Observatório Alviverde

20/10/2009

O Palmeiras já teve tudo para encaminhar e garantir o título deste Brasileirão. Entretanto o time tem se mostrado incapaz de arrematar o trabalho, elaborado a custo, no decorrer desta temporada.
Na verdade o Palmeiras nunca esteve tão próximo de um título nacional a 12 rodadas da final de um campeonato. Só que aí começam os azares das perdas, por contusão, do melhor volante de contenção do país, Pierre, e do melhor zagueiro central de 2009 até então, Maurício Ramos. Isso sem contar a convocação absolutamente inútil de Diego Souza, no momento de sua melhor interação com o time, quando era, disparadamente, o melhor jogador deste brasileirão. Assim, foi um suceder de erros e derrotas absolutamente explicáveis por todas as ausências reais que colocamos, assim como por outras ausências ocasionais determinadas, sobretudo, pelos cartões e suas conseqüencias. Isso sem falarmos em nosso guapo treinador, monotático, monocórdico e sem qualquer inventividade, atuando sempre de forma absloutamente previsível, ao feitío dos adversários.
Nesta quarta-feira enfrentaremos o Santo André, clube já com a corda no pescoço, brigando para fugir do rebaixamento. Vencer é imperioso, é obrigatório! Uma vitória significará o descarte de mais um dos sete jogos que temos de vencer, reduzindo a necessidade para seis, sem depender dos outros resultados. Exemplifico: temos mais oito jogos a cumprir contra o Santo André, o Goiás, em casa, o Corinthians, mando nosso, o Fluminense, no Rio, o Gremio, em Porto Alegre, o Galo, em casa e o Botafogo, no Rio de Janeiro. Como temos a gordura de um jogo e um ponto em relação ao segundo adversário, o Atlético Mineiro, descartamos uma possível derrota. Mesmo que percamos uma vez, ainda não seremos alcançados, Ganhando do Santo André, destacaremos mais um jogo, isto é, poderemos perder, ainda, outro jogo e assim o será, sucessivamente, até o final. Cada jogo que vencermos podemos perder outro, não só pela poupança estabelecida mas pelo fato de que aumentamos o número de vitórias que é o primeiro critério de desempate enquanto o campeonato vai se encolhendo até o final. Apesar das preocupações decorrentes das más atuações da equipe, tudo se encaminha para um desfecho favorável. O título, por enquanto, é um problema nosso. Vai ser ruim se tivermos de começar a depender dos outros para conquistá-lo. Por enquanto, depende, apenas, de nós mesmos! Avanti, Palestra!

COMENTE:

6 Comentários:

  • Às 20 de outubro de 2009 15:42 , Anonymous Alceu Gutierrez disse...

    a gente tem que dar uma surra nesse Santo André que está recebendo dinheiro de muitos time para engrossar o jogo com a gente. Nos temos mais time só que o jogo vai ser naquele pasto que é o Bruno José Daniel um campo que na minha terra não serve nem pra jogo de várzea. Além do time deles dar tudo e do campo não prestar precisamos ficar de olho no juiz.

     
  • Às 20 de outubro de 2009 16:48 , Anonymous Enzo Palestra disse...

    Alcides
    A postagem principal tinha que ser o que voce publicou no lado direito do blog. É tudo o que penso. Estou de pleno acordo com você e faço minhas as suas palavras.

     
  • Às 20 de outubro de 2009 16:58 , Blogger Catedral de Luz disse...

    Grande Alcides,

    Vamos dar uma chance à paz; ao título; à confiança em um elenco que precisa voltar a traçar o caminho da retidão.

    Sinto um leve aroma de vitória no ar. Bem ... talvez seja a passionalidade do bom alviverde. Contudo ... fiquemos de olhos abertos.

    "Construir para poder conquistar! Acreditar sempre!"

     
  • Às 21 de outubro de 2009 00:12 , Anonymous Teixeira Tricolor disse...

    Alo porcada
    A alegria de voces acaba esta noite no jogo com o Sto André. Um santo ajuda o outro não ajuda um porco. Nem que fosse São Francisco de Assis.
    rsrsrsrsrsrsrsrsrsrrsr
    TT

     
  • Às 21 de outubro de 2009 13:09 , Anonymous Mestre dos Magos disse...

    Algo me diz que o Palmeiras é capaz de entrar com mais um zagueiro e com Diego Souza e Vagner Love na frente.

    O Palmeiras está com muita dificuldade em cima e o terceiro zagueiro pode ajudar, além do que, nossos laterais passam a dar mais opção de subida ao ataque, não havendo necessidade do Souza e Edmilson sairem tanto para o jogo expondo o meio.

    Um esquema com 3 zagueiros não significa necessariamente retranca. As vezes é preciso, ainda mais em momentos de instabildiade, mas de longe é meu esquema preferido, até pelas características de nossos defensores e já falei sobre isso.

    O Robert é o jogador que mais cresce quando entra no time apenas no segundo tempo.

    Mas isso é só palpite.

    ** Hoje pelo Santo André joga um atacante que foi denunciado pelo STJD por dois artigos diferentes e foi absolvido. Existem rumores que Vagner Love pode pegar 6 jogos de gancho por uma tesoura que não deu em nada, nem sequer acertou o jogador. DIRETORIA ABRE O OLHO COM O JASON DOS BASTIDORES.

    Saudações Alvi Verdes de Coração a Todos.

     
  • Às 22 de outubro de 2009 16:26 , Anonymous Joel Santana - Its Man disse...

    Gudi Afiternum

    Aiemi Joel Santana.

    Ai estou desempregacion the selecion afranicacion do sul.

    Ai rave a solucion for fuutiból de Palestrian Time.

    Of corse que yés necesitacion the comprometimeichion of the plaiers e one pouco de sacudeichan nos players.

    Understéndi?

    Sem embrameichan.

    "Simplifiqueichan, Comprometimeichan and Sacudeichan".

    Dissis tri elements são necesseichan.

    Só cegetion que not look this.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial