Observatório Alviverde

10/09/2011

CUIDADO COM O INTER!

 

O jogo contra o Inter, apesar de ser em São Paulo, nos coloca diante de um adversário fortíssimo, em relação ao qual, tradicionalmente, temos retrospecto negativo.

Na história dos confrontos o Inter leva a melhor e, certamente, isto será divulgado, à exaustão, na transmissão do jogo, amanhã, na TV.

Como digo sempre, trata-se de números frios, que para nada servem, senão para refletir a rivalidade do tradicionalíssimo clássico inter-regional.

Segundo o site Palmeiras Todo Dia, a totalização dos números em relação aos confrontos, é esta:

Adversário: Internacional 
Jogos: 73
Vitórias do Palmeiras: 24
Vitórias do Internacional: 30
Empates: 19
Gols do Palmeiras: 79
Gols do Internacional: 96

Não tenho a numerologia do jogo, considerando-se, apenas, o campeonato Brasileiro, mas, sob esse aspecto, em particular, cresce a vantagem do Colorado sobre o Verdão.

Para aqueles que apreciam esses números, especialmente os narradores do PFC e Sportv, especialistas nisso, eu devo afiançar que de uns tempos a esta parte, o Palmeiras tem reagido na confrontação com os gaúchos.

Há até um pequeno tabu estabelecido nos últimos quatro jogos, favorecendo o Palmeiras. O Inter não nos vence desde 2009.

Se o Palmeiras vencer, hoje, a diferença cai para, apenas, cinco jogos, o que, por sí só,  representará um empate técnico.

Interessante é que nunca, jamais, em tempo algum,ouvi de qualquer narrador afeito a essas filigranas desnecessárias que o Palmeiras é, simplesmente, o melhor entre todos os clubes quando se trata de medir rivalidades.

Ao que me consta, o Palmeiras só tem números negativos contra Inter, cinco jogos,  e, também, contra os bambis, seis jogos, o que caracteriza empate técnicos.

Tirante esses dois clubes não está em desvantagem e nem deve nada a nenhum outro grande o futebol brasileiro.

Essa dissertação só serve para uma coisa: provar o quanto o Inter tem sido um adversário difícil na vida do Palmeiras, quer seja em nossa casa ou fora dela.

A exemplo do que ocorria contra os bambis, vínhamos carregando uma espécie de peso quando enfrentávamos o Colorado. Nada dava certo dentro de campo, e perdíamos ou empatavamos jogos, praticamente, ganhos. Mas, ultimamente, tudo tem melhorado.

Apesar da colocação mediana no Brasileiro, o Inter tem um timaço que começa a entrosar e que vai dar trabalho a todo mundo neste segundo turno.

Tem uma defesa sólida, um meio campo consistente e um ataque realizador, com jogadores de boa expressão técnica, entre os quais Damião, o centro-avante a Seleção Brasileira.

O Palmeiras continua vivendo uma fase de afirmação e sabe, nesse aspecto, da importância do jogo de hoje.

Não caíram bem algumas declarações de Felipão, entre as quais a que, em mais de 20 anos como técnico, é a primeira vez que ele não consegue acertar um time.

Foram declarações burras, um verdadeiro tiro no pé, na medida em que minam o que resta, ainda, da moral de um time que, mesmo que quando joga bem, não tem conseguido vencer, só empatar.

Os jogadores do Palmeiras precisam resgatar a auto-estima. Os afagos e não os reproches que Felipão passa ao grupo, só eles, podem passar ao grupo a força necessária para seguir bem no Brasileiro e ainda almejar alguma coisa positiva.

Desta vez o Palmeiras não terá Kléber. Eu diria, melhor para o time, não fosse o fato de não termos uma reposição à altura. Vinicius ou Ricardo Bueno são as alternativas apresentadas.

Vinicius é um garoto que, ao menos pelo que mostrou até agora, isto é, quase nada, ainda tem muito o que aprender. Se escalado vai estourar? Acho pouco provável! Tomara que eu esteja enganado!

E Ricardo Bueno? É mais experiente do que Vinicius mas nota-se, claramente, que é um jogador fora de seu melhor ritmo de jogo, cujo desempenho nos últimos jogos foi pífio.

Qual seria então a nossa melhor alternativa? È difícil dizer, só nos resta torcer para que quem for escalado de conta do recado.

Do meio-campo para trás, o time será, praticamente o mesmo do jogo contra o Atlético PR, com Thiago Heleno retornando a titularidade.

Há outra dúvida entre Marcio Araújo e Chico, A tendência é Chico continuar no time, pois, embora, tecnicamente, inferior a Araújo, é canhoto, é mais forte, é mais alto e ajuda bastante a defesa, (e o ataque, também) nas jogadas aéreas.

EM SEU ENTENDIMENTO QUAL O TIME QUE SCOLARI PÕE EM CAMPO CONTRA O INTER?

QUAIS VOCE ENTENDE QUE SERIAM AS NOSSAS MELHORES ALTERNATIVAS PARA A ESCALAÇÃO DA EQUIPE?

SOMOS OS FAVORITOS DIANTE DO INTER, ESSE PERIGOSÍSSIMO E FATÍDICO ADVERSÁRIO?

COMENTE COMENTE COMENTE

5 Comentários:

  • Às 10 de setembro de 2011 13:29 , Anonymous Benê disse...

    já foi mais dificil ganhar do Inter do que ta sendo agora. O Parmera vai ganhar deles com certeza. Filipão sempre deu sorte contra eles quando treinava o Gremio desta vez não vai ser diferente. É um jogo de 6 ponto e o Parmera vai carca neles de 3 x 1. Valeeu.

     
  • Às 10 de setembro de 2011 13:35 , Anonymous Benê disse...

    Eu ia esquecendo. o meu time pro Parmera começa o jogo com o inter é este aqui.
    Marcos Cicinho TiagoHeleno Henrique e Gérley. Marcio Araujo Chico Patrik e Luan. Fernandão e Ricardo Bueno. Tambem valeeu.

     
  • Às 10 de setembro de 2011 20:15 , Anonymous Edson disse...

    Retirad10/09/2011 às 12h55 - Enviado por: Carioca
    Alguns números pra pensar
    Luxemburgo é o maior vencedor de Brasileiros, 5 no total. Muricy é o atual campeão Paulista, Brasileiro e da Libertadores, e foi campeão em TODOS os clubes q passou, até S. Caetano (exceção feita ao Palmeiras). Felipão, além de campeão mundial, é o treinador mais vitorioso do futebol brasileiro. Pois bem, para parte da diretoria (e da torcida) eles são: LUXEMBURRO, BURRICY PASPALHO e RETRANQUEIRO ULTRAPASSADO. Para fechar o ciclo só nos falta contratar o Guardiola e o Mourinho para serem chamados de GUARBOIOLA e BURRINHO. Eqto isso, nossa diretoria, dominada pelas mesmas famílias há décadas (Palaias, Tirones, Del Neros, Raiolas etc.) conquistou nos últimos 26 anos de gestão (estou excluindo os 8 anos em q nosso futebol foi administrado pela Parmalat) APENAS 1 TÍTULO. Isso mesmo! De 1977 até o meio de 1992 e do meio de 2000 até agora, o Palmeiras conquistou UM PAULISTA! Aonde será q está o nosso verdadeiro problema? O Felipão deveria ser o Ferguson do Palmeiras!

    o do PTD
    boa reflexão.

     
  • Às 10 de setembro de 2011 20:17 , Anonymous Edson disse...

    Em tempo:

    Acima, retirado do PTD

     
  • Às 11 de setembro de 2011 01:17 , Anonymous WALTER PORCÃO disse...

    O Parmera vai jogar assim:
    Marcos, Cicinho, Thiago Heleno, Henrique e Gabriel Silva. Chico, Marcio Araujo, Marcos Assunção, Patrik e Luan. Fernandão. Vai ser de novo outra retranca. Se a gente perder o jogo sem arriscar ganhar eu vou xingar muito o Felipão. O problema é que não tem ninguem de banco pra entrar em campo e dar conta do recado. A gente tá a pé de reservas.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial