Observatório Alviverde

13/08/2015

MARCELO OLIVEIRA PERDEU A REFERÊNCIA, O FOCO, O RUMO E O PRUMO, ONTEM EM CURITIBA!



 Image result for marcelo oliveira
 Marcelo Oliveira só não perdeu, mesmo, os cabelos!


Se Nathan atuava improvisado como lateral direito, por que Marcelo Oliveira  permitiu que ele se aventurasse na função de ala ?
 

Na falta de um especialista que substituísse o capitão Lucas, por que o treinador não deu ordens definitivas ao garoto para que se limitasse à função de defender e guarnecer o setor, nada mais que isto?

Pode, ("seu" Marcelo), um zagueiro de área jovem como Nathan, lento, pesado e afeito, exclusivamente, ao desarme, à cobertura e ao chutão realizar tarefas de apoio, típicas de velocistas e de jogadores acostumados a atacar?


Como se isso tudo não bastasse, Nathan (excelente zagueiro de área) estava completamente desentrosado e sem ritmo de jogo. Ele não havia jogado nenhuma partida neste brasileiro. 

Ademais, desde "mil novecentos e oberdan catani" que se sabe que se um time está desprovido de poder de ataque nas laterais, haverá de fazê-lo por compensação, a partir do avanço de seus meio-campistas e do trabalho de deslocamento dos atacantes, na rotatividade natural das peças em torno da área adversária.

É da cartilha do futebol, mas parece que Marcelo Oliveira desconhecia ou, quem sabe, talvez não tenha se lembrado!

A escalação de ontem pressupunha e impunha a adoção dessa estratégia, sobretudo, claro está, pelo lado direito da defesa palmeirense, onde o Verdão não dispunha de um especialista. 

Mais do que uma tática óbvia, inteligente e a um só tempo cautelosa, seria o antídoto ao jogo de contra-ataques utilizado por Ney Franco, fácil de ser previsto, pois se tratava da alternativa única de um time tecnicamente fraco e psicologicamente desesperado.  

O gol precoce do Coxa, aos 17 do 1º tempo que decretou a abertura do placar, ocorreu em função disso e como uma consequência do fato de Marcelo Oliveira ter acreditado em demasia num alegórico potencial ofensivo de sua equipe, coisa que o Palmeiras não tem. 

Sem Valdívia, Sr. Marcelo, "forget, cést fini"! Esqueça e  "Zé fini"! Tudo virou cinza, pó, ou se querem, poeticamente, "reminiscência de lindas e imorredouras noites de verão"!

Marcelo, que é de Minas, a terra dos ditados e citações, parece ter esquecido de um velho adágio, segundo o qual "periquito, digo, passarinho na muda não canta"!  

Querem outro? Se grito resolvesse, porco não morria!

Ele tinha de ter pensado que o Palmeiras, ainda que em fase de muda e transição e mesmo desfalcado de peças de vital importância, não era um time desesperado. O Coritiba, sim!

Tinha de ter estudado a tabela (deveria ter lido a edição de ontem à tarde deste OAV) e ter jogado precavido.

Um empate, conforme eu frisei, se desenhava como um resultado capaz de fazer o Palmeiras encostar nos clubes que perdessem na rodada de ontem. 

Diminuiria as diferenças de pontos e abriria o caminho para a ultrapassagem e entrada no G4 já na rodada final do primeiro turno, domingo contra o Fla, no Allianz Parque. 

Por isto, MO deveria ter explorado o desespero do verdinho do Paraná, abdicando, se necessário fosse, do domínio do jogo ou da posse de bola estéril e inútil, atraindo o Coritiba e deixando que o adversário se desgastasse, para responder em contra-ataques. Foram alto demais os preços da vaidade de o Verdão ser grande e da ousadia.

O Palmeiras, na falta de um meia categorizado, organizador e desequilibrante, que lhe possibilite atacar com efetividade, deveria, (faz tempo), estar jogando de forma mais cautelosa e explorando, essencialmente, os contra-ataques. Só não enxerga quem não quer!

Mas cadê a humildade para a adoção de uma postura dessa natureza? 

Será que Marcelo teria coragem para adotar, por exemplo, a postura tática atual de nosso maior adversário?

Ou seria capaz de por o time para atuar à imagem e semelhança da segunda academia de Dudu e Ademir da Guia que ao contrário do que pensa a maioria, só jogava cautelosamente, no erro do adversário e que foi, em seu tempo, o time brasileiro que mais ganhava por 1 x 0 ?  

Aliás, estou certo de que, se adotada essa configuração tática pelo Verdão, ainda que o time vencesse, haveria quem o criticasse sob a alegação de que o Palmeiras não pode, jamais, jogar como time pequeno.

No começo do jogo de ontem no Couto Pereira, o Palmeiras exerceu, fortemente, a marcação alta e pressionou, sem esmorecer, a saída de bola do coxa no campo defensivo do adversário. 

Este, para mim, foi um formidável equívoco. Explico porquê!

Quando teve a posse de bola -e o teve, inicialmente, em mais de 70% das ações até sofrer o gol-, o Palmeiras soltou os laterais, liberou o meio de campo e foi pra cima do Coxa, do jeito que a torcida mais gosta, mas que, na prática, nem sempre é o mais indicado.

Em que, porém,  resultou, essa ação tão ousada e agressiva, tanto e quanto inócua e "irresultante"? 

Em nada, absolutamente nada, e, pode-se dizer que dela, levada ao exagero pelos jogadores, decorreu o cansaço que dominou a equipe na etapa complementar (tem ocorrido isso nos outros jogos) proporcionando o crescimento e a imposição física do time araucariano, levando-o à vitória. 

Jogadores não são máquinas! Um ou outro, de físico mais privilegiado aguenta esse "rojão"! A maioria, não!

Imediatamente após sofrer o gol, todo o time do Palmeiras sofreu uma espécie de baque psicológico, autêntico 'crack' mental e postural que o levou a partir, num primeiro momento, em ato reflexo, instintivamente, ao ataque.

Assim, o time criou duas situações seguidas de relativo perigo, através de um chute longo de Cleiton Xavier por cima e de uma finalização fraca de Rafael Marques endereçada, justamente, ao local em que se encontrava o goleiro Wilson. Foi só! 

Daí em diante, tomado pelo medo de perder e pelo desespero, o time se enervou e se apequenou. 

Ainda que com maior posse de bola, o Palmeiras esteve ameaçado de sofrer o gol algumas vezes, oportunidades em que brilhou a estrela de Fernando Prass.

 RESUMO DO 1º ATO:  

o Coritiba explorou com eficiência a deficiência decorrente dos avanços indevidos de Nathan, o lateral direito improvisado.

Em uma de suas projeções ofensivas desnecessárias, o Coritiba, nas costas de Nathan, com quatro passes rápidos chegou ao gol de abertura e abriu o caminho para a vitória reabilitadora.

Foi um lance em que a defesa palmeirense correu em bloco para tentar conter o cruzamento que veio do lado esquerdo, sem perceber ou se preocupar com Henrique, livre pelo meio, que lançado em ponto futuro vindo de trás, penetrou, livre e mandou a bola de forma indefensável para o fundo do gol de Prass. Coritiba 1 x 0 Palmeiras!

==============================
O SEGUNDO TEMPO

Em que planeta estaria Marcelo Oliveira no intervalo do jogo, ao  recolocar o time em campo para a etapa complementar sem nenhuma alteração?

Pouco me importa se houve a coincidência do empate rápido (fator que o Palmeiras nem soube explorar), haja vista que o panorama do jogo na primeira fase exigia que o time sofresse alterações, nem que fosse a saída de Nathan!

Marcelo Oliveira desperdiçou dezesseis longos minutos até tomar coragem para tirar Nathan e promover a entrada de um especialista da função, Lucas Taylor que, no pouco tempo em que esteve em campo, mostrou que, muito mais do que Nathan, era credor da titularidade. 

Ficou evidenciado, então, outro erro palmar de MO e a lição segundo a qual, na falta de jogadores experientes para determinadas posições, a solução mais adequada estará, sempre, não no remendo das improvisações, mas no sopro renovatório das categorias de base. 

Ou Marcelo, porventura, não jogou no Galo, o maior exemplo disso entre todos os grandes clubes brasileiros?

Não gostei nada da substituição de Cleiton Xavier, em cujo lugar entrou Cristaldo, por volta dos 20 minutos. 

Na verdade a escalação do argentino proveio, exclusivamente, de sua imagem de amuleto, isto é, daquele jogador sortudo que entra e faz gols.

Entendi essa alteração como equivocada, não em função da entrada e Cristaldo, ou, menos ainda, de qualquer entusiasmo de minha parte em relação Cleiton, outro jogador contratado em plena vigência de contusão (Mattos é um especialista nesse quesito) para o time do Depto Médico do Verdão.

Questiono a alteração pelo fato de ser, ele, Cleiton Xavier, o único entre todos os nossos meio-campistas palmeirenses com capacidade para exercer, em pequenas porções, aquilo sobrava a Valdívia, e que tanta falta tem feito ao verdão, o último passe. Só por isto e nada mais!

Voltando a Cristaldo, se mal pergunto, ele entrou em campo para exercer que função? 

A de armador que ele nunca foi? 
A de centro-avante enfiado, para a qual não tem porte, corpo e envergadura apropriados?
A de homem de área para as cabeçadas, ele que não é um jogador alto?
A de atacante vindo de trás por sua habilidade e velocidade?  
A de atacante que trabalha pelos lados do campo por sua mobilidade? 
A de chupim, ou, como se diz no nordeste, a de garapeiro, isto é, do cara que fica à espera da bola que sobra para fazer o gol?

Fosse qual fosse a função para a qual Oliveira quisesse Cristaldo, a verdade é que o argentino, ontem, não jogou nada. Absolutamente nada!

===========================

Sem medo de errar ou de incorrer em injustiças, sou convicto em afirmar que a defesa do Palmeiras sem o "anjo Gabriel", tornou-se confusa, sem confiança, atabalhoada, falha na antecipação, péssima na entrega de bola e sem o menor senso de jogo coletivo e cobertura. 

Como se diz no interior, a defesa palmeirense, atualmente anda mais furada do que tabuleiro de pirulito! 

Sobretudo depois que Marcelo e Mattos inventaram "Sobrenatural de Almeida" (royalties para Nelson Rodrigues) como zagueiro titular, no que penso tratar-se de flagrante tráfico de amizade!
 

Resta o lenitivo da volta de Vitor Hugo, cujo companheiro ideal, Vitor Ramos, punido, ficou fora do jogo.

A dupla de zaga ideal para o momento que vive o Palmeiras tem de ser aquela, a antiga, formada por Vitor Ramos e Vitor Hugo que já se entendiam muito bem atuando às costas de Gabriel, em perfeito sincronismo.


Todas as eventualidades decorrentes de qualquer ausência, prova provada, têm de ser cobertas por Jackson, bom zagueiro que atua com raça, dedicação, determinação e, principalmente, muita seriedade.
 

Em relação a Egídio (esta é uma opinião minha, muito particular) é um jogador desperdiçado na função de lateral.
 

Primeiro por sua condição de "moça", expressão que, sem nenhuma conotação sexual, significa, na gíria do futebol jogador que atua sem cometer faltas e sem impor virilidade.

Em resumo, por suas classe e habilidade e pelo fato de não ser bom marcador, entendo que Egídio é um jogador a ser marcado, não para marcar ninguém. Marcar, mesmo, só se for gols e nada mais.

Vou além de Egídio, de Zé Roberto e de todos. Mesmo que a política interna anacrônica e demodê anda reinante no futebol do Palmeiras e adotada, estupidamente, por mais de noventa por cento da torcida, não abre ensanchas para o aproveitamento da base, o Palmeiras deveria arriscar.
 

A Copa São Paulo de Juniores revelou aos palmeirenses de bom-senso que o Verdão tem em seu elenco um jogador promissor, espetacular, (muito mais pronto do que Gabriel de Jesus), que, infelizmente, não está sendo aproveitado e, pelo visto, ninguém cogita de aproveitar.

Refiro-me a Juninho, canhoto, muito mais maduro, talentoso e de um futebol mais prático e objetivo do que o garoto De Jesus, com potencial suficiente para vir a se tornar um Zinho, um Alex, um Pedrinho, um Djalminha ou outro jogador desse jaez, desde que suficientemente lapidado e bem preparado psicologicamente. 


Muito me admira que Marcelo Oliveira, com a saída de Valdívia, não consegue enxergar que não possúi no elenco, nenhum jogador das características de Juninho, o craque do Palmeiras na Copa São Paulo!
 

Diante da falta de confiança em relação a Juninho e na ausência de um grande armador, entendo que a melhor solução para o Palmeiras, na hipótese (parece definitiva) de não poder contar com um meia criativo e à altura das necessidades do time, seria improvisar Egídio como meio campista.

Voltando ao jogo, Nathan, Leandro Almeida, Robinho e Alecsandro estiveram (ontem) longe de ter cumprido boas atuações.

Desta vez não vou poupar o garoto Jesus,  porque ele não tem correspondido às inúmeras chances recebidas. 

Há, como citei, garotos mais competentes na base palmeirense que, até hoje, não obtiveram um tratamento isonômico ao dispensado a esse jovem jogador, tão decantado e paparicado!

Prass pareceu-me, entre todos, o mais empenhado em vencer. 

Além da habitual postura de defender as bolas possíveis e umas poucas impossíveis ajudou a comandar o time em campo.

Errou, ao subir para o ataque por volta de 44 minutos para uma tentativa de cabeçada e por pouco não sofreu um gol no contrapé, em chute desferido do meio de campo por Negueba. 

Esse tipo de jogada tem caráter de irresponsabilidade quando tentado intempestivamente ou de forma inconsequente. É válido, apenas e tão somente, exclusivamente, em situações especialíssimas de final de jogo!

O incansável Arouca e o cansado Rafa Marques, o autor do gol do Palmeiras, também se salvaram do naufrágio, mas RM, apesar do esforço, não conseguiu manter a condição física e o ritmo até o fim. Poderia, perfeitamente, ter sido, perfeitamente, substituído por falta de uma melhor condição física. 

Dudu, ontem, apesar de correr muito e de sempre se apresentar para o jogo, foi um verdadeiro campeão de passes errados, em que pese ter sid o autor do belíssimo passe, em ponto futuro, para Rafael Marques estabelecer o empate. 

A verdade, meus amigos, é que perdemos um jogo muito importante, embora isso não signifique que tudo esteja perdido.

Nada que uma ótima e possível vitória sobre o Flamengo, domingo, às 11 da manhã, no ensejo do encerramento do 1º turno não possa deletar de nossa sofrida alma palmeirense.

COMENTE COMENTE COMENTE

NA TV

Independentemente de ser ele ou não um torcedor do Curintia, foi muito boa a transmissão de Milton Leite, ontem, no Coritiba 2 x 1 Palmeiras. 

Concentrou-se no relato, usou os "cacos" na medida do tolerável,  interveio pouco na análise do comentarista, manteve o entusiasmo do relato com um ou outro momento depressivo e não exagerou, como de hábito, nas expressões caricatas, marca pessoal de suas transmissões.

Noriega esteve muito bem na análise do jogo e nem tanto (como sempre) na análise da arbitragem que, segundo se deduz de seus comentários, nunca erra quando apita contra o Palmeiras! Só quando apita a favor! 

A repórter de Curitiba que cobriu o Coritiba, esteve melhor do que o repórter de São Paulo que cobriu o Palmeiras, sendo mais ousada na atuação e mais incisiva nas perguntas. 

Finalmente uma mulher que parece entender de futebol e que foge das trivialidades e dos lugares comuns de suas colegas, com um bom conteúdo de notícias.

Notícias! Está aí o recurso que Milton Leite poderia (deveria) usar para nos livrar dos constantes "pés no saco" de estatísticas retrospectivas.  
(AD) 

43 Comentários:

  • Às 13 de agosto de 2015 06:25 , Anonymous BOCA DURA!!! disse...

    Falta raça, empenho, suor, determinação, disciplina, vontade, respeito ao torcedor e a instituição Palmeiras.... falta o Mago V A L D Í V I A ao Palmeiras.
    Uma vergonha sem tamanho, perder para um time como o coxa é assinar atestado de incompetência.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 06:30 , Anonymous VERDE ROXO disse...

    Curica líder do brasileirão 2015???
    Gooooolllll da Alemanhã!!!!!!!!!!!!!!
    O que dizer de um time do tostão ocupar tal posição à aqueles que se diziam ou se achavam que o Palmeiras tinha elenco e time? Doce ilusão... tudo foi um sonho.. acordei!!!!!!!
    "Ser palmeirense realmente não é para qualquer um".

     
  • Às 13 de agosto de 2015 06:48 , Anonymous TORCEDOR CORNETA disse...

    Ligação direta Prass e zagueiros, até quando? Até quando sem criação de meio campo? Até quando jogadores com o mesmo discurso que não possuem identidade para com nós torcedores? Até quando assistir a uma vergonha dessas? Até quando nos farão de palhaços? Chega, isto é humilhante em todos aspectos!!!! Time sem vergonha.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 06:56 , Anonymous Hugo Vecchi disse...

    O time é o mesmo. Impossível o Gabriel fazer tanta falta. Estranho o Girotto não entrar sendo que vinha ocupando a posição. E o que que é esse Leandro Almeida em campo com o Jackson no banco? O que aconteceu com Rafael, Robinho, Arouca, Dudu e, principalmente, Fernando Prass? Do nada não sabem mais jogar futebol? Porque o CA que vinha fazendo os gols foi pro banco? Marcelo Oliveira só conhece UM ESQUEMA tático e se deixar de contar com duas ou três peças não tem a mínima ideia de como montar o time? Porque o Zé Roberto nunca mais entrou em campo? Porque o Kelvin que coloca pimenta em qualquer jogo no segundo tempo não jogou?

    Estranho. Tem mais coisa ai. Perder é normal. Mas perder para o Coxa que tocou mais bolas com as placas de publicidade do que entre os jogadores é demais.

    Efeito Barrios ou Mago?

    No momento em que achávamos que o time havia engrenado, "do nada", demos cinco passos para trás (de 3° para 8°).

     
  • Às 13 de agosto de 2015 07:03 , Anonymous PAIXÃO CLOROFILA disse...

    Bom dia meus amigos.

    E eu que achei que os pontos que fariam falta seriam os da época do O.O., me enganei bonito.

    Mas o que houve? As teorias vão aparecendo.
    Com a saída do chileno, o time melhorou. E parece que com a entrada de outro jogador que não receberá por produtividade, o time voltou a essa lástima que estamos vendo. Se tem alguma ligação eu não sei.

    E 3 jogos de L.Almeira = 3 derrotas.

    E CX continua sem fazer absolutamente nada. E o único armardor do time não entra em campo nem por decreto.

    E podem esquecer libertadores ano que vem. A não ser que caia uma Copa do Brasil no nosso colo de novo.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 07:12 , Anonymous TORCEDOR PONDERADO disse...

    1. Parabéns à dupla Nobre/Mattos, conseguiram contratar duas dúzias de jogadores, e o único que se salvava era o Gabriel. Bom jogador, longe de ser craque. Ainda assim sua saída liquidou o futebol do time. Pra ver como o resto não presta.
    2. Aliás, as grandes marcas da gestão Nobre serão as dispensas de B@rcos e V@ldivi@, os únicos jogadores de linha acima da média e dotados de personalidade que tivemos nos últimos anos. O Allianz Parque é obra do Belluzzo, e se dependesse do Nobre, teria sido embargado para continuar a brigar com a WTorre.
    3. Quem aplaudiu a saída do V@ldivi@ não pode reclamar, o time está jogando o fino da bola.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 07:22 , Anonymous A VERDADE É LUZ disse...

    Você não sabe o que acontece nos bastidores? O Palmeiras é diferente. Tem um imbecil que não ajuda em nada e pilha os jogadores direto: Valentim. Se tem uma inhaca que precisa sair dessa comissão técnica é esse leva-e-traz do Mustafá.

    Como diria o Cumpadre Washington: inocente. Sabe de nada.!!!!!
    É fato, muitos jogadores comentam esta laranja podre a muito tempo, necessário cortar mal pela raíz.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 08:02 , Anonymous VERDE INSUPERAVEL disse...

    Já falei tudo o que tinha que falar ontem. Hoje vou tirar umas férias do Palmeiras. Talvez volte à noite. Desanimei. Estou vendo a mesma história se repetir. O Palmeiras é um infindável filme pronto !

     
  • Às 13 de agosto de 2015 08:31 , Anonymous Verde sempre disse...

    Não se faz um time campeão com jogadores coadjuvantes, mesmo que tenham alguma qualidade. É preciso ter jogadores com personalidade que imponham respeito aos adversários.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 09:00 , Anonymous roberto disse...

    meteram a mão no sport ontem, que vergonha

     
  • Às 13 de agosto de 2015 09:07 , Anonymous LÍNGUA VERDE disse...

    Time sem protagonismo? Pelo amor de Deus, qual dos atletas chama a responsabilidade deste medíocre time e elenco? Ninguém, pois falta aquele que faz a diferença, que não foge do pau, que é incisivo em suas jogadas....lembrou de alguém? Pois é amigo...falta uma pessoa do nível e de diferencial técnico que se equipare ao Valdívia, para não dizer que não falei de flores.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 09:37 , Anonymous Palmeiras todo dia disse...

    NOTAS E COMENTÁRIO INDIVIDUAL DO PTD:
    Fernando Prass: 3,0
    Muito nervoso. Deveria passar tranquilidade ao time

    Nathan: 3,0
    Improvisado na lateral. Não é a dele, mas foi muito mal

    Lucas Taylor: -
    Não vamos queimar o garoto (1)

    Leandro Almeida: zero
    Não pode ser titular porque é amigo do técnico

    Vitor Hugo: 4,0
    Jogou sozinho na defesa

    Egídio: 3,5
    Tentou alguns cruzamentos, mas errou todos. Fora isso, abusou das firulas

    Arouca: 4,5
    Marcou sozinho no meio-campo

    Robinho: 3,0
    Péssimo

    Cleiton Xavier: zero
    Medonho. Inexplicável seu rendimento

    Cristaldo: 4,0
    Mostrou vontade, mas mal participou do jogo

    Rafael Marques: 4,5
    Leva a melhor nota pelo gol, mas foi muito mal

    Dudu: 4,0
    Correu, correu, correu... Só.

    Alecsandro: 4,0
    Nenhuma bola chegou, ok, mas faltou entrega

    Jesus: -
    Não vamos queimar o garoto (2)

    Marcelo Oliveira: zero
    Inexplicável a insistência com Leandro Almeida, que é PÉSSIMO. Fora isso, mexeu mal

     
  • Às 13 de agosto de 2015 10:36 , Anonymous Anônimo disse...

    Ontem tive a mais pura certeza de que a grana que pagam aos tecnicos é mais que absurda, qdo são campeões acho que o motivo é que o grupo se deu bem e querem ganhar, todos os tecnicos são iguais, a diferença é que uns são mais badalados que outros pq tiveram sorte de serem campeões algumas vezes, pq escalar o Nathan de lateral ate minha sobrinha de seis anos não escalaria, futebol é simples não tem mistério, dar desculpa que o menino era da base e coisa e tal é papo furado, tinha que ter escalado o Lucas Taylor e pronto. Aliás o Nathan com um pouco mais de confiança do nosso tecncio
    joga facil no lugar desse horrivel Leandro Almeida que por sinal é amiguinho do tecnico de longa data. Ano passa foi o Nathan que segurou a bucha e estava bem se não me engano ate se machucar.
    Tecnicos são paneleiros e acabam sendo campeões pq os jogadores se empenham e pronto.
    Quando precisam fazer alguma mudança simples, viram verdadeiros professores pardais.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 10:43 , Anonymous Anônimo disse...

    Robinho é meia armador, não volante de marcação, não rende jogando tendo que marcar e criar.
    Ai o tecnico coloca o Cristaldo e o Jesus e o time começa a jogar com bolas aéreas para que esses dois atacantes que tem 2 metros de altura ganharem de cabeça e onde esta o tecnico para ver isso.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 10:48 , Anonymous Anônimo disse...

    Deveriamos ter dois tecnicos como no futebol Americano, um cuida da defesa e outro do ataque, quem sabe da certo. rs....

     
  • Às 13 de agosto de 2015 10:54 , Anonymous Viúvas do Valdívia disse...

    Mais um post falando do Valdívia.

    Será que o VAlcides não cansa de falar desse assunto?

    Puta bagulho chato cara

     
  • Às 13 de agosto de 2015 10:56 , Anonymous HANS disse...

    A BOLA ME ENSINOU NUNCA CONFIE EM JOGADOR QUE USA GELZINHO E MUDA O VISUAL TODA HORA. ESSE TIPO QUER VAIDADE, NÃO TEM COMPROMETIMENTO.

    A IMPRENSA ENTÃO QUANDO LEVANTA A MORAL DESSES JOGADORES, NINGUÉM SEGURA.

    É AI QUE MORA O PERIGO

    É ESSA A FERIDA QUE O MARCELO TEM QUE CURAR.

    ACABAR COM A VAIDADE DO ELENCO QUE SE ACHA O MELHOR DO BRASIL E NÃO GANHOU NADA

    MEU AMIGO, NORIEGA, VULGO BARIRI, FOI PERFEITO EM SEU COMENTÁRIO: "AS VEZES DA IMPRESSÃO QUE O ELENCO DO PALMEIRAS ACHA JOGA MUITO, PASSA ESSA IMAGEM DE SUPERIORIDADE. SÓ QUE NÃO DEMONSTRA ISSO EM CAMPO"

    ATENTO A ISSO MARCELO !!!

     
  • Às 13 de agosto de 2015 12:23 , Anonymous Anônimo disse...

    AO VIUVAS DO VALDÍVIA

    Antes isso do que "Viúvas da Segunda Divisão" que é o sonho integrantes da mancha verde, como você.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 12:24 , Anonymous MestredosMagos disse...

    Foi o Mestre dos Magos que postou acima.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 12:56 , Anonymous MestredosMagos disse...

    PALMEIRAS E A INESGOTÁVEL FÁBRICA DE PROFESSORES PARDAIS (treineiros)

    Dá pra escrever uma fábula, tamanha facilidade que o Palmeiras consegue arrumar técnicos que começam bem e se transformam em verdadeiros professores pardais.

    E treina o time todo dia.
    E vê os jogadores todo dia.
    E tem um grupo que já tem 7 meses de conhecimento, que já vinha do anterior de mão beijada.

    E, e, e, ,e ,e....

    E não tem uma jogada ensaiada.
    E não esquema defensivo definido.
    E não tem um proposta ofensiva definida.
    E é incapaz de mudar o plano tático do time.

    E, e, e, e, e,....

    E começa a inventar a pólvora;
    E começa inventar a roda;
    E começa a inventar lâmpada;

    E a gente só se fod....

    Saudações.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 13:19 , Anonymous roberto disse...

    vejam aqui o que eu vou escrever. foi só marcelo oliveira participar do Bola da Vez (ESPN) e Bem, Amigos (SPORTV) que ele perdeu o prumo, a mão e tudo mais. foi só participar de programas de dois canais que mais odeiam o Palmeiras, que ja esta dando merda. fora marcelo oliveira

     
  • Às 13 de agosto de 2015 13:56 , Anonymous Fernando disse...

    24 contratações mais quem ficou do ano passado e um time sem um meia de qualidade. não adianta ter dinheiro e não saber gastar.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 14:14 , Anonymous Jorge disse...

    Calma pessoal,
    tudo voltará ao normal com a zaga anterior dos dois Victor.
    Isto é,....
    Se acharem um meia de qualidade para armar o jogo.
    Quem sabe o Mattos não possa fazer essa função?
    Vamos lá MO, Matos na meia.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 14:20 , Anonymous Anônimo disse...

    Fora Marcelo Oliveira!
    Nobre, traga o TITE para o ano que vem!
    Tá fazendo mágica com um time safado (ainda que com ajuda da arbitragem, estão fazendo muito mais que a gente)

     
  • Às 13 de agosto de 2015 14:20 , Blogger vladimir rizzetto disse...

    Eu entendo que as questões tático-técnicas não são as verdadeiras, ou pelo menos, o maior dos problemas do Palmeiras. O Curitiba Cobertores por acaso tem um time melhor que o nosso? Reparem que o Palmeiras SEMPRE começa animando seu torcedor e em dado momento desaba. Tem sido assim ao longo de muitos anos. Façam um exame rápido de memória e confirmem apenas o histórico dos últimos cinco brasileirões e vejam que o Palmeiras fracassou miseravelmente do mesmo jeito. O que mina o ânimo dos jogadores? Porque o empenho e a raça cedem lugar à indolência? Porque a tensão e falta de confiança dominam os jogadores? Quem ou o que sabota o ambiente? Essas derrotas não são circunstanciais e requerem um exame crítico e profundo da direção do Palmeiras a fim de identificar a origem desse estado de coisas. Uma coisa é certa. A possibilidade de título está quase eliminada, restando apenas a vaga para Libertadores e da forma como os jogadores estão vibrando será um privilégio tremendo conquistá-la.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 14:24 , Anonymous PADRE QUEVERDE disse...

    Hablo non só pela parte fisica del jugador , hablo que a chiegada del Lucas gerou ciumes ($$) en grupo .

     
  • Às 13 de agosto de 2015 14:35 , Anonymous SÓCIO TORCEDOR disse...

    32 mil ingressos vendidos antecipadamente para domingo antes da passeata. O meu já garantido no começo da semana.
    Agora eu pergunto? Vamos assistir ao jogo do Palmeiras ou Flamengo????
    Mais uma derrota, tô fora...para mim chega!!

     
  • Às 13 de agosto de 2015 14:59 , Anonymous Careca disse...

    Gostei.
    Campanha:Matos no meio de campo.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 16:59 , Anonymous BOCA DURA!!! disse...

    Afinal de contas de quem é a culpa? Valentim que é corneteiro e é um leva e trás danado dentro da comissão técnica ou grupo rachado por diferenças salariais e privilégios de alguns puxa sacos do MO ou falta de comando técnico por parte do MO ou mesmo falta de um jogador que chame a responsabilidade e faça diferença na armação do time?
    Seja ela qual for, que podemos enumerar várias hipóteses a verdade é que ficamos órfãos de pai e mãe, não aguento mais passar vergonha com estes pseudo-jogadores e este pseudo-diretor.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 17:45 , Anonymous Verde sempre disse...

    ah
    quando o Valdívia fosse mandado embora não estariam resolvidos todos os problemas financeiros, salariais, táticos, técnicos, exotéricos, espirituais, ambientais, hormonais, psicológicos, morais, extraterrestes e celestiais do Palmeiras?

    ou buraco é mais embaixo?

    apoio a campanha - matos no meio de campo.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 19:51 , Anonymous Só palmeirense disse...

    Lucas Lima estava na mão do Palmeiras antes de ir para o Santos. Cairia como uma luva nesse time.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 21:56 , Anonymous JEAN disse...

    Peço licença para postar, mas é bem isso

    http://blogdomenon.blogosfera.uol.com.br/2015/08/13/me-facam-diretor-que-eu-salvo-o-palmeiras/?cmpid=fb-palmeiras

     
  • Às 13 de agosto de 2015 22:05 , Anonymous Sérgio de Mauro disse...

    Parem de aliviar a barra do Nobre e cobrar só do Mattos. Se o Mago saiu foi sobretudo porque o Nobre quis.
    Foi tudo parecido com a estorinha do Barcos, e lá não tinha Mattos, mas tinha Nobre. Que é quem dá a palavra final.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 22:22 , Anonymous Blog do Menon disse...


    Me façam diretor que eu salvo o Palmeiras”

    O texto abaixo é do jornalista Rubens Leme da Costa, meu colega dos tempos de Lance!

    “Nenhum torcedor entende mais de futebol do que eu. Duvido. Desafio. Nem preciso ver todos os jogos ou acompanhar os noticiários para discorrer sobre isso. E ninguém na face da Terra, passado ou presente entende ou entendeu mais do que eu quando o assunto é o Palmeiras.

    O que está acontecendo agora eu cantei há tempos. Mas como moro longe e pouco falo com os meus amigos, resta encher minha pobre esposa com tamanha indignação.

    Quando o Palmeiras contratou essa merda de Dudu, chiei. Um cara que é atacante e faz 3 gols durante todo o ano não pode jamais ser contratado, muito menos por 20 milhões de reais.

    Quando começaram contratar de monte, disse que boa parte deles seriam dispensados em junho e julho. Quando reclamei por escalarem Robinho de volante e disse que isso faria o time perder o título paulista, ninguém me ouviu.

    Quando Gabriel se machucou, contra o Furacão, desliguei a tv e previ a derrota. E disse que seriam em número de três. A diretoria contrata 25 jogadores e não tem uma merda de volante reserva decente para escalar agora. E ainda improvisam Cleiton Xavier, esse come e dorme do caralho, que só voltou porque o palmeirense anda tão carente de ídolos que trata refugo do passado como craque.

    Por que temos 6 centroavantes (Leandro Pereira, Barrios, Mouche, Cristaldo, Alecsandro e Gabriel Jesus) se apenas 1 é escaldo e só 1 entra no segundo tempo, no lugar de quem começou jogando?

    Puta que pariu!

    Vivemos um tempo tão medíocre que hoje a grande preocupação é derrotar o Corinthians… em números de sócios!

    Sócios? Mas, que diabos, isso me interessa?

    Um time se faz grande com títulos e grandes jogadores. Pau no cu se são 5, 10, 15 ou 500 mil que pagam a mensalidade pra merda do Avanti! Por causa dessa joça só existem torcedores riquinhos hoje nessa arena fria, apesar de bonita. Falta alma, falta gente pobre, que manda se foder quem tira selfie ou dá tchauzinho no telão.

    Como é possível ir para um estádio mais preocupado com sua imagem do que com o time? E que importa se tem um monte de mulher bonita com a camisa do Palmeiras? Eu quero é onze caras feios, sujos, suados arrebentando o adversário, isso sim!

    Não entendo isso.

    Por isso, lanço um desafio e sei que não vai virar nada. Ainda assim, o lanço.

    Me deixem ser diretor do clube por dois anos. Não me interessa o salário. Aceito 10% do Alexandre Mattos. Em dois anos, faço o time ser bicampeão paulista, levanto um título Brasileiro e uma Copa do Brasil. Em 4 anos, a Libertadores e o Mundial.

    Vou acabar com essa merda de frescura que assola o futebol. Menos penteados e tatuagens ridículas e mais bola na rede. Menos Avanti na arquibancada; mais avante em campo para cima dos rivais.

    O Palmeiras morreu porque morreu sua alma, sua identidade. O futebol mundial está em declínio porque a escola mais importante do planeta, definha. No caso, a nossa. E nenhum time representou tanto o Brasil do passado como o Palmeiras. Salvar o Palmeiras é salvar de sermos um eterno 7×1.

    Tarefa imensa para qualquer um. Menos para mim. Eu sou o melhor. Me dêem o Palmeiras e dou o titulo mundial pro clube e o hexa para o Brasil.

    Eu sou foda e não aguento mais ver meu time se foder.''

     
  • Às 13 de agosto de 2015 22:53 , Anonymous VERDE INSUPERAVEL disse...

    Exatamente. Mattos é pau mandado. O chefe é Nobre! Para o bem e para o mal. Um conselho aos companheiros do blog: Briguem sempre com o Cacique, nunca com os índios. Porque estes sempre terão uma desculpa. Conselho bom, e melhor, de graça.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 23:05 , Anonymous VERDE INSUPERAVEL disse...

    Só para lembrar, pois reflete bem a qualidade do Time do Palmeiras: O Grêmio, com Edinho e Marcelo Oliveira (lembram-se?), ganhou com sobras do Atlético Mineiro em BH. O Atlético Paranaense, que nos venceu no Allianz, perdeu do Flamengo. O Cruzeiro, que nos enxotou em Minas, acabou de perder do.....Joinville. E o ex lanterninha Coritiba, que nos humilhou ontem, havia perdido de forma cativa, do Curintias, domingo passado! Ou seja, para meio entendedor, não há outra conclusão: O Time do Palmeiras, bem como o seu técnico, são uma BOSTA !

     
  • Às 13 de agosto de 2015 23:07 , Anonymous VERDE INSUPERAVEL disse...

    Quero quebrar a cara, mas acho que o Flamengo vai nos impor uma goleada domingo. Se a história se repetir, a goleada será certa!

     
  • Às 13 de agosto de 2015 23:10 , Anonymous VERDE INSUPERAVEL disse...

    Eu já disse há dias: Marcelo Oliveira sentiu a pressão de treinar o Palmeiras. Está sem autoridade. Escalando mal e substituindo pior ainda. Talvez seja a hora do Leão, chegando e dando tapas com mão aberta, na orelha desses jogadores idiotamente mascarados.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 23:12 , Anonymous VERDE INSUPERAVEL disse...

    Ao nanico Dudu desejo uma suspensão PERPÉTUA !

     
  • Às 13 de agosto de 2015 23:17 , Anonymous VERDE INSUPERAVEL disse...

    É hora de Aranha entrar. Prass é um paneleiro histórico, um presepeiro, um goleiro do bumbameuboi, que provoca arrepios quando sai jogando.

     
  • Às 13 de agosto de 2015 23:21 , Anonymous VERDE INSUPERAVEL disse...

    Leandro Almeida talvez seja a faceta podre das negociações do Palmeiras. Venderam Tobio, bilhões de vezes melhor, e trouxeram esse jogador incompetente e escroto. E a duplinha Mattos e Marcelo fizeram um pacto de escalá-lo todos os jogos, tendo esse protegido prejudicado o Palmeiras em todos os jogos. Aí tem! Com a palavra PAULO NOBRE !

     
  • Às 13 de agosto de 2015 23:24 , Anonymous VERDE INSUPERAVEL disse...

    Se Marcelo perder domingo, na segunda, se houver vergonha na cara, deveremos ter outro treinador. Quatro derrotas seguidas não sustenta nem Guardiola !!!

     
  • Às 14 de agosto de 2015 00:37 , Anonymous VERDE INSUPERAVEL disse...

    A coisa está feia: Perdemos no sub 20 para o......Flamengo.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial