Observatório Alviverde

10/10/2019

O PROBLEMA DAS LATERAIS, A SUPOSTA BRIGA DUDU-FELIPE MELO E O MAL QUE A MÍDIA CONTINUA CAUSANDO AO PALMEIRAS!!!


O PROBLEMA DAS LATERAIS

Dizem que os laterais do Palmeiras, leia-se Marcos Rocha e Diogo Barbosa, estão enterrando o time.

Mas alguém na mídia ou fora dela teria dito que Marcos Rocha está sendo obrigado a defender um latifúndio de campo pelo seu setor e tendo de cercar sozinho de dois a três adversários?

A inexistência do primeiro combate a partir do meio de campo pelo setor direito da defesa palmeirense, a partir da saída de Felipão e do declínio técnico e físico de Bruno Henrique, liquidou com o sincronismo tático do time por esse setor de campo. 

Lembrem-se, até Gustavo Gomes vinha jogando mal, devido a inexistência de marcação na intermediária. Em razão disso o time tomou e vem tomando muitos gols!

Quem teria a obrigação de cobrir Rocha seria, repito, Bruno Henrique!

Mas, cadê que ele guarneceu a posição contra o Santos ou, ao menos, esteve lá? 

Apenas Dudu presta ajuda ao setor! Mas, na verdade,  precisamos de Dudu descansado e inteiro no ataque e só eventualmente na defesa.

Como, então, culpar exclusivamente o mediano Rocha que sempre se esforça e rende além do que pode?

Quanto à deficiência dele no jogo aéreo, como exigir que um atleta de baixa estatura possa ganhar as disputas de bolas pelo alto sobre jogadores de dois metros de altura ou mais?  

O erro, em meu modo de ver,  é do treinador que teria de alterar o sistema de  marcação nos lances de bola parada e nos cruzamentos contra a área, a fim de evitar que Rocha tivesse de disputar o jogo aéreo.

Em relação a Diogo Barbosa, embora não seja um lateral perfeito, é um atleta de razoáveis recursos técnicos. 

Pelo fato de obedecer o treinador e guarnecer posição sem se aventurar ofensivamente, vem sendo rejeitado pela torcida.

Numa suposta reformulação pode ser um bom reserva!
==============================

A NEFASTA INFLUÊNCIA DA MÍDIA

Ressalvados os profissionais sérios e corretos da imprensa, a derrota do Palmeiras para o Santos encheu de satisfação e alegria a maior parte dos repórteres e comentaristas da TV, dos jornais e das mídias sociais.

As loas gratuitas e os elogios exagerados que vinham sendo dedicados ao time, partindo, até, de cronistas reconhecidamente inimigos ou anti-palmeirenses, constituíram-se em um elemento anestesiante para o grupo que acreditou na falácia midiática de que o Palmeiras tinha o melhor time, o melhor elenco do país e que era favorito a tudo.

Só otários poderiam acreditar nisso e na sinceridade dessas pessoas, porque, verdade seja dita,  o time só chegou onde chegou em razão do esquema defensivista de Felipão em que o time jogava feio, mas, o que é muito mais importante, ganhava a maioria dos jogos e disputava os primeiros lugares em todos os torneios que disputava.

Felipão, sim, foi a grande estrela e o foguete propulsor tanto do time campeão brasileiro do ano passado na melhor campanha já realizada em um Brasileiro como da larga série de vitórias deste ano até o time perder o chamado fio da meada. 

E fique claro que ele valorizou o grupo e não o contrário, haja vista a precariedade do time muito mal montado que lhe entregaram às mãos.

O Palmeiras, individualmente, foi um time normal, até de boas peças, mas nunca de excepcional qualidade como alegava a mídia, e, ao mesmo tempo, um falho em N posições, modestíssimo por sinal.


Felipão cometeu erros? Fique bem claro que sim e muitíssimos, por sinal! Ele foi muito criticado neste espaço e em outros, mas nunca ao ponto de a maioria exigir sua demissão.

Seus detratores, que o criticavam pelo futebol feio, supunham que o time pudesse render mais sem ele, acusado de ser um mono-tático e de engessar o time em retrancas.

Por isso o atacaram sem tréguas, gerando um ambiente propício para que o oportunista "Fat-Boy" o defenestrasse do  cargo e do Verdão. Verdadeiro absurdo!

Faltou personalidade à diretoria e paciência a grande parte da torcida para continuar e insistir com Felipão. 

Em meu entendimento, a contratação de Mano, pelas circunstâncias traiçoeiras da demissão de Scolari, a mim me pareceram adredemente preparadas ou aquilo a que chamamos de "cobra mandada".  Senão, vejamos!

Quem assumiu da noite para o dia, na contratação mais rápida de um técnico a que assisti no Palmeiras, para o posto de Scolari?

Foi outro profissional que -coincidentemente- houvera passado a pouco pelo Cruzeiro EC, time para o qual Mattos certamente voltará assim que deixar o Palmeiras. Quem viver, verá! 

Espero ver e o mais rapidamente possível. Fosse nesta sexta-feira, me alegraria demaaaaaais!

Em vez de investir em um ou dois jogadores pontuais, principalmente em um meia habilidoso e fundista, Mattos, o algoz de Felipão, preferiu investir muito dinheiro na dispensa de um treinador, na contratação de outro e em dois centroavantes -pasmem- em pleno processo de recuperação física, Henrique Ceifador e Luís Adriano, talvez pelo irrelevante fato de que vinham da Europa. 

Então, saiu Scolari e entrou Mano,  que foi demitido do clube brasileiro no qual o Palmeiras tem feito 90% de suas contratações nacionais, o quase rebaixado Cruzeiro Esporte Clube. 

Se mal pergunto me perdoem, mas o Cruzeiro, que ultimamente não tem jogadores sequer para montar um time forte visando o seu próprio uso, teria atletas disponíveis no banco de reservas para atender às necessidades palmeirenses?

Quantos titulares do time mineiro o Palmeiras conseguiu contratar até hoje? 

Ao que me consta, nenhum, entre as dezenas que passaram a defender o Verde na gestão de Mattos! Só a "reborréia"! Aí tem! 

Tem tudo o que não interessa e nunca interessou ao Palmeiras!

==============================
VESTIÁRIO EM GUERRA

A mídia carregou nas tintas e insinuou que havia algo podre nas entranhas do vestiário palmeirense.

Garantiu que houvera uma briga feia entre os dois líderes e melhores jogadores da equipe, Dudu e Felipe Melo! Deslavada mentira!

Mas, ainda que houvesse ocorrido, haveria necessário de tamanho destaque? 

Fossem, ambos, jogadores dos outros clubes haveria tal ênfase e tal pressa por denunciar sem checar aquilo que foi desmentido veementemente ontem à tarde pela assessoria de imprensa de Dudu?

Mas o desmentido foi divulgado com a ênfase que merecia, isto é, nas mesmas proporções da falsa notícia, ou como se chama mais modernamente, do "fake news" midiático? Mas é claro que não! 

E o Departamento de Futebol do Palmeiras, comando pelo "obeso" (pronuncia-se obéso, não obêso) por que não se manifestou com a ênfase exigida e desmentiu a informação com  veemência? 

Ou só temos diretor de futebol para comprar, vender, emprestar, doar, ou, enfim, comercializar atletas? 

Ah, antes que eu me esqueça e encerre a postagem, o Palmeiras, por acaso, anunciou que faria uma limpeza completa no elenco ao final do Campeonato? 

Teria essa diretoria amadora, sem gabarito e sem o menor conhecimento do mundo da bola sido tão estúpida, a ponto de ter  coragem de atirar contra o próprio pé? Fique claro que não!

Deu para perceber como é orquestrado esse verdadeiro trabalho de sapa contra o Palmeiras? Será que a displicência de alguns atletas em campo (fato real) não teria essa raiz?

Interessante que, além de reverberar uma informação tendenciosa e criminosa, que certamente causou um reboliço no elenco, a mídia agora se jacta e se diverte em ter levado a instabilidade e a insegurança aos atletas do Verdão. Um descalabro, uma vergonha!

A desonesta informação midiática, por todos os veículos de comunicação reverberada, parece, sim, ter desmotivado a rapaziada da reserva.

Da mesma forma pode, perfeitamente, ter causado ou causar outras consequências: em alguns o medo da dispensa e em outros e a instabilidade pela dispensa com a acomodação da maioria, dos atletas. 

Mas não era exatamente isso que a "tchurma" da mídia mais queria?

A consequência de tudo é esta:

"Por que razão os reservas e os jogadores que se sentem ameaçados irão se esforçar neste final de temporada?

Por que iriam dar tudo de si pelo time se já estão sabendo antecipadamente que estão prestes a ser dispensados?"

Muitos torcedores palmeirenses que adoram colocar o carro à frente dos bois ouvem a mídia patife, pegam corda, e em vez de contrariar os bandidos midiáticos, dão ressonância a esse tipo de informação e contribuem para a vitória e a realização daqueles a quem só importa mesmo a desgraça da SE Palmeiras. 

O mais interessante é que a diretoria amadora sequer se manifestou, nem de maneira informal a fim de desmentir essa inoportuna ilação. Isso nem é mais amadorismo, é várzea mesmo!

Para que não digam que tenho mania de perseguição em relação à mídia eu só quero que me digam qual outro clube que disputa o Brasileiro teve o anúncio de uma suposta limpeza de elenco ou dispensa em massa de jogadores?

O Fla? O Santos? O Curica? O Bambi? O Grêmio? O Inter? O Galo?  O Athlético?

Para que se encurte e conclua o assunto, nem no Cruzeiro, que muito mais do que o Palmeiras ou do que qualquer outro clube brasileiro,  pecisará de uma reforma completa de seu elenco atual, com média de idade acima dos 30 anos, a imprensa afirmou que haverá uma mudança radical. É muito clubismo, parcialismo, muito ódio e muita irresponsabilidade dessa gente!

Ou você que sempre adverte, provoca e comenta que este blog critica demais a mídia, é capaz de desmentir o óbvio a ponto de admitir que "o errado é que está certo" (royalties para meu saudoso amigo Kafunga, o maior goleiro da história do Galo Mineiro, depois homem de rádio e de televisão)?

COMENTE COMENTE COMENTE

13 Comentários:

  • Às 11 de outubro de 2019 08:42 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Concordo integralmente com o texto do Blogueiro Mayor, digno de suas melhores "penas".
    Contudo, faço apenas uma indesmentível ressalva:
    Antes da belicosidade e ingerência da Mídia nefasta, creio que, aliás, estou convicto de que nosso MAIOR PROBLEMA É IRREPROCHAVELMENTE DENTRO DE CASA, ESPECIALMENTE ESSA DIRETORIA INEPTA, COM UM PRESIDENTE ESQUENTADOR DE CADEIRA PARA UMA MILIONÁRIA, E UM DIRETOR FAMÉLICO PARA SE ARRUMAR E DEIXAR BEM SUA QUINTA GERAÇÃO.
    E TENHO DITO !

     
  • Às 11 de outubro de 2019 11:33 , Blogger ester abea disse...

    amigos queridos

    é com o coraçao pesado que tomo da pena para dizer que perdi a fé nesse time...agora sao 8 pontos, a CBF, imprensa marrom, RGT e juizada venal para enfrentar.

    E o pior é que tem bobos(as) que acham que isso nao importa, e que o que importa é prescrever Gardenal a todos, sem ser médica, para fazer (uma pseudo) graça e ignorando a SEP....muda o disco, moça. Nunca teve graça.

    uma casa dividida nao pode subsistir...isso dizia Lincoln que é idolatrado pela gringaiada yankee, sem ter feito NADA que preste...parece um certo presidente cabeça de ovo. NADA fez que preste.

     
  • Às 11 de outubro de 2019 12:29 , Anonymous Verdinha disse...

    essa ester é muito chataaaaaaaaaaaaa afffff

     
  • Às 11 de outubro de 2019 12:49 , Blogger Libertad disse...

    Alcides e amigos,

    Nossos laterais, não são la grandes perolas, mas não são de jogar fora, em seus ex clubes, se destacaram como os melhores da posição, assim com o menino Scarpa, que em minha opinião esta pagando um alto preço, quando no fluminense, fez por dois anos seguidos artilheiros dos campeonatos, com números de ser o melhor garçom.

    Analisando, cá com meus botões, passou pelo Palmeias, Osvaldo, E. Batista, Cuca (segunda passagem), R. Machado, Felipão e agora o Mano, e o Palmeiras sempre com esse problema cronico de cobertura dos laterais, transição de bola, defesa para o ataque, já foi mudado, trocado vários meias, e ninguém conseguiu fazer esse time jogar, estamos sempre com os mesmos problemas, não temos um bom primeiro combate, não temos saída de bola, nossos meias não funcionam, bola não chega articulada para os atacantes, somos os reis da bola comprida, de repente com a chegado do Mano, foi tentado fazer a mortificação, evitar esses tipos de jogadas e dar mais valor a posse de bola, foi um caus. O interessante que nesse longo percurso nossos volantes sempre foram os mesmos, F. Mello e B. Henrique, trocou-se tudo menos esses dois.

    F. Mello, Jogador forte, veril, bom passe, mas descabeçado, quantas foram as vezes que nos deixou na mão, por sua estupides, Bruno Henrique, jogador sem sangue, sem alma, cozido, anda em campo, parece estar com a vida ganha, não cobre, não tem boa saída de bola, ou seja, não é protagonista de nada..
    Pergunto!!! Não estaria ai nossos problemas, porque vejam vocês, se mudou tudo no Palmeiras, menos esses dois, não seria a hora de sangue novo nessas posições que são talvez as mais interessantes num time, determinam as coberturas, as roubadas e saídas de bola, no flamengo se fala muito de vários jogadores, mas que esta jogando mesmo, articulando é W. Arão e Gerson.
    É fácil de observar que temos um buraco no meio campo, jogadores espaçados, ninguém se apresenta para receber, não há passagens, nossos volantes não se apresentam, se escondem do jogo, sem saber o que esse F. Mello não deve aprontar nos vestiários, com sua personalidade forte.

    Esta na hora de uma mudança forte, começando pelo gordo pançudo, Prass, Jean, Dracena, A. Carlos, Tiago Trombada, Hyoran, Deyverson, Borja, Henrique Dourado, definitivamente não da mais....

    Seria a hora de esquecer esse campeonato e fazer experiencias com Matheus Fernandes e com alguns meninos da base...

    Nei.

     
  • Às 11 de outubro de 2019 12:51 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    Como sempre, ótimo comentário de nossa querida Abea!

    Só discordo um pouco, bem pouco, um pouquinho mesmo sobre nosso sério Presidente.

    O moço não é do meio futebolístico como eram as "raposas" Zeze Perrela, Eurico, Koff, Juvenal e tantos outros.

    Estes caras (além de chatos) TODOS entendem/entendiam de futebol. O que não parece ser o caso de Galliote.

    Por isso ele delega este mister. Talvez peque exatamente nisso.

    Mas é um palmeirense sério e parece correto. Porém falta-lhe "panxe" do velho cartola boleirao.

    Sobre nossa nobre MÍDIA IMUNDA BRASILEIRA, agora estão plantando uma "briga" entre Dudu e Felipe Melo.

    Justamente os dois melhores CRAQUES do nosso time?

    Porque será? Kkkk Kkkk k

    Quem souber a resposta ganha um doce.

    Saudações Ester e todos os palmeirenses de boa índole que abrilhantam este blog.

     
  • Às 11 de outubro de 2019 13:07 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    Carissimo Nei, eu também já pensei como você sobre esta dupla de volantes.

    Pensei numa última chance para um dos dois e nesse caso opto por Felipe Melo, por ser craque e impõe respeito.

    Então de início, eu iria de Melo e esse Matheus Fernandes (que nem conheço muito o futebol na verdade).

    Se não engrenar, fim de ciclo pro "pitbull" também e ano que vem contratar um ou dois volantes jovens. Sadios e que corram por 3 ou 4 em campo (lembra de Gabriel Lessie e Tchê Tchê?).

    Acho que você matou a charada. O calcanhar de Aquiles pode estar sim na "volancia".

    Porém agora me deu um branco mental. Quem poderiam ser estes dois novos volantes?

    Eu NÃO arriscaria em categoria de base, pois como todos sabem, só considero um jogador pronto por volta dos 23/ 24 anos e o auge físico e técnico geralmente ocorre entre os 26 a 28 anos de idade.

    Saudações!!

     
  • Às 11 de outubro de 2019 13:29 , Blogger Irineu Curtulo disse...

    Também concordo com o Nei, pois nossos volantes são extremamente lentos, além do capitão - eu não entendo esse cara ser o capitão se nem mesmo abre a boca - ser um desinteressado por completo. Entraria com 3 zagueiros dando a devida liberdade aos dois laterais, pois esses jamais foram laterais, são alas que sabem atacar. Para isso teríamos que optar por um volante com muita força física e disposição - sei que não gostam do Tiago Santos, mas ele como carregador de piano é muito eficiente - lembram-se do Galiano e Amaral? -, o que não é o caso do FM. Traria com segundo volante o Rafael Veiga, que se movimenta muito - e estamos carentes de alguém que circule mais o campo.

     
  • Às 11 de outubro de 2019 14:12 , Anonymous Cláudio de MG disse...

    Realmente Curtulo. Galeano, muito menos Amaral eram primores em habilidade, más foram muitíssimo eficientes e se matavam em campo para potencializar o brilho de Alex, Djalminha Rivaldo e outros tais.

    O próprio Zinho, ex ponta versátil e habilidoso, de certo modo, também carregava piano para outros talentos bem melhores do que ele naquela época.

    Como você disse, eu também não descarto o dedicado Thiago Santos ou qualquer outro trombador, desde que com isso o futebol de Lucas Lima, Scarpa e até Ze Rafael (esse me desanima um pouco mais) possa finalmente desabrochar.

    Mais uma vez concordo, que um terceiro zagueiro realmente pode finalmente fazer valer o investimento em Marcos Rocha e Diogo Barbosa, dois ótimos ALAS, más fracos como laterais.

    Aliás, Diogo Barbosa era VOLANTE no Botafogo e Victor Luis o lateral. Quem sabe isso não poderia se repetir?

    Bruno Henrique não dá mais. Infelizmente.

     
  • Às 11 de outubro de 2019 14:39 , Blogger Libertad disse...

    Enquanto isso, amanha na arena, Sandy&Junior, show no dia do jogo contra os gambas e no jogo contra flamidia...!!!

    Amadorismo, planejamento zero..!

    Palmeiras precisa ser virado no avesso, chocalhar bem, para que saia tanta coisa ruim que tem lá...., aff..

    Nei

     
  • Às 11 de outubro de 2019 14:49 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Por quê não Felipe Mello terceiro zagueiro ?

     
  • Às 11 de outubro de 2019 15:08 , Blogger Libertad disse...

    Acho que se jogar com três zagueiros tem que manter F. Mello de volante, o passe dele é bom.

    Luan V. Hugo G. Gomes


    M. Rocha F. Mello D. Barbosa


    Veiga Scarpa Dudu


    L. Adriano


    Nei


     
  • Às 11 de outubro de 2019 15:23 , Blogger VERDE INSUPERÁVEL disse...

    Mais do que na volancia, justamente por ter ótimo lançamento, excelente passe curto e eficiente saída de jogo é que Felipe Mello se daria muito bem como zagueiro. Aliás, há muito essas são características essenciais a um moderno zagueiro do Futebol.

     
  • Às 11 de outubro de 2019 16:02 , Anonymous alcides drummond, o editor disse...


    Meus amigos

    Vocês não têm ideia de minha alegria ao ver as discussões em alto nível e sem a utilização de ofensas, termos chulos e palavrões. Continuemos assim. Cada qual expondo suas opiniões, aceitando as alheias tanto e quanto o contraditório e retrucando em alto nível. Abs (AD)

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial