Observatório Alviverde

10/02/2017

TEM, EDUARDO BATISTA, CONDIÇÕES DE REEDITAR LUXA?



Embora crendo firmemente nas excelentes perspectivas do Palmeiras em 2017, vou devagar com o andor...

Prefiro -ainda- dar tempo ao tempo antes de qualquer análise antecipativa acerca das possibilidades do time este ano...

Minha cautela, porém, não significa, necessariamente, pessimismo, mas, a esta altura ainda mudo de nome e passo a chamar Tomé pois preciso ver para crer...

Ainda mais porque o Palmeiras contratou um neófito para treinador, uma autêntica incógnita, e, simbolicamente, entrega-lhe uma nave espacial para dirigir mesmo sabendo que ele só tem brevê de piloto de teco-teco.  

Futebol não é aquilo que a maioria da mídia propaga e a maioria dos torcedores imagina, de um craque para cada posição e fim de papo.

Fosse assim seria só contratar onze craques e o time estaria pronto capacitado a ganhar os títulos! O buraco, porém, é muito mais embaixo.

O futebol, creiam, pressupõe uma série de outras coisas que não se encontra para comprar no buteco da esquina, na quitanda e nem no próprio mercado da bola.

Quem não sabe que jamais existiu um grande esquadrão (como se dizia antigamente) sem a presença de dois ou três jogadores esforçados, muito longe da condição de craques.

Quem desconhece que, além do trabalho de cada clube, há dezenove concorrentes, só em termos de Série A, que também trabalham forte no sentido de montar um grande time e ganhar o campeonato?

E os demais campeonatos paralelos? E os torneios continentais? E os mundiais, nestes tempos de globalização?

Como desconsiderar o trabalho no intragrupo com os seus líderes e falsos líderes, com os agregadores e até os desagregadores e seus  maus exemplos, picuinhas, "disse-me-disse", tanto e quanto lutar contra vaidades incomensuráveis de tantos atletas?

Tudo isso conta em relação à formação de um grande time. E olhem que nem falei da fisiologia, da medicina, da psicologia, da sociologia que se amalgamam na formação de um time campeão...

Então, no papel, no papel, no papel, eu lhes digo, neste momento, que o Palmeiras montou um time espetacular para a temporada 2017, mas isto, "per si", não basta, não é suficiente e não garanta absolutamente nada,.

Não significa, necessariamente, a garantia de uma campanha melhor do que até alguns concorrentes que investiram menos e é nesse fato instigante e intrigante que reside todo o encanto do futebol.

A contratação de jogadores de nome e qualidade como Guerra e Borja acrescenta muito ao elenco do Palmeiras, mas não representa necessariamente a garantia da conquista de títulos, mas, apenas um indício, o que já muito importante.

Em face de tudo isso, vamos todos, fazer um pacto e apoiar o novo treinador, uma aposta teoricamente errada da diretoria, mas que, na prática, quem sabe, pode vir a dar certo!

Eduardo Batista, motivadíssimo, está tendo a primeira grande e efetiva oportunidade de dirigir um time realmente grande do futebol brasileiro e, na certa, a está agarrando com unhas e dentes.

Apesar de não ter referendado-lhe a contratação, torço para que ele acerte e ajuste esse novo time do Palmeiras!

Quem sabe Eduardo Batista venha a reeditar aquele que, em meu entendimento, repito, em meu entendimento, seria o treinador mais capacitado a dirigir esse novo Palmeiras-2017 repleto de craques e de excelentes jogadores, Wanderley Luxemburgo!

Estou torcendo para que aconteça!

COMENTE COMENTE COMENTE

  

26 Comentários:

  • Às 10 de fevereiro de 2017 09:01 , Anonymous Verde e Branco disse...

    Borja é do Palmeiras

     
  • Às 10 de fevereiro de 2017 09:20 , Anonymous Anônimo disse...

    Vou dizer porque acho que Borja vai vingar. Contratamos dessa vez o arco e a flecha. Borja é jovem, rápido e forte. Nada de centroavante poste. E é colombiano, tem o Mina e Guerra pra enturmar ele. O cara queria vir pra cá pois será feliz, perto de casa, estrutura, visibilidade, etc. Não é argentino "não me toque".

     
  • Às 10 de fevereiro de 2017 10:24 , Anonymous MestredosMagos disse...

    É CAPITÃO ALCIDES

    Brevê de piloto de teco teco, rsrsrsrsrs.

    Eu também tenho meu pé atrás Alcides.

    Se era para arriscar em novidade, esta seria Fernando Diniz.

    Eles não entenderam que o Palmeiras jogará uma Libertadores e necessitamos de um técnico mais experiente, na minha opinião.

    Abraço.

     
  • Às 10 de fevereiro de 2017 10:35 , Anonymous Elcio disse...

    Eu não sei, mas esse EB me parece mais perdido que cego em tiroteio.
    Eu escuto as entrevistas dele e parece que o cara está falando de engenharia e não de esporte.
    Técnico não ganha jogo, nem campeonato, mas consegue atrapalhar bastante.

    Ai ai ai, como eu quero estar enganado.
    Espero que ele não atrapalhe o time, e os jogadores assumam o comando.

    Outra coisa que tem me chamado a atenção, por diversas vezes já escutei os jogadores falando coisas do tipo, "Estamos jogando de uma forma diferente, estamos nos adaptando, ...".

    Para mim, nada mais é do que jogar a bomba no colo dele.

    O Ituano já deve ser um bom teste nesse domingo.

    Vamos ver a evolução, sem Tche-Tche e Moises!!!

     
  • Às 10 de fevereiro de 2017 12:38 , Blogger Unknown disse...

    Foooonnnnn
    Fooonnnn

     
  • Às 10 de fevereiro de 2017 13:11 , Anonymous Claudio de MG disse...

    PVC: O pior e mais despreparado jornalista esportivo do Brasil.

    Mauro César Pereira, Gustavo Hoffman, João Carlos Albuquerque e André Risek: Os mais antipáticos jornalistas esportivos do Brasil.

    Tim Vicary: O mais antipático jornalista esportivo da Inglaterra.

    Clube Atlético BÍ-TÍTULO Mineiro (Time considerado grande más que TEM DOIS TÍTULOS IMPORTANTES NA HISTÓRIA): O Clube mais nojento do Planeta, depois de Corinthians e Santos. Exatamente nesta ordem.

    Redação SporTV: O pior programa esportivo do Brasil (os da ESPNojo não entram porque não sei mais como são devido o meu boicote total e irrestrito).

    Observação: O Sormani poderia ser lembrado, más, mesmo ele falando asneiras atrás de asneiras do Palmeiras, confesso que o acho até divertido. Desde a época do Esporte em Discussão (o qual não ouço mais) o acho engraçado e até me divirto, às vezes, com os ataques e "pitis" dele. Assim como também não tenho raiva de Chico Lang nem Milton Neves, por considerá-los personagens. O espetacular Havallone, com sua "Tia Dora", também não é uma figura?

    Bienvenido, Miguel Ángel Borja Hernández!

    Saúde a todos!

     
  • Às 10 de fevereiro de 2017 13:31 , Anonymous Claudio de MG disse...

    A RGT só machuca o Palmeiras. E em escala menor, também o Santos.

    A anos venho vendo palmeirenses dizendo que a RGT favorece Flamengo, Corinthians e São Paulo em suas transmissões em detrimento ao Palmeiras. Vejo também dizendo que clubes como Cruzeiro, Atlético e outros deveriam se revoltar também, mas, a verdade é que estes clubes citados, bem como seus torcedores, não têm do que reclamar da RGT.

    Pouca gente sabe, mas na verdade a RGT boicota apenas o Palmeiras e o Santos para seu público local. Sempre a RGT São Paulo transmite os jogos do SCCP ou SPFC para SP, mas nos outros Estados, os grandes clubes locais são privilegiados.

    Pra terem uma idéia, TODOS os jogos tanto de Galo quanto Raposa são transmitidos ao VIVO para BH e toda região metropolitana quando jogam fora de BH. Só comparando, Palmeiras e Santos juntos (campeão e vice, respectivamente em 2016) tiveram praticamente metade dos jogos televisionados do Cruzeiro e do Galo para sua praça local.

    No Sul, o mesmo sistema de MG é adotado também para a dupla Gre-Nal. Domingo sim, Domingo não, você tem Grêmio ou Inter na RGT gaúcha.

    Nem no RJ, o Flamengo prejudica tanto seus rivais, pois a RGT Rio sempre transmite para a praça carioca o Flu, Bota ou Vasco quando os mulambos jogam no Rio. Podem conferir.

    Já para São Paulo (capital) semana sim, semana não é sempre Corinthians ou SPFC. Palmeiras e Santos, quando sobra uma vaguinha e não é interessante divulgar a crise e ruindade dos queridinhos, têm um joguinho ou outro transmitidos.

    Realmente, ficam apenas com as sobras.

     
  • Às 10 de fevereiro de 2017 14:00 , Anonymous Anônimo disse...

    Acho difícil a rgt largar o osso na TV aberta. O Nobre incentivava o torcedor a comprar o PPV, eu não dou dinheiro pra rgt FDP! Outro dia alguns clubes estavam chorando a forma como $$$ do PPV é repassado, via pesquisa do ibope. Fico na vontade, mas não cedo. Palmeiras em 1° lugar.

     
  • Às 10 de fevereiro de 2017 20:51 , Blogger eduardo luiz disse...

    Alcides, gosto muito de suas matérias, mas discordo, com toda ênfase, da comparação,!de Eduardo batista, com Luxa. Luxemburgo, hoje podemomos considerar um ex-treinador de futebol. Foi brilhante do seu início de carreira até as grandes conquistas que teve. O Palmeiras foi agraciado por isso. E todos palmeirenses agradece por isso, principalmente na era Parmalat. Mas de alguns tempos pra cá não evoluiu. Pensou apenas em indicar jogadores para seus clubes como se fosse empresário. Formou comissões técnicas milionárias sem qualquer resultado produtivo. O Eduardo batista é um iniciante, e é uma aposta positiva da diretoria. Achei a escolha brilhante. Se luxa fosse um brilhante nessa sua nova fase, teria ido bem no Real Madrid

     
  • Às 10 de fevereiro de 2017 21:59 , Anonymous Anônimo disse...

    Um Palmeirinha incomoda muita gente Palmeiras forte incomoda muito mais

    Dois Palmeirinha incomoda muita gente Palmeiras forte incomoda, incomoda muito mais

    Três Palmeirinha incomoda muita gente Palmeiras forte incomoda, incomoda, incomoda muito mais

    Temos entre 2 e 3 times. Sabendo usar, não vai faltar.

     
  • Às 11 de fevereiro de 2017 00:21 , Anonymous Alcides Drummond, o editor disse...

    Eduardo

    Luxa está caindo no ostracismo, disposto a melhorar a vida e a própria imagem. Só por isto o queria.
    Torço -vc nem imagina quanto- para o Eduardo dar certo
    e até já fiz matérias pedindo à galera para que dê um tempo até que ele engrene seu trabalho.

    Abs e obrigado por sua seleta participação. (AD)

     
  • Às 11 de fevereiro de 2017 04:19 , Anonymous Verde insuperável disse...

    Na "escola" em que EB supostamente estudou, Luxemburgo é professor MBA. Também perfilho com Alcides, quando aspira o grande técnico (poucos assim podem ser nomeados) justamente pelo fato de -acreditarmos- estar ele querendo ansiosamente sair do incômodo ostracismo. Luxemburgo, hoje, seria a cereja no bolo, o condutor dessa grande nave que se tornou o PALMEIRAS, repleta de galácticos. Nessa viagem, ao filho de Nelsinho restaria segurar - orgulhosamente- o laptop do grande professor.

     
  • Às 11 de fevereiro de 2017 04:24 , Anonymous Verde insuperável disse...

    Essa conversa de"apostar" no iniciante, é para boi dormir. O que ele tanto fez para receber tão valiosa aposta? Na verdade, o grande Mattos quis alguém enquadrado. Para chamar de seu. E isso é perigoso. Egolatria faz mal. Os alemães sabem disso, há muito tempo.

     
  • Às 11 de fevereiro de 2017 04:28 , Anonymous Verde insuperável disse...

    Os viados devem estar loucos para comer naquele pratto. Se ceni deixar, é claro. Sem ordem da tia, nada acontece naquele galinheiro.

     
  • Às 11 de fevereiro de 2017 04:31 , Anonymous Verde insuperável disse...

    Vamos ficar bem de olho nos marginais. Com aquele time "meia boca", nunca essa caterva precisou tanto dos homens de preto !!! E esses desavergonhados já demonstraram que estão cada dia mais sem vergonhas.

     
  • Às 11 de fevereiro de 2017 04:40 , Anonymous Verde insuperável disse...

    Discordo, um pouco, do perspicaz Cláudio. Nada é mais repulsivo para um Palmeirense do que Curica e Cervídeos. Ou Bambis e Marginais. Nessa escala de inimigos, a ordem não altera o fedorento produto. Os dois são intragáveis e inquestionáveis ! Logo abaixo, coloco Mulambos cariocas e Sardinhas. Um pouco além, em cova rasa, enterro Galinhas e Raposas, Bombachas gays vermelhas e azuis, além de Tapetense. O resto é o resto. Em resumo: Tirante o PALMEIRAS, o que sobra é lixo hospitalar.

     
  • Às 11 de fevereiro de 2017 04:42 , Anonymous Verde insuperável disse...

    além do Tapetense.

     
  • Às 11 de fevereiro de 2017 04:45 , Anonymous Verde insuperável disse...

    Na verdade, na verdade, na verdade, só aprovarei Nelsinho, digo, Eduardo Batista, se o Palmeiras, de forma iminente, meter uma sonora goleada em algum time nesse Paulistão. Aquele placar limpa trilhos e tira dúvidas. Histórico. Só assim eu me convenceria de sua contratação. Que seja amanhã, na aprazível Itu.

     
  • Às 11 de fevereiro de 2017 04:51 , Anonymous Verde insuperável disse...

    Como já li em algum lugar (não sei se foi aqui ou fora daqui), há muito tempo não tínhamos o arco e a flexa, forjadas no mesmo lugar: Guerra e Borja. Essa primorosa arma nos fará conquistar o Mundo !

     
  • Às 11 de fevereiro de 2017 04:52 , Anonymous Verde insuperável disse...

    E tenho dito !

     
  • Às 11 de fevereiro de 2017 08:05 , Anonymous Marco disse...

    Por cobertura de Hillsborough, Liverpool bane The Sun de Anfield
    Além do estádio, jornalistas do veículo também não podem frequentar os treinamentos da equipe

    http://www.lance.com.br/futebol-internacional/por-cobertura-hillsborough-liverpool-bane-the-sun-anfield.html

    O Liverpool baniu o jornal inglês The Sun do estádio de Anfield e também do centro de treinamento de Melwood depois da cobertura desastrosa do veículo da tragédia de Hillsborough, em 1989, que deixou 96 torcedores do clube mortos. Os Reds jogariam uma semifinal da FA Cup contra o Nottingham Forest.

    O The Sun não poderá cobrir as partidas diretamente do estádio ou ter acesso a entrevistas com jogadores ou o técnico Jürgen Klopp. A decisão foi tomada na noite da última quinta-feira entre o clube e os familiares das vítimas.

    Na época, quatro dias após o ocorrido, o jornal colocou em sua capa 'The Truth' (A Verdade), onde colocava uma série de alegações falsas de um policial sobre os torcedores do Liverpool, condenando seus comportamentos. Entre elas, afirmando que haviam 'roubado coisas dos mortos', 'urinado nos corpos' e 'agredido policiais'.

    Essa cobertura causou uma série de problemas para as famílias das vítimas, que demoraram 27 anos para terminar a batalha judicial contra a polícia de South Yorkshire. As campanhas contra o The Sun na área de Liverpool cresceram ainda mais desde o fim do inquérito que inocentou todas as vítimas, em abril de 2016.

    Contactado pelo The Independent, o The Sun liberou o seguinte comunicado:

    "The Sun e Liverpool FC tem uma relação sólida de trabalho nos 28 anos seguintes a tragédia de Hillsborough. Banir os jornalistas do clube é ruim para os torcedores e para o futebol. O The Sun pode reafirmar aos leitores que isso não afetará na cobertura.

    O The Sun se arrepende profundamente da matéria após os eventos trágicos em Hillsborough e entende que os danos causados por eles ainda são sentidos por muitos na cidade. Uma nova geração de jornalistas no jornal parabenizam as famílias pela vitória na dura luta no inquérito. O crédito da verdade ter aparecido é todo deles e, já que não podemos desfazer o dano causado, gostaríamos de criar um diálogo com a cidade e mostrar o respeito que temos pelas pessoas de Liverpool".

     
  • Às 11 de fevereiro de 2017 08:08 , Anonymous Marco disse...

    O exemplo que vem da Inglaterra, uma torcida e um clube se posicionando firmemente contra o oportunismo irresponsável de um veículo sensacionalista.

    Vejam as fotos na matéria.

     
  • Às 11 de fevereiro de 2017 08:29 , Anonymous Luciano Trevisan -São Paulo-SP disse...

    Aos nossos adversários:
    “É TÃO NATURAL DESTRUIR O QUE NÃO SE PODE POSSUIR, NEGAR O QUE NÃO SE COMPREENDE, INSULTAR O QUE SE INVEJA”.
    Palmeiras, literalmente incomparável!!!
    Avanti Palestra!!!! Avanti Sócio Torcedor!!!

     
  • Às 11 de fevereiro de 2017 08:34 , Anonymous BOCA DURA disse...

    Luxemburgo? Tem experiência e tudo mais, controla vestiários como ninguém é fato, más já morreu e esqueceu de deitar...já era.

     
  • Às 11 de fevereiro de 2017 08:35 , Anonymous Luciano Trevisan -São Paulo-SP disse...

    Sabem para quem o verdão poderá empatar ou perder? Pois digo sem medo de errar, para os reservas do próprio time do maior campeão nacional
    Palmeiras, literalmente incomparável!!!.

     
  • Às 11 de fevereiro de 2017 10:10 , Anonymous fabiano calmon disse...

    Concordo com o eduardo luiz. Luxa está ultrapassado, há anos não arruma nada. Também como muitos estou achando o eduardo batista meio perdido em meio a tantas opções. Mas estou torcendo para que ele dê certo.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial