Observatório Alviverde

27/08/2009

UM CHOQUE-REI CALMO, "PERO" MUITO IMPORTANTE

Parece que desta vez conseguimos varar a semana que antecede o clássico com os bambis de maneira branda, calma, e pacífica. Diferentemente de tantas outras confrontações, em que predominaram as intermináveis ondas, as indesejáveis brigas de bastidor e os bate-bocas absolutamente inúteis que, manipulados ardilosamente por boa parte da imprensa facciosa e sensacionalista, tantos prejuízos trouxe à S.E. Palmeiras.
Estou gostando do clima deste clássico, calmo, sadio, como se não houvesse um "choque-rei" de tamanha importância quanto o de domingo. A serenidade vem sendo a sua marca registrada, embora alguns elementos da imprensa já tenham tentado arrancar da boca de jogadores do Palmeiras (do outro lado eles dificilmente fazem isso) declarações fortes, daquelas que suscitam polêmica e a batalha oral decorrente disso. Hoje, tentaram com o Obina como haviam feito com Edmilson e Diego Souza, mas frustraram-se diante do comportamento absolutamente profissional de Obina a quem eles ficam chamando de folclórico palavra que, se do ponto de vista etmológico não significa um indivíduo de poucas letras, na prática, o é, de forma eufemistica. A sabedoria e a atitude de Obina, tanto quanto o razoável português desse jogador, mostram o quanto é inteligente esse representante da terra de Rui Barbosa. Muito mais do que supõem os pretensiosos e arrogantes repórteres, interessados, apenas, em sensacionalismo.
Nem venham me dizer que a polêmica é que lota os campos de futebol. Muito longe disso. Nos tempos de violência em que vivemos, há quem não vá ao estádio quando as torcidas deflagram
guerras e desafios. Sem guerras ou polêmicas este "choque-rei" tem tudo para ser um espetáculo de primeira grandeza, disputado por aqueles que são, sem qualquer dúvida, os dois melhores times do país na atualidade. Parece que pela primeira vez vamos ter um clássico Palmeiras x São Paulo decidido apenas dentro de campo, fora das baixas e abomináveis guerras de bastidor. Só uma coisa me preocupa: conhecendo como conheço os maiorais da bambizada, fixo o meu olhar e a minha atenção na arbitragem. A calmaria é o anúncio da procela. Se tudo correr bem, espero, sinceramente, que vença o melhor. O melhor é o Verdão!

A ARBITRAGEM PODE DECIDIR PARA OS BAMBIS? HÁ CLIMA PARA ISSO ?
DEIXE A SUA OPINIÃO!

2 Comentários:

  • Às 28 de agosto de 2009 00:27 , Anonymous Tânia "Clorofila" disse...

    Oi Alcides,

    Respondi o seu comentário lá no Blog e vou responder aqui também.

    Eu sempre estou preocupada com a arbitragem, quando o adversário é o time leonor. Porque os seus maiores jogadores sempre estão nos bastidores, não é mesmo? Apenas três entram em campo. São os homens de preto, com o apito e as bandeiras, na mão. E como somos roubados quando jogamos contra elas. Mas, como você já disse, estamos tranquilos. Nossa liderança não está ameaçada. Mas que elas estão muito quietinhas, estão,viu? Dá mesmo para desconfiar.

    O tal Heber, se não estou maluca, é aquele que também teve seu nome envolvido no escândalo do apito, não é? Tendo, inclusive, sido apontado como quem nos operou em alguns jogos do Paulista, daquele ano e em outros, da Libertadores…

    Muito cuidado, Verdão! Mas, se jogarmos o futebol que eu tive o prazer de ver, contra o Inter… VAMOS ATROPELAR AS FRANGAS!!

    Quanto ao Love, eu sinceramente duvido que vá para as sardinhas. Duvido mesmo que vá para o Flamengo. Se bem que a impren$sinha já noticia que o Flamengo desistiu. Melhor prá gente. Só não gosto da ideia de mandarmos Obina prá lá. Vestir um santo, despindo outro, não dá. Gostaria de ver Love e Obina em campo.

    De qualquer forma, com ou sem Love, temos time para conquistar o campeonato. Se ele vier, vai ficar muito mais fácil conseguirmos o ENEA. Tô botando fé em sua chegada.

    Só falta o Mago…

    Saudações Clorofiláticas!
    www.blogdaclorofila.sopalmeiras.com

     
  • Às 28 de agosto de 2009 20:20 , Anonymous Verdolengo disse...

    Salve,
    Vamos jogar com inteligencia, como no jogo do corintia, devemos fazer como o Valdivia, tirando sarro com gols. Abraços

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial