Observatório Alviverde

15/04/2018

O QUE O PALMEIRAS PODE FAZER PARA PEITAR SEUS INIMIGOS!



O Palmeiras, por questões legais, não pode desfiliar-se da FPF, mas pode, perfeitamente, retaliar a maligna entidade que o torcedor comum há anos denomina "a casa bandida do futebol de São Paulo".

A primeira providência palmeirense deveria ser aquela de boicotar a entidade, embora, por questões óbvias, sem deixar de participar dos torneios promovidos pela "camarilha curicano-federacionista", mas se fazendo representar, sempre, por um time misto.

Isto desvalorizaria desmedidamente a importância e o conteúdo das competições da FPF, diminuindo-lhe substancialmente a arrecadação, e, por conseguinte, a capacidade financeira e o poder!

O Palmeiras é, disparadamente, hoje, o clube que mais arrecada no futebol brasileiro e o maior repassador de renda$ à federação. 

O prejuízo da "casa de irene" seria daqueles de doer demaaaais nos órgãos mais sensíveis dos homens e das instituições: o bolso e o cofre.

A FPF e a ralé que a dirige, não merecem -definitivamente- ter e manter sob comando, um filiado da estirpe, nobreza e qualidade do Palmeiras...

Inclua-se a eles, nesse contexto, a mídia (parcial e bandida, com exceções), que há anos, impune e inexplicavelmente, persegue o Verdão ...

Dirigentes da FPF e a maior parte dos profissionais midiáticos, por incrível que pareça, se comprazem em chamar o Palmeiras de "clube de porcos", embora, ironicamente, sejam eles peóprios os que chafurdam na lama da improbidade, da indignidade e da falta de caráter!

Por tudo o que vem sofrendo da parte da "casa bandida" há tantos e seguidos anos, o Palmeiras tem de ter coragem suficiente, neste momento grave por que passa, para reunir forças e reagir contra o sistema. 

Reagir é preciso, sempre de forma inteligente, embora não necessariamente de maneira leve ou sutil como imaginam aqueles palmeirenses que se arvoram em mais equilibrados do que os demais e aos quais chamo de masoquistas.

O Verdão, que sentiu na pele há tão poucos dias os impensáveis e inadmissíveis efeitos das influências extracampo quando da criminosa condução de um rival ungido e protegido à conquista do título, o VERDÃO tem, SIM, de retaliar fortemente e sem a menor comiseração ou condescendência a FPF, até que venha a ser respeitado por essa entidade, se é que um dia isto irá acontecer.

Independentemente das medidas judiciais em curso, a primeira providência prática palmeirense seria aquela de colocar, doravante, um time misto em todos os Campeonatos Paulistas, assim como fez o Atlético no Campeonato Paranaense. 
En Pasant: o Atlético é o campeão araucariano desta temporada...

Nesse tempo, faria o time principal excursionar ou participar de jogos ou torneios amistosos no interior, no exterior e principalmente no Allianz, com equipes de renome do Brasil, de outros países e,  se o calendário permitir, até da Europa, a fim de preparar o time para o Campeonato Brasileiro. 

Outra atitude importantíssima seria aquela de entrar na Copa São Paulo de Juniores representado, também, por  times mistos, sem os melhores jogadores.

Por que?

Quem não sabe que o "sistema", (leia-se FPF, RGT, Mídia em geral e juizada corrupta, ressalvadas exceções), vai fazer de tudo para que o Verdão jamais vença esta competição...

O que eles mais querem, pois lhes proporciona um sádico prazer, é que o Verdão continue vitima do interminável "bullying" dos adversários e da própria mídia paulistana, a pior e a mais tendenciosa do país, a mesma que vive proclamando que o Palmeiras não tem Mundial e que nunca venceu uma Copa São Paulo de Juniores. 

Na verdade, o  Palmeiras ganhou a mais importante de todas as Copinhas SP, a Super Copa dos Campeões da Copa São Paulo, mas, ao menos até hoje,  só vi um profissional destacar (d-i-s-c-r-e-t-a-m-e-n-t-e) aquela conquista, o narrador Jota Júnior do Sportv.

Apenas porque acrescentaram o prefixo "super" ao nome daquela Copa São Paulo, 
o que ocorreu por sua grandeza e magnitude(foi a mais importante entre todas só disputada por campeões) a mídia insiste que aquela não foi uma Copa São Paulo.

Aqueles que exercem a profissão vestindo a camiseta de seus clubes por baixo das respectivas camisas sociais, sustentam, com a maior desfaçatez, que aquela não era uma Copa São Paulo e, simplesmente, a omitem como se nunca houvesse ocorrido. Como são calhordas! Como são ordinários! Que seres desprezíveis eles são!

Ah, mas fosse aquele um título do Curica, dos Bambis ou das Sereias da Vila e eles o teriam anexado ao 'curriculum vitae' de nossos maiores adversários ...

Fica, então como se aquela Copinha não houvesse existido pelo simples fato de o Campeão ter sido o Verdão. 

Tudo é armado e articulado para que eles possam dizer "o Palmeiras nunca ganhou uma Copa São Paulo". 

Afinal de contas que "cazzo", então, foi aquela Copa realizada em São Paulo, capital, em 1995, com o patrocínio da Prefeitura Municipal, que reuniu todos os campeões da Copinha até então, mais o convidado especial , o Palmeiras, que roubou a cena e ficou com o título? 

Teria sido Copa Guarulhos? Copa ABC? Copa Osasco? Copa Mauá?  

Não, foi Copa São Paulo mesmo, meus amigos e o vencedor foi o Palmeiras!  

Mas não foi isso o que fez aquele publicitário o tal Olivetto em relação ao primeiro mundial de clubes realizado no Brasil com a chancela da Fifa em 1951?

Esse indivíduo fez uso de todo o seu prestígio junto às empresas de comunicação chegando a conceder entrevistas para propagar que o Verdão não foi o primeiro Campeão Mundial! 

Assisti à várias delas em rádio e tv. Grande bostejador, digo, prestidigitador!

A mesma tática, aliás, que utilizam sempre para tentar afirmar -ridiculamente- que a Taça de Prata não representava o Campeonato Brasileiro, que o Robertão não era o Campeonato Brasileiro!

Latidos à parte chegaram a usar até a máquina estatal para impedir que o Palmeiras fosse proclamado Campeão Mundial.

Lembram-se que a Fifa havia reconhecido o título palmeirense e até oficiado o clube nesse sentido?

Lembram-se que, meses depois, o presidente da FIFA veio ao Brasil para tratar com aquele meliante que está preso em Curitiba, detalhes para aquela que foi, seguramente a maior negociata de seu (des)governo, a Copa do Mundo?

Lembram-se que, como por encanto, de uma hora para outra, a Fifa desconsiderou tudo o que já deliberara oficialmente e só reconsiderou a desconsideração após o término da Copa? 

Da mesma forma e ainda assim, mudando um pouco a nomenclatura de uma situação que foi clara antes de Blatter se reunir com o nove dedos! Mas quem na mídia ou no Palmeiras teve topete para afirmar isto?

Palmeirense que tem vergonha na cara jamais votará nesse indivíduo ou em qualquer outro meliante que ele venha a indicar!

O Palmeiras, em função de tudo pelo que passou, deveria boicotar e desprestigiar a Copa SP e só escalar seus melhores jogadores nas Copas de juniores do Rio Grande do Sul, de Minas Gerais e de outros estados que promovem copas de juniores, nas quais, sem a interferência nefasta da arbitragem paulista (a mais tendenciosa do planeta) o Palmeiras levantou títulos muitas vezes.

Fosse eu quem mandasse, promoveria e comandaria um cisma no futebol de São Paulo e até bancaria uma Copa de juniores paralela com o apoio de qualquer outra rede televisiva de abrangência nacional.

Iria muito além disso e iniciaria um movimento forte de oposição junto aos clubes do interior cooptando-os politicamente com o objetivo de derrubar a atual diretoria da FPF. 

Mas, teria, Gagliotte, coragem para tal ? Suspeito que não!

Outra sugestão agora no  âmbito do marketing: 

orientaria os jogadores para que, toda a vez em que fossem entrevistados pelos repórteres globais, arrumassem uma maneira de incluir a palavra Allianz Arena, já que a Globo, filiada e afiliadas, não mencionam o nome do estádio do Palmeiras sob a leviana alegação de que se recusam a fazer "merchandising" gratuito.

O Palmeiras, em sua estréia no Brasileiro de amanhã, 2ª feira , deveria entrar em campo portando uma faixa em que pediria lisura e imparcialidade nas arbitragens, como uma forma protesto por tudo o que passou .

Estamparia ao Brasil  e ao mundo a condição de vítima que o clube tem sido;
das entidades, das arbitragens, dos tribunais esportivos e de profissionais midiáticos parciais que tanto o odeiam e que contra ele trabalham, mormente a bandidagem global.

De nada adianta palmeirenses mais educados do que eu, infensos ao meu discurso do olho por olho e do dente por dente, tanto e quanto o das respostas fortes,  se aborrecerem com a nossa posição.

Aos partidários de uma inútil diplomacia, eu, que assisto a esse jogo sujo há mais de 60 anos, quero lhes garantir o seguinte:

Dizer que o deslavado roubo curicano da decisão do Paulista/18 terá repercussão, desdobramentos e será condenado pela história é falta de visão da realidade. 

Afirmar que, NO FUTURO, o campeonato de 2018 será reconhecido nos anais da história como sujo, dirigido, vendido ou coisa parecida é risível, pois a imprensa jamais repercutirá a realidade dos fatos ocorridos este ano.

A prova cabal do que afirmo é que, ainda ontem, assisti a um programa da Fox em que os comentaristas falavam a respeito dos times da série A e analisavam as perspectivas de cada um no Brasileiro.

Abriram as análises com o Curica colocando-o nos píncaros da glória pela conquista do Paulistinha, apontando-o como o maior favorito para o Brasileiro.

Em momento algum mencionaram uma única palavra a respeito dos quatro lances irregulares que os levaram ao título imerecido.

Foram três penaltis contra eles não marcados e um único assinalado mas não batido porque, decorridos seis minutos de incertezas, baseado em influências externas o árbitro voltou atrás. Mas cadê que a Fox falou uma vírgula sobre o assunto?

Detalhe: o noticiário curicano durou quase uma hora. 

Ao Verdão dedicaram  modestos cinco minutos (se tanto) em que o time, muito mais, foi criticado do que, propriamente, analisado.

Se cinco dias após o escandaloso assalto de que o Palmeiras foi vítima, ninguém presente ao programa (nem um dos quatro jornalistas e nem o pseudo palmeirense e pseudo jornalista Edmundo) fala mais no assunto, imaginem daqui a três meses, seis meses, um ano, dois anos ou mais... 

O Palmeiras tem de dar um jeito de se fazer respeitar pela mídia. 

Já chega de proporcionar tratamento Vip a quem não merece, como tapete vermelho, cadeira estofada, ar-condicionado, lanche, refrigerante, serviço de garçon, cafezinho e outras mordomias para aqueles que não tem comportamento isento e honesto em relação ao clube.

Não, não me venham com essa de que paz e amor ou que "temos de ser superiores e tratá-los ainda melhor a cada jogo", porquanto isto não funciona quando se trata de espíritos atrasados e de inimigos figadais.

Já chega de o Palmeiras continuar tendo atitudes de Madre Tereza de Calcutá ou de Francisco Cândido Xavier em "habitat" de bandidos, perdoando sempre tudo e todos como vem acontecendo recorrentemente há anos, passando, publicamente, um atestado de submissão e fraqueza.

Na realidade grande parte do poder e, principalmente, da influência do Curica sobre a mídia, provém do fato de que os jornalistas têm medo da influência do Curica e da torcida curicana e temem pela perda de emprego e, do mesmo modo, temem pela própria vida.

Em contrapartida os jornaleiros zombam do Palmeiras, clube que acostumou-se (com perdão pela expressão) a tomar no cedenho, engolir a seco e ficar quieto. 

"O Palmeiras e seus dirigentes já se acostumaram a tomar no holoférnes com dignidade", dizia com sapiência um conhecido cronista paulistano, chefe de esportes da Rádio Band, curicano convicto e muito amigo meu!

A maior das verdades é que  mídia usa e abusa do Palmeiras ao seu bel-prazer e nunca é  peitada, contestada ou contrariada pelo clube que insiste em manter uma política fidalga e cordial de boa vizinhança com pessoas que dão mostras que não a querem e se recusam a ser bons vizinhos.

Passou da hora de o Palmeiras reagir e começar a se impor, enfrentar e retaliar (não com agressões físicas mas com atitudes firmes de resposta e repúdio) aqueles que mais uma vez limpam seus sujos traseiros com nossa bandeira.

A Rede Globo tem de, sempre, ser questionada e, se preciso for, que o Palmeiras a advirta e tome as medidas de desagravo cabíveis quando necessárias. 

Uma alternativa seria a de publicar o nome dos profissionais que trabalham por lá todas as vezes em que forem injustos ou ofenderem a dignidade do clube.

Ontem, nos programas esportivos que sucederam o Palmeiras 1x1 Boca, os globais fizeram questão de incluir na matéria do jogo o atacante Tevez (que fez o gol de empate) quando ele vestia a camisa curicana, seguramente para tripudiar  sobre o Palmeiras.

Sobre o roubo deslavado e a incompetência do Curica, um time que jogou o tempo todo na retranca e sem conseguir ultrapassar o meio de campo a fim de garantir o resultado, nem uma única palavra. Nenhuma!

Há mil e uma maneiras de o Palmeiras enfrentar seus inimigos e, por isto, quero deixar a minha última sugestão, lembrando que estou abrindo, antes, este espaço para que os demais companheiros de blog possam apresentar, também, as suas sugestões. 

Minha sugestão final:

a contratação de um assessor de imprensa falante, culto, bem informado, que tenha coragem e personalidade suficientes para enfrentar e encarar a mídia, se não em caráter de superioridade, mas, ao menos, de igual para igual!

E você, tem alguma sugestão útil para que o Palmeiras possa reagir contra o tratamento injusto de que há tantos anos é vítima?  

COMENTE COMENTE COMENTE


22 Comentários:

  • Às 15 de abril de 2018 07:59 , Anonymous Agnaldo Rizzi disse...

    E vai resolver alguma coisa brigar, peitar, desmerecer, fazer a federação devolver o camarote, mandar a globo pra quele lugar? O Atlético-PR foi campeão sim, de um torneio onde só tem 2 times, onde um desses dois está na série B e mal das pernas, porém em âmbito nacional o Atlético-PR é o que? Internacional então?
    Já que é pra brigar com todo mundo, devolve pra Globo que ela já pagou pra nós, não aceita os quase 2 milhões de grana pelo vice campeonato regional.
    Se agir desse jeito fosse resolver a vida do Palmeiras, tava é ótimo.
    O Palmeiras precisa sim mostrar sua indignação, mas precisa trabalhar, ô meu Deus do céu, BASTIDORES.
    Atitudes dessas do Palmeiras só vai piorar a imagem de clube arrogante e auto-suficiente que sempre foi. Não estou pedindo ao Palmeiras ficar pianinho e se submeter aos caprichos de globo, CBF, FPF e tal. Quero que o Palmeiras use essa situação que ocorreu e acorde pra vida, que caia na real e não pense que futebol se ganha só 11 contra 11.
    Eu prefiro que o Palmeiras daqui pra frente tenha um bastidor forte do que ficar com essa guerra perdida contra o status quo. Será que ninguém consegue enxergar isso? Brigar com o sistema SOZINHO é dar murro em ponta de faca.
    Criar vergonha na cara e ser forte nas entranhas do futebol é uma coisa, se submeter as vontades dessa corja é outra.
    Quero ver quando os bambis entrarem nos eixos e os mulambos do rio começarem a ganhar títulos por exemplo, FPF, CBF, globo vai querer que a gente se exploda de vez.

     
  • Às 15 de abril de 2018 09:33 , Anonymous Marco disse...

    O que o Palmeiras e sua torcida podem fazer:
    (Aproveitando sugestões do blog e acrescentando)

    - Disputar o Campeonato Paulista com a equipe sub-23, como faz o Atlético, no Paraná;
    - Dar prioridade nas categorias de base às competições de outros estados;
    - Fazer pré temporada maior em excursões pela Europa, América do Norte e Ásia;
    - Disputar como convidado competições no primeiro trimestre em outros estados, por exemplo, a Copa do Nordeste;
    - Transmitir seus jogos pela internet;
    - Colocar os ingressos para o Paulista com preços simbólicos para reduzir ao máximo as taxas paga à federação;
    - Denunciar a FPF na FIFA. Interferência externa é ilegal, sendo assunto de interesse internacional;
    - Torcedores podem divulgar e denunciar o procedimento ilegal da Federação em parceria com a rede de televisão para a imprensa internacional e na página oficial da FIFA.
    - Palmeirenses podem e devem participar de campanhas de boicote à programação da emissora, ao CARTOLA e aos produtos dos patrocinadores do esporte da emissora.

    Quanto aos torcedores que ainda insistem em colocar questões do futebol do time como desculpa para não se falar dos problemas dessa finais, fica a observação que muito mais importante do que um jogo, uma taça ou alguns lances, está a condenação de uma FRAUDE.
    Essa fraude, revelada para incompetência do serviço “mal feito” deu ao Palmeiras e aos palmeirenses a oportunidade única de denunciar um esquema que ficaria escondido sob a desculpa de interpretação erro humano na dezena de falhas de arbitragem nos dois jogos, todas favorecendo um só lado.

     
  • Às 15 de abril de 2018 10:45 , Anonymous Agnaldo Rizzi disse...

    O Palmeiras sempre foi vilipendiado pela arbitragem ou bastidores e nada nunca fez, aí quando é prejudicado de novo e acordou pra vida, resolve brigar e fazer beicinho com todo mundo. Temos que aceitar que somos, e sempre, uma Sociedade Esportiva auto-suficiente, arrogante e que sempre olhamos nossos adversários (no geral, desde clubes à imprensa) por cima achando que o nosso mundo é apenas envolta da Turiassu ou da Barra Funda.
    Onde esteve os presidentes ou diretores de futebol do Palmeiras dos tempos de antanhos (salvo raríssimas excessões) quando o clube era lesado de alguma forma? Onde estavam? Estavam preocupados degladiando entre si visando prejudicar a gestão de um ou de outro. Estavam preocupados por que a piscina do clube não era aquecida, preocupados em questionar valores de patrocínios, preocupados em travar a construção da arena e etc etc etc etc. O palmeirense sempre gostou da autofagia e esqueceu de fazer a lição de fora de casa (bastidores). Agora fica nessa aí de brigar com Deus e o mundo? Menos aí, bem menos.

     
  • Às 15 de abril de 2018 10:53 , Anonymous Agnaldo Rizzi disse...

    Já que falam tanto do Atlético-PR, o Atlético-PR é tão peitudo que teve que jogar uma final de Libertadores no estádio do Beira Rio, no RS, sob a alegação que seu estádio não comportaria público suficiente para uma final. E enfiou o rabo entre as pernas. Jogar com sub-23 campeonato paranaense é mole. Vamos ver jogar campeonato paulista com sub-23 sr ganha.

     
  • Às 15 de abril de 2018 11:45 , Anonymous Agnaldo Rizzi disse...

    Ou vocês acham que o árbitro voltaria atrás em algum pênalti se fosse no Italixão. Ou no Morumbicha. Ou no amontoado de laje lá de Santos. Claro que não, mas contra a carmelita auto-suficiente na casa de tolerância fazem o que querem, e o pior, na própria casa. Vamos tirar a máscara e lavar a cara por favor.

     
  • Às 15 de abril de 2018 12:10 , Anonymous Alcides Crummond, o editor disse...


    Não sei se por deficiência minha mas muitas vezes escrevo de uma forma e sou interpretado de maneira diferente.

    Outro dia escrevi que a RGT que defende teses como liberdade sexual, o antirracismo e, principalmente, o politicamente correto deveria fazer uma autocrítica por sua participação no ilícito que, na mão grande, tirou o título de 2018 do Palmeiras.

    Um bloguista me contestou afirmando que eu estava querendo "anular conquistas duramente alcançadas pelo povo".

    Da mesma forma quando alertei Róger Machado para o fato de seu trabalho não estar agradando pela mesmice e falta de engenhosidade tática, acusaram-me de estar trabalhando para que ele fosse demitido, quando apenas o alertava embora, interiormente, eu creio que merecíamos alguém melhor.

    Hoje o Rizzi afirma que estou querendo que o Palmeiras dê murro em ponta de faca ou coisa assim, ao que respondo, com o que dizia Ruy Barbosa "quem não se defende não terá defensor".

    Eu não disse nunca que o Palmeiras tem de se desligar da casa bandida mas assumir a posição de liderança que o momento exige.

    Já chega de subserviência! Que falta eu sinto do sãocarlense Delphino Fachina o homem de bastidor mais importante com quem contou o clube em toda a sua história.

    Quero dizer que, na medida do possível, o Palmeiras tem, sim, de assumir uma atitude de oposição e confronto com a FPF e com Rede Globo(EU NÃO DISSE ROMPER RELAÇÕES, MAS SER FORTE E ENFRENTAR A OPOSIÇÃO DE AMBOS), posto que a diplomacia -está provado- não resolve os problemas de um clube que nunca se defendeu e paga, hoje, um alto preço por isto. (AD)

     
  • Às 15 de abril de 2018 12:19 , Anonymous Verde Esverdeado disse...

    Não ligue pra esse tal de agnaldo Alcides. Chucro é chucro, não adianta nada falar.

     
  • Às 15 de abril de 2018 12:50 , Anonymous Agnaldo Rizzi disse...

    Que isso Alcides.
    Em nenhum momento falei que você quer isto ou aquilo.
    Eu sei que você não quer que o Palmeiras golpeie ponta de faca, eu sei que você não quer que o Palmeiras rompa com tudo e todos.
    Mas parece que a diretoria está fazendo tudo isso depois de domingo. A diretoria, não eu, você ou outro palmeirense. A DIRETORIA. Sempre meu comentário a respeito disso foi baseado nisso.
    Se você ler o meu primeiro comentário, verá que escrevi que sim, o Palmeiras precisa e deve mostrar sua indignação, mas antes de tudo ou ao mesmo tempo largar mão de se parecer uma freira no meio de uma casa de tolerância. Se pegar meus ultimos comentarios, vera que escrevi a mesma coisa que voce escreveu sobre o Palmeiras, por nunca ter se defendido por culpa nossa mesmo, paga um preço gigantesco com isso. No mais, o que você escreve em resposta meio que bate exatamente o que eu penso. Bom domingo

    PS: Verde Esverdeado,quer me ofender ofenda, mas apresente seu pensamento sobre toda essa questão, senão...bom deixa pra lá vai.

     
  • Às 15 de abril de 2018 12:58 , Anonymous Edson disse...

    O Palmeiras não pode se render à promiscuidade, assim como o Brasil não pode se render à corrupção.
    Soluções e receios todos têm, porém esse é o momento de reação.
    Não é hora de assimilar e ficar calado.
    Sempre tivemos essa política, e ela nunca resolveu.
    Apoio a diretoria, sem medo de retaliações, até porque elas já existem.

     
  • Às 15 de abril de 2018 13:05 , Blogger Unknown disse...

    Por favor escutem esse áudio:
    https://youtu.be/LVtBNwdbzWM

    Não é prova, mas é mais um indício.
    O Palmeiras poderia procurar esta testemunha.

     
  • Às 15 de abril de 2018 14:07 , Anonymous Alcides Drummond, o editor disse...

    Ricci e amigos

    Vamos nos tolerar, nos unir e aguardar o desfecho dos fatos.

    Pela 1ª vez vejo o Palmeiras "partir para a briga" com consciência e inteligência.

    Méritos para o presidente Gagliotte e sua diretoria. Parece que estão aprendendo!

    A última vez que o Palmeiras contestou forte o sistema foi quando Beluzzo arrebentou o árbitro Simon afirmando, entre outras coisas que o gaúcho houvera "roubado" o Palmeiras ao anular o gol legítimo de Obina contra o Flu.

    De fato o erro foi vergonhoso, um dos maiores e mais importantes da arbitragem brasileira em todos os tempos e o juízo de valor do presidente em relação a Simon não estava errado.

    O que alguns desinformados, incompetentes ou maledicentes do judiciário desconhecem ou, se conhecem, fingem não conhecer é que é chamado "roubo" existiu e alijou o Palmeiras da disputa do título daquele ano.

    O que os juízes togados parecem desconhecer é que "um árbitro "roubar" em futebolês, significa um erro crasso cometido contra um time e se suspeita tenha sido perpetrado de maneira intencional ou proposital.

    Isto,porém, nada tem a ver com a vida social familiar ou com a postura cidadã do árbitro ou dos bandeirinhas

    Mas o desavisado juiz que julgou Belluzo certamente curicano ou bambi, parece ter futebolizado a demanda.

    Embora estivesse claro que Beluzzo tinha razão, a justiça o obrigou a pagar uma pesada indenização justamente a quem errou grotescamente.
    Completa inversão de valores e da própria justiça.

    Hoje, a julgarmos por tudo o que tem feito o chamado "supremo", conseguimos entender o que ocorreu com Belluzzo.

    Gagliotte, apesar de tudo o que falou, não deixou barato os eventos de domingo passado e está seguindo os trâmites normais de um processo que desgastou por demais a RGT e desmoralizou a FPF.

    Apoiemos, pois, Gagliotte em sua batalha pela moralização do futebol paulista e, por conseguinte, do brasileiro. (AD)

     
  • Às 15 de abril de 2018 14:32 , Anonymous Agnaldo Rizzi disse...

    Alcides, respeito e MUITO vossa pessoa. Escriba formidável de um blog igualmente quanto. Diferente de outros blog da mídia palestrina. Tem um que tem que filtrar comentários onde as vezes nunca é publicado. Tem outro que é mal educado e o dono se acha o dono da verdade. Prefiro o seu, mil vezes, mesmo que tenhamos que discordar as vezes. O blog está ótimo. Eu entendi e outros também entenderam que egos e troca de ofensas é muito menor que o Palmeiras.

     
  • Às 15 de abril de 2018 17:00 , Anonymous Anônimo disse...

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

     
  • Às 15 de abril de 2018 17:19 , Blogger Roberio BA disse...

    Na minha humilde opinião não adianta tentar apenas trabalhar nos bastidores, como iremos nos fazer aceitos neste meio podre e já auto suficiente contra nós? seria como o menino que sofre "bullying" tentar ficar amigo do seu algoz, tentando carregar suas coisas ou limpar seu sapatos, é mais humilhante ainda. O que acredito que pode fazer barulho e diminuir as incidências de "assalto" é gritar antes, como acontece na vida normal, gritar pode afastar o "mal intencionado" antes de efetivado o roubo, se o fizer depois, vira somente estatística.
    Concordo com o Alcides quando aponta a necessidade de contratar um dirigente com este perfil de alertar o possível roubo antes dele acontecer, mas nós torcedores poderíamos também dar início a este processo nas redes sociais, se isso ocorrer em grande escala chegará aos nossos surrupiadores que temerão a repercussão antecipada e minimizarão a ação, quem sabe o próprio clube adotará tal medida seguindo os seus torcedores!

     
  • Às 15 de abril de 2018 17:42 , Blogger Roberio BA disse...

    Gostaria de opinar sobre algo pouco comentado mas pra quem pratica e acompanha futebol sabe que faz muita diferença, o capitão, Dudu não tem perfil para tal, alias no nosso elenco raros poderiam executar razoavelmente tal função, por isso adotaria o modelo "Tite" revezar a braçadeira pra identificar o melhor perfil e amenizar o efeito negativo que poderia causar ao atual capitão, amenizar as críticas e harmonizar o ambiente.

     
  • Às 15 de abril de 2018 18:46 , Blogger Luciano Vicentini disse...

    Qual sua sugestão então?

     
  • Às 15 de abril de 2018 20:14 , Anonymous Paulo Cesar disse...

    Sem alarde, o Palmeiras agendou com a Federação Paulista de Futebol para receber, nos próximos dias, R$ 1,6 milhão pela conquista do vice-campeonato paulista, vencido pelo Corinthians.

    Levará, também na surdina, as medalhas que negou publicamente.

    Para um clube que se apresenta como milionário, mas deve mais de R$ 100 milhões à patrocinadora, razão pela qual a “madame” faz o diabo no Conselho, convenhamos, seria quantia de “café”.

    Porém, o tempo, em regra, sobrepõe a realidade diante da pirotecnia.

    O Palmeiras possui um presidente “fantoche”, que tinha por objetivo, quando gritou durante toda a semana, na imprensa, frases e objetivos soprados em seu ouvido, encobrir a incapacidade de sua gestão, que, aparentemente, não honrará de pé, mais uma vez, o que prometeu sentado.

     
  • Às 15 de abril de 2018 20:28 , Anonymous verde insuperável disse...

    Nós temos um homem, aliás, para mim, um semideus, chamado Emerson Leão, que por ser autêntico e polêmico, está "encostado" pelo mundo canalha e corrupto do FUTEBOL. MPG, coloque EL no comando da Diretoria de Futebol que o Palmeiras, enfim, terá vez e voz. Quem, nesse meio podre, tem estatura para desrespeitar Leão ?

     
  • Às 15 de abril de 2018 20:42 , Anonymous verde insuperável disse...

    Poucas vezes concordei com Alcides, e também Marco, cujas medidas eu apoio integralmente. A hora do confronto é AGORA ! MAS CONFRONTO COM INTELIGÊNCIA E ADOÇÃO DE SOLUÇÕES. Nada de "quem for homem cuspa aqui primeiro". Queremos atitude !! MPG: mostre, enfim, que você tem qualidade ! E não smplezsimple um traidor de Nobre. Sua biografia está sendo escrita. Que você prossiga e mostre que o Palmeiras tem um presidente de verdade. Como foi o grande Belluzzo, eternamente o homem que nos trouxe o maravilhoso Allianz, definidor incontestável da nossa atual supremacia!

     
  • Às 15 de abril de 2018 21:28 , Blogger ester abea disse...

    amigos:

    a. quem quiser entender a FPF tem que entender a RGT. E leiam a Wikipedia: a RGT foi instituída como dominacao dos EUA, pela Time Life. Tudo fazia parte de uma operaçao da CIA. Nao, nao é teoria da conspiraçao. Sao fatos. Era a Operaçao Mockingbird. A RGT é alimentada com grana, e faz coisas terríveis. Lembrem -se de domingo passado...

    b. concordo com o Camisa 10 e também com o Rizzi(que quando fala do Verdao vai bem): temos que peitar o esquema. Mas nos bastidores. Há modos baratinhos de chamar a imprensa marrom. Tele Iscariotes Santana fazia isso com cachaça, em jantares no antigo Paulista Girll. E tudo que ele falava era aplaudido pelos focas da Folha e restante da imprensa marrom.

     
  • Às 15 de abril de 2018 21:39 , Blogger ester abea disse...

    amigos:

    o grande Roberio da BA nos falou algo fundamental: temos que reclamar sim...mas ANTES.
    O SPFW sempre foi expert nisso. Leco e qualquer outro diretor sempre fizeram escarcéu...mas ANTES, o que sempre intimidou os fracos e mal intencionados juizinhos

    Uma pessoa ou instituiçao mostra inteligência quando aprende, independentemente da idade. Podemos aprender a reclamar ANTES

    nosso Verde Insuperável tem toda razao: é hora de mostrar macheza...como o assunto é sério nem vou falar do K Fure, rsss

     
  • Às 15 de abril de 2018 23:00 , Blogger Libertad disse...

    Paulo Cezar!
    Não duvido nada do que disse, O cara de ovo deu um chilique, rodou a bolça para disfarçar sua péssima gestão, quanto mais esse imbecil vem a público, mais passamos vergonha.
    Só quero ver onde vamos enfiar a cara quando a situação com a tia Leila vir á público.
    Já não acho mais um resort, está mais para uma zona, farra com dinheiro fácil.
    Nei.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial