganhar um “choque-rei”.

De fato, pelo que vi no primeiro tempo, estamos longe de uma vitória, haja vista que o costumeiro “video-tape” de tantos outros jogos está ligado e reprisa as mesmas imagens outra vez.

Como sempre, partimos pra cima deles, nos impomos territorialmente, os empurramos para a entrada da área, mas acabamos levando o sufoco dos contraques e aquele golzinho habitual que, na maior parte das vezes, não conseguimos sequer reverter, quanto mais inverter,

Em resumo, como eu previ em postagem anterior, não acredito que o Palmeiras, em condições normais,  vença os bambis em pleno Morumbi.

Sei que o jogo é jogado e o lambari é pescado, mas:

Se Valdívia continuar medroso e fugindo da caçada que lhe é imposta,

se os lnossos aterais, principalmente Luan, não atacarem,

se o time continuar jogando, exclusivamente, com e para Kléber,

se o nosso meio campo não conseguir cercar ou bloquear o velocíssimo contrataque deles,

se não conseguirmos furar o gol adversário através de lances originados de bola parada com Assunção,

se não ocorrer algo diferente, como, por exemplo, a expulsão de algum jogador importante deles,

será difícil escaparmos de mais uma humilhante derrota para o nosso pior inimigo, quanto mais quebrar o incômodo tabu que já dura nove anos, o de não vencermos os bambis em seu cercado.

ESCREVO, AGORA, APÓS O FINAL DO JOGO.

Mais do que um mero homem com H, foi muito macho o árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza.

Apitar no Morumbi, quem não sabe, não é fácil. É, deveras, complicado!

A pressão exercida pelos bambis sobre as arbitragens é terrível, insuportável!.

Mas Marcelo peitou o sistema e sua atuação firme e decidida garantiu a realização do jogo, o bom andamento do jogo e  um espetáculo completo.

Quando aplicou o cartão-amarelo a Miranda, logo no início, Marcelo Aparecido colocou o jogo nas mãos.

Miranda tentava iniciar o desleal rodízio de faltas sobre Valdívia, especialidade bambi, sempre avalizada por árbitros lenientes.

Entretanto, desta vez, os bambis não esperavam que a primeira atitude faltosa redundasse em advertência com cartão, como manda a regra..

Desta vez a impunidade não prevaleceu pois sua senhoria mostrou que não estava disposto a tolerar o uso da infame prática dos bambis sobre o Mago

Coroou a sua atuação firme e decidida ao expulsar Pirulito, que quando joga no Panetoni, se considera acima do bem e do mal e quer tomar conta da arbitragem.

Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza apenas confirma o que todos sabem: se a arbitragem não ajuda, o São Paulo não vence! É batata!

De qualquer forma eu esperava uma boa arbitragem, haja vista que o jogo de hoje, como disse em outra postagem, não decidia nada e que, em razão disso, a arbitragem tinha uma certa tendência a ser neutra, E foi!

De qualquer forma, quem tem o que reclamar é o Palmeiras.

Aos 43 do segundo tempo, em uma bola incrível de Valdívia para Gabriel que penetrava por trás da zaga bambineira, o auxiliar anulou o lance, apontando um suposto impedimento, daqueles que só se marcam se as jogadas ocorrem contra os bambis.

SOBRE O JOGO

Divido o jogo em duas partes bem distintas:

Embora o Palmeiras tenha tido sempre o domínio territorial do jogo, o São Paulo, no primeiro tempo foi muito mais ofensivo, agudo e ameaçador.

Jogando em altas velocidade e rotação, o São Paulo catapultava o seu jogo insinuante de contrataques a partir de uma defesa bem posicionada, com bom poder de corte e antecipação e  excelente saída de bola servindo um meio de campo jovem, ousado e criativo que partia, resoluto, para as jogadas agudas..

Velocíssimo, o jovem meio de campo tricolor, leia-se Casemiro e Lucas,  tinha sempre o apoio dos dois alas, como exige o futebol moderno. 

Quando não tentavam a infiltração em jogadas individuais, os jovens jogadores do São Paulo procuravam a tabela ou o lançamento em profundidade para Dagoberto e Fernandinho que infernizavam a defesa do verdão com dribles, penetrações e arremates de qualquer distância.

Tabelando com os atacantes ou lançando-os em profundidade, cruzando com precisão para a área e, muitas vezes, até, arrematando ao gol os dois laterais do SPFC deram um trabalhão à nossa defesa, sobretudo Jean.

O Palmeiras do primeiro tempo foi um time incerto, tíbio, indeciso que parecia estar sentindo demais o ambiente hostil e o clima de guerra que Miranda, Pirulito e companhia impunham ao jogo.

Os beques do São Paulo sabiam que Valdívia poderia ser, como acabou sendo, o fator de decisão do clássico e o perseguiram implacavelmente;

Começaram a usar de força desproporcional para quebrar o chileno visando, certamente a intimidá-lo. A tática, como em outros jogos, seria, novamente, o desleal rodízio de faltas,

A primeira fatia do rodízio coube a Miranda que entrou violentamente sobre o Mago derrubando-o. De quebra, pisou-lhe sobre a mão estendida na grama quando Valdívia se apoiava para ficar. novamente, em pé..

Reagindo, de forma reflexa, à covarde agressão (ninguém da mídia mencionou isso), Valdívia foi cercado por muitos adversários e quase agredido por Miranda que levou cartão amarelo.

O cartão “sossega-leão” aplicado a Miranda, diminuiu bastante a caçada sobre Valdívia, mas o Mago, visivelmente assustado, não conseguiu mostrar o esplendor de seu futebol  ao menos na primeira fase.

O Palmeiras do primeiro tempo centralizou muito o jogo em Kléber, tocou a bola para os lados de forma absolutamente estéril e não teve capacidade para ameçar o gol de  Ceni, senão em uma ou duas situações.

O SEGUNDO TEMPO

Com Leandro Amaro no lugar de Danilo, cuja falha no gol do adversário fora de uma inocência varzeana, o Palmeiras voltou robustecido, com alma nova,  para o segundo tempo.

O time reiniciou o jogo de forma diferente, com muito mais ofensividade e passou a preocupar os cavalões da zaga sãopaulina que começaram a se enervar e a perder o equilíbrio emocional.

Com Cicinho jogando francamente no apoio como se fosse um ponta e com Valdívia mais confiante, o Palmeiras começou a dar as cartas, a envolver o adversário e a tomar conta do jogo.

Os bambis, àquela altura, já não conseguiam mais contratacar, presos na defesa pela nova postura de agressividade palmeirense.

Dominados, sem saber como sair do sufoco, devido à marcação implacável do time de Felipão, em todos os quadrantes do campo os sãopaulinos só se defendiam.

Mas  o técnico do Palmeiras, sem nenhuma ousadia, mantinha o time com pretensos três atacantes e não conseguia chutar em gol, mas, apenas e tão somente, exercer o domínio territorial, com poucos chutes ao gol..

Na prática, porém, os atacantes eram apenas dois porque Luan, se, por um lado, ajudava na marcação, por outro, jamais conseguia criar nada, ofensivamente.

Só aos dez minutos Scolari resolveu colocar em campo um atacante que incomodasse a defesa adversária.

Entrou, então, Adriano que logo em sua primeira jogada conseguiu a expulsão do irado Pirulito que partiu para cima do palmeirense, empurrando-o depois de acusá-lo de simular uma falta.

A entrada de Adriano, a saída de Pirulito e o crescimento vertical da produção de Valdívia, definiram o jogo.

A partir da expulsão, o São Paulo, que já era muito defensivo, postou-se ainda mais atrás, recuando Jean para a formação de uma linha de quatro à frente de Ceni.

Não satisfeito, Carpegiani tirou Fernandinho e colocou Xandão, matando, completamente o ataque sãopaulino.

Além disso, recuou os meio campistas, povoou a intermediária e só atacou pontualmente, atraindo contra sí tambérm os zagueiros palmeirenses que passaram a atuar do meio de campo para a frente, aumentando o abafa.

A partir daí o Palmeiras desfrutou de várias chances para marcar, esbarrando, porém, em um paredão chamado Rogério Ceni.

Só que Valdívia, aquela altura do jogo, já esmerilhava e dava um brilho todo especial ao ataque do Palmeiras.

Foi Valdívia quem habilitou o velocista Adriano quando ele perdeu, absolutamente livre, duas oportunidades para marcar, cara a cara com Ceni

O lance do gol também nasceu dos pés de Valdívia.

Ele conseguiu uma enfiada milimétrica  para Kléber em meio a uma roda de zagueiros inimigos, Kléber, de prima, em toque de rara beleza, inteligência, visão e categoria, habilitou Adriano.

Desta vez o baiano não perdoou.Chutou seco, rasteiro, no canto esquerdo de Ceni que saía desesperado na tentativa de minimizar o ângulo de chute e de abafar o arremate de Adriano.

Foi um gol de linda feitura que empatou o choque-rei, comemorado com a famosa dança de Michael Jackson.

Aos  43 minutos do segundo tempo Valdívi enfiou outra bola preciosa para Gabriel, nas costas dos beques, absolutamente livre.

Ele ia fazer o gol, mas o bandeirinha impugnou o lance marcando, inexplicavelmente,  um impedimento que somente ele viu, em flagrante prejuízo do Palmeiras.

Em suma, foi um bom empate que não tira o ânimo da torcida e pode proporcionar uma belíssima renda quarta-feira, no jogo de volta contra o Comercial de Campo Maior.

Gostei da defesa como um todo, mas faço reparos a Danilo no momento do gol. Quem marca um canhoto tem que se preocupar com o arremate do adversário de pé esquerdo e cercar o pé bom, não o outro.

Justamente o que ele não fez ao permitir o chute de pé esquerdo de Fernandinho fortíssimo e com endereço certo, no lance do gol dos bambis.

O erro primário resultou na saída de Danilo e na entrada de Leandro Amaro no intervalo do primeiro para o segundo tempo. Felipão deve ter ficado uma arara!

Aliás, Danilo, devagarinho, deve ir saindo do time, já que foi contratato pelo futebol italiano,

Maurício Ramos parece ter caído em desgraça com Felipão e estaria em vias de também deixar o Palmeiras. A tendência é a de termos Leandro Amaro e Thiago Heleno como nossa nova dupla de zagueiros.

Gostei muito, mais uma vez, da atuação de Márcio Araújo, taticamente, hoje, o jogador mais importante do time do Palmeiras. Não sei como a torcida não gosta de um jogador de tamanha qualidade, É lamentável!

Kléber, muito acionado, muito marcado, muito esforçado, esteve bem, mas a expressão superlativa do jogo, inquestionavelmente, foi o Mago.

Mesmo longe de suas melhores atuações ele conseguiu ser “a figuraça” do espetáculo, decidindo com capacidade, talento, habilidade  e com a sua incomparável visão de jogo, o “choque-rei” deste domingo.

Já que a imprensa gosta tanto de falar que Rogério Ceni é o carrasco do Palmeiras, por que não menciona que Valdívia, de há muito, é o carrasco dos bambis

COMENTE COMENTE COMENTE

NA TV

Ví o jogo 90% com Luciano, o eterno torcedor contra o Palmeiras.

Ele faz força, mas não consegue dissimular o antipalmeirismo. É sempre traído pelo tom emocional da voz, pelos gritos de gol, por algumas frases soltas ou pelas opiniões.

Mesmo com o excepcional padrão vocal, o melhor da história da TV Brasileira, ele está ruim de doer. Como troca o nome dos jogadores… Eu estou começando a desistir de ouvir Do Valle.

Assim como o Ronaldo se aposentou, ele deveria jubilar-se, sair por cima e entregar o posto que ocupa para o Nivaldo Prieto, hoje, potencialmente, o melhor narrador do país;

Tem uma reporterzinha acintosmente sãopaulina na Band (ela até que tem boa voz e se expressa bem) de nome Natalie Jedra ou Gedra que deveria ser proibida de fazer jogos do São Paulo. Vá torcer assim lá na casa do Carvalho. Ela chega a irritar de tanto “tricolismo”!

Quando Neto falou que Valdívia, agredido covardemente, tendo a mão pisada propositadamente por Miranda, deveria ter recebido o cartão-verrmelho, eu não acreditei. Vai ser parcial assim lá em Santo Antonio da Posse…

Quando perguntado por um telespectador, via e-mail, que camisa ele gostaria de vestir se estivesse como protagonista no clássico, ele respondeu: “ É claro que gostaria de vestir a do São Paulo”!

Mas precisava responder? Afinal, que camisa ele estava usando por baixo da camisa da Band? HAHAHAHAHAHAHAHA

SPORTV

Já falei e volto a repetir. O sujeito que contrata os narradores e que escala as equipes do Sportv, não sabe absolutamente nada de locução esportiva. É um apedêuta!

Deixar de lado as duplas Milton Leite e Noriega, Jota Júnior e Lino, para escalar Odinei Ribeiro e Luiz Ademar para o clássico ou é conveniência, média, amizade ou total desconhecimento dos parâmetros que regem a profissão.

Acho que a Globo/Sportv está precisando mesmo é trocar de diretor!

DETALHE: Não conheço, pessoalmente, nenhum dos locutores e comentaristas citados. Nem os elogiados, nem os criticados!

15 Comentários:

  • Às 28 de fevereiro de 2011 02:08 , Anonymous Alcides Drummond, o editor disse...

    MENSAGENS DE SÉRGIO BIONDI TRANSCRITAS DO COMENTÁRIO ANTERIOR, JÁ ARQUIVADO.

    SERGIO disse...

    .
    ALCIDES, empate...

    E falando sobre a transmissão - deu nojo - só faltavam dar um beijo na boca do FERNANDINHO...VERGONHOSO. EMPATE COM SABOR DE VITÓRIA. Fomos ultrapassados na tabela mas tudo bem, daqui a duas rodadas a gente recupera. O foco agora é a Copa do BR.

    Sobre o Wellington Paulista, vamos aguardar, concordo com o que vc disse sobre o rapaz. E a falta do "9" hoje, ficou mais que explícita.

    Boa noite a vc e a todos...

    ..

    27 de fevereiro de 2011 20:25
    Anônimo SERGIO disse...

    Kleber faz lobby por Wellington Paulista no Verdão

    Gladiador afirma ter feito convite ao atacante do Cruzeiro no início do ano

    Wellington Paulista no Verdão? - (Foto: Ramon Bitencourt)
    LANCEPRESS!
    Publicada em 27/02/2011 às 21:01
    São Paulo (SP)

    Ainda atuando sem um centroavante ao lado, o atacante Kleber segue fazendo lobby pela contratação de um jogador de área. Desta vez, o Gladiador revelou um convite a Wellington Paulista, do Cruzeiro.

    – Falei com ele no começo do ano, nós jantamos aqui em São Paulo. Ele está no Cruzeiro, nunca reclamou de lá, aliás, gosta muito. Falei para ele vir para cá, vir ajudar a gente e ele me disse que gostaria. São dois clubes grandes. Ele me disse que se o Cruzeiro não tiver o interesse, virá com o maior prazer – disse Kleber, projetando uma nova parceria.

    – Seria maravilhoso jogar com ele. É um jogador muito bom, alto, é de área mesmo, o conheço muito bem e digo que seria muito bom atuar com ele – completou.

    Apesar do lobby, o técnico Luiz Felipe Scolari nega que o Palmeiras tenha interesse na contratação de Wellington. Questionado na coletiva após o jogo, o comandante alviverde foi categórico na negativa:

    – Nunca falamos no nome dele – disse Felipão, que ainda quer o "9

    27 de fevereiro de 2011 21:43

     
  • Às 28 de fevereiro de 2011 08:27 , Anonymous Anônimo disse...

    Na transmissão do jogo São Paulo x Palmeiras, o comentarista de arbitragem da Globo, Arnaldo César Coelho considerou exagerada a expulsão do zagueiro Alex Silva após a agressão praticada contra o jogador Adriano, do Palmeiras. Para ele, o cartão amarelo seria bem aplicado.
    É estranho que um ex árbitro considere exagerado um cartão vermelho por agressão. Disse que agindo com tanto rigor o árbitro estraga a partida. Porém, ele deve ter se esquecido do que fez quando era árbitro. Por muito menos, expulsou em uma final de campeonato brasileiro o goleiro Leão. Com essa avaliação do próprio Arnaldo, a final de 1978 não foi estragada pela arbitragem?
    Como será o "Bem Amigos" dessa segunda feira? Quando essa expulsão for analisada pelos jornalistas e convidados, será mostrada expulsão do goleiro Leão?
    Até quando o Sr. Arnaldo vai comentar de acordo com a camisa? Será que quando apitava, também apitava de acordo com a camisa?

    Sobre o árbitro, teve uma conduta razoável, mas quem comprometeu o trabalho da arbitragem foi o auxiliar, marcando um impedimento inexistente em jogada de situação de gol. Talvez tenha marcado perigo de gol e não impedimento. Ao contrário do que tentaram justificar nas transmissões, não foi lance difícil, pois o auxiliar estava na linha da jogada, em posição privilegiada.


    Marcelo Luiz

     
  • Às 28 de fevereiro de 2011 09:42 , Anonymous Ney Verde disse...

    Felipão quer um nove???? Para que???
    ele não tem coragem de escalar o time com um nove....,ele escala o palmeiras com dois pontas para marcar as avançadas dos laterais adversarios (luan e tinga), faz isso para não sobrecarregar marcio araujo que tem que carregar a dele e a de assução.
    Se não fosse a covardia do nosso tecnico, a gente teria ganhado o jogo ontem, com um jogador a menos, troca um zagueiro por e um volante por outro, e os coitados do Valdivia e do Kleber qdo pega a bola fica virando em volta sem ter com quem jogar, porque ninguem passa, é proibido..., na unica vez, que foi feito jogada de passada, e que tinhamos um centro-avante em campo, saiu o gol....
    Agora para que um nove???? para ficar no banco e Luan e Tinga serem ponteiros de marcação!!!!!
    Sobre a transmissão da Tal TV, é uma piada, já esta ficando ate cômico de tanta palhaçada, pena que o hoje não temos mais o saudoso Fiori, para ligarmos o radinho de pilha e abaixar o som da tv.....

    Não quebramos o tal tabu, por pura covardia...

    Abraços a todos...

     
  • Às 28 de fevereiro de 2011 11:42 , Anonymous Carlão disse...

    No atual elenco do PALMEIRAS não temos um DEFINIDOR de jogadas ou seja se trazermos um 9 talves nos ajudaria pouco. Temos que ter jogadores que saibam definir inclusive os zagueiros, vide jogo contra os gambas o lance do MRamos e de ontem do THeleno, Luan sempre aparece na cara do gol e sempre tá perdendo, Tinga e MAraujo a mesma coisa sem falar do Kleber.

     
  • Às 28 de fevereiro de 2011 11:43 , Anonymous DATENÃO disse...

    GOSTEI DO EMPATE ONTEM...JOGAMOS BEM O SEGUNDO TEMPO...E ATÉ MERECÍAMOS A VITÓRIA AO MEU VER...
    MAS AGORA COLOCAREI O DEDO NA FERIDA..
    O KLEBER, SABENDO DE SUA IMPORTANCIA PARA A EQUIPE, NÃO PODE ENTRAR NO JOGO DOS ZAGUEIROS...E FICAR NERVOSO..
    ONTEM DURANTE O PRIMEIRO TEMPO, ELE SOÓ DISCUTIU, BRIGOU, XINGOU...NÃO SEI COMO NÃO TOMOU UM CARTAO AMARELO....
    JOGADOR TEM Q SER INTELIGENTE... E TANTO ELE ESTAVA MAIS AFIM DE BRIGAR DO QUE DE JOGAR Q ACABOU TOMANDO UM CARTAO AMARELO NO FIM DO JOGO POR CONTA DE RECLAMAÇÃO...
    SEI Q ELE É O ATUAL IDOLO DO VERDAO...MAS PRA MIM É APENAS UM BOM JOGADOR...UM COADJUVANTE NA MINHA CONCEPÇÃO....
    JOGADOR TOP NÃO CONSAGRA GOLEIRO COMO ELE FEZ CONTRA O CURINTIA, QDO ELE CHUTOU TDS AS BOLAS DO JOGO EM CIMA DO GOLEIRO DELES....
    ELE AMARRA O JOGO, DRIBLA ATÉ PERDER...EM SUMA...BOM JOGADOR..MAS NÃO É CRAQUE..
    E O TINGA HIEN..
    BANCO NELE NÉ.....
    ONTEM TOMAMOS MTOS CONTRA ATAQUES POR CONTA DE FIRULAS DELE....
    ELE TA ACHANDO QUE É O PELÉ??? MENOS NEH MEU FILHO..
    E QUERO AQUI PUBLICAMENTE ´PARABENIZAR O M. ARAÚJO....TÃO CRITICADO PELA NOSSA TORCIDA..
    JOGANDO MTO BEM...TEM VELOCIDADE, BOM PASSE, RECÚPERAÇÃO....
    NÓS NAO VEMOS ISSO EM QQUER JOGASDOR....VCS JA VIRAM M ARAUJO DANDO CARRINHO??NÃO NEH...PQ ESTA SEMPRE BEM POSTADO E COM UMA VELOCIDADE IMPAR....CHEGA SEMPRE NA FRENTE NOS LANCES....

    SOBRE A TRANSMISSÃO..
    VI O JOGO PELO PFC..PQ A BAND NAO DÁ NEH...
    E A GLOBO ENTAO...TOMARA QUE PERCA OS DIREITOS DE TRANSMISSAO PRO ANO QUE VEM...
    ENFIM.....
    APESAR DE TER COMO DUPLA FAVORITA M LEITE E NORIEGA... GOSTEI DA DUPLA ONTEM..
    O ODNEI AO M,EU VER TEM BOM TIMBRE DE VOZ E SE ATEM AO JOGO, SEM MEANDROS E SEM DIVAGAÇÕES...
    NÃO ERRA O NOME DE JOGADORES E NAO MANDA ABRAÇOS ATÉ PRO CACHORRO DO CUNHADO..

    ESPERO QUE NA QUARTA JOGUEMOS DECENTEMENTE E ACABEMOS COM O TIME DE VARZEA Q VEM AÍ..
    DA-LHE PORCOOOO

     
  • Às 28 de fevereiro de 2011 11:52 , Blogger Alexandre Higino - Personal Trainer disse...

    Bom dia a todos...
    Ney concordo com você plenamente, nosso treinador é um bundão, não temos um camisa 09 porque ele não quer, se quisesse já teríamos um no elenco, alguem viu a entrevista do kleber logo após a partida? Tem que reclamar mesmo, está correndo, se doando igual um idiota para ter Luan e Tinga na equipe (pelo amor de Deus), nosso covarde treinador, tirou um zagueiro (que falhou no gol) até essa substituição pode se aceitar, mas agora com o time bambi com um jogador a menos o FDP me tira o assunção (perde-se a oportunidade de bola parada) e coloca outro volante no jogo????? e o palmeiras precisando melhorar a condição de jogo no meio campo? O cara me deixa Tinga jogando ( que não conseguia dominar uma bola, perdeu TODAS, as bolas que teve no pé, não fez uma jogada de qualidade), o treinador retranqueiro quer apenas o time marcando, tem medo de jogar ofensivamente, se tivéssemos um jogador de qualidade na frente ontem, poderíamos ter vencido o clássico e arrisco dizer ainda que venceríamos com certa facilidade...
    Infelizmente vamos ter que continuar com esse treinador cagão que temos no elenco e com esse elenco limitado pois o nosso treinador não vai trazer mais ninguém para melhorar a qualidade... Pedir jogadores europeus até eu faço, assim eu assumo o palmeiras, quero ver é fazer qualidade com o que se pode comprar...
    Abraço a todos...

     
  • Às 28 de fevereiro de 2011 12:22 , Anonymous Benê disse...

    Higino Eu gosto muito dos seus comentários, mas vc é injusto com Felipão. Felipão fez uma baita limpeza e acertou o grupo de jogadores do Palmeiras. Veja que com toda limitação do grupo a gente está nas cabeças do Paulistão. Também concordo que ele as vezes é covarde. Nessas horas eu também critico ele como critique ontem Concordo tambem quando você critica o K-tinga que só faz merda em campo e acha que é um Pelé. Também acho que o Luan não passa de um jogadorzinho comum que joga muito pouco. Agora criticar o Felipão não é legal. O histórico dele no Verdão é de um vencedor. O maior título da história do Palmeiras foi ele quem ganhou. Quem levou o time para a final do Mundial em Tóquio também foi ele. Acho que falar que ele está sendo covarde tá certo, mas pedir a cabeça dele já é demais. Menos, amigo, menos. Tirar o Felipão que organiza tudo pra por quem? Pedir a cabeça do Felipão agora é fazer o jogo dos inimigos e da imprensa. Um abração a você. Benê.

     
  • Às 28 de fevereiro de 2011 12:35 , Anonymous Bola mucha disse...

    DATENÃO O QUE É QUE OCE TÁ FAZENO AQUI. CÊ NUM É CURINTIANU. Onte o Verdão merecia ganhar.Jogo muito mais do que os bambi. Tinga fora do time já. Filipão para de ser tão cagão. Ce tá cum medo de ganhá muda de time.

     
  • Às 28 de fevereiro de 2011 16:48 , Anonymous vladimir rizzetto disse...

    Caro Esmeraldino e palmeirenses:

    Estive pensando nesses dias a respeito do desempenho e das convicções do Felipão e cheguei a mais que óbvia conclusão de que nem todos seus conceitos e métodos são verdades imutáveis.
    Pois bem, é preciso que sejamos humildes e flexíveis para revermos algumais opiniões, que antes, imaginávamos serem eternas.
    Digo isso, porque aqueles que têm paciência de ler o que escrevo, sabem o quanto já defendi o Felipão, porém, após os jogos contra os sodomitas do inferno e o Comercial, surgiu uma “pulga atrás da minha orelha”.
    O esquema “mega-ultra-supersônico-match 5-hiper” defensivista usado pelo nosso técnico, simplesmente não se justifica, primeiro porque jogamos contra um time semi-amador, que é o caso do Comercial e segundo, porque entramos em campo contra os pederastas da vila Sônia com uma formação covarde que abdicava totalmente da vitória.
    Poxa, porque este excessivo cuidado defensivo? O que justifica esta atitude medrosa?
    Falando especificamente do jogo de ontem, acontecido no Lupanar casa de banhos do Jd. Leonor, dois fatores colaboraram de forma preponderante para que não perdessemos:

    - o alagamento total do campo das putas, o que favoreceu o time menos técnico, no caso, o Palmeiras e prejudicou sobremaneira os pederastas, que tinham jogadores de velocidade, como Fresquinho, Lucas e DaoCUaberto;

    - a expulsão da cafetina Alex Nosferatu Chupa Pirulito, que quis posar de macho e amendrontar nosso atacante, mas, que dançou, pois o juiz teve a devida coragem de expulsá-la, o que por sua vez, fez com que o Palmeiras tomasse uma atitude mais ofensiva pressionando as bixas até que o gol acontecesse e, ele aconteceu!

    Mas, e se não tivesse chovido? E se a cafetina cadavérica não tivesse sido expulsa?
    O fato, é que esse esquema ultra retrancado, passa a idéia clara de covardia para todos os times que enfrentamos. Seus zagueiros simplesmente não trabalham e se sentem incentivados a vir para cima e aí, ficamos tomando sufoco da linha de atacantes à zaga inimiga!
    Eu espero que o Felipão tenha um lampejo de sensibilidade e sensatez e perceba que a partir da entrada do Adriano, passamos a ter uma presença mais efetiva dentro da área dos sodomitas, o que por sua vez, ampliou e muito as possibilidade de gols e consequentemente de vitória!
    Bingo! Descobri a roda…
    Também gostaria de manifestar uma menção honrosa a todos os jogadores pela determinação e fibra que demonstraram no segundo tempo!
    Tá vendo, é só jogar como homens, que nós podemos vencer a vanguarda da sodomia!
    Felipão, mude seus conceitos ultrapassados, por favor!
    E você, está certíssimo, Esmeraldino: quando a arbitragem não as favorece, elas não ganham...

    Para finalizar, três rápidos comentários:

    - Temos um lateral, ele se chama Cicinho. Grande partida!
    - Kleber é literalmente um gladiador! Ousado e guerreiro. Um batalhador incansável.
    - Valdívia e Adriano deram o toque de picardia e inteligência que o time tanto carecia.

    Ei, Carmem Miranda, vá tomar no c***
    Ei, Alex Nosferatu, vai chupa pirulito…
    Como eu odeio os bambis…

     
  • Às 28 de fevereiro de 2011 17:06 , Anonymous Alcides Drummond disse...

    Rizetto
    No futebol ninguém tem a verdade total, pois essa dita verdade muda a cada minuto, de acordo com a hora, com a situção e com o adversário.
    Felipão é isso aí, amigo, sempre foi isso e não passou disso, A exceção foi a Copa de 2002 em que ele não foi técnico, mas apenas um organizador e distribuidor de camisas
    Quando ele passou pelo Palmeiras pela primeira vez, foi a mesma coisa.
    Jogou sempre atrás, retrancado e demorou uma eternindade para que ele descobrisse que Euler era o nosso melhor atacante, embora ele preferisse o seu amigo Paulo Nunes.
    Não esperem que Felipão mude porque ele, definitivamente, não vai mudar. Eu disse isso assim que ele assumiu. O que existe, na relidade é que o torcedor do Palmeiras é demasiadamente exigente, não gosta do futebol força e nem do futebol de resultados. A minha crítica ao Felipão decorre do fato dele não ter flexibilidade de atitudes. Ele é muito duro we obstinado em suas opiniões e, estupidamente, não cede um milímetro. Quem perde com isso é o próprio Palmeiras. Creia, amigão, que se com Felipão não está bom, sem ele estará muito piorNa minha opinião devemos prestigiar o nosso treinador que consegue fazer um time mediano jogar de igual para igual com adversários mais qualificados individualmente. Um abração.

     
  • Às 28 de fevereiro de 2011 17:13 , Anonymous vladimir rizzetto disse...

    Esmeraldino

    A sua análise sobre o Felipão está corretíssima.
    Eu só queria que ele fosse um pouquinho flexível. Apenas isso.
    Que tal colocar o Adriano junto com o Kleber no ataque? Não é nenhum radicalismo, não é verdade?
    E eu não quero ele fora do Palmeiras de jeito nenhum!
    Toc, toc, toc!

    Grande abraço

     
  • Às 28 de fevereiro de 2011 17:21 , Anonymous Alcides Drummond disse...

    Beleza Rizetto
    Vamos criticar o Felipão, sim, mas vamos torcer para que ele não saia.
    Hoje ele voltou a pedir o centro-0avante e isso é sinal que ele está querendo jogar mais ofensivamente. Mas eu vi o Frizzo ontem no programa do Avalone dizer que a diretoria não pensa em contratar ninguém, o que é lamentável diante da necessidade que temos de um camisa 9. Abs (AD)

     
  • Às 28 de fevereiro de 2011 19:34 , Anonymous SERGIO disse...

    ALCIDES...

    SERIA VERDADE ISSO TUDO (ABAIXO)????????

    28/02/2011
    Palmeiras tenta desarmar bomba relógio chamada Valdivia

    Diretores do Palmeiras se referem a Valdivia como uma bomba relógio programada para explodir no dia 15 de agosto. É a data em que o clube terá que pagar cerca de 8,8 milhões de euros ainda referentes à compra do jogador.

    A diretoria não tem esperança de conseguir o dinheiro até lá. Alguns cartolas sugeriram a devolução ao Al Ain, mas descobriram que não é mais possível. Receberam a informação de que o clube árabe já descontou a carta de crédito que recebeu na negociação.

    “Estamos satisfeitos com o Valdivida tecnicamente. Não gostaríamos de nos desfazer do jogador, mas ele foi contratado numa situação estranha. Não adianta eu ir para Espanha buscar o Messi e deixar para alguém pagar lá na frente. Deixaram a espada sobre as nossas cabeça. O departamento jurídico está analisando a situação, que é bem confusa”, afirmou Roberto Frizzo, vice-presidente de futebol.

    Os dirigentes afirmam que o ex-presidente Luiz Gonzaga Belluzzo contratou Valdivia sem desembolsar um centavo. O clube teria dado o contrato com a Fiat como garantia ao banco Banif para conseguir uma carta de crédito no valor de 6.250.000 euros. Ela tem que ser paga no dia 15 de agosto, junto com o imposto de renda referente à remessa de dinheiro para o exterior. São aproximadamente mais 2,6 milhões de euros.

    A diretoria afirma, porém, que o contrato com a Fiat foi dado como garantia para outro banco. Assim, a operação relativa à contratação de Valdivia estaria descoberta. É essa situação que o departamento jurídico está analisando.

    Quando comprou Valdivia, o clube contou com a ajuda do conselheiro Osório Furlan Júnior, que ficou com 36% dos direitos do chileno e pagou cerca de R$ 4 milhões.

    Além disso, um grupo de sócios remidos, conhecidos como Eternos Palestrinos, colaborou com cerca de R$ 1,2 milhão. Mas, de acordo com a atual diretoria, essas quantias foram usadas para quitar outras despesas. Assim, o valor total de Valdivia terá que ser pago agora. É dessa maneira que foi armada a bomba relógio.

    No cenário atual, o ideal para o Palmeiras é Valdivia voltar a jogar em alto nível e atrair compradores estrangeiros na próxima janela, justamente em agosto, mês da explosão.

    Outro lado

    O ex-presidente Luiz Gonzaga Belluzzo contesta a informação da diretoria de que o clube tem que pagar 2,6 milhões de euros, cerca de 30% do valor da operação, como imposto de renda.

    “Não temos que pagar porque não mandamos produto para o exterior. Esse valor não existe”, disse o dirigente.

    Belluzzo afirmou também que o Palmeiras não pagou a compra de Valdivia em sua época por causa da oposição, hoje no poder. “Faríamos um empréstimo de R$ 40 milhões com o BMG. Mas a oposição mandou uma carta para o banco dizendo que se ganhasse a eleição não pagaria. O BMG só emprestou R$ 25 milhões. Os R$ 15 milhões que não vieram seriam usados para pagar a operação do Valdivia”, disse Belluzzo.

    O ex-presidente afirmou também que chegou a guardar em um banco o dinheiro que recebeu do conselheiro Furlan e dos Eternos Palestrinos para pagar a carta de crédito em agosto. “Mas como a oposição impediu que fosse feita a reestruturação da dívida, o nosso financeiro usou o dinheiro sem a minha autorização para pagar outras contas.”

    por Perrone às 13:02

    AÍ NÃO HEIN!!!!!

    TÁ LOUCO...
    .

     
  • Às 28 de fevereiro de 2011 19:56 , Anonymous Benê disse...

    A nova diretoria reza na cartilha de Mustafá. Por isso acha alto o investimento de Valdivia e quer se livrar dele. Não creio que Belluzzo possa ter sido tão irresponsável. Esse blog do Perrone só sabe fazer onda contra o Verdão. Ele da escola do Juca e só fala em coisa ruim.

     
  • Às 28 de fevereiro de 2011 22:36 , Blogger Alexandre Higino - Personal Trainer disse...

    Olá meu querido Benê, e a todos que entraram na discussão do caso felipão..
    Primeiramente obrigado pelo elogio dos comentarios.
    Você foi correto Benê quando disse que critico muito o nosso treinador, realmente sou muito duro sim, mas isso não quer dizer que eu queira ele fora... Acho realmente que ele é um treinador cagão, medroso e cabeça dura, mas infelizmente ele tem muitas coisas positivas que o credenciam a ser o treinador do verdão, como por exemplo fazer esse time horrível jogar de igual para igual com adversários de melhor qualidade.
    Mas nós amantes do bom futebol ficamos muito irritados quando vemos um jogo de vitória certa, nas mãos, escorregar entre os dedos por causa de um treinador bundão, medroso e retranqueiro...
    Fiquei completamente irritado vendo o jogo ontem, que cheguei a quebrar meu controle remoto, quando vi ele tirar um volante e colocar outro no lugar, com os bambis com um jogador a menos e perdendo o jogo... O time no geral foi bem, gostei do jogo, mas como disse anteriormente, poderíamos ter ganhado o jogo e com certa facilidade... Mas Felipão é assim... E vamos ter que aguentar isso o ano todo, o jeito é torcer para que o que ele acredita seja realmente colocado em prática e o palmeiras consiga resultados e títulos...
    Espero que tenha sido compreendido, abraço a todos...

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial