Observatório Alviverde

04/04/2015

O MAIOR PROBLEMA DO TIME DO PALMEIRAS NÃO É, TANTO, A FALTA DE ENTROSAMENTO, MAS A IMATURIDADE!


 Image result for imaturidade
 Assim está caminhando o time do Palmeiras!

Muito mais do que o imprescindível entrosamento, esse novo Palmeiras, de Oswaldo Oliveira, é carente de m-a-t-u-r-i-d-a-d-e! 

Da massa heterogênea e disforme das vinte contratações de Mattos e os jogadores remanescentes do elenco de 2014, O.O. conseguiu filtrar e extrair uns quinze e montar um bom time, mas, limitado, cheio de vulnerabilidades.

Ao menos por enquanto, o Palmeiras de Oswaldo está longe de poder ser definido em termos de genialidade ou excepcionalidade, e não passa, objetivamente, de um time trivial, pouco acima de comum. 

É pouco, muito pouco mesmo, convenhamos, para um clube do gigantismo, da grandeza, da responsabilidade e da ambição da SE Palmeiras.
 --------------------

Quem desconhece que um time excepcional só se consegue montar com o respaldo de craques ou, vá lá, de jogadores acima da média?

Numa análise fria e objetiva do atual elenco, o Palmeiras só tem dois craques: Prass e Valdívia. 

Tem, também, três candidatos a craque: João Pedro, Gabriel Jesus e Robinho.

Acima da média tem Arouca, Gabriel, Dudu, Aranha, Cleiton Xavier e o recém chegado lateral esquerdo Egídio. 

Entre as promessas tem Nathan, João Vitor e até o jovem e promissor argentino Allione, a ser operado do joelho em poucos dias.

Tirante os citados, os demais são "japoneses", isto é, apenas bons  jogadores, nivelados entre sí,  e alternando atributos de vantagens e desvantagens.

Ressalve-se, também, algumas incógnitas de atletas ainda não aproveitados e que nem se sabe se serão. Exemplifico:

Falam maravilhas de Leandro Pereira, Rider e Kelvin, mas como analisá-los se não os vemos em ação, senão em treinos?
 --------------------

Por tudo o que foi mencionado, o Palmeiras, se quiser voltar a ser grande, (hoje, agora, já, neste exato momento, como num passe de mágica) tem de renovar, imediatamente, com o craque Valdívia e colocá-lo em campo.

Apesar da ausência completa de ritmo de jogo (Viram como eu estava certo quando afirmei que ele precisaria disso para conseguir jogar bem as finais?) o chileno protagonizou lances geniais que ratificaram a sua condição de craque e de jogador imprescindível ao Palmeiras grande que tanto almejamos. 

Em um deles, driblou, no atacado, cinco jogadores do Mogi, passando, literalmente, pelo meio deles, em lance a um só tempo hilário e fenomenal.

Em outro promoveu uma enfiada de bola à distância, (quilométrica e fora-de-série) a Dudu, com a precisão de um cronometro ou de um computador, com exata e perfeita noção de tempo, espaço e distância. Foi uma obra de arte! Merecia um quadro!

Do ponto de vista plástico, esse lançamento foi muito mais vistoso do que qualquer dos quatro belíssimos gols que definiram a vitória do Verdão sobre o Mogi por 3 x 1. Para quem esteve no Allianz,valeu o preço do ingresso!

Foi um toque tão preciso e tão medido que, por alguns instantes eu tive a impressão de ter me transportado e voltado ao Parque Antártica, nos anos 50(s).

Parecia que eu assistia a um lançamento quilométrico de Jair da Rosa Pinto,   o maior articulador-lançador da história do futebol brasileiro, em direção ao grande artilheiro Humberto Tozzi! Foi deslumbrante, empolgante, maravilhoso, sensacional! Foi, enfim, comovente e inenarrável!

A diferença é que, em minha visão, Humberto fez o gol. Dudu, não! Dou-lhe, entretanto, o devido desconto porque, além dele não imaginar que a bola fosse chegar ao destino colimado, ele já houvera balançado a rede do Mogi duas vezes! 

De qualquer forma Dudu -que é novo-  deve ter aprendido que quando se atua ao lado de um gênio, tem de se acreditar em tudo o que ele crie, ainda que contrariando os inexpressivos ditames da lógica dos normais.

Se, também, fizessem uso de placas para imortalizar os melhores lançamentos, a enfiada -enciclopédica- de Valdívia para Dudu, deveria ser afixada ao lado da placa que homenageou o fantástico gol de Robinho contra os bambis.
 --------------------

O time de Oswaldo, apesar da vitória fácil e inconteste ontem contra o Mogi, apresentou, algumas vulnerabilidades psicológicas perigosas que me levam, fatalmente, a concluir que o time é imaturo e que precisa de tratamento. 

Raciocine comigo:

Um time que emplaca três gols de diferença sobre outro mais fraco e continua ansioso em campo, só pode ser ou estar instável emocionalmente.

Um time que constrói vantagem precoce e tão significativa no placar, e que "não tira, nunca, o pé do acelerador", envolvendo-se, infantilmente, em disputas duras e troca de pontapés com os adversários, vivencia, quem não percebe, uma situação flagrante de trauma, com desconfiança no próprio taco.

Um time que estabelece 3 x 0, mas que não se impõe ao adversário através do insubstituível recurso técnico da valorização da posse de bola, corre severos riscos de tomar gols inesperados, de complicar-se, desnecessariamente e até de empatar ou perder jogos considerados ganhos. 

Isso se traduz como sentimento de inferioridade em relação a um adversário inferior, ou, permitam-me a figura, como "complexo de Ibis"!

Lembram-se da histórica virada (4 x 3), contra o Vasco, em pleno Parque Antártica, quando o Palmeiras permitiu a reação do time de Romário, Euler e Juninho, após ter estabelecido 3 x 0? É por aí!
--------------------

Vou mais longe.

Com quatro jogadores (Fernando Prass, Arouca, Vitor Hugo e Dudu, necessitando livrar-se do jugo dos cartões) o Palmeiras teve dificuldades na condução e, principalmente, no trato desse assunto, tão banal. 

Como pode ocorrer semelhante situação em um clube da magnitude do Palmeiras e em um grupo de jogadores que, pressupõe-se, vividos, experientes, rodados e tão valorizados? 

É ingenuidade, falta de malícia, inocência e "cabacismo" demais para o meu gosto e entendimento!
-------------------

Esta, por favor, levem, para o Oswaldo!

Lembram-se de uma falta para o Mogi, aos 27 do primeiro tempo, que, cobrada de forma rápida, quase redundou em gol?

Foi cobrada, aliás, quando os jogadores do Palmeiras, tolhidos, imóveis e distraídos, estavam parados em campo e se preparavam para formar a barreira!  

Sabem, por acaso, os jogadores do Palmeiras, ou foram informados de que se as faltas forem cobradas incontinente, rapidamente, que os árbitros não paralizam o jogo, haja vista que a barreira, antes de ser um recurso da defesa é um direito do time que bate a falta? 

O Palmeiras sofreu vários gols dos bambis, nos tempos em que Cilinho os dirigia, em cobranças relâmpago de na intermediária ou nas imediações da nossa grande área. 

Por acaso lembro-me de uma, batida por Lê, (atacante que foi da Inter de Limeira), nessas circunstâncias cujo lance redundou em gol.

Os jogadores do Palmeiras após o cometimento das faltas, ficavam esperando as ordens do árbitro para a montagem da barreira, mas as faltas eram cobradas velozmente, imediatamente e de forma antecipativa, imediatamente após as marcações (a regra prevê isso)

Ontem aconteceu de novo e quase saiu o gol! 

Oswaldo precisa alertar a rapaziada e, de quebra, quem sabe, ele próprio fazer uso do recurso que, muitas vezes, pode encaminhar a feitura de um gol.
 --------------------

Com tudo e apesar de tudo, o Palmeiras poderia ter estabelecido uma goleada homérica, ontem, sobre o Mogi, mas não rolou porque o Palmeiras, time condicionado e vocacionado, por índole, a contra-atacar, não contra-atacou.

Na verdade, parece que não está no DNA palmeirense marcar muitos gols e estabelecer grandes goleadas

O time, curiosamente, é o único entre os grandes que se acomoda após estabelecer qualquer vantagem de dois ou três gols sobre qualquer adversário.

Outro fator que explica porque a goleada não sobreveio foi o fato de o árbitro deixar de assinalar três pênaltis para o Verdão. 

Em dois lances ocorreram toques na área dos jogadores do Mogi, sendo um voluntário e o outro, involuntário. 

Um, de mão na bola, em meu entendimento, existiu e outro, de bola na mão, não. 

Mas, por que, (se quando a bola bate na mão de jogadores do Palmeiras a juizada marca pênalti, como aconteceu, ano passado, naquele lance do Renato, contra o Flamengo) eu, agora, vou dizer que não houve o pênalti?

Uso, então, do mesmo critério e reivindico também esse pênalti para o Palmeiras, que o fraquíssimo soprador de apitos não marcou.

Para que não se perca a conta, o primeiro pênalti, aconteceu sobre Cristaldo, agarrado por trás, na área, aos 35 do primeiro tempo. 

Foi um escândalo esse pênalti, ignorado, completamente, por um árbitro tecnicamente muito aquém da importância do jogo!

Fossem os três pênaltis para os bambis, sereias ou para a gambazada, principalmente para os gambás e os três, sou convicto, teriam sido assinalados!

--------------------

Apesar dos pênaltis não marcados e da péssima arbitragem, o Palmeiras, mesmo tão prejudicado, vai, como, de hábito, conter-se nas reclamações e recolher-se ao conveniente e costumeiro silêncio beneditino.

É por isso que a juizada extrapola, abusa e prejudica tanto o Palmeiras, clube que se acostumou a baixar a cabeça, a conformar-se com os prejuízos, a absorver os erros de arbitragem e, enfim, tomar no sedém com a maior dignidade!

É preciso reagir e colocar um ponto final nessa imoralidade!

COMENTE COMENTE COMENTE

NA TV

Foi, apenas, nota quatro a transmissão de Milton Leite, cuja competência não discuto, mas comportamento profissional na transmissão, sim.

Até que, no quesito colocação de voz, alvo de críticas anteriores, apresentou melhoras e, desta vez, não engoliu a voz, como de costume. 

Interessante que, (vou repetir mesmo sabendo que é inútil), o cara tem voz privilegiada mas cultiva escondê-la!

Outra vez, ontem, Leite enveredou desenfreadamente pela seara do comentarista que, inteiramente submisso ao comandante da jornada, limitou-se, talvez por educação, companheirismo, amizade ou "esprit de corps" a repetir ou, simplesmente, ampliar-lhe as opiniões.

Se o cara gosta tanto assim de comentar, porque, raios, ele não vira comentarista? 

Por que estraga a transmissão impedindo o telespectador de saber quem está com a bola ou quem realizou esta ou aquela jogada?

No jogo anterior até gol ele perdeu . Imaginei que isso o fizesse refletir e mudar de atitude ao narrar, mas não ocorreu. 

Alguns comentários que ele faz, reconheço, são compatíveis e, até, necessários, desde que curtos, objetivos e encaixados nos intervalos dos lances. 

Aliás, por que Leite não pede a Noriega que lhe empreste uma fita do velho Luiz, paradigma da narração televisiva, na TV Cultura, a fim de que ele aprenda o roteiro de uma transmissão esportiva ao gosto do telespectador?

Do alto de sua vaidade de "magister dixit", Leite não se importava em deixar de identificar quem estava com a bola, para abordar assuntos triviais referentes ao descenso dos clubes,

Ele parecia, completamente, sem a menor noção de que a torcida do Palmeiras, que massivamente o acompanhava (o jogo não era em Tv aberta, ou semiaberta, mas em ppv), não estava nem aí para o que ele dizia, pois o assunto não interessava.

O auge de sua atuação mambembe de "comentarista", ocorreu  quando ele falava sobre os desdobramentos da tabela em relação aos mandos das equipes na fase  crucial da competição. 

Esses comentários seriam pertinentes, desde que pronunciados com objetividade e moderação, não com o entusiasmo que o levou a discorrer entre três e quatro minutos sobre o desimportante tema em várias oportunidades.
 
Só que ele, por absoluto desconhecimento do noticiário, deixou de registrar a declaração do presidente da FPF, segundo a qual a Federação pensa em desdobrar as datas das finais, a fim de que os grandes possam jogar em suas respectivas arenas nem que os jogos ocorram em segundas-feiras.

Quanto a Noriega, ainda que eu perceba que ele goste de trabalhar com ML, ele rende, sempre, muito mais, quando trabalha com narradores que narram e não os que comentam o tempo todo e o colocam na condição de simples número ou de peça secundária nas transmissões.

Querem saber da pior? 

Milton Leite, de novo, segundo ele próprio anunciou, vai transmitir o  Palmeiras x Ituano, no meio da semana em Itu.

Os produtores globais, outra vez se vingam, terrivelmente, da torcida do Palmeiras!

Seremos castigados, novamente, nas finais?

Temo que sim! (AD)

29 Comentários:

  • Às 4 de abril de 2015 22:40 , Anonymous Nei Verde disse...

    Boa vitoria, mas o palmeiras não aprende mesmo golear, outro jogo que poderia ser uma sacolada...!

    Excelente atuação de DUDU, ROBINHO e AROUCA..

    VITOR HUGO, tem que dar um tempo para esse rapaz, todo jogo uma bosteada, a dupla de zaga tem que ser essa que terminou o jogo hoje...

    Fico pensando, já imaginaram se O Sr. NOBRE tivesse mantido HENRIQUE E A. KARDEC, mais esse elenco que temos agora..??????????

    EL MAGO, sem comentários, a expulsão do V. HUGO prejudicou sua entrada, queria ver ele ROBINHO e DUDU juntos, mas valeu espero que o Sr. NOBRE tenha ouvido 30 mil gritando o nome dele...
    Esse elenco na mão do PROFEXO .., Hum..!!!!!!!!!!

     
  • Às 4 de abril de 2015 23:43 , Anonymous Marco disse...

    Arbitragem péssima e mal intencionada.
    O resultado não pode camuflar um problema grave que o Palmeiras vai enfrentar nas fases decisivas.
    Sob o comando desse Coronel torcedor do jardim Leonor, enfrentaremos times com doze, treze, catorze jogadores.
    Escrevo antes das fases decisivas, prestem atenção!

     
  • Às 5 de abril de 2015 00:47 , Anonymous VERDE INSUPERAVEL disse...

    Valdívia mostrou um pouco de Valdívia. Até que foi bem. Jogador habilidoso e objetivo. Um craque. Sempre o considerei. Terminou o jogo. Aí começa a parte 2 ! Valdívia de sempre. Estrela. Arrogante. Cínico. Inteligente. Irônico. Lenha na fogueira....Palmeiras, como há tempos não se via, atravessa um momento inédito de paz! Paz e Progresso ! Será que o Verde Sagrado merece receber essa turbulência de um jogador? Será que alguma pessoa na face da terra tem estatura para colocar o Palmeiras no laço? Em meio a risos dos repórteres? Respondam, Palmeirenses! Eu, que sempre considerei Valdívia, cansei, e já dei a minha resposta: Nada e ninguém acima da SEP! Nem Ademir, Leão, Oberdan, Marcos ou Chevrolet. Muito menos Valdívia. Respeito ao nosso clube, acima de TUDO.

     
  • Às 5 de abril de 2015 10:24 , Anonymous victor tredenski disse...

    GOSTEI MUITO DO JACKSON

    É RESERVA, MAS QUANDO ENTRA CUMPRE MUITO BEM SUA FUNÇÃO

    TA NA HORA DE UMA CHANCEZINHA NO TIME TITULAR

     
  • Às 5 de abril de 2015 10:31 , Anonymous Marcelo Palestra disse...

    Perfeito Alcides!!

    Infelizmente a ingenuidade dos times do Palmeiras nos ultímos anos, é visível, somente atenuada sob o comando de um ou outro técnico, mais malandro e boleiro( Luxa e Felipão).

    Quanto ao fato de tirarmos o pé em jogos onde poderíamos encher os adversário de gols, já não me causa surpresa. Nunca aproveitamos!! Ficamos tocando a bola de lado, displicente e sem foco. Contra os bambis, poderíamos ter aproveitado a situação e enfiado no mínimo 06 gols nos malditos!

    Quanto a Valdívia, é indiscutível sua condição de gênio. Porém, suas declarações polêmicas são desnecessárias. Concordo plenamente com algumas que ele faz( e até entendo nas entrelinhas que o que ele quer dizer, são críticas a passividade e falta de colhões destas seguidas e inertes diretorias do palmeiras que não protegem seus jogadores de adversários mal intencionados,arbitragens, não lutam nos bastidores, não trabalham junto a mídia, ou seja, largam seus principais jogadores aos leões).

    Isto, nós palmeirenses estamos cansados de saber. E parece que nada muda!! Continuamos a sermos vilipendiados anos após ano!

    Porém, o Mago tem que fazer a parte dele. Brigue internamente, acuse internamente, pressione os sem colhões a tomarem medidas para que ele seja protegido da violência dos adversários que visam eliminá-lo das partidas, justamente devido a sua genialidade.

    Na mídia, safada e vendida, Valdivia é um chinelinho, cai cai, e canela de vidro, e até agora não vimos sequer um trabalho dos bunda moles e sem colhões que pululam em nossas diretorias( inclusive o tal presidente) para desmentir isso, e fazer entender que, o mago é violentamente caçado em campo, e muitas de suas contusões são reflexos desta violência.

    Mas não, as "diretorias" preferem criar polêmica, jogar o chileno as feras, e depois acusar o jogador quando este desiste e vai respirar outros ares.( Quando ele afirma que, como posso aceitar este, veja bem, este contrato de produtividade que me apresentaram, se podem me quebrar o nariz no próximo jogo?)

    Ele está afirmando nesta declaração, aquilo que todos sabem, que os adversários entram literalmente para arrebentar. Somente os sem colhões não fazem questão de saber, ou não querem!

    Porém, Valdivia não pode se colocar acima do clube. Brigar com os sem colhões pela imprensa é tudo que os vagabundos da mídia querem. Tumulto para desestabilizar o elenco.

    Compreendo a sua indignação, mas a sua melhor resposta é entrar em campo, arrebentar nos jogos, mostrando toda a sua genialidade para que os almofadinhas sem colhões que dirigem o Palmeiras possam perceber o quanto ele é gênio e imprecindível ao time.

     
  • Às 5 de abril de 2015 10:44 , Anonymous Anônimo disse...

    Por favor, peço aos amigos do blog que me mostrem onde e qual parte da declaração do camisa 10 em que ele se coloca à frente do Palmeiras.

    Em que parte da entrevista ele disse algum absurdo, alguma mentira ou demonstrou algum desrespeito ao nosso amado Palmeiras?

    Não consegui ver isso em nenhuma frase.

    Pelo contrário, adorei o deboche dele sobre o reporter do SporTV, adorei a cutucada no Tirone, adorei o elogio à qualidade do elenco e seu entendimento de que não será tão fácil garantir um lugar.

    Quanto a questão do contrato de produtividade, ví um profissional que ao ser questionado sobre sua opinião em relação a este tipo de acordo, respondeu claramente e expôs seu entendimento e o que isso já teria resultado no ambiente que ele vive, o Palmeiras.

    Qual o problema disso?

    UOL, Birnes, Ceretos estão reclamando...

    E eu pergunto, isso importa?

    Dinho Maniasi

     
  • Às 5 de abril de 2015 11:27 , Anonymous SÓCIO TORCEDOR disse...

    Mago não dá audiência em programa esportivo, não dá grana a torcida organizada, não tem rabo preso com quem que seja, fala o que pensa, tudo isto é tratado pela mídia como incômodo, eles não aceitam, querem que o verdão não seja protagonista, são pilantras e safados.
    Avanti Palestra!!! Avanti Valdívia.

     
  • Às 5 de abril de 2015 11:49 , Anonymous VERDE INSUPERAVEL disse...

    Senhor Maniasi: Falou em sacanagem por parte da Diretoria. Fez chacota de um Presidente, a maior autoridade do Clube. Assuntos que não dizem respeito a um jogador e, mesmo que dissessem, assuntos INTERNOS. Se isso não for afrontar o Clube, o que mais será preciso???? Respeito e canja de galinha não fazem mal a ninguém.

     
  • Às 5 de abril de 2015 11:54 , Anonymous VALDIVETE SEMPRE!! disse...

    Mago deve tão somente jogar bola que é oque sabe fazer como ninguém, as entrevistas deve-se omitir.

     
  • Às 5 de abril de 2015 12:13 , Anonymous Marco disse...

    Caros participantes,

    Tivemos alguns comentários nos últimos dias afirmando que Valdívia era o tema principal do blog. Aparentemente, tudo indicava que sim. Tivemos até brincadeiras sobre isso.

    Entretanto, se todos nós pararmos para analisar com um pouco mais de atenção, perceberemos que nome Valdívia foi apenas o personagem do verdadeiro tema abordado aqui. O assunto, o problema principal não foi a situação de um jogador, por mais polêmico que ele seja. O tema principal foi:

    INGERÊNCIA NA VIDA DO PALMEIRAS – TENTATIVA DE SABOTAGEM DE UM TRABALHO QUE MOSTRA POTENCIAL DE DAR CERTO.

    Sobre isso, destaco positivamente os comentários do Dinho e do “sócio torcedor”
    Estamos vigiando uma formiga e deixando passar um elefante.

    Estou muito mais preocupado para esse ano com a passividade e falta de malícia do Palmeiras fora e dentro de campo. Estou preocupado, pelo que vi ontem, com a postura da arbitragem, problema que nunca mereceu a devida atenção do meio palmeirense e da sua direção.

    Iremos jogar as finais contra times “malandros” no futebol, sendo muito amadores. Nossos jogadores são quebrados em campo e o clube não sabe se proteger. Caso não queiram admitir isso para o Valdívia por questão de antipatia pessoal, lembrem-se de que o Garoto Gabriel Jesus já foi alvo desse tipo de comportamento na primeira jogada que fez em campo como profissional.

    Para nós, querem vender a imagem de que a saída de um jogador (por coincidência o melhor do time) representará a resolução de todos os nossos problemas. Acreditamos nisso e ajudamos quem quer nos ver pelas costas. Caso o jogador saia e a campanha explicita da imprensa tenha sucesso, no minuto seguinte se inicia outra para anular algum outro ponto favorável. Pior, caso o jogador saia, o discurso se inverterá, e a saída tão “desejada” será usada como um erro do Palmeiras que deixou escapar um jogador diferenciado. Usarão isso para conturbar o ambiente e tentar criar um clima semelhante à saída do Kardec.

    O Palmeiras está mostrando que pode voltar a incomodar. Criou um programa de sócio torcedor que dá inveja a todos e o principal, montou uma base financeira para lhe dar grande sustentação, enquanto os outros clubes estão com o pires na mão, torcendo para que o governo lhes dê a renegociação de suas dívidas e esperando que a protetora platinada continue com sua política de favorecimento de cotas de TV.

    É hora do torcedor palmeirense e do clube acordarem! As estratégias da imprensa suja são velhas, usadas todos os anos e ainda conseguem causar estragos para todos nós!

    Quanto ao OAV, tenham a certeza de que pela sua repercussão (pois chega ao clube e a imprensa) o blog incomodou. O OAV prestou um desserviço a quem tinha por objetivo atrapalhar o Palmeiras.

    Aqui, o debate foi intenso e muitos fatos e situações que não poderiam ser lembrados e ressaltados, foram!

     
  • Às 5 de abril de 2015 12:21 , Anonymous Marco disse...

    Valdívia perto de César Maluco e Edmundo é café com leite.
    Hoje, com essa mentalidade e com esse clima em cima de um jogador do Palmeiras, nenhum dos dois jogaria aqui.

    Procurem notar se em algum outro time grande do Brasil existe tratamento semelhante para jogador do nível dele.

    Repito, o tema principal não é o jogador.

     
  • Às 5 de abril de 2015 12:50 , Anonymous Anônimo disse...



    http://globoesporte.globo.com/futebol/times/palmeiras/noticia/2015/04/oswaldo-critica-chacotas-e-ataca-minoria-que-nao-leva-futebol-serio.html

     
  • Às 5 de abril de 2015 14:11 , Anonymous Anônimo disse...

    Sr. Verde Insuperável, feliz Pácoa!

    Continuo não entendendo essa questão.

    Quer dizer que vc gostou do Tirone?

    Não vou discutir política aquí, muito menos numa data sagrada para os cristãos.

    Mas se vc é contra ou a favor da presidenta, vc não pode falar?

    Não pode se posicionar?

    Isso tem nome, isso chama-se ditadura!

    O "pofexô" usou um esparadrapo na boca pra mostrar que não concorda com isso.

    Temos mais ou menos a mesma idade, passamos mais ou menos pelos mesmos momentos do país e do Palmeiras.

    Como disse o Marco, Cesar diria muito pior se jogasse e Tirone fosse passear na praia, no Starbuck no RJ depois de nossa queda pra série B.

    Isso é sacanagem sim!

    Isso é Importante!

    Como foi dito acima, imaginem esse time com o Henrique, e eu acrescento,ou o Danilo com nossa camiseta.

    Uma pergunta pra se pensar...

    Quantos gols Guerreiro, Fred, Kardec e até o Edmilson do RedBull teriam feito na partida de ontem?

    Quanto teria sido o jogo se o "juiz" tivesse marcado o penalti?

    Em que posição estaríamos se os "juizes" tivessem validado o gol do nosso 9 contra o time da baixada e marcado a falta do "bitoka" no lance do gol do rival?

    É isso que o Marco martela, martela e ninguém presta atenção.

    De resto, que o significado real do dia de hoje esteja muito acima no coração de todos do que os ovos de chocolate!!!

    Feliz Páscoa a todos!

    Dinho Maniasi

     
  • Às 5 de abril de 2015 14:12 , Anonymous Anônimo disse...

    Eu fiquei fulo da vida com aquele lance que driblaram o goleiro e fizeram de tudo pra não marcar.

    Acho que aí é responsabilidade do OO. Explico. O time dá um calor e consegue 2, 3 a 0. Aí joga todo aberto, como se estivesse perdendo. Se cansa, se machuca por nada e ao invés de golear, todo esse desespero resulta num jogar displicente, beirando ao menosprezo.

    Quero enfatizar que só desejo a lapidação dessa equipe, seja na tática, na atitude, na experiência. Gosto da proposta ofensiva, e até das jogadas de efeito. Precisa dosar melhor, bola na rede é insuperável.

     
  • Às 5 de abril de 2015 15:11 , Anonymous VERDE INSUPERAVEL disse...

    Mago jogando bola é um poeta, um Bilac.

     
  • Às 5 de abril de 2015 15:20 , Anonymous VERDE INSUPERAVEL disse...

    Prezado senhor Maniasi: Honrosamente responderei às suas reflexões mais tarde. Agora, os ovos me dominaram, em um ataque precedido por Bacalhaus e Vinhos. Afinal, é Páscoa!!!

     
  • Às 5 de abril de 2015 15:52 , Anonymous TÃO SOMENTE TORCEDOR disse...

    "Amigo palmeirense", será que a fonte que obteve a informação da renovação do Mago, está furada como postou aqui na sexta-feira? Quero crer que não, tendo em vista que o seria anunciado no jogo de sábado ou na quarta em coletiva, assim sendo, ainda quero crer que aconteça. Abs. Como notícias do Mago é acompanhado de mistérios, seria esta mais uma???


     
  • Às 5 de abril de 2015 18:11 , Anonymous Marco disse...

    Caros participantes,

    O atual presidente do Palmeiras, mesmo fazendo uma administração que financeiramente recuperou o Palmeiras. (ele tem todos os méritos) nunca suportou o Valdívia.
    Queria desde o primeiro momento se “livrar” do jogador. O garoto mimando, que mesmo sendo um cara que colocou o Palmeiras nos eixos financeiramente, nunca deixou de ser um garoto mimado. Por capricho pessoal não quer a renovação de contrato do melhor jogador do elenco, mas contratou o Vitorino, por indicação do Matos.
    Quando o atual presidente assumiu o Palmeiras, Valdívia tinha mais dois anos e sete meses de contrato e a possibilidade de ser vendido na próxima janela de transferência.
    Nesse período, Valdíva calou a boca de seus opositores estando em campo na maior parte dos jogos (no período Kleina) e proporcionado ao Palmeiras números significativos de desempenho.
    Nada disso serviu de lição e a falta de visão e conhecimento em futebol levaram o clube a vender o jogador para o futebol árabe.
    O fracasso da venda serviu para livrar o Palmeiras do rebaixamento, mas mesmo esse exemplo concreto não serviu para convencer os inocentes esportivos sobre a importância desse jogador, para a história do clube, História, sim, pois hoje o Palmeiras era para estar na serie B, um novo vexame que teria graves consequências.
    Isso serve para as pessoas menos experientes em futebol entenderem o motivo de certas declarações de um jogador que quer continuar no Palmeiras, como ele manifestou em redes sociais.
    Ocorre que a atual direção não tem a coragem de assumir a sua posição sobre essa renovação de contrato e também não quer assumir o risco de dispensar um jogador que é ídolo da torcida (não da minoria que tem tempo para encher o saco na internet). Valdívia faltou com o respeito com a direção do Palmeiras ou apenas revelou o que acontece nos bastidores E QUE NINGUÉM SABE?

     
  • Às 5 de abril de 2015 18:37 , Anonymous Anônimo disse...

    Valdivia botou o dedo na ferida, isso sim. Ele acha que vale mais, a diretoria quer economizar trocados pra torrar em jogadores medianos.

    De certa forma entendo ambas as partes, o clube quer economizar quando nosso melhor meia está de molho. O jogador mais identificado não quer ser prejudicado por ser caçado em campo e por ter DM discutível.

     
  • Às 5 de abril de 2015 18:41 , Anonymous VERDE INSUPERAVEL disse...

    Senhor Maniasi: Vou ser mais claro e o senhor vai entender. O presidente poderia ser Tirone, Paschoal Giuliano ou até mesmo um Tiririca, não importa !!!! O que é relevante e desabonador é um funcionário do Clube (Valdívia) fazer chacota de seu ex Patrão, e Presidente. O senhor, com o devido respeito, não foi feliz com a comparação feita em relação à Presidenta. Elegeu o paradigma errado. Óbvio que todos os brasileiros temos o direito de criticá-la, de igual forma que todos os TORCEDORES do Palmeiras tem o direito de criticar o Presidente. Mas um funcionário do Planalto não teria. Como o funcionário Valdívia não o tem. Entendeu, prezado senhor Palmeirense? Em tempo: desaprovei a medíocre administração Tirone, como desaprovo qualquer administração do PT.

     
  • Às 5 de abril de 2015 19:19 , Anonymous Edson disse...

    Fico intrigado com algumas afirmações.
    Hoje, na jovem pan, ouvi um cronista afirmar que o Valdívia entrou bem, fez um passe mágico, MAS, não pode nunca ser comparado aos grandes ídolos do Palmeiras, como Ademir da Guia, César Maluco etc...
    Eu não sei quem inventou esse infrutífero argumento, totalmente desprovido de realidade, uma vez que a torcida quer apenas a renovação, e nunca vi alguém compará-lo a esses grande craques que tivemos no passado.
    Parece que a imprensa admira o futebol do chileno, mas paralelamente nutre um ódio figadal pelo jogador, o que propicia esse tipo de manifestação.
    Talvez a imprensa se julgue no direito de escolher os ídolos e não aceite a manifestação espontânea da torcida, que gritou Valdívia em uníssono ontem no Alianz Parque.
    Se a torcida o considera um ídolo, a imprensa tem que aceitar e fim de papo.
    Se a torcida o considera ídolo, jamais falou que está em nível de Ademir da Guia ou Marcos, isso é invencionice de quem quer atacar a imagem do jogador.
    Ouvi a entrevista de ontem.
    Pergunta capciosa: Matos é confiável?
    A resposta:isso eu não sei, não sei se ele é confiável, o fato é que está demorando muito a renovação, e depois pode acontecer o que já aconteceu com o Kardec e com o Wesley.
    Não vi falta de respeito, ouvi a entrevista até aí e desliguei o rádio.
    O fato é que o jogador quer ficar, talvez contra a vontade dos dirigentes, e falando isso, prepara o terreno para não sair chamado de traidor, como foram chamados os outros dois.
    Uma coisa é certa:Matos não pode ser ídolo. Ele não joga.

     
  • Às 5 de abril de 2015 19:35 , Anonymous Anônimo disse...

    O agravante, ao menos pra imprensa, é que o Mago tem uns 7 anos de Palmeiras. Criou identificação a ponto de saber o que está falando ao criticar o Banana 1. Isso incomoda muita gente, até essa importância de sanear o custo-Valdivia.

    Pra ter um jogador como ele, em plenas condições, deve-se fazer um trabalho especial, visando momentos decisivos como agora. Se tiver que deixá-lo fora os 60% do campeonato pra ele ter condições de jogar meio tempo nos 40% restantes, não se deve ter medo de faze-lo.

     
  • Às 5 de abril de 2015 20:38 , Blogger Miguel disse...

    Achei o comentário do Alcides muito rigoroso e até um pouquinho pessimista. Não vejo o caso com esta gravidade e seriedade toda. Quem tem que esquentar a cabeça é o técnico do SPFW, que não sabe mais o que fazer para convencer aquele amontoado de craques a jogar. Não adianta ter um monte de Edmundos, o difícil é convence-los a jogar como uma equipe, vide nosso nefasto rival. Estamos no caminho para ter uma equipe formada por bons jogadores e também por operários que carregam o piano e seguram a bronca, leva tempo mas chegaremos lá.

     
  • Às 5 de abril de 2015 21:33 , Anonymous ROBINHO FOREVER disse...

    ESCREVAM EM SUAS AGENDAS/DIARIOS

    ROBINHO EM CURTO ESPAÇO DE TEMPO SERÁ ÍDOLO NO PALMEIRAS.

    TEM GENTE COM CIÚME RECLAMANDO PUBLICAMENTE QUE NÃO RENOVAM O CONTRATO.

    POIS É

    O MUNDO DA VOLTA.

    VC TEVE TODAS OPORTUNIDADES APROVEITADOR, SÓ QUE NÃO SE ESFORÇOU NEM UM POUCO.

     
  • Às 5 de abril de 2015 21:53 , Anonymous Anônimo disse...

    Sr. Verde Insuperável, que bom que tenha sorvido farta mesa de bacalhau, vinho e chocolate, isso me faz muito feliz!

    Meu falecido e querido pai me ensinou que se tivermos razão, com educação podemos falar qualquer coisa pra qualquer pessoa.

    Não ví qualquer falta de respeito ou de educação, só isso.

    Entendo sua colocação, mas não concordo.

    Abraços!

    Dinho Maniasi

     
  • Às 5 de abril de 2015 21:55 , Anonymous Edson disse...

    O problema é figadal!
    Robinho é um bom jogador, tomara vire ídolo.
    Uma jogador não exclui o outro, ou será que não podemos ter os dois?

     
  • Às 6 de abril de 2015 06:58 , Anonymous TÃO SOMENTE TORCEDOR disse...

    Quem pegaremos? Santos ou gambás?
    Acho melhor primeiro passarmos pelo bota, ontem mostrou que não é inocente não.

     
  • Às 6 de abril de 2015 09:39 , Anonymous Anônimo disse...

    Alcides,

    Creio que ainda precisamos de um zagueirão incontestável: Miranda, Henrique ou Danilo.

    Ou quem sabe este zagueiro já está lá e só precisa de oportunidades. Chama-se Nathan.

    Abraço! Hudson

     
  • Às 6 de abril de 2015 12:45 , Anonymous Elcio disse...

    Imaturidade sim, e o motivo foi que a semana toda ficaram falando que o Palmeiras precisa manter mesmo ritmo durante os 90 miutos e por vários jogos. Foi o qua aconteceu, 90 minutos alucinados tentando fazer gol.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial