Observatório Alviverde

16/12/2018

TIME SUB-20 CAMPEÃO NO SUL QUASE MATA O "VÉIO"!


Meus amigos

Vocês não sabem a imensurável felicidade que me dominou a partir da conquista do título da Copa Rio Grande do Sul pelo time sub-20, ontem em Porto Alegre .

Eu, que nunca fui de dar vazão completa aos meus sentimentos, surpreendi-me, e constatei que virei um torcedor daqueles fanáticos, a partir da conquista do importantíssimo torneio gaúcho.

Verti sentidas lágrimas que brotaram-me dos olhos, lavei minha face com elas e, quando menos esperava, senti que lavasse a própria alma. A perda do mesmo título, no ano passado, para os próprios Bambis, pareceu-me, então, que não  houvera acontecido.

Foi, creiam, ao menos para este velho palestino, hoje, também, um palestino velho,  um turbilhão de emoções daquelas às quais chamamos de  emoções dos velhos...

São emoções inenarráveis que a gente vive com a intensidade e o medo de quem não sabe quantas delas ainda viverá, mas tem consciência e sabe, perfeitamente, que não serão tantas assim.

Tudo isso, a um só tempo e em um tempo no qual tudo parece dar certo, levou-me à uma séria reflexão, seguida da inevitável pergunta: Afinal, quem mudou? Mudou o Palmeiras, ou, quem mudou fui Eu?

O Palmeiras eu sei, perfeitamente, que mudou. Mudou, sim, muito, muitíssimo, e para melhor, colocando-se situação de transcendência, em relação aos concorrentes e à frente dos tempos que vivemos e (graças a Deus), na contramão de minhas mais otimistas expectativas.


Não que eu não acreditasse no potencial imensurável do Verdão, mas duvidava da capacidade dos homens que o dirigem em fazer o time retornar à cumeeira do futebol brasileiro.

Como diz vetusta música do Nelson Gonçalves, "com todos os erros, pecados e vícios", daqueles vistos, observados e criticados, àqueles não vistos, não observados, e, consequentemente, não criticados (não existe a administração perfeita), os saldos contábeis, técnicos e financeiros estratosféricos das últimas administrações palmeirenses conduziram o clube à condição de "maior potência econômica do futebol do Brasil".

Quando a este velho escriba, mediante a inevitável chegada da idade, ELE, que, em última análise e ao final de contas, sou EU, só agora, por incrível que pareça, começa a entender mais a transitoriedade da vida material, quando cisma acerca de quantos títulos do Verdão ainda haverá de assistir a eles e desfrutar deles nesta e nas próximas temporadas.

Hoje, o hino alviverde, que a tchurma do Sportv ainda que contrariada, obrigou-se a colocar  no ar, creiam, arrepiou-me da cabeça aos pés. Foi inevitável que a emoção tomasse (inteiramente) conta de meu corpo todo, de maneira emocionante e adrenalizante.

Parabéns aos dirigentes alviverdes e a toda a garotada que faz parte de nossa base pela dedicação, pelo esforço além da conta e pelo respeito às nossas cores na conquista do título do importante torneio gaúcho.

Parabenizo, por extensão, a toda a diretoria do Verdão, ao presidente Gagliotte e toda a equipe.

Agora, necessário se torna que o presidente converse com Felipão e tente (procure) aproveitar compulsoriamente ao menos vinte por cento da garotada da base, a fim de que, paralelamente às novas contratações, o Palmeiras possa ir processando, as necessárias renovações.

COMENTE COMENTE COMENTE

Atenção:

Todos ficam livres para abordar outro assunto, se assim preferirem! (AD)

7 Comentários:

  • Às 17 de dezembro de 2018 00:53 , Anonymous Fabiano Calmon disse...

    Boa noite alcides !! Este para mim é o ponto negativo da administração galliote. A falta de espaço para a molecada no time de cima e detalhe, ganhamos este título com time misto kkkkk (virou moda). Tinhamos fora o vitão e o luan cândido fora os 3 que saíram pela idade. E guardem este nome, luan cândido, este menino joga demais, é diferenciado. Joga de lateral esquerdo na seleção de base mas também sabe e joga bem de meia esquerda com chegada no ataque. Joga muito. Oh felipão, coloca uma parte dessa molecada para jogar o paulistinha

     
  • Às 17 de dezembro de 2018 08:15 , Blogger Boca dura disse...

    Confesso Alcides que gostei mais do seu texto do que propriamente do título embora reconheça que foi um bom jogo. Jogado com a maior parte do tempo com bola no chão e realmente temos um time muito bom na base, não sei se vão se tornar grandes jogadores enfim no final o título foi merecido temos que reconhecer também que a molecada do bambis reconheceu nosso título inclusive fazendo o tal corredor da vitória para nossos garotos pasassem para receber as medalhas e o troféu parabens a todos.

     
  • Às 17 de dezembro de 2018 11:58 , Blogger Boca dura disse...

    Quanto aos títulos que ainda vamos saborear fiz aqui umas contas por cima e cheguei ao seguinte resultado em seus mais de cem anos de existência o verdão já conquistou quase quarenta títulos em média portanto uma conquista a cada dois anos e meio isso com todos os perrengues que já passamos, acredito que agora com estrutura e poderio financeiro essa média vai aumentar muito. Em resumo ainda vamos presenciar muitos canecos.

     
  • Às 17 de dezembro de 2018 15:43 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    Desculpe sair do tema principal, más gostaria de debater sobre o risco a que foi exposta a Sociedade Esportiva Palmeiras nessa história desta Black Star.

    Ouvi na TV que foram Paulo Nobre e Genaro que iniciaram contatos com o representante deta empresa chinesa.

    Se for verdade, repito: SE FOR VERDADE, isso mostra mais uma vez que Nobre continua senfo uma criança mimada, birrenta e chata.

    Ele SEMPRE implicou com a CREFISA e com a W. Torre.

    Galliote, com sua postura, prudência e sapiência, resolveu os impasses e convive bem com ambas.

    Essa PALHAÇADA de black star às vésperas da eleição parece que foi só pra tumultuar o ambiente do Palmeiras.

    Galliote tem sido um ÓTIMO Presidente e este Sr Genaro, ao que me parece, representaria a volta ao poder de Mustafá e seus fiéis apoiadores.

    Nobre tem ciúmes da Leila. Birrinhas de poder. Coisa de criança. De criança mimada.

    Parece que ele vê o Palmeiras como seu brinquedinho favorito. E não quer compartilhar com ninguém.

    Muito menos com uma "menina" loirinha, magrinha, que além de tudo tem sotaque carioca.

    Não Leila, não!

    No Clube do Bolinha mulher não entra.

    Quanta infantilidade e bobagem fora de moda.

    O Palmeiras precisa de UNIÃO. Não de divisões filosóficas.

    Nobre tem a honra e o respeito por ter "ressuscitado" o Palmeiras e ter sido um GRANDE Presidente (e sortudo em 2014), más não tem o direito de se sentir o dono.

    O Palmeiras NÃO tem dono!

    O Palmeiras pertence a sua gigantesca torcida.

    Nobre iniciou e fez um grande trabalho à frente da Sociedade Esportiva Palmeiras. Galiote deu continuidade e tem sido também um ÓTIMO PRESIDENTE.

    Ambos têm meu respeito. Cada um con sua parcela de contribuição, más a grandeza de ego não pode, em nenhuma hipótese, sobrepor à grandeza do Clube.

    O Palmeiras, é MAIOR do que todos nós!

     
  • Às 17 de dezembro de 2018 17:09 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    Pepe, zagueiro luso-brasileiro, ex Real Madrid, está livre no Mercado.

    Rescindiu seu contrato na Turquia.

    Gostaria de vê-lo compondo nossa dupla de zaga ao lado do Gomez.

    O que acham?

     
  • Às 17 de dezembro de 2018 18:19 , Blogger Boca dura disse...

    Dependendo do salário acredito que o Pepe seria sim uma boa. Acho que não jogou tanto tempo no real Madrid por coincidência só não pode ser um salário de Messi.

     
  • Às 17 de dezembro de 2018 19:11 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    Também acho.
    E tem a vantagem de ele jogar justamente do lado direito da zaga ( onde jogam Luan e Antonio Carlos).
    No Real Madrid o companheiro dele de zaga era o Sérgio Ramos, que sempre atuou mais à esquerda cobrindo o lateral brasileiro Marcelo.
    Acho que seria uma ótima dupla Gomez e Pepe.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial