Observatório Alviverde

01/07/2009

ABAIXO DE DEUS NINGUÉM É MAIOR DO QUE O PALMEIRAS. MUITO MENOS, MURICY!

O Palmeiras vive uma instabilidade passageira e turbulências, decorrentes da traumática demissão de Luxemburgo. Nunca o mercado de treinadores no país esteve tão raro e tão escasso quanto neste meado de 2009. O momento para que um clube da dimensão do Palmeiras mudasse de técnico não era este. Mas a necessidade falou mais alto e a bomba teve de ser detonada! A diretoria têm o apoio massivo da nossa torcida, com toda a certeza.
Às vezes imagino que o Palmeiras demitiu Luxa por estar apalavrado com Muricy. Outras vezes raciocino diferentemente, pensando que o Palmeiras contou com o ovo dentro da galinha em razão da demissão também traumática do treinador do SPFW e agora está se dando mal por seu açodamento e precipitação.
Muricy, certamente, está fazendo boca-doce neste seu glorioso momento de único técnico tricampeão legítimo na história do futebol brasileiro, que deve receber, cedo ou tarde, assim que se disponibilize para o futebol, uma chuva de propostas. Entretanto, convenhamos, por mais que ele ou qualquer profissional estejam em alta, jamais estarão à altura da instituição SE Palmeiras. Em razão disso é necessário muita prudência na condução das negociações, a fim de que não venha a ser conspurcada ou maculada a gloriosa história do "Verde Mais Lindo Do Mundo".
Com toda a paciência e com toda a dignidade possíveis, que o Palmeiras espere, ainda que seja até quinta ou sexta-feira por uma resposta. Findo o prazo, parte para outras alternativas e ainda que Murici volte atrás, que o Palmeiras não o contrate mais.
Abaixo de Deus o Palmeiras é maior do que Luxa, do que Cipullo, do que Beluzzo, do que Felipão, do que, qualquer um... Por que não seria maior do que Muricy?
COMENTE

4 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial