Observatório Alviverde

22/07/2017

UM PALMEIRAS DIFERENTE AMANHÃ NO RECIFE CONTRA O SPORT!



Dudu, Guerra, Willian, Tchê Tchê, Felipe Melo, Borja e Michel Bastos estão fora do jogo de seis pontos que o Palmeiras faz amanhã na Ilha do Retiro contra o Sport.

A ordem dos nomes da lista de ausentes, ao menos para mim, representa a importância de cada um no jogo deste domingo contra os pernambucanos.

Entre todos é claro que quem vai fazer mais falta será Dudu por sua condição de craque e de jogador desequilibrante e decisivo capaz, às vezes, de resolver mediante jogadas individuais, o destino de um jogo.

Depois dele o segundo em importância é Guerra, o único armador efetivo com que conta o elenco, ressalvada a condição de noviço de Raphael Veiga que Cuca insiste em esconder.

É lamentável e inacreditável que Cuca opte sempre por seu "compadre Zé Roberto", já veterano, cujo passado respeitamos muito, mas sem a forma física compatível com as demandas do futebol atual, e, pior, improvisado.

Aliás todos os técnicos que passaram pelo Palmeiras tentaram colocar Zé no exercício dessa função, lembram-se? 

Entretanto, nenhum deles conseguiu, visto que ZR não rendia satisfatoriamente no exercício da função de armação por sua condição de jogador de passe curto, horizontalização de jogo, pouquíssimas chegadas ao ataque e raríssimos arremates. 

A conclusão a que se chega é a de que não será agora que ZR, depois de velho irá render suficientemente para atender as demandas do time!

Esse problema, aliás, apenas será solucionado com a volta de Moisés e, ainda assim, só quando ele retomar seu ritmo de jogo. 

Por suas características Moisés era onipresente em campo, defendendo ou atacando, tornando desnecessária a existência de um armador tradicional, haja vista que ele acumulava todas as funções de "volância" e armação e, por acréscimo ainda fazia muitos gols.

Na ordem de importância dos ausentes agora vem Tche-Tchê jogador que representa muito no esquema, tanto para defender como para apoiar, mas principalmente para defender.

Versátil, tem capacidade suficiente para exercer várias funções é um jogador tanto e quanto Moisés, daqueles a quem chamamos de "jogador total", isto é, que atende todas as demandas de seu treinador. 

Tchê será uma ausência por demais sentida, ainda mais considerando-se que o Palmeiras não tem um substituto à altura e que realize todas as tarefas que ele realiza quando entra em campo.

Felipe Melo é um guerreiro, bom marcador, de excelente passe e ótimo toque de bola, mas sua ausência não será tão sentida em face de sua instabilidade de sua escalação no time principal do Verdão. Ele está sempre, muito mais, fora do que dentro!

Borja e Michel Bastos estão quase que em um mesmo patamar de importância, isto é, quase nenhuma. São dois jogadores que, ao menos até agora, não conseguiram render tudo o que sabem e podem com a camisa do Palmeiras.

Em minha avaliação, o problema maior reside no fato que nenhum deles consegue jogar no estilo vibrante exigido por Cuca e em razão disso são aproveitados apenas na medida do possível ou das necessidades do time.

Ninguém sabe qual o time que Cuca colocará em campo amanhã contra o Sport e nem quem serão os substitutos dos sete ausentes,  Dudu, Guerra, Willian, Tchê Tchê, Felipe Melo, Borja e Michel Bastos.

Aprioristicamente tem-se certeza, apenas, de que Jailson será o goleiro, que Dracena retorna à quarta-zaga em faz dupla com Mina e que Róger Guedes está garantido no ataque.

Outra certeza é a de que o atacante Deyverson, que teve a estreia antecipada para amanhã em razão de tantos problemas no elenco, segundo declarou Cuca, jogará uma parte do jogo, não se sabendo se no primeiro ou no segundo tempo. 

Como de praxe, ainda que correndo o risco de perder, Cuca deve ter reservado um lugar no time para seu compadre ZR, possivelmente lugar de Guerra.  

As alternativas de escalação mais prováveis estão na seguinte relação:

Jailson; Mayke, Yerry Mina, Edu Dracena (Luan) e Juninho (Egídio); Thiago Santos (Zé Roberto) e Bruno Henrique; Keno, Raphael Veiga e Erik; Deyverson (Borja)

O sexteto de arbitragem para amanhã é todo goiano e será comandado por Eduardo Tomas de Aquino Valadão, que este ano não apitou nenhum jogo do Verdão.

O assistente um é da Fifa e atende pelo nome de Fabrício Vilarinho da Silva. O assistente dois é da CBF, Christian Passos Sorense.

Edson Antonio de Souza é o quarto árbitro e o adicional um é o veterano Elmo Cunha e o dois, Bruno Rezende Silva.

De minha parte não tenho suspeitas ou reclamações antecipadas a fazer em relação ao sexteto arbitral.

Pergunta final, inevitável.

Com sete desfalques, um time mutilado e -pressupõe-se- desentrosado:  

O Palmeiras de Cuca tem condições de derrotar esse time do Sport comandado por Luxa, em franca ascensão, jogando em casa e com um ponto a mais do que o Verdão, 25 x 24?

COMENTE COMENTE COMENTE 

8 Comentários:

  • Às 22 de julho de 2017 09:42 , Anonymous Sei de tudo, mas sou aberto a ouvir opiniões disse...

    Sei de Tudo estará com um olho, não no peixe e outro no gato, mas no jogo, óbvio, do Palestra e outro no jogo do FlaCheiro x White Leg, para conferir, não a veracidade dos fatos, mas sim a atuação da arbitragem, depois do ataque histérico (premeditado ou conveniente?) que o presidente Bandeira Branca de Melo teve na quarta, tema que levantei e que passou BATIDO por aqui. Será que a arbitragem fará o serviço sujo para eles desta vez? Será que a arbitragem do jogo do Palestra, depois do fuzuê criado por Bandeirinha na quarta, entrará meio que com a faca, canivete, punhal, soco-inglês no pescoço? Será que surtirá efeito a gritaria de quarta? A imprensa comprou, não um terreno de 1.200 m2, mas a idéia que o Palestra foi beneficiado e o Flambado, tadinho, prejudicadissimo. À conferir.

     
  • Às 22 de julho de 2017 10:33 , Anonymous Nei Verde disse...

    Eu nunca vi, em toda história, um palmeiras jogar um campeonato tão desfigurado em suas escalações, tantas são as mexidas, por td q é motivos, imagine vcs até o q aconteceu com o Guerra..!
    É muito olho gordo, inveja, desejos negativos de fora.
    O Palmeiras precisa se fortalecer contra as investidas do mal.
    Sempre tivemos vários jogadores religiosos no time, Evair, Zinho, César Sampaio, Marcos..etc.., e isso tb faz falta, no momento ha muita ostentação, vaidade até dentro do próprio clube, Leila, Nobre,Mustafa, e tb somos muito invejado, precisa vigiar.!

     
  • Às 22 de julho de 2017 11:10 , Anonymous Marcelo Jose disse...

    Scout do Juizão

    Eduardo Tomas de Aquino Valadão

    Resumo das partidas
    Jogos Aprov V E D GP GC SG
    2 100,0% 2 0 0 7 1 6

    Bem diferente do Jailson baiano.

    Fonte Verdazzo

     
  • Às 22 de julho de 2017 11:11 , Anonymous Marcelo Jose disse...

    Ficou desconfigurado mas dá pra entender

     
  • Às 22 de julho de 2017 13:16 , Blogger Roberio BA disse...

    Boa tarde, alviverdes! Ansioso tanto pelo jogo quanto pela escalação, torcendo pra que Cuca dê chances aos garotos do meu campo, e na expectativa da estréia de Deyverson, tou acreditando nesse aí, oposto de Borja que chegou cheio de limpas, Deyverson é humilde e não traz grandes expectativas, o que alivia a pressão, tenho certeza que nos lembraremos de Oséas, me parece estilos semelhantes. Quanto a poupar jogador, infelizmente hoje é necessário, até acredito que cuca errou em ter escalado tanto o Willians se tínhamos Borja pra e se adaptando melhor, no mais ótimo jogo e excelente final de semana pra todos. Palmeiras sempre.

     
  • Às 22 de julho de 2017 21:16 , Anonymous Anônimo disse...

    grande Alcides

    Foi com chateação que percebi alguns comentários removidos. Como vc sou palmeirense da velha guarda, embora contráriamente a vc não presenciei o Verdão Campeão do Mundo em 1951.
    Considero a vc e a todos daqui como amigos. Tanto é que sempre disse "amigo isso", "amigo aquilo". Também considero o blog brilhante, frequentado por palmeirenses de nível excepcional.
    Não posso nem quero causar empecilhos a quem tanto admiro(Alcides) tampouco ao blog que tanto gosto.
    De outro lado, fique claro que quando escrevo sobre a imprensa marrom, creio manifestar -com grande ironia, admito- a opinião de muitos participantes.
    Minha irritação com a Folha de S. Paulo e com Telê também é notoria. Claro que muito do que escrevo tem um viés exagerado. Especialmente quando falo de imprensa marrom, Folha, SPFW, Telê, Trajano e Q Fure. Mas creia-me grande Alcides, acho que boa parte dos palmeirenses tem bronca destes personagens. E apenas os ironizo.
    Falei que a FSP publicou que é de bom gosto assistir shows com homens nus. Não minto. Saiu mesmo.
    Mesmo assim, deixarei de escrever por uns tempos.
    Se a gloriosa SEP me der nos nervos com um de seus(lastimavelmente) comuns erros admnistrativos ou esportivos, sou capaz de voltar a escrever.
    Por enquanto, dou um tempo.
    Deixarei o machão Q Fure(e seu amigo másculo e agreste) tranquilos, por enquanto.
    E deixa a Folha falar que homem nu rebolando é "bom gosto". Tem gosto pra tudo.
    Um abração a vc e a todos os meus amigos deste belo espaço.

    Ester Abea

     
  • Às 23 de julho de 2017 01:13 , Anonymous Alcides Drummond, o editor disse...

    Prezado Ester

    Não podemos insinuar que fulano ou beltrano seja isso ou aquilo, pois corremos o risco de processos judiciais.

    Pra que correr esse risco?

    Seu texto é ótimo, suas ideias excelentes, sua abordagem dos assuntos da mesma forma.

    Fica mal pra você e pra mim, dizer, afirmar ou insinuar que fulano é homossexual que beltrano bicha é e assim sucessivamente.

    Abordemos os temas exclusivamente do ponto de vista jornalístico pois vc tem ótimas idéias, larga visão, ampla capacidade para tal se constituindo em um dos ótimos articulistas deste OAV.

    Espero que vc me compreenda e deixe de lado a abordagem referente aos Jucas da Vida a não ser quando ele emita comentários prejuduciais ao Palmeiras, porém sem a tal conotação sexual que todo mundo do blog já está careca de saber.

    Um Abração deste editor AD.

     
  • Às 23 de julho de 2017 05:59 , Anonymous Verde Insuperável disse...

    Abea: Eu também DETESTO o arrogante, cínico, soberbo, parlapatao, dissimulado e egocentrissimo Quifuri. Mas, como diz o ditado, quem tem "roda", tem medo. E o cara é um dos campeões em processar desafetos, sempre posando de indignadinho. E como muitos juízes gostam de flash, às vezes ele ganha. Melhor não mexer com ele. Ao menos nosso bolso ficará em paz. Mas que dá uma raiva, isso dá.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial