Observatório Alviverde

01/11/2018

AGORA É AGARRAR COM UNHAS E DENTES A PERSPECTIVA DE VENCER O BRASILEIRO!



Meus prezados amigos palmeirenses e frequentadores deste espaço.

Eu quero lhes dizer, antes de tudo, que "os jogos são jogados e os campeonatos, conquistados".

O Palmeiras, apesar do esforço, não conquistou a Libertadores. Desta vez não deu!

De qualquer forma temos (todos nós) de ter "fair-play" e aplaudir Felipão e o elenco que conseguiram ir além das nossas expectativas e de nossas possibilidades.

Reconhecer e aplaudir não significa, entretanto, que tenhamos de aguentar todo esse grupo de jogadores para o ano que vem, e que estejamos sugerindo que continuem (todos) para 2019.

Significa, isto sim, dar moral aos jogadores e à comissão técnica para que o Verdão não perca o ano e possa, ao menos, ganhar o título brasileiro, na qualidade atual de líder e de favorito maior da competição.

Na verdade, o grupo palmeirense vem sendo exaltado em prosa, verso, elogios e loas pela crônica esportiva que (no fundo, no fundo) tem conhecimento de que se trata de um elenco com alguns expoentes, mas totalmente desequilibrado em termos de posições e de individualidades, exatamente como deseja a maioria dos jornalistas que torcem contra o Verdão.

A bem da verdade convém que se diga, justamente no epílogo da Libertadores, que o Palmeiras não mereceu ser campeão, tanto quanto o próprio Grêmio não mereceu.

Resta o lenitivo de que o Verdão conseguiu chegar às semifinais da competição e o consolo de que somos o terceiro melhor time das Américas.

Aliás, nós, brasileiros, tivemos, outra vez, de nos curvar diante da massacrante superioridade do futebol argentino, novamente soberano nas Américas.

Este ano eles chegaram em primeira e segunda instâncias, pois a decisão da Libertadores irá  ocorrer entre dois times portenhos, coincidentemente as duas maiores camisas de lá, Boca x River, como se fosse uma espécie de Palmeiras x Corinthians.

Claro que todos nós que amamos o Palmeiras, sentimos na própria alma o dissabor de outra derrota, o que, diga-se de passagem, ao menos para mim, estava na cara que seria inevitável.

No entanto quero deixar claro que não será por isto que vou me entregar ou me sentir um derrotado, mas perfeitamente motivado para pensar agora de maneira exclusiva, no último título em disputa desta temporada , o Brasileirão.

Hoje, neste OAV vou fazer um trabalho diferente e publicar tudo o que me vier à cabeça sem uma ordem racional ou cronológica.

Em primeiro lugar quero dizer que sou favorável a que Felipão continue à frente do Verdão em 2019, mas que promova uma dispensa massiva de atletas desse elenco que já não servem mais,  (alguns jamais serviram) montando um grupo apenas com jogadores de sua confiança. 

Mas isto só pode ser tratado, mensurado e realizado após o término do Brasileiro.

O Palmeiras tem de restringir o número de jogadores mais velhos e abrir espaço majoritariamente para jogadores da base ou jovens jogadores.

O Palmeiras precisa parar de adquirir jogadores de pequena estatura (ainda que bons de bola) haja vista que o futebol de hoje não comporta mais tantos baixotes, a não ser aqueles acima da média, como Dudu. Um ou outro, tudo bem.

O Palmeiras não pode deixar o Mattos contratar livremente pois nem sempre o pensamento dele é compatível com as filosofias e com as táticas dos treinadores que chegam.

O JOGO DE ONTEM:

Lembram-se do time que sugeri?
Prass Mayke, Antonio Carlos, Dracena e Barbosa. Melo, Moisés, Bruno Henrique e Scarpa (Lucas Lima) William e Dudu..  
PS - Time sem centro-avante mas de velocidade, criatividade e de toque de bola.


Felipão preferiu este time, muito pior:
Weverton; 
Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; 
Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima; 
Willian, Dudu e Deyverson

Lembram-se do que eu disse e sugeri no intervalo do jogo?  

Isto:

Não gosto do futebol de Luan, inferior a Antonio Carlos de quem a torcida não gosta.

Edu Dracena jamais poderia estar no banco. É o melhor entre todos os zagueiros.

Felipão, na teoria, esteve certo ao colocar Lucas Lima e Deyverson porquanto ele não abre mão do "jeito Felipão de jogar.

Na prática não funcionou, mas não se pode criticar Felipão que, desta vez, ao menos, tentou um time mais ofensivo.

Lucas Lima (culpado novamente no lance que redundou no gol do Boca ao perder outra uma bola infantil como a que ocorreu contra o Fla) é o pior em campo e já deveria ter sido sacado há muito tempo.

PS - Lucas Lima viria a melhorar no 2º tempo, mas, infelizmente é um jogador bem aquém das necessidades do Verdão. Não condeno Mattos porque eu também me enganei com Lucas Lima.
 

Deyverson só lutou! Na prática, ficou apenas no esforço.

EM RELAÇÃO AO QUE FAZER E COMO FAZER EU DISSE:

O time só tem duas alternativas para fazer algo (ainda) no jogo.

Primeiro: fazer mais jogadas de fundo e cruzar para a área, passando a explorar também o lado esquerdo do campo. Se Dudu não está dando tão certo pela direita por que não procurou, também, o jogo pelo lado esquerdo?

Segundo:  realizar mais jogadas individuais com dribles na entrada da área para tentar provocar faltas perigosas ou quem sabe pênaltis. Dudu, Willian, Lucas Lima, Deyverson e até Scarpa, se entrar no segundo tempo, sabem fazer isso.

Outra perspectiva é o chute de média e larga distância em que eu não vejo muito futuro porque nossos volantes são treinados muito mais para defender e não são de arriscar chutes ao gol adversário.

 

Com um time como o que que sugeri, o Palmeiras teria todas essas alternativas que coloquei como necessário para tentar furar o ferrolho do Boca.

Se houvéssemos entrado com um time sem jogadores fracos e amarelões,  não teríamos tido o dissabor de:

assistir à falha clamorosa de Weverton no lance do segundo gol argentino...

De ver Deyverson e Borja apenas fazendo número, com pífias atuações...

De se irrritar com as más atuações de Luan, Diego Barbosa, Bruno Henrique, Lucas Lima e Willian...

De ver Felipe Melo esfalfado, arrebentado e completamente sem condições físicas, parar no lance e deixar Benedetto livre para o chute  em que o Boca fez o segundo gol, e definiu a saída do Palmeiras da Libertadores/18....

De ver Felipão demorar demais para realizar as substituições, tanto e quanto para colocar Scarpa  em campo... 

De constatar a sua teimosa insistência com o nulo Lucas Lima que deveria ter sido sacado do time logo no intervalo do primeiro para o segundo tempo. 

Em meu entendimento apenas Mayke, Dudu, Moisés e Gustavo Gomez conseguiram render algo positivo e produtivo!

Que venha, agora, o Santos de Cuca, jogo chave para a conquista do Brasileiro e a esperança derradeira para que o Palmeiras não tenha outro ano  de jejum de títulos.

COMENTE COMENTE COMENTE

28 Comentários:

  • Às 1 de novembro de 2018 07:10 , Blogger rinaldo LULA felippe disse...

    Obrigado Roger, sem você nem semi estaríamos com esse velho gagá. Tirar Cerro e Colo Colo até eu de técnico. Limpeza geral, bando de amarelões e covardes.

     
  • Às 1 de novembro de 2018 07:24 , Anonymous Justo e Franco disse...

    Não adianta também o técnico contratar jogadores afeitos a sua filosofia de jogo pra chegar numa Bombonera da vida e jogar um futebol ping pong, dando terreno e gosto pro adversário, ainda mais quando esse adversário for até tecnicamente inferior.
    Caímos fora de uma copa do brasil e de uma libertadores jogando um futebol Regina Duarte: com medo.
    Se ela tem medo do PT, felipão teve medo do boca. Até teve um medinho do cruzeiro na CCopa do Brasil.

     
  • Às 1 de novembro de 2018 09:00 , Anonymous Torcedor Realista disse...

    Mídia Esportiva não cansam de dizer que o Palmeiras é o melhor time/elenco do Brasil.

    Acontece que falam isso de "boca pra fora" (rsss) de forma só para nos prejudicar. Eles sabem que o time não é essa Brastemp, tem sérias limitações

    Só que os Jogadores e torcedores acreditam. Resultado: frustração !!

    Campeonato Brasileiro está em risco.

    Para reflexão: Se tivesse classificado ontem seriam heróis, guerreiros, nas como não classificou "o time está exausto, cansado". Realmente no futebol hoje se tem desculpa pra tudo !!! Seria mais fácil admitir que o Boca foi superior nos 2 jogos. Felipão errou nas escalações e tomou nó táctico !!

    De possível tríplice coroa, pode restar só espinhos....

     
  • Às 1 de novembro de 2018 09:08 , Blogger Ester Abea disse...

    amigos queridos

    a. nem falo que hj é "o dia seguinte". Nao é. Perdemos, mas com dignidade.

    b. como o Camisa 10 falou, agora é esquecer o torneyo paraguayo e ser DECA

    c. Big Phil continua ótimo. Errou na Bombonera, mas o time amarelou, com medo nao-sei-de-que. Nao adianta criticar o Big Phil. Querem EB ou RM, afinal? Ou preferem Paulo Bonamigo????

    d. agora é força contra o SFC, time que foi recuperado pelo (bom) Cuca. O empate já é bom, mas a vitória nos deixa quase DECA campeoes.

     
  • Às 1 de novembro de 2018 09:43 , Blogger Ester Abea disse...

    para deixar Tia Ester com vomitos fecalóides de nojo:


    a. a GEN, humilde pasquim da net, coloca uma manchete contra o Palmeiras, escrita pelo gordo, ridículo e fracassado Lang. Ao mesmo tempo outra chamada diz que o quase rebaixado SCCP "já pensa em Libertadores" Pode???

    Nao pode. O público já deu sua resposta, relegando a outrora poderosa Gazeta a um humilde pasquim da net, sem interesse, sem público, sem patrocinadores.

    O mesmo desinteresse começa a acontecer com a Folha, sediada no baixo meretrício de S. Paulo. A Folha seguirá o caminho do desinteresse público e rebaixamento a um jornal da net...
    ...também, quem manda aplaudir gays e travestis e coloca-los como exemplos a serem seguidos ?

    Na sequencia vem a RGT e todo resto da imprensa marrom.

     
  • Às 1 de novembro de 2018 09:45 , Anonymous Anônimo disse...

    Alexandre
    Deyverson não é jogador para o Palmeiras, não importa se fizer 100 gols ate o fim do Brasileiro.
    Nosso meio campo é muito pesado, precisamos de jogadores mais jovens e técnicos.
    Lucas Lima até ajudou esse ano, mas se aparecer proposta vende logo.
    Moisés ja ajudou muito mas depois da contusão no joelho parece que não consegue mais correr com a bola.
    William jogador para segundo tempo.

     
  • Às 1 de novembro de 2018 10:04 , Anonymous Doente(verdão) disse...

    Eu disse que pouparia os melhores para sábado!
    Era previsível a eliminação. Missão quase impossível.
    Mas entendo que é difícil priorizar o Brasileiro(Deca) em detrimento da "tão sonhada Libertadores". Ano passado cometemos o mesmo erro.
    Eu desde o começo do ano queria muito mais o Deca campeonato.
    PS: Willian fará falta, pois o Yoham está em péssimo momento e não sabemos ainda como estão Arthur, Scarpa e Guerra, pois pouco jogam.

     
  • Às 1 de novembro de 2018 10:35 , Blogger Libertad disse...

    Da eliminação:

    -Covardia de Felipão no jogo de ida, implantar um esquema ridículo, a classificação foi perdido lá, temos um elenco ate melhor, mas jogando desse jeito é uma loteria.
    -jogos decisivos são ganhos com detalhes, e nos detalhes Palmeiras falha sempre, Luan e F. Mello e Weverton falharam nos quatro gols que tomamos.
    -L.Limas comprovadamente não é jogador para Palmeiras, o cara e muxo, sem sangue, apático.
    -Nossos dois centravantes são duas enganações, um é doido e outro vive no mundo da lua.

    -Moises, suas pernas não obedecem mais, esforçado mais não da.

    -F. Mello joga bem, mas todo jogo tem uma falha que compromete, não sei ate quanto vale esse custo beneficio.

    Como disse um amigo, precisamos de um time mais compacto, jogadores mais dinâmicos.

    Tudo isso aliado ao planejamento errado, eu disse aqui, quem corre atrás de três coelhos não pega nenhum.

    Temos no elenco jogadores que não da, não serve, uns por ruindades, outros por ser cozidos, sem vontade.
    Luan, mediano, não serve.
    T. Santos, grosso mesmo.
    Guerra, fomos enganados, bichado.
    L. Lima, omisso, joga sem vontade.
    Borja, Vive na lua.
    Deyverson, só esforço, nada mais.
    Wilian, mediano reserva.

    Se perder para os Sardinhas embala para terceira eliminação.

    Nei.

     
  • Às 1 de novembro de 2018 11:53 , Blogger Ester Abea disse...

    querido Nei

    calma...pax...Calmapax

    Tia Ester vai mandar uma caixinha de Calmapax aí para Londrina querido

    Nao é por que nao classificamos para um torneyo bastante duvidoso, made in Paraguay, é que o time nao vale nada

    Vamos ganhar do SFC. Mesmo se empatar é um bom resultado...

    E aí, é preparar para o DECA!!!!

     
  • Às 1 de novembro de 2018 12:08 , Blogger Libertad disse...


    Contra os Sardinhas,
    Jailson
    Maike
    Dracena
    Gomes
    Barbosa
    Mello
    Moises
    Scarpa
    Dudu
    Borja
    Willian

    Weverton, não da, fraco eu disse. Jailson já.
    Luan, fraco, cintura dura.
    B.Henrique, Moises se arrastando é melhor que ele.
    L. Lima, chega desse cozido, oportunidade para Scarpa.

    Deyverson ou Borja, duas enganações, o motoneta pelo menos tem vontade, o outro vive na lua.

    Nossos Melhores, Maike é seguro, Dudu da o sangue, F. Mello ate cansar e Gomes o melhor.
    Nei.

     
  • Às 1 de novembro de 2018 12:21 , Anonymous Justo e Franco disse...

    Escrever de felipão, grande técnico, vencedor e tudo mais, porém conservador demais, teimoso demais é chover no molhado. Queria me ater ao que contrata jogador e ao que avalia.
    Qual é o critério de contratação de alexandre mattos? Pra mim está claro, mais claro que o sol do meio dia que o cara contrata por impulso, um determinado jogador faz um jogo espetacular, abiscoita dois ou três gols num jogo e pronto, tá ela ele contratando. Diogo barbosa é um exemplo. Fez dois excelentes jogos na final da Copa do Brasil e o gol que nos eliminou na mesma competição e o Palmeiras sem lateral esquerdo. Lógico que mattos iria contratar. E contratou. Alguém aqui confia no futebol do Diego barbosa? Não apoia não marca e só toca pra trás.
    Borja é um exemplo claro disso. Arrebentou com os bambis em dois jogos. Prato cheio pra mattos entrar em ação. Fez gol nos bambis serve. Então tá contratado. Um caneludo, ruim, mal domina uma bola. E daí que foi artilheiro? Artilheiro do Paulistão com 6 gols? Isso é artilharia? Artilheiro da Libertadores com 9 gols, empatado com outro jogador da Colômbia que caiu na primeira fase. Borja em 6 jogos, contando oitavas, quartas e semi não conseguiu ultrapassa-lo. O que fez borja no primeiro jogo na Bombonera? O que fez borja no segundo? Chucro.
    E deyverson? Cuca o pediu por que o Palmeiras tem um departamento que só analisa jogadores mundo afora. Aí deyverson fez um gol no Barcelona e pronto, bora contratá-lo. O cara fez uns 57 jogos no alavés e apenas 7 gols. Que artilheiro é esse? Um desequilibrado emocionalmente que ontem não comprometeu nesse aspecto, mas toda hora que fazia cagada, olhava pro banco como se diz "o gaúcho vai comer meu fígado a milanesa". Peguem o vt do jogo e reparem nisso. Sem confiança alguma, sem equilíbrio nenhum, além de limitado tecnicamente. Lucas Lima por que? Só por que fez algum sucesso no Santos e de lá queria sair? Desde lá já não estava jogando nada, omisso, a torcida do santos levantou as mãos para o céu e o que fez mattos? Venha aqui. Um pipoqueiro, desinteressado.
    Podíamos falar de tantos outros que contrataram contrataram e não virou nada.
    E o que dizer do presidente, que pode entender de finanças, economia, mas não entende nada de bola. Quero ver zé Rafael e Artur ano que vem aqui, que apito esses dois vão tocar. Por que em seus clubes atuais ok, bom futebol, destaque e etc. Vamos ver aqui.
    Voltando ao assunto técnico, vejo um monte de gente falar que mano menezes é retranqueiro, mas raramente os times nos quais ele dirige toma sufoco igual os do felipão, tão retranqueiro quanto mano menezes. Me falem uma vez que o cruzeiro tomou sufoco do início ao fim do jogo?
    Acorda felipão, deixa de ser tão pragmático, ouça menos o Paulo turra e busque umas idéias novas com o técnico do sub -20, que não abre mão de jeito nenhum de atacar.

     
  • Às 1 de novembro de 2018 12:38 , Anonymous VICTOR TREDENSKI disse...

    Justo

    o borja é o bizu

    ester vai lembrar do bizu

    porém o bizu era mais esforçado e corria mais

    borja da sono

    zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

     
  • Às 1 de novembro de 2018 13:02 , Blogger Ester Abea disse...

    querido Tredenski

    Bizu...kkkkkkkkkk

    Esse foi um dos tipinhos que passaram. Eu também vi uns tais centroavantes como Milton(um gordao), Reinaldo Trapalhao entre pelo menos uma dúzia de outros grossos...
    E o Jaime Boni? E o Darinta? Tony Gato? Aragonez? Vitor Hugo? Benazzi bola perdida...
    que times horríveis os de 1980-4
    Hoje, com um bom time, parece ridículo. Parece piada.

    Mas na época doia muito ver esses caras jogando

     
  • Às 1 de novembro de 2018 14:19 , Anonymous Claudio de MG disse...

    Boa tarde (será possível?) amigos!

    Na verdade eu venho aqui para falar sobre o comentário do amigo justo e Franco no tópico anterior, embora neste, ele tenha novamente tocado no assunto de forma IRREPREENSÍVEL!

    O TEMPO PASSA!

    E para todos. Infelizmente!

    Não. Mil vezes não. Não estou dizendo que o tempo de Treinador de futebol de Luis Felipe Scolari já passou.

    Não seria tão leviano. Nem Cretino.

    Adorei o retorno do "Chefão". Sim. É fato.

    Más...

    O que o amigo Justo e Franco ponderou ha de se pensar.

    E eu pensei.

    Pensei sobre minha vida.

    A paixão pelo futebol é apenas a coisa mais importante entre todas as coisas menos importantes.

    Não criei isto. Li, ou ouvi em algum lugar e concordei.

    A "derrota de ontem" aliada à postagem do J Franco, me fez pensar.

    Pensar.

    Pensar.

    Quando minhas filhas eram crianças, o passeio predileto delas era ir ao pesque solte que tinha próximo à nossa casa.

    Lá tinha pescaria, remo, piscina, toboágua, etc.

    Meu filho (enteado, más sempre considerei como filho) gostava de remar de canoa.

    Más isso foi ha muito. Muito tempo atrás.

    Hoje, o Advogado gosta de música eletrônica, cinema, e sair com a namorada.

    Já mora sozinho.

    A segunda, hoje estudante do antepenúltimo período de Engenharia, em uma Universidade importante do pais, quando vem a MG, nem se lembra mais como se pega um peixe no anzol. Aliás, agora, tem medo do peixe morder e se irrita com os mosquitos.

    A caçula, aquela que ficava tranquilinha em cima da boia da piscina do pesque e solte, agora, só fica no celular, ou, na NETFLIX.

    O tempo passa.

    Realmente passa.

    para todos.

    Por incrível que pareça, o futebol realmente não é tão importante.

    É uma diversão.

    Apenas uma diversão.

    Más é uma diversão contagiante.

    Que nos comove.

    Que nos emociona.

    Que nos faz pensar, pensar e lembrar.

    Ahhhh!!!


    Perdemos ontem?

    Dane-se!

    Sábado tem jogo e é este jogo que me interessa agora.

    Quero ser Campeão Brasileiro, de novo. Aliás, DECA CAMPEÃO.

    Não desistam, a vida é bela.

    E longa.

    Muito longa!

     
  • Às 1 de novembro de 2018 14:39 , Anonymous MestredosMagos disse...

    É MAIS UMA LIÇÃO DO QUE NÃO FAZER QUANDO TEM CHANCE.

    O Palmeiras tivesse entregado o jogo para o Jr. Barranquila em casa e não estaríamos falando em Boca Jrs.

    O técnico de vôlei Bernardinho, multi campeão, cansou de fazer isso quando teve chance, em sua carreira vitoriosa.

    Meu time é Jailsão da Massa, Gustavo Gomes, Felipe Melo e o resto se dá jeito.

    Tenho muito medo da invenções de Felipão para as próximas partidas.

    De ante mão digo que não se deve mais poupar ninguém, pois hoje, faltam 18 pontos para ser campeão.

    Saudações.

    ** Weverton BRAÇO DE JACARÉ.

     
  • Às 1 de novembro de 2018 15:03 , Anonymous Claudio de MG disse...

    Adoro este blog!

    Fiz uma "viagem" lendo estes maravilhosos comentários.

    Sobre Darinta, Bizu, Vitor Hugo (o primeiro) e Aragonez, "Tia" Ester e Tredenski não me fazem "inveja" nenhuma. KKKKKK.

    Vi (sofri) todos estes atuando no "auge". KKKKK

    Voltando ao interessante assunto abordado pelo Justo e Franco, realmente, não podemos manter este nível de contratações.

    Está ridículo!

    Aceito as discordâncias, más se o Palmeiras tivesse contratado "o velho" lateral esquerdo do Atlético Mineiro (não me lembro o nome) e Ricardo Oliveira, com certeza (não se escreve CONSERTEZA, rapaziada) o Palmeiras teria tido muito melhor custo beneficio do que Diogo Barbosa e Borja/Deyverson.

    Querem sempre contratar "garotos" (tudo pai de família e metedor. Desculpe o termo chulo, Alcides).

    Pra que isso?

    Eu sei o porque. Más...

    Ao Palmeiras, que pra mim, será campeão brasileiro de 2018, falta UM BEQUE CENTRAL (aquele que só joga com a perna direita, ou seja, o antigo camisa 3, ou beque central), um lateral esquerdo (detesto os dois do elenco) e um meia de verdade (aí é difícil, porque minha lembrança remota a Ademir da Guia, Zico, Jorge Mendonça, Edu Manga, Alex, Adílio, Zé Carlos, Giovani, etc...).

    Voltando ao comentário sobre as contratações, do amigo Justo e Franco, considero este Arthur do Ceará uma porcaria.

    Além de ruim, ele tem a aparência física do jogador (ex-gambá) Fábio Baiano.

    É idêntico!

    Inclusive canhoto, também.

    Canhoto, num lugar onde o espaço pra jogar é mínimo, como centroavante e zagueiro NÃO PODE!

    Lugar de canhoto é no meio de campo ou na ponta esquerda, onde se perde a bola e tem tempo pra recuperar, ou, por a culpa nos zagueiros.

    Zagueiro e centroavante canhoto NÃO DÁ!

    Nem bater penalty pode, porque será sempre no canto alto do lado esquerdo do goleiro.

    Felipe ("CRAQUE") Dourado e poucos outros poucos, além de Djalminha, são raríssimas exceções.












     
  • Às 1 de novembro de 2018 15:14 , Anonymous Claudio de MG disse...

    Grande comentarista e amigo Mestre dos Lagos, discordo de você.

    Além de não gostar de jogar para perder, pense que, se tivéssemos "eliminado" o Boca, ENTREGANDO JOGO PARA O BARRANQUILLA, provavelmente o adversário desta fatídica Quarta-feira seria o Cruzeiro.

    Em BELO HORIZONTE (porque não teríamos a vantagem da melhor campanha).

    O Cruzeiro CERTAMENTE passaria pelo Barranquilla, se tivéssemos "sacaneado" o Boca.

    Seria fácil eliminar o Cruzeiro na semi final da libertadores?

    Jogando, possivelmente, o segundo jogo na casa deles?

    No Mineirão?

    Amigo, não embarque nesta onda SUJA da imprensa que nos odeia.

    É só uma opinião, ok.

    Respeito COMPLETAMENTE o seu ponto de vista.

    Um abraço!

     
  • Às 1 de novembro de 2018 17:32 , Anonymous Anônimo disse...

    Alexandre
    Amigo Claudio MG o Palmeiras foi o melhor time da primeira fase, então pela regra joga sempre o segundo jogo em casa, entregar o jogo para tirar o Boca é coisa dessa mídia gambá, iriam nos crucificar pelo resto da vida, não acho que faria diferença pois o Palmeiras foi covarde no jogo de ida.

     
  • Às 1 de novembro de 2018 17:35 , Anonymous Anônimo disse...

    Alexandre
    Agora que o foco é o Brasileiro vamos ver se o time não vai amarelar.

     
  • Às 1 de novembro de 2018 19:25 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Palmeiras foi covarde,na ida e na volta. Tremeu nos dois jogos. Dudu estava tão nervoso que parecia estar com mal de Parkinson. Eram evidentes seus tremores. Até desconfio que muitos deles trocaram as fraldas no intervalo. Haja merda para o roupeiro lavar. Nossa defesa, antes tão exaltada, levou 4 gols em 2 jogos, uma defesa vadia e desarrumada. Um time que depende das casquinhas de um psicopata grosso como daivdison, tem que perder de paulista até libertadores. Felipão está de brincadeira ao escalar esse maloqueiro que veste verde. Lucas Lima é bipolar, não tem padrão, é preguiçoso, e joga quando quer. Parece que passa noites na gandaia, papando aquelas periguetes vagabundas que adoram cercar jogador. Só podia mesmo ser amigo do Neymar. Moisés é um ex jogador em atividade, nunca foi um craque, mas teve sua grande luz em 2016, que já se apagou. E não acende mais. Nem com reza braba. FM é craque, esforçado, dá o sangue, mas, coitado, não tem a força de outrora, o que permite falhar em momentos decisivos, ao ajudar uma zaga de patetas. Dracena é igual, mas também ex jogador. Sobra o grande Gómez, mas que precisa ser mais burilado. Myke é ótimo, vai acabar indo para a seleção. Não que eu me importe com essa laia de amarelo. Os demais laterais, caçamba. Borja é aquilo. Não tem sequência, padrão, como LL, mas que continue, não sendo bem vendido. Guerra é uma lombriga, parece que passou fome na infância, um jogador fraco, doente e mal criado lá na terra de Chávez. Caçamba. Wewerton, Ney tem razão. É muito fraco. Só serviu para encher a pança de um diretorzinho safado e pantagruelico, que está rico de tantas comissões. Estou desanimado. Podemos repetir 2009. Vejo Felipão sem muitos argumentos, nas entrevistas. Se limita a dizer que o outro time jogou melhor e mereceu vencer. Muito plácido para o meu gosto. Muito conformado. Ai mora o perigo. Será que ele perdeu aquele velho vigor e o tesão de vencer ? Sua maior característica ??? Vou ficar de olho. Mas uma mudança deve haver: Jailson no gol. Ou até mesmo Prass, que vem se mostrando muito Palmeirense no banco, incentivando o time como ninguém, e só por isso merece o meu respeito e admiração. Isto porque o Futebol, para mim, e antes de tudo, é garra, ímpeto e coração. Tudo o que o Boca teve de sobra.

     
  • Às 1 de novembro de 2018 19:30 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    E o Palmeiras não.

     
  • Às 1 de novembro de 2018 19:35 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Alerta: Se empatarmos com o Santos, em mais uma apresentação vexaminosa no Allianz, podem esquecer o título. O único resultado que nos interessa é a vitória, pois já serão 4 jogos seguidos sem vencer, o que é incompatível com um time que quer ser campeão !

     
  • Às 1 de novembro de 2018 21:50 , Blogger Ester Abea disse...

    amigos:

    primeiro para acalmar: Calma...pax...=Calmapax

    a. querido Verde Insuperável: vou ter que mandar uma caixinha de Calmapax também pra você, querido...já estou providenciando a do Ney
    Também Tenho minhas birras com o Diretor $$$. Mas porém acho que mesmo um empate contra o SFC é bom resultado...

    Basta ver nossa tabela...nao há grandes pedreiras, exceto o CAM fora porque eles, sempre fracotes, querem dar uma de machoes conosco(e apenas conosco). Contra os outros geralmente o galo é depenado e comido ao molho pardo.
    O resto é (relativamente) tranquilo

    b. querido Claudio MG: você falou coisas filosóficas...
    Sempre acho que se o Palmeiras joga bem nao sou só eu que dá pulos de 1,80 m, apesar da idade... Sei que meus amigos também dão.

    E sao amigos que nunca estive perto fisicamente, só perto no coraçao...

     
  • Às 1 de novembro de 2018 21:51 , Blogger Ester Abea disse...

    e tem mais:

    todos, todos nós vamos ser DECA!!!!

     
  • Às 2 de novembro de 2018 00:50 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Meu caro anônimo, veja se vosmecê me entende: O PALMEIRAS, antes de ser eliminado pelo Boca, também era líder da liberadores. O que, em vista dos fatos, pouco adianta no futebol. Entendeu ou quer que eu desenhe ? Se quiser, só amanhã. Estou deitando minha cabeça controvertida no meu travesseiro de penas. E somente a moverei após o descanso dos justos. Eu mereço. Afinal, ninguém é Palmeirense impunemente.

     
  • Às 2 de novembro de 2018 00:50 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Libertadores.

     
  • Às 2 de novembro de 2018 08:53 , Anonymous Roberto disse...

    Concordo ipsis litteris com o anônimo. Repito: ipsis litteris. De novo em letras garrafais: IPISIS LITTERIS.
    Não dá pra proceder dessa forma. O pessoal é negativista demais, pessimista demais, e isso contamina o time. O time é líder do campeonato, 80% de chance de ser campeão e os caras aqui, ali e acolá anunciando o Apocalipse do time.
    Parece que essa horda de pessimistas preferem o Palmeiras dos anos 2000, o Palmeiras de Arnaldo Tirone e Roberto Frizzo, o Palmeiras treinado por Gilson Kleina, o Palmeiras péssimo, onde era normal criticar o time. Agora o time de 2015 pra cá todo ano disputa títulos, 3 títulos, 3 finais diretas, um vice campeonato por pontos corridos, 4 semifinais mas para os pessimistas parece que o Palmeiras é aquele de 2006 que só não foi rebaixado devido a ruindade da Ponte Preta, o de 2014 que só não foi rebaixado graças ao Santos, o Palmeiras de 2004 treinado por Estevam Soares, ou de 2005 por Bonamigo, ou aquele Palmeiras do início de 2007 que tinha como camisa 10 o cracaço Rosembrick.
    Chega de pessimismo. Perdeu o primeiro jogo na Argentina e os profetas do desespero achavam que ia perder pro Flamengo, teve até especialistas em catástrofe dizendo que seria goleado e no final só não saiu com a vitória por causa do amarelão do Antônio Carlos. Agora os gerenciadores de risco propalam que o título está em xeque. Haja saco pra aguentar tanto negativismo. O Palmeiras não merece isso. Não tem torcida mais pessimista que a do Palmeiras. Não tem. Imagine só se o Palmeiras tivesse no lugar do curica, devendo estádio, devendo marmita, devendo bicho, devendo faculdade, devendo cueca, perdendo jogador a rodo sem dinheiro pra reposição. Imagine isso, teria gente cortando os pulsos.
    O Palmeiras não precisa de urubus pessimistas.

     
  • Às 3 de novembro de 2018 14:33 , Blogger Alfredo Sampaio disse...

    Esse foi o melhor comentario q eu ja vi aqui nesse blog. Muita lucidez!
    Assino embaixo...
    Entretanto, o grande X da questao eh q o torcedor eh extremamente passional. A razao nao eh senso comum quando falamos sobre nosso time de coração...
    Na verdade, todo e qualquer torcedor tem razao quando fala sobre seu time... Justamente pq fala com o coraçao...
    AVANTI PALESTRA!!!

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial