Observatório Alviverde

31/03/2015

VALDÍVIA PODE VOLTAR AO TIME SÁBADO, ÀS 18,30 H, NO ALLIANZ PARQUE, CONTRA O MOGI-MIRIM!


 Resultado de imagem para volta de valdivia
 Da Roja, direto ao time, sábado, contra o Mogi!


De tudo o que vi, li e depreendi das análises acerca da vitória palmeirense no "Choque-Rei" e de suas consequências, constato que nenhuma tese se sobrepôs à nossa, ao menos até agora.

Muitos disseram -não sem justa razão- que o Palmeiras derrotou os bambis em decorrência da alta motivação e estimulação dos jogadores em face do clássico.

Acrescente-se, porém, que o Verdão foi beneficiado pelas circunstâncias iniciais do jogo, amplamente favoráveis, pelo gol relâmpago que marcou e pela expulsão precoce do zagueiro Tolói.

Sem esses ingredientes o jogo teria sido outro e nem sei se o Palmeiras, que leva tanto azar, tanto e quanto, também, é vítima de erros de arbitragens grosseiros cada vez que enfrenta os bambis, teria chegado à vitória com tanta facilidade.

Não, não estou defendendo ou me associando aos desafetos palmeirenses da mídia, embaçando o brilho da importante, merecidíssima e inolvidável vitória, que lavou a alma dos palmeirenses e os fez, por um momento, imaginar que "os bons tempos haviam voltado"!

Afinal, é forçoso reconhecer que as "coincidências iniciais de jogo", foram geradas pelos méritos do time do Palmeiras, que, entrou pilhado para o clássico, e, conforme dissemos ontem, encaixotou os bambis impondo desde o início do jogo, uma marcação implacável, induzindo-os ao erro.

O erro de Ceni, por exemplo -incomum em um jogador de sua experiência e categoria- foi induzido pela pressão da marcação, mas o gol só saiu porque o Palmeiras teve a felicidade que a bola caísse nos pés de Robinho. 

Algum outro jogador do elenco tomaria semelhante e tão atrevida iniciativa de um chute lotérico, de tão larga distância, fadado (mais) ao fracasso? Quem? 

Talvez, entre os que jogaram, apenas o volante Gabriel o arriscasse, quem sabe, Dudu, e, mais, ninguém! 

Um arremate daquele, (de Robinho), retrata fielmente a personalidade de quem o tenta, e, só o tenta quem tem muita confiança no próprio taco! Para mim, é uma questão de índole.

Mas o elemento principal, primacial, primordial, fundamental e facilitador da histórica vitória alviverde sobre os bambis, foi o fato de o Palmeiras, por tudo o que citamos, não ter sido obrigado a tomar as iniciativas do jogo,  principalmente de atacar, visando a furar um sistema defensivo hermeticamente fechado.

Desobrigado de ter de trabalhar ofensivamente, jogando a partir do gol e da expulsão, exclusivamente na espera e, principalmente, a partir dos erros do adversário, (dentro de sua melhor forma de atuar), o Palmeiras passeou em campo.

Tivesse o Verdão atacantes de qualidade (não estou julgando potencial de cada jogador, mas o que vejo em campo), teria goleado os bambis mediante um placar muito mais dilatado de quatro, cinco ou mais gols.

Contra o Red Bull, alguns aspectos, em meu entendimento, atrapalharam a equipe, conduzindo-a, melancolicamente, à derrota: 

1º) O "já ganhamos"! 
2º) O corpo mole e a falta de empenho!
3º) O menosprezo ao adversário!
4º) A máscara!
5º) A necessidade tomar a iniciativa do jogo e de atacar.

Não quero, sequer, abordar os quatro primeiros ítens, subjetivos, mas quero falar, especificamente, acerca do último, essencialmente técnico, que fala da necessidade de o Palmeiras tomar a iniciativa do jogo e atacar o adversário.

Analisemos, então, essa que é a grande deficiência do Palmeiras de Oswaldo:

À frente de um excepcional goleiro - o melhor do Brasil na atualidade-, há um lateral direito, Lucas, inferior ao seu reserva, o garoto João Pedro convocado para a Seleção Sub-20. 

Mas há que se dizer que Lucas, técnicamente razoável, é compatível, pois trata-se de um atleta esforçado, lutador e responsável, embora, ao menos pelo que mostrou, até agora, de limitada capacidade de apoio ofensivo.

Além disso, vai pouco ao ataque, é deficiente nos cruzamentos, e quase não arrisca arrematar contra o gol adversário.

Os dois zagueiros de área estão longe da excepcionalidade e são, apenas, razoáveis. O Palmeiras merece coisa melhor!

Tôbio, destro, sério e firme, é rebatedor, mas não sabe sair jogando. 

Vitor Hugo, canhoto, é vulnerável em lances de velocidade, nos quais é, facilmente, batido, não cobre bem os avanços de Zé Roberto e tem pouca capacidade de recuperação e de recomposição. 

Levemente superior a Tôbio no quesito entrega de bola, está longe de ser um elemento facilitador na entrega de bola e na arte de sair para o jogo. 

Ambos, pela elevada estatura, têm boa presença ofensiva nos lances originados de bola parada.

Zé Roberto, meia esquerda adaptado à lateral, técnica e individualmente um portento, driblador, de toque refinado, provou que, na função de ala, não é solução, mas um problema.

Embora ousado e eficiente no apoio ao ataque, pela esquerda, não tem mais recomposição, a tempo e hora para, acompanhar os contra-ataques de bolas perdidas ou recuperadas pelos adversários e voltar à tempo de fechar a defesa.

Tomamos gols em muitos jogos, em contrataques puxados em seu costado e os adversários que esse era o caminho para chegar ao gol do Verdão. 


Tanto é verdade que todos procuraram explorar essa deficiência e, pode-se dizer, sem receio de errar, que o Red Bull acabou com o Palmeiras em várias incursões pela Av. Zé Roberto em que, em duas, chegou ao endereço certo.

Oswaldo, imagino, vive um dilema tático, estratégico e individual. Ele deve pensar: escalo ou não um jogador de tamanho nome, verdadeira legenda no futebol brasileiro, ainda que não esteja rendendo satisfatoriamente? 

Se escalá-lo fixo-o, à defesa ou o libero para apoiar? Zé Roberto vai ou fica? Marca ou ataca? É lateral ou meio-campista?

O que Oswaldo precisa saber (certamente, ele sabe) é que se ZR jogar avançado, sem um o apoio de armador que conheça a posição e que ocupe o lado esquerdo do campo para encostar e tabelar, voltar e, principalmente, cobrir, em primeiro combate, o improvisado lateral, o Palmeiras, será, sempre, um time exposto.

Não ocorreu contra os bambis, justamente pela expulsão do zagueiro deles que, coincidentemente, ocupava o setor e pela falta de qualidade e experiência do lateral direito deles.

No meio de campo o Palmeiras, hoje, só tem homens de destruição, Gabriel, Arouca, Robinho e Rafael Mendes, os dois últimos, um pouquinho mais criativos, mas longe de serem cerebrais.

Gabriel chega pouco ao ataque por questões funcionais (ele é volante de contenção). 

Arouca, que tem como maior mérito a combatividade, é condutor de bola, sabe chegar, embora sem uma presença ofensiva mais efetiva.

Robinho, sim, tem mais pendores defensivos, tanto e quanto chuta melhor do que todos. Porém, no Coritiba, ele nunca armou o jogo, pois quem armava era seu mestre, amigo, conselheiro e  mecenas, Alex.

Gabriel Marques, originariamente um centro-avante, aos poucos, desde quando defendia o Botafogo, foi se adaptando, via Oswaldo, à função de meia avançado.

Em meu entendimento, creio que ele tenha, muito mais, pendor e vocação para homem de área, função para a qual ele seria uma excelente tentativa e uma grande alternativa. Mas não foi para essa função que ele foi contratado?

Restam, então, Dudu e Cristaldo, que merecem análises especiais.

Dudu é puxador de contra-ataques que precisa de espaço para poder impor o seu jogo de velocidade. Pelo que mostrou até agora, ele, pela baixa estatura, 1,66 M, tem dificuldades em ultrapassar defesas altas e fortes, perdendo-se, completamente, em campo.

Cristaldo, jogador limitado, longe do nível de exigência do Palmeiras, como atacante enfiado mostra, a toda hora, que não atende as necessidades da equipe. Sou, muito mais, Gabriel Jesus (mesmo adaptado) ou Leandro Pereira! Mas como se pode julgar a eficiência ou utilidade de produtos que ainda estão dentro da embalagem?

O Palmeiras, exceção a uma ou outra jogada de infiltração que, invariavelmente, não redunda em nada de prático, insiste - não se sabe porquê- nas bolas cruzadas, alçadas (é risível) para um ataque que marca presença na área adversária com Arouca, Robinho, Dudu e Cristaldo. 

O único alto do ataque Gabriel Marques, nessas ocasiões, está armando as jogadas, fora da área. 

Um time assim, pelas circunstâncias expostas, mediano e óbvio, sem força ofensiva e agressividade no ataque, terá, sempre, dificuldade, para que não se mencione uma palavra mais forte,  impossibilidade, de impor-se em campo e de propor o jogo. 

Toda a vez que o Palmeiras é obrigado a tomar a iniciativa no jogo, tem mais dificuldades para vencer. 

Isso evidencia e escancara a indesmentível realidade de que temos, ainda, um largo caminho a percorrer antes que o time atinja o entrosamento, a maturidade, a constância de produtividade e passe para o torcedor a confiança que ele espera e almeja!

A curto prazo, tudo continuará insolúvel se Valdívia não voltar imediatamente! Nessa circunstância, o Palmeiras vai ter de gastar muito mais, pois terá de contratar, além de um armador categorizado, outros atacantes porque com os que estão aí, dificilmente vai dar certo.

Enquanto isso, o visionário Alexandre Mattos só contrata laterais, beques e  volantes, e, parece, não tem, mesmo, capacidade discernimento e visão para perceber que o time precisa, mesmo, é de atacantes.

Infelizmente, o tempo passa, vêm e vão diretorias e eu não consigo ver o Palmeiras representado por um time, marcantemente, de jogadores altos, fortes, de físico privilegiado, todos com estatura superior a 1,80 M, ainda que, reforçado, se necessário, por baixotes geniais, desde que, sempre, acima da média.

O Portal Terra divulgou, ontem, que Alexandre Mattos teria afirmado que Valdívia poderá retornar ao time do Palmeiras já neste sábado às 18,30H contra o Mogi-Mirim, caso seja (quem desconhece que é) a vontade de Osvaldo!

Com ele em campo, desde que esteja inteiro e sem problemas de contusão, o Palmeiras não terá problemas para propor o jogo e partir para cima dos adversários e o entrosamento chegará ao time como que por encanto!

Tomara que aconteça e que dê Valdívia na cabeça! 

De Matos, de Osvaldo e, principalmente, de Nobre!

COMENTE COMENTE COMENTE

36 Comentários:

  • Às 31 de março de 2015 06:11 , Anonymous VALDÍVIA ATÉ MORRER!! disse...

    Texto do jornal Estadão:
    PALMEIRAS PRECISA DE VALDÍVIA URGENTE.
    Valdivia faz falta ao Palmeiras. Não é de hoje. Nem entra aqui essa história de custo e benefício. A questão é o talento. Todos os times precisam de um jogador acima da média, nem que for um degrau a mais.

    A ausência do chileno também não tem ligação direta com a derrota diante do Red Bull, após a boa vitória no clássico contra o São Paulo na quarta-feira. Não é pelo tropeço no jogo em Campinas. E sim na composição do time.

    O Palmeiras de hoje tem um punhado de abnegados, transportadores de tijolos e areia, mas nenhum especialista na massa fina na hora de erguer a casa. Valdivia não é um craque absoluto, mas entende da engenharia de um jogo de futebol. Sabe dar ritmo, chamar a responsabilidade e, quando não exagera, até tirar o adversário do sério.

    Se os seus músculos não respondem ao cérebro, se pesa o tempo de recuperação das inúmeras lesões, se o alto salário é um empecilho, então é melhor nem contar com Valdivia. A discussão aqui não é esta. É técnica.

    Um time colecionador de taças precisa de um jogador diferente, aquele visado pelo adversário dentro e fora de campo. Capaz de provocar dor de cabeça no treinador do rival e preocupar o torcedor do inimigo na arquibancada.

    Olhando esse Palmeiras montado por Alexandre Mattos nota-se um time competitivo, de futuro promissor. Falta ainda um anarquista, alguém a perturbar o oponente. Dentro desse cenário, o único com mentalidade e bola para arrumar uma fuzarca é Valdivia.

    Paulo Nobre e Mattos deveriam prestar atenção nesse detalhe. Não se ganha títulos só com gente certinha. É preciso um gênio, mesmo que não seja um iluminado.

     
  • Às 31 de março de 2015 06:41 , Anonymous JULIANA AZEVEDO disse...

    Defenderei como nunca por sua permanência e renovação de contrato pois é sim "craque" que desequilibra e atormenta a todos adversários, é diferenciado e nunca fugiu do pau, um jogador do bambi comentou o trabalho que ele dá para sua marcação. Ninguém gosta de jogar contra ele, ninguém...temos muitos mal informados que o criticam, bem como imprensa safada e desonesta, a liberdade existe, más a honestidade e transparência sempre prevalecerão, assim sendo, Mago é e sempre será nossa referencia como craque e jogador diferenciado que é. "MAGO É CRAQUE SIM!!"

     
  • Às 31 de março de 2015 06:43 , Anonymous VERDÃO INCONDICIONAL disse...

    A maioria dos comentários quase todos iguais, custo beneficio, chinelinho, corpo mole...bal bla bla Esses infelizes aturaram uma cambada de jogadores medíocres por anos sem fim e hoje acham moderninho criticar a única ESTRELA do time : VALDÍVIA. O MAGO e o único jogador que incomoda os antis, quando ele joga a zaga contraria fica aberta, 2 ou 3 jogadores ficam marcando o MAGO na base da pancada e sobra espaço para ele enfiar a bola e deixar os atacantes na cara do gol. SERÁ QUE E TAO DIFICÍIL ENTENDER ISSO ??? GÊNIO não tem preço e VALDÍVIA E GÊNIO !!!.

     
  • Às 31 de março de 2015 07:57 , Blogger Roberto Leal Gomes Henriques disse...

    Também concordo. No domingo, os jogadores do Red Bull pareciam gigantes perto dos nossos. De fato, temos em especial um ataque de nanicos. Podemos melhorar com a entrada de Leandro Pereira. Já ZR precisar jogar no meio. Mas tudo isso me parece com um outro treinador. Luxemburgo seria extraordinário. Quanto à Prass, me desculpe: trata-se de um espalmador de bolas! Dificilmente agarra. E não sabe sair jogando. Aranha seria melhor.

     
  • Às 31 de março de 2015 08:07 , Anonymous VERDE SEMPRE disse...

    Muito se fala de custo-benefício como foi excelentemente colocado pelo Marco em post anterior a este.
    A pergunta que fica é a seguinte: Pato, Ganso, Damião, Gladiador, Bruno Henrique, Luis Fabiano, Nilmar..etc, qual o real retorno que estes dão aos seus clubes? Quer se referindo aos salários, quer na projeção na mídia? Quantos valem o investimento? Quantos dão o devido retorno em qualquer sentido? Devemos sim, ter bom senso e não ser meros instrumentos da imprensa marrom em fazer e propagar inverdades, como único objetivo em depreciar o nosso craque Valdívia, jogador muito acima da média e que se para muitos o custo-beneficio não compensa..o que dizer então da lista apresentada? Quais compensam? Sou palmeirense, não farei jamais qualquer comentário no sentido em criticar o Mago, pois craque não se critica e sim aplaude!! Sou Mago hoje e sempre!!

     
  • Às 31 de março de 2015 08:08 , Anonymous verde insuperável disse...

    Valdívia é muito idealizado por certos torcedores, especialmente o grande Alcides. Valdívia é craque, mas quase nunca nos entrega o que "pagamos" por ele. Valdívia é um sonho impossível. Mas seu caráter e seu físico nos levam ao pesadelo. Não acredito que Valdívia possa ter uma sequência. Espero estar errado. O Palmeiras precisa mirar um outro grande jogador e virar essa página.

     
  • Às 31 de março de 2015 08:11 , Blogger Roberto Leal Gomes Henriques disse...

    Adoraria o Ganso no Palmeiras. Ele é Palmeirense. Ganso seria o toque de classe que falta em nossa armação. Pense bem, Mattos !

     
  • Às 31 de março de 2015 08:12 , Blogger Roberto Leal Gomes Henriques disse...

    Adoraria o Ganso no Palmeiras. Ele é Palmeirense. Ganso seria o toque de classe que falta em nossa armação. Pense bem, Mattos !

     
  • Às 31 de março de 2015 08:54 , Anonymous VERDE SEMPRE disse...

    Roberto Leal, você está mais para cantor de "fado", não é você não? Aquela do vira!!!? Das duas uma com esta do Ganso no Palmeiras: ou não é palmeirense ou não entende nada de futebol. Meus Deus!!!

     
  • Às 31 de março de 2015 10:09 , Anonymous Jorge Araçatuba disse...

    Ganso não!!!
    Vc tá doido.
    Melhor contratar uma bailarina.
    Seria mais efetivo.

     
  • Às 31 de março de 2015 10:58 , Anonymous victor tredenski disse...

    SE FOSSE O GANSO DO 1° SEMESTRE DE 2010

    COMENDO A BOLA

    CLARO QUE SIM

    MAS JÁ SE PASSARAM 5 ANOS..................

     
  • Às 31 de março de 2015 11:10 , Anonymous Marco disse...

    Quem questiona o caráter do jogador por “achismo” dá o direito de ter o próprio caráter questionado.
    Infelizmente, conforme escrevi ontem, na torcida do Palmeiras surgiu uma geração de mentalidade pequena, que pelas facilidades das redes sociais se tornou formadora de opinião, mesmo sendo minoria, devido ao barulho que fazem. Página virada deveria ser o pensamento tacanho de torcedores que não enxergam um palmo à frente do nariz, que não tem informações ou então que as ignora de forma mal intencionada.
    Estamos na primeira divisão porque a negociação do jogador com os árabes fracassou. O jogador cujo caráter é questionado jogou com infiltração o jogo final e graças ao fracasso da transferência pode voltar ao time que o tinha vendido. Assim ele pode retornar ao Palmeiras ajudando o time a conseguir os pontos que não conseguiria sem ele.
    Os torcedores que questionam o caráter do jogador sabem disso e mesmo assim fingem que não sabem. Então, quem é que teria problemas de caráter?
    Valdívia teve graves problemas disciplinares na gestão Frizzo/Tirone, onde o Departamento de Futebol do Clube era uma terra sem lei, uma verdadeira casa da mãe Joana. Na atual gestão, jogadores, treinadores e diretores não questionam seu comportamento. Valdívia não sabotou trabalho de treinador do Palmeiras nem fez corpo mole em campo. Muita gente que fez isso não mereceu a atenção dos nossos torcedores “conscientes”. Valdívia no período Kleina (especialmente segundo semestre de 2013, primeiro de 2014) jogou a maioria das partidas, pois teve um acompanhamento adequado e o Palmeiras com ele teve a melhor média de pontos conquistados dos últimos anos. Quem questiona o jogador é jornalista pilantra ou torcedor idiota útil.

    Talvez aqui no OAV e mais um ou outro blog ainda exista a manifestação expressiva de pessoas favoráveis à permanência do jogador. Nos demais espaços a operação de guerra para tirá-lo do Palmeiras é intensa e cresce a cada dia. Jornalistas convidam dirigentes e o treinador do Palmeiras para seus programas esportivos e aproveitam a situação para pressioná-los pregando a saída do jogador como um bem para o clube. Chegamos ao ponto do pseudo palmeirense conhecido como tubo de esgoto dizer que sua ida para o Cruzeiro seria benéfica para todos, pois lá jogador poderia se recuperar.
    Essa é a mentalidade infantil ou medíocre que temos em parte de “nossos torcedores”. Aqui, o jogador acima da média não pode ficar, mas se for para outro time será grande reforço e poderá se recuperar.

    Ele saindo, qual seria a alternativa de jogador de qualidade semelhante com um custo igual ou inferior para o lugar dele no Palmeiras? Tem no mercado nacional ou no exterior dentro dos limites de custos do nosso futebol? Interessante é que para o Palmeiras, o cara não serve, mas serve para os concorrentes.
    Treinadores e jogadores de expressão reconhecem a qualidade do jogador e sua importância, mas analfabetos funcionais ou jornalistas tradicionalmente contrários ao Palmeiras em futebol promovem campanhas para tirar o jogador do clube.
    Será que essa parte da “nossa torcida” nunca ficou pelo menos curiosa em relação a atitude, o comprometimento de parte da imprensa para tirar esse jogador do clube? Torcedores “palmeirenses” repetindo o discurso de figuras carimbadas de jornalistas notadamente desafetos do Palmeiras!!!
    Será que nunca desconfiaram que estão sendo feitos de otários ao endossar a campanha desses caras?

    E depois de tudo isso, quem será o próximo alvo dos otários de plantão, quando o Valdívia sair?

     
  • Às 31 de março de 2015 11:46 , Blogger Roberto Leal Gomes Henriques disse...

    Sr. Verde Sempre: tenha civilidade e saiba conviver com os contrários à sua opinião! Isto é democracia! E não tente refutar a opinião alheia por meio de ironias. Mostre que um Palmeirense tem nivel. Respeite nosso Clube até no proceder.

     
  • Às 31 de março de 2015 11:47 , Blogger Roberto Leal Gomes Henriques disse...

    Mas é esse Ganso que eu tenho esperança de que iria se recuperar no Palmeiras! Obvio!!

     
  • Às 31 de março de 2015 11:48 , Blogger Roberto Leal Gomes Henriques disse...

    Mas é esse Ganso que eu tenho esperança de que iria se recuperar no Palmeiras! Obvio!!

     
  • Às 31 de março de 2015 11:48 , Anonymous Torcedor Incondicional disse...

    É o jogador que faz o adversário colocar, no mínimo, 5 jogadores pra marcá-lo:

    Ex1: http://i1.wp.com/blogdaclorofi...

    Ex2: https://www.youtube.com/watch?...

    Ou seja, CRAQUE. Fato consumado !

     
  • Às 31 de março de 2015 11:50 , Anonymous verde insuperável disse...

    OK, meu amigo. O caráter e o comportamento de Valdvia só não supera em qualidade o de Madre Tereza de Calcutá. Peço-lhe desculpas por me manifestar em detrimento de tão honrado jogador.

     
  • Às 31 de março de 2015 11:55 , Anonymous Anônimo disse...

    Alcides,

    Pra mim o primeiro gol foi culpa da preguiça. Os caras não voltaram para recompor. E os que estavam atras acharam que ganhariam o lance tranquilamente.

    Já o segundo, na minha visão, nova falha do Victor Hugo. Desatento, mal posicionado e sem tempo de bola. A conta dele já ficando bem alta.

    Abraço, Hudson

     
  • Às 31 de março de 2015 12:01 , Anonymous VERDE SEMPRE disse...

    "Cantor" Roberto Leal, com toda a certeza aqui é um espaço democrático, e como tal, temos que conviver com opiniões diferentes com toda certeza, de maneira irônica ou não. Na verdade procuro não emitir parecer sobre o que quer que seja se não tenho fundamentos para tal. O tal "Ganso" no verdão é cômico, assim, com todo respeito...está mais para comentarista de jogo de truco do que qualquer outra coisa....
    Aliás!!!! TRUCO!!!

     
  • Às 31 de março de 2015 12:29 , Anonymous roberto leal gomes henriques disse...

    Em tempo, Sr. Verde Sempre: Não sou o cantor.
    E te dou um conselho: emita as suas opiniões irônicas, mas tenha a dignidade e a coragem de sair do anonimato. Honre e escreva o seu nome !

     
  • Às 31 de março de 2015 12:29 , Anonymous MestredosMagos disse...

    Valdívia e Cleiton Xavier são titulares com facilidade nesse time.

    Não sei se o técnico consegue ver isso.

    Mas está fácil demais montar esse time com os dois.

    Saudações.

     
  • Às 31 de março de 2015 12:55 , Anonymous VERDE SEMPRE disse...

    Muito se fala de custo-benefício qto seria este se tivéssemos em série B? qual dos patrocinadores hoje estariam conosco? qual a graça em jogar arena 1º mundo disputando série B? alguém fala em benefício ou só no custo?.
    A pergunta que fica é a seguinte: Pato, Ganso, Damião, Gladiador, Bruno Henrique, Luis Fabiano, Nilmar..etc, qual o real retorno que estes dão aos seus clubes? Quer se referindo aos salários, quer na projeção na mídia? Quantos valem o investimento? Quantos dão o devido retorno em qualquer sentido? Devemos sim, ter bom senso e não ser meros instrumentos da imprensa marrom em fazer e propagar inverdades, como único objetivo em depreciar o nosso craque Valdívia, jogador muito acima da média e que se para muitos o custo-beneficio não compensa..o que dizer então da lista apresentada? Quais compensam? Sou palmeirense, não farei jamais qualquer comentário no sentido em criticar o Mago, pois craque não se critica e sim aplaude!! Sou Mago hoje e sempre!!

     
  • Às 31 de março de 2015 13:17 , Anonymous Marcelo Palestra disse...

    Caro Alcides!!

    Venho acompanhando seu blog como sempre, todo o dia(Para mim, o melhor blog da midia paletrina, tanto pelas suas matérias e colocações, sempre perfeitas, e pelos companheiros leitores que complementam com sabedoria suas análises.

    Decidi não me deixar levar pelos resultados, e sim, avaliar tecnicamente o time e seu treinador, neste período em que não postei mensagens, evitando euforia excessiva, ou pessimismo em demasia.

    Infelizmente, após 18 jogos(com os amistosos), Oswaldo não deu liga ao time, e o elenco mostra-se desproporcional tecnicamente a nossa necessidade!( O time já deveria ter uma configuração tática mais apurada, se bem que, ainda é necessário um tempo maior de entrosamento)

    Não me iludi com a vitória sobre a bicharada( apesar de vibrar muito com ela, e desopilar meu fígado), porém, me aborreci e assustei com a derrota frente aos vermelhos. A postura tática do time nesta partida foi absurdamente equivocada e pífia( além do salto alto), conforme você sabiamente elencou em sua matéria anterior.

    Na atual matéria, você define em dos trechos, porque não confio no trabalho do Oswaldo e da diretoria;

    "Enquanto isso, o visionário Alexandre Mattos só contrata laterais, beques e volantes, e, parece, não tem, mesmo, capacidade discernimento e visão para perceber que o time precisa, mesmo, é de atacantes.

    Infelizmente, o tempo passa, vêm e vão diretorias e eu não consigo ver o Palmeiras representado por um time, marcantemente, de jogadores altos, fortes, de físico privilegiado, todos com estatura superior a 1,80 M, ainda que, reforçado, se necessário, por baixotes geniais, desde que, sempre, acima da média."

    Talvez, para o campeonato brasileiro, com a chegada de atacantes bons, altos, que venham para resolver( não aguentamos mais testes), com Valdívia e Cleiton Xavier, podemos almejar uma sorte melhor( pensar em título) caso Oswaldo consiga dar liga no elenco e defina quem é quem, qual a função em campo, controle as vaidades, etc.

    Cá entre nós, não vejo o Oswaldo com este perfil. Este é meu medo!

    Em tempo: GABRIEL JESUS É INFINITAMENTE MELHOR DO QUE LEANDRO PEREIRA, CRISTALDO E RAFAEL MARQUES!

    Porque só no Palmeiras, JOVENS PROMESSAS, DE GRANDE POTENCIAL, não podem ser lançados como titulares?

     
  • Às 31 de março de 2015 14:13 , Anonymous Anônimo disse...

    Marco, só uma coisa...
    Vc me representa!!!

    Amigos, Gabriel Jesus não é centroavante.

    Na base ele jogava como segundo atacante.

    Dinho Maniasi

     
  • Às 31 de março de 2015 14:15 , Anonymous Marco disse...

    Um jogador de grande potencial, semelhante ao Gabriel Jesus, está escondido na base. É o garoto Eduardo Jr. Um meia criativo que precisaria ser testado em um time arrumado para ver se no profissional terá o mesmo desempenho que teve nas equipes de base.
    =============

    Ontem, o Alexandre Matos esteve no programa da FOX.
    Ví só o encerramento. Ele estava cercado de abutres como o Tubo de Esgoto, um tal de Mano, Sormani (aquele cara que fala que o Ademir da Guia não foi craque) e o gambá que se disfarçou de jornalista, Benjamin.
    Caso alguém tenha visto o programa, poderia relatar aqui?
    ==============
    Tenho muito receio quando goleiro, árbitro ou cartola começam a ter destaque. É sinal de que tem algo errado.

     
  • Às 31 de março de 2015 15:01 , Anonymous VERDÃO INCONDICIONAL disse...

    "Estreia de Valdívia no Sábado de Aleluia!!"
    "Participação especial do menino Jesus"!!

     
  • Às 31 de março de 2015 15:01 , Anonymous Anônimo disse...

    Assisti alguns momentos do jogo do Fluminense e observei dois jovens de talento: Kenedy e Gerson. Não sei se vão vingar, mas a atitude de colocar esses dois jovens com a idade do menino Jesus é louvável.
    Vamos lá "fala mansa" coloca o Menino.

    Gabrieeel... Gabrieeel...

    Marcelo I

     
  • Às 31 de março de 2015 15:07 , Anonymous VERDÃO INCONDICIONAL disse...

    Benja: "Você não trouxe uma camisa para minha coleção?"
    Prass: "Não vou dar camisa para corintiano né!"

     
  • Às 31 de março de 2015 16:54 , Anonymous Marco disse...

    Ao Verde insuperável na mediocridade

    Além de limitado, agora deu para ser irônico.
    Acusar alguém de mal caráter é muito diferente de reconhecer os defeitos.
    Defeitos todos têm, falhas todo mundo comete, mas dai a classificar de mal caráter vai uma grande diferença.
    O mal caráter não entra em campo sem condição física à base de infiltração para que o time não caia. Isso, quem quer se mostrar como exemplo de equilíbrio se esquece.
    Nunca foi negado que o Valdívia teve problemas e já escrevemos isso aqui por várias vezes, mas dentro do meio do futebol, aprender a lidar com vários modos de comportamentos é condição básica de um clube. O Palmeiras é patrão e Valdívia ou qualquer outro jogador é empregado. Muito simples!
    Com a mentalidade medíocre de hoje, vários jogadores que foram ídolos no Palmeiras não teriam o menor espaço no time.
    O que não pode acontecer é um clube jogar fora um jogador porque amadores na torcida se tornaram massa de manobra e se acham muito espertos.
    Se você não vive o dia a dia do clube, se não conhece o que se passa lá dentro e também ignora os depoimentos de profissionais que sabem quem é o jogador, como pode chamar alguém de mal caráter?
    Não tem mais argumentos para atacar a condição técnica do jogador e apela para a questão moral?
    E ainda vem ser irônico!

     
  • Às 31 de março de 2015 17:33 , Anonymous Marco disse...

    Valdívia teve problemas disciplinares no Palmeiras, especialmente na época em que o comando sobre o futebol era nulo.
    Mesmo nesse período, foi o grande responsável pelo Palmeiras chegar à final da Copa do Brasil.
    Podia ser chamado de irresponsável, mas nunca de mau caráter, pois prejudicava a si mesmo. Em termos populares de futebol, foi um jogador cabeça fraca.
    Porém, dentro de campo, quando podia jogar nunca faltou vontade e competência. Ele nunca sabotou trabalho de treinador e fez corpo mole em campo. Caso tivesse feito, ai sim, poderia ter seu caráter colocado em dúvida.
    Essa é a grande questão, o ódio ao jogador que não faz agrados para torcedores, que não vai a programas esportivos para dar audiência, que não faz média com a imprensa e que provoca os clubes oficiais do jornalismo passou dos limites aceitáveis e seus desafetos começam a apelar para questões morais ao perceber que não conseguem denegrir a capacidade técnica do jogador.
    A má fé é tanta que os erros grosseiros de arbitragem em todo o primeiro turno de 2012 foram ignorados quando se responde sobre ele pela participação daquele ano na Copa do Brasil.
    O jogador ficou fora de partidas por ser caçado em campo e esses jogos são contabilizados como ausência por lesão muscular.
    As informações e relatos do comportamento dele nessa gestão não servem de argumento. O que se fala de positivo é ignorado por decreto e no final quando não se tem mais o que argumentar, ataca-se o caráter do jogador.
    Valdívia não é santo, é jogador de futebol e como jogador de futebol deve ser visto, com a competência e experiência necessária de um clube grande que busca títulos deve ter.
    Quem não pensa assim, que passe a acompanhar os campeonatos entre seminários.

    Valdívia vai sair, se não for agora, será em um ano ou dois, mas com essa mentalidade em torno do Palmeiras vamos aguardar que terá seu nome colocado no mesmo patamar deste jogador. Provavelmente alguém que venha fazer a diferença. Esse garoto, Gabriel, que começa agora, se acertar, se confirmar a promessa, em breve será alvo do movimento para deixar o Palmeiras, pois para sua carreira será o melhor possível e, provavelmente com ajuda dos mesmo defensores do bem do clube!

     
  • Às 31 de março de 2015 17:38 , Anonymous VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Seo MARCOS ! Não chamei o Valdívia de maU caráter. Isso é interpretação sua. Mencionei apenas a peculiaridade de seu caráter. Recomendo-lhe que aprenda a ler e a escrever. Em tempo: Escreve-se MAU ! E pare de me ofender senão vais ficar MAL.

     
  • Às 31 de março de 2015 17:40 , Anonymous VERDE ROXO disse...

    Verde insuperável, acesse o postado pelo VERDE INCONDICIONAL abaixo e veja suas qualidade técnicas como descreve o MARCO,talvez por ser torcedor tão somente de sofá, não tenha a visão da grandeza deste profissional pra falar estes termos utilizados como mal caráter ou coisa que o valha, eu acessei e assisti, tenho certeza que terá outra visão, mesmo sendo de sofá!!!
    Ex1: http://i1.wp.com/blogdaclorofi...

    Ex2: https://www.youtube.com/watch?...
    Saudações Palestrinas!!!

     
  • Às 31 de março de 2015 20:33 , Anonymous Marco disse...

    Ao Verde “insuperável”

    Você escreveu:
    ......................
    Valdívia é muito idealizado por certos torcedores, especialmente o grande Alcides. Valdívia é craque, mas quase nunca nos entrega o que "pagamos" por ele. Valdívia é um sonho impossível. Mas seu caráter e seu físico nos levam ao pesadelo. Não acredito que Valdívia possa ter uma sequência. Espero estar errado. O Palmeiras precisa mirar um outro grande jogador e virar essa página.
    ........................

    Então você acha que não atacou o caráter do jogador? Foi interpretação equivocada?
    O que você quis dizer com “seu caráter” e seu físico nos levam ao pesadelo? Não chamou o jogador de mau caráter? É nossa imaginação?
    Errei a grafia de uma palavra e isso foi o que contou para você e não o contexto. Só provou a sua limitação, limitação de quem precisa recorrer à redação do texto para ter onde se ancorar em um debate.
    Sei a diferença de mal e mau de bem e de bom, mas deveria saber que em textos rápidos de blog se cometem erros simples. Veja outros textos meus e notará falta de plural, palavras repetidas, por exemplo, pois ao escrever em “blog” é tarefa dinâmica, como em um bate papo comum. Para uma publicação oficial, podemos fazer uma revisão, se isso for o mais importante para você.
    O editor deste blog, um grande jornalista, as vezes confunde nomes e depois os corrige. Entretanto, seus textos valem pelo conteúdo e não por uma grafia ou outra.
    Na semana passada cometi esse mesmo erro de grafia e em seguida escrevi pedindo desculpa pela redação, mas você não deve ler o blog, pois nos seus comentários mostram ignorar todos os fatos e argumentos muito bem explicados aqui pelo editor e por inúmeros participantes.

    Pela frase que você escreveu quem não sabe se expressar é você, pois ficou muito nítida a citação de caráter. Caso não fosse com essa intenção, por que escreveria?
    Por outro lado, se sabe se expressar, podemos concluir que sua frase teve a intenção pejorativa? Então, se você sabe redigir e não queria questionar o caráter do jogador, cometeu um erro de conceito de redação e não de grafia.

    Entretanto, só tenho a agradecer sua participação, pois foi muito didática para exemplificar meus comentários dos últimos dias sobre a parcela da torcida do Palmeiras que se tornou massa de manobra e inocente útil para jornalista pilantra. Escrevi sempre mencionando “chats”, “blogs” e fóruns onde torcedores do Palmeiras trabalham contra o próprio clube, mas faltava o exemplo prático e ai surgiu você, o que facilitará o entendimento de todo mundo. Assim, podemos verificar aqui mesmo no blog como existe no meio palmeirense torcedor limitado que se julga entendido de futebol, mas só atrapalha e escreve besteira.
    Fique tranquilo, o Valdívia não dura muito no Palmeiras e logo em seguida a imprensa terá novos alvos e para isso contará com pessoas inteligentes, espertas e conhecedoras de futebol como você para ajudar na campanha para tirá-los do clube.
    Caso seja leitor desse blog há um bom tempo saberia muito bem que antes de defender a renovação de contrato de um jogador, por melhor que ele seja, defendemos o Palmeiras tentando alertar seu torcedor contra as armações da imprensa e contra o “fogo amigo”.
    Aproveite para ver se cometi mais algum erro de grafia (deverá encontrá-los) e responda sobre ele. Agradeço pela sua observação, pois a partir de agora prestarei mais atenção na grafia para não dar desculpas para quem não possui argumentos. Pelo menos sobre isso você consegue pensar um pouco. Já é uma evolução, considerando que em termos de futebol você mostra ser totalmente juvenil.

    Quanto ao respeito às opiniões, outro dia comentado por aqui, ele se dá para quem não toma a iniciativa de apelar e para quem não procura prejudicar o próprio clube. Partiu de você a citação sobre caráter, basta ler sua frase que não tem nada de mal interpretada.
    Bastaria tirar a palavra caráter, que sua opinião poderia ser contestada, mas seria respeitada. Com sua infeliz redação, nos deu o direito de citar todo o restante e te conhecer melhor.

     
  • Às 31 de março de 2015 21:20 , Anonymous Anônimo disse...

    Não tenho muito a acrescentar sobre o Valdivia. Quero sim que ele arrebente nessa fase final do Paulista. Estou com o pé atrás mesmo, assim como fiquei quieto após a quase goleada nos bambis.

    Vou tentar ter mais paciência com o time pra não estragar algo ainda em construção.

     
  • Às 31 de março de 2015 22:48 , Anonymous Alcides Drummond, o Editor disse...

    Meus amigos. Debate quente! Para o meu gosto, um pouco além da normalidade.

    AO MARCO E AO VERDE INSUPERÁVEL.

    Ao Marco eu diria que a palavra caráter, per si, não justificava uma resposta e só entro no assunto porque fui citado.

    Vejamos no texto:

    verde insuperável disse...

    Valdívia é muito idealizado por certos torcedores, especialmente o grande Alcides. Valdívia é craque, mas quase nunca nos entrega o que "pagamos" por ele. Valdívia é um sonho impossível. Mas seu caráter e seu físico nos levam ao pesadelo. Não acredito que Valdívia possa ter uma sequência. Espero estar errado. O Palmeiras precisa mirar um outro grande jogador e virar essa página.

    Caráter tem significado amplo e pode significar muita coisa se não vier acompanhada da suficiente adjetivação.

    Eu, particularmente, não vejo ofensa a Valdívia, mas posso depreender que o Verde, embora reconhecendo as qualidades de craque do jogador, está de saco cheio e não acredita que o Mago tenha uma sequência de jogos que justifique a sua renovação. È normal que ele pense assim, pois uns tem mais e outros menos paciência.

    Eu, o Marco e a maior parte dos Palmeirenses, ao contrário, desejamos e queremos a renovação de Valdívia, pela qual lutamos em razão de algumas atitudes de positivas de Valdívia que Luxa mandou embora do Palmeiras porque representava uma sombra à sua personalidade.

    Questão de caráter,isto é, de comportamento, de atitude (não estou dizendo que esse caráter é bom ou mau, se é um bem ou um mal (para que fique bem claro o significado da expressão.

    Como o meu caráter, (isto é, o meu comportamento, a minha atitude) é de antecipar o meu pensamento, deixo claro que esta é a última vez que defenderei a tese da renovação de Valdívia se, a partir do momento em que ela se concretizar vierem a ocorrer episódios negativos.

    Eu creio que, justamente por seu caráter, Valdívia merece esta chance, ou, melhor, nós palmeirenses merecemos a chance de tê-lo do nosso lado.

    Ao Verde posso garantir que o Marco(uma das melhores cabeças e um dos melhores textos entre os colaboradores da mídia palestrina)conhecia, sim, a diferença entre mal e mau caráter, até porque tivemos a oportunidade,coincidentemente,de falar sobre o tema,recentemente, ao telefone.

    Para quem não sabe é só fazer esta analogia: caráter (substantivo masculino) se não é bom tem de ser o contrário de bom que é MAU, não mal.

    Convém que se diga, também, que, pelo fato de alguém desconhecer as regras gramaticais da língua portuguesa não significa que escreva pior do que quem as conheça.

    O que vale, mesmo, no contesto do Blog são as idéias.

    Viram como é fácil errar? Basta um vacilo, um descuido e, pronto, lá se foi a palavra contexto para o espaço e eu sou tomado como um frequentador da escola de horrores gramaticais do Professor Analfaneto.

    Tenho tanto apreço pela redação do Marco, que, ele, várias vezes, foi convidado a fazer a postagem do OAV e por umas duas ou três vezes, me substituiu.

    E o fiz, creia, não apenas em razão de conhecer -muito- futebol, mas de seu excelente texto.

    Você, também, provou que escreve bem e também tem boas idéias.

    Por tudo isso, não vamos, todos nós, deixar que o debate nos envolva emocionalmente e nos leve a duelos verbais inúteis que em nada ajudam o Palmeiras.

    Um abraço aos dois grandes debatedores que, espero, não reeditem os duelos Chico Palestrino x Mestre dos Magos, que durou até que Chico sumisse do blog para voltar, agora, apenas eventualmente! (AD)

     
  • Às 1 de abril de 2015 11:44 , Anonymous VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Prezado Alcides, vc falou tudo, com a costumeira elegância e proficiência que me faz, todos os dias, ler o seu blog, sempre em primeiro lugar. Desse modo, esgotou o assunto. Não faltam mais pingos nos "is", de um lado ou do outro. Quanto ao "calor" do "debate"havido, este ocorreu por apenas um único motivo: A Paixão imensa que TODOS NÓS temos pelo Palmeiras ! Se assim não fosse, não teríamos tantos textos de qualidade como os que aqui se apresentam, com constância, certamente emitidos por pessoas que têm muito mais o que fazer, mas que perdem (ou ganham...) o seu tempo lustrando essa autêntica devoção.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial