Observatório Alviverde

03/05/2017

A ESCALAÇÃO DO PALMEIRAS PARA PEGAR O JORGE WILSTERMANN!



Qual, enfim, o time que Eduardo Baptista vai escalar para enfrentar o Jorge Wilstermann hoje em Cochabamba, Bolívia?

Antes da resposta direta a essa questão, consideremos e discutamos aspectos importantíssimos do jogo, como, por exemplo, a grande responsabilidade de o Palmeiras vencer ou de, minimamente, empatar.

A vitória do Atlético Tucuman, ontem, sobre os muares do Peñarol por 2 x 1, decuplicou a responsabilidade dos jogadores do Palmeiras que já era imensa.

Tido e havido antecipadamente como virtual classificado, o Palmeiras, verdade seja dita, ainda não está matematicamente garantido para a sequência da Liberta.

Para oficializar a classificação, o Verdão necessita -prementemente- conquistar ao menos um ponto dos seis que vai disputar sendo três (3) com o Jorge Wilsterman esta noite em Cochabamba e os outros três (3)contra o Atlético Tucuman no Allianz Park numa quarta-feira, dia 24 de maio.

O jogo desta noite contra o Jorge Wilsterman será um desafio de enormes proporções para o Palmeiras, na medida em que, se vier a perder, o Verdão, ainda que tenha muito mais time corre severos riscos de se enervar e ser surpreendido em casa pelo time argentino. 

Como torcedor da velha guarda, já passei inúmeras vezes por situações dessa natureza e confesso-lhes que nada mais no mundo do futebol, sobretudo quando se relaciona com o Palmeiras, me surpreende mais.

====================
ADVERTÊNCIA

O que vou dizer não se trata de pessimismo e só o farei por precaução a fim de evitar que o excesso de otimismo, traduzido pelo estúpido "já ganhou", tome conta do time e o encaminhe à desgraça.

No jogo da 1ª fase em São Paulo contra o Jorge Wilstermann, o Palmeiras sofreu demais e só marcou o gol do "magérrimo" triunfo por 1 x 0, nos acréscimos, aos 50' através do zagueiro Mina, em jogada de abafa! 

Os bolivianos mostraram, sim, naquela 4ª feira, 15 de março, um time determinado e aguerrido, capaz de resistir ao Palmeiras e em condições favoráveis até de derrotá-lo. Quem assistiu àquele jogo sabe disso! 

Ainda que disponha de um time menos técnico e bastante inferior ao Verdão técnica e individualmente, do ponto de vista técnico, as chances de o JW surpreender o Palmeiras ampliam-se considerando-se que os bolivianos vão jogar esta noite em casa e com o apoio da torcida.

O Palmeiras, portanto, que se acautele, se mobilize, se prepare para o impacto, dê tudo de si em campo e atue com seriedade e confiança o tempo todo, imponha a maior qualidade técnica e individual de seu time e jogadores, sem imaginar em momento algum que terá pela frente um time bobo, ingênuo ou desprovido de força.

=====================
ALGO A PENSAR

Os jogadores palmeirenses têm algo a pensar e raciocinar acerca do Jorge Wilstermann. 

Têm de lembrar e concluir que o todo poderoso Peñarol se esfacelou e se desmobilizou nesta Libertadores ao ser goleado pelo próprio JW em Cochabamba por um histórico, extravagante e humilhante 6 x 2, logo na primeira rodada.

Essa, em meu entendimento é a maior advertência ao elenco do Verdão, considerando-se que se o time boliviano, sempre incentivado por sua fanática torcida, ganhou as duas partidas que realizou em seu estádio Félix Capriles. 

Além da ampla goleada no Peñarol, derrotou, também, o Atlético Tucumán da Argentina por 2 x 1. Em compensação, não conseguiu vencer ninguém fora de de seus pagos. 

O Palmeiras é o terceiro adversário que o JW recebe em casa com a diferença em relação aos jogos anteriores e uma agravante para o Palmeiras, que o jogo contra o Verdão tem um caráter decisivo para o time boliviano.

Isso obriga o time do Palmeiras a se acautelar em campo (isto é muito importante) mas sem se encolher ou acovardar, dando-se ao luxo até de poder jogar no erro do adversário, que, pelas circunstâncias da tabela e dos pontos terá de adotar todas as iniciativas do jogo.

Em razão disso a torcida palmeirense terá de ter os pés no chão e não ficar criando quimeras, fantasias ou plantando ilusões segundo as quais o Palmeiras tem a obrigação de golear.

A vitória, para mim, será muito bem-vinda e até acredito que ela venha pela tradição, pelas diferenças técnicas de time e elenco e, sobretudo, pela categoria individual muito maior do time do Palmeiras!

No entanto eu lhes digo que se o Palmeiras arrancar um empate de zero a zero suficiente para classificação sentir-me-ei, não apenas satisfeito, mas realizado! 

====================
SEM ZÉ ROBERTO

Que ótimo que Zé Roberto não tenha viajado e nem vai jogar. Ele, que não vinha nada bem, segundo estou informado, trata de uma contusão e está sendo preparado para o Brasileirão.

Em meu critério de análise, de há muito ele já deveria ter sido afastado do time principal do Palmeiras e ser escalado -exclusivamente- em circunstâncias de manutenção de resultado e de valorização e posse de bola, nada mais que isto.

No duro, no duro, Zé deveria mesmo (já faz tempo) é estar fora do futebol de elite e jogando, em melhor hipótese, num clube de menor exigência da série A.

Um time da série B carente de experiência para galgar à Série A seria o local ideal para a aposentadoria desse esplêndido (ex)jogador ainda na ativa, onde, certamente, ele ainda cabe e caberia. 
====================
ZÉ ROBERTO E EDUARDO BAPTISTA

O caso de Zé tem analogia ao de Eduardo Baptista, visto que ambos, nem de longe, representam as melhores soluções para o Palmeiras em suas respectivas funções e no entanto fazem parte do elenco.

Aliás, fique bem claro que o fato de eu ter dado um tempo a EB não significa que tenha a expectativa ou esteja esperando que, do pouco, do quase nada que o caracteriza, EB se transforme subitamente em um novo Osvaldo Brandão!

O fato é que pelo dinheiro estupidamente gasto por Mattos na renovação de Zé e na aquisição de Eduardo Baptista temos de esperar mais um pouco, sob o risco de prejuízos ainda maiores.

Mattos poderia e deveria ter investido em um lateral mais jovem, mais produtivo, mais promissor e da posição (Zé é adaptado) tanto e quanto errou (este Blog foi o primeiro a estrilar e protestar) na medíocre contratação de um treinador neófito sem estrada e sem estofo (ainda) para dirigir um clube da magnitude do Palmeiras.

EB tem de (por enquanto, por enquanto, repito, por enquanto) permanecer porque o Palmeiras, além de estar no momento crucial da fase classificatória da Libertadores, viu e sentiu uma perspectiva de melhora do treinador quando de suas ações e substituições no intervalo do jogo contra o Peñarol.

Além do mais Batistinha tem muito tempo de contrato a cumprir e sua demissão neste momento tumultuaria completamente o ambiente do elenco gerando divisões e inseguranças no grupo de jogadores.

Da mesma forma, incitaria os eternos descontentes do elenco -eles não são poucos- a continuar trabalhando contra qualquer treinador que chegasse ou contra outros cujas permanências não desejem, não lhes agrade ou lhes contrarie os interesses. 

O fato é que Eduardo Baptista terá esta noite a oportunidade derradeira (mais uma) de mostrar que pode e deve ser o técnico do Palmeiras, mas estará novamente entre a cruz e a espada.

Se o time perder e não render creio que dificilmente ele sobreviverá para comandar o time contra o Atlético de Tucumán. 

Será difícil que a diretoria se arrisque a perder a classificação prestigiando (no sentido exato do termo) um técnico perdedor e arriscando-se a assinar um atestado público de burrice e de ignorância.

Para que nada ocorra com Eduardo Batista e para que ele continue no cargo sem tantas contestações, será necessário que o time, no mínimo, reedite a performance apresentada no segundo tempo contra o Peñarol em Montevidéu. 

Se render mais ou além das expectativas, muito melhor, embora os opositores de EB, teimosa e irracionalmente continuarão asseverando que "o mérito é exclusivo dos jogadores".
====================
O TIME PARA ESTA NOITE

Como Dracena também não viajou, Vitor Hugo ocupa a quarta-zaga e é bem melhor para o Palmeiras, ainda que devamos respeitar muito o veterano jogador, útil e eficiente em todas as partidas que disputou.

Prass (o melhor goleiro brasileiro da atualidade), Jean (voltou com a corda toda nos dois últimos jogos, Mina (o melhor zagueiro em atividade no Brasil) estão garantidos ao lado de Vitor Hugo (a melhor opção palmeirense para a posição, um dos melhores zagueiros do país).

Aliás, a volta de VH garante ao Palmeiras a importante presença de um quarto-zagueiro canhoto (raro entre os clubes brasileiros), de muito mais juventude e velocidade do que Dracena, emérito cabeceador defensivo e ofensivo, grande arma nos escanteios pró e contra, mormente nos pró, perdendo apenas um pouco na saída de bola em relação ao destro veterano.

A dúvida persiste na lateral esquerda entre Michel Bastos e Egídio, mas se EB tiver visão, e, principalmente, juízo nem em pensamentos retira Michel (muito melhor) do time.

Além de proporcionar muito mais consistência à defesa, (Egídio não marca bem. Nem apoiar tem conseguido) Michel Bastos melhora a saída de bola, a passagem de bola, isto é,a transição, o troca de passes na meia-cancha tanto e quanto aumenta o tempo do time com a bola no pé. 

Como emérito chutador será importantíssimo nas cobranças de faltas, nos escanteios e nas chegadas impressentidas, arrematando de longe, sempre com muita potência e capacidade para decidir os jogos.

No meio de campo Thiago Santos vai substituir Felipe Melo, -injustamente- suspenso pela Conmebol, mas este é um outro assunto. 

Thiago é uma peça importantíssima do elenco palmeirense, um "reserva titular" que não precisa provar mais nada a ninguém e que tem tudo para substituir à altura o xerife palmeirense.

O ideal nesse jogo decisivo na Bolívia, em que é importante ter uma defesa bem fechada, a presença de Thiago e Melo à frente da zaga, seria de bom alvitre, ao menos sob o meu ponto de vista.

Hoje, Thiago abre o setor, a ser complementado pelas presenças de Tchê, Guerra e Dudu que está voltando ao time após algumas alterações bem apagadas. 

Aliás, já imaginaram os ferozes críticos de Thiago Santos se não tivéssemos no elenco esse jogador? Seria o cáos!

No ataque o EB deixou claro que só garante mesmo a presença de Willian, a expressão superlativa da virada alviverde sobre o Nacional.

Se Willian for escalado para exercer a função de centroavante, Róger Guedes será titular. Jogará aberto pelo lado direito e Dudu, então, abre pela esquerda.

Caso (perspectiva remota) Borja seja escalado, Róger Guedes vai para o banco e Willian atua pelos lados do campo.

O mais provável time:

"Prass, Jean, Mina, Victor Hugo e Michel Bastos(remotamente Egídio.
Thiago Santos, Tchê, Guerra e Dudu.
Róger Guedes (Borja) e Willian".

QUAL, EM SUA OPINIÃO, O TIME IDEAL PARA QUE O PALMEIRAS RETORNE ANTECIPADAMENTE CLASSIFICADO AO BRASIL?

COMENTE COMENTE COMENTE 

  

 


19 Comentários:

  • Às 3 de maio de 2017 08:10 , Blogger Joel Ferreira disse...

    O duro é esse treinador que ainda não entendeu que tem uns dos melhores time da América, e fica agindo como se fosse time pequeno, tem hora que da raiva assistir jogo do Palmeiras por culpa dele.

     
  • Às 3 de maio de 2017 09:08 , Anonymous Elcio disse...

    Qual a equipe ideal?
    Aquela que não contar com EB como treinador.

    Os jogadores que entrarem em campo não será o determinante do desempenho.

    Vamos torcer para ele não criar nada muito esdruxulo para hoje.

     
  • Às 3 de maio de 2017 09:22 , Anonymous Elcio disse...

    Gostaria de comentar sobre algo que o pessoal não tem dado muita importância.

    Ficam colocando na cabeça que com um empate o time já está classificado e esquecem de que quanto mais pontos fizermos, melhor será a classificação no geral.

    A pontuação/colocação nessa fase de grupos determinará os mandantes até a final.
    Seria bom fazer o máximo de pontos possível para jogarmos nas próximas fases sempre como mandante do último jogo.

    Terminada a fase de grupos, os primeiros e segundos serão separados em dois grupos e receberão um número de 1 a 8 e 9 a 16 conforme a classificação geral.

    Os confrontos das oitavas será determinado por sorteio, e os primeiros colocados (1 a 8) serão os que jogam a última em casa.
    A partir dessa fase joga em casa os melhores classificados ao final da fase de grupos, obedecendo a sequência de 1 a 16.

    Diante disso, nada de poupar jogador e vamos ganhar as duas!!!

     
  • Às 3 de maio de 2017 09:22 , Anonymous Marcelo Jose disse...

    O Palmeiras não tem que ter medo de jogar, esse medo também pode se traduzir como vontade.
    Há muito em jogo hoje, a classificação antecipada e vantagem de se decidir em casa na próxima fase.

    O time tem que ter Michel Bastos, Guerra, Roger Guedes e Dudu, então fica entre Willian e Borja começar o jogo. Iniciaria com o Willian.

     
  • Às 3 de maio de 2017 09:57 , Blogger Libertad disse...

    Zé Jurássico e Asno Batista já tinham que estar muito longe do palmeiras, sempre disse que o jurassico só iria atrapalhar a chegada de outro para posição.
    Tem q levar muito a sério o jogo de hoje, acumular pontos para ser mandante até o fim. O Jogo hoje não vai ser fácil, é jogo para dois volantes de marcação, eu não tiraria Borja do time, e sem dúvida M.Bastos é o lateral.
    Mas com esse mala de tecnico td é uma incógnita, Palmeiras virou uma loteria.

     
  • Às 3 de maio de 2017 09:58 , Anonymous Nei Verde disse...

    Libertad = Nei Verde

     
  • Às 3 de maio de 2017 10:38 , Anonymous Detetive disse...

    É muitos nicks para uma única figura rsrsrs
    Dizer que ganhar pontos é importante para a fase que vem é chover no molhado. Quem naum sabe disto? Vamos ganhar hoje de 1 x 0.

     
  • Às 3 de maio de 2017 11:01 , Anonymous Elcio disse...

    Você como um "Bom" Detetive deve saber. :)

    Quem fala que um empate é suficiente para se classificar não deve saber, ou não está dando a devida importância.

    Aliás, você como um "Bom" Detetive, não deveria perguntar se o Divino é o Verde, já foi comentado aqui que só volta o Verde quando sair o EB.

     
  • Às 3 de maio de 2017 12:26 , Anonymous Nei Verde disse...

    Observações:
    já descobriram e esta rodando imagens na net e imprensa em que a torcida que foi a Montevideo a tal manchada da ignorância, foi quem iniciou o tumulto, estourando o alambrado de divisão das torcidas, esses crápulas já prejudicaram o palmeiras por inúmeras vezes, agora justamente com o desbocado, linguá solta do F. Melo vão nos prejudicar novamente, aguardem que a punição vai ser forte, para jogador e clube, a tal de CONMEBOSTA, vai querer fazer moral..!
    Sempre digo, o Palmeiras quando não encontra dificuldades ele mesmo cria, é muito amadorismo..!
    Nobre já tinha distanciado esses bandidos, mas o cara de ovo, o judas os reintegraram a pedido da dona da patrocinadora, esse ano e 2018 vai ser só de retrocesso, ate a volta de Nobre em 2019, para reiniciar tudo novamente.

     
  • Às 3 de maio de 2017 13:37 , Anonymous Anônimo disse...

    Meu time:

    Prass
    Jean, Mina, VH e Michel
    Tiago Santos, Tchetchê e Guerra
    Willian, Borja e Dudu


    Abraço! Hudson

     
  • Às 3 de maio de 2017 13:54 , Anonymous Sr. Keiko disse...

    O Palmeiras foi denunciado no Comitê de Disciplina da Conmebol pelo comportamento dos jogadores, que se envolveram em confronto com atletas do Peñarol na última semana, e também pela briga entre torcedores alviverdes e do clube uruguaio nas arquibancadas do estádio Campeón del Siglo, em Montevidéu.
    A denúncia cita os artigos 5, 6 e 11 do Regulamento Disciplinar da confederação. Os dois primeiros se referem à conduta dos atletas e membros do clube, o último ao dos torcedores. Em ambos os casos, o Palmeiras pode ser considerado responsável.
    No artigo 5, o clube brasileiro foi enquadrado nos itens B (comportar-se de maneira ofensiva, insultante, ou realizar manifestações difamatórias), C (violar conceitos mínimos do que se considera comportamento aceitável no esporte) e E (comportar-se de maneira tal que o futebol e a Conmebol possam ser vistos com descrédito).
    Por causa das brigas nas arquibancadas, o Palmeiras foi denunciado no artigo 11, itens B (lançamento de objetos), F (desordem) e G (quando em casos de tumulto em que não são identificados os responsáveis, o órgão disciplinar sancionará o clube a que pertencem os agressores).
    O volante Felipe Melo, protagonista da confusão, já foi suspenso preventivamente por três jogos, assim como outros três jogadores do Peñarol. O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, foi à Conmebol nesta semana para apresentar a defesa do clube.

     
  • Às 3 de maio de 2017 16:07 , Blogger Moisés Braga Ribeiro disse...

    Alcides, quem diria, terei que defender o Zé Roberto contra o que você disse:

    "Um time da série B carente de experiência para galgar à Série A seria o local ideal para a aposentadoria desse esplêndido (ex)jogador ainda na ativa, onde, certamente, ele ainda cabe e caberia."

    Por tudo que o Zé Roberto já fez no Palmeiras, seria cuspir no prato entregá-lo a um time de série B.
    Aqui ele ganhou a Copa do Brasil e o Brasileirão.
    Aqui merece ganhar a Libertadores, na reserva e entrando no segundo tempo de alguns jogos.
    Mas aqui.
    Como campeão!

     
  • Às 3 de maio de 2017 16:14 , Blogger Moisés Braga Ribeiro disse...

    Meu time ideal seria o mesmo que o do Alcides.
    Hoje é jogo para marcar forte no meio e provocar os erros deles.

     
  • Às 3 de maio de 2017 21:34 , Anonymous Elcio disse...

    Pela primeira vez nesse ano não tenho a menor perspectiva de ver algo bom.

    É possível que jogue bem, esse cientista maluco tem me surpreeendido a cada jogo.

    Vamos ver.
    Se começar mal, prometo ir dormir rapidinho, como contra o Penarol. :)))

     
  • Às 3 de maio de 2017 22:15 , Blogger Eduardo Moblize disse...

    O time começou bem, mas já amoleceu...

     
  • Às 3 de maio de 2017 22:20 , Blogger Eduardo Moblize disse...

    Como sempre há um espaço enorme entre os jogadores, só chutão...

     
  • Às 3 de maio de 2017 22:21 , Blogger Eduardo Moblize disse...

    É pra piorar tomou gol... Haja paciência

     
  • Às 3 de maio de 2017 22:25 , Blogger Eduardo Moblize disse...

    Tomando outra aula de futebol

     
  • Às 3 de maio de 2017 22:27 , Blogger Eduardo Moblize disse...

    Time apático... Sonolento... Sem esquema tático... Sem comandante

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial