Observatório Alviverde

24/11/2014

PARA NÃO CAIR, NOBRE VAI TER DE MEXER COM MALAS!


 
Quando Valdívia se incorporou ao time em Curitiba, antecipei e publiquei, neste OAV, que, por aspectos estratégicos, o chileno não deveria começar jogando contra o coxa. 

Disse isso, claramente, explicitamente, escancaradamente, sem metáforas, subterfúgios, tropos ou linguagem cifrada! Acertei de novo!

Aliás, se querem saber mesmo, Valdívia deveria, viajar incógnito e, se descoberto, que se dissesse que iria, apenas, na qualidade de capitão, prestigiar os companheiros.  

Quem desconhecia que Valdívia, que em vários outros episódios protagonizou situações e problemas semelhantes, iria ser caçado em campo? Só Dorival, que sabe pouco a respeito do Palmeiras!
Mormente em se considerando que o jogo de ontem era vital, também para o adversário que, tido por muitos como um time irmão, em comum com o Palmeiras, só tem, ressalvada a tarja preta, as cores verde e branca na camisa, nada mais!

Em relação aos jogos contra o Palmeiras, o time coxa-branca, de há muito, usa o expediente de caçar Valdívia, sempre com o beneplácito das arbitragens. Ontem, novamente, foi assim!
Ou vocês se esqueceram o que Júnior Urso fez com Valdívia há dois anos, impunemente?

Desta feita, sem Urso, os escalados para bater foram o cavalo, digo, o violento zagueiro Lucas Claro (fez lembrar Beletti no Cruzeiro, no Galo e, principalmente, no Bambi) que pegou Valdívia, impunemente, logo a um e, em seguida, a dois minutos de jogo. 

Da mesma forma procedeu o volante Elder, aos 9, que, também, não recebeu o devido cartão. 

Às barbas do árbitro, miraram, (tanto um quanto o outro) de maneira proposital e covarde, a coxa lesionada do chileno tirando-o de combate sem que recebessem, sequer, uma simples advertência verbal.

Com apenas três pegadas os paranaenses riscaram do jogo a referência de ataque do Palmeiras, o único jogador que poderia fazer a diferença e proporcionar ao Verdão a necessária condição de profundidade ofensiva para a marcação de gols, tornando o jogo amplamente favorável ao time araucariano, verdadeiro mamão com mel.

Por isso que, tão logo tomei conhecimento de que Valdívia iria jogar, propugnei pelo aproveitamento do Mago apenas com o jogo em andamento e em caso de necessidade  quando o cansaço, o desgaste e os cartões houvessem baixado o fogo dos jogadores paranaenses e de sua torcida.

Seria esse, repito, conforme antecipei, o momento exato de colocar Valdívia no jogo.

Valdívia, se, inteligentemente, primeiro, anunciado, e, depois, estrategicamente fosse para o banco, quebraria o sistema tático do Coxa que só iniciou o jogo se utilizando do esquema de três zagueiros, em função da escalação do chileno. 

Se, na hora H, quando eles imaginassem que Valdívia fosse entrar, ele fosse para o banco, o esquema de três zagueiros, treinado pelo Coxa, do qual decorre uma certa debilidade de meio de campo da parte de quem o adota, facilitaria o trabalho do Palmeiras. 

Mesmo com os jogadores fracos de que dispõe na armação e no ataque, o Palmeiras poderia, perfeitamente, tirar proveito disto e encontrar o caminho do gol, há tanto tempo perdido, desde que houvesse, ao menos, correria, empenho disposição e aplicação. 

Por que, então, com Valdívia e toda a sua categoria o esquema palmeirense não funcionou como devia e podia? 

Em parte, reconheço, até funcionou, haja vista a boa atuação de Wesley, no primeiro tempo, que nunca teve com quem dialogar. 

Como funcionar se o Palmeiras jogou os primeiros 45 minutos, com, apenas dez em campo, ironicamente desfalcado pela presença de Valdívia? 

E tudo isso sem que a mala do banco tomasse a necessária providência de substituir o Mago, que, outra vez, foi, desnecessariamente, para o sacrifício.

Como a tentativa com Valdívia não deu certo, não apenas pela contusão em si, mal curada, mas, principalmente, pela falta de sabedoria e visão do treinador ao aproveitá-lo, o chileno, agora, vai ser desancado pela intolerância da mídia, dos organizados e seguidores e por aqueles que pouco ou nada entendem de futebol.

Todos se esquecem que, não fosse Valdívia, teríamos antecipado o Criciúma e já teríamos, de há muito, dado com os costados na segunda divisão!

Querem apostar que Dorival, quando deixar o Palmeiras, vai bater no peito e dizer "eu descobri João Pedro, eu revelei Nathan, eu aperfeiçoei Vitor Luís e outras basófias"? 

Mas se ele, por pura necessidade, foi à base e trouxe João Pedro e Vitor Luís (excelentes jogadores) por que não buscou lá alguns homens de f rente, para reforçar o meio de campo e o ataque? 

Por que Dorival não mandou embora as malas do come e dorme do elenco, com as quais, desde que chegou, inexplicavelmente, faz média, recusando-se, terminantemente, a elaborar uma lista de dispensa?

Se manteve as malas suplentes, por que não as aproveitou, sabendo que eram jogadores de bom potencial como Bernardo, Bruno César e outros? Se estavam mal, fisicamente, por que não os motivou a treinar e participar?

Ah, meus amigos, já cansei de falar, de bradar e de clamar nesse imensurável deserto de homens e idéias que é, hoje, a S.E. Palmeiras!

Como deixar de citar a  conveniência e a leniência de uma diretoria apedeuta, que remunera, regiamente, um diretor de futebol incapaz de chamar em seu gabinete o novo técnico e  exigir que ele proceda aos cortes necessários para o enxugamento de um elenco, literalmente, obeso, de quase 60 profissionais?

O que esperar de uma diretoria que não tem forças, sequer, para peitar um treinador recém chegado, e comunicar-lhe que o time tem prioridades diferentes daquelas que ele imagina restritas a um goleiro e a um volante de contenção? 

O fato é que a primeira mala (eu disse claramente que Dorival não deveria estar à frente da equipe no jogo contra o Coxa) já deveria ter sido despachada.

Mantê-lo à frente da equipe, na melhor e mais conveniente escola "mustafática", é jogar pela janela a chance de lançar mão de uma derradeira possibilidade de estratégia salvadora. 

Esperar o quê de Dorival que, ao menos nesta sua passagem pelo Verdão, é uma bananeira que já deu cacho? Valentim,  no banco, hoje, agora, já! 

Essa é uma alternativa gratuita e interessante a quem provou por a+b+c+d e por todo o alfabeto, que não tem mais  condições e nem repertório para salvar o Palmeiras do descenso.

Outra estratégia muito válida, seria a dispensa imediata, (entre hoje e sábado) e antecipada dos come-dormes e dos fazedores de onda, que pululam na concentração.

Da mesma forma dos acomodados estrangeiros que não estão sendo e nem serão aproveitados, a fim de que possa ser recriado um ambiente favorável, capaz de gerar confiança aos que ficam, com expectativas de continuidade em 2015. 

Esse procedimento deveria ter sido consumado assim que Dorival se inteirou de quem era quem no elenco, da potencialidade técnica de cada atleta e do que poderiam render, todos, em relação ao futuro. 

De passagem, afirmo que elencos inchados não conseguem ganhar nada em futebol, mas a mala que treina o Palmeiras, parece que não sabia. Só ela!

Agora é a hora certa e apropriada para Nobre mexer com as malas, sabem por que? 

Porque, nesta etapa final do Brasileiro, em que as fábricas de resultado proliferam até dentro de campo na hora dos jogos, por rivalidade clubística, amizade e, principalmente,  por dinheiro, se o Palmeiras mantiver a inocência habitual e não recorrer a elas, nesse malandríssimo ambiente do futebol brasileiro, o Verdão vai, mais uma vez, dançar.

Para mim, aproveitando o título do livro de Francisco Sarno, em se tratando de “Futebol, a Dança do Diabo”, pouco vai importar a cor das malas, sejam elas brancas, verdes, azuis, violetas ou pretas!

Que fique Nobre sabendo que, sem mexer com as malas, será pouco provável que o Palmeiras, mediante seus próprios méritos e esforços, permaneça na divisão de elite do futebol brasileiro!

COMENTE COMENTE COMENTE

NA TV  

Excelente a transmissão de Linhares Júnior.

Ontem, já não era sem tempo, Vilaron conseguiu comentar com isenção um jogo do Palmeiras, até quando afirmou que o Palmeiras (de Nobre, Brunoro, Gareca e Dorival) foi o pior time do Verdão desde que ele acompanha futebol. 

Beletti, como, de hábito, ocorre com quase todos os ex-jogadores, foi faccioso e clubístico, à beira do ridículo.

Quando do gol do Coxa, anulado pelo árbitro, revoltou-se, abertamente, contra a marcação. Deu para sentir em sua emissão vocal eivada de ira e de ódio. Como é despreparado esse cara, verdadeiro torcedor de microfone!

Só voltou (em parte) atrás, porque Vilaron teve personalidade jornalística (ele é jornalista, não é invasor) e foi categórico na confirmação da falta sobre Lúcio, impedido de saltar para cortar a trajetória da bola.

Só que as câmeras, para a desilusão e desconsolo de Beletti, registraram o lance de forma indubitável, clara, visível e explícita o que o levou ao subterfúgio de afirmar, como de hábito, com a maior desfaçatez, que "o árbitro tinha de ter, a partir de agora o mesmo critério" para marcar um lance daqueles nas duas áreas. 

Aquela falta, flagrante, cometida bem à frente do árbitro, nada tinha ou tem a ver com critério como tentou, depois, se desculpar Beletti, pelo monumental erro que, quando caiu em si, verificou ter cometido. 

Um lance daquele, sob quaisquer circunstâncias, teria e tem de ser punido com falta. Não existe outra alternativa ou interpretação. 

Se os árbitros não punem, tem de ser criticados e cobrados por isso e não é cabível restringir um procedimento faltoso daquela monta a simples questão de critério como quer o faccioso e despreparado comentarista (?) !

Critério (?), apedêuta Beletti, ex-jogador exclusivamente de força, grosso, tosco, violento, ruim de bola, tecnicamente aquém da carreira que o seu empresário lhe proporcionou, metido a dono da verdade e a isento, faltou a você, ao ter a desfaçatez de afirmar isso"!

Sobre a confissão de Lucas, em entrevista concedida a Lucas Rocha no intervalo do jogo, de que, de fato, cometeu a falta em Lúcio, nenhuma palavra da parte de Beletti. A vaidade e a autossuficiência , certamente,  não permitiram que o fizesse! Ficou como o lance não houvesse ocorrido.

Da mesma forma, em momento algum da transmissão Beletti (Belletti,  Beleti, ou Belete é pouco provável que ele tenha doble consoante no nome, ao menos não tem gabarito para ostentar)  teve a hombridade de afirmar que estava havendo uma covarde caça a Valdívia, sendo essa a única falha, ontem, no trabalho de Vilaron!

Por que Beletti não disse na transmissão que, até os dois minutos, (videm o tape) Valdívia já fora atingido duas vezes no local da contusão, propositadamente, pelo mesmo jogador, Lucas Claro?

Por quê, da mesma forma, ele permaneceu mudo quando, em seguida, logo aos 9 minutos foi Valdívia foi, novamente, atingido, criminosamente, também por Élder, que, da mesma forma que Lucas, coincidentemente, visou o local da contusão?

Por volta de 12 minutos, Beletti bostejou no ar afirmando que "pela sua experiência, a lesão de Valdívia não o impedia de fazer todos os movimentos e jogar", como se Valdívia estivesse simulando a contusão! 

Estaria ele, vendo jogar Valdívia, o do Internacional? No Couto Pereira, as imagens do PFC mostravam, exatamente, o contrário! 

Quando dos gols do Coxa ficaram nítidos a alegria, a satisfação e a empolgação de Beletti, revelando, ele, natural do Paraná, todo o seu irritante provincianismo. 

Será que do alto de sua imensa cultura e de seu vastíssimo cabedal de conhecimentos que o colocaram como comentarista na Rede Globo em detrimento dos verdadeiros jornalistas, sabe, ele, que o estado do Paraná já foi parte integrante do estado de São Paulo? (AD)

29 Comentários:

  • Às 24 de novembro de 2014 06:45 , Anonymous Anônimo disse...

    Parece brincadeira, más não é, como podemos estar entre os 5 piores times do brasileiro de baixo nível técnico como este? È inadmissível, vexatório ao extremo, vergonhoso. Jamais pensei em ver e assistir tal situação, pelas próprias forças não sai desta situação, não possui jogadores comprometidos para como o clube, elenco fraco, treinador fraco e futebol inexistente. Caindo para a série B temos que levar também a taça da incompetência e falta de vergonha na cara, o que fizeram com nosso verdão? A verdade é que merecemos sim estar na série B, time fraco e profissionais sem sangue nas veias. Chega de sofrer por este que não respeitam a todos nós torcedores palmeirenses.

     
  • Às 24 de novembro de 2014 06:55 , Anonymous Anônimo disse...

    Chegou e mandou Barcos embora;
    Vendeu Valdívia...mas deu errado;
    Comprou um mico.. por uma fortuna.. Leandro;
    Fez um contrato de 4 anos com o fabuloso craque...Felipe Menezes;
    Perdeu um ótimo jogador por 5 conto.. Alan Kardec;
    Estamos esperando o quinto jogador do cruzeiro... deve ser um fantasma;
    Produtividade....
    Comprou 3 argentinos que não valem 1...;
    Trouxe um técnico bom.. (Gareca) mas desconhece o futebol brasileiro..... errou feio;
    Elenco inchado com um monte de jogadores fracos;
    Não tem empatia com a torcida;
    etc...etc....etc....
    Com a palavra senhor Paulo Nobre!

     
  • Às 24 de novembro de 2014 09:03 , Anonymous Marco disse...

    Sábado, dia 29 é eleição no Palmeiras.
    Para muitos “palmeirenses” é só isso que interessa, o destino do time, que se dane.
    Nesse mesmo sábado o Palmeiras enfrenta o Inter em Porto Alegre e o Flamengo joga com o Vitória na Arena Amazonas.
    O jogo do Flamengo é o jogo da sobrevivência. Caso os cariocas não percam, o Palmeiras dependerá somente do seu resultado na última rodada.
    O melhor é que a última rodada será depois da eleição e ai, todos os mesquinhos, sejam simpatizantes da situação ou da oposição não terão mais como preocupação a eleição, a não ser que já comecem a pensar em novembro de 2016.
    Mas é o time? O time que se ferre, porque no Palmeiras mais importante que ter uma equipe que faça o Palmeiras voltar a sua tradição de clube vitorioso é ter seu grupo no poder.
    Tanto um lado quanto outro passaram a torcer por presidentes e não pelo Palmeiras.
    Dia 29 saberemos se o Palmeiras será presidido pelo Diabo ou pelo Capeta e esperar que no dia 07 o interesse dos milhões de torcedores prevaleça.

    Não fosse essa eleição, a diretoria poderia tomar alguma medida de impacto na tentativa de salvar o time, como a de excluir esse treinador medíocre que se mostra perdido. Bastaria ouvir a declaração do capitão Lúcio e entender que com Dorival não dá mais.

     
  • Às 24 de novembro de 2014 09:09 , Anonymous Anônimo disse...

    nem vou falar muito, mas o negocio começou a fuder com o Felipão, trocar o Pierre que joga muito por Daniel Carvalho porque segundo ele tinha o chico e cade esse cara?
    ai vem o burroro e se vão Barcos, Henrique e Allan Kardec e o Valdívia só não foi pq deu aquele rolo, pq sem o valdívia estaríamos no lugar do Criciúma. Gostaria de agradecer a todos principalmente o desgraçado do Burroro que ganhou um absurdo pra somente inflar nosso elenco e que garanto q ganhou uma comissão nessas negociações ao melhor estilo PT. ser meneger com dinheiro sobrando até eu consigo, montei timaços no video game, agora com pouco dinheiro só quem é bom se destaca.

     
  • Às 24 de novembro de 2014 09:11 , Blogger Raphael disse...

    A situação está complicada, mas se o campeonato acabasse hoje o Palmeiras continuaria na série A. Temos boas chances de continuar, só que analisando este time que está desmotivado e com um técnico que está perdido a única saída é $$$$torcer$$$$$ para os adversários não ganharem. O Dorival precisa sair e pessoal que não terá os contratos renovados ir junto com ele.Acredito que se empatar com o Inter e ganhar do Atlético ficamos. Uma coisa é certa, alguma atitude precisa ser tomada, e precisa ser algo que mecha com os brios destes jogadores, por que se continuar jogar este futebol é derrota na certa.

     
  • Às 24 de novembro de 2014 10:07 , Anonymous J.J disse...

    OS JOGADORES QUERIAM A SAÍDA DO GARECA E CONSEGUIRAM ERA EVIDENTE E AGORA QUEREM A SAÍDA DO DORIVAL TA CLARO!..
    DORIVAL 4 DERROTAS SEGUIDAS, GAREGA 10 JOGOS SEM VENCER!

    DORIVAL TERIA QUE TER SAÍDO DEPOIS DA DERROTA CONTRA O SPORT TENHO CERTEZA QUE ELE AGRADECERIA!

     
  • Às 24 de novembro de 2014 10:23 , Anonymous J.J disse...

    DESTAS 4 DERROTAS SEGUIDAS DO PALMEIRAS
    ACREDITO QUE FOSSE O VALENTIM NO COMANDO DO TIME 2 EMPATES ELE TERIA
    CONSEGUIDO.

    CHAPECOENSE E FIGUEIRENSE NÃO TEM FOLHA
    SALARIAL MAIOR QUE O PALMEIRAS ENTÃO A
    QUESTÃO NÃO É GANHAR MAIS OU MENOS! É
    MÁ GESTÃO!...

     
  • Às 24 de novembro de 2014 10:30 , Anonymous J.J disse...

    SEGURARAM O FELIPÃO POR CAUSA DA TAL E MALDITA MULTA RESCISÓRIA ATÉ QUE ELE
    MANDOU O TIME PRA SEGUNDONA É O DORIVAL
    O QUE IMPEDE DE SER DEMITIDO!...

    O ELENCO TEM 40 JOGADORES NO ENTANTO
    GILSON k. GARECA, E AGORA DORIVAL NÃO
    CONSEGUEM TER UM TIME QUE FAÇA MELHOR
    QUE FIGUEIRENSE E CHAPECOENSE!...

     
  • Às 24 de novembro de 2014 12:48 , Anonymous MestredosMagos disse...

    TESÃO DE ARGÓLA POR JOGADOR

    Parece uma praga no Palmeiras.

    O Felipão tinha Luan.

    O Kleina tinha o Vinicius.

    O Dorival tem o Diogo.

    ============

    Mas será que esses técnicos não enxergam (ram) um palmo a frente do nariz?

    Esse Diogo é o pior dos piores.

    Eu nunca ví um jogador desaprender tanto de futebol na vida como esse cara.

    Esse cara surgiu na Portuguesa, jogando bem, chegou até a seleção e saiu da europa com a moral lá em baixo.

    Que nível medíocre de jogador, gente do céu.

    ===============

    Enquanto esse imbecil do Pardal Jr., não optar definitivamente para os argentinos, catimbeiros e acostumados a pressão, não teremos muito o que fazer e ficaremos a espera de um milagre de Valdívia.

    Que se poupe Valdívia para o último jogo em casa.

    E que o Corredor de Raly tenha um pingo de dignidade e apronte sim uma mala de dinheiro, seja lá pra quem for.

    ===================

    Belluzzo neles.

     
  • Às 24 de novembro de 2014 14:49 , Anonymous Anônimo disse...

    Paciência já esgotou, temos que quebrar tudo, pressionando os comandantes e comandados, é uma vergonha tudo isto, não respeitam a nós torcedores palmeirenses, porque com os gambás e bambis tudo é diferente? Eles reagem de maneira diferente, nós pobres torcedores só sabemos incentivar e aplaudir o time não nos abtuamos a cobrar como se deve, chegamos ao fundo do poço e pelas próprias forças não sairemos, é demasiadamente triste. Fora técnico de merda e jogadores sem vontade alguma...deixem nosso verdão.

     
  • Às 24 de novembro de 2014 15:10 , Anonymous victor tredenski disse...

    CONCORDO COM DOS MAGOS

    BELLUZZO NELES

    CHEGA DE AUSTERIRADE

     
  • Às 24 de novembro de 2014 15:55 , Anonymous MestredosMagos disse...

    VITOR TRENDESKI

    Ex presidente da REPSOL.

    Esse é um dos notáveis que estão com Belluzzo por de trás do aporte financeiro que teremos de 30 milhões iniciais.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Repsol

    Chega de mi mi mi de Mortadela Nobre.

     
  • Às 24 de novembro de 2014 16:07 , Blogger Raphael disse...

    Caro Alcides,
    a minha pergunta é para você. Você já respondeu ela em uns dos teus posts, mas gostaria de saber se você continua com a mesma resposta. Você disse que com o técnico DJ o Palmeiras iria sofrer, mas ficaria na primeira divisão. Você acha isso ainda ?

     
  • Às 24 de novembro de 2014 16:25 , Anonymous victor tredenski disse...

    DOS MAGOS

    ALEM DO QUE

    TEM O CARA DA FIBRIA

    DA DILETTO

    ELDORADO CELULOSE

    NICOLELIS

    E O NOBRE???

    TEM MUSTAFÁ CONTURSI, O TURCO MALDITO

    É DE FODER........

     
  • Às 24 de novembro de 2014 16:36 , Anonymous MestredosMagos disse...

    VITOR

    Hahahahaha.

    É verdade.

    O playboy tá com o que tem de pior.

    Aliás, o pior aliado de todos.

    Saudações.

     
  • Às 24 de novembro de 2014 16:40 , Anonymous Edson disse...

    Perfeito!!!

    http://blogdomenon.blogosfera.uol.com.br/2014/11/23/paulo-nobre-a-cara-moderna-da-incompetencia/

     
  • Às 24 de novembro de 2014 17:02 , Anonymous MestredosMagos disse...

    EDSON

    Essa última parte é o resumo de tudo que vem sendo falado por aqui também.

    Parabéns Menon.

    Modernidade é apostar no pagamento por produtividade? Quanto valeria o seu salário, senhor Nobre?

    Modernidade é não lutar para ter Valdívia na fase decisiva da competição? É não brigar com a federação chilena, é não pressionar o jogador, é não fazer um escândalo? Modernidade é ver o time caindo e ver o chileno enfrentando Venezuela e Uruguai em dois amistosos?

    Modernidade é contratar um treinador que tem o filho como auxiliar-técnico? No momento de desespero, no momento da decisão, os treinadores buscam apoio e parceria no auxiliar. Dorival vai trocar ideias com o garoto de quem trocou fraldas?

    Modernidade é Paulo Nobre?

     
  • Às 24 de novembro de 2014 17:06 , Anonymous Marco disse...

    O candidato da oposição não Belluzo, é o Pescarmona.
    Caso vençam, Belluzo terá influência no futebol ou ficará apenas na sua área de atuação?
    Dependendo da resposta, muda tudo.

    Porém, o mais importante e grave que ninguém parece perceber, é que cada nova diretoria do Palmeiras consegue a façanha ser pior do que a anterior.

    Enquanto passamos a torcer por Presidentes ou por ex presidentes e não pelo Palmeiras, ignoramos que o mais grave defeito da instituição é não ter pessoas, em qualquer ala política, que entendam de futebol.

    Não adianta trocar nomes se dentro do clube a mentalidade não mudar.
    Ou temos a austeridade burra que considera investimentos no futebol um custo ou temos dinheiro jogado fora sem critério técnico.

    O Cruzeiro, atual bicampeão montou esse time com a maioria de jogadores medianos e vários considerados como refugos, mas teve sucesso pelo critério e competência técnica de escolha.
    No Palmeiras, a reestruturação feita pelo Cruzeiro seria impossível com a cultura que temos.
    Se o Palmeiras contratasse um cara chamado Firmino, cairia o mundo!

    Enquanto no Palmeiras se contratar de "baciada" e não se optar pela qualidade e não pela quantidade, nossa situação não vai mudar.

    Antes de brigar por esse ou aquele nome, o que deve ser cobrado é a mudança de pensamento no clube a maior ligação com a realidade, para não ficarmos restritos as brigas de vizinhos.

     
  • Às 24 de novembro de 2014 17:21 , Anonymous Marco disse...

    O Palmeiras joga dia 29 em Porto Alegre contra o Inter e depois dia 07 em casa, com o Atlético PR, felizmente depois da eleição.

    Para mim, o foco dos palmeirenses que não votam na eleição deve ser estes jogos, pois ambos definem a sobrevivência da instituição, com qualquer presidente que seja eleito.

    Nestes dias deveria se discutir o que pode ser feito para ajudar a permanência do time na série A.

    Fazer editoriais, protestos cartas abertas ao time, pedir a saída do treinador ou que ele tome atitudes fortes. Cobrar da diretoria atitudes junto ao elenco, aos clubes que jogarão pelo Palmeiras.
    Ou seja, exigir ações e atitudes da direção, da comissão técnica e dos jogadores regularmente inscritos nessa competição.

    O que essa diretoria fez de errado todo mundo está cansado de saber e os leitores do sábado também.
    O que se comenta e até já saiu na imprensa é que o maior cabo eleitoral do Pescarmona chama-se Paulo Nobre.

    O que deveria interessar a toda nação palmeirense é de alguma forma tentar ajudar o time a não fracassar, pois no seu adversário direto, o Vitória, todos os esforços são a favor do time.

    Em 2012 não torci para o Palmeiras cair porque tinha ódio do Felipão. Felipão se foi e o Palmeiras ficou e agora em 2014 não vou torcer para o Palmeiras cair de novo porque quero ver o Nobre se ferrar na eleição.
    Nobre é outro nome que também vai passar, mas um novo rebaixamento se vier, será ruim para todos, pelo menos para quem não pensa só na política interna.


     
  • Às 24 de novembro de 2014 17:23 , Anonymous Marco disse...

    Correções de digitação:

    O candidato da oposição não é o Belluzo, é o Pescarmona.

    =========================

    O que essa diretoria fez de errado todo mundo está cansado de saber e os eleitores do sábado também.

     
  • Às 24 de novembro de 2014 17:55 , Anonymous MestredosMagos disse...

    Belluzzo será o Vice.

    Normalmente o Vice é que cuida do futebol.

    Futebol precisa de dinheiro.

    Belluzzo já tem um aporte de 30 milhões pela sua credibilidade.

    Não tenho dúvida que no primeiro mês de gestão já teremos patrocínio engatilhado.

    ====

    Já o Nobre tem Mustafá como parceiro de investimento.

    Tá investindo tão certo, que já olhamos pra segunda divisão.

    ====

    Não há dúvidas que o foco é o Palmeiras.

    Mas também premiar a mediocridade sábado é demais.

    Saudações.

     
  • Às 24 de novembro de 2014 20:14 , Anonymous Marco disse...

    Temos duas opções nessas eleições é uma delas será a vencedora, por conclusão óbvia.

    O que podemos esperar de positivo, porque de negativo estamos cansados de saber.

    1 - Vitória da situação - Que o atual presidente desça de sua arrogância e coloque em prática o discurso recente de que aprendeu com erros. Difícil de acreditar pela sua característica pessoal, até porque demonstrou não ter o menor preparo e a menor malícia para lidar com futebol. Ficaria com o benefício da dúvida?

    2 - Vitória da oposição. Nessa hipótese precisaremos muito do Belluzo na parte ADMINISTRATIVA, para que o Sr. Pescarmona tenha a devida orientação e não faça besteiras. Caso os papeis se invertam e Belluzo fique tomando decisões no futebol corremos o risco de manter a tradição das diretorias do Palmeiras onde as novas conseguem a façanha de serem piores do que as anteriores.
    O risco de ter Belluzo no futebol e não restrito ao planejamento, à parte administrativa, onde ele seria muito útil ao clube é que os fracassos de Tirone/Frizzo e Nobre/Brunoro fizeram com que a medíocre condução do futebol dada por Belluzo/Cipullo passe a ser modelo. Pior que os recentes fracassos fizeram que acreditasse que fizeram tudo certo no período deles.

    O Palmeiras está se tornando uma bola de neve de problemas, descendo a montanha e isso precisa acabar. Cada um na sua área e sem se intrometer onde é apenas torcedor curioso.
    Alias, o presidente que ensaiou iniciar a volta do Palmeiras à condição de protagonista foi Affonso Della Mônica na gestão 2007/2008 depois de ter quase derrubado o time em 2006.
    Após 2008, o Palmeiras entrou em curva descendente.

    Não tenho nada contra o Sr. Belluzo, quero apenas ele onde é especialista, assim como julgava o Marcos um ótimo goleiro e um péssimo centro avante.

     
  • Às 24 de novembro de 2014 20:40 , Blogger Alexandre Correia disse...

    O Luxapoker, já antecipou que a equipe dele vai atuar as duas rodadas finais com a equipe reserva, 3 pontos pro Vitória, o Santos faz cinco rodadas que não ganha de ninguém e a torcida vai fazer pressão pra entregar pro Vitória e enterrar o Palmeiras de vez.
    Ontem o Coritiba tinha um maestro no campo, exemplo de profissionalismo que deixou saudades no Verdão, e salvou o Coxa da segunda divisão e o Palmeiras, quem irá bater no peito e pegar essa responsabilidade?

     
  • Às 24 de novembro de 2014 21:13 , Anonymous Marco disse...

    No Palmeiras o importante é ter dinheiro para gastar e não a competência para empregar os recursos.
    Associada a maldita expressão “bom e barato” fica a mentalidade de que para formar times competitivos é preciso gastar fortunas.
    Quanto o Palmeiras gastou em contratações e com a folha salarial em 2015?
    Com certeza absoluta muito mais do que a maioria dos clubes deste brasileirão, clube que não passam pela situação vergonhosa que passamos.
    Com o dinheiro jogado fora pelo Palmeiras devido a INCOMPETÊNCIA TÉCNICA da sua diretoria, certamente os clubes mineiros, os mais vitoriosos do futebol atual montariam equipes para disputar títulos, como estão fazendo.

    Muito mais importante do que saber que teremos 30, 60, 90 milhões para gastar é saber quem serão os responsáveis para empregar o dinheiro, se houver.
    Também se fala que com a nova Arena o Palmeiras entrará em nova era, uma fase de apogeu do seu futebol, mas conseguirá isso com as pessoas do clube que pensam futebol como as diretorias que tivemos?
    Dinheiro à vontade na mão das direções do Palmeiras nos últimos tempo foi igual a revolver carregado na mão de macaco de circo.
    Discutir a profissionalização do comando do futebol no palmeiras é muito mais urgente e importante do que pensar em projeção do quanto teremos para gastar.
    Somos um clube que gasta um ano de salário para o Vitorino e cria caso com o Henrique e vende o zagueiro que sabiam iria para a Copa por birra pessoal. Um clube que faz novela para renovar com o centro avante e o perde para o maior inimigo e depois acaba gastando com várias contratações para o ataque. Em diretorias anteriores, também tivemos o mesmo processo de jogar dinheiro fora.

    Então, antes de definir qualquer política de formação de elenco e de dinheiro para contratações seria preciso definir quem vai fazê-las. Haverá competência para isso?
    O Palmeiras está entre os que mais gastaram nesse campeonato, com a diferença que gastou muito mal. Se fosse por balanço financeiro, estaríamos brigando por Libertadores.

     
  • Às 24 de novembro de 2014 21:15 , Anonymous Marco disse...

    Correção: Quanto o Palmeiras gastou em contratações e com a folha salarial em 2014?

    ========
    Sobre o que vai acontecer no final de semana, entrega de jogo, time mistos etc, é bom se preparar pois não vai faltar sensacionalismo pela imprensa.

     
  • Às 24 de novembro de 2014 21:48 , Anonymous Anônimo disse...

    http://3vv.com.br/2014/11/um-voto-pelo-palmeiras/

    Esse é a verdadeira cara do candidato da situação...

    Dinho Maniasi

     
  • Às 25 de novembro de 2014 07:49 , Anonymous Marco disse...

    Não tem nada de pessimismo, falta de motivação, tem a realidade.

    Luxa cobrou a conta, quer dinheiro para motivar seu time:

    http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2014/11/luxa-lamenta-decepcao-do-torcedor-mas-admite-que-era-dificil-motivar-o-fla.html

    É assim que funciona no final de campeonato. Ou vocês acham que o Atlético PR virá jogar contra o Palmeiras para cumprir tabela?

     
  • Às 25 de novembro de 2014 08:21 , Anonymous Menegon disse...

    Pessoal, infelizmente..já era..estamos na segunda divisão de novo...ganhe quem ganhar..vai continuar na mesma..." mudam-se a s moscar mas a merda é a mesma "

     
  • Às 25 de novembro de 2014 08:33 , Anonymous Anônimo disse...

    Tivemos tudo para não estar onde estamos, único culpado disto tudo é o próprio time, com jogadores medíocres e comissão técnica também. Flamengo jogará com reservas, o time do Vitória ganhando...um abraço!!!
    Novamente na segunda divisão e com estádio de fazer inveja a tantos outros...onde nos colocaram?
    Vexatório e vergonhoso no ano do centenário para coroar a incompetência geral...parabéns à direção!!!

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial