Observatório Alviverde

14/02/2013

KLEINA MUDA O TIME PARA ESTREAR NA LIBERTADORES!

 

PRIMEIRO, UM RECADO AOS AMIGOS BLOGUISTAS DO OAV.

O ATRASO DA POSTAGEM DE HOJE É DECORRÊNCIA DA DEFICIÊNCIA CRÔNICA DO SERVIÇO DE FORNECIMENTO DA BANDA LARGA DA NET EM BELO HORIZONTE, AQUI NA REGIÃO EM QUE MORO, QUE TEM SIDO CONSTANTE.;

DESDE A MANHÃ, ATÉ AGORA, (SÃO 17 HORAS) A “INTERNET VIRTUA” DA NET, QUE DE VIRTUOSA NADA TEM, ESTAVA FORA DO AR. ISSO É CONSTANTE! COMO É POSSÍVEL! ALÔ, ANATEL!

O MEU CONSELHO ÀQUELES QUE OPTAM, COMO O MEU FILHO, E, POR EXTENSÃO, EU, À INTERNET FORNECEDIDA POR CABO, SUJEITA A CORTES:CAIAM FORA.

 

 

 

FALEMOS, AGORA, DO VERDÃO!

GILSON KLEINA altera o time do Palmeiras para o jogo contra o Sporting Cristal do Peru, esta noite no Pacaembu,   .

O treinador acerta em cheio ao mudar a equipe, tentando recuperar os setores mais débeis e vulneráveis de seu compartimento defensivo, as duas laterais.

Weltinho, ainda exalando forte cheiro de gambá, assumirá a lateral direita, substituindo Airton e Wendell, que não vinham correspondendo..

Marcelo Oliveira, este cheirando a queijo, entra na lateral esquerda com a missão de fechar, definitivamente, a “Avenida Juninho” e por um termo à vulnerabilidade defensiva crônica existente no setor.

Weltinho e Marcelo são vocacionados a apoiar, o que, teoricamente, garante ao Palmeiras as reclamadas jogadas de ultrapassagem pelos flancos que o saudoso Cláudio Coutinho agregou ao dicionário futebolês brasileiro como “overlaping”.

Resta saber como vão se portar, na prática, os dois alas, se vão corresponder no que respeita ao apoio - o que sabem fazer melhor - e, principalmente, no quesito marcação, este, fundamental.

Muitos dirão que as citadas mudanças elevam bastante o risco de tomarmos gols, pela falta de entrosamento daqueles que estão chegado e atuando pela primeira vez, em relação aos que vêm jogando, mas isso não passa de teoria de pessimistas.

Como diz, com grande propriedade e sabedoria o filósofo contemporâneo Francisco Everardo Oliveira Silva, o deputado Tiririca, “pior do que está não fica”!  Não tem como ficar!

@@@@@@@@@@@@@@

Creio que com tantas peças chegando, alternativa alguma reste a Kleina senão aquela, como se previa, de consertar e ajustar o avião alviverde em pleno vôo.

Estou convicto de que, até aqui, o trabalho de Kleina está correto, perfeito, irretocável!

@@@@@@@@@@

Pode-se discutir, entretanto, a entrada do zagueiro Vilson no meio campo, ele que não é um especialista na função, substituindo o garoto Denoni.

Sou capaz de apostar que Vilson será volante apenas no papel, até a hora de o jogo começar.

Posso estar redondamente enganado na avaliação, mas a escalação do ex-gremista sugere que Kleina pode surpreender de novo e mudar a maneira do Palmeiras jogar, aderindo à tática dos três zagueiros.

Só uma mudança assim, tão radical, justificaria a saída de Denoni do time principal.

O garoto vem jogando bem, fazendo jus, plenamente, a sua promoção ao time principal, revelando-se um promissor volante de contenção.

Pela escalação anunciada, suponho que Palmeiras jogará adotando o esquema  1-3-6-1, só com Vinicius à frente.

O esquema, certamente, terá variantes, mas, em tese, funcionará, basicamente, assim:

Três zagueiros altos, experientes, de boa pegada e duros na marcação, Vilson, Henrique e Ramos fechando a porta da cozinha, prevenindo o jogo aéreo perigoso dos peruanos.

Com isso, liberam Eltinho e Oliveira para fazer o que sabem mais, apoiar, dar força ofensiva e agressividade ao time.

Nessas circunstâncias, nosso jogador mais tático, Araújo, terá a incumbência de efetuar a cobertura das laterais, com o auxílio luxuoso de Souza.

Wesley e Patrik, mais à frente, se juntam a Vinicius para marcar a saída de bola do adversário e serão jogadores de infiltração, vindo de trás para as tabelas progressivas em direção à área.

Souza também fará a aproximação, talvez em rodízio com Araújo que vem se dando bem quando se aventura ao ataque, tendo marcado três gols nos últimos três jogos pelo Paulistão.

Na escalação de Vinicius, reside a minha única e frontal discordância com a linha de raciocínio de nosso treinador.

O problema não é tático, é individual!

Entendo que, menos mal do que a força improdutiva de Vinicius, seria a presença pura e simples de um jogador improvisado porém mais técnico, que ocupasse os espaços reservados ao centro-avante que Vinicius nunca foi.

Quando o Palmeiras for atacado e retomar a bola, caberá a Vinicius a função de puxador de contrataque.

A função, exercida pelo ausente de hoje Maikon Leite, em constantes deslocações e mudanças de setor, sobretudo pelos lados do campo, bem aberto, terá de ser exercida pelo garoto Vinicius.

Ele tem qualidades para isso? Receio que não!

Com a posse de bola o Palmeiras terá de trabalhar bastante, tocando com inteligência, calma e sem afobação, virando o jogo à medida em que o adversário povoe um setor, no chamado jogo do gato e do rato.

Como Barcos foi embora e não há nenhum substituto dentro de suas características, Kleina tem de adotar providências tático-estratégicas que possam suprir a ausência definitiva do Pirata.

Essa providência ou essa solução, como queiram, posso estar enganado e até torço para isso, não antende pelo nome de Vinicius.

Continuo considerando um grande equívoco conceder a titularidade a um jogador, ao menos até agora, medianíssimo e muito longe das necessidades do Palmeiras, em jogo de tamanha responsabilidade.

@@@@@@@@@@@@@@@

Embora a lógica insista em dizer que não, entendo que uma derrota hoje, para o Cristal, terá o poder destrutivo de uma bomba de muitos megatons sobre o Palmeiras.

Provocaria outra daquelas crises que em qualquer clube brasileiro dificilmente ocorreria.

Como a crise – como acontece apenas no Palmeiras – se amplificaria desmedidamente, uma segunda derrota, domingo, para a gambazada, em tese, poderia ser fatal e determinaria a defenestração imediata de Kleina.

Quem, dos palmeirenses, ainda não sentiu que o jovem treinador não faz parte integrante da filosofia e dos planos da nova diretoria?

Só néscios, mesmo! 

Corre solto que Mano Menezes está de sobreaviso. Será?

@@@@@@@@@@@@@@@

O interessante é que o Palmeiras, mesmo com a falta de jogadores, com a instabilidade decorrente do momento turbulento e tumultuado que vivencia, com a chegada de tantas caras novas e apesar das crítica impiedosa e corrosiva da mídia e da parte ignorante da torcida, está correspondendo em campo.

Isso, simplesmente, prova que Kleina está no caminho certo.

Se a diretoria for, de fato, profissional, não o dispensará mesmo em caso de duas improváveis derrotas.

Apesar de todas as críticas que tem sofrido, Kleina conseguiu montar um time forte, ofensivamente, e tem o melhor ataque do  Paulistão

Assinalou 15 gols até a sétima rodada, com a média excelente de mais de dois gols por partida..

Ainda mais interessante é  que a midia não realce, ou, sequer, mencione  que o time de salário mínimo do Palmeiras tem, inacreditavelmente, o mesmo número de gols marcados pelo milionário e decantado time do Santos de Neymar, Murici, Montillo, Arouca e companhia, a coqueluche dos baba-ovos da imprensa..

Até agora só ouvi jornalistas –TODOS – depreciando o Palmeiras, afirmando que o time é candidato a nada e que, no máximo, será uma improvável zebra nos torneios que disputar. Profetas do apocalipse!

NENHUM jornalista vai ter desculpas e nem moral para afirmar depois, que “já imaginava” ou que “sabia” que o Palmeiras iria  formar um bom time ou que iria ganhar algum título.

Eu escalaria:

Fernando Prass; Maurício Ramos, Vilson e Henrique. 

Weldinho, Marcio Araújo, Wesley, Sousa e Marcelo Oliveira

Ronny e Patrik Vieira.

QUAL SERIA, PRA VOCÊ, NOSSA MELHOR FORMAÇÃO?

 

 

4 Comentários:

  • Às 14 de fevereiro de 2013 18:38 , Anonymous Edson disse...

    Eu tiraria o Patrick Vieira e colocaria o Caio Mancha.
    home de área, precisamos de um.

     
  • Às 14 de fevereiro de 2013 19:06 , Anonymous A Soares disse...

    Estou saindo de casa neste momento para o Pacaembu, debaixo de muita chuva, mas é o momento do apoio incondicional a todos os jogadores. Eles também querem provar que a imprensa está errada.
    Swria injusto comentar a escalação e esquema de jogo pois não acompanho os treinamentos. Kleina tem meu apoio total.

     
  • Às 14 de fevereiro de 2013 20:15 , Blogger Unknown disse...

    Estou vendo o jogo do Gaymio e o huachipato está dando um chocolate no grêmio, mas o juizão já está armando, achou um penalti para barcos bater e o mesmo converteu... Vaaaaaaai Huachipatooo kkkkkkkkkkkkkkk

     
  • Às 14 de fevereiro de 2013 20:17 , Anonymous AD disse...


    Higino

    Na batida do Grêmio Zé Roberto correu junto com Barcos e deve ter ocorrido invasão. A TV não registrou e nem reprisou o lance.(AD)

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial