Observatório Alviverde

16/11/2017

PALMEIRAS 5 X 1 SPORT! VERDÃO JÁ ESTÁ GARANTIDO NA FASE DE GRUPOS DA LIBERTADORES/18!



Time sem jogador pensante dificilmente tem facilidade para vencer e, do mesmo modo, não chega, nunca, à condição de time de primeira grandeza.

O Palmeiras tem sido assim!

Obrigar Moisés, mero executor, a pensar o jogo é perda de tempo e, ao menos para mim, é uma tragédia tática.

O Sport, neste primeiro tempo, jogou um pouco mais do que o Palmeiras, mas não nas proporções alardeadas pelo Noriega na televisão. Foi menos, muito menos do que ele disse! Muito menos mesmo!

O jogo, a rigor, a rigor, esteve equilibrado na base do toma cá, dá lá!

A diferença, eu diria, foi que o Sport, por ter um jogador diferenciado como Diego Souza em seu ataque chegou um pouco mais e com um pouco mais de força  ao gol palmeirense neste primeiro tempo.

O Sport, sim, esteve sempre mais perto do gol, mas nada que não possa mudar na etapa complementar, haja vista a categoria e o poderio muito maiores do time palmeirense.

Mas a proporção exata, real e verdadeira é esta a que aludimos e não qualquer outra de um domínio pronunciado e exagerado do time pernambucano.

Reconheço, o Sport chegou com um pouco mais de força em duas ou três jogadas, nas quais criou situações para marcar, embora encontrando sempre pela frente um paredão chamado Prass.

O jogo de hoje prova, comprova, ratifica, certifica e consagra, simplesmente, aquilo que de há muito se sabia:

Em razão de muitas vulnerabilidades de elenco, como, principalmente, a ausência de laterais que saibam defender e atacar, de um jogador de meia-cancha diferenciado com capacidade de pensar o jogo, liderar o time, e conduzir as jogadas ofensivas, o Palmeiras mostrou, no jogo de hoje contra o Sport, porque não mereceu ganhar o bi-brasileiro neste 2017 que -ainda bem- já está chegando ao fim.

Espero que o time melhore muito para o segundo tempo! Está precisando!

SEGUNDO TEMPO 

O Palmeiras voltou com muito mais vontade para o 2º tempo. 

Como afirmou Prass ao final do jogo, o time reconheceu a falta de empenho evidenciada no 1º tempo.

Em razão disso os jogadores combinaram no vestiário, ainda no intervalo do jogo, que voltariam para o segundo tempo fechados e em busca do resultado, procurando jogar muito mais do que o Sport. E cumpriram a promessa, fazendo por merecer a ampla goleada estabelecida: 5 x 1.

O Sport, pode-se dizer, não teve, na etapa complementar, a menor chance de ao menos dar trabalho ao Palmeiras, tamanha foi a superioridade alviverde.

Para que não nos alonguemos muito o time pernambucano que fora melhor que o Verdão na etapa inicial, na etapa final não desfrutou das mesmas chances de que desfrutara na etapa inicial e sucumbiu diante do maior poderio do Verdão. 

A vitória palmeirense, tanto e quanto as derrotas do Flamengo e do Santos, catapultam o Palmeiras (60 pts) à terceira colocação, atrás do campeão, o Curica e entre os outros, por enquanto, atrás apenas do Grêmio, com 61 pontos.

O que se pode dizer é que com os resultados de hoje, o Palmeiras garantiu-se no seleto grupo dos quatro times brasileiros que não terão de entrar em traiçoeiros torneios seletivos para disputar a Libertadores, já entrando direto na escolha e composição dos grupos.

Na atual circunstância, o Verdão, se na pior das hipóteses não faturasse mais nenhum ponto dos nove que vai disputar pelo Brasileiro, ficaria atrás do Curica, do Grêmio, do Santos e do Cruzeiro.

Ocorre que o Cruzeiro ganhou a Copa do Brasil, critério que já o garante e coloca entre os classificados de forma direta para a Libertadores.

Assim, mesmo que chegasse em 5º lugar no Brasileiro, atrás, respectivamente de Curica, Grêmio, Santos e Cruzeiro, o Palmeiras estaria garantido na competição.

Explico: 

Com a derrota de ontem para o Atlético Goianiense, o Botafogo, agora com 51 pontos chegaria no máximo aos 60 (atual pontuação palmeirense) mas perderia logo no primeiro critério de desempate que é o número de vitórias: Palmeiras 18 x 17 Botafogo.

Então, em pior hipótese, o Palmeiras fica com a quarta-vaga para a classificação direta aos grupos, já que com exceção feita ao campeão, o Curica, ao Grêmio, ao Santos e ao Cruzeiro, nenhum outro clube pode alcançá-lo na tabela.

A tendência, em meu entendimento, é o Palmeiras subir mais em pontuação, e, a depender dos resultados do Grêmio e do Santos, que até jogam entre si, chegar ao vice-campeonato.

Eis os jogos dos concorrentes do Palmeiras:

O Grêmio joga domingo, dia 19/11 em Santos, contra o Santos...
Dia 26/11, domingo, joga em casa contra o Atlético Goianiense...
Dia 03/12, domingo, joga em Belo Horizonte, contra o Atlético Mineiro...

O Santos joga domingo, dia 19/11, em Santos, contra o Grêmio...
Dia 26/11, domingo, no Rio de Janeiro, contra o Fla...
Dia 03/12, domingo, contra o Avaí, em Santos...

Os jogos do Cruzeiro serão, domingo, 19/11 em Salvador contra o Vitória...
Dia 26/11, domingo, no Mineirão, contra o Vasco da Gama...
Dia 03/12, domingo, no Engenhão, contra o Botafogo...

Agora, os jogos do Palmeiras:
Dia 19/11, domingo, Avaí x Palmeiras, na Ressacada.
Dia 26/11, domingo, Palmeiras x Botafogo, no Allianz Park.
Dia 03/12, domingo, Atlético Pr x Palmeiras, na Arena da Baixada.

O objetivo palmeirense, a partir de agora, é obter o vice-campeonato

DADOS TÉCNICOS DE PALMEIRAS 5 X 1 SPORT 

Local: Allianz Arena, em São Paulo-SP
 
Árbitro: Rafael Traci (Regular)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Luciano Roggenbaum (Razoáveis)
Público: 18.744 pagantes (O pior dos jogos do Palmeiras este ano no Allianz.
Renda: R$ 935.034,56
Cartões amarelos: Diego Souza, Anselmo (SPO)
Os Gols:
Marcaram para o PALMEIRAS: 
Deyverson, aos 11 do 2º Tempo, Luan, aos 18 minutos do 2º Tempo, Deyverson aos 33 minutos do 2º tempo, Dudu, aos 44 minutos do 2º Tempo, e Keno, aos 46 minutos do 2º Tempo
Marcou para o SPORT:  
Diego Souza, aos 37 minutos do 2º Tempo

SPORT: Magrão; Raul Prata, Henríquez, Durval e Sander; Anselmo, Patrick e Mena (Índio); Marquinhos (Rogério), Diego Souza e André
Técnico: Daniel Paulista

PALMEIRAS: 
Fernando Prass - Outra grande atuação, principalmente no 1º tempo. Nota 8.

Jean - Apenas razoável. Melhor apoiando do que marcando. Nota 6.

Edu Dracena - Trabalho sobrecarregado no início, até o time se firmar. Nota 6,5.

(Antônio Carlos) - Demorou a entrar, mas o fez com grande disposição. Nota 6.

Luan - Sabe jogar mas precisa adquirir mais confiança. Fez um gol. Nota 6,5

Michel Bastos - Ainda se readaptando à lateral. Precisa jogar. Nota 6.

Felipe Melo - Visivelmente sem ritmo, mas sabe jogar. Nota 6.

(Thiago Santos) - Pouco tempo em campo. Com a vontade de sempre, deu tudo de si e lutou. Foi útil. Nota 6.

Tchê Tchê - Não se omitiu. Correu e apareceu sempre para o jogo. Ótima opção para um time que atua sem um meia-armador.  Nota 6,5.

Moisés - Lutador, sem porém, como de costume, brilhar e comandar o time, como de hábito - Nota 6.

(Willian) - Entrou tarde e realizou algumas boas jogadas. Pena que o time tenha perdido esse jogador na reta final do Brasileiro. Nota 6,5.

Keno -  Na atual circunstância é o melhor  mais categorizado atacante do Palmeiras. Criou bons lances e até fez um gol. Nota 7.
Dudu - Primeiro tempo discreto e um segundo tempo de destaque. Desincumbiu-se bem do papel de armar o time, embora não seja essa a sua melhor praia. Nota 7,5.

Deyverson - Um centro-avante que luta do início ao fim do jogo, que dá trabalho à defesa adversária e assinala dois gols não apenas cumpriu o seu papel como merece receber o conceito de craque do jogo. Nota 8,5.
Técnico: Alberto Valentim - Obrigado, Alberto, mas precisamos de alguém mais experiente para 1918!

COMENTE COMENTE COMENTE

10 Comentários:

  • Às 16 de novembro de 2017 20:14 , Anonymous BIG VERDE disse...

    Idade= Lentidão= Fraqueza= Dificuldades. No futebol atual jogado com o físico há de se mesclar veteranos*juventude, força*técnica, timidez*personalidade, assim se constrói um time vencedor.
    Prass=39
    Jean=31
    Dracena=36
    Luan=24
    Michael Bastos=34
    Felipe Melo=34
    Moisés=29
    Tchê2=~25
    Dudu=25
    Keno=28
    Deyverson=26
    Soma= 331 Média= 30 anos é um time cansado.
    Valentim não tem tamanho para o atual palmeiras=fato.

     
  • Às 16 de novembro de 2017 20:50 , Anonymous Anônimo disse...

    Engraçado a nossa imprensa esportiva. O curica fez o primeiro gol contra o Verdão e não ouvimos nenhuma reclamação. Agora, hoje, acharam que o primeiro gol do Verdão foi impedido. Estranho essa parcialidade. Seria o peso na consciência do erro, e agora quer minimizar a “mea culpa”. É aquela história: o erro é pra todos. Lei da compensação. O erro anterior anula o atual. Isso é motivo de riso.

     
  • Às 16 de novembro de 2017 22:40 , Anonymous VICTOR TREDENSKI disse...

    5 x 1 muito enganador

    que esse 2017 palmeirense acabe o mais rápido possivel

    não acabou ainda?

    triste

     
  • Às 17 de novembro de 2017 05:42 , Blogger A Verdade Nua e Crua disse...

    Mas anônimo, estava ou não impedido? Ainda nao vi os lances....independente da midia, qual a situação no 1 gol?

     
  • Às 17 de novembro de 2017 08:33 , Blogger Roberio BA disse...

    Bom dia. Assistir ontem ao jogo do Palmeiras e algumas ponderações devem ser colocados para 2018. O nosso ataque (Dudu, Keno, Wilian, Borja, Deyverson, Guedes, Eric, Arthur) é bom, é o melhor do BR17 não precisamos de atletas para esta posição, nosso meio campo embora não brilhe está bem servido (Felipe Melo, Tiago santos, Arouca, Bruno Henrique, Tchê2, Moisés, Guerra, Veiga, yoran, Alan Sub 17) precisamos de mais um meia de ligação, (Lucas Lima poderia ser o jogador que falta, apesar da péssima fase) falta atletas com este perfil no futebol, a nossa defesa é o grande problema, precisamos de jogadores para todas as posições, o foco tem que ser neste setor, de goleiro a lateral precisamos de um atleta para cada posição (Jean goleiro do Bahia, Zeca Santos ou Rafinha Bayer Munique, zagueiros talvez nem precise, temos este Emerson Santos que ainda não sabemos do potencial e a volta do Tiago Martins assistir o jogo do Bahia ontem fez ótima partida, e na esquerda Diogo Barbosa) contratar em excesso seria começar do zero novamente, mais duas contratações são de extrema necessidade, um técnico e um profissional de imprensa já que os nossos mandatários tem medo de se pronunciar sempre que necessário.

     
  • Às 17 de novembro de 2017 13:49 , Blogger Unknown disse...

    Robério, não se esqueça do batedor de faltas.
    Uma falta bem batida pode decidir um jogo difícil.
    Desde o Marcos Assunção que não temos ninguém que presta para isso.

    Alguém acompanha o Sub-20 mais de perto?
    Algum tem potencial para subir e vestir a camisa?

     
  • Às 17 de novembro de 2017 14:32 , Blogger Roberio BA disse...

    Boa Moises, infelizmente este jogador tá em falta no mercado, temos que identificar o com maior capacidade e treinar bastante para termos boas possibilidades com a bola parada.

     
  • Às 17 de novembro de 2017 19:34 , Blogger ester abea disse...

    amigos

    "Ester Abea", para variar na roça, nada viu do jogo.
    Mas permito-me alguns pitacos:

    a. "missão cumprida" em 2017. Será ? Não é meio chato não ser campeão ?????

    b. O Palmeiras mereceria centenas, milhares de teses sobre 2017. Falo uma: com a sujíssima imprensa marrom, falar antes o que vai fazer é entregar o ouro. O silencio é de ouro, diz a sabedoria...

     
  • Às 17 de novembro de 2017 19:40 , Blogger ester abea disse...

    amigos:

    mais uma tese: tenho pra mim que ficou confirmado que a tal poupança é ruim.
    Para mim, pederastia pura. Preguiça e vontade de dar o rádio.
    Mas deixa a boiolice para o SPFW e seus amigos da Folha de S. Paulo, o jornal que acha homem pelado rebolando na boate "moderno"

     
  • Às 18 de novembro de 2017 13:00 , Anonymous Anônimo disse...

    Alcides e amigos, boa tarde!

    Estive no Allianz e pude assistir ao jogo e cheguei às seguintes conclusões:

    1. O Sport perdeu várias chances no primeiro tempo.
    O goleiro Magrão so viu a bola em 2 atrasos se bola da zaga.
    Não demos 1 só chute no primeiro tempo inteiro.

    2. Centroavante nesse time passa fome...
    Pode colocar o Lewandowisck com a 9.
    A bola simplesmente não chega...

    3. Moisés não é meia..
    Moisés é um ótimo segundo volante...

    4. O zagueiro António Carlos é muiiitooo melhor do que o Juninho..

    Dinho Maniasi

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial