Observatório Alviverde

05/12/2018

COM UM SIMPLES "FORFAIT" FELIPÃO VINGOU-SE TERRIVELMENTE DA REDE GLOBO E DE VÁRIOS JORNALISTAS GLOBAIS, SEUS DETRATORES!



Não é qualquer profissional do mundo a bola que declina do convite da maior e mais importante Rede de Televisão de um país para a festa comemorativa de um final de temporada. Principalmente quando ele é uma dos principais protagonistas!

Felipão, profissional de personalidade, de têmpera e caráter, declinou das falsas homenagens de que seria alvo. Parabéns a ele que tem múltiplos motivos para agir da forma como agiu.

Mesmo tendo ido no dia anterior à TV Gazeta e a outros meios de comunicação, Felipão antecipou que "não poderia" ir à festa da Globo e sugeriu que seu homem de confiança, Paulo Turra, iria representá-lo, com o que os enfurecidos produtores globais, definitivamente, não concordaram.

Final da história: Felipão não foi! 

Palmas para Felipão! Ele sabe, perfeitamente que não se entra em jaula de feras famintas e nem em mato que tem cobra.

De minha parte, ainda que sem saber o porquê da ausência do Campeão, só posso dizer que apoio, aplaudo, elogio e ovaciono a atitude do técnico multi-campeão do Brasil! 

A ausência de Felipão representou um enorme desgaste para a festa que, em razão disso, não teve o brilho de outras. 

En Passant: o Palmeiras, outra vez, mais uma vez, colocou água no chope global, como já ocorrera no ano passado, quando os premiados do Verdão receberam os seus prêmios e abandonaram, imediata e acintosa e propositadamente, o recinto da solenidade. 

Infelizmente os parvos que comandam a maior rede televisiva do país e protegem visivelmente o Flamengo e o Curica, querem transformar o futebol de um país gigantesco como o Brasil em um futebol do tamanho da dimensão territorial da Espanha.

Fazem de tudo para que os dois clubes que tanto beneficiam se transformem em espécies de Barça e Real tupiniquins sem se importar com os demais É preciso reagir contra essa súcia de apedêutas, ineptos e incapazes! 

Com a inesperada reação de Felipão, o Palmeiras, mesmo sem adotado a postura de uma forma pensada ou adredemente programada, mas, acidentalmente pela própria vontade do treinador,  deu outro passo importantíssimo nessa direção!

Voltando à ausência de Scolari à "solenidade global", quero dizer que "presumo que a razão deflagrante da atitude dele (pensada, calculada e resoluta) tenha sido aquela de dar uma resposta à altura ao processo de desmoralização que lhe foi imposto pelos jornalistas globais após o desastre dos 1 x 7 para a Alemanha na penúltima Copa".

Quem não se lembra dos comentários devastadores de Galvão e seus miquinhos amestrados em cima de Scolari, o que, sem qualquer dúvida emprestou um ar de decepção, tristeza e de envelhecimento precoce ao correto treinador, colocado como o único culpado pelo intempestivo e inoportuno desastre.

Quem se esqueceu que a "tchurma" do Galvão eufemizou a culpa dos jogadores, os verdadeiros responsáveis pelo vexaminoso resultado e debitando tudo na conta de Felipão que, naquela oportunidade -lembro-me bem-, só não foi chamado de santo!

Os tais analistas globais capitaneados por Galvão, aqueles que "não perdem e nunca perderam nenhum jogo ou campeonato", carregaram demais nas tintas da agressividade irresponsável, desnecessária e desmedida, magoaram o velho treinador e a resposta de Scolari anteontem, foi aquela pela qual eu torcia muito embora não esperasse que fosse ele capaz de deflagrá-la. 

O desapego, o pouco-caso, a frieza, a indiferença, o menoscabo, o desprezo, o desdém de Scolari pelos detentores do poder da comunicação no Brasil são termos (palavras) que, para Felipão e para quem sabe ler nas entrelinhas, significam, na verdade, repulsa, aversão, repúdio, asco, nojo e horror.

A vingança de Scolari, dentro e fora de campo, foi maligna, como dizia há anos uma personagem de programas humorísticos da própria Globo.

Depois de tudo o que ocorreu eu só posso dizer que "se eu era um admirador da personalidade forte e marcante de Luís Felipe Scolari, agora sou um admirador ainda maior".

Ah, mas fique claro admirar-lhe a conduta que não significa, necessariamente nenhuma subserviência às suas ideias ou deixar de criticá-lo todas as vezes em que ele vier a errar.
Afinal, ninguém é perfeito! Nem eu, nem você que me lê e nem o próprio Luis Felipe!

Felipão, como dizia um samba maravilhoso do tempo em que se fazia música no Brasil, vingou-se de seus algozes, provando, mais uma vez,  "que a vingança é um prato que se come frio"!

O samba tem o nome de "Volta por Cima" e é da autoria do celebérrimo compositor paulistano Paulo Vanzolini que, pelo sobrenome deve ter sido possivelmente  um torcedor do Palmeiras.

A música foi gravada por um intérprete de escol, Mário de Souza Marques Filho, mineiro da cidade de Além Paraíba, Zona da Mata mineira, também conhecido como Noite Ilustrada, uma das melhores vozes da história da MPB!

Vejam como a letra da música conta, perfeitamente,  a história do relacionamento Felipão/Globo!
  
Chorei
Não procurei esconder
Todos viram
Fingiram
Pena de mim, não precisava
Ali, onde eu chorei
Qualquer um chorava
Dar a volta por cima que eu dei
Quero ver quem dava

Um homem de moral
Não fica no chão
Nem quer que a(A Globo)mulher
Lhe venha dar a mão
Reconhece a queda
E não desanima
Levanta, sacode a poeira
E dá a volta por cima

Reconhece a queda
E não desanima
Levanta, sacode a poeira
E dá a volta por cima
 
MEUS AMIGOS 
Já chega de Rede Globo mandando e desmandando no país. Passou da conta. Já são 53 anos de prepotência, arrogância e de constante propagação do mal, da "sacanagem" e dos maus costumes! Basta!

COMENTE COMENTE COMENTE

7 Comentários:

  • Às 5 de dezembro de 2018 11:06 , Blogger Boca dura disse...

    Falta agora o clube dar um chute nos fundilhos da globosta não assinando um novo contrato para transmissão em tv aberta e Premier.

     
  • Às 5 de dezembro de 2018 11:08 , Blogger Boca dura disse...

    Pelo que vi ontem num programa da Fox o valor com o Premier vai mais que dobrar para os gambás e abutres

     
  • Às 5 de dezembro de 2018 15:18 , Anonymous Torcedor Realista disse...

    Felipão disse que encaminhou o pedido de 2 ou 3 jogadores à Mattos.

    Ele quer um jogador de "velocidade que jogue do lado no campo" devido a ausência de wllian. Aqui o ideal seria Keno

    Já para o ataque vende o Borja e trás o Diego Costa

    Proto, Palmeiras imbatível !!!

     
  • Às 5 de dezembro de 2018 16:33 , Anonymous Justo e Franco disse...

    Goulart, Keno, Gabigol e Valdivia. Repito e insisto no chileno. Palmeiras estruturado, profissional, felipão paz e amor com os amendoins e com o departamento médico atualizado, o chileno rende, ainda mais com o rodízio que o gaúcho vai fazer. Valdivia não precisa nem jogar todos os jogos. Bota ele nos clássicos, nos jogos cascudos.
    Questiona-se a falta de profissionalismo do valdivia entre 2010-2013, mas vejam quem era o presidente na época. Arnaldo tirone. Meu Deus. Querem pior? Diretor de futebol. Início de 2011 foi Palaia, o da entrevista, depois Roberto Frizzo. MEU DEUS EM LETRAS GARRAFAIS.
    E o departamento médico na época, verdadeiro açougue do tonho. Fora o elenco: gerlei, chico, juninho, mauricio ramos, rivaldo genérico, ricardo bueno, outro MEEEEU DEUS EM LETRAS GARRAFAIS.
    Vão falar que Valdivia é jogador balzaqueano? Querem Lucas lima mais instável que, bom deixa pra lá. Querem guerra, que mais machuca do que joga? Lembrem-se que em 2014, ano que quase o Palmeiras caiu, com ele no time, o Palmeiras tinha desempenho de G-4, com aquele time horripilante.
    Eu olharia o chileno com bons olhos. Uma bela conversa ele, mattos, felipão e galiotte ao pé dos Andes, fecharia pra ontem o negocio, sem pestanejar.
    Fora o fato que o chileno odeia os gambás e taca na lata da imprensa, sem dó. Se felipão desdenha da imprensa, Valdivia humilha.

     
  • Às 5 de dezembro de 2018 17:25 , Blogger Ester Abea disse...

    queridos amigos (e Justo e Franco)

    a. concordo que Valdívia, moço palmeirense, humilha a imprensa...acaba com eles como crianças pisam em baratas. E por isso é odiado, detestado, achacado, contestado pela imprensa marrom.

    b. desde a década de 70 vejo: se é bom para o Palmeiras, a imprensa marrom detona.

    c. em compensaçao, quando temos Bonamigo, Kleina, Chamusca , EB, RM ou outra excrescência futebolística a imprensa marrom chama de "estudioso", "promissor", "com estatísticas ótimas", etc. A Folha inventa até infografico para mostrar que Kleina(ou Bonamigo) é muito superior a Oswaldo Brandão...ih Tia Ester conhece esses caras

     
  • Às 5 de dezembro de 2018 18:20 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Penso que Valdivia é uma página virada, pertence a um outro Palmeiras, não esse que hoje é Deca. O Palmeiras se modernizou, é um clube extremamente profissional, rumo ao Primeiro Mundo do Futebol. Perfis tais como o de Valdívia, que conhecemos tanto e que nem vale repetir, lembram condutas de um passado que precisamos sepultar. Deixemos curicas e bambis cuidar dessa gente anacrônica.

     
  • Às 5 de dezembro de 2018 21:18 , Anonymous Trevisan disse...

    Quando você sentir vontade de chorar, não chore
    Pode me chamar que eu choro por você.

    Quando você sentir vontade de sorrir, me avise
    Que venho para nós dois sorrirmos juntos.

    Quando você sentir vontade de amar, me chame,
    Que eu venho amar você.

    Quando você sentir que tudo está acabado, me chame,
    Que eu venho lhe ajudar a reconstruir.

    Quando você achar que o mundo é pequeno demais para suas tristezas,
    Me chame, que eu faço ele pequeno para sua felicidade.

    Quando você precisar de uma mão, me chame,
    Que a minha é sempre sua.

    Quando você precisar de companhia, naqueles dias nublados e tristes,
    Ou nos dias ensolarados, eu venho, venho sim.

    Quando você estiver precisando ouvir alguém dizer: EU TE AMO!
    Me CHAME que eu digo a você a todo hora.

    Pois o meu amor é imenso.
    E quando você não precisar mais de mim, me avise,
    Que simplesmente irei embora, pensando em você.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial