Observatório Alviverde

08/05/2017

A HIPOCRISIA NAUSEANTE DE GRANDE PARTE DA IMPRENSA PAULISTANA!



Todos os que entram neste blog estão redondamente enganados quanto ao título estadual  conquistado pelo Curica em São Paulo e, por extensão, pelo Flamengo, no Rio ao considera-los de somenos importância.

De uma hora para outra, tão logo esses dois times passaram às semifinais das competições em seus respectivos estados, a mídia começou a mudar o enfoque referente à valorização dos dois certames regionais importantes do país.

Assim, da noite para o dia ambos os campeonatos, até então tratados pela mídia como estorvo e obrigação e ironicamente alcunhados de carioquinha e paulistinha (parece até nome de feijão) transformaram-se em dois campeonatos empolgantes e da maior importância estratégica. 

Ah, mas fosse o Palmeiras que levantasse o título que só não levantou pela insensibilidade e incompetência de Alexandre Mattos ao contratar o ineficiente Eduardo Baptista para o lugar de Cuca...

Se assim fosse, o Paulistão deste ano, tecnicamente em meu entendimento o pior de todos os tempos, teria sido reduzido pela maioria absoluta dos cronistas a apenas um desimportante, inútil e mequetrefe paulistinha, desprovido de qualquer significado!

Mas não exatamente isto o que ocorreu e não foi exatamente assim quando o Palmeiras, com Luxa no comando e o Mago Valdívia esmerilhando em campo, goleou a Ponte na final de 2008? 

A partir daquele título do Verdão intensificou-se o esforço da mídia no sentido de acabar com o Paulistão, mas, diante da impossibilidade de fazê-lo, passaram a menosprezar o certame, ironizá-lo e intensificar o volume das críticas com o fito de diminuí-lo e reduzi-lo a ainda menos do que já está, isto é,  a nada.

Tudo se agravou a partir do título palmeirense, conquistado após largo e longo jejum do Verdão, que tanto irritou os cronistas antipalmeirenses (a esmagadora maioria) que estavam torcendo para que o Palmeiras alcançasse os mesmos 23 anos de recorde absoluto de jejum do Curica.

Deu pra notar que, a partir de agora, com o Curica campeão, tudo passou a ser bonito, glamouroso, randiloquente e importante em relação ao Paulistão? 

Mas fiquem todos sabendo que fossem os Bambis os campeões e tudo ocorreria, rigorosamente, igual!

O mais interessante é que as mesmas bocas que depreciavam tanto o campeonato e propugnavam por sua extinção são as mesmas que, cinicamente agora o elogiam e o proclamam como o melhor torneio de preparação para o Brasileiro entre todos os estaduais do país? 

Deu para perceber que só a partir de agora "a rivalidade regional é imensa e o Campeonato Paulista (agora no aumentativo, o Paulistão) é importante?


Notou que só a partir de uma semana o Paulistão tem de continuar vivo porque mantém os grandes clubes em contato com os fãs da hinterlândia e dá vida aos times e ao mercado interiorano com os campos lotados e "botando gente pelo ladrão"?"

A partir de agora, a rivalidade local, antes opaca, inexpressiva e inexistente passou, como mágica, a  ser mais expressiva e maior, muito maior até do que qualquer rivalidade em nível nacional?

É demasiadamente cômico e risível verificar que, na mesma proporção com que tantos corneteiros midiáticos diminuíram o valor da brilhante e incontestável conquista palmeirense de 2009,  está o esforço invertido deles próprios no sentido de superdimensionar a conquista curicana naquele que foi -aqui não há nenhum clubismo mas simples constatação- o Campeonato Paulista mais desmotivado e de nível técnico mais baixo entre todos a que assisti, vi e acompanhei, da década de 50 a estes dias. 

Os cães avançam, roncam, latem e ameaçam, mas a caravana palmeirense certamente irá passar!

COMENTE COMENTE COMENTE

 

9 Comentários:

  • Às 8 de maio de 2017 02:48 , Anonymous Arnaldo disse...

    E a caravana vai passar sob o comando do Mestre Cuca!!!

    Que comece 2017!!
    Venha Cuca!!!

     
  • Às 8 de maio de 2017 08:58 , Anonymous Cleiton disse...

    Bom dia amigos. Não gosto muito dos comentários desse cara mas dessa vez ele foi na contra-mão foi que diz o Alcides.
    http://andrerocha.blogosfera.uol.com.br/2017/05/08/estadios-lotados-nao-podem-continuar-alimentando-a-ilusao-dos-estaduais/

     
  • Às 8 de maio de 2017 09:45 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    Com todo respeito a quem pensa o contrário, más, os campeonatos estaduais perderam seu glamour, há tempos.
    Não faz mais sentido expor a possíveis lesões, num torneio de terceira linha, atletas caríssimos e comprometer todo um projeto milionário.
    Vide o caso do Moises.
    Infelizmente para alguns, mera constatacao para outros, mas o fato e que apenas no Norte e Centro Oeste ainda se valoriza os estaduais.
    No Nordeste também já temos esta constatação do fim dos estaduais.
    A chamada Copa do Nordeste, já vale muito mais.

     
  • Às 8 de maio de 2017 10:05 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    Muitos palmeirenses não o toleram, mas o jornalista Cosme Rimoli, do portal R7, sabe das coisas.
    As coisas que ele escreveu sobre a equivocada contratação de Eduardo Batista nos seus 3 últimos posts, parecem que foram compiladas ou mesmo copiadas dos debatedores daqui do OAV.
    Nós somos palmeirenses. Ele, é jornalista.
    No blog, ele não prima muito pela grafia, mas, tem muito conhecimento e bom senso.
    Acho muito bom o trabalho deste jornalista do blog R7.

     
  • Às 8 de maio de 2017 12:32 , Anonymous Japa Verde disse...

    O futebol não sobrevive só com os grandes clubes... Precisamos dos clubes menores. E, os clubes menores não sobrevivem sem os campeonatos regionais/estaduais.

    É triste e vergonhosa esta postura da imprensa. Mas, os títulos deste ano pelo menos serviram para dar ibope para estes campeonatos.

     
  • Às 8 de maio de 2017 14:13 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    Árbitro do Fla x Flu comemora o gol do rubro negro.
    Más tudo bem.
    Está tudo bem.
    Tudo bem!!!

     
  • Às 8 de maio de 2017 17:09 , Anonymous Elcio disse...

    Não consigo pensar em nada além da estreia no Campeonato Brasileiro com Cuca e Cuquinha.

    Abraço a todos.

    Uma honra ver meu nome em seus comentários Ester.


     
  • Às 8 de maio de 2017 17:21 , Blogger Moisés Braga Ribeiro disse...

    Eu sou um dos que defendo fortemente os estaduais.

    Critério geográfico:
    Uma coisa é fazer um campeonato nacional na Europa, onde os países são pequenos e existe uma malha rodoviária, ferroviária e aérea muito desenvolvida.
    Outra é fazer num país-continente cheio de carências.
    Não tem como fazer somente campeonatos nacionais brasileiros de várias divisões, os custos seriam proibitivos.

    Critério de desenvolvimento:
    Para que haja quantidade para se peneirar a qualidade, deveria haver times em todo lugar, inclusive nas cidades pequenas.
    Mas os times precisam jogar, então é preciso haver campeonatos locais, regionais e estaduais.
    Os profissionais do esporte das cidades pequenas também teriam mais empregos.

    Critério de rivalidade:
    O maior rival do Palmeiras sempre será o curica.
    O maior rival da Ponte Preta sempre será o Guarani.
    O maior rival do Botafogo de Ribeirão Preto sempre será o Comercial.
    O maior rival do Brasiliense sempre será o Gama.
    Os maiores rivais tradicionais sempre estarão na mesma cidade ou em cidades próximas, porque são os times que mais se enfrentam, e para se enfrentarem mais têm que participar de mais campeonatos juntos.

    Poderia continuar.
    A imprensa fede, com seus dois pesos e duas medidas.

     
  • Às 8 de maio de 2017 21:24 , Blogger ester abea disse...

    amigos

    Campeonato Paulista:

    se o Palmeiras vai bem: para a imprensa é Paulistinha
    se o SCCP vai bem: virou Paulistão
    se o SPFW vai bem: Paulistaço

    E aguentemos a suja imprensa cor-de-cocô...que nojo!!!!

    Mudando de assunto:

    Elcio, é sempre uma honra ver comentários inteligentes de sua lavra. Não tem o que agradecer!

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial