Observatório Alviverde

19/11/2012

QUE O REBAIXAMENTO NÃO ESCONDA QUE O PALMEIRAS FOI, NOVAMENTE, PREJUDICADO COVARDEMENTE PELA ARBITRAGEM!



A entidade madrasta, os capas-pretas, os vagabundos de camisas amarelas, Zé Maria, Nero, Sanchez cara-de-areia mijada, Gordonaldo Travecão e a maior parte da mídia, devem estar todos com o cu inchado, de tanto gozar pelo rebaixamento do Palmeiras. 

Alguns da mídia, no auge da comemoração, dizem, ironicamente, que o gol de Love é algo que só acontece com o Palmeiras! Concordo, plenamente!

Mas a mesma mídia, convenientemente, descaradamente, despudoradamente, desonestamente, esconde embaixo do tapete outra coisa que só acontece com o Palmeiras:

o roubo explícito, recorrente, contÍnuo, perene, "eternamente nos corações alvinegrostricolores midiáticos", dos impedimentos inexistentes e dos pênaltis não marcados, não os contra, sempre legitimados no vídeo, no ar, no papel ou na Internet, só aqueles a favor.. 

Fossem assinalados, por baixo, miseravelmente 50% dos pênaltis favoráveis ao Palmeiras, a história deste Brasileirão seria contada de uma outra maneira e o Verdão não seria rebaixado, mas sobre isto ninguém fala.

Ontem, em Volta Redonda, o fraquíssimo e despersonalizado árbitro goiano André Luiz de Freitas Castro, promoveu, sem anestesia,  a eutanásia palmeirense, abstendo-se de marcar, como de hábito, dois pênaltis claríssimos favoráveis ao Palmeiras..

A imprensa, ao menos os profissionais que vi, li e ouvi, não alterou o seu costumeiro proceder.

Como ocorre em todos os jogos do Palmeiras omitiu-se outra vez  e, sequer, reconheceu, mencionou, tocou ou toca no assunto! Descarada vergonha!

O rebaixamento não pode esconder de novo a face cruel da arbitragem, que, como de costume, foi flagrantemente antipalmeirense, passando a impressão de estar sob encomenda visando a antecipar a nossa queda para a segunda divisão.

Quando vi, depois, o pênalti assinalado para a Portuguesa sobre o Grêmio, tive uma íntima certeza de que estava correto em minhas suposições.

Não dizemos isso apenas pelos dois pênaltis, mas pelos dois pesos e duas medidas que, como de hábito, foi o critério adotado pelo goiano que, de cara, apresentou um cartão amarelo injusto e imerecido a Araújo.

A partir daí permitiu o jogo pesado e desleal dos flamenguistas que pararam o ataque palmeirense na botina, sob o olhar complacente e misericordioso do soprador goiano.

Quem bateu mais? Quem usou mais o artifício da falta? Quem seccionou mais o jogo? 

Porém,  quem recebeu mais cartões? 

O único cartão apresentado a um flamenguista, em que pesassem a sequencia contínua e interminável de faltas, foi o várias vezes reincidente Amaral, quase ao final do jogo.

Com a habitual desfaçatez os homens das TVs deram uma de Lula, não viram nada e não sabiam de nada.

Em seguida deram uma de FHC, não admitindo as penalidades, só faltando, depois, pedir para que os telespectadores esquecessem o que disseram, como o ex-presidente pediu para que todos esquecessem o que escreveu.

Impressionante quepara dizer isso, não tiveram nenhum pejo em contrariar frontalmente a nitidez e a clareza das imagens de alta-definição, nem de passar, publicamente, um atestado de clubismo! 

De cinismo, também, posto que o fato não é isolado, é contumaz.!

Aliás, pênaltis nunca aconteceram, nunca acontecem e jamais acontecerão se forem em favor do Palmeiras! É sacanagem demais para eu compreender!

Os fantoches da mídia, ainda que conscientes de que estão errando, reverberam, apenas, o que convém  ao grupo de comunicação ao qual pertencem.

Em seguida, mudam, rapidamente, de assunto, como se nada houvesse ocorrido. 

O comentarista (?) Vilaron deveria julgar-se incompatível para comentar os jogos do Palmeiras e pedir a direção do Sportv para não ser escalado nos jogos do Verdão, tal o seu desprezo e má vontade para com o clube. 

"- Porra, será que esse cara não consegue nunca ver nada que favoreça o Palmeiras? 

"-Passou dos limites a sua postura antipalmeirense!Será que só ele e os babacas da direção e produção do canal não percebem?"

"- Mude de profissão, meu! Você que não é, nem de longe, um comentarista esportivo, quanto mais um analista de arbitragem! 

" - Por acaso ouviu ou ouviu falar em Mário Moraes, em Carlos Aymar, em Mauro Pinheiro, em Loureiro Júnior, em Sérgio Cunha, em Milton Peruzzi, em Antonio Sola, em Barbosa Filho, em Orlando Duarte, em Milton Camargo, em Ruy Porto? 

"- Não, eles não eram todos palmeirenses, apenas Mauro e Peruzzi. Excetue Mário e Rui,este carioca, os demais eram todos, como vc passa a impressão de ser, cu-rintianus, mas acima disto, imparcialíssimos, corretissimos,  profissionalíssimos!

" - Se já os ouviu e os conheceu, por quê, no exercício da função, não segue-lhes o exemplo?

"Por que você insiste em se espelhar em Neto, China, Juca, Godoy,  Prado, Neves e outros torcedores de microfone, quando comenta os jogos do Palmeiras?"

Aliás, em matéria de comentários, Vilaron é, muito mais, um argumentador de resenhas, típico profissional sem profundidade de análise, restrito a notícias comentadas, de estatísticas e retrospectivas, "vaselinissimo", contido, que só ousa opinar com alguma firmeza quando exerce a função da qual mais gosta, bater no Palmeiras.

É incrível o antipalmeirismo doentio e contagioso de Vilaron que, por vezes me enganou com uma ou outra opinião acertada em relação a lances que prejudicaram o Palmeiras, nunca, porém, proferidas com ênfase e resolução, mas, pelo contrário, com tibieza e timidez!

Vilaron, afinal, parece-me, muito mais, um escriba, isto é, um cronista de jornal e mídia escrita, sem o menor pendor ou cacoete para a mídia falada ou televisada!.

Certamente que, a partir de agora, ele vai pedir para não ser mais escalado nos jogos do Palmeiras e a torcida palmeirense, antecipadamente, penhoramente, vai agradecer!

E vai pedir, não em função do que escrevemos neste OAV, mas em razão de sua importância na empresa, não vai querer comentar os jogos de um time do qual não gosta, pelo qual não tem nenhum respeito, ainda mais, agora, de segunda divisão.

À direção do Sportv: 

Se Vilaron estiver em fim de contrato sugiro que o canal lhe ofereça na renovação, a título de luvas, um binóculo de lentes muito potentes, porque.os óculos que está usando, parecem insuficientes para  fazê-lo enxergar os lances, como deveria.

Prefiro, sinceramente, acreditar que o problema de Vilaron seja, simplesmente, visão curta, isto é, miopia, talvez associada a astigmatismo e a um pouco de estrabismo, não de perseguição ao Palmeiras! Nisto eu não acredito!

Você, que lê estas mal traçadas linhas acha o que?

A propósito aos portadores de problemas similares, deixo esclarecimentos importantes a respeito das duas moléstias oftalmológicas citadas, sugerindo, entretanto, que ninguém faça uso da auto-intervenção, comprando, como fazem muitos, os óculos em camelódromos, procurando, imediatamente, um bom oftalmologista.

Miopia

A imagem é focada à frente da retina e traduz-se por uma dificuldade de visão ao longe. Um olho míope é normalmente maior que o normal e é mais propenso a algumas doenças (ex. glaucoma, descolamento de retina, etc.). Requer atenção especial por parte do médico oftalmologista.
 
Astigmatismo
Corresponde a uma qualidade visual desigual consoante o eixo visual em causa. Resulta, na maioria dos casos, de uma curvatura desigual da córnea, provocando uma visão distorcida. Pode ocorrer isoladamente ou associado aos outros defeitos refractivos.


Minha sugestão a Vagner é que ele pesquise sobre o seu possível problema, certamente raríssimo, posto que, coincidentemente, pelo que pude verificar, só ocorre quando ele comenta os jogos de um certo time de camisa verde!.  

Acredite, quem quiser! È fantástico, interessante e exótico, mas nem Freud consegue explicar!  

Arnaldo, Marsiglia, Godoy, PCO e Simon, sim, talvez expliquem os mecanismos dessa moléstia porque todos eles sinalizam sofrer do mesmo mal!

Tanto o toque de mão do zagueiro do Flamengo, vísivel, cristalino, escancarado, como a carga peitoral e o rapa no pé de apoio de Barcos foram "interpretados" por Vilaron como lances, supostamente, normais.

Exclusivamente para Vilaron, como soi sempre acontecer,  não aconteceram as duas penalidades contra o Flamengo;

Não lhe bastaram -como é possivel?- as cristalinas imagens em HD, ao vivo e nos replays, de forma sumamente clara, do zagueiro rubronegro tocando Barcos por trás, interrompendo-lhe a caminhada em direção ao gol

Foi um lance flagrante para a marcação do pênalti e para a expulsão do flamenguista, mas a dupla conta, novamente, foi debitada ao Palmeiras e será paga noinferno da segunda divisão! 

Foi pênalti por cima e por baixo, mas Vilaron deve ter optado por olhar, apenas, em direção à cintura dos jogadores!

No lance do primeiro pênalti, Vilaron teve o desplante de afirmar que, "pela curta distância entre Barcos e o zagueiro do Flamengo não houve intencionalidade no toque"!  

É um (J)ênio esse (G)ornalista, que, pela forma dedicada como defende os interesses globais tem futuro promissor na empresa!

E o reflexo, Sr. Vagner? E o reflexo, Sr. Vagner?  E o reflexo?

O reflexo não leva um zagueiro, à curta distância, a tentar tocar a bola com a mão?

Ou o senhor vai querer afirmar que se o toque foi reflexo não houve intenção e se não houve intenção não houve pênalti? 

Aí já é demaaaaaissssss! 

Se o flamenguista usasse as mãos para interceptar a pancada da bola no rosto ou na região escrotal, aí sim, o árbitro poderia, como prevê a regra, deixar de marcar a penalidade, mas não foi bem isso o que aconteceu! 

Bem, chega, essa turma de antipalmeirenses não vai se emendar nunca!

Já que perdi tanto tempo com a TV, quero finalizar elogiando a excelente transmissão de Linhares Jr.

Narrou muito bem, diminuiu os cacos na transmissão,  limitando-se ao contexto do jogo, e à indentificação dos jogadores. 

Em suma, cumpriu o seu papel no áudio com eficiência e postura profissionais, sem  torcer contra o Palmeiras, como ocorre sistematicamente na maioria das transmissões globais.

PALMEIRENSES

Ressalvados os afastados por contusões e suspensões da quilométrica lista de ausências, entendo que Kleina escalou bem o Palmeiras para enfrentar o Flamengo..

O time que entrou em campo, verdadeiramente, era o melhor de que dispúnhamos.

Contudo,  ao fazer as substituiçõies Kleina, foi um desastre!

Quando Tiago Real, contundido, deixou o campo, Kleina fez-nos o favor de escalar Vinícius! Por que, para quê, a titulo de que?

 Já disse várias vezes e vou repetir. 

Quem escala Vinícius não quer ganhar o jogo, pois se trata de um jogador estéril e improdutivo!

Vinicius fez o gol? 

E daí?

O que ele fez após isso?

Acrescentou alguma coisa ao time? 

Ganhamos o jogo?

Ou o certo seria a entrada de Obina, muito mais experiente, muito mais físico, muito mais jogador?

Obina deveria ter substituido Maikon Leite ou, até, Barcos, que, excessivamente individualista, jogou muito aquém do que sabe e pode, tentando ganhar o jogo sozinho!

Para que colocar Obina aos 45 do segundo tempo? É muito amadorismo!

Foi uma babaquice do Sr. Kleina, que, como previ, é completamente despreparado para dirigir um clube do estofo, da grandeza e da importância SE Palmeiras. 
@@@@@@@@@@

A "globo.com" está, oportunisticamente, publicando uma pesquisa, segundo eles, realizada no interior de São Paulo, de cidade em cidade..

Ontem houve até comentários aqui no blog para comentar o feito e lamentar a posição do Palmeiras nessa "pesquisa" de preferência popular.

Quando nós dizemos neste OAV que tudo é armado e faz parte do contexto de um grande circo-teatro, muitos palmeirenses não acreditam e acham que implicamos com as organizações  Globo, com a Folha, com a Band e etc  

Você, palmeirense iludido, que acredita em tudo o que essa gente publica pare, pense, raciocine!

Ascultar a opinião pública e pesquisar tamanho de torcidas num momento em que o Palmeiras está em descomunal baixa,  na iminência (confirmada hoje) de ser rebaixado é puro oportunismo, atendendo, certamente, a outros interesses, bem escusos.

Essa gente não descansa em tentar desmoralizar o clube que, reconhecidamente, apesar dos pesares e das pesquisa encomendadas, ainda tem a maior torcida do interior paulista.

Vamos parar por aqui, para que não tenhamos de falar em outros aspectos implícitos que desmoralizam a tal mostra, como  técnica de pesquisa, universo, abrangência, metodologia, segmentação e outros aspectos inerentes a qualquer sondagem popular.

Mais do que simples sonho, o objetivo de todos esses órgãos midiáticos é a proclamação do Cu-rintia, como o clube de maior torcida em nível nacional e a consolidação do SPFW como a segunda força do futebol paulista, superando o Palmeiras.

A pesquisa para colocar o Santos à frente do Palmeiras em matéria de torcida, está reservada para daqui a um ano, caso o Palmeiras não consiga estar entre os quatro da série B credenciados a voltar à série A. 

Se ocorrer, quem viver, verá! 

Tomara que não!   

Tudo, como se constata e prova,  não passa de uma grosseira armação, verdadeira manipulação que contraria os mais comezinhos princípios de dignidade, de integridade de hombridade, isonomia e honestidade! 

O Palmeiras precisa antecipar-se ao cara de areia mijada, e começar a formar  uma nova liga.

Tem de convidar o Galo Mineiro, o Grêmio, e os outros bravos clubes do Clube dos 13, que resistiram até o último cartucho, à traição curintiana e à manipulação da Globo.

Esses clubes deveriam juntar-se a uma rede de televisão idônea e convidar outros clubes descontentes com a CBF, os clubes das grandes cidades interioranas destruidos pela Lei Juca, quero dizer, Lei Pelé e fundar uma liga de futebol séria e independente e sem a ingerência da Globo, o câncer incurável da comunicação brasileira.

Mas como imaginar o Palmeiras, clube que é um deserto de homens e idéias, liderando um movimento revolucionário desse jaez, importância e expressão?

Permitam-me, todavia, ao menos, sonhar!

COMENTE COMENTE COMENTE 

PALMEIRENSE, NÃO SEJA MANIPULADO 



PALMEIRENSE QUE AMA O CLUBE E SE RESPEITA, ENTREGA IMEDIATAMENTE O PACOTE PAY-PER-VIEW DA SÉRIE A E NÃO ADQUIRE O PACOTE DA SÉRIE B. 
==================================== 
 




FLAMENGO 1X1 PALMEIRAS
Local: Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data/ hora: 18/11/2012, às 17h
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Thiago Gomes Brigido (CE) e Marcelo Bertanha Barison (RS)
Gols: Vinícius, 17'/2ºT (0-1) e Vagner Love, 43'/2T (1-1)
Público e Renda: 7.333 pagantes / R$ 103.165,00
Cartões Amarelos: Márcio Araújo, Correa, Barcos e Román (Palmeiras) - Amaral (Flamengo)
Cartões Vermelhos: Paulo Sérgio, 38'/2ºT
FLAMENGO: Paulo Victor; Wellington Silva, Renato Santos, González e Ramon; Amaral, Renato, Ibson (Matheus, 24'/2ºT) e Cleber Santana (Welligton Bruno, intervalo); Hernane (Paulo Sérgio, 24'/2ºT) e Vagner Love - Técnico: Dorival Júnior.
PALMEIRAS: Bruno; Artur (Obina, 45'/2ºT), Maurício Ramos, Román, Juninho, Márcio Araújo, Correa, Mazinho (Bruno Dybal, 41'/2ºT) e Tiago Real (Vinícius, 8'/2ºT); Maikon Leite e Barcos. Técnico: Gilson Kleina


Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/minuto/Vagner-Love-Flamengo-Palmeiras-rebaixado_0_812918784.html#ixzz2Cd7HGna2
© 1997-2012 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!
FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1X1 PALMEIRAS
Local: Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data/ hora: 18/11/2012, às 17h
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Thiago Gomes Brigido (CE) e Marcelo Bertanha Barison (RS)
Gols: Vinícius, 17'/2ºT (0-1) e Vagner Love, 43'/2T (1-1)
Público e Renda: 7.333 pagantes / R$ 103.165,00
Cartões Amarelos: Márcio Araújo, Correa, Barcos e Román (Palmeiras) - Amaral (Flamengo)
Cartões Vermelhos: Paulo Sérgio, 38'/2ºT
FLAMENGO: Paulo Victor; Wellington Silva, Renato Santos, González e Ramon; Amaral, Renato, Ibson (Matheus, 24'/2ºT) e Cleber Santana (Welligton Bruno, intervalo); Hernane (Paulo Sérgio, 24'/2ºT) e Vagner Love - Técnico: Dorival Júnior.
PALMEIRAS: Bruno; Artur (Obina, 45'/2ºT), Maurício Ramos, Román, Juninho, Márcio Araújo, Correa, Mazinho (Bruno Dybal, 41'/2ºT) e Tiago Real (Vinícius, 8'/2ºT); Maikon Leite e Barcos. Técnico: Gilson Kleina


Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/minuto/Vagner-Love-Flamengo-Palmeiras-rebaixado_0_812918784.html#ixzz2Cd6vwbTq
© 1997-2012 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!
FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1X1 PALMEIRAS
Local: Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data/ hora: 18/11/2012, às 17h
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Thiago Gomes Brigido (CE) e Marcelo Bertanha Barison (RS)
Gols: Vinícius, 17'/2ºT (0-1) e Vagner Love, 43'/2T (1-1)
Público e Renda: 7.333 pagantes / R$ 103.165,00
Cartões Amarelos: Márcio Araújo, Correa, Barcos e Román (Palmeiras) - Amaral (Flamengo)
Cartões Vermelhos: Paulo Sérgio, 38'/2ºT
FLAMENGO: Paulo Victor; Wellington Silva, Renato Santos, González e Ramon; Amaral, Renato, Ibson (Matheus, 24'/2ºT) e Cleber Santana (Welligton Bruno, intervalo); Hernane (Paulo Sérgio, 24'/2ºT) e Vagner Love - Técnico: Dorival Júnior.
PALMEIRAS: Bruno; Artur (Obina, 45'/2ºT), Maurício Ramos, Román, Juninho, Márcio Araújo, Correa, Mazinho (Bruno Dybal, 41'/2ºT) e Tiago Real (Vinícius, 8'/2ºT); Maikon Leite e Barcos. Técnico: Gilson Kleina


Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/minuto/Vagner-Love-Flamengo-Palmeiras-rebaixado_0_812918784.html#ixzz2Cd6vwbTq
© 1997-2012 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!



Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/minuto/Vagner-Love-Flamengo-Palmeiras-rebaixado_0_812918784.html#ixzz2Cd6vwbTq
© 1997-2012 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANC

10 Comentários:

  • Às 19 de novembro de 2012 08:19 , Anonymous Anônimo disse...

    Só existe manipulação nos campeonatos devido à retaguarda dada pelos jornalistas fantoches.
    O que aconteceu nesta rodada foi a repetição do modo de atuação das arbitragens em toda a competição.
    O time do Flamengo, pelo futebol que apresentou no Brasileirão era a equipe que deveria estar na zona de rebaixamento.
    Durante a competição conseguiram pontos em vários jogos com o auxílio do pessoal do apito. O cara de Alagoas ficou famoso pelas penalidades marcadas sobre o Ibson. Nesta fase final foram empurrados pelas arbitragens nos jogos contra Figueirense e Náutico.
    A penalidade marcada para a Portuguesa, justo a Portuguesa que nunca é ajudada, foi prova incontestável de que um acordo prevaleceu durante todo o campeonato. Não quiseram correr riscos nem após o empate do Palmeiras.
    Os mais apressados e “realistas” vão argumentar que o Palmeiras caiu somente pelos seus erros e não por fatores externos.
    Esses apressados e “realistas” não percebem é que fazem o papel de massa de manobra e que graças a eles a manipulação do futebol brasileiro ganha força e sequência.
    A condição emocional imposta ao Palmeiras nesta fase final mostrou ser a grande barreira do time para conquistar os pontos, condição emocional que o Sport não teve contra si. Mesmo tendo um elenco muito mais limitado, em Recife todos jogaram junto.
    A grande lição que fica para os palmeirenses entenderem é que no futebol de hoje não é mais possível sonhar apenas com a montagem de bons times para disputar uma competição. Caso o clube não tenha a retaguarda necessária será tirado da disputa. O elenco do Palmeiras para este brasileiro ficou longe das expectativas e cheio de falhas conforme várias vezes apontamos aqui. Porém, também ficou muito longe para ser rebaixado pelo desempenho técnico apresentado comparado aos concorrentes.
    A torcida do Palmeiras deve exigir mudanças radicais no seu clube, exigir que a incompetente diretoria caia fora imediatamente, mas não pode mais uma vez fazer papel de idiota ignorando tudo o que foi feito contra seu time desde a primeira rodada da competição, pois se fizer isso não serão apenas os jornalistas que farão papel de fantoche.

     
  • Às 19 de novembro de 2012 08:41 , Anonymous Anônimo disse...

    Eu acabei de aderir ao boicote contra a Globosta, acabei de cancelar o pacote do brasileirão, só estava esperando o resultado que não queria, o rebaixamento ,vamos nos unir contra este cancer que só prejudica o Pàlmeiras.

     
  • Às 19 de novembro de 2012 09:05 , Anonymous VICTOR TREDENSKI disse...

    NEM SEI MAIS O QUE FALAR

    OU MELHOR, ESCREVER...

    NO MOMENTO, NÃO TENHO MAIS FORÇAS PARA ISSO

    JURO, NÃO TENHO MAIS

    É TRISTEZA DEMAIS

    MUITA TRISTEZA

    VER MEU AMADO TIME, TÃO JUDIADO E MALTRATADO PELOS SEUS PRÓPRIOS ''PARES''

    E ESTUPRADO E OPERADO SEM CAMISINHA, VASELINA OU ANESTESIA POR ARBITRAGENS, CBF E AQUELA EMISSORA CARIOCA

    E VER MEU AMADO TIME SUCUMBIR DE DIVISÃO FRENTE AO TIME QUE EU MAIS ODEIO NA FACE DA TERRA (PASMEM, EU ODEIO MUITO MAIS O FLAMENGO DO QUE O CORINTHIANS)

    É DE FODER...

    É DE DAR MARRETADA NO DEDÃO DO PÉ

    ENCERRO POR AQUI A MINHA PARTICIPAÇÃO NO BLOG NOS COMENTÁRIOS

    JÁ PROMETI ISSO CERTA VEZ AQUI E NÃO CUMPRI, MAS AGORA É PRA VALER

    NÃO DEIXAREI DE ACESSAR, DE LER ESTE ÓTIMO BLOG (PARABÉNS ALCIDES)

    MAS COMENTAR...

    DEIXO PRA VOCES QUE SÃO MAIS RACIONAIS, MAIS EDUCADOS E QUE NÃO ESCREVEM COM O PANCREAS, FÍGADO, BAÇO, INTESTINO....

    COMO EU

     
  • Às 19 de novembro de 2012 09:29 , Anonymous Anônimo disse...

    O problema mais sério de um clube de futebol não é aquele de maior dimensão, mas aquele que não se reconhece a existência e não se enfrenta.
    No caso palmeirense, o maior problema é o extra campo e essa afirmação é muito fácil de verificar.
    A parte política onde ninguém se entende, por mais absurdo que possa parecer, caminha para uma solução com a conscientização da torcida, dos sócios e conselheiros que lutaram e aprovaram as eleições diretas. A aprovação das diretas no Palmeiras significa que o clube percebeu que não é mais possível adiar as mudanças internas. Pode demorar um pouco mais ou um pouco menos, mas vai acontecer.
    A modernização administrativa virá com o novo sistema político e a entrada de administração profissional no setor de patrimônio, no caso da Arena Palestra, estádio construído sem dinheiro público.
    Em relação à equipe de futebol e ao comando técnico, a cada ano renova-se a oportunidade de reestruturação. Sempre é possível recomeçar, até do zero. Portanto, também é um problema conhecido e que pode ser enfrentado.
    Nesse sentido podemos focalizar a avaliação do fator extra campo como o mais sério, mais grave e crônico problema da instituição Palmeiras.
    Grave e crônico, pois é cultural, é de mentalidade. Dentro do clube, em todas as alas políticas, em todas as lideranças, o menosprezo, a omissão e a falta de visão e coragem impedem que o Palmeiras entenda que temos essa grave falha que nos prejudica ano após ano.
    O Palmeiras se acostumou a ser omisso e covarde levando rasteiras todos os anos de federações, rivais e tribunais e sendo pisado pela imprensa. Entretanto, é forte o segmento que defende a não importância desse fato. Para essa linha de pensamento, tudo não passa de teoria da conspiração, da imaginação emocional dos torcedores. Enquanto vivemos na Ilha da Fantasia, rivais dão risada da nossa cara e nossos dirigentes ainda os considera coirmãos e julgam que nossa imprensa é profissional.
    Citando torcedor, as direções do Palmeiras nos últimos tempos tiveram o mesmo comportamento de boa parte da torcida, que por ignorância, covardia ou falta de malícia sempre rejeitou apontar a questão extra campo como fundamental para explicar alguns fracassos, julgando que tratar dela seria arrumar desculpas para os problemas técnicos, administrativos ou políticos do clube.
    O Palmeiras, após tudo o que aconteceu neste ano terá enormes possibilidades de se reestruturar em todos os sentidos, menos na aquisição da malícia necessária para enfrentar o futebol de hoje (Andrés, Juvenais, Kfuris, Schimitts, Del Neros, Marins, Galvões, Marinhos, Aristeus e tantos outros) e saber se defender, exigindo respeito para o clube e para a sua torcida.
    Nosso problema mais sério reside na mentalidade de “politicamente otários” que infestou o ambiente palmeirense, tanto nas suas direções, quanto em parte da torcida.

     
  • Às 19 de novembro de 2012 11:18 , Anonymous Alcides Drummond, o editor disse...


    Anônimo M

    Parabéns pelos comentários conscientes que refletem a nossa realidade.

    Temos de publicar, sem xingar ou ofender ninguém, os erros, as distorções e as omissões dos homens da mídia, citando-os, nominalmente neste espaço e em outros espaços da mídia palestrina.

    Da mesma maneira e na mesma medida com que arrasam com o Palmeiras, vamos arrasar com eles criticando-os em seus trabalhos. Ele criticam sempre, mas odeiam e não admitem ser criticados.

    O Palmeiras deveria acertar com uma rede idônea de TV, imediatamente, a cobertura do clube, ainda que pagando pelo serviço, e dificultar ao máximo a cobertura global e sua influência no clube.

    Poderia alugar um horário para a elaboração de um programa próprio, como ocorre aqui em BH com Cruzeiro e Galo e dar preferência a qualquer outra rede que não fossem a Globobo ou a Band-ida.

    Da Globobo só pegar mesmo o dinheiro dos direitos mas não dar colher de chá, nem conceder privilégios de cobertura, fazendo o mesmo com a bandida e com todos os canais e profissionais que trabalham conta o clube.

    Não é preciso se importar com o rádio porque a atual turma que milita no meio e exerce a função de comentar é insignificante com raríssimas exceções, não sendo mais formadora de opinião como antigamente.

    A mídia "escritopublicada", a exemplo do rádio também diminuiu muito a sua influência e a Internet, hoje, é muito mais importante e abrangente do que ela.

    Como a mídia internética é pulverizada, o Palmeiras deveria usar o site oficial para entrar de sola contra a mídia inimiga.

    O problema é que no Palmeiras, do ponto de vista diretivo, parece que não existe mais homem com H (AD)

    TREDENSKI: ESTA É A HORA MAIS IMPORTANTE DE NOSSA LUTA. PENSE NISTO. VOCÊ É UM GUERREIRO, NÃO SE OMITA (AD)

     
  • Às 19 de novembro de 2012 11:53 , Anonymous ney verde disse...


    Boa tarde amigos,
    Aproveito o texto do companheiro para reafirmar minha posição...

    malícia necessária para enfrentar o futebol de hoje (Andrés, Juvenais, Kfuris, Schimitts, Del Neros, Marins, Galvões, Marinhos, Aristeus e tantos outros) e saber se defender, exigindo respeito para o clube e para a sua torcida.
    Nosso problema mais sério reside na mentalidade de “politicamente otários” que infestou o ambiente palmeirense, tanto nas suas direções, quanto em parte da torcida.

    Esse é o problemas geral: Não temos representatividade, ninguem respeita mais o Palmeiras, contra o Palmeiras pode tudo......,

    Esse pessoal descrito acima, e muitos outros em geral.., tem uma birra, magoa muito grande do Palmeiras, essa geração cansou de lavar pau, apanhar, cansou de ver repetidamente o Palmeiras deitar e rolar.., pois ate seleção brasileira o Palmeiras já foi!!!

    Agora diante do recente, e saber que temos muitos problemas de icapacidade de nossos direigentes, a gota dágua que faltava para o caos, foi insistir com os JUMENTOS, os caras ficaram dois anos, e não conseguiram montar um time, a saida dos asnos, foi feita tardiamante, era sabido que pelo fato das circunstancias o time não ia conseguir tempo para reagir...,no Palmeiras tudo é muito pesado, vejam vocês que elencos muito mais fraco reagiram..!!!

    Agora , é segurar os melhores, mardar os chinelinhos descompromissados embora, aproveitar os meninos da base, trazer mais uns três ou quatro, e entrar nessa libertadores para rebentar, tirar todo prejuizo ai.., e tenha certeza a torcida vai apoiar...
    MAS PARA TAL PRECISA DE GENTE DE CABEÇA BOA, INTELIGENTE, TEM QUE CONTRATAR O BRUNORO JÁ PARA COMANDAR O FUTEBOL..., e isolar o time dessas inguas....

    Sugiro ate uma campnha: BRUNORO JÁ!!!!!!!

     
  • Às 19 de novembro de 2012 16:35 , Anonymous Mestre dos Magos disse...

    ONTEM HOUVERAM DOIS PÊNALTIS

    Não serve de desculpa, mas eles existiram e foram roubados de nós.

    Ainda assim, o time arrumou forças e saiu na frente.

    Mas sucumbiu no fim, num lance que na minha opinião foi falha do goleiro.

    Como que um goleiro pula numa bola, antes dela ser dividida ???

    Isso é básico num treinamento de goleiros.

    Bruno é até boa praça, fala bem, mas é apavorado com a grandeza do Palmeiras.

    Certa vez ele disse que o sonho era ser jogador de outro esporte. Não lembro direito.

    Não entendo porque desistiu.

    Libertadores é outra história.

    Não se pode aceitar apostas, principalmente no gol.

    ELEIÇÕES

    Tirone disse que pelo estatuto não pode antecipar eleição.

    UAI? Quem tem poder de mudar essa porra de estatuto?

    Então vai uma mãozinha, enquanto não tenho (e nem terei) acesso ao Estatuto do Palmeiras.

    INFORMATIVO - ALTERAÇÃO DE ESTATUTO
    Sobre alteração, verificamos o que preceitua o art 45 do Código Civil: "Começa a existência legal das pessoas jurídicas de direito privado com a inscrição do ato constitutivo no respectivo registro, precedida, quando necessário, de autorização ou aprovação do Poder Executivo, averbando-se no registro todas as alterações por que passar o ato constitutivo."

    Para a averbação da alteração dos estatutos de uma entidade, também se faz necessário a observâcia das disposições do antigo estatuto para que sejam estas(disposições) obedecidas. Do contrário, a alteração não reunirá condições para registro.

    DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA ALTERAÇÃO DE ESTATUTO:

    01 - Requerimento assinado pelo representante legal da entidade (com firma reconhecida), solicitando o registro e averbação da alteração no ato constitutivo; (Código Civil, art. 45).

    02 - Edital de convocação;

    03 - Livro contendo ata que aprovou a reforma do estatuto;

    04 - Redação do Estatuto com as alterações inclusas e visto de um advogado. (Lei 8/906/94, art. 1º, II, parágrafo 2º - Estatuto da Advocacia; e art. 693, § 2º CNCGJ).

     
  • Às 19 de novembro de 2012 17:05 , Anonymous Anônimo disse...

    O fato de ter não terem sido marcadas mais duas penalidades a favor do Palmeiras torna-se problema menor comparado à cultura instalada.
    Imprensa, jogadores e torcedores passaram a aceitar como fato natural.
    Não marcar lances capitais a favor do Palmeiras tornou-se rotina e ninguém mais contesta.
    Pior ainda, quando alguém contesta ocorre a completa inversão de valores, pois o contestador passa a ser o chato, aquele que só reclama e que tenta arrumar desculpas.
    Neste brasileiro, tornou-se mais do que rotina, tornou-se regra obrigatória e agora no seu final críticos, torcedores ou diretores não colocam esses lances capitais na contabilidade da competição e do clube.
    Claro que apontar esses prejuízos não mudaria a classificação, pois não é possível voltar atrás. Entretanto, o que poderia mudar é o tratamento dado ao Palmeiras, caso o clube e seus torcedores se manifestassem e exigissem da imprensa mais HONESTIDADE.
    Todos nós observamos que para um time com voz na imprensa bastou o erro de apenas um jogo para cair a comissão de arbitragem. Depois daquilo, qual árbitro ou auxiliar teria coragem para marcar algo contra eles?

     
  • Às 19 de novembro de 2012 17:06 , Anonymous Anônimo disse...

    COMO EXIGIR HONESTIDADE DE UMA IMPRENSA QUE APOIA E FESTEJA A CONSTRUÇÃO DE ESTÁDIO PARTICULAR COM DINHEIRO PÚBLICO?

     
  • Às 19 de novembro de 2012 23:08 , Anonymous Anônimo disse...

    Depois de assaltarem os cofres de São Paulo, o 9dedos e AS conseguiram patrocínio de 50mi/ano para o cur....,como vamos nos livrar destes vermes? Tudo para eles é simples, fácil e está muito difícil e provavelmente vão tirar de 11 a 20 mandos de campo no brasileirão/2013 isto em uma série B é muita coisa.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial