Observatório Alviverde

04/10/2019

SE HOUVESSE A APLICAÇÃO DAS LEIS DO JOGO, O PALMEIRAS TERIA DERROTADO O INTER E O FLAMENGO TERIA TRÊS EXPULSOS CONTRA O GRÊMIO!


Quem acompanha este OAV lembra-se muito bem do que escrevi, antes mesmo de o VAR ter sido adotado pela CBF.

(SIC)

"É uma tecnologia que chega ao Brasil simplesmente para  c-o-o-n-e-s-t-a-r  os erros de arbitragem que favoreçam o Curica, o Fla, o Cruzeiro, os Bambis e outros clubes que, há décadas, são  protegidos pelo sistema (leia-se Federações, CBF, Rede Globo e a maior parte da mídia)".

Para quem desconhece o termo coonestar vou poupar a consulta ao dicionário para dizer o que significa:

"Fazer que pareça honesto, dar aparência de honestidade ou probidade e a fazer parecer decente e  sério".

Mas não é exatamente isto que o VAR brasileiro, repito, o VAR brasileiro vem fazendo na maioria das vezes em que é requisitado ou se oferece para esclarecer os lances?

Viram a diferença do VAR estrangeiro, isto é, do VAR da Conmebol para o brasileiro anteontem em Porto Alegre quando do Grêmio x Fla?  

Conquanto não fosse perfeito, foi um segmento importante e competente de auxílio à arbitragem, isento e diferente do que estamos vendo no Brasil, sobretudo porque não decidiu em prol da camisa mais pesada e que mais interessava ao sistema!

Já o VAR brasileiro, outra vez, mais uma vez, arrebentou o Palmeiras no confronto de sábado passado contra o Inter.

Aquele goiano Wilton Sampaio, useiro e vezeiro em prejudicar o Palmeiras, certamente curicano ou flamenguista e responsável pelo VAR no jogo, fez questão de tomar a iniciativa de anular um gol legítimo do Palmeiras em que o despersonalizado árbitro catarinense Bráulio da Silva Machado houvera confirmado, tendo aplicado corretamente as leis do jogo.

No entanto, sob a alegação de toque de William, em lance no qual o jogador palmeirense, primeiro, foi empurrado, sofreu falta e, ato contínuo, tocou com a mão na bola em pleno ar, quando caia, Sampaio teve a desfaçatez de apontar e insistir na irregularidade do gol que aconteceu na sequência da jogada. 

Ele nem considerou que, em pleno "voo"de aterrissagem o atacante palmeirense, empurrado, desequilibrou-se e ao cair a bola bateu involuntariamente em sua mão e em seu queixo.   

Ainda assim e mesmo assim,  o sofrível Wilton Sampaio mudou completamente a ordem das coisas e, convenientemente, em um lance antecipado por três condutas faltosas do zagueiro do Inter, só viu mesmo o toque do palmeirense. 

O mau intencionado árbitro goiano preferiu fingir que não viu a falta recebida por William, por cima e por baixo e o toque de mão do zagueiro colorado ANTES do toque do palmeirense e, certamente, deve ter "aconselhado" o árbitro a anular o gol que colocaria o Palmeiras a um ponto do Flamengo.

Eu disse há pouco que o sistema tem seus clubes preferidos, mas há, também, clubes pelos quais a CBF não nutre um grama de simpatia haja vista que são constantemente prejudicados pelas arbitragens como o Vasco, o Atlético PR, o Galo Mineiro e, sobretudo e sobre todos, o Palmeiras.

Todos esses clubes e alguns outros de expressão menor, têm em comum a marca de que são reiteradamente prejudicados pelas arbitragens.

Para ganhar um torneio ou campeonato precisam ter times de um potencial muitíssimo superior aos adversários. Se não for assim, não ganham nada e permanecem sempre como meros figurantes.

Para encerrar quero abordar a gravidade de um lance em que modéstia à parte, apenas este velho escriba interpretou corretamente.

Ninguém sequer tocou no tema e o árbitro, convenientemente (como todos eles são convenientes!) deixou de  interpretá-lo como manda a regra. Sou convicto de que todos vão concordar comigo.


Lembram-se do lance do VAR que anulou o primeiro gol do Flamengo em razão do empurrão forte de Gabi em Kannemann?

NINGUÉM DA MÍDIA NEM DA MÍDIA GAÚCHA DISSE QUE ERA LANCE PASSÍVEL DE CARTÃO VERMELHO DIRETO, POIS SE TRATAVA DE AGRESSÃO AO ADVERSÁRIO FORA DA DISPUTA DO LANCE.

Ou estou exagerando?

Sou convicto de que NÃO!

Um cartão-amarelo não seria cabível (suficiente!) pelo fato -repito- de ter sido uma agressão forte longe da disputa do lance.

Falando em cartão contra Gabi, cadê o cartão (no mínimo) amarelo referente ao carrinho criminoso dele  sobre um zagueiro gremista. O gato comeu? 

Ou Nestor Pitana, outra vez, mais uma vez conveniente, preferiu deixar passar em branco?

Querem mais?

E a agressão mútua entre os jogadores do Flamengo Willian Arão e Filipe Luís, com ingredientes como xingamentos, palavrões, dedo na cara e até tapa na cara, por que não foi punida com a expulsão de ambos os jogadores?

E a mesma mídia, Globo et caterva, que em um jogo do Palmeiras contra o Grêmio em 2009, exibiu de forma insistente e reiteradas vezes a troca de agressões entre Obina e Maurício e que, terminantemente, exigiu a expulsão dos dois palmeirenses, por que , desta vez,  retirou as câmeras rapidamente da briga doméstica que envolveu os dois jogadores flamenguistas e sequer registrou as agressões mais sérias?

Depois quando se diz que a Globo torce e distorce pelo Fla, pelo Curica os jornalistas de lá se exaltam e afirmam que não é nada disso, que não existe nada disso e que tudo é exagero da oposição e que a torcida do Palmeiras é "chorona".

Sem querermos investir na condição de palmatória da mídia, o fato é que é muita coincidência para não ser verdade e não é a torcida palmeirense que é chorona, mas a maioria da mídia que age de maneira clubística, antiprofissional e maquiavélica.

A divulgação exagerada da Globo quando do caso da briga dos dois palmeirenses, tanto e quanto o estardalhaço que aprontaram, em contraste com a briga dos flamenguistas é outro atestado vivo, límpido e cristalino de que essa empresa de comunicação que detém a exclusividade das transmissões,  trata de maneira diferente os clubes brasileiros, em consonância, certamente, com os seus interesses maiores, sobretudo os econômicos.

Mas não fica por aí, meus amigos.

Os Canais Fox Sports, o um e o dois, transmitiram o jogo.

Sabem o que fez a Fox?

No Canal 1 colocou o narrador Nivaldo Prieto (faz de conta que é palmeirense) e uma equipe de profissionais supostamente imparciais, como PVC (se esse cara tiver vergonha na cara, que pare de afirmar que é palmeirense), Edmundo e Simon, realizando uma transmissão, segundo eles,  de caráter neutro.

No Canal 2 escalou uma equipe só de flamenguistas, a partir do narrador João Guilherme e uma equipe de torcedores do clube carioca, em uma transmissão que visava, exclusivamente a torcer em pleno no ar pelo Flamengo, com direito aos comentários de Zinho, Nadine Bastos (quem não sabia que ela é flamenguista?) e até do ex-atacante Nunes, especialmente convidado?

Isso é jornalismo? Ou um arremedo, um simulacro da profissão?

 Vai dar para acreditar nos profissionais flamenguistas da Fox e na própria Rede daqui por diante depois de uma atitude tão estúpida, tão medíocre e tão clubística?  

Quem concebeu tal aberração teve aquilo que no interior se chama de "ideia de Jerico"!

E aí eles querem nos convencer de que nós é que estamos enganados!

Já que eles desejavam dar força ao Flamengo, por que não agiram com isonomia  realizando uma transmissão especial também para a torcida do Grêmio, escalando o narrador gaúcho que pertence à empresa, Marco de Varga, tão bom quando Prieto e Guilherme?

Ressalvadas as formidáveis exceções, a minha profissão, infelizmente, além dos ex-jogadores que a invadiram (legado maldito de Luciano do Valle) e que  nada têm a ver com ela, está coalhada de torcedores de microfone que não hesitam em deixar de exercer a profissão para trabalhar sub-repticiamente  por seus times de coração!

COMENTE COMENTE COMENTE


5 Comentários:

  • Às 4 de outubro de 2019 07:58 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    PVC é um psicopata decorador de texto, e que se acha a última bolacha do pacote. Ultimamente tem procurado ser erudito, com frases de efeito. Imita Tostão. Um embuste. Fazedor de média. Quero esse indecente longe do Palmeiras.

     
  • Às 4 de outubro de 2019 09:45 , Blogger ester abea disse...

    amigos queridos


    a. coonestar...nem mesmo Tia Ester tinha a menor noçao do que isso significava. Parabéns Alcides!
    a.1 texto impecável. De facto o VAR é operado pela mesma, mesmíssima juizada venal e venalizada. E assim perpetra OS MESMOS absurdos que os homens-de-preto fazem frequentemente...a mando, bem sabemos de quem
    (ah, Tia Ester e sua ojeriza á juizada venal)

    b. quanto á imprensa marrom: sao outros inimigos figadais da Tia Ester. A novidade de fazer uma transmissao exclusiva, única, seclusiva de flamenguistas deve ter sido algo inédito no mundo todo...
    b.1 bem, nao é tao inédito assim, já que a RGT faz uma transmissao exclusiva de flamenguistas há anos.
    b.2 a diferença é que a RGT nao avisa que sua transmissao é flamenguista...(nem nisso sao honestos)

     
  • Às 4 de outubro de 2019 09:48 , Blogger ester abea disse...

    quanto a PVC:

    para mim, em minha humilde opiniao, é mais um bobalhao. Aliás, a imprensa marrom é pródiga em achar bobos para suas fileiras
    (devem ter olheiros muito competentes nas escolas de jornalismo)

    no caso de PVC, é um cano de esgoto a voiciferar cifras futebolísticas

    mas , noves fora, a imprensa marrom nao é um cano de esgoto em nossas salas????

     
  • Às 4 de outubro de 2019 10:14 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Apenas um reparo. Nivaldo Prieto é Palmeirense de verdade. Desde criança. E tem melhorado muito depois que saiu daquele lixo da Band. Tanto que está sendo escalado para os maiores jogos. Basta observar. E essa estratégia das emissoras de colocar jornalistas torcedores para fazer o jogo, também ocorre com o Palmeiras. Na Fox, são sempre escalados em nossos jogos o Nivaldo, Zinho, Edmundo e PVC. Não podemos dizer que estes ex jogadores não têm identificação com o Palmeiras, vez que são convidados até para as festas de aniversário do Clube. Quanto à PVC, nasceu Palmeirense, mas a vaidade, o ego e sua remuneração, ABSURDOS, fizeram com que se transformasse em uma deplorável e nociva "maria vai com as outras", desde que essas outras lhe sejam mais convenientes. Lembrando Brizola, é do tipo de pisar no pescoço da mãe. PVC é um parlapatão sem alma e sem cor. Tornou-se um patife da mídia.

     
  • Às 4 de outubro de 2019 15:54 , Blogger Alcides Drummond disse...


    Verde e amigos

    O problema do Prieto, cidadão do bem e hoje, talvez, o melhor narrador em atividade na TV é que quando opina, invariavelmente o faz contra o Palmeiras.

    Daí eu ter dito que ele "faz de conta que é palmeirense".

    Na verdade, eu sei que ele torce pelo Verdão, mas todo o palmeirense da mídia infelizmente é assim, sempre mais realista do que o próprio rei quando se trata de analisar as coisas do clube.

    Eu mesmo, fui assim por questões absolutamente profissionais no tempo em que militei na mídia.

    Mas do jeito que os demais cronistas combatiam o Palmeiras (combatem até hoje), confesso que, nessas horas me arrependo por ter sido tão profissional e tão imparcial. AD

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial