Observatório Alviverde

13/03/2015

ESTA NÃO É A HORA DA CAÇA ÀS BRUXAS!


Image result for vou gritar para o mundo inteiro ouvir

Vou tomar emprestado ao Grupo Roupa Nova um verso da canção "Volte Pra Mim", e, com ele, abrir postagem: - vou gritar pra todo mundo ouvir!

Eu já estou gritando, pra todo mundo ouvir, que ainda não desisti de ganhar este Paulistão e nem vou abrir mão dessa possibilidade, muito real.

Não serão alguns tropeços contra os nossos maiores adversários, ainda que doídos, suficientes para retirar-me o ânimo e a esperança de contrariar a lógica ilógica das expectativas reinantes e levantar o caneco.

Compreendo o ambiente de tristeza e pessimismo que toma conta dos meus irmãos palmeirenses, e, até, de uma certa frustração. É natural! Temos de reagir! Vamos reagir!

Se vale como consolo e como fator de recuperação e de realinhamento mental e moral aos torcedores do Verdão, quero adiantar que o Palmeiras perdeu, em momento e contexto nos quais poderia perder. Menos mal que tenha sido assim! Ainda bem que foi assim!

Pensem, pois, todos, que estamos com um time novo, ainda em formação, que, sequer, completou três meses, se entrosando a cada jogo e em visível e sensível crescimento. Só não enxerga isso quem analisa resultados ou quem não queira enxergar!

Uma pena que Oswaldo e Mattos tenham interrompido o processo de formação da equipe, poupando, estupidamente, o time titular contra o Braga. Foi, efetivamente, um tiro no pé!

Muito pior foi que o estímulo e a motivação para a adoção de semelhante bobagem, partiu de alguns setores da mídia. 

Oswaldo e Mattos, infelizmente, caíram como patinhos, deram ouvidos e serviram de massa de manobra à deletéria mídia antipalmeirense, que nunca cessa a sua tarefa de promover sugestões absurdas e descabidas, visando a influenciar nas decisões e desestabilizar o time, de uma forma ou de outra. 

A satisfação da mídia, de noventa por cento dela, nos programas de TV, ao comentar a vitória santista, era notória, após ter conseguido o seu intento de tirar a sequencia de trabalho e de desestabilizar tática e tecnicamente o time que vinha tão bem e com tão boa sequência.

O time do Palmeiras, que continua em busca da definição dos onze titulares e, sobretudo, de entrosamento, jamais poderia ter abdicado de colocar em campo seu time principal, contra o Bragantino. 

Aliás, em que pesem os comentários contrários de tantos palmeirenses, eu considero o time base muito bem escolhido por Oswaldo de Oliveira, no universo dos jogadores que ele têm a disposição, salvo uma ou outra situação pontual. 

Apesar das críticas, o trabalho de Oswaldo é bom, mas só vai convencer, plenamente, a partir de quando ele começar a vencer os clássicos. 

Os dez clássicos sem vencer, do Palmeiras, não podem, todos, serem colocados na conta de Oswaldo que disputou, apenas, dois e ainda tem créditos porque os clássicos que perdeu não eram decisivos. O próximo clássico contra os bambis, também não será!

A derrota de quarta-feira para as sereias da Vila, detonou a ira de muitos torcedores que, fora de hora e com muita antecedência, iniciaram, como de hábito e tradição, uma desnecessária "caça as bruxas". 

O momento para atitudes drásticas e radicalizações não é este. É preciso ter calma, muita calma, esperar o tempo passar e aguardar o desenrolar dos acontecimentos.

Sei que alguns aspectos negativos começam a saltar aos olhos da torcida que começa a ver defeito em tudo e em todos, e isso é muito perigoso. 

O hiato decorrente do jogo contra o Braga, aparentemente de somenos importância, por incrível que pareça, vem sendo o elemento detonador e antecipante de revolta da torcida que pode passar ao time uma certa instabilidade emocional.

Entretanto, advirto aos palmeirenses, é preciso muita cautela, muito cuidado com as radicalizações, sobretudo em relação às análises precipitadas do potencial dos jogadores.

Fique claro que muitos deles, que não rendem tanto num contexto tático, podem, perfeitamente, explodir sob outras circunstâncias e vice versa. 

O futebol, acima de tudo é adaptação ao grupo e casar características. Objetivamente, é a adaptação de um indivíduo que sabe jogar a um sistema de jogo adredemente preparado.

Repito que, nas circunstâncias atuais,  a escolha do time titular por parte de Oswaldo foi correta, mas o que me preocupa é a pequena evolução tática da equipe, ao menos até agora.

Conquanto eu discorde dele em alguns pequenos detalhes, da mesma forma que todos os que escrevem neste OAV creio que, com o passar do tempo e os jogos ele vai chegar ao seu objetivo de montar um grande time. Se Roma não feita em um dia, menos ainda o time do Palmeiras. Temos de esperar e acreditar.

É natural que ocorram as discordâncias em relação ao trabalho do técnico! O que não pode é existir, neste momento de transição e espera,  são os comentários pessimistas, venenosos e destrutivos. 

Declino, então, as minhas considerações, dúvidas, discordâncias e preferências.

Prass é absoluto no gol, mas João Pedro é craque na posição e, como craque, tinha de ser o titular. Ainda mais depois do baile que Lucas levou ontem na Vila, mostrando que também como marcador é inferior a João Pedro.

O que não pode é o torcedor palmeirense arrasar Lucas, colocando-o como "cocô do cavalo do bandido" e incapaz de vestir a camisa palmeirense. 

A preferência de Oswaldo por Lucas, tem tudo a ver com a confiança do treinador nesse corretíssimo e dedicado profissional (lembrem-se de que ele jogou muitos jogos com a costela fraturada) com quem trabalhou tanto tempo no Botafogo. Eu não concordo, mas respeito. Entendo as razões pelas quais o ex-botafoguense é titular.

Não comungo com as críticas fortes dirigidas ao argentino Tôbio, também um jogador sério e dedicado, de muito empenho e raça. Mas exigir que ele seja um Klebão, ou qualquer outro zagueiro categorizado do passado é demais. Se merecemos jogador melhor e que inspire mais confiança? É óbvio que sim!

Discordo das críticas radicais sobre Vitor Hugo que falhou em dois lances cruciais em dois clássicos, e, por isso, está sendo crucificado, com os torcedores se esquecendo de tudo de bom que ele vinha realizando até o clássico.

Muitos, irresponsavelmente,  já pedem a cabeça desse jogador,  o que, convenhamos, é um despropósito, e uma grande injustiça. 

No início eu era favorável a que o o garoto Nathan fosse o dono da posição, até que as boas atuações de Vitor Hugo me convenceram de que ele tinha condições de exercer a titularidade.

Diante das circunstâncias de haver falhando em dois clássicos, o que, na certa, deve lhe ter causado algum problema psicológico, eu aproveitaria o ensejo e entraria com Natham, que seria o meu titular, nas atuais circunstâncias do elenco. 

Por tudo o que vi, até agora, não creio que Zé Roberto, pela idade, aguente o repuxo de uma função que exige, a um só tempo, força, velocidade e resistência.

João Paulo contra quem a torcida já manifestou prevenção e rejeição, é uma boa alternativa e ele provou isso, anteontem, contra o Santos. Não entendo porque estão criticando tanto esse jogador, se ele foi um dos poucos que, literalmente, não morreu na praia! 

Infelizmente, como eu disse outro dia, ele é um forte candidato a se transformar, injustamente, em um novo Rivaldo, o genérico.

Agora vejam como eu tinha razão, há três meses,  quando disse que Mattos havia exagerado nas contratações e que seu trabalho deveria ter sido realizado aos poucos, pontualmente, em cima do elenco do ano passado.

O Palmeiras já tinha (e tem) , uma defesa pronta, jovem e de boa qualidade, completamente pronta, mesmo antes de Oswaldo assumir: Prass, João Pedro, Tóbio,  Nathan e Vitor Luís. Pelo entrosamento que o quinteto possuia, já não teríamos a defesa formada? 

Sei que Oswaldo jamais faria isso, mas se ele tivesse a humildade de colocar em campo essa defesa, já teríamos mais da metade do caminho do entrosamento devidamente percorrido.

No meio de campo, pelo que vi ontem, no clássico, acho pouco provável que Gabriel, apesar do fôlego e do empenho, segure a titularidade. Entendo que o sacrificado seja ele, a partir do momento em que o Palmeiras estiver com Cleyton Xavier apto a jogar e em hipótese mais remota, Valdívia.

São infinitas as alternativas com as quais o Palmeiras conta nesse setor e não seria exagero afirmar que Mattos (e Oswaldo) usaram o método Licor de Cacaú Xavier para contratar meio-campistas e atacantes.

De acordo com a propaganda que esse produto fazia na TV,  o número um servia para excesso e o  número dois, escassez. Por analogia, temos excesso de meiocampistas e escassez de atacantes.

Mesmo com o excesso de atletas tecnicamente mais credenciados, Amaral, jogador forte, vocacionado à marcação, daqueles que sobem pouco ao ataque, mas realiza com perfeição o trabalho de cobertura dos avanços dos laterais, tem tudo para ganhar a titularidade. 

Os outros jogadores, dois ou três, dependendo do esquema, serão escolhidos de acordo com as necessidades, premências e preferências de Oswaldo. Ao que tudo indica, a posição terá Valdívia, Robinho e os complementos. Se Valdívia renovar e, principalmente, jogar, estaremos bem no filme.

No ataque, eu iniciaria um novo ciclo com Dudu e Leandro Pereira, hoje, agora, já. Mas tenho restrições em relação a Dudu.

Velocíssimo, driblador, ótimo atacante, Dudu cai como uma luva  para esquemas de contra-ataque. Ele jogava assim, com Felipão, como um autêntico peladeiro, sem observar, tanto, o posicionamento. É assim que ele rende muito mais. 

Para jogar, esquematicamente, como atacante de construção Dudu de ser um pouco mais corporativo, menos individualista e jogar mais, coletivamente, sem prender tanto a bola. Que, apesar das restrições, é um jogador de qualidade, ninguém pode negar.

Leandro Pereira, contra o Braga, deu um toque magistral de calcanhar, daqueles de improviso, desconcertantes, que matou a inexpugnável retranca do time do interior e proporcionou a Rafael Mendes o gol que levou o Verdão ao triunfo.

Estou citando o lance para mostrar que o garoto sabe jogar e que se tivesse mais oportunidades, "em meu entendimento, em meu entendimento, em meu entendimento", digo três vezes para deixar bem claro, seria o titular. Ele é muito melhor e tem muito mais bola do que o limitadíssimo pedestrianista Cristaldo!

Em suma, meus amigos, este não é o momento de abandonarmos a nossa nau. Fomos bombardeados, terrivelmente, pelos nossos inimigos, mas suportamos as baixas e, o que é mais importante, não estamos à deriva.


Eis a relação dos jogos que o Palmeiras ainda tem a cumprir:

15/03, domingo, às 11 H, contra o XV de Piracicaba, na Allianz Arena.
22/03, domingo, às 19,30H, contra o São Bernardo, no Estádio 1º de Maio.
25/03, 4ª Feira, às 22,00 H, contra os Bambis, na Allianz Arena.
29/03, domingo, às 18,30 H, contra o Red Bull, no Moisés Lucarelli em Campinas
05/04, domingo, sem horário marcado, contra o Mogi, na Allianz Arena.

São cinco jogos entre os quais um clássico, tempo suficiente para que, em não fazendo outra bobagem de poupar jogadores, o Palmeiras volte, novamente, à sua rota de ascenção.

A minha fé no titulo reside no fato de o Palmeiras subir de produção e chegar ao topo da curva de ascendência, justamente quando os nossos adversários, que cresceram antes, nesta temporada, já estiverem na descendente. É bem possível que venha a ocorrer.

VOCÊ ACREDITA NO VERDÃO?

OU ACHA QUE JÁ RODAMOS NESTE PAULISTÃO?

COMENTE COMENTE COMENTE 

20 Comentários:

  • Às 13 de março de 2015 10:17 , Anonymous Anônimo disse...

    Vou replicar meu comentario do outro post (postei minutos antes desse post ser aberto) porque tem muita coisa a ver. E também concordo, o campeonato não acabou!


    Vamos por partes. O elenco é totalmente novo. Os 3 setores (defesa, meio-campo e ataque) não estão devidamente entrosados. E como um todo ainda não está formado o sistema defensivo/ofensivo (recomposição, posicionamento, atacantes ajudando a marcar, etc. )
    Isso pode levar tempo. E não há garantias de que os atuais jogadores conseguirão fazer isso, talvez seja necessário trocar algumas peças que, na teoria, deveriam funcionar. Eu acredito que esse elenco vai dar liga somente pro segundo semestre.
    Apesar de gostar da ideia de montar um time a partir do ataque, na prática, hoje em dia isso é muito díficil. É mais facil montar um time a partir da defesa, meio campo e, finalmente o ataque.
    O grande trunfo dos gambás é que desde 2008 só tiveram 2 técnicos, que mantiveram o mesmo sistema defensivo, apenas trocando jogadores (alguns depois de anos)e aperfeiçoando o esquema (linha de impedimento de Tite). Com isso até um zagueiro ruim (caso do atual Felipe)entra no time e joga bola. Na pratica, do goleiro ao segundo volante a base tática é a mesma há anos, só variando os meias armadores e os atacantes. Isso levou anos para ser feito.

    Será que vamos ter paciência para aguardar isso ocorrer ? No mercado não temos mais Luxemburgos da vida brotando a todo instante.

    Qto ao Valdívia, prefiro não opinar (mantenho a minha opinião), além de não gostar da idéia de um time ser refém de um jogador, de um "Messias" que vai voltar e salvar tudo. No futebol moderno isso não pode ocorrer.

    Enfim, acho que ainda é cedo para desespero. O fraquíssimo campeonato paulista ilude, temos que ficar atentos a isso.

    Ezequiel

     
  • Às 13 de março de 2015 11:45 , Anonymous VERDÃO INCONDICIONAL disse...

    PARA NOSSA REFLEXÃO DIRETO DO PTD:Alguns times jogam para ganhar campeonato, enquanto outros para ganhar jogo específico.

    Alguns times jogam para encontrar o equilíbrio necessário e seguir rumo a objetivos maiores e melhores, enquanto outros para iludir seus torcedores apaixonados.

    Alguns times jogam para uma galera passional, enquanto outros para entusiastas que preferem aguardar mais alguns acontecimentos.

    Tomando como base única o jogo de quarta-feira, em qual modelo a “Sociedade” melhor se encaixa?

    Cuidado ao ajuizar!

     
  • Às 13 de março de 2015 11:46 , Anonymous VERDÃO INCONDICIONAL disse...

    Vai demorar um pouco, mesmo se ganharmos o paulista, vão dizer que não vale nada, se ganharmos o brasileiro, vão dizer que precisa ganhar a libertadores... quando se derem conta que vivemos outro momento, quando os queridinhos da mídia começarem a quebrar (já tem notícia de um timinho aí da marginal sem número que não paga os jogadores), quando perderem seus jogadores e não reporem, quando começarmos a ganhar tudo, aí vão acordar e ver que a realidade é outra. Nós sabemos o que o Palmeiras está fazendo, estamos ansiosos, querendo o resultado já, mas temos consciência que o projeto só começou, a casa cheia e os números do Avanti mostram isso.

     
  • Às 13 de março de 2015 11:48 , Anonymous FERNANDO VERDE disse...

    Estamos vendo más não nos damos conta de que demais times estão passando o que o verdão passa, o que já era campeão da libertadores ganhou ontem do fortíssimo S. Bento, para equiparar a todos os times que o verdão enfrentou e que imprensa já os classifica, o que acha que será campeão da libertadores também ganhou do espetacular S.Bernardo pelo placar elástico como muitos criticaram nossa vitória frente ao Bragantino, assim sendo, amigos palmeirenses...vamos continuar a acreditar e ser sim o diferencial como sempre fomos. NOSSA TORCIDA É MARAVILHOSA E DETERMINADA, NÃO FOGE A LUTA!!!

     
  • Às 13 de março de 2015 12:21 , Anonymous Fernando disse...

    Sinceramente acredito no Palmeiras, temos um elenco nos dias de hoje com várias opções ao técnico, tenho convicção de que com entrada do Mago nosso time será o que esperamos que seja, temos Xavier que também fará a diferença. Vamos confiar e crer, pois veja bem!! quais dos adversários podemos falar que tem o que temos? Elenco e reservas? Nenhum deles ao meu ver, o diferencial é que jogam a mais tempo juntos e nada mais, entrosamento nós também conquistaremos, basta termos a famosa paciência e calma!!! Às vezes eu me dou conta e já estou criticando, más conto até 10 ou 100 e reflito..será que ainda não é cedo demais para time recém formado? Gostamos de ser imediatista e resultados para ontem, dado os últimos anos, tivemos fatalidade e jogadores estão nos conhecendo, todas as entrevistas dizem de "nossa torcida", vem de times com torcidas infinitamente inferior a nossa, estão assustados, nós vamos incentivar e apoiar, que eles façam tão somente sua parte!! O tempo é o melhor remédio, nas derrotas vamos tirar as lições para vitórias que com certeza virão.

     
  • Às 13 de março de 2015 12:41 , Anonymous VERDE ROXO disse...

    Fernando, concordo com que disse relativo a time e reservas, temos o que muitos não possuem é fato. Más entendo que gostaria de ver evolução no time, que na minha opinião não vejo, acredito que jogadores vindos de times menos expressivos estão sentindo o peso da camisa e da torcida sim, técnico é que tem a obrigação de resolver isto, nem time base vejo que ainda definiu, quando vamos ter o entrosamento colocado por você? Eu como você já estou contando 1000 e minha paciência sinceramente está esgotando!! Não deixarei de apoiar nunca...meu ingresso está na mão para domingo.

     
  • Às 13 de março de 2015 13:06 , Anonymous NASCI PALMEIRENSE disse...

    COM A PALAVRA AROUCA DIRETO DO PTD:
    "A torcida está lotando o estádio e apoiado a gente, e isso nos motiva muito. Espero que este entrosamento com a torcida possa continuar, até porque queremos chegar ao mesmo objetivo. Eles querem o título e nós também, estamos nos doando bastante para fazer os torcedores felizes" comentou o jogador.

    "A gente fica impressionado. Jogando aqui em nosso estádio, lotado e bonito, com a torcida gritando a todo momento, isso arrepia, ela nos motiva" completou.

     
  • Às 13 de março de 2015 13:52 , Anonymous VERDE PAIXÃO disse...

    DENUNCIA E SUSPEITA LEIAM:
    http://blogdaclorofila.sopalmeiras.com/
    Tumultos e ações suspeitas por policiais em jogos no Allianz Parque.

     
  • Às 13 de março de 2015 14:12 , Anonymous Anônimo disse...

    Alcides,

    Eu sou um dos querem a cabeça do Victor Hugo e principalmente do Lucas.

    Contudo, ok... vamos dar mais tempo pra eles.

    Mas... precisamos - repito PRECISAMOS !!! - ganhar dos bambis.

    Temos que entrar com a faca nos dentes e sangue nos olhos.

    E jogar como se fosse o último jogo da vida.
    Temos que resgatar a confiança do torcedor e dos jogadores.

    O objetivo é chegar na semi, possivelmente contra os gambás, com o moral e confiança elevados.

    Não podemos mais ter times sem gana de vencer.

    Abraço, Hudson

     
  • Às 13 de março de 2015 14:24 , Anonymous VIM E VENCI!! disse...

    O Allianz Parque foi interditado para sediar as Olimpíadas de 2016....

    O argumento é que seriam necessários algumas reformas no estádio....Que P..r@ é esta??!!

    O estádio "Gambazão" não necessita dessas reformas, segundo o COI....

    Vai entender esses caras?

    De qualquer forma, o problema é das Olimpíadas que não terá o melhor estádio do mundo.....

    Eu não queria mesmo, prefiro ver o Palmeiras jogando lá do que seleçõezinhas meketrefes.......

     
  • Às 13 de março de 2015 15:11 , Anonymous Marco disse...

    Caro Ezequiel,

    Caso você se proponha a não opinar sobre o Valdívia, então não opine, mas não venha com opinião disfarçada, com mensagem indireta, ou opina ou não opina!

    Você escreveu:

    =============
    Qto ao Valdívia, prefiro não opinar (mantenho a minha opinião), além de não gostar da ideia de um time ser refém de um jogador, de um "Messias" que vai voltar e salvar tudo. No futebol moderno isso não pode ocorrer.
    ===========

    Agora mudou o discurso, ele é o Messias?
    Então time de futebol não pode ter jogador acima da média por este se torna um messias?
    Jogador desse tipo é problema ou é só para o Palmeiras que temos dependências, discurso que só se vê em relação ao nosso time. Não teria que ser problema para o rival e não para o clube dele?
    Marcos Assunção quando estava em forma e decidindo jogos a favor do Palmeiras com gols de falta também era prejudicial ao nosso time! Lembra-se disso?
    Guardadas as devidas proporções, Messi é um problema para o Barcelona e Cristiano Ronaldo um problema para o Real Madrid.
    Então vamos combinar o seguinte, ou continuamos debatendo sobre o Valdívia ou paramos por aqui. Fingir que não quer dar opinião para ficar dando indiretas e continuando com a campanha disfarçada é que não dá.
    Posso estar enganado e se estiver me desculpe por antecipação, mas por mim, acho muito melhor parar o debate por aqui, pois sua postura em relação ao jogador tem tudo de pessoal e nada racional, pois não adianta debater com quem faz questão de ignorar os fatos (e não adianta escrever que não ignora, pois ignora).
    Diagnóstico clínico comprovando lesões, aproveitamento de pontos com o jogador em campo, depoimento de inúmeras pessoas do ramo do futebol (e não de curiosos) atestando a qualidade do jogador, participação nos títulos conquistados e por fim a manutenção do time na série A, nada disso serve, basta baixar a poeira e volta você novamente com o mesmo discurso, os mesmo chavões, agora sob o disfarce de que não vai mais opinar.
    Já passou do estágio de opinião e passou a ser campanha contra o jogador, coincidentemente espalhada por toda a internet, com vários protagonistas desempenhando a mesma função de crítico coerente em defesa dos interesses do Palmeiras.
    Proponho a você o seguinte, se existe interesse em polêmica, vamos usar nossa participação nas redes sociais e blogs para cobrar destaque para a renovação do peruano Guerrero, aquele que nunca é chamado de peruano, aquele que tem uma fortuna para receber e pede outra fortuna para renovar.
    Não vejo matéria sobre isso e polêmica na imprensa.
    Vamos também pedir informações sobre os direitos de imagem atrasados nos bambis e porque isso saiu dos noticiários!
    Em pouco tempo, o Valdívia irá embora do Palmeiras e ai qual será o eleito ou qual assunto será assunto escolhido para ocupar os noticiários e proporcionar cortina de fumaça para rival do Palmeiras ter paz para resolver os seus problemas?
    Espero ter sido claro e que entenda pelo menos uma coisa, Valdívia é apenas a “bola da vez”. A postura da imprensa em relação ao Palmeiras e o comportamento de parte nossa torcida é que deveriam estar no centro das discussões.
    Então, a escolha é sua, paramos de falar do Valdivia sem indiretas, sem mensagens disfarçadas e vamos tratar de outros assuntos que nos interessam ou vamos continuar com essa novela?

    saudações palmeirenses

     
  • Às 13 de março de 2015 15:43 , Anonymous SOU VALDIVETE SIM!! disse...

    Como não dizer que "Valdívia" não seja o cara? Caso não aceitem a minha definição de "craque" que ao menos o identifiquem "muito acima da média". Não jogando e pelo que vemos temos a completa certeza de que com ele o time é outro e adversários se tornam outro, na verdade não dormem em pensar maneiras de detê-lo em campo, quantas vezes vimos isto, com porrada em cima de porrada com a conivência da arbitragem por inúmeras vezes e cegueira disfarçada da imprensa. Jogando então a confiança de todos nós verdadeiros palmeirenses é outra, pelo menos comigo, jogadas fora do normal, dedicação em cada lance, passes que enchem nossos olhos e deixam adversários boquiabertos. Me desculpem a todos que não pensam como eu, más "Mago" jogando ou não "sempre será lembrado"!!

     
  • Às 13 de março de 2015 16:35 , Anonymous Anônimo disse...

    Marco,

    Não me expressei bem, e isso te induziu a um erro.
    Quando me referi a um messias foi no sentido de que no futebol moderno não podemos depender de um único jogador, seja ele quem for, Messi, Ronaldo, Valdívia ou quem quer que seja. Por mais que agregue qualidade ao time, se a estrela (o messias que falei) se machucar, for expulso ou algo assim já compromete o time. Um elenco forte é melhor que um time que depende de um único atleta. Foi nesse sentido, ok ?

    Não quis discutir Valdívia, não foi a intenção, porque não chegaremos a um denominador comum e por que eu falei que não iria mais fazê-lo.

    De verdade, não quis polemizar. Mas relendo o meu texto, de fato pareceu uma crítica adicional. Minhas sinceras escusas.

    Ezequiel

     
  • Às 13 de março de 2015 17:15 , Anonymous Marco disse...

    Ezequiel,

    Eu sei que você é um grande palmeirense e por isso tomei a liberdade de escrever dessa forma.
    Estamos em uma fase que precisamos cada vez mais nos unir.
    Todo nós estamos aqui neste espaço por causa do Palmeiras.

    Infelizmente, pela internet em geral, não é possível ter essa comunicação.

    Acredito que esse ano tem tudo para o Palmeiras voltar a incomodar, apesar de alguns problemas iniciais do time e, se começarmos a incomodar, vão pegar cada vez mais pesado contra o Palmeiras.

    um grande abraço palmeirense.

     
  • Às 13 de março de 2015 17:23 , Anonymous VERDE PAIXÃO disse...

    Quase 17 mil ingressos vendidos de maneira antecipada para jogo de domingo pela manhã!!!
    Torcida do verdão é f..d@ mesmo!!

     
  • Às 13 de março de 2015 17:23 , Anonymous Marco disse...

    Citando agora Gabriel Jesus e um alerta feito por um texto do OAV.

    Esse garoto tem tudo para estourar no Palmeiras e também tem tudo para ser um novo alvo.
    Pouca gente notou que na primeira bola que ele pegou veio um santista para quebrá-lo.
    Depois, em quase todas as jogadas, as entradas sobre ele eram para intimidar, para quebrar.

    Alguém viu, leu ou ouviu na imprensa alguma referência a isso?

    Não tivemos no Palmeiras ninguém com malícia suficiente para chamar a atenção para a violência contra o garoto.
    Lembram-se da blindagem dada ao Neymar, no início de sua carreira no Santos?

    Gabriel Jesus hoje, tem cem por cento de simpatia entre os palmeirenses, mas se for realmente o que esperamos que ele seja, começará a ser caçado em campo e atacado fora dele, sem a defesa necessária.

    E logo, logo vamos enfrentar um time que tem por estratégia histórica quebrar os principais jogadores adversários.

     
  • Às 13 de março de 2015 18:21 , Anonymous Anônimo disse...

    PARA PROMOVER JOGO:
    XV de Piracicaba promove jogo com o Verdão com ironia: 'Café com bacon'

    Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/palmeiras/XV-Piracicaba-Palmeiras-brincadeir

     
  • Às 13 de março de 2015 18:25 , Anonymous MestredosMagos disse...

    VALDÍVIA X MESSI

    O Barcelona vive sem Messi?

    SIM.

    Mas com o Messi o Barcelona joga melhor?

    SIM.

    O Palmeiras vive sem Valdívia?

    SIM.

    Mas com Valdívia o Palmeiras joga melhor?

    SIM. SIM. SIM SIM.

    =====

    Não existe comparação do Messi com Valdívia fisicamente e nem tecnicamente falando.

    Mas não há como negar que o BArcelna respira Messi, assim como Palmeiras precisa de Valdívia.

    Não precisa ser necessariamente o Valdívia, mas que se tenha outro meia da qualidade e identificação com o clube.

    Que Valdívia continue, mas por jogo que jogar e de preferência, nada de Chile.

    Saudações.

     
  • Às 13 de março de 2015 18:37 , Anonymous JJ disse...

    PERDEMOS PRO SANTOS MÁS NÃO PERDEMOS O CAMPEONATO O IMPORTANTE E CLASSIFICAR

    NA RETA FINAL! NO FRIGIR DOS OVOS TENHO
    CERTEZA QUE O TIME VAI CHEGAR NA FINAL.

    NAS SEMI FINAIS E NA FINAL OSVALDO DE OLIVEIRA JA TEM O DEFINIDO



     
  • Às 13 de março de 2015 20:12 , Anonymous Anônimo disse...

    Importante esse aviso de como estão tratando o G. Jesus. No Palmeiras, quem se destaca é caçado em campo com anuência da imprensa.

    Não duvido que o garoto se torne um Valdívia, bichado por defender nossas cores. Outros times também têm jogadores de destaque, mas são intocáveis.

    Podendo jogar sem levar pancada é melhor, não é? Certos timecos até conseguem vender pernas de pau por milhões, só na base do MKT e protecionismo.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial