Observatório Alviverde

15/11/2012

O PALMEIRAS TEM A OBRIGAÇÃO DE DERROTAR O TIME PROTEGIDO PELA CBF, PELO TRIBUNAL E PELA DA REDE GLOBO!



Dizem, no interior, que em época de azar, o urubu que voa em cima, defeca sobre o urubu que voa abaixo.

Que, domingo, em Volta Redonda, não seja assim.no Flamengo x Palmeiras.

Há uma mini-centelha oculta na sufocante fumaça do rebaixamento, na qual os palmeirenses de muita fé ainda depositam as suas derradeiras esperanças.

Para sobreviver ao descenso por mais uma rodada, o Palmeiras terá de torcer por tropeços da Lusa e do Bahia. Se ambos vencerem, "bye-bye" Palmeiras. O rebaixamento se consuma já na próxima rodada.

O Sport, ainda que vença não rebaixa, automaticamente, o Palmeiras. Nem matematicamente!..

A Lusa joga em casa contra o Grêmio, cuja meta é manter-se à frente do Galo (vitória moral para Luxa, demitido pelos mineiros) e tentar ser vice-campeão de 2012.

Se a Portuguesa perder em casa, não será novidade ou um fato a se estranhar.

Pelo contrário, será confirmada a lógica da vitória do time de melhor qualidade, sob todos os pontos de vista..

O Bahia enfrenta, a Ponte Preta em Pituaçu.

Eu não tenho dúvidas de que o time da Ponte se empenhar, dar o sangue, lutar e se doar pela vitória com estímulo financeiro ou não.

Não lutarão pelo Palmeiras, mas por Gilson Traina, seu ex-treinador, muito querido no elenco e que deve indicar vários jogadores pontepretanos ao Palmeiras para reforçar o elenco em 2013.

Se a Ponte entrar disposta, decidida e resoluta, sim, tem condições de, no mínimo, arrancar um empate em Salvador que já seria um ótimo resultado para o Verdão.

O Sport recepciona o Botafogo que também luta por uma vaga na Libertadores e não terá vida fácil mesmo jogando em casa, na Ilha do Retiro. É outro resultado possível.

Quando qualquer blogueiro ou site palmeirense mais otimista abre o leque de possibilidades do time se recuperar no campeonato -quantas vezes já o fizemos- se imagina e se parte, sempre, do princípio que o Palmeiras vai vencer o jogo da rodada..

Aí é que reside o xis da questão porque o Palmeiras, este ano, quebrou todos os seus recordes de derrotas e não consegue encontrar, senão raramente, o caminho das vitórias.

Então, de que adianta tanta perda de tempo e fosfato se o time, por uma razão ou outra, não consegue vencer?

Como somos, todos, teimosos e obstinados, continuamos a nos apegar à ilusão de outros resultados que, mesmo que venham a acontecer, de nada vão valer se não fizermos a nossa parte.

PALMEIRAS X FLAMENGO

Será em Volta Redonda e,.certamente, terá uma arbitragem de primeira categoria.

Viram como melhoraram as arbitragens nos jogos do Palmeiras a partir do momento em que o time se afundou na faixa do descenso e, praticamente, está rebaixado?

Isso é parte integrante do plano diabólico daqueles que, nos bastidores das entidades que manejam o futebol e nas coxias televisivas, tramaram o rebaixamento palmeirense.

Foi um trabalho sorrateiro, imundo e covarde, urdido, maquiavelicamente, de fora para dentro dos gramados, através dos erros primários, crassos e inadmssíiveis de arbitragem contra o clube que a mídia paulistana, a pior do Brasil, jamais combateu ou, minimamente, criticou. Que mídia!

Agora que globalmente a bandidagem que gravita em torno do futebol atingiu os seus espúrios objetivos, e que nada mais pode salvar o Palmeiras, tudo mudou nas arbitragens e os amiguinhos de PCO pararam de prejudicar o Verdão.

Sabem por quê?.

Para quie eles digam "Estão vendo como os árbitros não apitam contra o Palmeiras como eles reclamam? Isso é teoria da conspiração". Vão P P Q OS P!

Hipócritas, lacaios do poder, respondam:

E o prejuízo causado pelos, no mínimo, 14 pontos surrupiados do time à mão grande, quem vai  repor?

Ganhar do time protegido da Globo pode não significar nada neste hipócrita campeonato por pontos corridos.

Mas, para a torcida vai servir à torcida como lenitivo de tanta dor, tanto sofrimento e humilhação neste malfadado ano de 2012 que só não será esquecido inteiramente em razão da conquista da Copa do Brasil que carimbou-nos o passaporte para a Libertadores.

É DEVER MORAL DOS JOGADORES LUTAR E SE EMPENHAR PARA GANHAR DO FLAMENGO

 COMENTE COMENTE COMENTE


Façamos coro porque eles merecem e ela, também!









A GLOBO, ATRAVÉS DE SEUS APRESENTADORES, NARRADORES, COMENTARISTAS E REPÓRTERES TEM UM COMPORTAMENTO DESONESTO EM RELAÇÃO ÀS CONQUISTAS DO PALMEIRAS.

ONTEM VI E OUVI (POR ACASO, PASSANDO PELO QUARTO DE MEU FILHO) QUE A GLOBO ESTÁ ANUNCIANDO O FLUMINENSE COMO TETRA-CAMPEÃO BRASILEIRO!

NÃO HAVERIA NENHUM PROBLEMA NA UTILIZAÇÃO DA NOMENCLATURA SE ESSES CALHORDAS TAMBÉM DISSESSEM NA TELA QUE O PALMEIRAS É OCTOCAMPEÃO BRASILEIRO.

O FLU GANHOU EM 2012, 2010, 1984, DENTRO DA NOVA NOMENCLATURA DO CAMPEONATO.

MAS O PRIMEIRO TÍTULO DELES OCORREU NO ÂMBITO DA VELHA NOMENCLATURA EM 1970.

O ROBERTÃO E A TAÇA DE PRATA, PRIMEIROS NOMES DO BRASILEIRO, NUNCA FORAM RECONHECIDOS PELA SÚCIA GLOBAL, SOB A ALEGAÇÃO MENTIROSA DE QUE NÃO ERAM CAMPEONATOS NACIONAIS.

POR ISSO NÃO DECLINAVAM OS TÍTULOS DO VERDÃO E CONTINUARAM FAZENDO MESMO COM O RECONHECIMENTO DA CBF.

EM UM TEMPO NO QUAL O CAMPEONATO ERA IGUAL COM TODOS OS MELHORES CLUBES DO PAÍS, PORÉM DENOMINADO ROBERTÃO E TAÇA DE PRATA FICA MUITO CLARA A PERSEGUIÇÃO E A DISCRIMINAÇÃO AO PALMEIRAS, A PARTIR DO MOMENTO EM QUE O FLU É CHAMADO DE TETRA-CAMPEÃO..

ENTÃO, VAGABUNDAGEM GLOBAL, OS TÍTULOS ANTERIORES A 71 SÓ VALERAM E SÓ VALEM QUANDO CONQUISTADOS PELOS TIMES CARIOCAS?

É MUITA FALTA DE RESPEITO!

POR ESSA E POR OUTRAS, MEUS AMIGOS, CANCELEM O PACOTE DO BRASILEIRÃO 2013 SÉRIE A.

NÃO COMPREM O PACOTE DA SÉRIE B PORQUE ESSA GENTE ACHA QUE NÓS PALMEIRENSES SOMOS UMA CAMBADA DE FROUXOS E DE TROUXAS!.

TENHAMOS ATITUDE E SÓ VAMOS VER O QUE FOR EXIBIDO NA TV ABERTA OU SEMI-ABERTA! (AD)

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


EM TEMPO: em meu conceito, bi, tri, tetra, penta, hexa, hepta, octo, enea, deca, undeca, dodeca campeão e assim por diante só podem dizer que são os clubes que conquistaram duas, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nove, dez, onze, doze vezes SEGUIDAS, SEM NENHUMA INTERRUPÇÃO um campeonato ou torneio.

Devemos essa impropriedade ao legendário e irrepreensível narrador global Galvão Bueno que continua afirmando patrioticamente, erroneamente, impropriamente, pateticamente que o Brasil é PENTA-CAMPEÃO, quando, na realidade somos apenas bi, conquistando, consecutivamente os títulos de 1958 e 1962! 

Os coleguinhas, despersonalizados, seguidores ou desavisados, as galvonetes, batem palmas,  passam recibo e informam errado ao público e às novas gerações de torcedores (AD)

4 Comentários:

  • Às 15 de novembro de 2012 13:11 , Anonymous Anônimo disse...

    Nossos campeonatos teriam destinos bem diferentes, caso a imprensa não fosse conivente e interessada para que tudo continue como está.

    Para comprovar essa afirmação basta lembrar que foi preciso erro em apenas um jogo para cair a comissão de arbitragem.

    Situações muito mais sérias foram ignoradas, pois os clubes prejudicados não eram da simpatia dela.

    Mesmo sabendo que time prejudicado nessa única partida não tinha objetivo maior na competição deste ano, bastou o erro em um jogo para que virassem a mesa.

    Neste final de campeonato, quase não se observam erros crassos como no início do certame, com exceção das últimas partidas do Flamengo onde foi preciso eliminar qualquer risco do time da Globo se aproximar da zona de rebaixamento.

    O jogo do Beira Rio foi outra exceção devido à incompetência do árbitro que se tivesse anulado o gol normalmente não daria polêmica, pois a penalidade cometida antes sobre o Barcos seria apenas mais uma para coleção de prejuízos do Palmeiras neste ano.

    A melhoria da qualidade da arbitragem nos jogos finais não é por acaso. Os árbitros não aprenderam a apitar, eles sempre souberam. A diferença é que não se errando tanto no final, fica muito fácil justificar e disfarçar tudo o que aconteceu lá atrás, especialmente no primeiro turno, onde o campeonato foi direcionado.

    Não há dúvidas de que cada clube contribuiu com sua parte para o seu sucesso ou seu fracasso e não se nega isso. Entretanto, a questão é outra, nenhuma virtude ou falha de uma equipe poderia encobrir a manipulação que existiu. Alguns souberam se reerguer, mas para outros os pontos tirados estão fazendo muita falta, não só na tabela da competição, mas na condição emocional para enfrentar a reta final.

    No caso palmeirense a receita é bem simples. Criam a confusão no início, prejudicam o time e depois apostam na falta de habilidade e competência da direção do clube para anular a situação e contam também com a parte desesperada, infantil e negativa da torcida para colocar mais fogo no circo.

    O Palmeiras fica sem forças para reagir e mesmo quando faltava mais de um turno para o término do campeonato o discurso de que o time já caiu era repetido com insistência, condicionando a todos.

    Devido a essa fragilidade estrutural e de mentalidade que o Palmeiras possui, os pontos roubados no primeiro turno fizeram enorme diferença, pois com eles na tabela não seria possível sustentar o clima de medo e insegurança sobre a equipe. Qualquer outro time teria condições de reagir, mas o Palmeiras não, pela sua fraca diretoria e pela parte alienada da sua torcida, muito bem exploradas por uma imprensa suja e tendenciosa.

     
  • Às 15 de novembro de 2012 14:52 , Anonymous Ex - Jogador disse...

    Palmeiras perde do Flamengo. Rumo à 21ª derrota no campeonato. Como não cair com um campanha pífia como essa ?

    Flamengo 03 x Palmeiras 01

     
  • Às 15 de novembro de 2012 15:25 , Anonymous Anônimo disse...

    Esta dado o alvará. Podem nos roubar à vontade porque sempre vai ter otário jogando somente para a parte técnica a explicação para o fracasso.

    Nem se dão ao trabalhar de analisar que um primeiro turno diferente, com a pontuação obtida em campo, pelo méritos do time, daria ao Palmeiras um ano tranquilo, disputando o brasileiro apenas para cumprir tabela.
    Não tinha elenco para ser campeão, mas também não tinha elenco para cair, se não acontecesse o que aconteceu no primeiro turno.

    Agora é fácil falar que o time é fraco, que merece cair, mas não conseguem entender que campeonato de pontos corridos tem todas as rodadas valendo igual, valendo três pontos.
    O time do Cruzeiro, também com sérias deficiências técnicas, não ficou em posição perigosa na competição, pois no primeiro turno fez a pontuação suficiente para levar o restante do ano. O Cruzeiro, mesmo com problemas sérios entre diretoria, treinador e elenco não jogou sob pressão no segundo turno quando apresentou desempenho pífio.

     
  • Às 15 de novembro de 2012 15:47 , Anonymous Turma do Limão disse...

    http://www.turmadolimao.com/2012/11/a-diferenca-entre-o-chato-e-o-critico.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+TurmaDoLimao+%28Turma+do+Lim%C3%A3o%29

    A diferença entre o chato e o crítico. Uma crônica em verde e branco.

    Eu já ouvi algumas vezes que eu sou chato para televisão, que não gosto de nada e nem tenho paciência com a telinha. Confesso que às vezes cheguei a achar que o problema era comigo e tentei dar uma chance a alguns programas.
    Recentemente, passei a escrever para este blog e me vi na pseudo obrigação de assistir a programas de esporte. Na verdade eu ainda tento assistir para não escrever sobre o que não sei, mas confesso, não dá.
    Trabalho perto de casa e por isso almoço nela todos os dias. Tentei, juro que tentei, assistir aos incríveis líderes de audiência que falam do esporte bretão. Quase meu almoço voltou esôfago à cima.
    Primeiro liguei na gazeta. Lá tem um modelo escalado para falar de futebol, o cara fala como se estivesse apresentando clipes na finada MTV dos anos 90 e finge, péssima atuação, uma dor pela situação do nosso time que fez com que eu trocasse de canal sem nenhum remorso.
    Desse projeto de programa eu pulei para o Jogo "curinxa" Aberto. Já conhecia a formula, acompanhei durante algum tempo e sempre selecionava os 5 minutos aceitáveis para quem não é corintiano assistir.
    A belíssima Renata Fan fazendo piadas sobre o Palmeiras ao lado de ex-jogadores e torcedores do time da Marginal Tietê é um insulto.
    Tirando os momentos de lucidez criados pelos, às vezes, convidados Mauro Beting e Alex Müller o programa é bobo e fez com que eu não aguentasse e tentasse o Globo Esporte.
    Este começa quando faltam 15 minutos para o termino da meu horário de almoço. Bom, o programa leva a marca Globo, logo não é para ser levado a sério.
    Então eu desisti, atualmente eu chego em casa e preparo meu almoço, ligo o rádio em algo bom para ouvir e após o meu ritual diário dou uma rápida olhada nas gazetas televisionadas sem a preocupação de sentar ao sofá e assistir.
    Caso seja algo verdadeiro eu assisto, caso sejam piadas eu desligo. Na maioria das vezes eu desligo.
    Então não há mais dúvidas, não sou eu que sou chato com a televisão, é ela que é ruim.
    Entre Renata Fan, time da Marginal, Tekpix, a filmadora "mais vendida do Brasil" e matérias mentirosas eu vejo que o problema não está em mim, mas nela.
    Então eu não sou chato, só não tenho opção na t.v. aberta para programas de esporte.
    Pelo menos eu continuo Palmeiras e não será um programa que fará com que eu troque de time.
    Na hora do almoço, almoce.

    Herbert Queiroz - São Paulo SP

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial