Observatório Alviverde

15/04/2015

NOBRE, MATTOS E CÍCERO, ESTA É A HORA DE AGIR!


Resultado de imagem para gambá mal cheiroso

Esse jogo contra os gambás, está me cheirando muito mal!

Algo me diz que, caso não sejam tomadas providências preventivas, esse jogo não vai terminar em Itaquera, mas, na delegacia, no hospital, ou, até, no necrotério! Tomara que eu esteja enganado!


É um jogo de altíssimo risco para o qual, de há muito, a diretoria do Palmeiras deveria estar alerta, vigilante e mobilizada, trabalhando no sentido de amortecer os impactos decorrentes da costumeira catimba curintiana


Em suma, é preciso blindar os jogadores e  proteger os dois mil torcedores que ousarão ocupar um lugar no privadão do Lula. 


--------------------------

Quem, em sã consciência e em pleno gozo e uso de suas faculdades mentais ignora que o Curica vai jogar sujo, dentro e fora de campo, principalmente fora, visando a vencer o derby?

Se, em circunstâncias normais, eles agem de maneira, absolutamente, desleal, imaginem agora quando o derby vale uma vaga na final do Paulistão, abrindo perspectivas de título?


Esse clube e sua torcida xucra e assassina (a que introduziu a violência nos estádios do Brasil)  já se acostumaram a ganhar tudo "na mão grande", principalmente do Palmeiras, através

do exercício contínuo da fraude e da ilicitude, aproveitando-se, sempre, da inércia e da inação e da pusilanimidade crônica de nossos dirigentes através dos tempos.

Para eles, longe de ser um absurdo ou uma vergonha, essas atitudes representam atividades proveitosas, lucrativas e, a o mesmo tempo, recreativas e lúdicas. O Palmeiras que se precate!


A minha expectativa para essa semifinal é que o adversário, tradicionalmente desprovido de "fair-play", vai jogar, como de hábito, duro e sujo, fora e dentro de campo, (principalmente fora), justamente o caminho que já sabe ser o mais indicado para vencer todos os derby(ies).


------------------------------


É risível -divirto-me muito- quando leio comentários de palmeirenses puritanos, compenetrados, que se auto-rotulam "do bem" e se arvoram em cidadãos diferenciados e da melhor cepa.


Partidários ferrenhos de uma instituição a que chamo de"frescura do politicamente correto", tão em voga nos dias de hoje, eles vão para os blogs e deliberam sobre um mundo de virtudes que, desde quando acompanho o futebol, jamais constatei que existisse, embora o tivesse, sempre, procurado.


O extra campo, infelizmente, sempre existiu e  é uma lamentável realidade! É um jogo jogado nos bastidores, porém muito mais importante, pesado e pegado do que aquele a que assistimos, jogado nos estádios. Quem tem olhos para ver, veja! Quem tem bom-senso para constatar, constate.  


Eu nunca vi curicano algum escrever em sites, blogs ou postar nos instagram, facebook ou qualquer rede social da web, como fazem alguns palmeirenses, que o futebol se ganha dentro de campo sempre com ética, muito "fair-play" e total respeito ao adversário. Quem dera! Fosse assim, o Palmeiras teria, minimamente, o dobro de títulos que conquistou!


Infelizmente, palmeirenses existem que parecem viver de quimeras e vivenciar os valores morais ultrapassados de um convento beneditino medieval, se esquecendo de que coube-lhes viver  uma era material, do 'quem pode mais, chora menos', marcantemente apocalíptica, . 


É óbvio que não sou refratário à aplicação desses valores em outras esferas da vida, mormente quando se trata de família, de trabalho, de relacionamento humano ou coisa assim, mas, "pelamor", cada coisa em seu devido lugar! Parem de aplicar  parâmetros espirituais a um futebol radicalmente material.


---------------------------


O Palmeiras, leia-se Nobre, Mattos e Cícero  já tinha de estar trabalhando o extra-campo, "liberando geral" os jogadores para a concessão de entrevistas em que o clube alertaria as autoridades, a população e a própria mídia, dos riscos que vai correr. 


Assim como no xadrez a única forma possível de evitar os estragos decorrentes de uma peça chamada cavalo é a prevenção, o Palmeiras precisa se prevenir em relação ao pulo do gambá.


Senão no sentido de ameaçar a FPF, de coagir a arbitragem, de criar um clima de guerra visando a atemorizar o adversário dentro de um estádio perigoso e inseguro, (tudo isso é recorrente nas ações de nosso adversário), ao menos para evitar que a arbitragem seja encomendada ou recomendada e atinja em cheio o time palmeirense, prejudicando-o irreversivelmente.


Essa logística antecipativa pressupõe uma blindagem aos jogadores palmeirenses, para que a contumaz violência dos adversários não recrudesça e os impeça de jogar. 


Isto sempre acontece quando o Verdão enfrenta esse clube cujo passado é tão negro quanto a cor de sua camisa. Defender-se deles, é preciso! Se, não, vamos ser derrotados fragorosamente, pela enésima vez! Em uma frase, "se o Palmeiras não gritar, eles não vão maneirar".


O Curica, vergonhosamente, há anos é protegido pelas instituições esportivas e suas respectivas autoridades, tanto e quanto o são pelo sistema,  pela mídia, e, pasmem, pela própria polícia. Não é à toa ou sem razões que o chamam, desprezivelmente, de 'o time do governo'!


Nobre tem de cuidar, também, para que o transporte da delegação à distante Itaquera, ocorra sem sobressaltos ou eventos que possam tirar a tranquilidade e o equilíbrio dos jogadores, principalmente a partir do momento em que adentrarem-se pelas dependências do Privadão!


------------------------------

É recomendável que Valdívia seja escalado só depois de algum tempo de jogo, a fim de que a violência não precipite-lhe uma nova contusão e o retire precocemente de combate. Ou vocês imaginam que jogadores desleais, tipo Elias,  ou violentos como o Ralph (a mídia esconde porque lhe convém) vão estender o tapete para o chileno?


Entretanto, até agora não vi nem ouvi nenhum depoimento de nossos dirigentes em relação ao assunto. Onde estão Mattos e Cicero? O que faz o nosso departamento de marketing?


Viram e constataram porque se diz que o Palmeiras, (que, desde que morreu Delfino Fachina, nunca mais teve força extra-campo), para conseguir levantar um título, tem de ter um time, no mínimo, dez vezes melhor do que os outros?


--------------------


Se mal pergunto, por que, de repente, como em um passe de mágica, o departamento de árbitros da CBF divulgou que as novas recomendações da Fifa (será que existiram?) chegaram,  e vão coibir o "piti" dos técnicos e jogadores que reclamam das arbitragens? 


De fato, por que divulgar as tais recomendações com a informação de que os árbitros sofreerão punições se não vierem a cumprir as determinações, justamente às vésperas do derby e da decisão paulista? É muita coincidência!

Coincidência demais, aliás, bem pra lá de suspeita, considerando-se que o Curintia,  jogará duas decisões em sua Arena sem alambrado, onde os árbitros costumam atuar vestindo cuecas de plástico? 

Como (quem não sabe disso) eles vão apitar pro Cu-rintia, as reclamações serão inevitáveis e, via de consequência, as expulsões, porque os árbitros "vão botar boneco" dos visitantes.

É óbvio que ao sentirem-se prejudicados, os jogadores palmeirenses vão reagir, reclamando e o Verdão correrá muito mais riscos de ter jogadores expulsos!

O tal Sérgio Correa, presidente da comissão nacional de arbitragem, fez a divulgação afirmando que a deliberação tem validade, exclusivamente, para os jogos e campeonatos chancelados pela CBF, mas essa é, apenas, uma desculpa justificativa para que ele fizesse a divulgação. 


Se as medidas, segundo disse, são, apenas em relação aos jogos e torneios patrocinados pela CBF e não eram para ser implementadas nos campeonatos regionais, por que ocorreu a divulgação intempestiva, justamente no limiar dos jogos decisivos? 


Não sou, definitivamente, contra  a medida, mas sou, radicalmente, contra a divulgação de algo que, flagrantemente, beneficia um time costumeiramente amparado e carregado pelas arbitragens, com o apoio incondicional, indecoroso e vergonhoso da maior parte da mídia!


------------------------------

Na verdade, nosso adversário, tradicionalmente, sempre agiu assim e acostumou-se a ganhar os jogos decisivos e os campeonatos, mediante medidas administrativas favoráveis, (eles tem pessoas de confiança em todos os lugares), erros absurdos de arbitragem, à beira do acinte, ou principalmente, através da atemorização do adversário. Não foi  isso o que fizeram, semana passada, contra a Ponte?

Alguém tem dúvida de que a arbitragem, domingo que vem, como sempre acontece nos jogos do Curica, adotará a velha postura do, " in dubio, pro gambá", isto é, os lances que suscitarem dúvidas, serão, sempre, assinalados a favor deles? 

Da mesma forma, os chamados lances interpretativos, envolvendo bola na mão ou mão na bola, força suficiente ou não para derrubar o adversário, falta ou não dentro ou fora da área,  laterais ou escanteios decorrentes de bolas prensadas, mesma linha ou não no impedimento, tudo isso e muito mais o Palmeiras terá contra si, não importa quem seja o árbitro e os seus auxiliares.

Assim como ocorreu contra a Ponte, operada, sem anestesia por Vicente Corintiano, digo, Vicente Romano Neto, se for possível ou houver necessidade, a arbitragem, certamente, fará o mesmo em relação ao Verdão.

Muito mais que isso, o Curica tentará se impor mediante a ameaça que irradia de suas arquibancadas, decorrente, sobretudo,da selvageria de sua torcida, aquela que a mídia esconde, mas que introduziu a violência no futebol brasileiro.

 Até ontem, ao que me consta, apenas Dudu se manifestou em relação a tudo isso.


NOBRE, MATTOS E CÍCERO, DESPERTEM DA LETARGIA, POIS, ESTA É A HORA DE AGIR!


COMENTE COMENTE COMENTE

7 Comentários:

  • Às 15 de abril de 2015 15:51 , Anonymous TÃO SOMENTE TORCEDOR disse...

    Vamos passar como rolo compressor sobre os gambás, a mídia irá nos reverenciar, domingo será o primeiro degrau rumo ao topo. Ainda não estamos 100%, para ganhar do time do governo não precisa, só necessita de identidade para com o torcedor e vontade que vem mostrando, Dudu foi o primeiro a falar e terão outros.
    Com mago e CX teremos um meio de campo com extrema qualidade associado aos Arouca e Robinho, é questão de tempo, hoje melhor elenco no papel, amanhã melhor time de fato. Não sou atleticano, más "EU ACREDITO"!!! Avanti Palestra!!!

     
  • Às 15 de abril de 2015 16:37 , Anonymous alcides drummond disse...

    Ao Tão Somente

    "Eu acredito" não é frase dos atleticanos e nem de ninguém. É uma expressão consagrada pelo povo.

    Use e abuse, à vontade sem necessidade de citar que é deles porque não é.

    Pois fique você sabendo que "eu acredito" no Palmeiras e "eu acredito", também, em tudo o que você falou.

    Temos de acreditar. Abs (d)

     
  • Às 15 de abril de 2015 16:50 , Anonymous Anônimo disse...

    Alcides ! Concordo plenamente com as suas palavras .
    Algo de ruim estão preparando para nós no privadão e não creio em qualquer sucesso do nosso time.
    Como disse já deveríamos ter botado a boca no trombone quanto da arbitragem para esse jogo.
    O pau vai comer lá e não poderemos fazer nada .
    Lembro bem que em tais situações quando ia jogar o time do jardim Leonor, o Técnico Tele Santana insinuava que o jogo já estava com as cartas marcadas para o adversário além de pressionar fortemente os árbitros antes do jogo.

     
  • Às 15 de abril de 2015 17:55 , Anonymous Anônimo disse...



    http://www.senhorpalmeiras.com.br/web/2015/04/15/cuidado-palmeiras-tem-mais-gente-que-te-quer-fora-das-finais/#more

     
  • Às 15 de abril de 2015 21:39 , Blogger Miguel disse...

    Deus é justo, o bam-bam-bam deles está com dengue, então as chances de gol caíram pela metade. Do nosso lado, o Aranha está doente mas não será uma ausência preocupante. Apesar do jogo ser no Estádio Federal, eles vão perder a cabeça por acreditarem que são mesmo os favoritos. Até a quantidade de sócios Avanti está incomodando esses folgadões, eles já estão reclamando que os dados são falsos.

     
  • Às 15 de abril de 2015 22:28 , Anonymous Marco disse...

    Não vejo manifestação de pessoas ligadas ao Palmeiras sobre o risco desse jogo.
    Quanto à imprensa, parece que tudo o que aconteceu no jogo da Ponte Preta foi um simples acaso.
    A arbitragem do jogo do Palmeiras também já é passado e se não fosse pelo erro do jogador do Botafogo, poderia ter decidido a classificação.
    Os erros de arbitragem na grande maioria das vezes, apenas para determinados clubes, só ocorre porque existe o aval do jornalismo esportivo e a omissão dos demais clubes.

     
  • Às 15 de abril de 2015 22:40 , Blogger Alexandre Correia disse...

    C......., vem pega a MANCHA na mão.É expressamente proibido o uso de armas de fogo e covardia usá-las em emboscada, em maioria. Paz nos Estádios!

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial