Observatório Alviverde

23/08/2017

CUCA GARANTE QUE SÓ SAI SE O MANDAREM EMBORA!


Apesar das declarações de Cuca na coletiva de hoje garantindo sua permanência no Palmeiras até o fim do ano (desde que a diretoria não o dispense) o técnico palmeirense sabe que poderá viver daqui até o final do amo, dias turbulentos, tempestuosos e de muita instabilidade.  

Em seu pronunciamento, além de garantir que vai cumprir seu contrato até o final e que pode, até, renová-lo, Cuca garante que não existe desmotivação no grupo.

Afirma que todos os jogadores estão empenhados em vencer, e que ninguém está fazendo corpo mole.

Ilustra a situação ao dizer que Dudu foi às lágrimas ao saber que sua contusão não permite que ele enfrente os bambis no próximo domingo. 

Detalhe: Dudu quer jogar o clássico de qualquer maneira contrariando as recomendações dos médicos. 

Em suma, o discurso de Cuca foi moderado e apaziguador às vésperas do "choque-rei".

Ele quer o time tranquilo e sereno em busca da vitória, único resultado capaz de levar tranquilidade a um elenco tumultuado e em má condição psicológica.

Da mesma forma ele tem consciência plena da importância do jogo pois sabe que em caso de vitória, a torcida certamente esquecerá de todos os problemas e traumas deste ano, proporcionando-lhe a tranquilidade suficiente para que ele possa continuar até o final do ano e, em melhor hipótese, renovar visando a 2018.

Depois de tudo o que disse Cuca você acredita que o ambiente no Palmeiras esteja mais ameno e melhorado, suficientemente capaz de motivar o time para uma grande vitória sobre os bambis?

COMENTE COMENTE COMENTE

PS-

Embora aqui em Pederneiras, registro, consternadamente, o falecimento em Belo Horizonte de um cronista esportivo de dimensão nacional e grande amigo, o locutor esportivo Willy Gonser.

Embora um narrador "top" não vou enaltecer-lhe o trabalho por isto, mas por outro aspecto que, ao menos para mim, é de suma importância para qualquer jornalista, justamente aquele de ser e estar sempre bem informado.

Informado, atualizado, personalidade marcante, português escorreito, excelente voz, magnífica dicção e conceitos inteligentes em relação ao futebol, matéria que dominava como poucos, Willy, mesmo atuando na Rádio Itatiaia, emissora belo-horizontina marcantemente parcial no futebol, conseguia manter-se impressionantemente imparcial.

Era sempre escalado para transmitir exclusivamente os jogos do Atlético MG (ele me disse várias vezes que detestava) mas nem por isto era execrado ou mal querido pela torcida do rival, o Cruzeiro.

Willy, que iniciou sua vida profissional em Curitiba, na Rádio Marumbi, trabalhou em várias praças importantes do país entre as quais consigo me lembrar das de Londrina, Joinville, Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro até chegar em Belo Horizonte onde fixou-se por quase trinta anos.

Trabalhamos juntos na Rádio Continental do Rio de Janeiro e, à época, dividimos o apartamento de moradia provisória no Park Hotel, enquanto ele esperava pela chegada da família, ainda em São Paulo.

Da mesma forma, muitas vezes dividimos apartamentos em viagens quando estávamos em emissoras diferentes embora transmitindo os mesmos jogos. Assim, mantivemos uma relação de consideração, amizade e apreço por muitos e muitos anos.

Sem Willy Fritz Gonser, a crônica esportiva brasileira inteligente, séria, criativa, imparcial e incorruptível do Brasil, que nestes tempos globais luta para sobreviver, fica ainda mais indigente e pobre do que já estava há muito tempo!

O Rádio perde um narrador de ponta e de extrema qualidade, a classe perde um formador de opiniões do mais alto estofo e eu -lamentavelmente- perco um grande e especial amigo! (AD)

19 Comentários:

  • Às 23 de agosto de 2017 22:31 , Blogger Leandro Leo disse...

    O discurso de cuca foi óbvio e lulante em suas palavras. Como já disse anteriormente que perdeu o comando do grupo é esperar pra ver se reconquistou o grupo ou está adiantando sua exoneração. Vamos ver. Mas acho que cuca está com os dias contados. Aguardem.

     
  • Às 23 de agosto de 2017 22:45 , Anonymous Verde Insuperável disse...

    Pode garantir à vontade, ex mestre Cuca, mas depois dessa vitória do Curica sobre o Time que nos venceu há pouco, recém chegado do Japão, só uma maravilhosa vitória, domingo, te fará recuperar um mínimo de dignidade PROFISSIONAL !!

     
  • Às 23 de agosto de 2017 22:47 , Anonymous Verde Insuperável disse...

    Meus sentimentos, Alcides. Embora pouco, também gostava, muito, do trabalho desse jornalista de escol. Enquanto isso os Sarneys e Collors da vida continuam nessa dimensão

     
  • Às 23 de agosto de 2017 23:23 , Anonymous Nei Verde disse...

    No gol do flamerda o tal do Vitor Luiz, levou um drible do Berrio, que tinha que pedir para ir ao banheiro e não voltar mais, tomara que fique lá pelo botafogo, que não volte para o Palmeiras, pior que o Egídio.

     
  • Às 23 de agosto de 2017 23:41 , Anonymous Verde Insuperável disse...

    Concordo, Nei. Esse Vitor Luiz é piada. Aliás, como toda a histórica "base" do Palmeiras. Base de Merda. Vou falar baixinho, cheio de inveja: perto dos malocas e dos pederastas, nossa "base" é indecente. Não dá o rádio, mas também não serve para Nada.

     
  • Às 23 de agosto de 2017 23:45 , Anonymous Verde Insuperável disse...

    A verdade é a seguinte: Nada está dando certo para nós. Que fase ! QUANTA TRAGÉDIA! VOU SAIR FORA. ESTOU FICANDO CHATO.

     
  • Às 23 de agosto de 2017 23:56 , Blogger Ivano Zerlini Mellone disse...

    Mais um técnico que resolveu poupar no Brasileiro eliminado, Renato Gaúcho, juro que não entendo essa mania de poupar desses "professores"....

     
  • Às 24 de agosto de 2017 00:04 , Anonymous Nei Verde disse...

    Ouço muito blá-blá-blá desse Técnico do botafogo, tenho visto vários jogos deles, ridículo, horrível, não joga nada, Gremio e flamerda outras babacas, vai dar as marias, uma pena nossos incompetentes ter jogado td fora..!

     
  • Às 24 de agosto de 2017 00:35 , Anonymous Sei de tudo, mas sou aberto a ouvir opiniões disse...

    O que mais dói em Sei de Tudo não é a gastrite crônica, muito menos o hábito notívago que me cansa fisicamente, mas as entregas, não da pizza, mas de bandeja a Copa do Brasil para os azuis e para os flambados e o Brasileiro para os mal cheirosos de Itaquera. Por pura, não a água mineral da fonte Lindoia, e sim incompetência, inépcia e a grande habilidade de autodestruição do nosso clube.
    Dói demais, lá no abismo da alma, ver os gaxinins da marginal já com as duas mãos na taça e a possibilidade de título dos flambados. Isso é dose, não dupla, mas pra leão, mamute e tiranossauro rex, tudo junto. Na veia ainda. Torcer para os Smurfs? Prefiro chutar a quina da minha cama. O que fazer? Apenas desligar a televisão no dia desses jogos, ver filmes da década de 70, chamar a ragazza mia e fazer amor i love you com ela. Ou lamber as feridas em silêncio. Feridas de um ano que poderia ser tão promissor, tão antológico e histórico para o amado, idolatrado salve salve Palestra que, hoje, pelo menos para mim, não vejo a hora de acabar, futebolísticamente falando. Um misto de tristeza e raiva toma conta de Sei de Tudo. Conseguiram desanimar Sei de Tudo. E os responsáveis estão lá na rua Palestra Itália, 1840, ex-Turiassu. Chega logo dezembro.

    Desculpe o desabafo.

     
  • Às 24 de agosto de 2017 00:55 , Anonymous Sei de tudo, mas sou aberto a ouvir opiniões disse...

    Sei de Tudo, por favor pare. Você aí chorando as pitangas, acerolas, jaboticabas e todo um pomar de frutas por causa que seu time doou feito Criança Esperança dois, três, quatro campeonatos aos seus rivais enquanto que a boleirada do seu time está lá, curtindo uma colônia de férias, com piscina aquecida, academia de graça, médicos, fisiologistas, fisioterapeutas e uma nutricionista na faixa, salão de jogos, quarto com tv a cabo e ar condicionado, Nutella no café da manhã, assessor de imprensa, folga de dois dias e polpudos salários.
    Opa, espera. Falei polpudos salários.

    Polpudos........polpa. ............poupa.........poupar. Essa palavra foi a tônica esse ano. Essa palavra, com o perdão da própria palavra, nos FUDEU esse ano. De cima a baixo. De verde e amarelo. De verde e branco. Ô sofreguidão.

     
  • Às 24 de agosto de 2017 03:19 , Blogger Moisés Braga Ribeiro disse...

    Parabéns para a RGT.
    Este ano deu tudo certo para ela.
    Um protegido vai ganhar o Brasileirão e o outro a Copa do Brasil.
    E o resto será o resto.
    Espanholizou direitinho.

    Este ano é para aprender com nossos erros.
    Vamos refletir.

    Ano retrasado nossa torcida maravilhosa simplesmente não deixou a RGT entrar no estádio na final da Copa do Brasil.
    A guerra, que era fria (ou morna), tornou-se declarada, aberta e sem escrúpulo nenhum.

    Ano passado fizeram todo o possível para nos derrubar.
    Chegaram ao ponto inacreditável de dizer, na reta final do campeonato, que o flalido tinha a melhor campanha de um segundo colocado na história.
    Não conseguiram.
    Vencemos com todos os méritos.
    Imaginem a raiva que esses safados sentiram.

    E ainda teve a cereja do bolo: o Palmeiras assinou com o Esporte Interativo para 2019.

    Este ano usaram uma estratégia diferente, que infelizmente deu certo.
    Nos incensaram.
    Disseram que éramos imbatíveis, o Real Madrid da América, o favoritíssimo.
    Eles acreditavam nisso?
    Certamente que não.

    Mas a estratégia deu certo.
    A cada vacilo, a cada derrota, a cada dificuldade de vencer, vinha o questionamento.
    O que acontece com o time imbatível?
    Não é de nada?
    E isso foi minando o psicológico do time e da torcida.

    Vejam, não tem nada de novo, é a estratégia mais velha do mundo: criar um problema e vir com a solução.
    Neste caso, foi criar uma falsa certeza e vir com a dúvida.

    O que precisamos, time, comissão técnica e torcida, fazermos?
    Nos blindar.
    Ter humildade.
    Reorganizar.
    Aprender que o inimigo é forte e ardiloso.

    Temos torcida que contribui com o time.
    Temos patrocinador forte.
    Temos um diretor de futebol respeitado no mercado (ele cometeu erros, sim; é humano como todos).
    Temos um técnico que gosta de montar times.

    Também temos um monstro (nos sentidos literal e figurado) dentro do próprio clube.
    Um câncer, como bem definiu Paulo Nobre.
    E conselheiros que gostam de aparecer.
    Nossa esperança política é que a união das oposições possa fazer frente a eles.

    Enfim, temos um grande inimigo interno e um grande inimigo externo.
    Ser palmeirense não é fácil.

    Na minha opinião, demitir Cuca e/ou Mattos seria um baita tiro no pé.
    Temos que lamber nossas feridas e seguir em frente, rumo a um 2018 diferente.

    Um abraço a todos e desculpem o comentário gigantesco.

     
  • Às 24 de agosto de 2017 10:19 , Anonymous Nei Verde disse...

    Perfeito grande Moisés! A incompetência nos tirou dos títulos..!
    Mas fica tranquilo, o time do flamerda é muito ruim, o time das marias esta mais arrumado, e vai levar.
    Quanto ao brasileiro, para tirar dos gambás, quase impossível..!

     
  • Às 24 de agosto de 2017 10:47 , Anonymous Anônimo disse...

    Não se surpreendam se RGT/CBF não "inventarem" até uma espécie de Recopa para os dois queridinhos se duelarem em duas Quarta-feira com seguinte anúncio: O MAIOR CLÁSSICO DO BRASIL!
    E com Galvão e tudo.

     
  • Às 24 de agosto de 2017 12:57 , Anonymous Sei de tudo, mas sou aberto a ouvir opiniões disse...

    Sei de Tudo não comenta mais. Escrevi quase um artigo de jornal, sintetizando tudo o que o palestrino acha mas NINGUÉM concorda comigo. Procuro ser o máximo irreverente possível com jogo de palavras sem deixar a crítica de lado, mas ninguém aqui me dá o ônus do comentário. É mais fácil vocês concordarem com o tal de Juliano do que comigo.
    O blog é ótimo, mas acho que está na hora de sair de cena. Um fraternoso Abraço à todos.

     
  • Às 24 de agosto de 2017 13:37 , Anonymous Anônimo disse...

    Faz isso não camarada. Se os caras que escrevem coisas legais forem saindo isso vira um ptd da vida que é fraquinho fraquinho.

     
  • Às 24 de agosto de 2017 15:05 , Anonymous Verde Verdão disse...

    Grande amigo! Ao contrário de tudo que eu leio aqui nos comentários, seu texto e seus pensamentos são admiráveis. Mesmo não comentando seus textos, eu o considero excepcional por sua forma de ver todo o contexto e, principalmente, pelo humor, simplicidade, e respeito a língua portuguesa. Espero que permaneça e, desde já, meu muito obrigado por iluminar o espaço com sabedoria e irreverência, ante a tanta falta de esperança e corretagem bipolar. Grande abraço!

     
  • Às 24 de agosto de 2017 15:12 , Anonymous Verde Insuperável disse...

    Eu concordo com vc, Sei de Tudo. Mas me abstive de comentar o seu texto porque ele se basta, ou seja, não precisa de reparos. Essa situação em que se encontra o Palmeiras está nos deixando muito melindroso. E isso combina mais com os veados do outro lado do muro.

     
  • Às 24 de agosto de 2017 15:13 , Anonymous Verde Insuperável disse...

    melindrosos...

     
  • Às 24 de agosto de 2017 16:43 , Blogger Moisés Braga Ribeiro disse...

    Caro Sei de Tudo,

    Não escreva esperando que os outros o aplaudam.
    Escreva o que lhe vem ao coração e à mente, simplesmente.
    Faça a sua parte.

    Veja o caso do nosso mestre Alcides.
    Mesmo que este blog não tivesse um comentário sequer, ainda assim seria o melhor blog palmeirense.
    Embora todo texto termine com um "COMENTE COMENTE COMENTE", o texto em si basta.
    Aliás, nem sempre nós comentamos sobre o tema do dia.

    Siga comentando...
    Um abraço!

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial