Observatório Alviverde

14/10/2019

OS TÉCNICOS NÃO REPRESENTAM TUDO AQUILO QUE A MÍDIA E AS TORCIDAS IMAGINAM!!!


No futebol,  creiam, não existem milagres. Nunca existiram. Ninguém consegue fazer omelete sem ovos. Nem suspiro, tampouco!

Um time sem bons jogadores não chega a lugar algum e, para mim, os técnicos acabam -muito mais- sendo psicólogos, comandantes e motivadores do que propriamente estrategistas táticos.

O maior exemplo do que digo foi Osvaldo Brandão, ex-técnico do Palmeiras, do Curica e até da Seleção Brasileira. 

Conversando com um antigo jogador do Palmeiras ele me disse que as principais instruções de Brandão eram "vamos marcar, vamos pegar, vamos chegar, vamos tocar, pra cima deles, vamos lutar, vamos virar" e, praticamente, só emitia palavras de ordem.

E, no entanto, você junta os títulos de TODOS os técnicos dos vinte times do Brasileirão e não sei se serão suficientes para ultrapassar a soma das conquistas do velho gaúcho que chegou ao Palmeiras como jogador, contundiu-se seriamente, e virou um dos maiores técnicos da história.

O tal "futebol moderno", de técnicos tidos como "atualizados", só dá chabu, desmente os teóricos e a cada dia mostra a sua verdadeira face de imprevisível e imprognosticável.

Ontem, não fosse a obrigatoriedade imposta pelo 'moderníssimo' técnico do Athlético PR, (ele só ganhou status e fama em razão da estrutura do time paranaense) de seu goleiro sair jogando de dentro de sua pequena área como como exigem e valorizam alguns otários da mídia, não teria perdido a bola infantil que perdeu e o urubu carioca certamente teria levado chumbo na asa, pois era inferior em campo. 

Aquele gol, fruto do exacerbado orgulho e estupidez de quem gosta e quer parecer moderno, alterou, completamente o rumo do jogo, e, por conseguinte, do próprio campeonato. 

Foi algo tão absurdo, mas tão absurdo que passa-me pela cabeça a expressão "cobra mandada", mas esse é um assunto que prefiro não abordar por se tratar apenas de suspeita.


Essa onda de enaltecer o novo em detrimento do tradicional, virou mania da imprensa vassala, submissa e mera analista de resultados, colocando o Flamídia, também conhecido como FlaVAR, na condição de teto do mundo, mas arrefeceu bastante, após o jogo de ontem contra o Athlético em Curitiba. 

Parte da mídia e da torcida,  caíram na dura realidade de que o Flamengo não é o timaço extraordinário e imbatível que muitos estão proclamando, mas, apenas e tão somente, um bom time. Os jornalistas-torcedores e a outra parte, naturalmente, não!

O exagero midiático chegou a tal ponto que PVC, "êta" homem chato e sem desconfiômetro", teve a ousadia de comparar a campanha do Flamengo à dos times que lideram os principais campeonatos da Europa, concluindo que a campanha flamenguista é melhor que a de todos eles. 

Então eu pergunto: e daí? 

A título de que a estúpida comparação? O que tem a ver o o c... com as calças?

Eu jamais poderia imaginar que o servilismo midiático (com raríssimas exceções) chegasse a tal ponto de subserviência e exagero. 

Mas não é o "douto e letrado" PVC, uma espécie de  Arquimedes da bola de nossos tempos,  aquele que faz de conta que é palmeirense, quem sustenta as furadíssimas teses que dizem que "o maior e o mais cheio de rivalidade entre os  clássicos paulistas é o Bambi x Curica e que os Bambis têm mais torcida do que o Palmeiras"? Dizer mais o que a respeito desse bufarinheiro da informação?

Está muito visível que maior parte da mídia anda eufórica e vive uma alegria incontida -verdadeiro orgasmo- pela perspectiva real de o  Flamengo se tornar campeão brasileiro deste ano.

Essa alegria, só é comparável às vezes em que o Curica ou o Bambi estiveram em campeonatos nas condições atuais do Fla. Um exagero, um descalabro, uma falta de compostura, de ética e de respeito aos demais clubes!

Será que os jornalistas não se convencem que em qualquer lugar do mundo a supremacia dos clubes é sazonal e que o campeão de hoje pode ser o rebaixado de amanhã?

Após o Athético x Flamídia de ontem, malgrado a derrota dos paranaenses, todo mundo viu, sentiu e constatou que esse mito de técnico revolucionário atribuído ao português e de um Flamengo imbatível, amplamente cultuado e cultivado pela imprensa, é mera ilusão. Simplesmente, não existe.

O que existe, sim, (sempre existiu) é um favorecimento descarado ao time carioca dentro e fora de campo, verdadeiro "ôba-ôba", tanto e quanto uma série de artimanhas arbitrais que estão ajudando o FlaVAR a chegar ao título.

Não há como negar -reconheço- a ótima qualidade técnica do atual time do Flamengo que, neste momento, ESTÁ o melhor do Brasil. 

Mas, qualidade por qualidade, o Palmeiras chega perto, tanto e quanto o Grêmio, o novo time dos Bambis, o Curica e até o Cruzeiro, estivessem os mineiros em condições normais de vida.

Quero agora fazer uma comparação grosseira, mas que reflete a dura realidade que vivemos. 

Com o atual presidente da FPF corintiano fanático (desnecessário pleonasmo), atuante e partícipe, até Carile virou gênio, porquanto ele sempre jogou o paulistinha com quinze a seu favor, o time, o árbitro central, os bandeiras e o árbitro auxiliar.

Quando foi para ganhar o título do Palmeiras (vocês se lembram?) também entraram no time de Carile o representante e o próprio presidente da FPF pois o árbitro, que havia marcado o pênalti pro Palmeiras, sem o menor motivo, misteriosamente voltou atrás ao receber ordens extracampo e cancelar a marcação. E ele cancelou!

Em relação a Jesus está ocorrendo a mesma coisa. Com a arbitragem e a turma do Var no time e jogando juntos, mais o bom elenco que tem em mãos quem conseguirá tirar pontos do Flamídia?

Coadjuvado pelo sistema, Jesus já virou gênio, embora esteja, ainda, muito mais, para "jenésio, com j mesmo". Fosse ele tudo o que dizem não teria tido de migrar para o Brasil para trabalhar em time grande. Simples assim!

Ah, hão de dizer, mas o FlaVAR jogou sem Gabigol e outros titulares... 

Então, não é o português que é excepcional mas Gabriel Barbosa,  Diego, Arão, Caio, Bruno Henrique, Arrascaeta e os jogadores contratados pontualmente Rafinha, Filipe Luís e Gerson que fazem a diferença. 

Ninguém diz, por exemplo, que o Palmeiras só perdeu para o Grêmio porque seu segundo melhor jogador e líder, Felipe Melo, não atuou.

Poucos comentam que os reforços pontuais contratados pelo Palmeiras vieram contundidos e fora de forma, ou foram reforços, sim, apenas para os adversários. 

Ficou tudo na conta de Felipão, mas a conta teria de ser mandada para o negociante Mattos.

Em relação à uma improvável porém possível chegada do Palmeiras ao primeiro lugar do Brasileiro, se na prática é muito difícil, temos de ao menos torcer para que ocorra.

Vamos dar moral aos jogadores pois só uma campanha irrepreensível daqui até o fim do Brasileiro terá o poder de fazer com que esse milagre ocorra. 

Se não ocorrer, que ao menos classifique o time diretamente para a Libertadores e garanta a perspectiva da luta pelo maior título que um clube pode obter nas Américas e de olho em um segundo mundial de clubes. O primeiro eu ouvi pelo rádio!

COMENTE COMENTE COMENTE
PS- as opiniões dos participantes não refletem necessariamente o pensamento do blog e são da total responsabilidade de quem as escreve! (AD)  

7 Comentários:

  • Às 14 de outubro de 2019 18:55 , Anonymous Justo e Franco disse...

    Próximo jogo do Palmeiras fora de casa será contra esse atlético PR. Quero ser mico de circo se o Palmeiras terá a moleza que o boticário teve. Essa eu quero ver. Fui um dos que falaram que o Galo mineiro iria dar a vida contra o Palmeiras. Deu e depois tomou duas estocadas no meio do cerne do Flamengo e grêmio. Estocada com gosto. Vamos ver domingo a "facilidade" que o Palmeiras terá.

     
  • Às 15 de outubro de 2019 09:43 , Anonymous Verdinha disse...

    Ihhhhhh a turma dos mil personagens se morderam pq o Alcides escreveu umas verdades pra eles dias atrás kkkkkkkk

     
  • Às 15 de outubro de 2019 09:45 , Anonymous Josi disse...

    Ótimo assim verdinha, assim não precisamos ler textões que dão sono.
    Nem o gardenal está resolvendo.

     
  • Às 15 de outubro de 2019 11:13 , Blogger ester abea disse...

    amigos queridos

    a. primeiro o importante: que bom que o Camisa 10 lembrou do grande Brandao, tecnico fenomenal e que nos ajudou em tantos Títulos

    b. o tal Jesus tem um histórico esquisito: Filgueiras, Estrela Amadora, etc. Só timeco, sem que nunca, nunquinha, never, um grande da Europa ou A. Latrina o tenha chamado...nem para varrer o vestiário
    b.1 mas no Brasil a imprensa marrom quer coloca-lo no lugar de S. Hawkins da bola...eta país dominado pela imprensa do cocô

    c. hj cedo lembrei-me de Osório, tecnico do SPFW. Ele tinha estudado em grandes locais, e foi auxiliar em grandes clubes(bem diferente do SPFW que é a terceira força). Contudo, a imprensa marrom o satirizava. Talvez o moço nao pagasse pinga para os focas...
    c.1 mas ao sair da terceira força SPFW , Osorio treinou o México e o Paraguay....melhorou, né

    d. agora, sem importância: essa Josi e Verdinha sao chatas, chatinhas, chatésimas...nada acrescentam ao OAV

     
  • Às 15 de outubro de 2019 12:49 , Anonymous Alváro Martins disse...


    Alcides
    Tá cheio de técnico assim do jeitinho que vc falou. É só blablabla e nada mais. Só que antigamente era pior ainda. Quando o Bahia foi campeão brasileiro em 59 o técnico era o Geninho mas quem dava as ordens e fazia as mudanças era o presidente Osório Vilasboas. Ele é que mandava no time. Se você tem um treinador de jogadas eficiente e um diretor que tenha prestígio com os atletas, tá tudo resolvido.Vc não precisa nem de técnico famoso. Concordo com vc que o melhor técnico é ter um time forte com jogadores de ponta. Um abraço a todos.

     
  • Às 15 de outubro de 2019 17:53 , Anonymous Enzo Palestrino disse...


    A mídia acha os treinado mais importante do que os boleiros mas não é. Se não tiver jogador de qualidade não tem futebol de qualidade. Foi burrice mandar
    Filipão embora. Mano é um Filipão mais educado. Nada mais que isto.

     
  • Às 15 de outubro de 2019 17:55 , Anonymous Enzo Palestrino disse...


    Onde está escrito treinado ler treinador.
    Me desculpem. Enzo

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial